sábado, 6 de fevereiro de 2010


Dr. Eduardo Bicas Franco

O novo diretor de Saúde do Município de São Manuel, o médico pediatra Dr. Eduardo Bicas Franco, assumiu o posto na sexta-feira, nomeado pelo prefeito Tharcílio Baroni Jr. (foto do site http://www.cluberegional.com.br/, da Rádio Clube de São Manuel).
DESTAQUES DOS JORNAIS LOCAIS NESTE FINAL DE SEMANA

Jornal O DEBATE, de São Manuel, edição de 05 de fevereiro de 2010

♦♦♦ Prefeito confirma Dr. Eduardo na Saúde – prefeito Tharcílio Baroni Jr. Informou em primeira mão para a reportagem que o Dr. Eduardo Bicas Franco, médico pediatra, assume a Diretoria de Saúde de São Manuel imediatamente.
♦♦♦ Opinião – Ano de eleições: vêm aí os aventureiros políticos.
♦♦♦ Marcos Monti, presidente da APM – Associação Paulista de Municípios, entregou pessoalmente convite ao presidente Lula para participar do Congresso de Municípios que acontecerá de 22 a 26 de março, em Serra Negra. O presidente disse que vai comparecer.
♦♦♦ Paulo Skaf visita Usina S. Manoel, sendo recebido pela Diretoria da empresa são-manuelense, por Marcos Monti, presidente da APM, que representava o deputado federal Milton Monti, seu irmão, e também por diversos prefeitos da região.
♦♦♦ Água de coco: isotônico natural que possui poucas calorias.
♦♦♦ Ponto de Vista – Série Histórias da Rádio Clube AM 1510 kHz – entrevista com Osvaldo Luiz, locutor-apresentador e gerente da Rádio Cabiúna de Bandeirantes, no Paraná. Ele também deu seus primeiros passos na carreira na Rádio Clube de São Manuel.
♦♦♦ Os pioneiros – o jornalista Miguel Roberto Nítolo escreve sobre a Família Zaparolli.

♦♦♦ Escolha do Rei Momo e da Rainha do Carnaval de São Manuel.
♦♦♦ COLUNAS: Esporte (Osmar Corrêa), Bloco de Notas (coluna deste blogueiro), Direito em Debate (drª. Edilaine Rodrigues de Góis Tedeschi), Casual (Letícia Castaldi), Motivação (Bene Bassetto), Momento Religioso (Irmã Maria Antônia de Santana Galvão), Coluna Espírita.
♦♦♦ Flash – as personalidades da cena de nossa região.
♦♦♦ Badalação – moças e rapazes da cidade em fotos coloridas.
♦♦♦ Classificados – os melhores classificados da cidade.

Jornal O PRATIANO, de Pratânia, edição de 05 de fevereiro de 2010

♦♦♦ EMEF “José Quessada Gimenes Júnior” da Pratinha passou por reformas.
♦♦♦ Ponte da estrada rural Dois Córregos foi recuperada pela Usina S. Manoel.
♦♦♦ Do povo, pelo povo e para o povo – artigo do professor Gaudêncio Torquato.
♦♦♦ Beleza & Saúde: Artrite – o que é? (terapeuta Everaldo Andrade) /// Mais Saúde –Tabagismo: um grande inimigo /// O que diferencia os alongamentos do RPG dos alongamentos normais (fisioterapeuta Marcos Vinícus de Oliveira Neto) /// Adultos precisam dormir cada vez menos à medida que envelhecem.
♦♦♦ Coluna “Em Dia com as Notícias” e a crônica “A tartaruga divina”, ambas de autoria deste blogueiro, estão na página 4.
♦♦♦ DE SÃO MANUEL: Prefeitura realiza diversas obras nas COHABs I e II /// Alunos receberão cartilhas de educação ambiental/// Escolha do Rei Momo e da Rainha do Carnaval de São Manuel.
♦♦♦ Ordenação sacerdotal do padre são-manuelense Willian César Nunes.
♦♦♦ Encontro Band Verão – aconteceu nos dias 30 e 31 de janeiro, em Presidente Prudente. Presença de aeromodelistas de São Manuel, capitaneados por Daniel Vieira, o Dani fotógrafo.
DICA DO DIA
Mesmo que você não siga nenhuma religião, entre uma igreja ou num templo vazio, sente-se e descanse curtindo a paz e o silêncio. Participe de um trabalho voluntário. Ajudar a quem precisa dá sentido maior a vida. Aprenda a rir de você mesmo. Curta aquilo que você tem e não fique comprando posses. Não repasse notícias ruins. Uma situação qualquer vira tragédia quando passada de boca em boca. Se ouvir informação triste, guarde para si. Compartilhe suas incertezas. Ao escutar o que os outros têm a dizer as dúvidas se aclaram. Não permita que sua vida gire em torno de um único tema. Investir energia em uma só coisa é correr risco de deixar de ter prazer em outras. Tenha jogo de cintura. É mais fácil aceitar as mudanças quando entendemos que não é possível controlar tudo nem todos. Arranje um passatempo. Você nunca conseguirá estar à frente no seu trabalho se tudo o que você é se resume ao seu trabalho. No carro ou em casa, ponha um CD alegre e cante junto. Agradeça. Você pode levantar as mãos para o céu, dobrar os joelhos, acender uma vela, dar 3 pulinhos, beijar uma imagem... Não importa o ritual. Vale a sensação de que o universo está lhe dando o que pode dar, e que você é uma pessoa abençoada por isso. Passe numa livraria, compre um bom livro e leia. Não tenha vergonha de cair na gargalhada. Pode ajudar a "acordar" outras pessoas! (www.diabetnet.com.br/motivacional).

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Os aumentos em transportes públicos e as chuvas que encareceram os alimentos fizeram com que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que serve de referência para o cálculo da meta de inflação do governo, mais do que dobrasse em janeiro. A taxa, divulgada ontem pelo IBGE, passou de 0,38% em dezembro para 0,75% no mês passado. Em 12 meses, o índice ficou em 4,59%. A alta da inflação pode levar o Banco Central a subir juros para conter preços. Analistas acreditam que as pressões inflacionárias vão continuar.

● O presidente Lula e a ministra Dilma Rousseff fizeram ontem enfática defesa do Estado forte, mas “sem estatizar por estatizar” , tese defendida pelo PT para o programa de governo da candidata à Presidência. DEM e PSDB chamaram a proposta de populista e acusaram o PT de estar rasgando a “Carta aos Brasileiros”, de 2002.

● O Banco Central decidiu não intervir contra a alta do dólar, mesmo com a moeda americana subindo pela quarta semana seguida. Ontem, ela fechou a R$ 1,891, com alta de 0,37% no dia. Mesmo com a tensão nos mercados, o BC não apareceu vendendo dólares, como no final de 2008; ao contrário, durante a semana, comprou dólares nas faixas de R$ 1,84 e R$ 1,88, o que ratificou o novo valor da moeda.

● O argumento do governo é que, hoje, não há os mesmos problemas da época da crise global. Para o BC, as empresas brasileiras têm dólares de sobra e não há casos de aposta errada no câmbio, como ocorreu com Sadia e Aracruz. O mercado critica a atitude. Segundo operadores, o volume de negócios é reduzido porque importadores e exportadores esperam o câmbio se estabilizar. Neste ano, a Bovespa já perdeu 15% em dólar. Ontem, caiu 1,83% e desceu a 62.762 pontos, o menor patamar em três meses.

● A Justiça e o Ministério Público discutem formas de afastar o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, que poderia até ser preso. Arruda é acusado de chefiar esquema de corrupção conhecido como “mensalão do DEM”. O que agravou a situação foi uma tentativa de suborno, feita por um servidor, a um jornalista que ajudaria a fragilizar provas contra o governador.

● O governador José Serra (PSDB) defendeu um Judiciário “cada vez mais forte” e criticou iniciativas que afrontem a autonomia dos juízes. O endereço da mensagem é o Planalto que, por meio do Programa Nacional de Direitos Humanos, quer realização de audiências públicas como pré-requisito para concessão de liminares em caso de reintegração de posse.

● Na mais expressiva perda entre empresas de capital aberto das Américas, a Petrobras teve queda de US$ 11,956 bilhões em seu valor de mercado na última quinta-feira, dia em que a Bovespa fechou com baixa de 4,73%. O valor da empresa foi reduzido de US$ 174,637 bilhões para US$ 162,681 bilhões. A mineradora Vale também foi fortemente atingida, com perda de US$ 9,8 bilhões, seguida pela americana Exxon Móbil, com queda de US$ 8,9 bilhões.

● Analistas consideram que a redução no valor de mercado de grandes companhias reflete a apreensão com o déficit fiscal de países como Grécia, Espanha e Portugal, além da insegurança sobre a capacidade de consumo da economia dos EUA.

● A OAB vai reforçar perante o Ministério da Justiça o pedido das famílias dos seis jovens que sumiram de Luziânia, em janeiro, para que agentes federais ajudem nas investigações. Na segunda-feira, manifestantes irão a Goiânia tentar sensibilizar o governo estadual para que aceite uma operação conjunta.

● Nota do ENEM será um dos critérios para a obtenção do crédito universitário. Em 2010 serão 165 mil bolsas.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

DICA DO DIA
Nossa vida se desenrola numa série de encruzilhadas, diante das quais precisamos fazer opções. Aí é que aparece este impulso de autodeterminação pessoal chamado liberdade. Nele pode estar toda a nossa grandeza se acertarmos, ou a nossa miséria, se errarmos. Seus fracassos e decepções estão todos no passado. Eles nada têm a ver com o que você deseja conquistar a partir de hoje. Só o homem que chegou ao ponto mais alto da árvore da vida é capaz de decidir... Você começa cada dia como uma folha em branco. Cada momento é uma oportunidade de começar a transformar seus sonhos em realidade. O que já passou não importa mais. Sim, o passado trouxe você até aqui. Mas agora, seu caminho se divide em infinitas direções, e você pode escolher qual delas deve seguir.Aprenda com o passado e deixe-o para trás. Desejar que tivesse sido diferente é perda de tempo e energia. Continuar convivendo com as limitações do passado é desperdiçar o enorme potencial da sua vida. Seu passado não define quem você é ou o que você pode conquistar. E quem decide isso é você.É mais fácil atirar pedras do que se defender delas... (www.diabetnet.com.br/motivacional).

CHUVA E VENTO
A capital paulista, a São Paulo da garoa, virou São Paulo das inundações. E, às vezes, dos temporais. Na tarde/noite de ontem, além da chuvarada que chega todos os dias, teve vento de 80 quilômetros por hora. Ventos que derrubaram árvores, que caíram sobre carros, sobre a fiação elétrica. Muitos locais estavam, na madrugada de hoje, sem energia. Que triste sina essa dos paulistanos...

DR. EDUARDO É NOVO DIRETOR DA SAÚDE
Aqui em São Manuel o jornal O DEBATE de hoje destaca, em matéria de capa, a nomeação do médico pediatra Dr. Eduardo Bicas Franco, para o cargo de diretor da Saúde. Amigo pessoal deste blogueiro há muitos anos, é um profissional de grande competência e pode mudar os rumos do atendimento na área da Saúde em nossa cidade. Claro que as dificuldades serão imensas. Mas o Dr. Eduardo gosta de enfrentar esses obstáculos, e o faz com empenho e dedicação ímpares. Toda a sorte para ele!


COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Conforme o jornal Folha de S. Paulo, os mercados globais viveram ontem pesadas perdas, motivadas por uma série de incertezas em relação à solvência de países como Grécia, Portugal e Espanha e dúvidas quanto à recuperação global.A instabilidade prejudica particularmente o Brasil, um dos países que mais receberam dinheiro de investidores estrangeiros nos últimos meses.

● Segundo o Jornal Nacional, a declaração do general do Exército, Raymundo Cerqueira, que se manifestou contrário à presença de homossexuais nas Forças Armadas, provocou protestos e muita polêmica nesta quinta-feira. O general foi ouvido ontem em uma comissão do Senado e, para ele, o Exército não é lugar para homossexual.

● Apesar da necessidade urgente de reformas dos aeroportos no País para atender às exigências da Copa de 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016, o governo não vai repassar nenhum aeroporto à iniciativa privada este ano. A intenção é evitar que qualquer fracasso nos processos de licitação seja explorado pela oposição em ano eleitoral. Ontem, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, afirmou que "as concessões (de aeroportos) estão fora de cogitação neste momento".

● No Rio para eventos com o presidente Lula e o governador Sérgio Cabral na semana passada, a pré-candidata do PT ao Planalto, Dilma Rousseff, teve encontro reservado com Garotinho, adversário de Cabral na disputa pelo Palácio da Guanabara.

● A cúpula do PSDB está convencida de que a chapa puro-sangue - José Serra e Aécio Neves - é a forma de vencer Dilma Rousseff (PT) na disputa presidencial. Ter um bom desempenho em Minas, dizem os caciques tucanos, seria a única forma de compensar a provável derrota no Nordeste. O governador mineiro vem afirmando que não quer ser vice, mas poderá mudar de opinião se a candidatura do governador paulista estiver consolidada nas pesquisas. Tucanos próximos a Aécio dizem ainda que a adesão pode depender de um gesto de Serra.

● Um funcionário do metrô do Distrito Fedeeral foi preso pela PF ao tentar subornar Edmilson Santos, o Sombra, amigo de Durval Barbosa, testemunha do mensalão do DEM. Flagrado, ele disse ter recebido o dinheiro (R$ 200 mil) de um sobrinho de Arruda.

● O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, desafiou ontem a "burguesia" e os estudantes a enfrentá-lo. Em meio a novos protestos, reprimidos pela polícia, Chávez se disse "disposto a bater onde seja" pela"revolução bolivariana". Para ele, "a pátria venezuelana é socialista, ou não é pátria". O embaixador dos EUA no Brasil, Thomas Shannon, pediu a Chávez que abra espaços para "ouvir o povo".

● Surpresos pela negociação direta do Brasil com a Dassault, suecos e americanos, rivais da França na disputa para fornecer os novos caças da FAB, reclamam o direito de oferecer novos preços. A Folha de S. Paulo revelou que a Dassault baixou em US$ 2 bilhões a oferta por seu avião, o Rafale, e o Brasil aceitou. O ministro da Defesa, Nelson Jobim, negou já ter escolhido os caças franceses.

● Um mercado negro de alimentos vem se alastrando pelo centro de Porto Príncipe, a devastada capital do Haiti. A cada dia é maior o número de vendedores ambulantes que negociam tíquetes e comida, doados e distribuídos por forças humanitárias. Xícaras de arroz valem 22 gourdes, ou cerca de US$ 0,55.

● As famílias de Luziânia que vieram a Brasília pedir ajuda das autoridades terão de seguir sozinhas na busca pelos jovens sumidos há mais de um mês. A Polícia Federal só pode entrar no caso se for requisitada pelo governo de Goiás.

● Estudo do Instituto Nacional de Câncer com o Fundo Mundial de Pesquisa contra o Câncer mostra que a combinação de alimentação saudável com a prática de atividades físicas pode evitar 19% dos casos da doença no Brasil. A pesquisa aponta que, ao prevenir a obesidade, é possível reduzir em até 30% a incidência de 12 tipos específicos de tumores, como os de esôfago, pulmão, mama, fígado e próstata.

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

DICA DO DIA
Esteja aberto a todas as informações que passarem diante dos seus olhos, para todo som que entrar pelos seus ouvidos. E seja sensível o suficiente para entender cada sinal que vier através de outros canais de percepção...Faça boas escolhas no mundo de informações que chegam e tire o melhor proveito delas. Se algo não o agrada, e se você desconfia que pode desagradar a muita gente, interfira. Provoque mudanças. Não pelo egoísmo de ver tudo funcionando do seu jeito, mas pelo benefício que uma nova atitude pode trazer para um conjunto.Você, hoje, tem a oportunidade de usar sua inteligência e seus talentos para romper limites, para se superar. Não pela arrogância que a vitória pode acarretar, mas pela certeza de que é sempre possível melhorar. Em cada atitude sua de hoje, busque a evolução. (www.diabetenet.com.br)

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Conforme o jornal Folha de S. Paulo, o presidente Lula e o ministro Nelson Jobim (Defesa) bateram o martelo a favor do caça Rafale após a francesa Dassault reduzir de US$ 8,2 bilhões (R$ 15,1 bilhões) para US$ 6,2 bilhões (R$ 11,4 bilhões) o preço do pacote de 36 aviões para a Força Aérea Brasileira. O Rafale ficou em último no relatório técnico da FAB, que trouxe em primeiro o caça sueco Gripen e em segundo o americano F-18.

● Para compensar o aumento de preço do combustível, em decorrência da diminuição de 25% para 20% na mistura de etanol na gasolina, o Ministério da Fazenda anunciou, ontem, a redução de R$ 0,08 na Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico. A Cide cai de R$ 0,23 para R$ 0,15 por litro.

● Quinze anos após a criação do real, a moeda do País vai ganhar cara nova. Cédulas de R$ 50 e R$ 100 com tons de cor diferentes dos atuais e tamanhos maiores começarão a circular em maio deste ano. Em 2011, será a vez das notas de R$ 20 e R$ 10. Por fim, em 2012, entrarão em circulação as novas notas de R$ 2 e R$ 5. As notas também terão tamanho diferenciado, em cada valor. Ao todo, a mudança custará cerca de R$ 380 milhões por ano aos cofres públicos.

● Lula enfrenta o forte calor do Rio ao inaugurar trecho de um gasoduto. Ele se comparou a um "pintinho que cai numa poça d'água". O país bateu novo recorde de consumo de energia, em decorrência do aumento do uso de ar-condicionado.

● Aliás, o calor que está fazendo aqui em terras pátrias neste últimos dias é brincadeira... Bom só pra quem pode ficar em volta da piscina ou na praia...

● Dois dias após a concessão da licença prévia para construção da usina de Belo Monte, no Pará, foi aberta uma guerra entre a Advocacia Geral da União (AGU) e o Ministério Público Federal (MPF). Numa reação sem precedentes, a AGU ameaçou processar até por improbidade administrativa procuradores que agirem para inviabilizar o projeto.

● O presidente do PSDB, Sérgio Guerra, disse que o governo dissemina"terrorismo e mentira" ao alertar para o risco de mudanças no Bolsa Família em 2011, quando começa novo governo: "O PT quer eleger Dilma sem voto." Para o DEM, há "chantagem emocional". O Ministério do Desenvolvimento Social afirma não ver insegurança jurídica no texto.

● E agora, a Bolsa Haiti. Em sua visita a Porto Príncipe, no dia 25, o presidente Lula vai anunciar o pagamento da "Bolsa Haiti" para 150 mil haitianos que trabalharão na coleta de lixo. O valor do auxílio ainda não foi informado.

● A Agência de Proteção Ambiental dos EUA incluiu o álcool brasileiro produzido a partir da cana-de-açúcar na lista de biocombustíveis que podem contribuir para a diminuição das emissões de gases do efeito estufa. Bom para o Brasil.

● De saída do Ministério da Justiça para disputar o governo gaúcho, o ministro Tarso Genro disse, em uma entrevista, que o presidente Lula escolheu sozinho Dilma Rousseff candidata porque havia um "vazio" no PT, "fragilizado" pelo episódio do mensalão.

● O diretor da agência iraniana de energia atômica, Ali Akbar Salehi, incluiu o Brasil entre os países aos quais o Irã aceitaria enviar urânio para ser enriquecido a 20%, informa o correspondente em Nova York, Gustavo Chacra. Com isso, o país evitaria suspeita sobre seu possível uso militar, conforme proposta da ONU. Salehi disse que a preferência seria por um país da Ásia, mas citou França e Brasil como opções. A afirmação causou surpresa em Brasília.

● A indústria de medicamentos genéricos anunciou expansão de 19% das unidades vendidas em 2009 ante 2008, num desempenho 2,3 vezes superior à média do setor farmacêutico. Houve alta de 24% no valor das vendas (R$ 3,6 bilhões). A fatia de mercado subiu 11%, para 19,4%.

● O início da exploração de petróleo no arquipélago das Malvinas, no Atlântico Sul, reacendeu a disputa entre a Argentina e a Grã-Bretanha pelas ilhas, objeto de uma guerra em 1982. O ministro das Relações Exteriores da Argentina, Jorge Taiana, convocou a embaixada britânica em Buenos Aires para protestar.

● O Supremo Tribunal Federal (STF) derrubou ontem a cobrança do Funrural - Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural. A derrota pode custar R$ 13 bilhões aos cofres públicos. O valor, estimado pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN), é referente ao que foi cobrado dos contribuintes nos últimos cinco anos. A contribuição do Funrural, de 2,2% sobre a receita bruta, é paga pelos produtores rurais na venda de mercadorias.

● Em trajetória ascendente desde novembro, os preços do leite longa vida devem se manter em alta nos próximos meses, com o consumo mais aquecido e a oferta menor em algumas bacias do país.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

DICA DO DIA
Na tentativa de fazer caber mais atividades no dia, muitas pessoas abandonam a perspectiva da efetividade, e acabam agendando o impossível. Lembre-se de todas as vezes que você teve de lidar com algum médico que agenda consultas de 15 minutos por paciente (e aí nunca cumpre o horário marcado, lota a sala de espera de pacientes mal-humorados, e ainda por cima atende todo mundo com pressa), ou com algum técnico de manutenção de TV a cabo que agenda atendimento a 10 clientes por dia, sem considerar tempos de deslocamento – e aí sempre acaba deixando alguém na mão (e também atende todo mundo com pressa). Agende-se considerando a realidade: tempo de preparação, deslocamento, providências posteriores e a possibilidade de realizar um serviço com qualidade, além da eficiência e produtividade. Não deixe seus clientes e parceiros esperando, não fure compromissos regularmente, e reserve tempo para fazer tudo sem atropelos.
(http://www.efetividade.net).

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Conforme o jornal O Estado de S. Paulo, o ministro Guido Mantega (Fazenda) e o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, entraram em divergência pública, num evento com empresários, por causa dos juros. Para Mantega, a recuperação da economia é sustentável e "acalmou o ânimo daqueles que já achavam que deveria subir o juro". Já Meirelles disse que "a recuperação se dá a um ritmo muito forte", sugerindo risco de inflação - o IPC da Fipe foi de 1,34% em janeiro, a maior marca desde fevereiro de 2003.

● Segundo o Jornal Nacional, Seiscentos e trinta mil estudantes se inscreveram, até agora, em universidades que usam a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como critério de seleção. Este ano, além da dificuldade de inscrição pela internet, também há frustração com o número de instituições que aderiram ao Sistema de Seleção Unificada.

● Segundo a rádio CBN, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) iniciou mais uma etapa de audiências públicas para debater as instruções que vão reger as eleições gerais de 2010. O tema desta terça-feira foi o registro de candidatos e a votação de brasileiros no exterior.

● Ciro Gomes (PSB) descartou a hipótese de disputar o governo paulista, apesar de o presidente Lula querer que ele abra mão da candidatura ao Planalto para reforçar o palanque de Dilma Rousseff (PT). "O santo Lula nesse assunto está errado. Vou manter minha candidatura à Presidência”. Ele criticou a provável coligação do PT com o PMDB: “A moral da aliança é frouxa. É um roçado de escândalos já semeados”.

● Um documento publicado pelo Ministério do Desenvolvimento Social contém uma ameaça velada aos beneficiários do Bolsa Família: lembra que em 2011, ao assumir o novo governo, as principais diretrizes do programa poderão ser alteradas. O alerta está numa instrução operacional distribuída a prefeitos com regras para o recadastramento - uma das exigências para que os beneficiários não sejam excluídos do programa. O texto diz que a ajuda de custo está garantida por 3 anos para quem já atualizou os dados. Mas adverte que, em 2011, "a validade do benefício estará sujeita a alterações".

● A produção industrial recuou 7,4% em 2009, a maior queda desde 1990 - ano do confisco do governo Collor. Mas o ano terminou com sinais de recuperação. Segundo o IBGE, o setor de bens de capital - segmento da indústria que reflete o investimento das fábricas em novos equipamentos - apresentou em dezembro o nono crescimento consecutivo em relação ao mês anterior.

● Com o calor forte, o consumo de energia elétrica bateu recorde e chegou a 68 mil megawatts (MW), 26% a mais do que a média de 2009. Com isso, o país será obrigado a ligar suas usinas térmicas.

● Documento do Bloco de Imprensa Venezuelana diz que a vocação totalitária e ditatorial do regime de Chávez é incompatível com a democracia.

● Puxado pelo interior, o número de homicídios aumentou em São Paulo pela primeira vez em dez anos. Em 2009, o Estado registrou 4.550 casos de homicídio (4.771 vítimas no total, porque há casos com mais de um morto). Em 2008, foram 4.426 (4.690 vítimas). Na Grande São Paulo, permaneceu a tendência de queda, apurada desde 2000. No interior e no litoral, esse movimento se reverteu.

● Uma proposta de emenda constitucional encaminhada pelo governador José Serra à Assembléia Legislativa muda o nome da Polícia Militar para Força Pública. O resgate do nome usado por 67 anos, até 1970 – quando foi alterado pelos militares – é mais um item no processo de mudanças internas na corporação desde a década de 90. O objetivo, diz o governo, é aproximar a polícia da população.

● A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) modificou o cálculo do reajuste das tarifas de energia. A mudança corrige o erro que causava perda anual de R$ 1 bilhão ao consumidor, conforme a Folha revelou em outubro. As distribuidoras de energia podem recorrer da decisão da agência. Se o recurso for aceito, os reajustes continuarão a prejudicar os consumidores. A Abradee, associação de empresas do setor, criticou a Aneel.

● As distribuidoras continuam dizendo que não vão devolver, ou descontar nas próximas faturas, o que foi cobrado a mais dos consumidores. Mas vão ter que enfrentar a Justiça. Organizações como a PROTESTE estão batalhando para que o que foi cobrado a mais, em sete anos, seja reembolsado, de uma forma ou de outra.

● O presidente Mahmoud Ahmadinejad disse que o Irã está disposto a aceitar proposta da Agência Internacional de Energia Atômica, ligada à ONU, pela qual Teerã enviaria urânio para ser enriquecido em outro país. A declaração, feita à TV estatal, surge quatro dias após jornais terem revelado que os EUA preparam a instalação de um sistema de defesa no golfo Pérsico, como prevenção contra eventuais ataques do Irã.
● A China advertiu que os laços com os EUA podem ser "seriamente prejudicados" se o presidente Barack Obama encontrar o dalai-lama, líder do Tibete. Os laços já estão estremecidos por causa da venda de armas dos EUA a Taiwan. Washington confirmou a reunião.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

DICA DO DIA
Reserve tempo para rir: é esta a música da alma.

Reserve tempo para ler: é esta a base da sabedoria.
Reserve tempo para pensar: é esta a fonte do poder.
Reserve tempo para trabalhar: é este o preço do êxito.
Reserve tempo para se divertir: é este o segredo da juventude eterna.
Reserve tempo para ser amigo: é este o caminho da felicidade.
Reserve tempo para sonhar: é este o meio de ligar a uma estrela o carro em que viaja na Terra.
Reserve tempo para amar e ser amado: é este o privilégio dos deuses.
Reserve tempo para ser útil aos outros: esta vida é demasiadamente curta para que sejamos egoístas. (www.diabetenet.com.br)

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Com Ciro Gomes (PSB) na disputa pela Presidência, a ministra Dilma Rousseff (PT) encosta no governador José Serra, segundo pesquisa CNT/Sensus divulgada ontem. O tucano teve 33,2%, Dilma, 27,8%, e Ciro, 11,9%. Sem Ciro, Serra foi a 40,7% e Dilma, a 28,5%.

● O cantor e compositor Emílio Santiago foi internado na madrugada de hoje no Rio de Janeiro, quando se sentiu mal em sua casa. A princípio parecia ter tido ele um infarto, mas depois verificou-se que se tratava de uma diverticulite aguda, que lhe provocou as dores. Ele deve ficar internado durante algum tempo para recuperar-se.

● Conforme o jornal O Globo, o Banco Central vai adotar regras para pagamento da remuneração variável (bônus) de executivos de bancos e corretoras. O objetivo é evitar que os dirigentes dessas instituições estimulem lucros artificiais apenas para repartir ganhos entre si, o que aumenta os seus salários, podendo provocar crises como a que assolou o mundo em 2008-2009.

● Antigos aliados pediram a renúncia de Hugo Chávez, alegando que ele não tem autoridade moral para governar, e que hoje há menos liberdade e segurança na Venezuela do que em 1999. Pressionado por protestos estudantis e baixas em seu governo, Chávez ampliou o plano de racionamento elétrico para grandes consumidores.

● Famílias mais ricas e grandes conglomerados pagarão mais US$ 1,9 trilhão em impostos nos EUA, prevê o novo Orçamento enviado por Obama ao Congresso. O presidente, no entanto, desistiu do programa de viagens à Lua.

● A união dos grupos Shell e Cosan (dona da Esso) cria nova empresa gigante no País no valor de US$ 12 bilhões, que concentrará 4.268 postos, atrás apenas da BR (da Petrobras) e da Ipiranga.

● A via Dutra, que liga São Paulo e Rio, ficará parcialmente interditada ao menos até o Carnaval por causa do deslizamento que destruiu quase metade da pista na altura do km 197, em Arujá. A concessionária Nova-Dutra pretende liberar para o feriado quatro faixas de tráfego - duas no sentido São Paulo e duas para o Rio, sem acostamentos. Ontem, com apenas três faixas, houve congestionamento de até quatro quilômetros.

● Ibama libera a construção da hidrelétrica de Belo Monte. Intenção do governo é licitar em abril a maior obra do PAC, orçada em R$ 20 bilhões. Ministério Público Federal no Pará quer anular a licença.

● O Ministério da Educação decidiu excluir dos critérios de desempate para os alunos que fizeram o Enem o horário de inscrição no Sisu (Sistema de Seleção Unificado).O Sisu seleciona estudantes para instituições públicas com base nas notas do Enem. Desde sexta-feira, primeiro dia de funcionamento, o site do sistema travou e impediu que milhares de alunos se inscrevessem.

● O calendário básico de vacinação da rede pública passa a oferecer este ano, para crianças menores de 2 anos, duas novas vacinas contra os tipos mais comuns de meningite, pneumonia e outras doenças bacterianas. A partir de março, já estará disponível a pneumocócica 10-valente. A vacina antimeningococo C será oferecida a partir de agosto. Com a inclusão das duas, o calendário básico passará a ter 13 tipos de vacinas para proteger contra 19 doenças.

● Considerada uma das maiores predadoras do meio ambiente, a China está investindo tempo e dinheiro na produção de tecnologias de energia renovável. Hoje, o país é o maior fabricante de turbinas eólicas e painéis solares do mundo.

● A Pfizer estuda produzir genéricos de seus próprios medicamentos, como o Lipitor e o Viagra, cujas patentes vencem neste e no próximo ano. Gustavo Petito, diretor da empresa no Brasil, confirmou que o assunto está em discussão, mas não deu detalhes sobre os planos.

● A busca por cursos técnicos no ensino médio cresceu 86% na última década. Principal alternativa de combate ao desemprego e à evasão escolar, os cursos profissionalizantes devem chegar a um milhão de alunos neste ano.

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

DICA DO DIA
Diga sim só quando puder ou for necessário, e focalize seus esforços em poder fazê-lo para tudo que lhe agregar valor, e em alcançar uma posição em que você possa escolher melhor as suas respostas. Em todos os demais casos, saiba quando dizer ‘não’ de forma consistente, e economize o stress gerado (em você e em quem você fatalmente deixaria na mão) por atividades que estão além do seu alcance, do seu cronograma, do seu interesse ou mesmo da sua capacidade atual. (http://www.efetividade.net)

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Com parcelamentos que chegam a 60 meses e juros superiores aos de bancos, os preços das passagens aéreas no país aumentam até 150% em relação ao valor à vista. É o caso do trecho de ida e volta Rio-Santiago do Chile. Comprando bilhete pela Gol, o preço à vista sai a R$ 1.612,74, mas, se o passageiro parcelar em 36 vezes, com juros de 5,99% ao mês, o mesmo bilhete custará R$ 4.040,64, segundo cálculos o Ibemec-RJ. Para as empresas, o parcelamento ajuda o setor a conquistar clientes que nunca viajaram de avião.

● Ao comentar a absolvição dos acusados do vazamento de óleo na Baía de Guanabara em 2000, o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, disse que a legislação ambiental é frouxa, mas que já houve avanços. A decisão revoltou especialistas: "O mal ambiental compensa", disse o biólogo Mário Moscatelli.

● O Supremo Tribunal Federal rejeitou o arquivamento do processo por lavagem de dinheiro contra dirigentes da Igreja Universal do Reino de Deus. Uma das acusadas, Alba Silva, ligada a Edir Macedo, pedira a suspensão da ação alegando que o caso fora arquivado pelo STF. Para o tribunal, as denúncias são diferentes.

● O governo de Luiz Inácio Lula da Silva aumentou a criação de cargos de confiança no seu segundo mandato. Levantamento em medidas provisórias e projetos de lei revela que 4.225 vagas do tipo foram criadas de 2007 a 2009. Descontadas as extintas, o saldo é de 1.946. Na primeira gestão de Lula, foi de 1.144. A média mensal de novos cargos nomeados aumentou de 23,8 em 2003-2006 para 54 nos últimos três anos. Lula herdou do governo Fernando Henrique Cardoso 19.943 postos de confiança e dispõe atualmente de 23 mil.

● Nos EUA, Barack Obama iniciou sua gestão com 9.000 dirigentes indicados pelo Executivo. O Ministério do Planejamento diz que a criação desses cargos ocorre de forma pulverizada, "para reorganizações internas de diversos órgãos" da administração federal. A pasta ressalta que há regras para a ocupação dos cargos. Para a oposição, o aumento de postos de confiança demonstra partidarização da gestão.

● Um grupo de dez americanos foi preso quando tentava deixar o Haiti com 33 crianças entre dois meses e 12 anos. Membros da Igreja Batista, eles afirmaram que queriam ajudar, instalando-as em um orfanato na República Dominicana. A maioria das crianças tem família, segundo o governo, que, para evitar o tráfico infantil, sustou as adoções desde o terremoto.

● Depois de tentar por um ano fechar acordo nuclear com Teerã, os EUA decidiram acelerar a instalação de um sistema de defesa no golfo Pérsico, para prevenir possível ataque iraniano, revelam jornais americanos. O governo do Irã, que afirma ter intenções pacíficas com seu programa nuclear, não comentou.

● A dificuldade do governo federal para gastar o dinheiro público criou um caos orçamentário no Brasil. Além dos recursos autorizados e não gastos, há as despesas cujo pagamento está sendo adiado ano após ano a ponto de virar um orçamento paralelo. São os chamados restos a pagar, despesas empenhadas (compromisso de que há crédito para a obra) que não receberam desembolso do Tesouro e foram transferidas para o ano seguinte.

● Mesmo acumulando dívidas que ultrapassam R$ 1 bilhão e com os bens indisponíveis, Ricardo Mansur leva vida de luxo no interior de São Paulo. Quase uma década após a quebra das redes Mappin e Mesbla, o empresário volta aos negócios, comprando usinas e faculdades.

● Pressionado por protestos, o presidente venezuelano Hugo Chávez foi à TV explicar as causas do racionamento de energia. Ele negou falta de investimento e má gestão do setor, relata o enviado Roberto Lameirinhas.

● A Philco, marca tradicional de eletroeletrônicos, prepara grandes lançamentos para tentar voltar a brilhar como nos anos 90. Controlada desde 2007 por Cesar Buffara, que também é dono da Britânia, a Philco pretende iniciar a produção de aparelhos de televisão de tela de cristal líquido e também de modelos de tubo em sua base fabril de Manaus.

● Nem a tecnologia do chip, que avança rapidamente no Brasil, é capaz de coibir de vez o roubo de dados e o uso indevido de cartões de crédito. Os cartões emitidos no País têm trilha magnética — é o que basta para que as compras e saques fraudulentos migrem para outros mercados que não usam chip, mas leem as trilhas. A trilha magnética pode ser copiada com o uso de um coletor, apelidado de chupa-cabra, e impressas num plástico clone, que depois será usado para transações na Argentina, Uruguai ou EUA. Então, todo cuidado com seu cartão de crédito é pouco!

domingo, 31 de janeiro de 2010

DICA DO DIA
Para ter um bom desempenho na sua atividade, você precisa saber que as ferramentas e informações estão disponíveis, atualizadas, e serão encontradas com facilidade no momento certo. Gastar tempo e esforço procurando onde está o arquivo certo, a versão assinada daquele documento, ou o telefone daquele fornecedor importante, além de prejudicar diretamente a eficiência, também é uma fonte inesgotável de distrações e interrupções – quando você perceber, já estará se dedicando a outra tarefa sem concluir a primeira, e todas as prioridades vão para o espaço. Pastas, arquivos, gavetas e ferramentas de trabalho devem ser organizadas racionalmente e mantidas em condições de uso. (
www.efetividade.net).

CRÔNICA DE DOMINGO

Alô gente! Bom domingo e boa semana! A crônica de hoje é bastante antiga. Relembra um momento histórico para mim, quando entrevistei o então senador da República Tancredo Neves, em Jaú, onde ele esteve em companhia de Olavo Setúbal e Herbert Levy, levando a mensagem de um novo partido político que surgia no Brasil naquele tempo. Isso aconteceu em janeiro de 1981, portanto, há 29 anos. O texto está em meu livro “Caderno de Notas”, publicado em 1998. Boa leitura!
Gildo Sanches

O presidente que o Brasil quis ter e não teve
Foi no dia 9 de janeiro de 1981 que conheci pessoalmente, na cidade de Jaú, o então senador Tancredo Neves. Em companhia de Olavo Setúbal e Herbert Levy, ele levava ao interior de São Paulo a mensagem de um novo partido que surgia no País, ainda politicamente conturbado. Fiz com ele uma longa entrevista, apresentada pela Rádio Clube de São Manuel, onde eu trabalhava como colaborador.
Tancredo Neves já ocupara importantes cargos em outros tempos, como ministro da Justiça de Getúlio Vargas e primeiro Ministro no governo parlamentarista do presidente João Goulart. Isso tudo me vinha à memória enquanto ele, sentado ao meu lado, delineava com extrema maestria o seu pensamento político.
No final da entrevista ajudei-o a levantar-se e refleti sobre a importância daquele cidadão para o nosso País. Pensei ainda: “Pena que esteja tão velho e cansado”. Mas eu estava enganado quanto a isso. Se mostrava cansaço no momento, por ter percorrido várias cidades, onde conversou muito e discursou várias vezes, logo em seguida mostrou uma energia espantosa ao fazer o discurso na reunião política que se seguiu à recepção em Jaú.
Foi essa energia que Tancredo Neves teve em 1984, quando carregou a bandeira das eleições diretas pelo Brasil todo. A mesma disposição que demonstrou quando, não conseguindo as diretas, usou o artifício da situação, o voto pelo Colégio Eleitoral, e se elegeu presidente do Brasil. E também mostrou depois, ao enfrentar problemas de saúde e não querer se hospitalizar para ter certeza de que, com sua posse como Presidente da República, as coisas definitivamente se acertariam no Brasil.
Tancredo Neves faleceu. Perdi a fita que continha a entrevista que fiz com ele naquela noite de 1981, em Jaú. Mas me restou uma foto do momento. Foto que, emoldurada, guardo como homenagem a ele. O último dia 21 de abril marcou mais um aniversário da morte de Tancredo Neves, o Presidente que o Brasil quis ter, e não teve.

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Depois de passar por rigoroso checkup no Instituto do Coração (Incor), em São Paulo, Lula admitiu: está preocupado com a crise de hipertensão sofrida quarta-feira à noite. Prometeu cuidar da saúde, mas afirmou que vai cumprir agenda de viagens pelo Brasil. “Estou pronto para entrar em campo”, disse o presidente, que passa o fim de semana em Brasília.

● Conforme o jornal Folha de S. Paulo, a empreiteira Camargo Corrêa, que assumiu no ano passado o comando da CPFL, conta com apoio do governo para comprar o controle da Eletropaulo e da AES Sul, além de adquirir do Banco do Brasil e do fundo de pensão Previ a parte deles no grupo Neoenergia. Concretizadas as operações, a empreiteira terá uma gigante que abastecerá mais de um terço do mercado nacional.

● Dez anos depois do vazamento de 1,3 milhão de litros de óleo de um duto da Reduc, da Petrobras, na Baía de Guanabara, a ação criminal contra os responsáveis pelo desastre chega ao fim com todos os réus absolvidos e o caso arquivado pela Justiça Federal. Na sentença, contra a qual não cabe mais recurso, a 5ª Vara Criminal de São João de Meriti alegou falhas na denúncia feita pelos procuradores do Ministério Público Federal.

● Até hoje pescadores veem marcas desse vazamento na Baía mas só o operador do duto, José Hermes do Valle Lima, chegou a pagar uma espécie de multa pelo crime: com seis salários mínimos (a R$ 240 na época), ele fez acordo com a Justiça e deixou de ser réu no processo. O Ministério Público contesta as acusações de ineficiência feitas pelo juiz do caso e a Petrobras não comenta o arquivamento do processo, limitando-se a informar que, a partir do acidente, iniciou um abrangente programa de gestão ambiental.

● O governo nega que seja campanha, mas, nos últimos quatro meses, a chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, participou de 46 atos públicos país afora, nos quais não faltaram discursos, fotos com aliados e platéias saudando a sua candidatura à Presidência da República. Na volta do recesso, esta semana, a Justiça Eleitoral deverá julgar cinco representações da oposição, que vê nessa intensa movimentação da ministra uma campanha eleitoral antecipada.

● A campanha presidencial de Dilma Rousseff (PT) pretende usar as enchentes em São Paulo para desconstruir a imagem de bom administrador do pré-candidato tucano José Serra. Já o governador ampliou suas viagens pelo Estado de São Paulo, a maioria das quais para inaugurar obras e anunciar liberação de recursos.

● A Polícia Rodoviária Federal autuou, por dia, mais de 200 motoristas que não tinham carteira de habilitação em 2009 – sem contar as vencidas ou esquecidas em casa. A alta é de 58% em relação a 2007, mesmo sem aumento significativo no contingente de fiscalização. Casos de ambulância e ônibus dirigidos por pessoas sem habilitação foram registrados no Nordeste.

● A Polícia Federal apontou superfaturamento de R$ 991,8 milhões nas obras de dez aeroportos administrados pela Infraero, informam os repórteres Fausto Macedo e Bruno Tavares. São os de Corumbá, Congonhas, Guarulhos, Brasília, Goiânia, Cuiabá, Macapá, Uberlândia, Vitória e Santos Dumont. Todas as obras foram contratadas no primeiro mandato do governo Lula (2003-2006). Relatório da Operação Caixa Preta sustenta que o desvio é resultado de um esquema de fraudes em licitações arquitetado pela cúpula da estatal na administração Carlos Wilson, que presidiu a Infraero naquele período e morreu em 2009. No total, são 52 acusados, entre funcionários da Infraero, empresários, projetistas e fiscais.

● Por meio de aquisições e investimentos maciços, a Petrobras aumentou seu peso na economia brasileira, com ramificações em diversas áreas. O valor adicionado pela estatal e seus investimentos já representam 10% do PIB, quase o dobro de 2002.

● O governo previu uma safra de 141,3 milhões de toneladas, a segunda maior da história, mas o excesso de chuva pode reduzir a produção. Em São Paulo, o volume de água acumulado em janeiro é o maior em 30 anos. No campo, a umidade aumenta a incidência de pragas e reduz a qualidade do grão.

● A aplicação de penas alternativas tem avançado no Brasil nos últimos anos. Dados de 2008 revelam que 540 mil pessoas cumpriam esse tipo de punição naquele ano. É um número expressivo, levando-se em conta que o País tem hoje 476 mil presos.

DESTAQUES DAS PRINCIPAIS REVISTAS SEMANAIS BRASILEIRAS

VEJA

♦♦♦ Sob pressão – Lula exagera, ignora o stress e tem uma crise de hipertensão que, como ensinam os médicos, poderia ser evitada.

♦♦♦ União para o crime – Bens da Cutrale encontrados em assentamentos do MST levam a polícia a indiciar sete integrantes do bando por furto, formação de quadrilha, porte ilegal de arma e invasão de propriedade.
♦♦♦ Tarja vermelha – A máquina de maldades de Hugo Chávez fecha as últimas vozes remanescentes de oposição; o caudilho só não consegue fazer chover e venezuelanos ficam no escuro.
♦♦♦ Muita pompa, pouca substância – Em seu balanço anual, Obama tenta recuperar a sintonia com a opinião pública e promete criar empregos. Sobre conquistas, ele não tinha muito que falar.
♦♦♦ Natureza mutilada – Traficantes de pássaros adotam um expediente que permite transportar mais aves com menos riscos. Só para eles, claro.

ÉPOCA

♦♦♦ Mulheres & dinheiro – Elas estão ganhando mais, ficaram mais independentes e mais poderosas. Uma pesquisa exclusiva mostra que estão fazendo tudo diferente dos homens – ainda bem.

♦♦♦ O coração reclama – Lula tem uma crise de hipertensão, cancela viagem e expõe os riscos da rotina estafante. Será que ele vai mudar de vida em um ano eleitoral?
♦♦♦ A fortuna do coronel – O chefe de segurança do Tribunal de Contas de São Paulo tem patrimônio de quase R$ 4 milhões. Ele e o conselheiro que o indicou estão sob investigação.
♦♦♦ Uma visão equivocada – O governo afirma querer adotar medidas para tornar o trabalhador mais feliz. Na prática, elas significam mais desemprego e informalidade.
♦♦♦ O mundo ficou chinocêntrico – Na 40ª edição do Fórum Econômico Mundial, realizado em Davos, na Suíça, a China concentra as atenções dos participantes do encontro.
♦♦♦ A cidade das trevas – Uma viagem noturna pela capital devastada do Haiti, onde os sobreviventes do terremoto dormem no asfalto e apenas uma pequenas elite tem direito à luz.
♦♦♦ A conta do autoritarismo – Hugo Chávez silencia a mídia opositora e detona uma onda de protestos. A combinação da insatisfação popular com crise econômica poderá derrubá-lo?

ISTOÉ

♦♦♦ A escalada dos concursos – Por que dez milhões de brasileiros gastam R$ 30 bilhões todos os anos em busca de uma carreira no serviço público.
♦♦♦ Exclusivo – A dramática história do bebê torturado nos porões da ditadura – “A ditadura não acabou” – Filho de militantes de esquerda, Carlos Alexandre foi preso e torturado quando era bebê. Cresceu agressivo e isolado. Engordou 40 quilos em seis meses. Tentou o suicídio. Aos 37 anos, ele ainda sente os efeitos dos anos de chumbo: vive recluso, sem trabalho nem amigos – sofre de fobia social.

♦♦♦ Entrevista – Joel Birman – “A corrupção é um crime sem rosto” – Para o psicanalista, políticos fazem vítimas anônimas e propagam a ideia de que seus delitos são menos danosos que os outros.
♦♦♦ O momento de Lula – Uma crise de hipertensão obriga o presidente a reduzir o ritmo exatamente quando seu prestígio internacional está nas alturas e, no Brasil, sua candidata mais precisa de seu empenho.
♦♦♦ A resposta de Temer – O presidente da Câmara revida os ataques do PT, une o PMDB e consegue consenso no partido para ser o vice de Dilma.
♦♦♦ O candidato indeciso – Ciro Gomes titubeia em definir seu futuro nas eleições de outubro, mas dá sinais de que não atenderá aos desejos de Lula.
♦♦♦ O novo desafio de Aécio – A estratégia do governador mineiro para transformar sua popularidade em votos para o discreto vice, que estréia este ano nas urnas.
♦♦♦ “Perdi a batalha, mas não a guerra” – Depois de 129 dias, Zelaya deixa a embaixada do Brasil em Honduras e sacramenta um dos maiores fiascos do Itamaraty.

CARTA CAPITAL

♦♦♦ Os dilemas de Obama – - O presidente apresenta um plano que busca a governabilidade, mas não esconde a gravidade da crise.

♦♦♦ Petrobras-Braskem – A criação da superpetroquímica.
♦♦♦ A OEA denuncia a impunidade das casernas – Impunidade fardada – Direitos humanos – Comissão Interamericana acolhe nova denúncia contra o Brasil e contesta a legitimidade das cortes militares para julgar crimes das polícias estaduais.
♦♦♦ A solução necessária – Eleições – Ela deve apontar para uma desestabilização, diz Plínio de Arruda Sampaio, pré-candidato do PSOL à Presidência da República.
♦♦♦ A fatura dos bombeiros – Economia – A dívida pública deu um salto devido à injeção de 100 bilhões no BNDES. Agora é chegada a hora de conter os gastos.
♦♦♦ O standard de Gilmar Mendes – Campanhas – Mais uma vez, o presidente do STF invade uma horta que não é a dele.