sábado, 17 de abril de 2010

DESTAQUES DOS JORNAIS LOCAIS NESTE FINAL DE SEMANA

Jornal O DEBATE, de São Manuel, edição de 16 de abril de 2010

♦ São Manuel tem casos confirmados de Dengue.
♦ Missão nos Estados Unidos – O deputado federal Milton Monti lidera missão que foi aos Estados Unidos para pedir punição aos pilotos responsáveis pelo acidente aéreo da GOL.
♦ Futebol feminino começa a jogar em São Manuel – equipe enfrenta neste sábado, às 15 horas, time de Jaguariúna, pelo Campeonato Paulista. A entrada é franca.
♦ Casa Santa Maria realizou almoço comemorativo de seus 10 anos de existência.
♦ Homem é morto com golpes de facão no Jardim Açaí.
♦ O DEBATE não vai circular no dia 23, próxima sexta-feira. Retorna na sexta-feira seguinte, dia 30 de abril.
♦ Opinião: editorial do jornal analisa a atuação dos vereadores da cidade em relação à fiscalização que devem exercer sobre o prefeito.
♦ Ponto de Vista – Série Histórias da Rádio Clube AM 1510 kHz publica entrevista com Wagner Aparecido Rodrigues (Waguinho). Ele conta histórias de sua passagem pela Rádio Clube de São Manuel, na sua adolescência.
♦ Os pioneiros – o jornalista Miguel Roberto Nítolo escreve sobre a Família Cicarelli.
♦ COLUNAS: Esporte (Osmar Corrêa), Bloco de Notas (coluna deste blogueiro), Direito em Debate (drª. Edilaine Rodrigues de Góis Tedeschi), Casual (Letícia Castaldi), Motivação (Bene Bassetto).
♦ Flash – as personalidades da cena de nossa região.
♦ Badalação – moças e rapazes da cidade em fotos coloridas.
♦ Classificados – os melhores classificados da cidade.

Jornal O PRATIANO, de Pratânia, edição de 17 de abril de 2010

♦ Jovens de Pratânia participam do Programa Jovem Aprendiz do SENAR.
♦ Prossegue vacinação contra a influenza H1N1.
♦ O Vermelho de Abril – artigo do professor Gaudêncio Torquato.
♦ Beleza & Saúde: Câncer de mama masculino (terapeuta Everaldo Andrade) /// Grupos Alimentares – Grupos das frutas e dos legumes e verduras (nutricionista Érika Pinho Fávero) /// Atenção com os joelhos (fisioterapeuta Marcos Vinicius de Oliveira Neto).
♦ Milton Monti lidera missão aos Estados Unidos para pedir punição por acidente da GOL.
♦ Coluna “Em dia com as notícias” e a crônica “Aprendendo com o professor Pasquale”, ambas de autoria deste blogueiro, na página 05.
Câmara Municipal de Pratânia: Comissões rejeitam projetos de lei do Executivo; Matérias apresentadas pelos vereadores; Projetos de lei nas comissões; Próximas Sessões Ordinárias; Câmara de Vereadores terá novo site na internet em breve.
♦ Jovem de Pratânia é selecionado para escolinha de futebol em Agudos.
♦ Pratânia realiza Copa Verão de Futebol de Areia.
De São Manuel: Projeto Vá ao Cinema encanta criançada; Projeto Informática Solidária inicia nova turma na Faculdade Marechal Rondon; Árvores do jardim público estão sendo recuperadas; Mudas de Ipês são substituídas na Avenida José Horácio Mellão.
DICA DO DIA
É mais fácil ser sincero que fingir. É mais fácil ser verdadeiro que sustentar a mentira. É mais fácil agir que conviver com o arrependimento. É mais fácil fazer direito que voltar atrás e consertar. É mais fácil planejar com antecedência que tentar recuperar o tempo perdido. É mais fácil alcançar a excelência que tolerar a mediocridade. É mais fácil viver com propósito e determinação que deixar que outros controlem sua vida. É mais fácil acabar o trabalho agora que voltar a ele mais tarde. É mais fácil trabalhar com cooperação e respeito que com trapaças e brigas. É mais fácil falar o que pensamos que conviver com a injustiça. É mais fácil perguntar e aprender que viver na ignorância. Depois que tudo está dito e feito, a vida é mais fácil quando a vivemos como deve ser vivida: com propósito, honestidade, esforço, respeito e foco. (diabetenet.com.br/motivacional)

POEIRA DE VULCÃO
Vivo dizendo que nosso estimado planeta azul, a Terra, anda muito estranho. Terremotos acontecem um atrás do outro. Enchentes e deslizamentos de encostas são a grande preocupação, sobretudo dos brasileiros. Agora aparece um vulcão que existe na Islândia, jogando fumaça e poeira vulcânica a quilômetros de altura, impedindo que os aviões que cortam os céus possam decolar. Há o perigo de que essa poeira cause problemas nos motores, nas turbinas. Acho que não tem outro jeito: temos que fazer muitas orações!


COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Pesquisa Datafolha realizada nos dias 15 e 16 mostrou José Serra (PSDB) com 38% das intenções de voto ante 28% de Dilma Rousseff (PT). É a primeira enquete após o lançamento da candidatura tucana, no sábado passado. No fim de março, Serra e Dilma tinham, respectivamente, 36% e 27%. A oscilação está dentro da margem de erro, de dois pontos percentuais. Pela primeira vez Ciro Gomes (PSB) aparece numericamente atrás de Marina Silva (PV), embora do ponto de vista estatístico ambos estejam empatados. Quando Ciro Gomes não figura no quadro de candidatos – há ainda dúvidas se o PSB vai lançá-lo oficialmente-, a diferença entre Serra e Dilma se alarga um pouco. O tucano fica com 42% ante 30% da petista. Marina Silva vai a 12%.

● A avaliação de Luiz Inácio Lula da Silva continuou a melhor entre os presidentes eleitos pelo voto direto, apesar de ter oscilado negativamente: 73% acham a administração do petista ótima ou boa; na pesquisa anterior, eram 76%.

● O ministro Cezar Peluso, que assumirá a presidência do Supremo Tribunal Federal (STF) na próxima sexta-feira, disse ontem que o sistema prisional brasileiro está próximo da falência total. “Os casos ventilados pela imprensa envergonham o País. São crimes do Estado contra o povo”, protestou Peluso, durante o 12º Congresso sobre Prevenção ao Crime e Justiça Criminal da ONU, realizado em Salvador.

● Empresas do governo federal serão as principais sócias dos dois únicos grupos que se habilitaram ontem para disputar a construção da usina de Belo Monte, no Pará. Com a liminar cassada, o leilão foi confirmado para o dia 20.

● Acusada de participar de fraudes em hospital municipal do Rio, a Extencion Comercial Ltda recebeu, de 2004 até hoje, R$ 50,5 milhões de 11 unidades ligadas aos ministérios da Saúde e da Defesa, só na rubrica material de consumo.

● A Anvisa autorizou a comercialização, em farmácias, de medicamentos à base de creatina e poderá liberar a venda do produto como suplemento para atletas. Utilizada por esportistas e em academias, a creatina é feita de uma substância presente nas carnes e funciona como transportadora de energia, mas, segundo especialistas, não deve ser consumida por quem não pratica esportes de alto rendimento.

● A Câmara Legislativa escolhe hoje o governador do Distrito Federal em um cenário conturbado. Wilson Lima (PR) e Rogério Rosso (PMDB) polarizam a disputa, mas as negociações serão intensas até o fim do pleito, marcado para começar às 15h. Até ontem, Lima contava com 13 votos, margem mínima para vencer em primeiro turno e ainda sujeita a mudanças.

sexta-feira, 16 de abril de 2010


O JARDIM PÚBLICO
Nosso Jardim Público, que fica na Praça Dr. Pereira de Resende, está passando por reforma, feita pela Usina Açucareira S. Manoel, em parceria com a Prefeitura Municipal. Rodeado por tapumes, que impedem a visão de seu interior, o jardim certamente vai recuperar muito de sua beleza do passado, que pode ser observada nesta antiga foto que postamos aqui neste espaço. O jardim deverá estar pronto em junho, mês do aniversário do município de São Manuel.
DICA DO DIA
Algumas coisas podemos mudar e outras coisas devemos suportar. Crescemos através da nossa persistência. A força vem da adversidade. Muitas vezes, as coisas que queremos conseguir na vida dependem de trabalho árduo. Precisamos passar por tempos difíceis e de extremo empenho para atingir nosso objetivo. Quase tudo que vale a pena não se obtém facilmente, e o esforço envolvido é o que agrega valor. A persistência nos permite chegar onde queremos. Quanto mais difícil de alcançar for o seu objetivo, mais demorado e árduo será o caminho. Quanto mais persistência tivermos, mais seremos capazes de alcançar. Enxergar claramente o final do caminho e manter o objetivo em vista torna a persistência possível. Podemos suportar dificuldades extremas se soubermos que existe um propósito além delas. Mantenha sua cabeça levantada, olhe adiante e suporte o que vier pela frente. Isso fará de você o que você quer ser. (diabetnet.com.br/motivacional)

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Ex-presidente da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia e chefe do serviço no Hospital Salgado Filho, o médico Carlos Henrique Ribeiro foi indiciado pela Polícia Civil, acusado de chefiar no hospital um esquema que fraudava a compra de material para cirurgias. Após cinco meses de investigação, a Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Saúde desbaratou ontem a quadrilha. Além do médico, foram indiciadas cinco pessoas, uma delas presa. A empresa de um dos acusados - que mora no Golden Green, na Barra - mantém contratos no valor de R$ 6 milhões com o hospital.

● Depois de ficar isolado por quedas de barreiras, o Cristo Redentor - símbolo da cidade e uma das sete maravilhas modernas - foi alvo de vândalos que picharam até frases como "Cadê Patrícia?", em alusão a um crime. A Polícia Federal e a 9ª DP vão investigar o ataque.

● Com o leilão suspenso por liminar, o governo federal fechou ontem um pacote de medidas para aumentar o interesse de empresas na construção da usina de Belo Monte. Entre elas, está a redução de 75% no IR por 10 anos sem a exigência de que 20% da obra estejam prontos até 2013. O BNDES também ampliou prazo de financiamento para 30 anos.

● A China cresceu 11,9% no 1° trimestre, superando expectativas, e assinou um Plano de Ação Conjunta (PAC) com o Brasil. Segundo o chanceler Celso Amorim, China, Brasil e Índia estão afinados no diálogo com o Irã.

● Uma gigantesca nuvem de cinzas expelidas por um vulcão sob, uma geleira na Islândia se espalhou pelo céu no Norte da Europa, fechando o espaço aéreo ou aeroportos em 14 países. Cinco mil voos foram cancelados e a paralisação afetou também as rotas do Brasil para a Europa.

● Milhares de norte-coreanos celebraram nas ruas ontem 98 anos de Kim Il-Sung, morto em 1994 e proclamado "presidente eterno". Sem contar mais com o apoio dos países comunistas, a Coreia do Norte enfrenta grave crise energética. De noite, as ruas ficam às escuras. Poucas avenidas são iluminadas.

● Levantamento da Associated Press em 21 países mapeou 30 casos de padres suspeitos de abusos sexuais que foram transferidos para outras nações. Dois deles se relacionam com o Brasil. Mario Pezzotti saiu dos EUA para trabalhar com índios no Pará. Clodoveo Piazza, acusado em Salvador, foi para Moçambique.

● O papa Bento XVI voltou a abordar os casos de pedofilia no clero e convocou os católicos a “fazer penitência” e a “reconhecer erros" cometidos. Em missa, ontem, no Vaticano, o papa citou "ataques do mundo" contra a Igreja, que vem sendo acusada de se preocupar mais em evitar escândalos do que punir culpados de abusos contra menores. O teólogo suíço Hans Küng, que trabalhou ao lado do papa entre 1962 e 1965, pediu, em carta aos bispos, que o clero se rebele contra o pontificado de Bento XVI.

● Menos de um terço dos 35 Centros de Detenção Provisória do Estado de São Paulo poderá receber urnas para o voto de presos provisórios. Após avaliação do governo, o TRE decidiu instalar seções eleitorais só em prisões de baixo e médio risco. Determinada pelo TSE em março, a viabilização da votação dos detentos preocupa juízes e promotores.

● Nos últimos 25 anos, o período com o maior número de conflitos agrários no País foi o do governo Lula. Segundo estudo divulgado ontem pela Comissão Pastoral da Terra, a média anual de conflitos registrados entre os anos de 2003, quando Lula assumiu, e 2009 chegou a 929. O recorde anterior havia sido observado nos primeiros seis anos do governo FHC, com a média de 800 conflitos por ano.

● O presidente Barack Obama anunciou que os EUA devem enviar astronautas à órbita de Marte em meados da década de 2030. Numa segunda etapa, os americanos pisariam em solo marciano.

● Os grandes fabricantes mundiais de refrigerantes começam a reagir ao aperto promovido pelos governos ao consumo do açúcar, um dos alvos da guerra contra a obesidade - que em alguns Estados americanos, como Arkansas e West Virginia, tomou a forma de taxação a seus produtos. Em reunião no Brasil, Coca-Cola, Pepsico e produtores de várias partes do mundo traçaram estratégias para enfrentar o problema, que também passa pela venda de refrigerantes a crianças.

● A Pepsico anunciou em março que vai deixar de vender refrigerantes com alto teor de açúcar em escolas primárias e secundárias, em todo o mundo, até 2012. Fontes ligadas à Coca-Cola dizem que a empresa seguirá o mesmo caminho e interromperá vendas para crianças menores de 12 anos. No Brasil, maior produtor mundial de açúcar, quase um terço do açúcar destinado ao consumo industrial é comprado pelos fabricantes de refrigerantes.

● O STF negou pedido de liberdade ao ex-banqueiro Salvatore Cacciola, que deverá permanecer detido durante o julgamento de seu processo, que corre na Justiça Federal do Rio. A progressão de regime poderá ser apreciada.

quinta-feira, 15 de abril de 2010

DICA DO DIA
Às vezes o caminhar é lento, mas o importante é não parar. Mesmo um pequeno progresso é um avanço na direção certa. E qualquer um é capaz de fazer um pequeno progresso. Se você não pode conquistar algo importante hoje, conquiste algo menor. Pequenos riachos se transformam em rios poderosos. Continue em frente. O que de manhã parecia fora do alcance, pode ficar mais próximo à tarde se você continuar em frente. O tempo que usar trabalhando com paixão e intensidade aproximará você do seu objetivo. É bem mais difícil começar de novo se você para completamente. Então, continue em frente. Não desperdice a chance que você mesmo criou. Existe algo que pode ser feito agora mesmo, ainda hoje. Pode não ser muito, mas fará com que você continue no jogo. Caminhe rápido enquanto puder. Caminhe lentamente quando for preciso. Mas, seja o que for que aconteça em sua vida, continue andando.
(diabetenet.com.br/motivacional/adaptação)

CHUVA
Agora é em Salvador que a chuva está provocando preocupação, ocasionando terríveis cheias e até matando gente. Dois garotos morreram ontem na capital baiana. De onde vem tanta água?

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● O Senado aprovou ontem projeto que, se confirmado na Câmara, aumentará em R$ 14 bilhões anuais, segundo estimativas, o rombo da Previdência Social. Os senadores acabaram com a contribuição previdenciária de aposentados da iniciativa privada que continuam a trabalhar. Uma emenda aprovada determina ainda que sejam devolvidas as contribuições feitas por esses aposentados desde 1991.

● O governo enfrenta no Congresso outra ameaça de rombo nos cofres públicos. Os líderes de partidos da base dizem que deverá ser aprovado reajuste de 7,7% para os aposentados que ganham acima do salário mínimo - um gasto adicional de R$ 1,6 bilhão por ano. Isolado, o líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza, tenta negociar um índice de 7%, mas o ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse que pedirá ao presidente Lula que vete qualquer reajuste acima de 6,14%, proposto inicialmente pelo governo.

● O próprio presidente Lula afirma que esse déficit da Previdência não é real. É, sim, um déficit do Tesouro Nacional, ocasionado por despesas atribuídas à Previdência. Então, por que será que o ministro Guido Mantega é tão ferrenhamente contra uma pequena melhoria para os aposentados brasileiros?...

● Mais de 5 mil soldados foram deslocados para a província isolada de Qinghai, no noroeste da China, que registra pelo menos 589 mortos e 10 mil feridos após terremoto de 6,9 graus, seguido por cerca de 20 réplicas. A região é habitada por camponeses e nômades das etnias mongol e tibetana, que vivem a 3 mil metros de altitude e sob baixas temperaturas.

● Depois da tragédia das chuvas, o Rio começa a se reerguer. O governador Sérgio Cabral anunciou ontem a compra de três terrenos do Exército, por R$ 46 milhões, onde serão erguidas unidades habitacionais para as vítimas das chuvas que atingiram o estado do Rio e mataram, até ontem, 252 pessoas. As áreas ficam no Rio, em Niterói e em São Gonçalo, e o maior dos terrenos, situado na Avenida Brasil, tem 200 mil metros quadrados.

● O Banco do Brasil vai captar quase R$ 9 bilhões em ações no mercado. Os papéis deverão ser comprados, preferencialmente, por quem já é acionista do banco. A expectativa é que a operação ocorra em junho. Além disso, Tesouro e BNDESPar venderão parte de suas ações. O objetivo é ter recursos para aumentar a oferta de crédito no País.

● Altos funcionários da inteligência dos EUA preveem que o Irã terá condições de produzir em um ano urânio altamente enriquecido para uma bomba nuclear, que poderia ser utilizada entre três e cinco anos.

● O empresário Fernando Sarney, segundo a PF, ajudou a montar acordo para burlar licitação de trecho da ferrovia Norte-Sul, obra do PAC. Para o filho do senador José Sarney (PMDB-AP), esse é um assunto "requentado".

● O banco JPMorgan, dos EUA, prevê que o Brasil crescerá 7% neste ano. Se confirmada, será a maior alta desde os 7,5% de 1986. A estimativa supera a de economistas ouvidos pelo Banco Central (5,6%).

● O Vaticano desqualificou ontem as declarações do cardeal Tarcísio Bertone, que causou polêmica ao relacionar a pedofilia à homossexualidade. Porta-voz do papa, no entanto, manteve a versão de que 60% dos abusos contra menores na Igreja Católica são cometidos por padres gays.

● O juiz federal Antonio Carlos de Almeida Campelo concedeu ontem liminar suspendendo a licença prévia para a obra da hidrelétrica de Belo Monte, cujo leilão estava previsto para a próxima terça-feira. A medida atende a ação do Ministério Público e considera que o projeto trará "dano irreparável" à região do Rio Xingu. A decisão ocorre em momento de incerteza sobre o leilão – apenas um consórcio se apresentou formalmente. Para garantir a obra, o BNDES deverá financiar 70% do custo, orçado pelo governo em R$ 19 bilhões.

● Pesquisa nacional sobre o bullying - agressões físicas ou verbais recorrentes nas escolas - mostrou que a maior parte dos casos (21%) ocorre dentro das salas de aula, mesmo com o professor presente. O estudo sugere que a escola é passiva ante a violência dos alunos.

quarta-feira, 14 de abril de 2010

DICA DO DIA
Como você agiria hoje se fosse totalmente confiante, muito bem sucedido, feliz e satisfeito com sua vida? Como andaria, como sentaria, como falaria e como trabalharia? Imagine-se agindo como se você tivesse tudo isso: sucesso, eficiência, confiança e satisfação. E então comporte-se dessa maneira. Ande da maneira que você andaria se fosse um tremendo sucesso. Fale como falaria se fosse totalmente confiante. Aproveite cada momento como faria se estivesse totalmente realizado. Entenda o seguinte: quando você tem sucesso, você é bem-sucedido; quando você age com confiança, você é autoconfiante; quando você demonstra satisfação; você fica satisfeito. Suas ações determinam sua realidade. Aja como se você já tivesse tudo, e em pouco tempo você terá isso tudo, de verdade! (diabetenet.com.br/motivacional)

PLANETA NERVOSO
Soube ontem à noite da ocorrência de um fortíssimo terremoto na China. Vejo no UOL que “tremor mata 400 e deixa 8.000 feridos na China. O que será que está ocorrendo com nosso estimado Planeta? São terremostos, um atrás do outro, enchentes, deslizamentos de morros, gente morrendo... Valha-nos Deus!

VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE SUÍNA
Preocupado com a baixa adesão ao programa, o governo estuda prorrogar a campanha de vacinação contra a gripe suína. Até segunda-feira, 20,4 milhões de pessoas foram imunizadas, o que representa 34,8% do público-alvo gestantes, doentes crônicos e jovens entre 20 e 29 anos. No sábado, foi feito um esforço chamado Dia D para tentar ampliar o comparecimento aos postos. "É preciso que as pessoas compareçam. A vacina é eficaz, é segura", disse ontem o ministro da Saúde, José Gomes Temporão. Mas, a população continua com medo da vacina, infelizmente.


COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Informa o jornal ESTADÃO: Obama ignora Lula e mantém pressão por sanções ao Irã – O presidente Barack Obama reiterou que os EUA querem ver as sanções da ONU ao Irã "avançarem rapidamente e de modo agressivo". A declaração ocorreu depois de reunião de Obama com o presidente Lula e o premiê da Turquia, Recep Erdogan, na qual ambos pediram ao americano que desse mais tempo a Teerã. O encontro com Lula, à margem da cúpula de segurança nuclear que terminou ontem em Washington, não estava previsto e durou apenas 15 minutos.

● No Rio de Janeiro, o vice-governador Luiz Fernando Pezão anunciou ontem que o estado pretende construir pelo menos dez mil moradias pra desabrigados das chuvas no Rio e que vivem em áreas de risco iminente nas favelas. O governador Sérgio Cabral assinou ontem decreto instituindo um plano de remoções batizado de Programa Morar Seguro. Com o decreto, o governo vai poder retirar pessoas de lugares de risco e colocá-las em abrigos ou pagar aluguel social de R$ 500, enquanto não forem construídas moradias. O prefeito Eduardo Paes disse que a reconstrução da cidade custará entre R$ 200 milhões e 250 milhões, sem incluir os custos com a construção de casas.

● Acusado de chefiar um dos braços da máfia de caça-níqueis, o presidente da escola de samba Vila Isabel, Wilson Vieira Alves, o Moisés, foi preso ontem. A megaoperação da Polícia Federal, no Rio, prendeu também dois diretores e um assessor da escola, além de oito PMs e um policial civil.

● Diante da possibilidade de as Casas Bahia levarem à Justiça o acordo com o Pão de Açúcar, as ações da empresa de Abílio Diniz fecharam em baixa de 4,97% na Bolsa de São Paulo. Pelo acordo, Diniz teria 51% do negócio.

● A exemplo do que ocorre com cigarros e bebidas alcoólicas, toda publicidade da indústria automobilística terá mensagem educativa. A exigência, sancionada pelo presidente Lula, deve ser regulamentada pelo Contran ainda neste mês. A partir das próximas semanas, haverá frases sobre o respeito ao limite de velocidade e ao uso do cinto na publicidade de automóveis. A medida vale para produtos como baterias, pneus e amortecedores, tanto na TV como em rádio, jornais, revistas e outdoors.

● A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica discute novos critérios de segurança do paciente para elaborar um protocolo a ser seguido pelos médicos especialistas. Segundo a entidade, relatos de mortes, alta no número de cirurgias e novas tecnologias são os principais motivos da revisão, que não é feita desde 2003.

● Um dia após a Dersa dizer que o trecho sul do Rodoanel é uma via segura, uma equipe contratada pela estatal realizava ontem obras de segurança no Km 79. Estavam sendo feitos furos nas pontes para ajudar no escoamento da chuva. Também eram colocados canos para conduzir a água. A Dersa afirmou ontem que as obras de drenagem no local já estavam previstas.

● Na tentativa de salvar o leilão da usina de Belo Monte (PA) e promover uma disputa ao menos entre dois grupos, a Agência Nacional de Energia Elétrica adiou, para sexta-feira, o prazo para a formação de consórcios, que venceria hoje.

● A definição de alianças em torno de Dilma Rousseff(PT), cuja candidatura presidencial foi lançada há dois anos, ainda enfrenta dificuldades em 15 Estados (63% do eleitorado). Já o tucano José Serra está com o palanque montado em 15 Estados. A diferença se dá porque o arco de partidos que o presidente Lula tenta cooptar para Dilma é superior a dez, bem maior do que o dos que apoiam Serra - PSDB, DEM e PPS. O Ceará é um exemplo: a aliança feita em 2006, com o PT prestando apoio à eleição do governador Cid Gomes, do PSB, está ameaçada.

● A geração de empregos no Estado de São Paulo em março foi 1,37% maior do que em fevereiro, o melhor desempenho desde dezembro de 2006. Dos 22 setores pesquisados, nenhum demitiu, e o recordista de contratações foi o de produtos alimentícios. No total, foram criadas 45 mil vagas no mês. Para a Fiesp, o resultado mostra consolidação do nível de emprego e a expectativa é fechar o ano com 140 mil novos postos de trabalho.

● A Confederação Nacional da Agricultura propôs ao Ministério da Justiça a criação do Plano Nacional de Combate às invasões de Terra. O objetivo é evitar ações do MST como o Abril Vermelho, com invasões de fazendas, deflagrado esta semana.

● Especialistas ouvidos pelo Correio apontam mudança na legislação e ação mais efetiva do Estado como requisitos necessários para impedir tragédias como os assassinatos em série de Luziânia. Integrantes do Ministério Público defendem um acompanhamento constante de condenados, dentro e fora da cadeia. Polícia e Corpo de Bombeiros de Goiás fizeram nova varredura na região onde foram encontrados os corpos dos seis jovens. Autoridades procuram o paradeiro de um garoto de 15 anos.

● O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) criará uma linha de crédito subsidiada para atender às operadoras de telefonia que quiserem participar do Plano Nacional de Banda Larga. Com o programa, o governo quer levar internet de alta velocidade a mais de 20 milhões de residências, a preços acessíveis. O empréstimo do BNDES permitiria ao governo impor condições às operadoras, como prazos para implementar a oferta do serviço ao usuário final e até limites aos preços cobrados. A Oi já anunciou a intenção de fazer parte do programa.

terça-feira, 13 de abril de 2010

DICA DO DIA
Habitue-se a conviver com a vida, sabendo que os seus caminhos são muito mais de espinhos do que de flores. Deus dispõe as coisas de tal maneira que não nos esqueçamos de que os sofrimentos purificam, aperfeiçoam e preparam o nosso espírito para melhor saborear as delícias da felicidade. E esta, para cada um de nós, deve ser muito mais uma conquista do que uma dádiva. Assim como, se não houvesse a noite escura, não teria tanta beleza a luz do dia, assim também, se não houvesse o sofrimento, não poderia haver a alegria. (J.S.Nobre)

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Uma das sete novas maravilhas do mundo moderno, o monumento do Cristo Redentor, está isolado, assim como todo o Parque Nacional da Tijuca, uma das maiores florestas urbanas do mundo. Ao longo dos 42 km de estradas que dão acesso à Floresta da Tijuca e ao Corcovado, ocorreram pelo menos 283 deslizamentos de terra, pedras e árvores devido às chuvas. As quedas de barreira atingiram também os trilhos do Trem do Corcovado, que está parado. Não há prazo para a reabertura da visitação ao monumento.

● Sem mandato, sem partido, sem imunidade e sem foro privilegiado, o ex-deputado, ex-senador e ex-governador José Roberto Arruda foi solto ontem, por decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), após 60 dias preso na Polícia Federal de Brasília. Acusado de chefiar o esquema de corrupção no governo do Distrito Federal, conhecido como mensalão do DEM, ele foi para a prisão por tentar subornar uma testemunha. Mas a maioria dos ministros do STJ concluiu que ele não pode mais prejudicar a investigação.

● Ausente na Cúpula sobre Segurança Nuclear, em Washington, o Irã foi o tema principal das reuniões paralelas, nas quais o presidente Barack Obama conseguiu o apoio da China para impor sanções a Teerã. A decisão isola o Brasil, favorável às negociações com o país. Já a Ucrânia anunciou que eliminará seu estoque de urânio enriquecido.

● O medo que a gente tem é que essa história de o Brasil ir na contramão em relação ao Irã, possa trazer prejuízo para o povo brasileiro. Tomara que isso não aconteça!

● Em reação a acusações de pedofilia, o Vaticano divulgou diretrizes internas nas quais recomenda denúncia à Justiça, e seu número 2 afirmou que o comportamento não está ligado ao celibato, e sim ao homossexualismo. "Muitos psiquiatras mostraram que não há laço entre celibato e pedofilia, mas muitos outros demonstraram conexão entre homossexualidade e pedofilia", disse Tarcisio Bertone, secretário de Estado do Vaticano.

● A pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, disse ter sido vítima da "má-fé" na interpretação de seu discurso no sábado, em São Bernardo, em que afirmou: ''Eu não fujo da situação quando ela fica difícil. Eu não tenho medo da luta". A fala foi vista como crítica ao pré-candidato tucano José Serra, que se exilou no Chile durante a ditadura. "Grandes amigos meus só tiveram uma saída, se exilar", escreveu Dilma no Twitter. Para Serra, a petista cometeu um "escorregão".

● Plantadores de cana das regiões de Jaú e Araçatuba (SP) acusam as usinas de práticas de cartel, como dividir áreas de plantio no Estado em "quintais" e impedir que o produtor venda para mais de uma usina. A associação das usinas nega.

● A união da Casas Bahia com o Pão de Açúcar, um dos maiores negócios da década, estava ameaçada ontem à noite. Passados cinco meses, não houve acordo em tomo de itens decisivos, como valores envolvidos, governança da nova empresa e estrutura de comando. Profissionais que acompanham a negociação do lado da família Klein, da Casas Bahia, diziam que o negócio corria até mesmo o risco de ser desfeito. Oficialmente, nenhum dos lados quis se manifestar.

● Pesquisa da Fiesp com 1.232 empresas de todo o País indica que a indústria de transformação vai investir no ano R$ 151,9 bilhões. O valor é 26,4% maior que os R$ 120,2 bilhões de 2009.

● O caso do pedófilo que matou seis jovens em Goiás após receber liberdade condicional repercutiu no meio jurídico. A maioria defende a manutenção do sistema de progressão de pena, mas critica a forma de aplicação do benefício. A jurisprudência usada pelo STF baseia-se em decisão de 2006, quando foi concedido habeas corpus a um condenado por atentado ao pudor contra três crianças, que requereu a pena para regime mais brando.

● Após duas décadas sem atualização, entra em vigor hoje o novo Código de Ética Médica, com regras que buscam melhorar o relacionamento entre profissionais e pacientes. O novo texto aborda desde a letra ilegível dos médicos até a falta em plantões.

● Os quatro principais bancos do país - Banco do Brasil, Itaú Unibanco, Bradesco e Santander - gastaram R$ 541 milhões com diretores e conselheiros fiscais e de administração em 2009. Para este ano, a previsão é de um desembolso de R$ 811 milhões, com um aumento de praticamente 50%.

● A Microsoft começa a vender hoje seus programas no Brasil por meio de um novo sistema pelo qual o usuário paga exatamente pelo que consome. Assim, ele pode usar o Windows por US$ 0,12 a hora e pagar a conta no fim do mês, com o cartão de crédito. A maior empresa de software do mundo, sinônimo da venda de sistemas por meio de licenças por usuário, decidiu aderir definitivamente ao modelo do micropagamento.

segunda-feira, 12 de abril de 2010

DICA DO DIA
Uma nova semana e a partir de agora você retoma seu projeto de vida, que sofreu uma pausa para o seu merecido descanso. Você já viajou no sono, momento em que refez as energias, enquanto o espírito viajou em experiências inconscientes, que vão servir de inspiração para este dia. Lembre-se que o mais importante da vida não acontece de segunda a sexta e nem só aos sábados, domingos e feriados. Lembre-se que a felicidade não escolhe datas. O seu grande momento não escolherá hora, nem dia, nem lugar. Será onde você estiver. O que importa é estar preparado para o grande momento e não perder a sua perspectiva de que o agora pode estar sendo o seu “grande momento”. Não há nada como a força de uma nova manhã para encher o seu coração de esperança...

(diabetenet.com.br/motivacional/adaptação)

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● O prefeito Eduardo Paes e o governador Sérgio Cabral anunciaram ontem medidas para evitar novas tragédias em encostas no Rio de Janeiro. A prefeitura vai ampliar de três para oito o número de favelas que terão remoções imediatas, pagando aluguel para cerca de quatro mil famílias. O estado lançou o Plano Diretor de Remoção, que prevê R$ 1 bilhão para municípios que retirarem casas de áreas de alto risco. Mais cinco corpos foram resgatados ontem no Morro do Bumba, em Niterói, elevando o total de mortos no estado para 229.

● Apesar de extintos há dez anos, os fundos de investimento do Nordeste (Finor) e da Amazônia (Finam) têm rombos que chegam a R$ 16 bilhões no total. O Ministério da Integração diz que o calote foi aplicado por 1.571 empresas financiadas.

● Um instituto de Guarulhos, na Grande São Paulo, vende por até R$ 2.000 um prêmio educacional baseado em um ranking inexistente do Ministério da Educação. O MEC pedirá que a Polícia Federal investigue o caso. Anualmente, 150 escolas, supletivos e faculdades pagam pelo direito de ser premiadas como as “melhores instituições de ensino do Brasil”, à revelia do governo federal. O ministro Fernando Haddad se disse perplexo com a situação. Entre as premiadas, estão faculdades reprovadas pelo MEC, além de colégios mal classificados no Enem, exame que avalia o ensino médio. Instituições que recebem o prêmio disseram não saber que não havia aval do Ministério da Educação.

● Dilma Rousseff, pré-candidata do PT ao Planalto, diz que sua biografia é o governo Lula. "Carreguei o piano nesses cinco anos." O mesmo vale para Serra. "Ele não pode dizer que a dele não passa pelo governo FHC", afirmou. A ex-ministra declarou que manter as políticas monetária e econômica de Lula é mais do que compromisso. "Você não pode sair por aí reduzindo os juros feito maluco."

● O ex-governador de Minas Aécio Neves diz, em entrevista a Christiane Samarco, que a presidenciável Dilma Rousseff terá dificuldade com o PT e que a relação dela com o partido é uma "grande incógnita". "Ela terá que demonstrar durante a campanha como será a relação com o PT, como virá o PT ideológico do Estado máximo e que presença o PT dos problemas éticos terá no governo", avalia. "Foram todos absolvidos e, no lançamento da candidatura dela, estavam muito sorridentes". Tido como vice dos sonhos do tucano José Serra, Aécio reafirma que concorrerá ao Senado, porém convida o ex-governador de São Paulo a abrir a campanha em Minas: “Tem o simbolismo de demonstrar nossa proximidade".

● Zbigniew Brzezinski, assessor de política externa de Jimmy Carter (1977-81), defende amplas negociações com o Irã e diz que a não criação do Estado palestino ameaça a segurança americana. Ele é cético sobre a meta de pôr fim aos arsenais atômicos.

● A Cúpula de Segurança Nuclear reúne hoje e amanhã, em Washington, representantes de 47 países para discutir a prevenção do terrorismo nuclear. O presidente Lula estará presente. O objetivo é que cada nação leve planos para evitar que armas nucleares cheguem a terroristas.

● O desaparecimento de seis adolescentes em Luziânia, Goiás, no início do ano, foi elucidado. Mas a prisão do pedreiro Admar Jesus chocou a sociedade tanto quanto seus atos e reabriu o debate sobre os benefícios concedidos a condenados por crimes graves. Sentenciado em Brasília a 14 anos de prisão por pedofilia, Admar, de 40 anos, cumpriu quatro anos e ganhou a progressão para liberdade condicional. Saiu da cadeia em 23 de dezembro e uma semana depois já matava a primeira das vítimas.

● Depois de dois meses de discussão, ministros da União Europeia anunciaram pacote de auxílio ao governo grego de € 30 bilhões. O programa, que vai incluir recursos do FMI, poderá se estender por três anos e chegar a € 80 bilhões.

● Na Polônia, milhares de pessoas foram às ruas de Varsóvia acompanhar a chegada do corpo do presidente Lech Kaczynski, morto em um desastre aéreo na Rússia. O presidente do Parlamento assumiu o poder.

● Os Correios usarão sua presença em todas as cidades do País para criar nos próximos anos o chamado "correio híbrido", sistema de entrega de mensagens que circulam de forma eletrônica e são impressas no ponto mais próximo de onde se encontra o destinatário. O presidente da estatal, Carlos Henrique Custódio, explica que o serviço vai ajudar principalmente os bancos, que costumam imprimir suas correspondências em poucas regiões do País. Custódio considera até uma parceria futura com a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban). O serviço, que já existe na Europa, reduzirá custos para os bancos.

domingo, 11 de abril de 2010

DICA DO DIA
Alegre-se com o sucesso de seu semelhante. Toda vez que você tiver oportunidade de saudar com sincera alegria o bem e o progresso acontecido a outrem, por certo estará atraíndo para si a prodigalidade do pensamento divino em seu favor. É o retorno do bem que você desejou, sem outra intenção, a não ser a felicidade do seu semelhante que, tal como você, tem o direito de sonhar, de querer, de lutar e conquistar as coisas que lhe possam trazer mais conforto e bem-estar. (J.S.Nobre)

CRÔNICA DE DOMINGO
Alô gente! A crônica de hoje foi publicada há algum tempo pelo jornal O PRATIANO, que é de Pratânia, município vizinho de São Manuel, e que circula por aqui também. É um alerta sobre um perigo que vem incomodando muita gente, criando problemas para muitas famílias. Eu escrevi sobre o crack, essa terrível pedra que estala... Boa leitura!
Gildo Sanches

Os malefícios da terrível pedra que estala
Nestes últimos meses, é enorme a quantidade de notícias sobre pessoas viciadas em crack, uma droga muito perigosa, que provoca acelerada degradação física e mental, e causa dependência rapidamente. Uma matéria publicada recentemente pela revista VEJA, afirma que com o uso regular dessa droga, vem a paranóia, a sensação de estar sob constante ameaça, e que a reação a esse quadro é violenta.
O crack brutaliza – afirma a revista –, colocando em risco quem se vicia e, frequentemente, as pessoas que estão à sua volta. Por isso, as famílias que enfrentam esse drama sofrem agudamente com a precariedade da rede pública de atendimento, onde é difícil conseguir vaga para internação e são raras as unidades ambulatoriais preparadas para lidar com viciados nessa droga.
Mas o desafio não é apenas brasileiro. É mundial. Na Inglaterra, que tem programas bem-sucedidos no atendimento a viciados em heroína e outras drogas pesadas, os resultados das políticas públicas voltadas para o crack são modestos. No Brasil, o atendimento à saúde mental, que já tinha problemas, ficou ainda mais caótico com a enxurrada de vítimas de crack.
A epidemia se alastrou num momento de mudança na política de saúde mental no País. Desde 2001, com a aprovação da Lei 10.216, a internação deixou de ser encarada como pilar do tratamento de distúrbios psiquiátricos. A ideia é internar apenas pacientes com quadro agudo, que precisam de cuidados especiais e atenção constante por um determinado período. E, superada essa fase, transferi-los para uma rede ambulatorial externa.
Isso faz sentido, no entanto, em decorrência dessa nova política, fecharam-se 16.000 leitos psiquiátricos, ou seja, mais de 30% do total. E o sistema ambulatorial ainda não engrenou. O número de unidades destinadas a dependentes de álcool e drogas é reduzido. São apenas 200, de um total de quase 1.400. Com escassas possibilidades de internação ou tratamento ambulatorial, os pacientes ficaram entregues à própria sorte. "A simples eliminação de leitos de internação deixou um rombo na rede de atendimento", diz o psiquiatra Mauro Aranha, da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.
Subproduto da cocaína em forma de pedra (que estala quando é queimada, daí o nome crack) a droga chegou ao Brasil na década de 1990. Durante um bom tempo, ficou restrita a indigentes que perambulavam pelo centro de São Paulo. Hoje, a situação é bem diferente. As pedras se espalharam pelo território e por todas as classes sociais. Ainda não há estatísticas, pois o Ministério da Saúde está concluindo o primeiro estudo voltado especificamente para o crack. Mas o aumento de dependentes em consultórios psiquiátricos e em clínicas de reabilitação mostram que a epidemia se alastra rapidamente.
Para enfrentar a epidemia, o Ministério da Saúde anunciou investimentos de R$ 117 milhões até o ano que vem, em melhorias na rede de saúde mental. Espera-se que a ajuda chegue a tempo. Enquanto isso, um alerta: devemos caracterizar o viciado em crack como portador de uma doença. E dispensar a ele a atenção e o carinho que poderão ser o começo do caminho da cura.

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Um levantamento preliminar feito por pesquisadores revela que o Rio tem hoje pelo menos oito bairros e 18 favelas que cresceram sobre lixões, exatamente como o Morro do Bumba, onde uma avalanche soterrou cerca de 50 casas na quarta-feira. Segundo registros históricos, houve aterros sanitários públicos onde hoje estão os bairros de São Cristóvão, Caju, Gamboa, Saúde, Santo Cristo, Cidade Nova, Ilha do Fundão e Manguinhos.

● Um novo programa de computador está sendo desenvolvido pela PUC-Rio para calcular os riscos de deslizamentos nos morros. Ainda em fase de testes, o sistema tem como um dos desafios para poder ser usado em grande escala a obtenção de informações precisas e atualizadas de todos os aspectos geológicos e geotécnicos, assim como os dados de ocupação urbana.

● Em entrevista a O GLOBO pouco antes de lançar sua candidatura à Presidência da República com uma grande festa para cerca de três mil pessoas, em Brasília, o ex-governador José Serra disse que a eleição de 2010 será uma escolha do melhor candidato para comandar o País no futuro, e não uma comparação entre governos passados. “O tema da eleição é o futuro. Lula não é candidato, nem FHC”, disse ele.

● Serra de um lado, Dilma Rousseff de outro, começam a garimpar votos em todos os cantos do País. Marina Silva corre por fora e Ciro Gomes ainda não tomou a decisão sobre ser ou não candidato a presidente. Esses são os ares eleitorais que começam a pintar no Brasil varonil, a partir de agora. E ficarão mais densos depois das convenções partidárias.

● O casamento entre mulheres jovens e trabalhadores mais velhos ou já aposentados passou a ser um dos nós da Previdência. A cada ano, novas concessões para jovens viúvas elevam os gastos em R$ 280 milhões. Segundo o governo, 605 viúvas de 15 a 19 anos recebem do INSS pensão por morte. Os dados levantam a suspeita de casamentos forjados para assegurar o benefício às famílias após a morte dos aposentados.

● O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, diz, em entrevista ao jornal ESTADÃO, que os “mercados são míopes” e estão equivocados ao elevar as estimativas de inflação, porque não há gargalo de oferta na economia brasileira. Para ele, os investimentos vão subir 18% este ano.

● O STF deve derrubar as leis estaduais em vigor no Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná que restringiram o fumo em recintos fechados, em ambientes públicos e privados – o que inclui o uso de ‘fumódromos’. A corte, em quatro ações de inconstitucionalidade proposta pelas confederações nacionais do Comércio (CNC) e do Turismo (CNTur), entende que a atribuição de legislar sobre o tema é da União, e que cabe aos estados apenas complementar o texto. Como o Senado ainda não votou o projeto de lei sobre o fumo, que está na Comissão de Assuntos Sociais, tramitando em caráter terminativo, há temor de que o vácuo legislativo causado pelas eleições jogue a definição para o ano que vem.

● Projeções da Fundação Getúlio Vargas apontam que até 2014 o número de contribuintes que pagarão Imposto de Renda no Brasil deverá duplicar. A principal razão é a redução da desigualdade social e a conseqüente chegada de mais trabalhadores às classe A e B. A arrecadação do governo terá aumento expressivo, mas a diferença tributária continuará a mesma.

● Para especialistas, o Programa Nacional de Direitos Humanos do governo federal fere a Constituição, enfraquece o Legislativo, o Judiciário e as Forças Armadas, e fortalece o presidente da República, aproximando o Brasil do sistema político hoje existente na Venezuela e na Bolívia. A maior crítica dos juristas é que o PNDH se transformou em um projeto ideológico.

DESTAQUES DAS PRINCIPAIS REVISTAS SEMANAIS BRASILEIRAS

Veja

♦ Culpar as chuvas é demagogia. Os mortos do Rio de Janeiro que o Brasil chora foram vítimas da política criminosa de dar barracos em troca de votos.
♦ Rio... do descaso, da demagogia, do populismo e das vítimas de suas águas – A maior tempestade da história do estado causa centenas de mortes nas favelas e expõe o lado sombrio da política de incentivos à ocupação ilegal de áreas de risco nos morros.

♦ Cuba - A juventude rebelde contra os irmãos Castro.
♦ A candidata petista falou “Dilmas” – Em sua primeira incursão de campanha longe do presidente Lula, Dilma Rousseff comete uma gafe política e constrange os próprios aliados.

♦ Jr. Guzzo – Em modo extremo – “Lula não corrige nenhum dos erros que comete, pois acabou convencido de que não erra nunca; além disso, é estimulado o tempo todo a continuar errando”.

Época

♦ Rio de Janeiro, abril de 2010.
♦ Entrevista - “Estou mais preparado que em 2002”, diz José Serra.

♦ A segunda chance do novo Serra – Na tentativa de se eleger presidente, o candidato do PSDB mudou o estilo de fazer política. Agora, está mais conciliador, paciente e maduro.
♦ E o fim do namoro? – Dois artigos publicados no exterior rompem o encantamento da mídia internacional com Lula.
♦ Nossa política – Guilherme Fiúza – Dilma é a maior diversão – Na corrida presidencial, o discurso de Dilma promete um espetáculo à parte. E o show está só começando.
♦ Nossa economia – Paulo Rabello de Castro – A Marilyn Monroe das grandes metrópoles – O Rio é uma cidade linda, mas condenada pela torpeza dos que a ela juram um amor que não existe.
♦ Avalanche criminosa – A maior tragédia na história do Rio de Janeiro em décadas serve de alerta para a omissão das autoridades diante da ocupação ilegal dos morros.
♦ Nossa antena – Ruth de Aquino – A omissão que mata – Quem matou as famílias de favelados não foi a chuva. Foram governos negligentes, demagogos e irresponsáveis.

ISTOÉ

♦ Como salvá-los - A remoção das comunidades de morros e encostas de risco é uma medida urgente, que deve ser discutida sem tabus diante da tragédia que abateu o Rio.

♦ O Rio submerso – A tragédia que se abateu sobre o Rio de Janeiro mostra que não há mais tempo a perder: é preciso superar velhos tabus e adotar, com urgência, uma política firme e responsável de remoção das pessoas que vivem em áreas de risco.
♦ Michel Temer – Um vice bem resolvido – Ao unir em torno de si um partido historicamente dividido como o PMDB, o deputado conquista o apoio de Lula e do PT e consolida seu nome na chapa de Dilma Rousseff.
♦ A volta da parabólica – O ex-ministro Rubens Ricupero, que caiu por uma conversa que vazou pelas antenas de tevê, entra no debate eleitoral pelas mãos de Marina Silva, mas se diz eleitor de Serra.
♦ Trino de militantes – Na tentativa de formar uma rede de cabos eleitorais bem preparados para o debate político nas ruas, PSDB cria curso para dar aulas de antipetismo.
♦ Um por todos, todos por um – Dispostos a fazer valer sua força, os BRICs planejam adotar moeda única para o comércio bilateral e querem se impor no G-20.

Carta Capital

♦ Não culpem os céus - No Rio de Janeiro, quase 200 mortos e 14 mil desabrigados. E o descaso olímpico das autoridades.
♦ Eleições - As pesquisas no campo de batalha.

♦ Rosa dos Ventos – Maurício Dias – O partido da mídia – Demonstração explícita da esquizofrenia da mídia nativa em tempo eleitoral: a frase em epígrafe.
♦ Editorial – Mino Carta – O Vaticano continua o mesmo – Galoparam os séculos, mas a Igreja é, ainda e sempre, tragicamente anacrônica.
♦ A água expõe as mazelas – Rio de Janeiro – As autoridades tentam se esquivar da responsabilidade, mas a tragédia se deve à omissão do poder público e seu modelo segregacionista.
♦ A guerra das pesquisas – Sucessão – Levantamentos dissonantes do Datafolha e do Vox Populi geram uma disputa entre tucanos e petistas.
♦ Óleo na fogueira – Energia – No vácuo da disputa mesquinha pelos royalties do petróleo, a oposição enxerga uma oportunidade de mudar no Senado o marco regulatório do pré-sal.
♦ Sextante – Antônio Delfim Netto – Fator escasso – Falta moralidade aos mercados financeiros, e a crise não contribuiu para conter a cobiça. O drama grego é só mais uma evidência.