sábado, 23 de janeiro de 2010

DICA DO DIA
Felicidade não é o resultado de condições favoráveis. Felicidade vem da maneira com que você reage diante das dificuldades da vida. Há pessoas que têm toda razão para estarem miseravelmente tristes, mas ainda assim vivem com felicidade e prazer. A todo instante você é desafiado a vencer obstáculos. Diversas vezes na sua vida pessoas importantes o desapontaram, rebaixaram, falaram injúrias e mentiras. Mesmo assim você deve sorrir e vencer. Felicidade de verdade não vem da ausência de problemas, vem da superação das dificuldades. Felicidade não é apenas uma reação, é uma escolha que você faz para a sua vida. Em todo instante da vida há lugar para ser feliz.(DiabeteNet.com.br)

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● O Conselho Nacional de Justiça declarou vagos os cargos dos titulares de 7.828 cartórios – cerca de metade do total do País. Na avaliação do CNJ, os atuais “donos” foram nomeados em desacordo com a Constituição de 1988, que exige concurso para a escolha dos tabeliões. “Estamos cumprindo a Constituição”, afirmou o ministro Gilson Dipp, corregedor nacional de Justiça. O CNJ pretende determinar aos tribunais estaduais realização de concurso para preencher cargos vagos.

● Mas a decisão provoca queixas dos cartórios e deverá motivar uma batalha judicial. A Associação dos Notários e Registradores do Brasil protestou, por considerar que muitos desses cartórios já são ocupados por tabeliões amparados em leis estaduais ou decisões do Judiciário. A entidade solicitou uma revisão da lista do CNJ. Os cartórios citados têm 15 dias para recorrer. Em 2006, os cartórios faturaram R$ 4 bilhões.

● Com o novo aumento do álcool de 6,6% na última semana, o combustível já acumula uma alta mensal de 13,12% nos postos do Rio. Em São Paulo, Lula criticou os usineiros e aconselhou o consumidor a não abastecer seus carros com álcool devido ao preço.

● Com a distribuição de dez toneladas de comida e 22 mil litros de água, as tropas brasileiras fizeram sua maior ação humanitária no Haiti. O objetivo, segundo o general Floriano Peixoto, chefe militar da Minustah, é mostrar ao mundo a presença do Brasil no país, e ainda que quem está no comando de toda a missão militar e humanitária é “um general brasileiro”.

● Exame do governo reprovou 40% dos professores temporários da rede estadual paulista. Dos 182 mil candidatos – incluindo os que ainda não dão aulas –, 48% erraram mais da metade das questões da prova. A prova para seleção de temporários foi adotada em 2009 pelo Estado; antes, eram considerados tempo de trabalho e diplomas. Ao adotá-la, o governo disse que quem não atingisse a nota mínima não lecionaria. Diante do resultado, porém, a Secretaria de Educação informou que poderá atribuir aulas a professores reprovados. “A nossa prioridade é garantir aulas aos alunos”, afirmou o secretário Paulo Renato Souza. Ainda não se sabe quantos reprovados lecionarão, pois a distribuição de aulas não começou – primeiro se escolhem os concursados. No final de 2009, a rede de SP tinha 130 mil concursados e 80 mil temporários.

● Começa a valer na próxima segunda-feira a nova regulamentação da lei que amplia a licença-maternidade de quatro para seis meses. Haverá isenção fiscal para empresas que aderirem. Segundo o fisco, a medida pode beneficiar entre 40% e 50% das trabalhadoras, em cerca de 150 mil empresas. O governo estima que deixará de arrecadar R$ 414,1 milhões neste ano.

● Entram em vigor nesta segunda-feira as modificações aprovadas pelo presidente Lula na Lei do Inquilinato. O texto permite maior rigor com os inadimplentes e maior celeridade nos processos de despejo.

● A Comissão Parlamentar de Inquérito que apura denúncias de desvios de verbas públicas do GDF terá que retomar suas atividades. Um dia após os deputados anunciarem o fim da CPI, o juiz que proibiu oito distritais de participarem das discussões sobre os pedidos de impeachment do governador Arruda esclareceu que o veto restringe-se às comissões que analisam o caso. Assim,o depoimento do ex-secretário Durval Barbosa, que denunciou o suposto esquema de corrupção, está mantido para terça-feira, na sede da Polícia Federal.

DESTAQUES DOS JORNAIS LOCAIS NESTE FINAL DE SEMANA

Jornal O DEBATE, de São Manuel, edição de 22 de janeiro de 2010

♦♦♦ Em entrevista, Milton Monti afirma que sempre quis ajudar São Manuel.
♦♦♦ Opinião – O que nos espera neste ano que está começando.
♦♦♦ Tribunal de Contas inaugura sala para prefeitos, vice-prefeitos e vereadores.
♦♦♦ Rock – Neste domingo será realizado o festival Flash Stock, em frente à Igreja Matriz, a partir das 15 horas.
♦♦♦ Jack Dance apresenta espetáculo com seus alunos no Ginásio “Pref. Miltinho Monti”.
♦♦♦ Clube Recreativo São Manuel inaugura Salão de Festas na sede de campo.
♦♦♦ No próximo dia 29 acontece a ordenação sacerdotal do diácono são-manuelense Willian César Nunes, no Santuário de Santa Teresinha, às 19h30.
♦♦♦ Doação de sangue – Hemocentro do Hospital das Clínicas da Unesp, em Botucatu, necessita de doadores. O estoque está muito baixo.
♦♦♦ Pratânia: assinado contrato com a Sabesp, prorrogando os serviços daquela empresa no município.
♦♦♦ Jovem de Bocaina sequestrado por engano foi solto nas proximidades de nossa cidade.
♦♦♦ Ponto de Vista – Série Histórias da Rádio Clube AM 1510 kHz – entrevista com o locutor Luiz Augusto Peres da Silva, o Guto, deficiente visual que fez sucesso na Rádio Clube de São Manuel e na Rádio Integração FM.
♦♦♦ Os pioneiros – o jornalista Miguel Roberto Nítolo escreve sobre a Família Chinatto, tradicionais no comércio de carnes em São Manuel.
♦♦♦ COLUNAS: Esporte (Osmar Corrêa), Bloco de Notas (coluna deste blogueiro), Direito em Debate, homenageando o saudoso Beto Salles (drª. Edilaine Rodrigues de Góis Tedeschi), Casual (Letícia Castaldi), Motivação (Bene Bassetto), Momento Religioso (Irmã Maria Antônia de Santana Galvão).
♦♦♦ Flash – as personalidades da cena de nossa região.
♦♦♦ Badalação – moças e rapazes da cidade em fotos coloridas.
♦♦♦ Classificados – os melhores classificados da cidade.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

DICA DO DIA
O que é trabalhar? Para alguns, é sentar-se em um cubículo e atender o telefone. Para outros, é cuidar de uma criança, construir uma casa, cozinhar, ou pilotar um avião. Trabalho é a essência da vida. Todos o fazemos, quer tenhamos um contra-cheque ou não. É o que nos mantém vivos e o que nos faz seguir adiante. Não existe trabalho insignificante. Todo trabalho é importante.Em todo trabalho há lugar para a satisfação, porque há também oportunidade de fazermos a diferença. Quanto mais você se empenhar na realização de um trabalho, mais longe você chegará. Ponha mãos à obra e isso o manterá vivo. Ponha sua mente nisso e você terá vida. Ponha sua própria essência e você receberá enormes recompensas.O valor do seu trabalho é afetado não pelo que você faz, mas pelo esforço que você dedica.


O DEBATE
O jornal O Debate aqui de São Manuel volta a circular hoje, depois da pausa em suas edições no final de ano, para férias de seu pessoal.


COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● O presidente Lula vai liberar R$ 375 milhões em créditos emergenciais para financiar ações no Haiti, inclusive R$ 135 milhões para dez Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e 50 ambulâncias. O dinheiro, uma espécie de “PAC do Haiti”, se destina a ajudar na reconstrução do país e a atendimentos nas UPAs, em programa nos moldes do Saúde da Família. Também há R$ 205 milhões para as tropas brasileiras, e recursos para o Itamaraty e a ONU.

● A verba, superior à enviada pelos EUA, já inclui os R$ 25 milhões anunciados logo após o terremoto. O governo Lula anunciou indenização de R$ 500 mil para cada família de militar morto. As equipes de socorro começam a deixar o Haiti, onde a rotina vai aos poucos sendo retomada. O presidente René Préval admitiu que nunca se saberá o número exato de mortos na catástrofe.

● A destruição causada pelo terremoto no Haiti obrigará a ONU a alimentar 2 milhões de pessoas no país por ao menos seis meses, estima a entidade. Os números sobre desabrigados variam de 1 milhão a 2 milhões, e os haitianos estão enterrando e queimando até 10 mil corpos por dia. Ontem, 106 crianças haitianas chegaram à Holanda como parte de programa de adoção. A iniciativa, anterior ao sismo, foi acelerada depois que o orfanato onde elas viviam ruiu.

● A emoção tomou conta da Base Aérea durante a homenagem a 18 brasileiros que morreram no terremoto do Haiti. O presidente Lula se emocionou e chorou ao cumprimentar os parentes das vítimas.

● Em sete horas, uma forte chuva que começou quarta-feira à noite voltou a castigar São Paulo: nove pessoas, incluindo três crianças, morreram vítimas de deslizamentos na região metropolitana. Na capital, avenidas inundadas deixaram o trânsito caótico. Em um dia, choveu o equivalente a uma semana.

● No Rio de Janeiro, motoristas que sobem a serra em direção a Petrópolis passam por pelo menos 32 pontos de encosta com deslizamentos na BR-040 (Rio-Juiz de Fora), entre os quilômetros 100 e 91. Há trechos onde árvores ameaçam cair. Além dos fortes temporais que têm atingido a região, um dos problemas é a ocupação irregular das encostas.

● A China superou as expectativas e cresceu 8,7% no ano passado, com o PIB atingindo US$ 4,9 trilhões, o que tornará o país a segunda maior economia do mundo, ultrapassando o Japão. Já o Brasil, cuja economia pode ter encolhido em 2009, registrou no mesmo período uma queda na arrecadação de impostos de 2,9%, a primeira em seis anos, mesmo com o recorde de dezembro.

● A expectativa de alta do juro básico a partir de abril já encarece o crédito ao consumidor. As taxas das principais modalidades (pessoal, consignado, veículos e aquisição de bens) subiram em dois dos últimos três meses, segundo o Banco Central. Só o cheque especial registrou queda em dezembro.

● Arqueólogos espanhóis encontraram na província de Cádiz, no sul do país, os esqueletos de um casal que teria sido enterrado abraçado há cerca de 6 mil anos. "Os apaixonados", como estão sendo chamados pela comunidade científica, seriam um homem de cerca de 35 a 40 anos e uma jovem de 12.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

DICA DO DIA
O competitivo mundo dos negócios de hoje em dia exige, cada vez mais, constante motivação do ser humano para a força de trabalho. Por isso, aprender a motivar as pessoas tornou-se uma habilidade essencial para os gerentes, para aqueles que lidam com pessoas, em grandes ou pequenos grupos.

Existe uma infinidade de técnicas motivacionais, de acordo com as necessidades dos diferentes funcionários de uma empresa, de um grupo de estudantes, de uma equipe de vendedores, enfim, de todo e qualquer grupo de pessoas e até mesmo de alguém individualmente.
Precisam, todos aqueles que comandam, avaliar a cada instante sua capacidade de motivar e de extrair o melhor da cada pessoa. Inspirar as pessoas no trabalho em grupo ou individual garante a conquista de melhores resultados.
Para que isso seja feito, é necessário identificar previamente os fatores pessoais de motivação. A arte de motivar pessoas começa com a descoberta de como influenciar o comportamento de cada uma delas. Com isso, aumentam as oportunidades de alcançar os resultados esperados, por exemplo, por uma empresa na qual essas pessoas trabalhem.

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Choveu muito na noite passada. No Estado de São Paulo inteiro, mas, como ocorre rotineiramente, a coisa foi pior na capital. Foram 4 horas de chuva intensa que alagou a cidade e as cidades vizinhas, o grande ABC. Um locutor da Rádio Bandeirantes, Agostinho Teixeira, não conseguiu ter acesso a São Paulo – ele mora em Santo André – por nenhuma das opções existentes, todas alagadas. Ele apresenta o programa “O Pulo do Gato”, às 05h30 da matina, substituindo o titular José Paulo de Andrade, que está de férias. O programa foi feito por Silvânia Alves, que conseguiu chegar à emissora em tempo. A capital paulista, às vésperas de seu aniversário, em 25 de janeiro, está praticamente paralisada hoje. Valha-nos Deus!

● O Brasil vai dobrar o efetivo de militares disponíveis para servir no Haiti, de 1.300 para 2.600. Atendendo à ONU, o governo planejou inicialmente enviar 900 voluntários do Exército e da Marinha que já estiveram no país; depois, o Ministério da Defesa decidiu manter no Brasil uma reserva de 400 militares que poderão ser deslocados a qualquer momento. Não há previsão para o início do reforço de tropas, que deverá ser autorizado pelo Congresso na segunda.

● Com um forte aumento nas remessas de lucros e dividendos pelas empresas estrangeiras, as contas externas do Brasil tiveram em dezembro de 2009 um déficit de US$ 5,94 bilhões, o pior resultado mensal da série histórica do Banco Central iniciada em 1947. O aumento dos ganhos fez as remessas das empresas somarem US$ 5,32 bilhões, valor também recorde.

● Oito deputados do Distrito Federal e dois suplentes envolvidos no escândalo do mensalão do DEM foram proibidos pela Justiça de participar de qualquer atividade na Câmara Legislativa vinculada ao processo de impeachment do governador José Roberto Arruda. Terão de ser convocados suplentes que não estejam sob suspeição. Arruda já articula esquema para manter o poder na Casa

● Para neutralizar pressão inflacionária que afete a economia este ano, o governo pode reduzir tributos como o IPI e ampliar a lista de importados com alíquota zero. O assunto foi discutido pelo presidente Lula, o ministro Mantega e o presidente do BC, Henrique Meirelles.

● O mercado de trabalho brasileiro criou 995.110 empregos com carteira assinada em 2009, o pior desempenho desde 2003. A indústria abriu só 10 mil vagas, enquanto o setor de serviços criou 500 mil. Em dezembro, as demissões atingiram 415 mil trabalhadores, acima das expectativas do governo e dos analistas.

● Colégios particulares de SP pedem que alunos levem itens como almofada e pano de limpeza e inflam quantidade de material - 18 lápis ou 14 colas, por exemplo. Para pais, há excesso. O Procon sugere entregar os itens ao longo do ano, mas escolas dizem que compra única reduz custo.

● Disposta a evitar atritos com evangélicos e com a Igreja Católica, a ministra Dilma Rousseff adiou o anúncio do Plano Nacional de Proteção à Liberdade Religiosa. O texto prevê a legalização fundiária dos imóveis ocupados por terreiros de umbanda e candomblé.

● Com previsão de inaugurar 300 lojas e explorar os setores de drogarias e lojas de conveniência em postos de combustíveis, o Grupo Pão de Açúcar anunciou, ontem, que vai investir R$ 5 bilhões nos próximos três anos. Após as aquisições do Ponto Frio e das Casas Bahia, o grupo aposta no aquecimento da economia e quer abrir 100 lojas este ano, com a criação de 40 mil empregos.

● Os citricultores paulistas esperam beneficiar-se, pelo menos parcialmente, da valorização de mais de 80% ocorrida nos preços do suco de laranja nos últimos 12 meses na bolsa de Nova York. A expectativa do setor é que a remuneração média pela caixa de laranja vendida às indústrias exportadoras de suco seja no mínimo 40% superior à obtida na safra passada.

● A reforma da saúde proposta pelo presidente dos EUA, Barack Obama, ficou ameaçada após a eleição para a vaga aberta no Senado com a morte de Ted Kennedy, em agosto. O republicano Scott Brown, que já posou seminu para uma revista, venceu a disputa, enfraquecendo os democratas.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010


Rei do Mar e Pantaneiro

Recebi um gentil convite da dupla sertaneja Rei do Mar e Pantaneiro, que aparecem na foto quando de uma de suas apresentações nos estúdios da Rádio Clube de São Manuel. Pai e filho juntaram suas vozes para fazer música da boa, e estarão lançando no próximo dia 06 de fevereiro, às 20 horas, no Salão de Festas da Igreja Nossa Senhora Consolata, aqui em São Manuel, seu primeiro CD. Este blogueiro agradece o convite e deseja muito sucesso à dupla!
DICA DO DIA
Ninguém se arriscaria a dirigir em uma estrada sem ter as mãos no volante. Ainda assim, com freqüência andamos pela estrada da vida com as mãos fora do volante. A mente é o volante da vida. A vida segue obediente para onde a mente a direciona. Quando falhamos em controlar nossa mente, a vida se descontrola. Em vez de mantermos as mãos firmes no volante e dirigirmos nossos pensamentos a um propósito específico, deixamos que nossa mente gire em todas as direções. Os resultados são frequentemente desastrosos. Nossas vidas vão no contra-fluxo e batemos de frente.Muitas vezes somos jogados para fora da estrada e caímos em terreno esburacado, que nos sacode e chacoalha até nos quebrar. Na vida, como na direção, o progresso mais suave e seguro se consegue mantendo-se firmemente no controle. Para isso, devemos saber onde queremos ir, planejar a rota e, acima de tudo, ter disciplina para manter as mãos firmes no volante. (Motivacional – DiabeteNet).

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Conforme o jornal Folha de S. Paulo, o governo do Haiti sepultou até ontem 72 mil vítimas do terremoto de terça-feira passada, segundo seu premiê, Jean-Max Bellerive, o que já faz do tremor de 7 graus o mais mortal das Américas. Antes, o tremor com mais mortos era o que vitimou 66 mil no Peru, em 1970. A estimativa de mortes no Haiti é de 100 mil a 200 mil; a ONU diz ter resgatado das ruínas mais de 90 pessoas vivas.

● Diante das críticas pela demora no socorro às vítimas e da crescente violência no Haiti, os Estados Unidos e as Nações Unidas decidiram aumentar a presença militar no país arrasado pelo terremoto de uma semana atrás. Dezenas de soldados americanos desembarcaram ontem de cerca de 20 helicópteros em frente ao palácio presidencial haitiano, destruído no tremor. A operação foi festejada pela multidão na região, mas também foi criticada por alguns haitianos. "Parece uma ocupação", disse um deles. Já são 11 mil militares dos EUA no país. A ONU, que enviará mais 3,5 mil soldados e policiais, vem criticando a ação americana especialmente a decisão de lançar paraquedas com rações de alimentos e água.

● Cerca de 50 soldados brasileiros conseguiram assumir o controle de uma parte da favela Cité Soleil. A área tinha se transformado em reduto de milicianos que escaparam de presídio destruído pelo terremoto.

● Segundo a TV Brasil, os jovens estão estudando mais. Sete em cada dez brasileiros estavam na escola em 2007, mas muitos estão fora da etapa de ensino certo para a idade. O estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostra também que os jovens estão ficando por mais tempo na casa dos pais.

● Também de acordo com estudo do Ipea, o desemprego entre os jovens de 16 a 20 anos triplicou de 7%, em 1987, para mais de 20%, em 2007. Na faixa de 21 a 29 anos, o desemprego mais que dobrou, de 5% para 11%. Em 2007, havia 4,8 milhões de jovens desempregados.

● O presidente Lula disse ontem que até abril vai acelerar o ritmo de inaugurações porque depois a ministra Dilma Rousseff, candidata à sua sucessão, não poderá mais participar desses eventos. E Dilma disse que a oposição quer acabar com o PAC.

● O coronel da reserva uruguaio Manuel Cordero, acusado de participar da Operação Condor, movimento de repressão das ditaduras do Cone Sul, deverá ser extraditado ainda hoje para a Argentina. Ele responde a processos em Buenos Aires e Montevidéu.

● Nove empresas, dentre elas três bancos, foram multadas em até R$ 3,2 milhões pelo Procon paulista, sob acusação de descumprir lei do telemarketing. A norma impede telefonemas para clientes que tenham se cadastrado para bloquear ligações. Ainda cabe recurso. Cinco das empresas afirmaram cumprir a lei, e quatro não quiseram se pronunciar; três delas dizem não ter sido notificadas.

● O déficit da Previdência Social cresceu de R$ 36,2 bilhões em 2008 para R$ 42,9 bilhões no ano passado. Foi um salto de 12,65%, resultante da crise econômica que levou à perda de vagas e à queda nos recolhimentos previdenciários. Mas, no ano, a arrecadação do setor foi recorde: R$ 182 bilhões.

● Ao contrário da previsão feita em relatório da ONU, as geleiras do Himalaia não deixarão de existir até 2030, segundo cientistas. A estimativa teria sido feita, equivocadamente, ao tomar por base entrevista de um estudioso do clima publicada há cerca de dez anos pela revista The New Scientist.

● A Nestlé começou o ano cumprindo a promessa de atuar em novos mercados. No início de fevereiro, ela lança um produto com o qual nunca trabalhou no Brasil: os sucos de fruta em pó. A área é dominada no país pela Kraft Foods, que, com várias marcas, detém cerca de 46% das vendas do setor. No ano passado, as vendas de refresco em pó movimentaram R$ 1,4 bilhão. Segundo Alexandre Costa, diretor de regionalização da Nestlé, seu diferencial é uma linha de produtos elaborada sem corantes artificiais.

● Projeto de lei que tramita em caráter conclusivo na Câmara prevê a criação da licença-retribuição, para trabalhadores com carteira assinada que passam mais de cinco anos no mesmo grupo ou empresa. Pelo texto, o benefício não anula o período de férias e deve ser de 30 dias de descanso. A licença também pode ser convertida em dinheiro, caso o empregado não tenha interesse em folgar e faça a opção.

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

DICA DO DIA
A escrita é um poderoso instrumento para preservar o conhecimento. Tomar notas é a melhor técnica para guardar as informações obtidas em aula, em livros, em pesquisas de campo. Manter os apontamentos é fundamental. Logo, nada de rabiscar em folhas soltas. Mas também não se deve ir escrevendo no caderno tudo que se ouve, lê ou vê. Tomar notas supõe rapidez e economia. Por isso, as anotações têm de ser suficientemente claras e detalhadas, para que sejam compreendidas mesmo depois de algum tempo, e suficientemente sintéticas, para não ser preciso recorrer ao registro completo, ou quase, de uma lição. Outros recursos: jamais anotar dados conhecidos a ponto de serem óbvios; eliminar artigos, conjunções, preposições e usar abreviaturas. É preciso compreender que anotações não são resumos, mas registros de dados essenciais. (Dica da Tilibra)

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Conforme o jornal O Globo, uma semana após o terremoto que a ONU considera a maior catástrofe de sua história, o sistema de distribuição de suprimentos ainda se dá a conta-gotas e não chega à maior parte dos cerca de três milhões de haitianos desamparados. O cenário de calamidade e a explosão de violência levaram o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, a pedir ao Conselho de Segurança o envio de mais 3.500 soldados e policiais ao país. O comandante do Exército, general Enzo Pery, garantiu que o Brasil está pronto para dobrar seu efetivo, elevando para 2.532 o número de militares no Haiti.

● Cinco pessoas foram resgatadas ontem com vida dos destroços de um mercado e um prédio em Porto Príncipe. "Comi pasta de amendoim", disse homem tirado do mercado após seis dias. É possível que haja mais sobreviventes.

● A Justiça determinou ontem que o deputado distrital Leonardo Prudente se afaste imediatamente da presidência da Câmara Legislativa do Distrito Federal. Prudente foi flagrado em vídeo escondendo dinheiro na meia, no escândalo de corrupção do governo José Roberto Arruda conhecido como mensalão do DEM do DF. A Câmara Distrital abriu investigação sobre o caso.

● O presidente do STF, Gilmar Mendes, disse que o programa de direitos humanos lançado pelo Planalto tem pontos polêmicos que podem ferir a Constituição. Para a Abert, o texto da Conferência de Cultura que o governo prepara ameaça a democracia.

● Analistas avaliam que há motivos para a cúpula da campanha petista à sucessão de Lula ficar preocupada com o desfecho da eleição presidencial no Chile. Com quase 80% de popularidade, a presidente Michele Bachelet não conseguiu eleger seu candidato, Eduardo Frei.

● Embora só tenha conseguido executar um terço do Programa de Aceleração do Crescimento, o governo vai lançar, em março, o PAC 2 - cuja execução ficará a cargo do próximo presidente. O objetivo é alavancar a campanha presidencial de Dilma Rousseff ante a de José Serra, líder nas pesquisas.

● Em 2008 os cursos de formação de professores em universidades e centros tecnológicos federais e estaduais deixaram de preencher 4.468 vagas - 6% do total -, segundo o Censo da Educação Superior. Nas demais áreas, esse percentual cai para 3,5%. As vagas não preenchidas contrastam com a falta, nas escolas públicas, de professores do ensino básico com a habilitação exigida por lei.

● O Ministério Público Federal diz ter achado entre documentos apreendidos na Operação Castelo de Areia, da Polícia Federal, comprovantes de pagamento de propina de Camargo Corrêa ao PT e ao PMDB do Pará. O PMDB paraense negou a acusação; o PT do Estado não falou. O advogado da empreiteira disse que, como o processo está sub judice, não pode comentar.

● O Ministério do Trabalho revogou trecho de portaria de 2008 que estabelece critérios para que centrais sindicais recebam dinheiro do imposto sindical. Com isso, adiou do começo para o final de 2010 o prazo para que elas comprovem representar, no mínimo, 7% do total de trabalhadores sindicalizados. A medida beneficia três centrais menores.

● A Receita Federal, que atende de forma considerada "caótica" 1,65 milhão de pessoas por mês em seus postos, quer estimular o atendimento online. Nesse sistema, os contribuintes podem ver suas pendências, fazer retificações e, na média, 63% do total de demandas pode ser resolvido diretamente. Cerca de 4 milhões de contribuintes já utilizam o serviço.

● A Organização Mundial da Saúde decidiu rever suas regras para a declaração de pandemias. A OMS é alvo de investigação do Parlamento do Conselho da Europa, que apura suspeitas de influência indevida de empresas farmacêuticas na decisão da organização de decretar pandemia de gripe suína em 2009.

● Os consumidores brasileiros estão mais dispostos a gastar dinheiro com produtos que não são de primeira necessidade, como artigos tecnológicos, viagens e reforma de residências. Segundo pesquisa da consultoria Nielsen, 49% consideram que 2010 será um bom ou um excelente momento para voltar a comprar supérfluos. Dos 29 países pesquisados, o Brasil ficou em terceiro lugar no ranking de otimismo em relação à recuperação econômica.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

DESTAQUES DOS JORNAIS LOCAIS

Jornal O PRATIANO, de Pratânia, edição de 15 de janeiro de 2010

♦♦♦ Pratânia já se prepara para o Carnaval 2010.
♦♦♦ Mocidade Unida Karnazoando conta com cerca de 450 integrantes.
♦♦♦ Praça da Matriz com novo sistema de iluminação.
♦♦♦ Correios prorrogam inscrições para concurso.
♦♦♦ Beleza & Saúde: Sorrir é saudável (terapeuta Everaldo Andrade) /// Mais Saúde – Verão e a saúde respiratória /// Pesquisadores relacionam luz à piora da enxaqueca.
♦♦♦ Coluna “Em Dia com as Notícias” e a crônica “Algumas dicas para uma boa leitura”, ambas de autoria deste blogueiro, estão na página 5.
♦♦♦ Resumo das matérias apresentadas pelos vereadores de Pratânia no 2º Semestre de 2009.
♦♦♦ Festa de Natal da Associação Pratinha de Amigos e Moradores.
SÃO MANUEL
♦♦♦ Governo do Estado irá liberar R$ 500 mil para obras de recapeamento e pavimentação.
♦♦♦ Obras de duplicação no Bairro da Conquista foram reiniciadas.
♦♦♦ Iluminação das avenidas foi substituída.
♦♦♦ Cadastramento no Telecentro e Acessa São Paulo está aberto para uso da Internet gratuita
.

ATENÇÃO: O jornal O DEBATE volta a circular na próxima sexta-feira, dia 22 de janeiro.
DICA DO DIA
Você pode justificar-se culpando as pessoas pelos seus erros. Mas, quando o faz, você dá a elas o controle sobre sua vida . Quando você se concentra em culpar os outros, você destrói seu próprio poder, sua própria habilidade, seu próprio comprometimento em fazer algo a respeito da situação. Pôr a culpa nos outros só vai fazer você entrar mais fundo no problema. Determinar de quem é a culpa não resolve o problema. Ao invés disso, concentre-se no que tem de ser feito agora, nas medidas positivas que você pode tomar. Se você perder tempo pondo a culpa nos outros, os problemas só fazem piorar.

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Informa o jornal O Estado de S. Paulo que Brasil e Estados Unidos participaram ontem, com mais oito países e representantes da ONU e da OEA, de uma teleconferência para definir os papéis e limites de cada um na tarefa de controlar o caos no Haiti, que se agravou, chegando à beira da anarquia. Ficou decidido que os EUA cuidarão da ajuda humanitária aos sobreviventes do terremoto e o Brasil terá papel preponderante na segurança, uma forma de superar atritos entre as chancelarias dos dois países.

● O jornal O Globo diz que a reorganização das gangues criminosas em Cité Soleil, a maior favela do Haiti, com 300 mil moradores, virou o grande desafio aos esforços de estabilização do país e à reconstrução após o terremoto. Os três mil criminosos que fugiram de prisão destruída se armaram e voltaram à favela, onde ameaçam os moradores. A polícia haitiana reprimiu a ação de saqueadores; houve tiroteios e linchamentos nas ruas da capital. A explosão de violência prejudicou a distribuição de alimentos à população. Para o general Floriano Peixoto Vieira Neto, comandante das tropas da ONU, a situação ainda não fugiu ao controle, mas ele pediu reforço de 200 soldados que atuavam no interior. O Conselho de Segurança da ONU se reúne hoje para decidir se aumenta o número de tropas. Cinco sobreviventes foram resgatados ontem.

● Encerrando um ciclo de 20 anos de poder da Concertação (coalizão de centro-esquerda), o empresário Sebastián Piñera se elegeu presidente do Chile com cerca de 51,6% dos votos. Piñera, um dos homens mais ricos do país, recebeu os cumprimentos da presidente Michelle Bachelet, que, mesmo com 81% de aprovação, não conseguiu transferir apoio a Eduardo Frei. A direita chilena volta ao poder pela via democrática após cinco décadas.

● Uma auditoria da Controladoria-Geral da União (CGU) concluiu que a Fundação José Sarney fraudou projeto e desviou R$ 1,3 milhão da Petrobras. O caso foi revelado em julho pelo Estado. A investigação do órgão federal acusa a entidade criada pelo presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP) de uso de notas frias e empresas fantasmas e ausência de comprovação de serviços, entre outras irregularidades, no projeto que nunca saiu do papel. Sarney não quis comentar.

● No Rio de Janeiro, a corrida eleitoral esquenta e a entrada do deputado federal Fernando Gabeira (PV) na disputa pelo Palácio Guanabara deixou os palanques do governador paulista José Serra (PSDB) e da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), no Rio de Janeiro, próximos de serem definidos, com vantagem para a petista.

● Ericsson, Nokia Siemens, NEC e Qualcomm — quatro concorrentes — se uniram para tentar acelerar as decisões em torno da quarta geração da telefonia celular, a 4G. Elas apresentaram ao governo e à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) um documento no qual defendem a liberação de frequências que permitam a adoção de padrões internacionalmente aceitos para a 4G por meio da tecnologia LTE (sigla de “ Long Term Evolution”).

domingo, 17 de janeiro de 2010

DICA DO DIA
Na seqüência da dica de ontem, da Tilibra, algumas sugestões para falar melhor em público: Fale com boa intensidade Se falar muito baixo, as pessoas que estiverem distantes não entenderão suas palavras e deixarão de prestar atenção. Também não deverá falar muito alto porque, além de se cansar rapidamente, poderá irritar os ouvintes. Fale numa altura adequada para cada ambiente. Nunca deixe, entretanto, de falar com entusiasmo e vibração. Se não demonstrar interesse por aquilo que transmite, não conseguirá também interessar sua platéia.

Fale com bom ritmo. Alterne a altura e a velocidade da fala para construir um ritmo agradável de comunicação. Quem se expressa com velocidade e altura constantes acaba por desinteressar os ouvintes, não pela falta de conteúdo, mas pela maneira "descolorida" como se apresenta.

CRÔNICA DE DOMINGO

Alô gente! Bom domingo e boa semana! Esta crônica eu a escrevi em agosto de 2000, portanto, há quase 10 anos. Serviu para recordar velhos tempos, para falar dos bondes que foram, durante muitos anos, minha barulhenta condução quando trabalhava como bancário em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul. Boa leitura!
Gildo Sanches

Os bondes elétricos estão voltando
Cheguei a andar de bonde elétrico em São Paulo. Parece-me, se não me falha a já combalida memória, que foi por volta de 1964 ou 1965, quando as férias no então Banco Brasul de São Paulo me possibilitaram passar alguns dias na grande capital, em casa de parentes que moravam na Penha.
Cheio de preocupação e com medo de perder o rumo na já confusa Paulicéia, aventurei-me a passear pela cidade, sozinho, até porque, naquele tempo, não havia tantos assaltos como hoje. Em princípio me sugeriram os ônibus, que me pareceram muito complicados, com seus números, cores e legendas de destino que me confundiam. Descobri então os bondes, que iam até o centro da cidade e voltavam pelo mesmo caminho, pelos trilhos, é óbvio. Neles, jamais me perderia na cidade que já era grande e desvairada naquele tempo, ao menos para mim, acostumado com a nossa São Manuel.
Anos depois conheci os bondes de Santos, que pareceram mais silenciosos. E, a partir de 1967, tornei-me passageiro freqüente dos bondes de Porto Alegre, que eram muito mais barulhentos do que os outros - sobretudo os de Santos -, mas que me levavam, devagar e sempre, de casa para o trabalho e do trabalho para casa, quando não estava disposto a fazer uma caminha de 30 ou 40 minutos para chegar ao destino. Muitas vezes também usei os bondes para ir até o Estádio Olímpico, do Grêmio. Os trilhos passavam ao lado, perto das bilheterias.
Nas proximidades do Banco Brasul, que ficava no térreo do Edifício União, no início da Avenida Borges de Medeiros, em Porto Alegre, havia um terminal de bondes. Uma espécie de estação, com a linha em curva, permitindo o retorno dos veículos para os bairros de origem.
Era difícil conversar por ali, tal o barulho que faziam aquelas pesadas máquinas de ferro, em fila, chegando e saindo a cada minuto. Eu ia ao local, por vezes, nem sempre para tomar o bonde, mas para comprar o “Estadão” ou a “Folha”, que me ajudavam a matar saudades da terrinha que estava tão longe.
Essa imagem de Porto Alegre, com seus bondes barulhentos, me vêm à memória porque eu soube, pelos jornais, que a cidade de Santos vai ter de volta os bondes. Ou, pelo menos, um deles, que vai correr por um determinado trecho, carregando turistas, para mostrar-lhes as belezas da cidade praiana e fazer com que, os mais velhos, possam suspirar suas saudades daqueles velhos tempos. Será algo como o Bonde de Santa Teresa, no Rio de Janeiro, se bem que este, ao que me consta, tenha seus passageiros habituais, além dos turistas eventuais.
Evidentemente que, como transporte urbano, o bonde elétrico está ultrapassado. Nestes tempos de Metrô, nada seria mais obsoleto do que as velhas máquinas de ferro e madeira, que transformariam as ruas das grandes cidades em quilômetros de congestionamentos. Mas, que um bondinho funcionando aqui, outro ali, é estímulo bastante para despertar nostálgicas lembranças em muita gente, lá isso é...


COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● O ministro da Defesa, Nelson Jobim, disse que o Brasil deve permanecer no Haiti por pelo menos mais cinco anos. Segundo ele, o prazo é necessário para garantir o mínimo de infraestrutura para o país, onde o terremoto de terça-feira pode ter matado até 200 mil pessoas, segundo autoridades haitianas. O ministro voltou a defender que a Missão da ONU para a Estabilização do Haiti seja ampliada para garantir a segurança e colaborar para o desenvolvimento local.

● A miséria e a precária infraestrutura do Haiti amplificaram os efeitos provocados pela tragédia. O país é favelizado e já tinha uma estrutura de distribuição de água e energia muito frágil. As ruas e as estradas, que já estavam em péssimas condições, ficaram intransitáveis, bloqueando a circulação de veículos que levam comida e água. Relatório da ONU aponta que “a pobreza persistente no Haiti cria ambiente vulnerável à desordem civil”.

● O governo quer evitar que multinacionais prolonguem os direitos sobre alguns dos medicamentos mais vendidos no mundo, informam Marcio Aith e Mariana Barbosa. Os laboratórios questionam a duração das patentes de produtos como Lípitor e Viagra. A secretaria de Direito Econômico apura, ainda, se há acordos para recompensar fabricantes que retardarem o lançamento de genéricos.

● Condenado à morte em 2004 por tentar entrar na Indonésia com 13,4 kg de cocaína, o instrutor de voo livre Marco Archer diz que teme ser esquecido e insiste para que o presidente Lula interceda contra sua execução. O Brasil já teve um pedido de clemência negado pelos indonésios e outro sem resposta. O Itamaraty diz que o País tenta uma solução “harmoniosa”.

● Do Estadão de hoje: “Documento preparado sob coordenação do Planalto prega mais uma vez o 'controle social' dos meios de comunicação e a interferência nos conteúdos, informam Felipe Recondo e Marcelo de Moraes. O texto servirá de base para mais uma conferência, desta vez a da cultura, marcada para março. O documento propõe, ainda, maior intervenção em áreas como ciência e meio ambiente”.

● O principal editorial do jornal Estadão deste domingo é intitulado “O PT de volta às origens”. Afirma o jornal paulistano que no decreto do Programa Nacional de Direitos Humanos assinado pelo presidente Lula, a expressão “direitos humanos” é apenas um carimbo destinado a legitimar um sistema autoritário de controle econômico, social e político.

DESTAQUES DAS PRINCIPAIS REVISTAS SEMANAIS BRASILEIRAS

VEJA

♦♦♦ Haiti – 12 de janeiro de 2010 – A tragédia brasileira em Porto Príncipe e a morte de Zilda Arns, protetora das crianças.
♦♦♦ Eles têm outros planos – Por trás do polêmico Programa Nacional de Direitos Humanos está a recorrente tentativa dos radicais do governo de impor medidas autoritárias. Só que agora esse pessoal mira o futuro pós-Lula.

♦♦♦ O dia em que o mundo acabou – Com a força de trinta bombas atômicas, o grande terremoto que sacudiu o Haiti destroçou a capital, Porto Príncipe, causou um número ainda “inimaginável” de mortos, vitimou brasileiros e deixou o país, já paupérrimo, mais arrasado do que nunca.
♦♦♦ A tragédia dos heróis brasileiros – Morreram no terremoto dezesseis brasileiros, catorze deles do Exército, e outros quatro militares ainda estavam desaparecidos até sexta-feira. É o maior número de baixas em operações internacionais desde a II Guerra Mundial.
♦♦♦ Não Existe exame grátis – Os planos de saúde terão de cobrir uma nova – e extensa – gama de procedimentos médicos. É um avanço desejável, mas os custos vãos subir.

ÉPOCA

♦♦♦ Nos escombros do Haiti – Depois do terremoto, a gigantesca mobilização da humanidade para salvar o país mais miserável das Américas.
♦♦♦ A conta Tiger em Taiwan – A investigação suspensa sobre a Camargo Corrêa cita propinas na construção de hospitais e navios-petroleiros – e uma conta no exterior supostamente ligada ao PT.
♦♦♦ Por dentro da caixa de pandora – O material apreendido pela Polícia Federal reforça denúncias do delator Durval Barbosa e complica a situação do governador José Roberto Arruda.

♦♦♦ Cacofonia oficial – A crise gerada pelas trapalhadas do governo Lula na elaboração do Programa dos Direitos Humanos.

ISTOÉ

♦♦♦ As 100 personalidades mais influentes No Brasil e no mundo.
♦♦♦ Haiti – Os brasileiros numa tragédia sem fim – O tremor que matou um país – Com um terço de sua miserável população atingido por um terremoto, o Haiti virou um dos mais graves casos de emergência humanitária da história e corre o risco de mergulhar, de novo, na selvageria.

♦♦♦ A vida por uma causa – Zilda Arns morre em missão humanitária no Haiti e deixa como legado a redução da mortalidade infantil.
♦♦♦ O passado ainda presente – Enquanto se discute punição a crimes do regime militar, a tortura continua uma prática comum no Brasil.
♦♦♦ Internacional – Guerra à economia – Na Venezuela e na Argentina a interferência política afasta dos governos os melhores economistas. E quando precisarem deles?

CARTA CAPITAL

♦♦♦ Direitos Humanos – esquecer, nunca – O governo muda o decreto e a reação aplaude.
♦♦♦ A utilidade da barriga – Decreto – Retira-se a expressão “repressão política” e a crise parece superada.

♦♦♦ Brasília – A capital tornou-se a vanguarda do atraso.
♦♦♦ The economist – A reportagem da tragédia do Haiti.

♦♦♦ Os surfistas se arriscam – Economia – O déficit nas contas externas dobrará em 2010. Bom para quem especula.
♦♦♦ Uma história bipolar – Argentina – Conflito com o BC mostra enfraquecimento dos Kirchner e avanço dos conservadores.