sábado, 28 de novembro de 2009

DESTAQUES DOS JORNAIS LOCAIS NESTE FINAL DE SEMANA

Jornal O DEBATE, de São Manuel, edição de 27 de novembro de 2009

♦♦♦ Bolsa Família é suspensa por falta de recadastramento – Em São Manuel 84 famílias tiveram seus benefícios suspensos. Em Areiópolis 54 e em Pratânia 16. Os beneficiários deixaram de enviar informações que o programa exige.
♦♦♦ Eventos da cidade podem ter atendimento de saúde – a idéia é do vereador Cláudio Enfermeiro.
♦♦♦ Pedágio – TJ suspendeu liminar e pedágio volta a ser cobrado na Rodovia Marechal Rondon.
♦♦♦ Opinião – É preciso melhorar a iluminação das ruas da cidade.
♦♦♦ Concurso de Redação sobre aniversário de 70 anos da Rádio Clube está na reta final.
♦♦♦ Usina São Manuel realiza Projeto Gestante Saudável.
♦♦♦ Rachaduras nas casas preocupam moradores da COHAB I.
♦♦♦ Acompanhe as solicitações de seus vereadores.
♦♦♦ Projeto Costurando Talentos promove bazar no domingo.
♦♦♦ Eventos municipais de 2010 serão definidos em calendário unificado, para que não existam coincidências de datas.
♦♦♦ Aniversário Nacional da Igreja do Evangelho Quadrangular.
♦♦♦ Vereador Cicarelli quer que cidade tenha sub-sede do Sindicato dos Comerciários.
♦♦♦ Enfeites de Natal da cidade chegam na próxima semana.
♦♦♦ Começam preparativos para o Carnaval 2010.
♦♦♦ Pratânia: Não foram apenas as árvores... Arrancaram um pouco de nossa história (artigo do ex-prefeito de Pratânia, Roque Joner) /// Realizada Semana "Francisco Marins".
♦♦♦ Areiópolis: Pedágio: um peso no bolso (artigo no Espaço do Leitor, de autoria do professor de Filosofia e escritor Luiz Roberto Naves).
♦♦♦ Fique alerta contra a Dengue.
♦♦♦ Professores comemoram 40 anos de formatura.
♦♦♦ Dia Mundial de Combate à AIDS.
♦♦♦ Receitas do Lalau: peito de frango com suco de maracujá do Lalau.
♦♦♦ Ponto de Vista – Série Histórias da Rádio Clube AM 1510 kHz – entrevista com o locutor Gerson Solano, um radialista de muitas histórias.
♦♦♦ Os pioneiros – o jornalista Miguel Roberto Nítolo escreve sobre seus ancestrais, registrando a história da Família Nítolo.
♦♦♦ São Manuel participa do Torneio Estadual Cururu Vivo.
♦♦♦ 2º Festival de Música da Escola “Prof. Atílio Innocenti” realiza-se hoje.
♦♦♦ Alunos da APAE participam do Festival Nossa Arte.
♦♦♦ COLUNAS: Esporte (Osmar Corrêa), Bloco de Notas (coluna deste blogueiro), Direito em Debate (drª. Edilaine Rodrigues de Góis Tedeschi), Casual (Letícia Castaldi), Motivação (Bene Bassetto), Momento Religioso (Irmã Maria Antônia de Santana Galvão), Viva Bem (Dr. Tiago Ragozzo).
♦♦♦ Flash – as personalidades da cena de nossa região.
♦♦♦ Badalação – moças e rapazes da cidade em fotos coloridas.
♦♦♦ Classificados – os melhores classificados da cidade.

Jornal O PRATIANO, de Pratânia, edição de 27 de novembro de 2009

♦♦♦ Prefeitura de Pratânia convida população para cerimônias de formatura dos alunos da rede municipal de Ensino.
♦♦♦ Usina S. Manoel realiza Projeto Gestante Saudável.
♦♦♦ 2º Torneio de Malha da Pratinha foi realizado no último final de semana.

♦♦♦ Beleza & Saúde: Próstata – Faça uma breve avaliação (terapeuta Everaldo Andrade) /// Leite achocolatado (Fisioterapeuta e acupunturista André Luís Bertani) /// Mais Saúde – Vegetarianismo: um convite à boa alimentação.
♦♦♦ Pesquisa revela que jovem começa a beber cada vez mais cedo.
♦♦♦ Coluna “Em Dia com as Notícias” e a crônica “Os malefícios da terrível pedra que estala”, ambas de autoria deste blogueiro, estão na página 5.
♦♦♦ Câmara solicita informações ao prefeito sobre ITBI – Imposto de Transmissão de Bens Imóveis.
♦♦♦ Matérias dos vereadores aprovadas na 18ª Sessão Ordinária do Legislativo.
♦♦♦ Ensino Fundamental terá agora 9 anos.
♦♦♦ A falência da família na arte de educar (artigo de Nathanael de Souza – Doutor em Educação).
♦♦♦ Semana “Francisco Marins” foi realizada pela Diretoria de Cultura do município.
♦♦♦ São Manuel – Cidade começa a receber enfeites de Natal na próxima semana.

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● O governo estuda a possibilidade de exigir recadastramento com prova de vida para beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), para evitar a continuidade de pagamento a pessoas que já morreram. Uma auditoria do TCU (Tribunal de Contas da União) no INSS constatou problemas no cancelamento de benefícios previdenciários após a morte de segurados. Em nota, o tribunal afirma que pagamentos indevidos geram prejuízos potenciais de cerca de R$ 2 bilhões

● De acordo com o Ministério da Previdência, a confirmação cadastral anual com prova de vida já será exigida para as aposentadorias e pensões concedidas a partir de janeiro de 2010 e "uma solução semelhante está sendo negociada para os benefícios atuais", de acordo com nota divulgada agora.

● O governo também estuda entrar com ações retroativas contra os cartórios que não informaram os óbitos. Outra medida anunciada hoje é o compartilhamento dos dados dos sistemas de registro de nascimentos e óbitos dos ministérios da Saúde e da Previdência para tentar evitar novas fraudes. O convênio para a parceria está em fase de conclusão, de acordo com o comunicado.

● O governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM), é suspeito de participar e se beneficiar de um esquema de pagamento de propina a deputados aliados. A PF fez buscas autorizadas pelo STJ em gabinetes de deputados e casas de secretários de Arruda, inclusive na residência oficial do governador, que não mora lá. Segundo o inquérito, há indícios de formação de quadrilha, peculato, corrupção, fraude de licitação e crime eleitoral.

● Numa gravação, Arruda oferece dinheiro ao secretário de Relações Institucionais do governo, Durval Rodrigues, que atuava como colaborador da PF e fazia escuta ambiental. Cerca de R$ 600 mil seriam repassados a políticos aliados. Segundo Durval, o governador “sempre pedia” que reservasse uma quantia mensal para suas despesas pessoais. Ontem à noite, Arruda exonerou Durval, o secretário de Educação, José Luiz Valente, o chefe da Casa Civil, José Geraldo Maciel, o chefe de gabinete, Fábio Simão, e o assessor de imprensa.

● A Agência Internacional de Energia Atômica aprovou, com apoio de 25 dos 35 países votantes, uma condenação ao programa nuclear do Irã, exigindo que o país interrompa a construção de usina nuclear considerada suspeita. Até Rússia e China, aliados do Irã, endossaram o texto; o Brasil se absteve. O embaixador na AIEA, José Guerreiro, justificou: “Ninguém faz concessão sob pressão”.

● Pesquisa inédita divulgada ontem mostra que o número de ex-fumantes no Brasil já ultrapassa o de fumantes. Isso aconteceu porque, nos últimos 15 anos, o universo de dependentes de cigarro caiu pela metade. Mais da metade dos fumantes (52,1%) também diz que pretende parar de fumar, mas só 7,3% o fariam em curto prazo.

● O presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, pediu à ONU e à OEA um tribunal internacional para julgá-lo após a eleição de amanhã. Zelaya aposta em uma alta abstenção, mas já se prepara para o caso de não retornar ao cargo. O candidato Porfírio Lobo disse que, se eleito, pedirá ajuda a Lula.

● As vagas ociosas nos cursos de universidades federais subiram 117% em um ano. Em 2008, 7.387 vagas não foram preenchidas pelos vestibulares, segundo Censo da Educação Superior. O governo Lula investe R$ 2 bilhões em programa de expansão. Para especialistas, o fato demonstra direcionamento equivocado e saturação do mercado.

● Órgãos de defesa do consumidor cogitam promover uma ação penal contra a direção da Agência Nacional de Energia Elétrica, por entenderem que a agência se omitiu no caso da cobrança indevida nas contas de luz. O Ministério Público Federal ainda tenta um acordo. A Aneel não se pronunciou a respeito.

● Aumenta a expectativa dos torcedores com relação ao Campeonato Brasileiro Série A, cuja penúltima rodada será realizada neste domingo. Adriano, craque o Flamengo, queimou o pé e não vai jogar contra o Corinthians. Ronaldo Fenômeno entra em campo pelo “Timão”. Esse jogo, que não vale nada para o Corinthians, é decisivo para o Flamengo, São Paulo e Palmeiras. Haja coração!

sexta-feira, 27 de novembro de 2009


Ordenação Sacerdotal
No próximo dia 12 de dezembro, às 17h, no Santuário de Santa Teresinha, realiza-se a ordenação sacerdotal dos diáconos Cristiano Aparecido dos Santos e Reginaldo A. da Silva. Os jovens sacerdotes são são-manuelenses e terão como Bispo Ordenante Dom Antonio Maria Mucciolo, arcebispo emérito de Botucatu. Eles estão integrados atualmente à Paróquia Nossa Senhora Achiropita, de Cotia, Estado de São Paulo.
Aos novos sacerdotes da Igreja Católica Apostólica Romana, formulamos nossos votos de muitas felicidades, muita luz e muita paz!

(Na foto acima, Cristiano e Reginaldo aparecem nos estúdios da Rádio Clube de São Manuel, em entrevista que concederam em janeiro de 2009, juntamente com José Luiz Sauer, também diácono).
COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Assolado pelo fraco crescimento, o conglomerado estatal Dubai World pediu adiamento de seis meses no vencimento de um total de US$ 60 bilhões em dívidas. A notícia chocou os investidores, que recentemente tinham se tornado mais otimistas quanto às perspectivas sobre Dubai, e motivou uma fuga de ativos mais arriscados, como ações, de volta à aparente segurança do dólar. A moeda americana chegou à menor cotação em 14 anos em relação ao iene e vários governos intervieram para tentar impulsioná-la. A forte oscilação ocorreu com um volume de transações menor que o normal, devido ao feriado americano de Ação de Graças, ontem.

● Chefe da Controladoria Geral da União (CGU), órgão ligado à Presidência da República, o ministro Jorge Hage fez duras críticas ao projeto da lei Orgânica da Administração Pública, que tira poderes do Tribunal de Contas da União (TCU) na fiscalização de obras públicas. A proposta é defendida pelo presidente Lula, que tem criticado sistematicamente o TCU. Hage disse que considera inaceitável a demonização dos órgãos de controle e que a proposta tem graves equívocos.

● Um dia depois de os EUA anunciarem metas de redução de gases-estufa, a China também voltou atrás e apresentou "compromissos". Promete cortar de 40% a 45% do carbono até 2020.

● A Suprema Corte de Honduras enviou ao Congresso parecer contra o retomo do presidente deposto Manuel Zelaya após a eleição do próximo domingo, agravando o impasse. Ontem o ministro das Relações Exteriores brasileiro disse que o nosso País não vai reconhecer o resultado das eleições de domingo em Honduras. Enquanto isso, Manuel Zelaya continua “hospedado” na embaixada brasileira de Tegucigalpa.

● Escolas adotam critérios diferentes sobre a idade mínima para a matrícula, o que obriga muitas crianças a refazer o ensino infantil. Dependendo do Estado, o aluno entra no ensino fundamental com cinco ou seis anos. A regra também varia entre as escolas.

● O superávit primário das contas públicas, isto é, a economia para pagar juros da dívida do governo, atingiu em outubro R$ 13,818 bilhões, o maior saldo para esse mês desde 2001. Mesmo assim, há um alto risco de que não seja cumprida a meta prevista para o ano, de 2,5% do PIB, mesmo com as manobras contábeis feitas pelo governo. Nas contas divulgadas ontem estão incluídas receitas atípicas, como o recolhimento de R$ 5 bilhões em depósitos judiciais que estavam na Caixa Econômica Federal.

● O Ministério Público Federal entrou na Justiça com uma ação civil pública contra o senador Romeu Tuma (PTB-SP) e o deputado Paulo Maluf (PP-SP). Eles são acusados de ocultar cadáveres de presos políticos mortos pelos órgãos de repressão durante o regime militar. Os corpos foram enterrados nos cemitérios paulistanos de Perus e de Vila Formosa.

● Segurança falha: Tareq Salahi e a mulher, Michaele, posaram com Joe Biden, vice-presidente dos EUA, em festa realizada na Casa Branca. Seria normal, se os dois não fossem penetras...

● O editorial de hoje do “Estadão” afirma: Iniciativas sensatas, em Brasília e Washington, reduziram às suas verdadeiras proporções às críticas do assessor diplomático do presidente Lula, Marco Aurélio Garcia, a posições do governo Obama.

● Duzentos mil brasileiros não sabem que estão infectados com o vírus da Aids, que atinge 630 mil pessoas no País. Levantamento do Ministério da Saúde revela que meninas adolescentes estão sendo contaminadas com maior frequência. A falta de cuidados em relação à prevenção é apontada como um dos principais problemas. A contaminação cresce no interior do País e diminui nos grandes centros urbanos.

● Três novas pesquisas feitas no Uruguai confirmaram ontem o favoritismo do candidato da Frente Ampla, José "Pepe" Mujica, no segundo turno, domingo, contra Luis Alberto Lacalle, do Partido Nacional. A grande dúvida dos uruguaios passa a ser o perfil do novo governo. Mujica é um ex-guerrilheiro tupamaro que diz orientar-se pelo "modelo Lula", mas cujo partido tem setores favoráveis à convocação de uma Assembleia Constituinte. Ele representa a ala esquerda da Frente Ampla, legenda que reúne comunistas, socialistas e social-democratas. O atual presidente, Tabaré Vázquez, é da ala moderada.

● Chuva no Rio Grande do Sul neste mês é cinco vezes maior do que a média histórica. Existem mais de 50 cidades em situação de emergência e tem muita gente que perdeu tudo o que tinha com a força dos ventos e das águas. Terrível!

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Má notícia: os muitos pedágios da Rodovia Marechal Rondon, inclusive esse entre São Manuel e Botucatu, voltaram a cobrar suas taxas ontem. Valha-nos Deus!

● O Fluminense, que vinha tão bem em sua trajetória de recuperação no Brasileirão, para fugir do rebaixamento para a Série B no ano que vem, claudicou ontem à noite e levou uma sabugada da LDU do Equador, pela Copa Sul-americana. Foi 5 a 1 para os equatorianos e seria mais, se o jogo demorasse mais um pouquinho para terminar. Problemas da altitude?

● A combinação de crédito farto e temperaturas elevadas fez com que diversos produtos sumissem das prateleiras. No Rio de Janeiro, já falta de ar-condicionado e ventilador a sorvete e refrigerantes, além de alguns modelos de automóveis. A indústria informa que, em alguns setores, está trabalhando na capacidade máxima e antecipando entregas que só seriam feitas em janeiro.

● Para estimular ainda mais o consumo, o governo anunciou uma nova safra de incentivos nas últimas 48 horas. Desta vez, o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) de móveis caiu para zero. O benefício para materiais de construção também foi prorrogado para junho de 2010.

● Especialistas ouvidos pelo jornal O GLOBO já se mostram preocupados com as desonerações que vêm sendo feitas pelo governo, que somam R$ 25 bilhões este ano. Eles alertam para o risco de inflação e de alta de juros básicos. Segundo pesquisa do Banco Central, as taxas para pessoa física voltaram a subir em outubro, pela primeira vez em um ano.

● A Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou projeto de lei que tipifica o crime organizado, aumenta penas para os envolvidos e facilita a investigação. A proposta autoriza a infiltração policial em organizações criminosas e pune políticos beneficiados por tais grupos. Um acordo de lideres deve facilitar a aprovação do texto no plenário do Senado.

● Em encontro ontem com o governador Sérgio Cabral, o presidente Lula prometeu suspender a votação do projeto de partilha do pré-sal enquanto não se resolver o impasse na divisão dos royalties nas áreas já licitadas.

● O presidente dos EUA, Barack Obama, participará da Conferência do Clima da ONU, em Copenhague. Ele anunciou que se comprometerá com uma meta de corte de 17%.

● Puxadas pelo desmatamento da Amazônia e do Cerrado, as emissões de gases poluentes no Brasil aumentaram 62% em 15 anos. O número se refere ao período de 1990 a 2005, segundo levantamento oficial. Nesses 15 anos, a economia do País cresceu 47,4%. O percentual é mais do que o dobro da média mundial de aumento da emissão de gases responsáveis pelo aquecimento global, de 28%.

● O ministro Juca Ferreira, da Cultura, negou caráter eleitoral no folheto da pasta que pede apoio a deputados que trabalham pelo setor. Ele se disse indignado com a imprensa e parlamentares: "Eu sou assim. Meu pinto, meu estômago, meu coração e meu cérebro são uma linha só. Não sou um cara fragmentado".

● A primeira grande reforma do Código Brasileiro de Trânsito proíbe que motociclistas trafeguem entre os carros quando estes estiverem em movimento e criminaliza a recusa ao teste do bafômetro. As mudanças estão em projeto de lei que começou a ser votado ontem na Comissão de Viação e Transportes da Câmara. O texto também eleva a multa por dirigir falando ao celular.

● O consumo brasileiro de energia chegou a níveis históricos na última terça-feira, equiparando-se ao nível verificado antes da crise financeira. Reflexo das altas temperaturas e da recuperação da economia, o aumento vem sendo usado pela Light como justificativa para os apagões no Rio de Janeiro nas últimas semanas.

● Destaco mais uma vez que as informações contidas neste Blog, exceto os comentários, é claro, são recolhidas da Sinopse diária fornecida pela Radiobras – Agência Brasil de Notícias, que as disponibiliza gratuitamente.

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Ontem, no Programa do Jô, da Rede Globo de Televisão, assisti a uma participação do jornalista Willian Waack, apresentador do Jornal da Globo, que entrevistou pessoalmente, há alguns dias, o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad. Foi uma conversa entre Waack e Jô Soares de alto nível, com análises muito interessantes sobre esse personagem que foi recebido aqui no Brasil pelo presidente Lula, sob os mais variados tipos de protestos. O jornalista contou detalhes sobre a entrevista que fez com o iraniano, lá no Irã.

● Depois, quem conversou com Jô Soares foi o publicitário e corintiano declarado Washington Olivetto, que escreveu um livro sobre vitórias imaginárias do seu “Timão”, jogando contra equipes escaladas por amigos do autor, que necessariamente torcem para outros times. Uma conversa muito engraçada e cheia de detalhes interessantes para aqueles que gostam de futebol.

● O governo federal anunciou incentivos à venda de carros "verdes" a duas semanas da cúpula da ONU sobre clima, na Dinamarca. Até 31 de março de 2010, veículos flex (que funcionam com álcool ou gasolina) ou a álcool ficarão com as atuais alíquotas reduzidas de IPI, que iriam até janeiro. A prorrogação inclui a venda de caminhões, que terão alíquotas zeradas até junho.

● DEM, PSDB e PPS vão usar as pesquisas para pressionar José Serra (PSDB-SP) a definir rapidamente sua candidatura ao Planalto. A cúpula desses partidos prevê queda do governador ante Dilma Rousseff (PT).

● O presidente Lula prepara um pacote de benesses eleitorais para 2010, o último ano de seu mandato. Serão anunciadas isenções fiscais para baratear o material escolar, logo no início do ano letivo, e o gás de cozinha. A Receita Federal está calculando o impacto nas contas do governo.

● No Ministério da Cultura, o dinheiro público foi gasto na produção de um panfleto que orienta o voto em 250 parlamentares considerados amigos do setor. Criticado pela oposição, o ministro Juca Ferreira inicialmente negou ter financiado o folder, mas depois teve de se desmentir.

● O número de cidades do País em estado de alerta e com risco de desenvolverem casos de dengue no ano que vem aumentou em relação a 2008, segundo levantamento do Ministério da Saúde. Larvas do mosquito transmissor da dengue em quantidade "preocupante" foram encontradas em 112 municípios neste ano, ante 76 em 2008. Para o ministério, dez cidades têm risco de surto, entre elas Barretos e Presidente Prudente, ambas de São Paulo.

● Com quase 70% dos votos apurados, a direção do PT confirmou o ex-senador José Eduardo Dutra como novo presidente do partido. "Ao que tudo indica, a tendência de uma definição no primeiro turno se confirmou", disse Ricardo Berzoini, atual presidente da sigla. Defensores de alianças venceram em 16 Estados.

● O governo Lula considera "equivocada" a posição dos EUA sobre a crise em Honduras, disse o assessor especial da Presidência, Marco Aurélio Garcia. A irritação manifestada por Garcia refere-se à decisão de Washington de considerar legítima a eleição deste domingo em Honduras, mesmo sem a restituição do presidente deposto, Manuel Zelaya, como quer o Brasil. Ao fazer um balanço dos dez meses do governo de Barack Obama e da relação dos EUA com a América Latina, Garcia disse que há "certa decepção" e "certa frustração" com a política externa do presidente americano.

● Pela segunda vez em 6 anos, o presidente Lula toma partido por um candidato à presidência do Uruguai. Depois de apoiar Tabaré Vázquez, em 2003, Lula declara simpatia pelo ex-guerrilheiro tupamaro José "Pepe" Mujica no segundo turno das eleições, no próximo domingo.

● A proposta de Pernambuco de mudar a divisão dos royalties do pré-sal das áreas já licitadas, prejudicando o Rio, fez o governo estadual reagir. Para Sérgio Cabral, a tentativa do colega Eduardo Campos (PSB), com apoio da bancada nordestina na Câmara, é "um roubo" e contraria acordo feito com o Planalto. A briga nessa área está cada vez mais feia...

● Duzentos mil novos casos de câncer no País poderiam ser evitados anualmente com mudanças no comportamento dos brasileiros. Em relação à Aids, um estudo da ONU revela queda no avanço da doença no mundo.

● A “pedra da morte” custa R$ 5,00. Atrai, indistintamente, ricos e pobres, crianças e adultos, desempregados e trabalhadores. Há registros de índios que usam o entorpecente. Repórteres dos jornais Correio Braziliense, Estado de Minas e Diário de Pernambuco percorreram 6.729 km por todas as regiões do Brasil. Eles mostram que o crack, surgido há pouco mais de 20 anos nas ruas de São Paulo, invadiu as cidades do interior e as fazendas, espalhando-se pelos grotões do País. Subproduto da cocaína, a droga virou uma epidemia nacional, que causa dependência e morte aos usuários. É terrível.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

●O presidente Lula recebeu ontem o controverso presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, e manifestou apoio ao programa nuclear iraniano, para fins pacíficos. Ao mesmo tempo, porém, defendeu o direito de "um Estado de Israel seguro e soberano" com quem terão de conviver palestinos e iranianos. Desse modo, Lula expôs a estratégia do Brasil para tentar desempenhar algum tipo de mediação no conflito no Oriente Médio. Para jornais como o New York Times, porém, a iniciativa atrapalha a pressão internacional para evitar que o Irã produza armas nucleares.

● O tucano José Serra seria o principal prejudicado pela eventual entrada de Ciro Gomes (PSB) na corrida presidencial, segundo nova pesquisa CNT-Sensus. No cenário em que disputa apenas com Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PV), Serra lidera com 17 pontos porcentuais a mais que a candidata do presidente Lula (40,5% a 23,5%). Com a inclusão de Ciro na lista, a vantagem do tucano sobre a petista cai para apenas 10 pontos (31,8% a 21,7%).

● O governador paulista levantou-se bem cedinho hoje, e antes das 7 horas já estava concedendo entrevista, ao vivo, nos estúdios da Rádio Jovem Pan, em São Paulo. Para Serra, a pesquisa ora publicada pode ser lida de várias maneiras, e ele considera que sua posição está boa. Mas ele não disse se será ou não candidato a presidente da República no ano que vem.

● A família do brasileiro Jean Charles de Menezes, morto pela Polícia londrina em 2005, fechou acordo com a Scotland Yard e vai receber indenização. O valor será de 100 mil libras (R$ 286 mil), um terço do pedido pelos advogados da família. O cálculo levou em conta que ele era pobre...

● As 694 mil ações judiciais individuais sobre as perdas nos planos Bresser, Verão, Collor 1 e Collor 2 estão com análise suspensa. O Superior Tribunal de Justiça determinou a paralisação até que haja uma decisão sobre ações coletivas que estão em tramitação sobre o assunto. Correntistas com ações individuais serão beneficiados quando o tribunal decidir qual correção deveria ter sido aplicada. Não há, porem, prazo para isso.

● O entendimento do STJ não obriga que os tribunais de primeira ou segunda instância parem de julgar as ações individuais. Mas uma decisão favorável ao correntista de um desses tribunais poderá ser levada ao STJ, onde o assunto ficará paralisado. Ou seja, apesar de não haver uma vinculação, isso deve ocorrer na prática. Mas, a Justiça tem dado ganho de causa aos poupadores que pedem a reposição das perdas.

● A notícia completa desse entendimento do STJ sobre reposição as perdas da Caderneta de Poupança, está na Folha de S. Paulo de hoje.

● Levantamento da Secretaria da Fazenda paulista a pedido da Folha mostra que a lei estadual antifumo, vigente desde 7 de agosto, e a alta de impostos promovida pelo governo federal em abril, não afetaram as vendas de cigarros no Estado. O faturamento das empresas caiu 4,2% entre julho e agosto, o que a própria Fazenda vê como "flutuação natural", Na comparação entre janeiro e agosto, a queda foi de 0,05%.

● O Itamaraty propôs aos EUA, no último dia 17, que a eleição presidencial em Honduras fosse adiada por duas semanas, com o objetivo de conseguir tempo para a restituição de Manuel Zelaya ao poder. Washington não aceitou, e a posição tardia do Brasil irritou o governo americano. Para os EUA, a realização da eleição no próximo dia 29, como marcado, ainda é "a melhor opção".

● O aumento da produção de vacinas contra as gripes suína e sazonal e o barateamento do processo serão possíveis através do uso de um subproduto da vacina contra coqueluche, segundo descoberta feita pelo Instituto Butantan, em São Paulo.

● O Banco do Brasil desempenhou o papel de emprestador de última instância para evitar uma crise bancária de grandes proporções entre setembro de 2008 e janeiro de 2009, enquanto o Banco Central relutava em assumir esse papel, temendo riscos judiciais em operações de empréstimos aos bancos. O BB injetou R$ 5,8 bilhões nos bancos Votorantim, Safra e Alfa durante a crise, para ajudá-los a reforçar o caixa em meio a uma corrida bancária no mundo. Ele também socorreu a Sadia, que havia sofrido perdas em operações com derivativos, com um empréstimo de R$ 900 milhões.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● No embolado Campeonato Brasileiro Série A, ontem, o Flamengo perdeu a chance de ultrapassar o São Paulo – que perdeu para o Botafogo – e assumir a liderança, ao empatar com o Goiás sem abertura de contagem. Com isso o campeonato ficou ainda mais embolado. As duas últimas rodadas serão disputadíssimas, também com relação aos quatro times que serão rebaixados no ano que vem, para a Série B. Esta já classificou os quatro clubes que voltam para a Série A no próximo ano: Vasco (campeão), Ceará, Guarani e Atlético Goianiense.

● O Globo diz que o presidente Lula admitiu ontem que as disputas regionais entre seus aliados e a dificuldade para costurar palanques únicos nos estados causarão problemas para a candidatura à Presidência da chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff. "É sempre muito complicado, parece fácil colocar no papel, muito simples teorizar, mas, na prática, você não tem como fazer dois discursos pedindo votos para dois candidatos diferentes", disse Lula, após votar ontem, ao lado de Dilma, nas eleições internas do PT.

● O governador José Serra escreve na Folha de S. Paulo um artigo onde diz que “é desconfortável recebermos no Brasil o chefe de um regime ditatorial. Afinal, temos um passado recente de luta contra a ditadura”. E Serra complementa: "O presidente Ahmadinejad, do Irã, acaba de ser reconduzido ao poder por eleições fraudulentas. A fraude foi tão ostensiva que dura até hoje no país a onda de revolta desencadeada. Passados meses, participantes de protestos são brutalizados por fascistas”. Ahmadinejad chega hoje ao Brasil.

● O jornal O Estado de São Paulo informa que o governo brasileiro enfrenta hoje uma prova de fogo na política externa. Lula recebe seu colega iraniano Mahmoud Ahmadinejad e vai reiterar a posição de que o país tem direito à tecnologia nuclear, mas deve aceitar os limites do acordo de Viena. A visita provocou protestos. No Rio, 800 pessoas saíram às ruas para condenar o iraniano por negar o Holocausto. Lula disse ontem que sua intenção é "conversar sobre a paz".

● A Bolsa de Valores de São Paulo registrou em outubro o número recorde de 555 mil contas de investidores individuais. Eles já respondem por 30% do volume negociado. "As pessoas físicas são hoje a menina dos olhos para empresas, corretoras e outros agentes do mercado" diz o diretor-presidente da BM&FBovespa, Edemir Pinto. Para empresas, a visão de longo prazo do novo investidor ajudou a segurar o valor de suas ações durante a crise.

● A primeira fase da Fuvest, realizada ontem em 109 locais, teve questões sobre gripe suína e crise econômica mundial. Candidatos a 10.797 vagas, a maioria na USP, reclamaram da dificuldade das perguntas de matemática e de física. A prova teve 90 questões de múltipla escolha de português, matemática, história, física, geografia, química, biologia e inglês. O índice de abstenção foi de 5,95% dos 128.144 inscritos, o maior desde o vestibular de 2006.

● Senado aprova mudanças em concursos públicos. Projeto garante a nomeação imediata de quem foi selecionado para o serviço público dentro do número de vagas previsto no edital. É uma proteção para o concurseiro. A Proposta agora vai para votação na Câmara.

● Com o apoio da Receita e da Polícia Federal, a Associação Brasileira da Indústria Óptica (Abióptica) lança uma campanha para coibir a venda de óculos piratas e contrabandeados no País. Segundo a entidade, esses produtos ilegais ocupam 40% do mercado nacional.

● A recente recuperação das cotações do suco de laranja no mercado internacional só trará benefícios à cadeia produtiva do setor no Brasil a partir o segundo trimestre de 2010. Apesar da melhora, as indústrias projetam uma queda de 20% na receita proveniente das exportações neste ano.

CRÔNICA DE DOMINGO
Devido a um problema ocorrido ontem com minha máquina, não pude postar aqui a costumeira crônica de domingo, que posto hoje, para que o leitor reflita sobre algo novo: o quociente de adversidade. Boa leitura!
Gildo Sanches

Como vai seu quociente de adversidade?
Pois é... Isso existe: quociente de adversidade. A vida nossa é repleta de problemas, todos sabemos disso. As pedras que se interpõem em nossa caminhada são muitas, algumas enormemente brutais. Quando refletimos sobre isso, podemos notar se temos ou não condições de ultrapassar esses obstáculos, vencê-los, para chegar ao fim de um caminho, ou seja, par atingir um objetivo. Estaremos então verificando como é que está nosso quociente de adversidade.
Não se trata de termos a motivação necessária para não desistir de caminhar, e sim, ao que hoje se chama de resiliência. Este termo, oriundo da engenharia, refere-se à capacidade de determinada matéria resistir a determinadas condições, mantendo as mesmas características originais, ou seja, a sua essência, a sua integridade, ensina Denize Dutra, que é Consultora Sênior do Instituto MVC.
Essa capacidade do ser humano recebeu esse nome, quociente de adversidade, ou QA. Se entendermos que as pedras no caminho são as adversidades naturais em nossa existência, podemos analisar qual a necessidade de desenvolvermos esta importante competência emocional para sermos bem sucedidos, tanto no mundo dos negócios, como na vida.
Esclarece Denize Dutra que, quanto mais elevado o QA, mais controle interno e espontâneo sobre as suas emoções a pessoa terá. Em contrapartida, quanto menor o QA, será menor o controle emocional, que pode se manifestar em descontrole e explosões emocionais e até em atos de violência. O baixo QA também se relaciona ao processo de vitimização: quanto menos a pessoa se sente capaz de enfrentar as adversidades, mais ela precisa colocar-se no papel da vítima, pois assim ela justifica para si própria e para os demais a sua própria inoperância.
Para desenvolver o seu QA, o indivíduo necessita entender que, apesar de estar acostumado a acessar determinadas competências para responder às situações do cotidiano, na verdade, possuímos um estoque muito maior do que aquele que comumente utilizamos. Nosso potencial disponível é muitas vezes maior do que a capacidade acessada.
O que normalmente ocorre é que, nas situações de adversidade, tomamos como referência a capacidade acessada e, por alguns momentos somos levados a crer que não temos as condições necessárias para responder e reagir à adversidade. Nossa percepção é de que a situação é mais complexa do que a nossa capacidade de enfrentá-la. As pessoas aumentam seu QA quando conseguem ir além desta percepção restritiva, e se dão conta de que nenhuma situação é maior do que a capacidade do ser humano de enfrentá-la.
Outro aspecto relevante diz respeito à percepção que o sujeito tem do alcance e da duração das adversidades. Se restringirmos o escopo da adversidade a uma determinada dimensão da nossa vida, e também a sua duração, estaremos aumentando a nossa resiliência.

Não podemos imaginar que teremos caminhos sem pedras e, muito menos, que vamos, necessariamente, ter de mudar o caminho só porque encontramos pedras. Precisamos é estar preparados para tirá-las do meio caminho...

domingo, 22 de novembro de 2009


DIA DE
SANTA CECÍLIA

● Hoje é Dia de Santa Cecília, padroeira dos músicos. Portanto, é também o Dia dos Músicos. Cecília, seu marido e seu cunhado, foram denunciados como sendo cristãos. E o eram, de fato. Os três foram presos, ela em sua casa, os dois, quando ajudavam a sepultar os corpos dos mártires nas catacumbas. Julgados, recusaram-se a renegar a fé e foram decapitados. A devoção à sua santidade avançou pelos séculos sempre acompanhada de incontáveis milagres. Santa Cecília é uma das mais veneradas pelos fiéis cristãos, do Ocidente e do Oriente, na sua tradicional festa do dia 22 de novembro. O seu nome vem citado no cânon da missa e desde o século XV é celebrada como padroeira da música e do canto sacro, isso porque, antes de ser decapitada, ficou presa em um banho de vapor por três dias, os quais passou cantando músicas sacras.

● A Banda de Música de São Manuel, por suas Diretorias, sempre comemorou o Dia de Santa Cecília. Lembro-me de ter participado de jantares oferecidos aos músicos, tendo à frente o maestro Pedrinho Catalan e o presidente da Sociedade Filarmônica, no caso a nossa Banda, Horácio Santalúcia. Velhos tempos, muitas saudades...
COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● O Corinthians deveria pedir dispensa, se é que isso é possível, do restante do Campeonato Brasileiro. O time não quer mais nada, não aspira coisa alguma, só aguarda o ano que vem para disputar a Libertadores. Ontem, vexatoriamente, perdia por 1 a 0 para o Náutico, virou o jogo a seu favor por 2 a 1 e acabou sofrendo a virada do Náutico: 3 a 2 para o time pernambucano. Uma homérica palhaçada!

● Foi enterrado ontem, no final da tarde, em São Paulo, o ex-prefeito da capital, Celso Pitta. Pitta tinha 63 anos e lutava contra um câncer. Foi um velório de poucas presenças, nem parecia de um ex-prefeito da maior capital brasileira. Da família, a mãe, o irmão, os dois filhos, tios, uma sobrinha e a mulher Roni, com quem Pitta vivia há nove anos.

● Conforme o jornal O Estado de S. Paulo, o clima de guerra que se instalou no Supremo Tribunal Federal (STF) nas últimas semanas, especialmente por causa do processo da extradição do ativista italiano Cesare Battisti, mostra que as relações entre os ministros beiram o vale-tudo, seja nos julgamentos em plenário ou no trato do dia a dia. Em conversas reservadas, há ministros que até xingam colegas por desavenças ocorridas durante os julgamentos.

● O Banco do Brasil investiu R$ 2 milhões para abrir postos bancários em 14 localidades na selva amazônica, ajudando o País a ocupar as fronteiras com Venezuela, Peru e Colômbia. Ali, ir a um banco leva hoje 14 horas de barco, informa Vivian Oswald.

● O polêmico presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, inicia visita ao Brasil amanhã. Lula testa a pretensão de transformar o País numa potência diplomática. O Brasil será o primeiro país ocidental a receber o iraniano após sua reeleição, em junho, contestada por rivais.

● Empresários e economistas prevêem que a produção industrial terá, no primeiro trimestre de 2010, crescimento de dois dígitos. As projeções chegam a 16,5%, num período marcado por férias e demissões de funcionários. Reposição de estoques e política fiscal e monetária são razões do otimismo.

DESTAQUES DAS PRINCIPAIS REVISTAS SEMANAIS BRASILEIRAS

VEJA

♦♦♦ Lula, o mito, a fita e os fatos
♦♦♦ Pago por empresas privadas com interesses no governo, o filme sobre a vida do presidente é um melodrama que depura a sua biografia, endeusa o político e servirá de propaganda em 2010.
♦♦♦ Não deu para apagar o apagão – O governo tentou encerrar a discussão sobre o blecaute apelando para raios simultâneos, mas a gênese do problema pode ter sido uma falha no isolamento elétrico da linha de Itaipu.
♦♦♦ Uma enorme asneira jurídica – O STF decidiu que dar refúgio a Cesare Battisti é ilegal e que ele deve ser extraditado. Mas também disse que a palavra final é de Lula, quebrando uma tradição de 200 anos.
♦♦♦ Os riscos de desmontar o relógio – Ao mexer nas molas vitais da estabilidade, a equipe econômica flerta com o experimentalismo, o que evitou fazer nos sete anos do governo Lula.

ÉPOCA

♦♦♦ A busca pelo viagra feminino – Uma nova droga promete combater a falta de desejo nas mulheres. Funciona mesmo ou será mais uma jogada da indústria farmacêutica?
♦♦♦ Exclusivo: a usina de R$ 150 milhões que nunca ficou pronta
♦♦♦ Ahmadinejad: por que afinal estamos recebendo este cara?
♦♦♦ Namoro ou amizade? – O encontro entre Aécio Neves e Ciro Gomes irrita os partidários de Serra e expõe as fragilidades do PSDB e da oposição para se unir e enfrentar o governo nas eleições.
♦♦♦ O homem-bomba do Banco Central – Como o diretor de política monetária do BC, Mario Torós, deflagrou uma crise ao revelar intrigas palacianas, disputas de poder e prejuízos bilionários durante o caos financeiro de 2008.
♦♦♦ Porta aberta para Battisti – A tendência do presidente Lula é manter o ex-terrorista no País, depois que o Supremo, numa decisão polêmica, lhe deu a palavra final sobre a extradição.
♦♦♦ Foi culpa da chuva? – O governo atribui a queda de energia a motivos triviais, a oposição faz graça e as dúvidas crescem.

ISTOÉ

♦♦♦ Qual o seu índice de felicidade? Por que empresas e até governos estão preocupados em saber o seu nível de satisfação e bem-estar e utilizam métodos científicos para medir a Felicidade Interna Bruta? Faça o teste e descubra o quanto você é feliz.
♦♦♦ Pós-mensalão – Eva, mulher de Zé Dirceu, vira marqueteira e quer refazer a imagem do marido.
♦♦♦ Lula esquenta o clima – Brasil abandona posição vacilante, reassume liderança no debate ambiental e exige compromisso de EUA e China.
♦♦♦ Tensão no QG de Dilma – Os bastidores do comando de campanha da ministra depois da crise do apagão.

CARTA CAPITAL

♦♦♦ Loucura ou política? – Entenda o Irã de Mahmoud Ahmadinejad, que desembarca no Brasil sob protestos.
♦♦♦ Kátia Abreu – A rainha do latifúndio improdutivo.
♦♦♦ A doença dos juros – Protagonista, o vice-presidente José Alencar trata com cautela sua melhora de saúde e afirma: o Brasil progride não por causas, mas a despeito da política monetária.
♦♦♦ Os barbeiros de Brasília – História – A crise financeira expôs as vulnerabilidades do Banco Central.
♦♦♦ Caiu no colo de Lula – Caso Battisti – O STF repassa ao presidente a palavra final sobre a extradição.