sábado, 17 de outubro de 2009

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Hoje está fazendo muito frio por aqui, em se levando em conta que estamos já, há quase um mês, na Primavera. Embora o sol tenha mostrado sua cara, os próximos dias deverão ser úmidos e chuvosos. Pela manhã eu ouvia a Rádio Bandeirantes de São Paulo, que transmitia diretamente do Autódromo de Interlagos, onde, amanhã, vai ser realizado o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1. A temperatura era de 16ºC, mesma temperatura da pista. Os pilotos mostravam-se preocupados. Até Barrichello, que gosta de correr na chuva, disse que seria melhor se estivesse um pouco mais quente. Vamos ver no que vai dar essa disputa amanhã!

● Os brasileiros perderam ontem para Gana, nos pênaltis, a disputa do título mundial de Futebol Sub-20. A equipe brasileira jogou bem, foi melhor que os adversários durante todo o jogo, mas foi infeliz nos arremates a gol. Da mesma forma como foram infelizes os meninos que cobraram nossos pênaltis. Estivemos por duas vezes com a taça na mão, mas ela não veio. Fica para a próxima!

● Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, o armistício entre o presidente da Vale, Roger Agnelli, e o governo Lula virá empacotado em um plano de investimentos de US$ 12 bilhões para 2010. Essa cifra supera em pouco mais de 30% os US$ 9 bilhões que serão efetivamente gastos pela empresa neste ano. Antes da crise, a Vale planejava investir US$ 14 bilhões em 2009, mas a forte retração mundial reduziu esse orçamento em US$ 5 bilhões.

● “Tudo bem, se esse investimento não for feito apenas para agradar o presidente da República”, disse ontem na televisão o ex-ministro, economista Maílson da Nóbrega. De fato, se o investimento decorrer do aperto do presidente Lula na empresa, outras tantas poderão também ser apertadas. Pelo menos foi isso que eu entendi a respeito da manifestação do ex-ministro.

● Perguntado sobre o pedido de informações de PSDB e DEM, que querem saber quanto foi gasto na caravana do governo pela região do Rio São Francisco, o presidente Lula reagiu dizendo que a oposição é ociosa. “Pobre da oposição, que não tem o que fazer. A ociosidade é uma das desgraças da Humanidade. Bote um bando de homens juntos, sem ter o que fazer... é a desgraça”, disse Lula.

● A oposição respondeu. Seus líderes reagiram chamando o governo de corrupto, arrogante e pouco democrático. “Ainda bem que existe oposição para fazer o governo recuar no conto do vigário da devolução do IR. O presidente está confundido oposição com subserviência”, disse José Agripino Maia, líder do DEM. A briga promete.

● As escolhas do Brasil para sediar a Copa de 2014 e do Rio para os Jogos Olímpicos de 2016 deverão fazer os investimentos em publicidade e ações de marketing crescerem de 40% a 50% em relação aos anos anteriores. Só em 2010, devem ser R$ 25 bilhões.

● O procurador-geral da República, Roberto Monteiro Gurgel, rebateu críticas feitas pelo presidente Lula aos órgãos de fiscalização por demora na execução de obras de infraestrutura. Gurgel declarou que é dever do Ministério Público “exigir a observância das normas, a começar da própria Constituição” e que “é algo que o próprio legislador constituinte de 1988 quis e devemos respeitar”.

● Relatório divulgado ontem pelo grupo ativista ActionAid põe o Brasil em primeiro lugar no ranking da luta contra a fome entre os países em desenvolvimento. Elogia, por exemplo, a redução de 73% da desnutrição infantil e 45% da mortalidade infantil nos últimos seis anos. O documento diz ainda que a maioria dos países ricos vem descumprindo suas promessas de aumentar a ajuda alimentar e agrícola dada aos países pobres. Segundo a entidade, o Brasil “mostra o que é possível fazer quando o Estado tem os recursos e a vontade política de reduzir a fome”.

● O ministro José Gomes Temporão (Saúde) anunciou na noite desta sexta-feira que a campanha de vacinação contra a gripe suína - a gripe A (H1N1) - será realizada entre março e abril do próximo ano no País. O ministro não prevê, entretanto, a imunização de toda a população, mas garantiu que as pessoas que fazem parte de grupos de risco serão vacinadas, ou seja, mulheres grávidas, idosos, crianças muito pequenas, profissionais da saúde, e pessoas de baixa imunidade. Nos Estados Unidos a vacinação já começou a ser feita.

● O horário de verão começa neste domingo e vai até 20 de fevereiro do ano que vem. Moradores do DF e de 10 estados terão de adiantar em uma hora os relógios. Por que será que os outros 17 estados não têm o horário de verão? A economia de energia é muito pequena, mas, dizem, evita-se sobrecarga nos horários de pico. Será?

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Ontem, no Jornal da Globo – o último da noite – chamou-me a atenção uma matéria sobre cachaça, a nossa “marvada pinga”. É uma bebida brasileira, que até pouco tempo era vendida lá fora como rum (?), e que agora tem um projeto de lei no Congresso Nacional que pretende oficializá-la. Só que a coisa está emperrada, porque os fabricantes não conseguem se entender sobre o que é cachaça e o que não é.

● Explico: é que existem duas maneiras de obter a bebida. Uma, por alambique, coisa tradicional, outra por colunas, coisa mais industrial. Para alguns, tudo é pinga e pronto... Para outros, uma é uma coisa, outra é outra coisa. E enquanto isso, nossa cachaça não é oficializada como bebida brasileira. Pode uma coisa dessas?

● Para facilitar a transposição das águas do rio São Francisco, o governo conseguiu a aprovação de um artigo que apressa a desapropriação de imóveis de utilidade pública, um dos principais entraves jurídicos que afetam obras federais. A mudança foi incluída numa MP sobre socorro financeiro a municípios, convertida em lei anteontem. A informação é da Folha de S. Paulo.

● Em Sertania, Pernambuco, Lula comparou a transposição do rio São Francisco a um projeto implantado no rio Tennessee em 1933, nos Estados Munidos, pelo então presidente Franklin Roosevelt. Esse projeto deu início ao conjunto de ações que ajudaram a tirar aquele país da depressão econômica iniciada em 1929. Será que são projetos iguais, ou pelo menos idênticos? Só o futuro dirá...

● De acordo com a rádio CBN, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que não haverá prorrogação do desconto do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para a chamada linha branca. Segundo a assessoria do ministro, o imposto poderá voltar a ser cobrado gradualmente. Mas, por outras fontes de informação, sabe-se que o presidente Lula já decidiu: vai prorrogar o desconto até o final do ano. Será que o ministro Mantega vai ter que recuar mais uma vez?...

● A dramática classificação para a Copa do Mundo de 2010 fez Honduras esquecer ontem a crise política que paralisa o país há meses. O governo interino decretou feriado e partidários e adversários do presidente deposto, Manuel Zelaya, celebraram juntos. Quem sabe o futebol não solucionaria essa encrenca hondurenha, tirando o Brasil do enrosco, não é mesmo?

● Foram 1.200 casas destelhadas após queda de granizo em Curitibanos (SC). O temporal na região Sul matou uma pessoa, feriu 28 e deixou 500 famílias desabrigadas no Paraná, além de causar falta de energia elétrica em 130 mil casas na região de Londrina. Terrível.

● Diante da contínua desvalorização do dólar ante o real, o governo já estuda a opção de retomar a cobrança do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) na entrada da moeda americana no Brasil, informa o jornal O Estado de S. Paulo. A medida funcionaria como uma espécie de pedágio ao ingresso de capital externo, que nas últimas semanas se intensificou e vem se tornando um problema para a competitividade dos exportadores brasileiros.

● O presidente americano, Barack Obama, deve visitar o Brasil no fim deste ano ou no início de 2010. A informação foi dada pelo embaixador brasileiro nos EUA, Antonio Patriota.

● Os EUA e parte do mundo pararam ontem para acompanhar, pela TV, o trajeto de um balão à deriva, que estaria levando um menino de 6 anos pelos céus do Colorado. Horas depois, descobriu-se que Falcon Heene estava escondido no sótão de sua casa. Molequinho terrível esse...

● O presidente Lula sancionou a medida que estipula um número único para os documentos dos brasileiros: RG, CNH, Titulo de Eleitor, etc., terão apenas um número. A mudança deverá começar a ser feita daqui a um ano.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

DIA DO PROFESSOR
Hoje é Dia do Professor, e eu não poderia deixar de registrar aqui meus cumprimentos a todos esses profissionais, os atuais, que ensinam minha neta Lívia Maria, e os antigos, que me ensinaram no passado. Ser professor hoje é muito difícil, muito mais do que no passado, quando os mestres eram muito respeitados. De qualquer maneira, sobra-lhes o orgulho de poderem afirmar que estão ajudando muita gente. Parabéns!

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Hoje, às 19 horas, a seleção brasileira de futebol enfrenta a Venezuela, em Campo Grande (MS), naquela que será a última partida das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010. A seleção não disputará essas eliminatórias com vistas à Copa de 2014, porque será o país sede, já antecipadamente classificada. Voltaremos a participar dessa competição daqui a oito anos. Tomara que o Brasil faça um encerramento à altura de suas tradições hoje à noite!

● Informa o jornal O Estado de S. Paulo de hoje que, em reunião realizada ontem entre ministros e o presidente Lula, Carlos Minc (Meio Ambiente) exibia um projeto prevendo a redução de 80% do desmatamento e o congelamento nas emissões de dióxido de carbono nos padrões de 2005, num cenário de 4% de crescimento econômico. Já Dilma Rousseff (Casa Civil) cobrou previsões para cenários de crescimento de 5% e 6%. No panorama da ministra, as metas para redução do desmatamento podem ficar inalteradas, mas as propostas para a emissão de CO2 têm de ser recalculadas para patamares menos ambiciosos.

● O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, afirmou que sempre foi otimista em relação à volta ao poder do presidente deposto de Honduras, Manoel Zelaya. Segundo ele, o Brasil agiu certo ao dar condições para o diálogo, mas o resultado das negociações vai depender da flexibilidade do governo interino. E o Brasil continua afundado na encrenca de Honduras...

● O presidente Lula comanda uma ofensiva nos bastidores para desestabilizar o executivo Roger Agnelli na presidência da Vale, a maior empresa privada do país. Nos últimos 15 dias, ele deu sinal verde aos fundos de pensão estatais sócios da mineradora e à ministra Dilma para criticar a gestão da empresa, que demitiu 4.000 funcionários sem comunicar ao governo, em fevereiro. A estratégia foi reforçada com a adesão do empresário Eike Batista: estimulado pelo governo, ele atacou Agnelli que, ontem, viajou às pressas a Brasília para tentar audiência com o presidente Lula, mas não conseguiu.

● Para fiscalizar os gastos, o procurador-geral de Justiça, Cláudio Soares Lopes, anunciou ontem a criação de uma Comissão Especial da Copa do Mundo de 2014 e dos Jogos de 2016. As três esferas do Poder Legislativo também já têm comissões de fiscalização dos Jogos. Tudo vai ter que ser feito direitinho...

● Uma consulta ao banco de dados da Receita na Internet revela que os ministros Guido Mantega e Dilma Rousseff caíram na malha fina do Imposto de Renda. O presidente Lula recebeu a restituição no 1º lote.

● O presidente Barack Obama venceu ontem a primeira batalha, ao ver aprovado o projeto de lei da reforma da saúde, pela Comissão de Finanças do Senado americano. A vitória é significativa, pois nunca um projeto para mudar o setor chegou a esse estágio no Legislativo, e contou com um voto republicano. Mas é parcial, já que deixa de fora promessas do presidente, como a criação de uma empresa de seguro-saúde estatal.

● Prefeitura de São Paulo revê o valor de mercado de imóveis, que baliza cálculo de imposto (IPTU), e o reajuste deve ocorrer em 2011. A gestão Gilberto Kassab (DEM) iniciou os estudos de valor de mercado dos imóveis que vão embasar o aumento do imposto. Dados preliminares indicam alta de até 357%. A pesquisa é comandada por uma comissão da Secretaria de Finanças da capital. Que pancada!

● O presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), e líderes partidários, descartaram votar neste ano proposta de emenda à Constituição que efetiva titulares não concursados de Cartórios. Para Temer, a proposta tem entraves jurídicos. Com ela, cerca de 5.000 notários seriam efetivados.

● O total de mortos em acidentes nas rodovias federais do País e nas estaduais de São Paulo caiu no feriado de Nossa Senhora Aparecida, na comparação com o 7 de Setembro. Nas federais, as mortes em acidentes caíram 9,3% (de 97 para 88). Nas estaduais, o recuo foi de 8% (de 50 para 46).

● Em 2018, o livro digital deverá desbancar a tradicional versão em papel. Essa é uma das principais conclusões de pesquisa feita pelos organizadores da Feira do Livro de Frankfurt, a maior do mundo, que começa hoje. Este blogueiro, assim como muita gente, não acredita nisso...

● O presidente Barack Obama autorizou o envio de ao menos mais 13 mil militares ao Afeganistão, medida que passou praticamente despercebida nos EUA, informa The Washington Post. Com isso, Obama, que acaba de ganhar o Nobel da Paz, ampliará em 34 mil o total de soldados a serem despachados. As novas forças são compostas por engenheiros, pessoal médico, especialistas em inteligência e polícia militar. O homem ganhou o Nobel da Paz, mas continua fazendo a guerra...

● Quase 200 anos depois do primeiro contato de Charles Darwin com o Brasil a bordo do HMS Beagie, sua trineta, a bióloga Sarah Darwin, refaz o trajeto dele. A missão é investigar o futuro das espécies estudadas por Darwin e alertar para a preservação ambiental.

● Levantamento mostra que 55% das denúncias de ações criminosas na Internet são referentes à pornografia infantil. Especialistas dão dicas de atitudes simples para diminuir os riscos no uso dos computadores. Mas afirmam que diálogo com os filhos é a ação mais eficiente.

terça-feira, 13 de outubro de 2009

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Segundo a Folha de S. Paulo, o governo federal lançará ainda neste ano um programa para centralizar a compra de uniformes escolares e financiar parte do custo. O público-alvo são os 50 milhões de estudantes dos ensinos fundamental e médio da rede pública no País. Pelo projeto, que deve ir a audiência pública em novembro, cada peça terá logotipos do governo federal, do Ministério da Educação e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação.

● O presidente Lula anunciou ontem que o Brasil se comprometerá com a redução em 80% do desmatamento da Amazônia até 2020. No seu programa de rádio, "Café com o presidente", ele informou que esta proposta será levada à Conferência das Nações Unidas sobre o Clima, em Copenhague, onde se pretende fechar um novo acordo mundial para combater o aquecimento do planeta. Hoje, o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, apresentará a Lula metas ainda mais ousadas: o congelamento das emissões de gás carbônico, mesmo mantendo um crescimento econômico de 4% ao ano.

● O dinheiro dos trabalhadores depositado no FGTS rendeu só 0,24% em outubro, a menor taxa nos 42 anos de existência do Fundo de Garantia. Com a queda dos juros básicos, a Taxa Referencial (TR), que corrige o FGTS e a poupança, ficou em zero, o que deve se repetir no próximo mês. Mas a caderneta teve ganho de 0,5%, acima da rentabilidade de muitos fundos de renda fixa.

● Apesar da queda na arrecadação, o governo Lula não estancou a contratação de funcionalismo. Só este ano, foram autorizadas 26 mil novas vagas, sendo 14,4 mil no Poder Executivo. O impacto financeiro será de R$ 7,24 bilhões. Desde 2003, foram criados 57,1 mil novos cargos.

● Pela primeira vez, o Nobel de Economia foi para uma mulher, Elinor Ostrom, por seus estudos sobre como administrar bens públicos. Elinor, que é cientista política, dividiu o prêmio com o também americano Oliver Wiliamson.

● O governo de José Serra (PSDB-SP) está prestes a fechar com o Banco do Brasil um negócio que deve garantir ao Estado R$ 1,3 bilhão no ano eleitoral de 2010. São Paulo estenderá de 2012 até 2014 o direito do BB de gerir a conta salário dos servidores estaduais, antecipando uma "venda" que seria necessária só no próximo governo. Já o BB poderá escapar da nova regra da conta salário, que permitirá ao servidor escolher o banco a partir de 2012.

● A equipe econômica estuda medidas para reduzir os encargos na folha de pagamento de empresas. O plano do governo é diminuir a contribuição previdenciária patronal de 20% para 14%. A desoneração permitiria a contratação de mais trabalhadores.

● O plano nacional de inclusão digital poderá ser executado em 14 meses para implantar 31,448 mil quilômetros de fibras óticas. O último grande projeto de obras do governo Luiz Inácio Lula da Silva vai interligar 4.245 municípios (76% do território nacional) e beneficiar com o acesso à banda larga 162 milhões de pessoas (87% do total). A apresentação da proposta definitiva está prevista para 9 de novembro.

● O governo golpista de Honduras vê poucas chances de um acordo que dê fim à crise política no país. Para um negociador, o presidente deposto Manuel Zelaya "pede muito sem dar garantias". Já o grupo de Zelaya afirma que os dois pontos finais do acordo devem ser negociados até quarta.

● A explosão de um carro-bomba ao lado de tropas do Exército deixou 41 mortos e 45 feridos no Paquistão, no quarto grande ataque do Taleban em uma semana. A série de atentados é uma resposta ao plano do Exército de atacar o reduto da Al-Qaeda na fronteira com o Afeganistão.

segunda-feira, 12 de outubro de 2009


MISS E MISTER SÃO MANUEL 2009
Acesse o site da Rádio Clube de São Manuel, que está logo abaixo, e veja um filme sobre a escolha de Miss e Mister São Manuel que aconteceu no último sábado à noite (veja foto acima, dos candidatos e candidatas).
http://www.cluberegional.com.br/site/ver_video.php?id=19


COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Hoje é Dia de Nossa Senhora Aparecida, feriado nacional desde 1980, quando o papa João Paulo II visitou o Brasil. Que nossa padroeira nos abençoe a todos e nos fortaleça, para podermos suportar as provações desta vida! Viva a padroeira do Brasil!

● Hoje também é o Dia da Criança, e toda a gurizada pode se divertir aqui em São Manuel, principalmente nos supermercados, que estão oferecendo para a molecada, pipoca, algodão-doce e brincadeiras! O Clube Água Nova também comemora a data em sua sede, à beira da represa do rio Tietê. Na pessoa de minha neta Lívia Maria, que está perto de completar seus seis anos de vida, envio por este blog meus parabéns a todas as crianças pela passagem de seu dia!

● Também hoje é o aniversário do descobrimento da América, por Cristóvão Colombo, no dia 12 de outubro de 1492. Hoje acho que não se comemora mais esse dia nas escolas. Mas, no meu tempo de criança, a gente até cantava a versão que João de Barro fez para a canção "God Bless America", de Irvine Berlin, cuja letra começava assim: "Deus salve a América / Terra de amor / Verdes mares / Florestas / Lindos campos cobertos de flor / Berço amigo / Da bonança / Da esperança / Do altar / Deus salve a América / Meu lar, meu lar!”. Bons tempos aqueles...

● Informa o jornal Folha de S. Paulo, que o governo vai reformular o modelo de financiamento público oferecido às empresas que disputarão a concorrência para a construção do trem-bala - linha férrea de 511 quilômetros que ligará São Paulo ao Rio de Janeiro. O BNDES, originalmente incumbido de conceder um empréstimo no valor de R$ 20 bilhões, será, pelo novo modelo, um mero repassador de recursos. O governo, por meio do Tesouro, assumirá o financiamento da obra.

● Por não controlar invasões e conflitos, União vai entregar 2,9 milhões de hectares, entre florestas, parques e reservas, para posseiros, índios e fazendeiros. Sem conseguir reduzir disputas, o governo vai abrir mão de uma área que equivale a 2,9 milhões de hectares em nove unidades de conservação. Dessas áreas, sete terão seu tamanho reduzido e outras serão ampliadas. A negociação para essas alterações terá que passar pela aprovação do Congresso Nacional.

● Um incêndio de grandes proporções atingiu a Favela Diogo Pires, no bairro Jaguaré, na Zona Oeste de São Paulo, na tarde de ontem. O fogo atingiu uma área de um quilômetro quadrado e cerca de 300 moradias foram destruídas. A grande preocupação dos bombeiros foi evitar que as chamas atingissem uma indústria química instalada nas imediações. Não houve mortos nem feridos. Apenas duas pessoas foram atendidas por intoxicação. Não é a primeira vez que ocorre incêndio dessed tipo em favela paulistana. Será que não há uma forma de evitar isso?

● Estudo do BID mostra que mulheres ganham 29,7% menos que homens no Brasil, a maior diferença entre 18 países da América Latina. Negros recebem 30% menos que brancos. Essa é a absurda realidade brasileira...

● Banir o fumo em ambientes fechados reduziu o número de internações por infarto em até 17% no período de um ano após a criação da lei. A conclusão é de um estudo de pesquisadores da Universidade da Califórnia que revisou 13 trabalhos feitos em cidades dos Estados Unidos, do Canadá e da Europa. Estudos isolados apontavam resultados díspares. O novo levantamento é o primeiro a revelar tendência firme de queda. O Brasil está entrando nessa luta, começando por São Paulo.

● A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, aproveitou a procissão do Círio de Nazaré, em Belém do Pará, para fazer campanha eleitoral. Cerca de dois milhões de pessoas participaram do evento. No palanque montado pelo governo estadual, Dilma elogiou programas do governo Lula, como o Minha Casa, Minha Vida, para a construção de moradias populares

● Legisladores da oposição argentina advertiram: a nova Lei dos Serviços Audiovisuais, sancionada pelo Senado, deve provocar uma onda de processos que terão um impacto nos cofres do Estado. A vitória dos Kirchner é um golpe ao conglomerado de mídia Clarín. Os Kirchner, quem diria...

● Eleições em Honduras correm risco. A data da votação está marcada: 29 de novembro. Mas a instabilidade política ameaça o pleito. Mesmo sem o reconhecimento da comunidade internacional, que exige a restituição do presidente deposto Manuel Zelaya, o governo interino de Roberto Micheletti organiza essas eleições.

domingo, 11 de outubro de 2009

MISS E MISTER SÃO MANUEL
Foram escolhidos ontem à noite, em grande festa ocorrida no Ginásio “Pref. Miltinho Monti”, Miss São Manuel e Mister São Manuel 2009. A garota Jacieli Lunas Martins é a Miss São Manuel e o jovem Marco Aurélio Silva Pereira foi escolhido Mister São Manuel. Parabéns aos vencedores e a todas as candidatas e candidatos que participaram do belíssimo evento! Parabéns aos aresentadores, aos organizaodres e ao público que prestigiou a festa!

CRÔNICA DE DOMINGO
Alô gente! Bom domingo e boa semana!
Escrevi esta crônica recentemente para o jornal O PRATIANO. É sobre o tal Acordo Ortográfico que, cá entre nós, bagunçou a vida de nós que escrevemos. Comento um artigo que li, escrito por um mestre das letras. Acho que foi um desabafo. Dele e meu também. Boa leitura!
Gildo Sanches

Mas que raio de acordo é esse?
Desde que começou a vigorar o Novo Acordo Ortográfico aqui no Brasil, venho labutando com as mudanças implantadas, nos meus escritos do dia a dia. E a coisa é mais do que complicada, acreditem. Dia a dia, por exemplo, antes, tinha hífens: dia-a-dia. Agora não tem mais. Outras palavras que tinham esse sinal, o tracinho, também não os têm mais. Mas algumas palavras que não o tinham, passaram a tê-lo. E é complicado guardar na memória todas essas mudanças.
Catedráticos da Língua Portuguesa, como o professor Pasquale Cipro Neto, manifestam-se contra o acordo. E as manifestações são veementes, iradas, porque nem eles mesmos sabem como se devem escrever agora determinadas palavras. Alguns acentos desapareceram. Por quê? Eu confesso que não sei. Em Portugal ainda não houve uma aprovação oficial da mudança, porque também os lusitanos estão dando cabeçadas aqui e acolá, sem chegar a uma conclusão...
Nestes dias li um artigo, extenso, na revista “Língua Portuguesa”, de autoria de outro mestre das letras: Roberto Sarmento Lima. Ele é doutor em Letras, professor da Universidade Federal de Alagoas e intitulou seu trabalho como “Uma pedra no meio do caminho: O Acordo Ortográfico”, classificando as mudanças no uso do hífen como uma epopéia...
O doutor escreve: “Penetremos surdamente no reino das palavras, onde, caro leitor, elas permanecem inertes, mas frescas e interrogativas, em estado dicionário. Entre elas, palmilhando-as bem, procuremos, para começar esta conversa, o que diz o verbete acordo. Do Aurélio extraio "concordância de sentimentos e ideias, concórdia, harmonia, conformidade, combinação, ajuste, pacto"; e, no Houaiss, pesco, entre outras coisas, "ajuste entre partes, combinação, consenso, conciliação, discrição, prudência, tino". Se, aqui pelo menos, eu puder reduzir esse conjunto de sinônimos da palavra acordo a três bons significados, fico com "pacto", "consenso" e "tino".
E continua: “Faço tal seleção confiando que o mundo das ideias quase sempre se choca com a imperfeição terrena, pensamento que me assalta quando, particularmente, volto os olhos para o Acordo Ortográfico, que tem tirado o sono de professores e alunos em todas as partes do Brasil e levado muita gente às livrarias para comprar a última publicação com algo novo sobre esse assunto. Sou obrigado – depois de ficar a par de muitos transtornos e "disse me disse" ocorridos na própria Academia Brasileira de Letras, que patrocinou e orienta os rumos da reforma ortográfica, a reconhecer que o que menos houve, até agora, foi justamente "pacto", "consenso" e "tino".
O autor do artigo na revista pergunta: “Por que o acordo? Isso traz alguma vantagem à língua escrita trocada entre as nações que compõem a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa? Alguém já ouviu dizer que, sem esse acordo, governantes e diplomatas teriam amplos problemas de comunicação, se é que já tiveram algum em especial por causa disso? Por causa de um acento ou de um trema?
Sou obrigado a concordar com o doutor. Eu mesmo já comprei mais de meia dúzia de pequenas brochuras e até um minidicionário que, de tão mini, só consigo ver as letras com uma lupa... E não há meio de eu achar o fio da meada desse encalacrado acordo que, melhor seria, não existisse...


COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● O Ministério Público Federal abriu inquérito para apurar por que não foram realizadas licitações para contratar empresas que elaboraram o projeto da candidatura olímpica, financiado com dinheiro público repassado ao COB – Comitê Olímpico Brasileiro. Será que começou antes de começar?

● Com a reação da economia brasileira, em meio à crise global, diversos setores da indústria estão próximos do limite da capacidade de produção. Isso pode pressionar a inflação e levar o BC a aumentar juros, caso as empresas não aceleram investimentos.

● Discriminado no exterior, o brasileiro vê com reservas a entrada de estrangeiros no País. Segundo o Pnud, só 9% dos brasileiros são favoráveis à liberação da entrada de estrangeiros. Para 43%, o governo deve proibir a imigração, e 45% exigem regras sobre emprego.

● Conversas gravadas pela Polícia Federal revelam que Fernando Sarney, filho do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), controla a agenda do ministro Edison Lobão, informa a Folha de S. Paulo. Nos diálogos, Fernando e o ex-ministro Silas Rondeau, aliado da família Sarney, ditam compromissos para Lobão ou para seus assessores. Também marcam e cancelam reuniões do ministro de Minas e Energia sem avisá-lo previamente.

● Além disso, os dois orientam Lobão sobre o que dizer a empresários que o ministro irá receber, falam de nomeações no governo e discutem contratos depois assinados pelo ministério. Segundo a PF, as conversas configuram tráfico de influência. Lobão disse que não há interferência. Segundo ele, Fernando Sarney e Silas Rondeau não marcam nem desmarcam audiências. O ex-ministro Rondeau negou tráfico de influência. José Sarney e seu filho não quiseram comentar o assunto.

● O vazamento do Enem expôs a fragilidade dos esquemas de segurança dos concursos públicos. Denúncias de fraude, favorecimento de candidatos e ameaças de anulação de provas são freqüentes. Para especialistas, a falta de fiscalização em empresas organizadoras das provas é uma das principais causas de problemas. Ao longo deste ano, cerca de 5 milhões de pessoas terão disputado 120 mil vagas no funcionalismo.

● O presidente Lula deve prorrogar até o final do ano a isenção do IPI para a linha branca, isto é, fogões, geladeiras, máquinas de lavar e similares. Em princípio, o beneficio vale até o fim deste mês.

● Com a retomada econômica, voltam a assombrar o setor produtivo antigas deficiências, como a precariedade de ferrovias, estradas e portos. Só o aumento da produção de soja pode acrescentar 175 mil carretas duplas nas rodovias, ameaçando o sistema logístico. As obras do PAC estão em ritmo lento, e o resultado é que o Brasil, entre os principais emergentes, é o que tem a pior oferta de transporte.

● A ser votada em breve no Congresso, a revisão do Código de Trânsito Brasileiro vai resultar em regras mais rígidas e punições mais severas para infrações, como aquelas associadas a excesso de velocidade, ultrapassagens perigosas ou direção sob efeito de álcool. O motorista envolvido em acidente de trânsito que se recusar a fazer o teste do bafômetro, por exemplo, será enquadrado nas mesmas regras do Código Penal.

● Outras mudanças previstas são a proibição de circulação de motos entre os carros, aumento do período em que o motorista dirige apenas com a permissão e modificação de velocidade máxima permitida nas rodovias.

● Grupos de direitos humanos denunciam: desde o golpe que tirou Manuel Zelaya do poder, em 28 de junho, espancamentos e prisões em massa têm sido rotina entre forças de segurança. Onze pessoas morreram no período.

● Brasil e Suíça assinaram tratado que fecha o cerco contra a remessa de dinheiro a um dos mais famosos paraísos fiscais. O acordo, acertado depois de um ano de negociações, deve ajudar no combate a crimes de lavagem, corrupção e tráfico de drogas. O governo espera recuperar parte dos US$ 3,5 bilhões enviados ilegalmente àquele país.


DESTAQUES DAS PRINCIPAIS REVISTAS SEMANAIS BRASILEIRAS

VEJA

♦♦♦ Enfim, alguém me entende – O primeiro manual da Sociedade Brasileira de Pediatria liberta os pais de rigidez das regras do passado e mostra como pode ser mais tranqüilo cuidar de bebês e crianças pequenas.
♦♦♦ Kindle – Chega ao Brasil o leitor digital com acesso a 200000 títulos.

♦♦♦ A explosão da barbárie – Além de invadir, depredar e saquear fazendas, agora o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) também faz ameaça de morte, pratica extorsão e espalha o terror entre os próprios camponeses.
♦♦♦ O chefe do mensalão já opera 2010 – Cassado, José Dirceu deixa em segundo plano seus negócios meio privados, meio estatais para mergulhar de cabeça na campanha presidencial de Dilma Rousseff.
♦♦♦ O esquema do bolsa guerrilha – A ex-terrorista Ana Corbisier participou de dois assaltos e um homicídio. Agora, posa de vítima para receber indenização de 70 milhões de reais.
♦♦♦ O prêmio – Barack Obama é o terceiro presidente americano a ganhar o Nobel da Paz durante o mandato. A diferença é que desta vez, ele não foi homenageado pelo que fez, mas pelo que se quer impedir que ele venha a fazer.
♦♦♦ Segunda chamada para o Enem – A investigação da PF concluiu que a segurança em torno do Enem era “coisa de amador”. Agora, o MEC toma medidas para que a prova ocorra sem sobressaltos.

ÉPOCA

♦♦♦ Exclusivo – Acusado conta como o Enem foi roubado – O vazamento do Enem revela que uma quadrilha de amadores foi capaz de atrapalhar a vida de 4,1 milhões de estudantes, prejudicar o novo vestibular dos sonhos do governo e embaraçar até a polícia.
♦♦♦ Nem eles têm mais paciência – Após mais uma ação ilegal e violenta, o MST é criticado até por seus defensores dentro do governo Lula.

♦♦♦ Dilma tenta reagir - Depois de ficar atrás de Ciro Gomes nas pesquisas, a ministra busca novas alianças para reanimar sua candidatura. O que esperar dessa nova estratégia?

ISTOÉ

♦♦♦ Lula na telona – Cinema Eleitoral (nada) gratuito – Com recursos de R$ 16 milhões e carregado de apelo emocional, o filme da história do presidente Luiz Inácio Lula da Silva se transforma em poderosa arma para a eleição de 2010.
♦♦♦ Educação – A crise do Enem desperta um novo movimento estudantil.
♦♦♦ A rebelião petista – Marta lidera revolta contra Ciro em São Paulo, mas a resistência só dura enquanto Lula permitir.

♦♦♦ No comando, o mais polêmico – Marco Aurélio Garcia é escolhido coordenador do programa de governo do PT na eleição de 2010. Qual o Brasil que ele desenhará para Dilma?
♦♦♦ Carimbo para todos – Lobby tenta impedir a democratização da propriedade de cartórios e pressiona para a Câmara resgatar privilégio dos tempos do Império.
♦♦♦ A vitória da esperança – Obama surpreende, ganha o Nobel da Paz e agora tem nas mãos o grande desafio de não decepcionar o mundo.
♦♦♦ O Brasil tem mais peso nessa mesa – Como o dinheiro fala mais alto, o Brasil amplia seu poder nas decisões econômicas dos países ricos, pois agora ele é credor do FMI.