sábado, 16 de maio de 2009

AS NOTÍCIAS

O sábado amanheceu muito frio, aliás, de acordo com o que previam os meteorologistas. Mas o dia está muito bonito, sol brilhante, quase nenhum vento. Parece que o final de semana vai ser bom, ao menos em termos de tempo e temperatura.
Quem como eu foi dormir mais tarde ontem, certamente já terá ido para baixo do cobertor com a informação de que o Senado vai mesmo abrir uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), sobre a Petrobras. Quem não soube dessa história ontem, ficou sabendo dela hoje, pelos jornais matutinos, do rádio, da televisão e da Internet.
Segundo está hoje no jornal “O Globo”, do Rio de Janeiro, o que determinou a abertura de mais essa CPI foi o seguinte: há indício de fraudes em licitações de plataformas da Petrobras e de superfaturamento na Refinaria Abreu Lima, em Pernambuco. Também pesou o uso de artifício fiscal para pagar menos imposto desde o ano passado, coisa de R$ 4,3 bilhões a menos.
Quanto à ANP (Agência Nacional do Petróleo), há o caso do acordo com usineiros que resultou em pagamento de R$ 178,4 milhões aos empresários de cana e um dossiê com acusações de que diretor da ANP, Victor Martins, teria favorecido alguns municípios no repasse de royalties.
É óbvio que essa CPI vai dar muito que falar e muitos falarão, por horas se for possível, só para aparecer na televisão. O presidente Lula ficou uma fera quando soube da aceitação da proposta de CPI da Petrobras. Ele acusou os tucanos de serem “irresponsáveis” e “pouco patriotas”. “De repente, o PSDB ficou nervoso”, ironizou o presidente. “Acho estranho que um partido que já governou este País por oito anos tome uma decisão irresponsável como essa. Parece briga de adolescentes”, continuou Lula. Em nota, o PSDB rebateu as críticas dizendo que irresponsável é o “loteamento de cargos” da Petrobras.
Enfim, a nós, pobres mortais, só resta aguardar a seqüência dos acontecimentos...

sexta-feira, 15 de maio de 2009

CONSCIÊNCIA
(De meu livro “Palavras”)

A consciência não engana,
Nem pode ser enganada,
Quando nos fala, de dentro,
Traz a verdade incrustada.

Nos guia como uma bússola,
E nos conduz para o bem,
Mostra sempre o bom caminho,
E o que é justo também.

Por isso, ao refletir,
Como anda o seu viver,
Olhe bem a sua alma,
O profundo de seu ser.

E se um dia perceber,
Que existe algo a mudar,
Ouça a voz da consciência,
E lute para acertar.

Campeão!!!


Lívia Maria, minha neta, corintiana de nascimento e de coração, comemora a conquista do campeonato paulista pelo “Timão”, de modo invicto!

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Azeite de Oliva

Quando você vai ao supermercado em busca de azeite de oliva, leva um susto quando olha os preços das diversas marcas, todas importadas. Agora o Brasil vai produzir esse óleo, importante para a saúde humana. A primeira safra em escala comercial de azeite brasileiro deve chegar à mesa dos consumidores dentro de um ano. É o resultado de iniciativas da Empresa Agropecuária de Minas Gerais, que comprou maquinário italiano para prensar as azeitonas, produzidas na região da Serra da Mantiqueira.

Quando o todo poderoso fez as mães

Alô gente! Bom domingo, Feliz Dia das Mães e boa semana!
Este texto não é meu, mas, seja de quem for, é muito bem bolado no que concerne a uma definição do que seja a MÃE. Foi publicado na mais recente edição do jornal O PRATIANO, como uma homenagem que fiz para todas as mães leitoras do jornal. Boa leitura!
Gildo Sanches

Quando o todo poderoso fez as mães
Faz muito tempo, recebi este texto por e-mail. A informação é que o autor é desconhecido. Mas os personagens são conhecidíssimos, assim, considerei que hoje seria o momento de publicá-lo aqui neste espaço. Então, lá vai:
Quando o todo poderoso fez as mães, era seu sexto dia e estava fazendo "hora extra". Apareceu um anjo, dizendo: "Por que está levando tanto tempo para fazer esta?"
O todo poderoso respondeu: "Você viu a folha de especificações? Ela precisa ser completamente lavável, mas não de plástico, ter 200 partes móveis, todas substituíveis, alimentar-se de café preto e sobras, ter um colo que possa acomodar três crianças de uma só vez e desaparecer quando ela se levanta, ter um beijo que possa curar qualquer coisa, de um joelho arranhado a um coração partido, e seis pares de mãos".
O anjo ficou perplexo com os requisitos necessários. "Seis pares de mãos?! De jeito nenhum!", disse o anjo. Replicou o todo poderoso. "Bem, as mãos não são problema. O problema está nos três pares de olhos que as mães devem ter!"
"E esta é apenas o modelo padrão?" perguntou o anjo. O todo poderoso respondeu: "Sim, um par de olhos para ver através da porta fechada, quando ela perguntar o que seus filhos estão fazendo, mesmo que já saiba. Outro par atrás da cabeça, para ver tudo que precisa saber, mesmo que ninguém ache que ela pode. E o terceiro par de olhos está na frente da cabeça. São para olhar para um filho desnorteado e dizer que o entende e o ama, sem precisar proferir uma só palavra”.
O anjo tentou refrear o todo poderoso. "É trabalho demais para um único dia. Espere até amanhã para terminá-la". "Mas não posso!", protestou o todo poderoso. "Estou a um passo de terminar esta obra, tão cara a meu coração".
O anjo aproximou-se e tocou a mulher. "Mas o senhor a fez tão macia, todo poderoso". "Ela é macia", concordou o todo poderoso, "mas também a fiz bastante resistente. Você nem imagina o que pode suportar ou realizar".
"Ela será capaz de pensar?" perguntou o anjo. Replicou o todo poderoso: "Não apenas ela pode pensar, mas poderá argumentar e negociar".
O anjo então percebeu alguma coisa, e esticou-se para tocar a face da mulher. "Ora, parece que tem um vazamento neste modelo. Eu lhe disse que estava tentando pôr coisas demais neste aqui". "Não é um vazamento", objetou o todo poderoso. "É uma lágrima!". "E para que é a lágrima?", o anjo perguntou.
Disse o todo poderoso: "A lágrima é a maneira que ela tem de expressar alegria, pesar, desapontamento, sofrimento, solidão, mágoa, e seu orgulho". O anjo estava impressionado. "O Senhor é um gênio, todo poderoso. Pensou em tudo. A mãe é algo surpreendente!"