sábado, 16 de janeiro de 2010


JARDIM PÚBLICO

A foto acima, antiga, em preto e branco, mostra um aspecto do Jardim Público de São Manuel, no centro da cidade. Esse jardim foi considerado um dos mais bonitos do interior paulista, e era ali que aconteciam os encontros de amigos, de famílias, de jovens namorados (muitos casamentos começaram nas paqueras do "vai-e-vem", como era chamado o desfilar dos rapazes e garotas, sobretudo nas noites de domingo). As retretas da Banda de Música, no centenário Coreto, que ainda hoje são promovidas, vêm daqueles tempos... Hoje o jardim está um pouco diferente. Mas, será reformado neste ano, com apoio da Usina S. Manoel. É a revitalização de um lugar que tem grande importância no coração dos são-manuelenses, que certamente vão ficar felizes com a recuparação da praça que evoca tantos e tantos acontecimentos do passado de nossa gente...
DICA DO DIA
Perder a inibição para falar, preparar aulas ou palestras, falar de improviso, evitar o "branco", dirigir ou participar de reuniões, são problemas de comunicação verbal que podem ser eliminados com técnica, disciplina e treinamento. Para mostrar como isso é possível e facilitar a vida de muita gente, a Tilibra pediu para o Prof. Reinaldo Polito, diretor e professor do curso de Expressão Verbal e autor do livro “Como Falar Corretamente e Sem Inibições”, preparar algumas dicas. Entre muitas sugestões, aqui está uma das mais importantes: Seja você mesmo. Essa é a primeira e maior dica de como falar melhor: a naturalidade acima de tudo. Nenhuma técnica poderá ser mais importante que a sua naturalidade. Aprenda, aperfeiçoe, progrida, mas ao falar, seja sempre natural. E tem mais: Pronuncie bem as palavras. Pronuncie completamente todas as palavras. Principalmente não omita a pronúncia dos "s" e "r" finais e dos "is" intermediários. Por exemplo, fale primeiro, janeiro, terceiro, precisar, trazer, levamos, e não, janero, tercero, precisá, trazê, levamo. Pronunciando todos os sons corretamente, a mensagem será melhor compreendida pelos ouvintes e haverá maior valorização da imagem de quem fala. Faça exercícios para melhorar a dicção lendo qualquer texto com o dedo entre os dentes e procurando falar da forma mais clara possível. Se quiser saber mais a respeito deste tema, acesse
www.tilibra.com.br.


COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Com 70% dos prédios destruídos e milhares de pessoas desabrigadas, Porto Príncipe é a imagem do caos. A tragédia no Haiti, devastado por um terremoto na terça-feira, ganha mais contornos: a violência tomou conta das ruas, com homens e mulheres invadindo residências,mercados e depósitos em busca de comida e remédios. Os poucos mantimentos existentes são vendidos pelo triplo do preço. Segundo relato de haitianos ao Correio Braziliense, há brigas e ataques num país que ficou marcado nos últimos anos pela ação de gangues. A chegada de tropas e doações internacionais é lenta. Para Xavier Castellanos, diretor para as Américas da Cruz Vermelha, a precária infraestrutura e a insegurança atrapalham o envio da ajuda humanitária.

● Conforme o jornal Folha de S. Paulo, o presidente dos EUA, Barack Obama, autorizou uma escalada militar que deixará o Haiti, atingido por forte terremoto na terça, com até 10 mil soldados americanos. Com a presença militar maior, os EUA poderão controlar de fato as ações de resgate e segurança, apesar de o controle de direito ser das forças da ONU chefiadas pelo Brasil, com 7.000 soldados, auxiliadas por 2.000 homens da polícia local.

● Segundo a TV Globo, assim que desembarcou no Brasil, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, disse que ficou chocado com a situação do Haiti. Ele informou que os corpos dos militares mortos no terremoto chegam amanhã e, ao contrário do Exército, que considera quatro militares como desaparecidos, Jobim acredita que eles estejam mortos.

● No Palácio das Araucárias, em Curitiba, milhares de pessoas fizeram longas filas durante todo o dia no velório da médica Zilda Arns, fundadora da Pastoral da Criança. O presidente Lula chegou à noite, com a ministra Dilma Rousseff, e lembrou que a doutora Zilda “era uma pessoa decidida, que não se arrependia de nada do que fazia”. Em são Paulo, também sob forte emoção, desembarcaram 16 dos 25 militares brasileiros feridos no terremoto. Dois desceram do avião da FAB em macas, e dois em cadeira de rodas.

● O presidente Lula disse que o Planalto não é obrigado a implantar todo o programa de direitos humanos. “Parte pode ser transformada em lei, a outra parte fica no programa”. Afirmou que não haverá caça às bruxas, mas tentativa de localizar desaparecidos.

● Quatro delegados são investigados sob suspeita de prevaricação e dispensa de licitação para controlar sistemas de informática do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo, informa a Folha de S. Paulo. Há suspeita de que os delegados tivessem ligações com as empresas escolhidas. Os sistemas transmitem dados colhidos por autoescolas e despachantes. Os acusados não querem comentar o caso.

● Para a ministra Dilma Rousseff (PT), “quem não quer discutir o momento Lula é porque se incomoda com as comparações”. A declaração é uma reação ao governador, José Serra (PSDB), seu provável adversário na eleição presidencial, que pretende “apontar as coisas para o futuro” durante a campanha. Dilma defende o debate entre as gestões Lula e FHC. “Comparar o governo Lula com qualquer outro período é a forma de podermos chegar ao povo”.

● Começa hoje o Campeonato Paulista de Futebol, com participação dos grandes times e ainda dos melhores do interior. Vamos acompanhar, é claro.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010


CADEIRA DO PAPAI

Assim que surgiu no mercado, há muitos e muitos anos, a Cadeira do Papai era objeto do desejo de muita gente, de pais e não pais, de mães, de avós, de filhos... Este anúncio publicitário, elaborado em preto e branco, lembra aqueles tempos!
DICA DO DIA
E se alguém que tivesse o poder para tal, lhe desse a escolher entre uma vida de sucesso econômico, boa saúde e realização profissional, e uma vida com doenças, pobreza e desespero? Qual você escolheria? E se, só pelo fato de o ter decidido, sem nenhum outro esforço da sua parte, você pudesse escolher como sua vida será? A verdade é que você tem escolha. Pensar positivamente demanda o mesmo esforço que pensar negativamente. Seus pensamentos criam a realidade. Você pode escolher enxergar-se como alguém sem valor e ter pensamentos que o levarão á uma vida de desespero. Ou então, você pode reconhecer que é digno do melhor que a vida pode oferecer e encher sua mente com pensamentos positivos que tornarão realidade todo seu potencial.Claro que a vida é dura. Cada dia é cheio de desafios. Se esses desafios o irão derrotar, ou levá-lo ao êxito, é você quem decide.


COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Do jornal O Globo de hoje: “Com a capital em ruínas, o Haiti entrou em colapso total e faltam comida, água potável, médicos e remédios. Sete mil corpos já foram enterrados em vala comum, mas outros milhares jazem a céu aberto no necrotério ou nas ruas, relata Gilberto Scofield Jr., enviado especial ao país. Mercados e bancos estão fechados, obrigando os haitianos a um escambo nas ruas da capital, onde sabonetes e chinelos são trocados por água, hoje a principal "moeda" no país arrasado. Numa corrida contra o tempo, haitianos revoltados resgatam feridos por conta própria. A ajuda começou a chegar, sob escolta para evitar saques, mas é incipiente diante das imensas necessidades do país”.

● Segundo a agência de notícias AFP (matéria está no portal itelefonica.com.br), o mundo redobrou nesta quinta-feira seus esforços para socorrer os sobreviventes do terremoto no Haiti, que deixou dezenas de milhares de mortos e desabrigados, apesar do caos vivido pelo país também na hora de receber tal ajuda. A Cruz Vermelha haitiana informou que entre 45 mil e 50 mil pessoas podem ter perecido como consequência do terremoto de 7 graus na escala Richter e que há três milhões de afetados, de uma população total de 8,9 milhões.

● Um cálculo que, dolorosamente, pouco a pouco vai tomando forma. "Nas últimas horas foram enterrados sete mil haitianos", disse o presidente do Conselho de Ministros do Peru, Javier Velásquez Quesquén, número que lhe foi passado pelos presidentes do Haiti, René Préval, e da República Dominicana, Leonel Fernández.

● Fernández, que foi o primeiro presidente a visitar o Haiti (nação com a qual seu país compartilha o território da Hispaniola), constatou pessoalmente nesta quinta-feira parte da magnitude da tragédia e assegurou que está na hora de o mundo ajudar de maneira permanente a república caribenha. Após sobrevoar Porto Príncipe, o governante dominicano ressaltou em entrevista coletiva a necessidade de estabelecer medidas sanitárias preventivas, já que 48 horas depois do tremor os cadáveres começam a se descompor.

● O corpo da médica Zilda Arns, fundadora da Pastoral da Criança, chegou a Brasília às 3h30 desta sexta-feira. Zilda morreu na terça-feira durante o terremoto que atingiu o Haiti. O corpo de Zilda chegou em caixão parafusado, segundo seu sobrinho, o senador Flávio Arns (PSDB-PR), que também integrou a comitiva. Após ser desembarcado, ele seguiu para uma funerária de Brasília para ser preparado para o enterro. A previsão é que o corpo chegue a Curitiba às 10h, onde será realizado o velório. Junto no avião também veio a irmã Rosangela Altoé, que trabalhava com Zilda Arns na Pastoral da Criança. Muito abalada e com um ferimento na mão esquerda, ela relatou que estava a cinco metros Da médica quando houve o desabamento do prédio em que estavam. "Ela já saía do local quando ocorreu o terremoto. Foi por uma questão de minutos que ela não se salvou", disse a irmã Rosângela.

● Em ano eleitoral, os pré-candidatos Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) prepararam intensa agenda de inaugurações até abril, quando terão de deixar seus cargos. As obras do PAC serão o carro-chefe de Dilma, Serra preparou um pacote de R$ 12 bilhões em obras a serem inauguradas até março.

● O governo estuda reduzir a Cide, o imposto dos combustíveis, para evitar o aumento da gasolina. O combustível pode ficar mais caro em fevereiro, quando a mistura de álcool à gasolina cairá de 25% para 20%. Técnicos da equipe econômica estimam que os preços da gasolina poderiam subir 2%.

● O presidente do Superior Tribunal de Justiça, Cesar Asfor Rocha, ordenou suspensão imediata, em caráter liminar, de processos e inquéritos da Operação Castelo de Areia, que investiga supostos crimes financeiros da empreiteira Camargo Corrêa. A empresa alega ilegalidade na investigação.

● Estudo da Eletronuclear, estatal vinculada ao Ministério de Minas e Energia, indica as margens do rio São Francisco como local das próximas duas usinas nucleares do País. Quatro Estados disputam a escolha do governo Lula.

● O segundo turno das eleições presidenciais do Chile, neste domingo, promete ser disputado voto a voto. O candidato governista, o democrata-cristão Eduardo Frei, de 67 anos, chegou a um empate técnico com o de centro-direita, o bilionário Sebastián Piñera, de 60 anos.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

DICA DO DIA
Lembre-se sempre que um mínimo de disciplina é indispensável ao leitor que quer ou precisa aprender. A leitura, para ser mais produtiva, pode ser dividida em fases:

1) Faça um reconhecimento do texto para saber de que assunto trata. Mesmo no caso de romance é bom ter uma idéia do tema central;
2) Procure isolar as informações principais. Para isso, é bom sublinhar ou assinalar passagens;
3) Ao encontrar expressões especializadas, (de medicina, direito, etc.) procure conhecer e anotar seus significados. Assim, além de aumentar seu vocabulário, você conseguirá uma correta interpretação de sua leitura;
4) Procure separar os fatos, das interpretações que deles faz o autor. Retome as informações essenciais que foram isoladas anteriormente, para saber que relações existem entre elas;
5) Assim, você estará pronto para estabelecer suas próprias idéias sobre o texto. Mas lembre-se: o trabalho intelectual exige rigor. Por isso nunca é demais voltar ao texto, reler e aperfeiçoar a leitura. (Dicas da Tilibra).

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Depois do mais devastador terremoto dos últimos 200 anos e diante da impotência das autoridades do país mais pobre das Américas, os haitianos ontem tentavam resgatar por conta própria vítimas entre os escombros, empilhavam corpos pelas ruas da cidade e ainda procuravam se defender da violência que explodiu em Porto Príncipe, uma vez que por toda a cidade aconteceram saques e tiroteios.

● O país está destruído e o número de mortos, pode chegar a 50 mil segundo o presidente René Préval ou até a 100 mil pelas estimativas do premier Jean-Max Bellerive. Três milhões de pessoas – um terço da população do país – necessitam de ajuda emergencial. "O Parlamento desabou. O fisco desabou. Escolas desabaram. Hospitais desabaram. É preciso ver para crer", afirmou o presidente do Haiti.

● Entre as 12 vítimas brasileiras, está a fundadora e diretora internacional da Pastoral da Criança, Zilda Arns Neumann. Morreram 11 militares da Missão da ONU para a Estabilização do Haiti (Minustah), mas ainda há outros militares desaparecidos. A ONU perdeu 16 funcionários e 150 estão desaparecidos. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva decretou luto oficial de três dias e propôs ao presidente dos EUA, Barack Obama, uma reunião de países doadores da ONU para arrecadar recursos para o Haiti.

● Uma heroína em sua última missão: “A catástrofe no Haiti matou uma brasileira que dedicou a vida a salvar crianças. A pediatra e sanitarista Zilda Arns Neumann, de 75 anos, morreu quando falava para 150 pessoas dentro de uma igreja em Porto Príncipe, numa viagem já adiada quatro vezes. Fundadora da Pastoral da Criança, ela se dedicava a levar a iniciativa a outros países. ‘Os escombros caíram sobre ela’, contou o filho Nelson Neumann". Este texto está no jornal O Globo de hoje.

● Mais do que nunca, o Haiti precisa agora de uma grande mobilização internacional para enfrentar o cenário pós-tragédia do terremoto que devastou o país na terça-feira. Sem ajuda imediata, o quadro de fome, violência e doenças tende se agravar na mais pobre das nações latino-americanas. A Cruz Vermelha estima que 3 milhões de pessoas precisam de abrigo e alimentos. Muitos haitianos vítimas do tremor dependerão de ajuda até o fim do ano. Estimativas do governo haitiano indicam que podem ter morrido mais de 100 mil pessoas no terremoto de 7 graus — o mais forte a atingir o país em 200 anos. Porto Príncipe, a capital, estava sem energia elétrica e sem telefones ontem. O Parlamento ruiu, assim como escolas, hospitais, hotéis e o palácio do governo.

● O real forte e a crise, que derrubou os preços de alimentos e levou o governo a cortar impostos, fizeram a inflação pelo IPCA cair para 4,31 % em 2009, a terceira menor desde 1980. A taxa ficou abaixo da meta de 4,5%. Arroz, feijão e eletrodomésticos registraram queda de preços, mas restaurantes encareceram.

● Para contornar a insatisfação dos militares, o presidente Lula editou novo decreto mudando o texto sobre a Comissão da Verdade. Saem termos como "repressão política" e "apuração de violações". Mas ficam outros pontos polêmicos, que desagradaram à Igreja e aos ruralistas. Lula tentou minimizar a crise.

● As companhias aéreas cumpriram as previsões feitas por elas mesmas em outubro e promoveram um forte reajuste de preços das passagens aéreas no fim do ano. Só em dezembro, o aumento de tarifas atingiu 46%, segundo dados levantados pelo IBGE para a elaboração do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). No mês anterior, a alta já havia sido de 18%. Na média do ano, as tarifas subiram 31,89%, em comparação com os 4,3% do IPCA, o índice oficial de inflação no País.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

DICA DO DIA
Nesta dica da Tilibra, ensinamentos sobre a leitura: "Ler um livro é estabelecer um diálogo animado pelo desejo de compreender. Nossa leitura deve ser governada por um princípio fundamental de respeito à voz que nos fala no livro. Não temos o direito de desprezar um livro só porque contradiz nossas convicções, como também não devemos elogiá-lo incondicionalmente se estiver de acordo com elas", diz o professor Armando Zubizarreta. Qualquer leitor, portanto, tem como primeiro desafio o de estar pronto para ler: disposto a aprender e aproveitar a leitura. Mesmo em caso de tratar-se, à primeira vista, de mera tarefa e não de algo que possa lhe dar prazer. Essa preparação exige dois pré-requisitos: prestar atenção e evitar a avidez. Devorar centenas de páginas não leva a nada. Você vai ler? Saiba então que a compreensão de um texto exige mais do que o simples correr dos olhos sobre as letras. Comece por escolher um local tranqüilo, confortável, bem iluminado. E não se apavore em caso de não conseguir entender tudo de imediato. A compreensão depende do nível cultural do leitor, que vai se ampliando a cada nova leitura ou releitura.


COMENTANDO AS NOTÍCIAS

●Uma tragédia aconteceu no Haiti – Tremor de 7 graus na escala Richter destruiu prédios e abalou palácio presidencial. Até a manhã de hoje não havia estimativa de mortes. O forte tremor atingiu o Haiti por volta das 20h de ontem (horário de Brasília), causando o colapso de edificações na capital, Porto Príncipe. Conforme testemunhas, havia prédios em ruínas, entre eles um hospital, e pessoas gritando sob os escombros. Segundo uma TV local, o palácio presidencial ruiu, mas o embaixador haitiano nos EUA, Raymond Joseph, disse que o presidente René Préval está bem. Para Joseph, o tremor é "uma catástrofe de grandes proporções".

● O Centro de Pesquisa Geológica dos EUA informou que o primeiro tremor, a 15 km da capital, atingiu 7 graus na escala Richter e foi seguido de outros dois, de 5,9 e 5,5 graus. Sentido na República Dominicana e em Cuba, o terremoto chegou a provocar alerta de tsunami, depois retirado, no Caribe. Desde 2004, o Brasil lidera missão de estabilização da ONU composta por mais de 7.000 "capacetes azuis", 1.266 dos quais brasileiros. O embaixador no Haiti, Igor Kipman, que estava em Brasília, disse não haver feridos entre os brasileiros.

● O governo ordenou que as operadoras de saúde ofereçam, a partir de 7 de junho, mais 73 procedimentos mínimos a serem cobertos por qualquer tipo de plano. As medidas valem para planos contratados a partir de 1999, quando entrou em vigor a lei que regulamenta o setor, e abrangem 81% dos 54 milhões de segurados. A mudança inclui aumento do número máximo de consultas com psicólogos e outros profissionais e o transplante de medula óssea. As operadoras alegam que a medida terá impacto nas mensalidades ou na qualidade. Para especialistas, a lista omite procedimentos importantes.

● Preocupado em conter a polêmica causada pelo Programa Nacional de Direitos Humanos, o presidente Lula decidiu retirar do texto passagens que permitam a revisão da Lei de Anistia. A ideia é manter a proposta de criação da Comissão da Verdade, que analisará casos de tortura e execução durante o regime militar, mas com participação de representantes das Forças Armadas. Também serão suavizados pontos do programa que sugerem o controle dos meios de comunicação e a legalização do aborto.

● Em reunião com tucanos do Rio de Janeiro, o deputado federal Fernando Gabeira (PV) admitiu a possibilidade de disputar o governo estadual se houver uma aliança entre os dois partidos no Estado. A operação conta com o aval da pré-candidata do Partido Verde ao Planalto, Marina Silva. A candidatura de Gabeira oferece um palanque forte no Estado ao governador de São Paulo, José Serra, candidato tucano que lidera as pesquisas de intenção de voto para presidente.

● Estudo do Ipea mostra que a pobreza caiu 3,1% ao ano no País, desde 2003, e a desigualdade, apenas 0,7%. Nesse ritmo, o Brasil teria 4% de pobres em 2016, nível de país rico.

● A onda de calor deste início de ano, e o consequente aumento do consumo de energia, já começa a provocar quedas no abastecimento. Desde o dia 7, houve ao menos quatro grandes cortes de energia no País. No Estado do Rio, consumidores voltaram a sofrer com apagões localizados.

● O governo Hugo Chávez suspenderá a partir de hoje o fornecimento de energia durante quatro horas a cada dois dias em toda a Venezuela. A oposição convocou para o dia 23 marcha em repúdio às últimas medidas econômicas de Chávez, especialmente a desvalorização da moeda.

● A crise argentina, iniciada pelo uso das reservas internacionais para o pagamento da dívida, aprofundou-se ontem com a decisão de um juiz federal de Nova York que determinou o bloqueio de US$ 1,7 milhão de uma conta mantida pelo Banco Central da Argentina no Federal Reserve (Fed). O ministro da Economia, Amado Boudou, disse que o valor bloqueado não ultrapassará US$ 15 milhões.

● Eletricidade sem fio, algo que poderia ter saído de um filme de ficção científica, não é mais uma realidade distante. Já é possível recarregar celular, iPod e outros equipamentos eletrônicos sem ter de ligá-los à tomada ou ao computador. Também já se pode pensar em transformar bancadas da cozinha ou mesas do escritório em grandes tomadas onde qualquer dispositivo possa ser ligado apenas ao ser colocado sobre elas. As pesquisas estão avançando.

● Outras pesquisas buscam a transmissão de energia inteiramente pelo ar, como é hoje o acesso à internet. Em 2008 a Intel apresentou um protótipo que fez uma lâmpada de 60W acender a uma distância de alguns metros da fonte de energia. O desafio agora é aumentar a distância. A RCA tem um produto em que a energia não vem da rede elétrica, mas de sinal emitido pelos pontos de acesso à internet sem fio (Wi-Fi).

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

DICA DO DIA

Você já se deu conta de quantos dos obstáculos em seu caminho são apenas frutos da sua própria imaginação? Do que você fica tentando se convencer de que não é capaz de realizar? Que limitações você se convenceu que possui? Sua mente é muito poderosa e efetiva. Será que ela está trabalhando a seu favor ou contra você? Para qualquer linha de ação existem obstáculos e desafios reais, é necessário entender isso. Não há necessidade de criarmos obstáculos novos em nossas vidas. Liberte-se das amarras do seu próprio pensamento! Não há limite para o que você pode imaginar! Coloque sua cabeça para trabalhar a seu favor! O mundo vai dizer que você não é capaz, mesmo assim, você achará as forças e o talento para fazê-lo do mesmo jeito... Reflita sobre isso!

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Conforme o jornal Folha de S. Paulo, o governo decidiu reduzir, de 25% para 20% a proporção de álcool misturado à gasolina. O objetivo é aumentar a quantidade do combustível renovável no mercado e, com isso, tentar conter a alta do preço nos postos, em razão da entressafra da cana-de-açúcar. A medida entra em vigor em 1° de fevereiro e valerá por 90 dias, até o início da safra. Agora... só quero ver como é que vão funcionar os motores dos carros com essa redução...

● As críticas dos comandantes das Forças Armadas e da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) levaram o presidente Lula a recuar e determinar mudanças no Programa Nacional dos Direitos Humanos, que provoca polêmica desde que foi lançado, em dezembro. Será alterado um trecho do decreto que prevê a criação da Comissão Nacional da Verdade para investigar atos cometidos durante a ditadura. A versão original diz que a comissão vai apurar violações de direitos humanos "praticadas no contexto da repressão política", o que abriria caminho para punir torturadores. O texto passa a ser "praticadas no contexto de conflitos políticos".

● Lula também mandou excluir o trecho em que o governo apoia projeto de lei que descriminaliza o aborto. Mas outros pontos polêmicos, ainda não foram alterados, como os que tratam dos meios de comunicação e da reforma agrária. O presidente reclamou do ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, por ter criticado publicamente o item que muda normas de reintegração de posse em terras invadidas.

● Hoje pela manhã, num comentário que fez na Rádio Jovem Pan de São Paulo, o respeitado jurista Dr. Ives Gandra Martins analisou esse decreto presidencial e o definiu como um verdadeiro retrocesso na democracia brasileira. O Dr. Ives é um dos mais importantes juristas brasileiros, e seus pareceres sempre são muito respeitados. Quem sabe, depois de ouvi-lo, os autores do texto do referido decreto mudam seu modo de pensar? Aguardemos.

● De acordo com a rádio CBN, o procurador da República Carlos Henrique Martins Lima apresentou à Justiça Federal cinco ações cíveis contra duas empresas do vice-governador de DF, Paulo Octávio (DEM) e dois ex-diretores do Fundo de Pensão dos Funcionários da Caixa Econômica Federal (Funcef). Eles são suspeitos de causar um rombo de R$ 27 milhões aos cofres da Caixa.

● O deputado Leonardo Prudente, flagrado escondendo dinheiro na meia, reassumiu a presidência da Câmara do DF e impediu ontem o acesso do público na primeira sessão do ano, que blindou as investigações contra o governador Arruda.

● A cervejaria holandesa Heineken anunciou a compra da mexicana Femsa, que no Brasil é dona de Kaiser, Bavaria e Sol. O negócio é avaliado em US$ 7,3 bilhões, incluindo obrigações com pensões e dívidas, e envolve as operações da companhia no México e no Brasil.

● Pesquisa do Dieese apontou recuo no preço da cesta básica no ano passado em 16 de 17 capitais brasileiras investigadas. João Pessoa teve a maior queda (14,92%) e Belém, a única alta (2,65%). A maior procura por insumos e as perdas causadas pela chuva devem aumentar os preços neste ano.

● A juíza argentina Maria José Sarmiento reclassificou como ordinárias as medidas cautelares que anulam dois decretos presidenciais: o que cria um fundo com reservas do Banco Central para pagar a dívida externa e o que exonera o presidente do BC, Martín Redrado, por não cumprir a ordem. A decisão, que atende pedido da oposição à presidente Cristina Kirchner, mantém Redrado no cargo até a próxima semana.

● A crise obrigou os fabricantes dos Estados Unidos a diminuir o tamanho de seus automóveis. Então, chegou a hora de o conhecimento brasileiro no desenvolvimento de carros pequenos ajudar os americanos. O motor do modelo Fiesta, que começará a ser vendido nos EUA em meados do ano, será produzido na Ford em Taubaté, fábrica que já vem recebendo investimentos de R$ 600 milhões para ampliar sua produção de 280 mil para 500 mil motores por ano até 2012.

● Quem imaginava viajar de São Paulo em trem de alta velocidade para assistir aos Jogos Olímpicos no Rio vai ficar frustrado. A ligação completa entre Rio e São Paulo pelo trem-bala não deve ficar pronta a tempo. Segundo Hélio Mauro de França, superintendente executivo da Agência Nacional de Transportes Terrestres, o projeto nunca esteve associado a nenhum evento esportivo. O governo espera entregar a licença prévia para o início das obras em meados de 2011. Se tudo correr no prazo previsto, as obras deverão durar cinco anos.

● E quem foi que disse que no Brasil não temos terremotos? Um abalo sísmico de 4,3 graus na escala Richter, que teve seu epicentro em Taipu, a 52 km de Natal, foi percebido também no Recife, em Olinda e cidades da Paraíba. Não houve vítimas. Especialistas alertam que novos tremores podem ocorrer.

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

DICA DO DIA
Estudar exige mais do que paciência e força de vontade. Estudar requer também, muita disciplina e o domínio de algumas técnicas – às vezes, simples – para que o aprendizado seja feito com a máxima eficiência e o mínimo de tempo. Uma boa dica é não deixar tudo para a véspera. De fato, não é fácil conseguir motivação hoje para começar a estudar para uma prova que só será daqui a duas semanas. Mas isso é só uma questão de reeducação de hábitos. Experimente tirar duas horas de seus dias, para estudar o conteúdo das aulas dadas naquele dia. Com o tempo, você terá mais facilidade em compreender e memorizar toda a matéria, e ainda sentirá uma queda no nível de estresse das vésperas de prova, quando o conteúdo se acumula, e você não sabe nem por onde começar a estudar. Com essa metodologia, o menos vai virar mais. A matéria estará sempre fresca na sua cabeça, e estudando menos, você estará aprendendo mais. (Dica da Tilibra).

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Conforme o jornal Folha de S. Paulo, o governo estuda a exclusão da expressão "repressão política" do Programa Nacional de Direitos Humanos para acabar com os conflitos gerados pelo decreto. O texto passaria a prever a investigação da violação aos direitos humanos na ditadura, sem especificar se dos militares ou da esquerda. A proposta é do ministro Nelson Jobim (da Defesa) e poderá ser aceita por Paulo Vannuchi (dos Direitos Humanos).

● O jornal O Globo informa que os gastos secretos com cartões corporativos usados pela Presidência da República cresceram 38,9% de 2008 para 2009, passando de R$ 4,8 milhões para R$ 6,7 milhões. No total, as despesas sigilosas com esses cartões, que incluem ainda a Polícia Federal e a Agência Brasileira de Inteligência (Abin), subiram 52% no período, de R$ 17,8 milhões para R$ 27,1 milhões. A Polícia Federal registrou o maior aumento, de 114%, com uma despesa de R$ 13,5 milhões em 2009. Essas três instituições mantêm gastos secretos por questões de segurança.

● A população de Angra cresceu 287%, após sucessivos governos, entre 1970 e 2007, sem qualquer plano para ordenar a ocupação das encostas. Com apenas 13% de áreas planas, a cidade hoje tem 104 mil pessoas (65% do total), vivendo em morros como o que desabou no réveillon.

● O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, anunciou um plano contra a especulação, após a desvalorização da moeda do país em até 50% frente ao dólar. Ele deu carta branca ao Exército para intervir em lojas que reajustarem seus preços. Economistas esperam alta da inflação por lá.

● A China desbancou a Alemanha do posto de maior exportador do mundo. Segundo o governo chinês, o país registrou US$ 1,2 trilhão em vendas ao exterior em 2009, enquanto os alemães estimam que não ultrapassaram US$ 1,17 trilhão. Isso chama a atenção para a presença cada vez mais forte, no cenário mundial, da China, que pode se tornar a segunda maior economia do mundo neste ano.

● Os planos de saúde serão obrigados a cobrir, a partir de 10 de junho, os custos do transplante de medula óssea - que chega a R$ 80 mil - e de exame capaz de detectar diversos tipos de câncer. Esses são alguns dos 70 procedimentos que a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) incluirá no pacote mínimo que as operadoras serão obrigadas a oferecer aos clientes.

● O economista Claudio Salm diz que a melhoria dos indicadores sociais no Brasil não pode ser creditada a um único governo. Segundo ele, Lula é continuação de FHC, com o que há de bom e de ruim. "Essa conversa de herança maldita é bobagem”. Para o professor da UFRJ, o motor não foi o Bolsa Família, mas ganhos do mínimo e fim do ciclo de crescimento sem emprego.

● O grupo empresarial do vice-governador do Distrito Federal, Paulo Octávio (DEM), é acusado de provocar rombo de R$ 27 milhões na Caixa Econômica Federal. Engrossando o escândalo do mensalão de Brasília, há três semanas o Ministério Público Federal entrou com cinco denúncias na Justiça contra construtoras de Paulo Octávio, potencial substituto do governador José Roberto Arruda, mergulhado em acusações de suborno, informa o Estadão.

● O ex-presidente da Argentina Néstor Kirchner, marido da atual presidente, Cristina Kirchner, denunciou ontem uma conspiração para derrubar o governo. Néstor, que atualmente é deputado, afirmou que a cúpula dos conspiradores é liderada pelo vice-presidente, Julio Cabos, pelo presidente do Banco Central, Martín Redrado, e pelo Grupo Clarín.

● O desejo de eternizar ou prolongar a existência humana, que fez, de um lado, nascer as religiões, e de outro, avançar a ciência e a medicina, dá fôlego a iniciativas também na internet. O Facebook anunciou a criação de um espaço dedicado a usuários mortos recentemente. No Brasil, os serviços variam de perfis póstumos na internet e velórios on-line à produção de diamantes sintéticos a partir das cinzas da cremação e o envio de cinzas para o espaço. O grupo Primaveras, de Guarulhos, criou perfis em sites para prestar orientação aos consumidores sobre o serviço funerário.

domingo, 10 de janeiro de 2010

CRÔNICA DE DOMINGO

Alô gente! Bom domingo e boa semana! Muita gente conhece esta história, mas, os mais jovens com certeza não a conhecem. Então, vamos revê-la. É bastante antiga a crônica, mas vale a pena falar do Bauru, o sanduíche... Boa leitura!
Gildo Sanches

O dicionário deu a receita errada...
A cena é imaginária, como também é imaginário o lugar onde ocorre: na “Escolinha do Professor Raymundo”, programa de Chico Anysio, Rede Globo de Televisão, numa tarde destas. O professor encerra a “metade” da aula, vira-se para as câmeras e diz: “Vou à cantina fazer um lanche e volto já! É vapt-vupt!”. Um dos alunos, o Paulinho Gogó, resolve questionar o professor a respeito dessa ida à cantina da escola. Quer saber que lanche ele vai pedir.
O professor responde: “Vou pedir um “bauru”. Paulinho Gogó, demonstrando ignorância, retruca: “Mas o que é que vai nesse lanche?”. O professor responde, cheio de si: “Ora ‘seu’ Paulinho, basta ver no dicionário! A receita está no Houaiss, uai!”.
E o Paulinho Gogó, rapidamente, corre ao enorme e pesado dicionário que saiu dia destes e que, segundo a publicidade feita, veio para “brigar” com o Aurélio, e descobre que “bauru” é um sanduíche feito com pão francês, rosbife, queijo, tomate, alface e ovo frito. A receita está lá, no dicionário.
Pois é... mas não é bem assim. A tal iguaria é um sanduíche, que ficaria muito bom com esses componentes, mas não é o legítimo “bauru”, criado na capital paulista, em 1934, por um bauruense. Esse, o legítimo, não leva ovo frito nem alface, segundo receita oficializada através de uma lei municipal da cidade de Bauru, apresentada pelo vereador José Eduardo Fernandes Ávila, em 1998.
É claro que existem dezenas de receitas de “bauru” por este imenso Brasil varonil. No norte usa-se um tipo de ingrediente, no centro-oeste outro, no sul outro e assim por diante. Aqui mesmo, em São Manuel, no lugar da carne, os sanduicheiros costumam colocar presunto. Mas, a receita original é outra: pão francês sem miolo, fatias de rosbife, tomate em rodelas, pepino em conserva e queijo fundido na água quente, com manteiga e sal.
Um dos 140 especialistas que trabalharam na confecção do dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, da Editora Objetiva, deve ter lanchado lá no Rio de Janeiro, numa tarde qualquer, e mentalizou a composição do “bauru” que lhe ofereceram, sem se preocupar muito com o assunto. Deu no que deu: reclamações e mais reclamações na capital da “Terra Branca”.
A receita original do sanduíche tomou como nome o apelido de Casemiro Pinto Neto – ele era conhecido por “Bauru”, por ser daquele cidade – , na época estudante de Direito em São Paulo. Foi ele que ditou a receita, criada ali, na hora, para o sanduicheiro da casa, e que é defendida por bauruenses respeitáveis. É o caso da professora Isolina Bresolin, da Academia Bauruense de Letras, que a considera um patrimônio municipal e exige respeito ao sanduíche. Na cidade, outras pessoas consultadas também defendem a receita original, lembrando que o município tem até a festa do “bauru”, todos os anos.
Pode ser que algum leitor fique curioso com a polêmica e deseje saborear o verdadeiro “bauru”. Então, aqui vai a dica: ele é feito da maneira original no Bar Skinão, em Bauru, e também no Restaurante Ponto Chic, no Largo Paissandu, em São Paulo, onde, aliás, surgiu.
Quanto à cena imaginária do início desta crônica, podemos vê-la com outros olhos: o consagrado Chico Anysio, vestido de professor Raymundo, que conhece o Brasil como ninguém, e que sabe de Bauru e suas coisas, não menciona o dicionário Houaiss e, ao responder à pergunta de seu aluno, lhe diz: “Ora ‘seu’ Paulinho Gogó... venha comigo, eu lhe pago um “bauru” e você vai conhecer uma das mais deliciosas pequenas refeições do mundo”...

VISITA
Este blogueiro recebeu ontem a visita de dois sobrinhos-netos: Marina, uma linda menina de 16 anos que mora em Bariri, e seu priminho Gabriel, que vai fazer 3 anos e reside na cidade de Bauru. Acima, a foto que tirei de ambos, sorridentes, irradiando felicidade e alegria típicas dessas idades. Boa sorte aos dois!

DICA DO DIA
A Prova de Redação em Língua Portuguesa nos vestibulares ou concursos diversos tem o objetivo de avaliar a capacidade de expressão na modalidade escrita da Língua Portuguesa. O candidato deverá produzir texto dissertativo, com a extensão solicitada (geralmente mínima de 30 linhas e máxima de 60 linhas), legível, caracterizado pela coerência e coesão, com base em um tema formulado pelos examinadores. Costumeiramente, com a função de motivar o candidato para a redação, despertando idéias e propiciando o enriquecimento de informações, poderá haver, na prova, textos e outros elementos correlacionados ao assunto em questão. Os critérios de avaliação mais abrangentes referem-se ao desenvolvimento do tema, à observância da apresentação e da estrutura textual e ao domínio da expressão escrita. Em termos restritos, estabelecem-se critérios específicos ligados a cada item. Boa sorte para você que vai prestar o vestibular ou um concurso público.
Professora Iole Correa Saglietti
Faleceu em nossa cidade a professora Iole Correa Saglietti, esposa do professor Lino José Saglietti, que foi o primeiro locutor da Rádio Clube de São Manuel, a partir de sua inauguração, em 30 de julho de 1939. A professora Iole sempre esteve ao lado do marido, em todas as situações, apoiando-o e dando-lhe sustentação quando teve idéias brilhantes, como a da criação do Museu Histórico e Pedagógico “Padre Manoel da Nóbrega”, quando ele ocupou uma cadeira na Assembléia Legislativa de São Paulo, como deputado estadual, no dia a dia, como gerente da Rádio Clube de São Manuel, e quando ele preparava suas aulas de Português nas muitas escolas em que lecionou. O falecimento da professora Iole nos entristece a todos. Fazemos preces por sua alma. Que Deus a tenha!
COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Um estudo sobre a ocupação das estradas de ferro brasileiras mostrou que, além de pequena (28 mil quilômeros), boa parte da malha é subutilizada. "Apenas 10% das ferrovias estão plenamente ocupadas", diz o diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Bernardo Figueiredo. Outros 7 mil km estão sendo usados abaixo da capacidade e 18 mil km, subutilizados. Os resultados do levantamento levaram o governo a rever as concessões, 12 anos após o início das privatizações. As empresas, que faturam mais de R$ 12 bilhões por ano, terão de mapear as ferrovias viáveis. "Quem achar que os investimetnos na recuperação não compensam pode devolver o trecho", diz Figueiredo. "Não podemos é permitir que trechos continuem abandonados".

● Tomara que se lembrem do ramal ferroviário que passa aqui por São Manuel, ligando-nos a Bauru e Botucatu. Ele precisa ser recuperado, e com urgência.

● Consolidados como principais candidatos na corrida presidencial, José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT) iniciam 2010 com estratégias definidas. Sem a concorrência de Aécio Neves, Serra lançará candidatura em março. Dilma volta de férias e cumpre agenda de viagens e contatos eleitorais, especialmente em Minas, onde tem baixa densidade eleitoral.

● Em ano eleitoral, o Ministério do Desenvolvimento Social planeja acrescentar ao critério de renda uma análise das condições de moradia dos candidatos ao benefício. Para o ministro Patrus Ananias, o Bolsa Família não foi criado apenas para atender "famílias de indigentes" e deve ser aperfeiçoado.

● Uma em cada quatro crianças nascidas no Brasil não tem o nome do pai registrado em sua certidão de nascimento, indicam estimativas feitas por especialistas e projeções com base nas inspeções do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em cartórios. O CNJ pretende procurar os pais que não registram os filhos.

● A primeira oferta pública para os trabalhadores investirem parte do saldo do FGTS num fundo de obras de infraestrutura chegará a R$ 5 bilhões. A demanda pode ficar acima de R$ 10 bilhões. A nova aplicação não terá rentabilidade mínima, mas a ideia é que ofereça taxa acima dos atuais 3% ao ano do FGTS.

● O secretário nacional de Direitos Humanos, Paulo Vannuchi, diz que pedirá demissão se o Programa Nacional de Direitos Humanos sofrer mudanças para investigar os militantes da esquerda armada durante a ditadura militar (1964-1985). Vanucchi dizze à Folha ser "um fusível removível" no governo Lula. "O que não posso admitir é transformarem o plano num monstrengo político único no planeta", afirma. Segundo ele, não faz o menor sentido o plano igualar torturadores e torturados, como defende o ministro Nelson Jobim (Defesa). Generais ameaçaram se demitir se o plano contemplasse a investigação de torturadores. Lula volta amanhã ao trabalho e terá de decidir o que fará com o programa que recebeu críticas de militares, da Igreja católica e da imprensa. Para Vannuchi, o presidente deve adotar o "meio termo" como solução.

● Em seu principal editorial de hoje, sob o título de Roteiro para o autoritarismo, o jornal Estadão afirma que “o Programa Nacional de Direitos Humanos, instituído por decreto assinado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, é um roteiro para a implantação de um regime autoritário e um assustador arremedo da Constituição”.

● Se fosse aplicado retroativamente, o decreto federal de 2004 que regulamenta a ocupação da costa brasileira tornaria irregulares marcos turísticos como calçadões de Fortaleza e do Rio de Janeiro. Especialistas ouvidos pela Folha de S. Paulo criticam a norma por não exigir maior distância entre o mar e as construções, permitindo maior efeito erosivo das ondas.

DESTAQUES DAS PRINCIPAIS REVISTAS SEMANAIS BRASILEIRAS

VEJA

♦♦♦ Os segredos da memória – A ciência desvenda os mecanismos do cérebro que nos fazem lembrar ou esquecer.
♦♦♦ MST – Como os sem-terra ganham dinheiro devastando floresta
Tecnologia.
♦♦♦ Sensacional! Está chegando a TV em 3D!
♦♦♦ Trágico, absurdo, previsível – Na virada do ano, os temporais de verão voltam a destruir e matar.
♦♦♦ Alerta: Colisão política à vista - A Aeronáutica prefere os aviões suecos Gripen na bilionária licitação para renovar a frota de caças do País.

ÉPOCA

♦♦♦ É possível evitar tragédias como a de Angra? As histórias de quem perdeu tudo no Ano-Novo e o que fazer para que elas não se repitam
♦♦♦ Oito homens e uma candidata – Quem é o grupo escalado para conduzir a campanha presidencial de Dilma Rousseff.
♦♦♦ Voos turbulentos - Documento revela que militares preferem comprar um avião, mas Lula já declarou opção por outro.
♦♦♦ Um mensalão de R$ 150 mil? – Em depoimento, o delator do esquema de corrupção no Distrito Federal diz que Arruda relatou o pagamento de propinas ao chefe do Ministério Público.
♦♦♦ Dá para recuperar – Como reconstruir São Luiz do Paraitinga, a cidade histórica arrasada pela violência das águas.
♦♦♦ Um governo que vive de tumulto – A presidente Cristina Kirchner demite o chefe do Banco Central, cria outra crise institucional e (sem querer) estimula rivais a se lançar para 2011.

ISTOÉ

♦♦♦ O clima já mudou. Você também vai ter de mudar de casa?
♦♦♦ O Brasil que conta as vítimas das tragédias do Réveillon não se deu conta de que o clima já mudou e de que é preciso rever as leis para impedir, cada vez com mais rigor, a ocupação de áreas de risco.
♦♦♦ Religião – Como o Vaticano investigou um santo sob suspeita.
♦♦♦ Caça ao vazamento - Governo investiga divulgação de relatório secreto sobre compra de aviões de combate e reafirma favoritismo francês na disputa.
♦♦♦ Visão distorcida - Consultas apressadas e fraudes no receituário ameaçam programa federal de emergência para cuidar da saúde dos olhos.

CARTA CAPITAL

♦♦♦ Especial 2010 - Escrevem e falam Adib Jatene, Antonio Luiz Monteiro Coelho da Costa, Aziz Ab'Saber, Claudio Lembo, Delfim Netto, Demerval Saviani, Fábio Comparato, Luiz Gonzaga Belluzzo, Marcos Coimbra, Waldir Quadros, Wálter Fanganiello Maierovitch.
♦♦♦ Economia/Entrevista - A lição a aprender - Delfim Netto diz que a excessiva valorização do real destrói as cadeias produtivas.
♦♦♦ Análise Política - Por Cláudio Lembo - Lula e os humores nacionais - Vive-se, neste instante, um período virtuoso. O presidente consegue transmitir euforia até à torcida do Palmeiras.
♦♦♦ Educação - Um avanço ainda tímido - Lula seguiu a política tucana e inovou pouco no 2º mandato.
♦♦♦ Saúde/Entrevista - Dívida histórica - A universalização continua a ser o grande desafio do SUS, diz Adib Jatene.
♦♦♦ Justiça - Os muros de borracha - Do Caso Dantas à falta de punição dos torturadores, grandes falsetas.
♦♦♦ Mercado de Trabalho - Um passo atrás - O emprego cresceu menos que o PIB.