sábado, 24 de abril de 2010


RECORDANDO
Muitos são-manuelenses estudaram neste prédio, que abrigava a Escola Normal e Colégio Estadual “Dr. Manuel José Chaves”. Eu mesmo comecei o Ginásio ali, em 1954. Nessa época a rua fronteiriça já tinha calçamento de paralelepípedos, cobrindo a terra que aparece na foto. Depois nos mudamos para o atual prédio da mesma escola, que foi Instituto de Educação numa época e hoje é Escola Estadual, homenageando o mesmo patrono. O prédio antigo, da foto, abrigou em certa época a Prefeitura Municipal e atualmente acolhe a Creche “Dona Leonor Mendes de Barros” e o Educandário “Santa Constança”. Muita gente vai se lembrar desses fatos que, afinal de contas, fazem parte da história da cidade.

DICA DO DIA
Retire sempre algo de bom e proveitoso das dificuldades pelas quais você passa e das adversidades que o querem atropelar. Contemple sempre uma roseira, que faz nascerem belas rosas em meio a incômodos espinhos. Olhe aqueles lírios do brejo, de onde eles vêm e que bela flor eles produzem. Assim deve ser você perante os tropeços que a vida lhe traz. Não se atormente, não fique a aumentar dentro de si a dificuldade. De dentro disto que lhe parece tão feio e tão grave, haverá de você colher uma preciosa recompensa. (J.S.Nobre)

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Às vésperas de ter sua pré-candidatura retirada por seu partido, o deputado Ciro Gomes (PSB) demonstrou toda sua insatisfação em duas entrevistas ontem, nas quais criticou o presidente Lula e o PT e chegou a dizer que o pré-candidato tucano José Serra – seu notório adversário – é “mais preparado” e “mais capaz” para ser presidente do que a petista Dilma Rousseff. Ao portal iG, afirmou que não vai declarar voto em Dilma. Depois, ao SBT, admitiu apenas que pretende apoiá-la. Em relação a Lula, Ciro disse que o presidente está “navegando na maionese” e se sentindo “todo-poderoso”. O Planalto já tenta diminuir os estragos, para evitar que aliados próximos a Ciro apoiem candidatos tucanos em seus estados, como no Ceará e em Minas.

● O senador Aloizio Mercadante (PT) aponta a popularidade do presidente Lula e o “colapso da gestão tucana em São Paulo” como os eixos de sua pré-candidatura ao governo estadual, que será lançada hoje. Em entrevista, Mercadante, que havia sido enfático sobre sua decisão de disputar o Senado, disse que, em “política, às vezes, a gente muda de posição”. Ele festejou uma unidade inédita do PT paulista e disse que “São Paulo merece mais”.

● O governo decidiu endurecer a negociação com o Congresso, onde a maioria dos parlamentares defende um reajuste de 7,7% aos aposentados, e se fixou num aumento de 6,14%. Até o índice de 7%, que estava na mesa de negociações, foi retirado. O ministro Alexandre Padilha admitiu que Lula deverá vetar o aumento de 7,7%.

● Ao assumir as presidências do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o ministro Cesar Peluso defendeu o rigor contra magistrados flagrados em desvio de conduta, e disse que as decisões dos juízes devem ser técnicas.

● As empreiteiras Camargo Corrêa e Odebrecht, que desistiram de disputar o leilão da hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, e a Andrade Gutierrez, que foi derrotada, procuraram a Chesf, líder do grupo vencedor, para negociar a adesão ao consórcio. A Andrade Gutierrez mantém o interesse pela obra, ainda que só participe como contratada. Também manifestaram interesse Gerdau, CSN, Braskem e Vale.

● A qualidade do ar em regiões da Grande São Paulo piorou no primeiro trimestre por causa do ozônio. A poluição por ozônio, gerado na queima de combustível, vinha caindo desde 2006. Pela medição da Cetesb (agência ambiental paulista), a qualidade do ar só foi boa em 17 dias. Nos outros 73, oscilou entre má, inadequada e regular – o que, segundo analistas, coloca em risco a saúde a população. Os mais afetados são os idosos, crianças e portadores de doenças crônicas cardíacas e respiratórias. Para especialistas, um dos motivos do aumento da poluição por ozônio é o crescimento da frota automotiva.

● Um dia depois de o Procon suspender as vendas do Corolla em Minas Gerais, a Toyota anunciou que vai trocar o tapete do motorista desses modelos fabricados a partir de 2008. A medida foi anunciada após reunião com o Ministério da Justiça e com Procons estaduais. A montadora atribuiu acidentes causados por aceleração repentina a problemas no uso do tapete.

● A propaganda do governo Lula chegou, no ano passado, a 7.047 veículos de comunicação de todo o País. O número é 1.312% superior ao de 2003, primeiro ano da administração, quando 499 veículos receberam verba para divulgar a publicidade oficial. De 2003 a 2009, a Presidência, os ministérios e as estatais gastaram cerca de R$ 7,7 bilhões com propaganda. Os gastos do ano passado, de R$ 1,17 bilhão, superaram em 48% os R$ 796,2 milhões investidos no primeiro ano de governo.

JORNAIS LOCAIS
Hoje não estão circulando os jornais
O DEBATE e O PRATIANO, respectivamente, de São Manuel e de Pratânia. Isso por causa do feriado de 21 de abril, quarta-feira.

sexta-feira, 23 de abril de 2010

DICA DO DIA
Um gota do orvalho caiu na madrugada, assentou-se numa pétala de rosa e, com os primeiros raios do sol, tomou a aparência de um diamante, encantando a todos com o seu brilho e a sua pureza. Uma outra também caiu e se misturou, coitada, com a terra, sujou-se, enlameou-se e ficou desprezível. Alguns nem a viram e até (quem sabe?) viram e nela pisaram com os inadvertidos pés humanos. Que diferença você põe entre uma e outra? Não vieram as duas do mesmo céu, no mesmo orvalho?
(J.S.Nobre)

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Conforme o Jornal do Brasil, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva avisou ontem que a Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, será construída mesmo com a saída de empresas do consórcio Norte Energia, vencedor do leilão. Segundo ele, a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), subsidiária da Eletrobras, que tem 49,98% da participação no grupo, vai construir a hidrelétrica sozinha se for preciso.

● No Rio de Janeiro, o Ministério Público estadual vai investigar as responsabilidades pelas consequências do megaculto da Igreja Universal em Botafogo, que parou a Zona Sul do Rio no feriado de anteontem. O promotor Carlos Saturnino disse que poderá ser proposta uma ação indenizatória contra o município ou os organizadores do evento. Oito associações de bairros vão propor ao MP que proíba eventos com mais de cem mil pessoas na enseada.

● Os filhos adotivos de Ernestina Noble, dona do jornal argentino Clarín, não querem saber quem são os pais biológicos e temem ser vítimas de um ataque do governo contra o grupo. A Justiça investiga se eles são filhos de desaparecidos políticos.

● O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, recomendou ao TSE multa de mais de R$ 50 mil contra o sindicato dos professores de São Paulo, acusado de fazer propaganda eleitoral negativa contra o tucano José Serra.

● O PSB deve anunciar na próxima terça-feira que o deputado Ciro Gomes não será candidato a presidente. Até lá, o partido cumprirá um ritual para dar uma saída honrosa a Ciro: consultará os diretórios sobre uma aliança com o PT. Caberá ao presidente do PSB, governador Eduardo Campos, dizer a Ciro que ele está fora do páreo. Em queda nas pesquisas, o deputado se comprometeu a aceitar a decisão.

● A economia fechou o trimestre com um déficit em transações correntes de US$ 12,14 bilhões, recorde da série histórica, iniciada em 1947. O rombo, 145% maior que o do mesmo período do ano passado, resulta do aumento das remessas de lucros e do encolhimento do saldo comercial. Para o Banco Central, a situação das contas externas só deve melhorar em 2012.

● A nova família indígena é composta por uma mãe obesa, mas anêmica, com filhos também anêmicos, sem carteira de vacinação em dia, vítima de diarréia e problemas respiratórios. O retrato está no Inquérito Nacional de Saúde e Nutrição dos Povos Indígenas, que mapeia as condições de vida dos índios do País. Segundo o estudo, 8 em cada 10 crianças indígenas entre 6 e 11 meses de vida têm anemia.

● Israel negou, mais uma vez, o pedido dos EUA de paralisar a construção de assentamentos em Jerusalém Oriental. O governo americano reagiu com irritação.

● O aumento do déficit em transações correntes no balanço de pagamentos - US$ 12,1 bilhões no primeiro trimestre - não aflige a candidata Dilma Roussef. Com o último relatório do Credit Suisse em mãos, ela diz que não há risco de crise nas contas externas do país no horizonte de anos. Dilma, porém, afirma que um eventual governo sob seu comando não ficará inerte.

● As catástrofes naturais registradas este ano não apontam para o fim do mundo, como dizem alarmistas, mas revelam a fragilidade do modelo econômico de um planeta cada vez mais povoado.

quinta-feira, 22 de abril de 2010

DICA DO DIA
Todo extremo é vicioso.Procure conduzir sua vida pelos caminhos normais do bom senso. Faça tudo o que tem de fazer como se tudo fosse simples e dependesse só de você. Se tiver que buscar auxílio em alguém, faça-o com aquela simplicidade de quem vai à fonte em busca da água que sacia a sede.Nunca exagere no falar, muito menos no agir, para não cair em algum extremo, pois qualquer que seja, ele é sempre perigoso. A virtude está no meio, não nos extremos... (Mensageiros da Paz – Internet)

DESCOBRIMENTO DO BRASIL
Muita gente nem vai se lembrar disso, mas foi num dia como hoje, 22 de abril de 1500, que o Brasil foi descoberto por Pedro Álvares Cabral. A história conta que isso se deu meio que por acaso, porque o caminho que as caravelas deveriam fazer era outro. Mas os ventos trouxeram os portugueses para cá, e aqui estamos todos nós!


COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Conforme o Jornal Folha de S. Paulo, colocada em dúvida pelo mercado e por parte do governo, a proposta vencedora do leilão de Belo Monte resultará, segundo o governo Lula, em "lucro menor". Mesmo assim, a oferta terá de ser honrada, e a obra, feita. "Esperávamos que o grupo mais forte ganhasse", disse um assessor de Lula. A Casa Civil enviou recados duros às maiores empreiteiras do país, que não venceram o leilão. Se depender de Lula, a usina será feita por empresas menores, "as barrageiras dos novos tempos".

● Com milhões de passageiros ainda tentando uma vaga em voos na Europa, companhias aéreas já começam a contabilizar seus prejuízos com 100 mil voos cancelados em seis dias de crise. Segundo a Associação Internacional de Transporte Aéreo, a paralisação do tráfego aéreo custará US$ 1,7 bilhão às empresas, o que equivale a 60% das perdas esperadas este ano. Autoridades preveem que hoje já estarão normalizados 100% dos voos europeus, mas admitem que os transtornos aos passageiros se prolongarão até maio.

● O déficit no ensino infantil na rede pública municipal de São Paulo registrou aumento de 22 mil vagas neste ano, somando 123.780 crianças até cinco anos. O total de crianças de quatro e cinco anos sem vaga na pré-escola cresceu em 11 mil nomes, chegando a 45.496. Nas creches (zero a três anos), o déficit também aumentou em 11 mil, para 78.284, de acordo com a Secretaria da Educação.

● Na pré-escola, a prefeitura paulistana esperava acomodar mais alunos em novas unidades que não ficaram prontas. As obras atrasaram. Das 142 novas escolas anunciadas em 2009 (85 mil vagas previstas), apenas 8 estão em construção. O restante do projeto da prefeitura deve ficar para o próximo ano. O fim do déficit no ensino infantil até 2012 é uma das principais promessas de campanha da gestão Gilberto Kassab (DEM).

● O ex-secretário de Estado dos EUA Henry Kissinger negou ter ordenado, em 1976, a suspensão dos esforços para advertir ditaduras sul-americanas contra assassinatos no exterior no âmbito da Operação Condor (cooperação entre regimes militares). "A acusação é falsa", disse porta-voz.

● A Toyota não poderá vender a partir de hoje o modelo Corolla em Minas Gerais. A medida se deve a casos de motoristas que tiveram problemas de aceleração repentina do modelo automático. Segundo o Procon, tapete do veículo deslizou e travou o acelerador. A montadora não se pronunciou.

● A economia brasileira crescerá 5,5% neste ano e 4,1% no próximo, segundo o FMI, com inflação média de 6,2% e 5,9%. Apresentado ontem, um relatório do Fundo cita somente o Brasil, entre os países latino-americanos, quando há referências ao risco de forte aquecimento e preocupações com a dívida pública. A demanda é mais forte que em outras partes da região, e o limite de capacidade está mais próximo. Por isso, acrescentou o FMI, espera-se a retirada de estímulos monetários e fiscais.

● Pesquisa Ibope para a eleição presidencial mostra José Serra (PSDB) com 36% das intenções de voto, contra 29% de Dilma Rousseff (PT). Na pesquisa anterior, a distância era de cinco pontos porcentuais. O tucano vence entre eleitores jovens, do sexo feminino e das regiões Sul e Sudeste. Pela primeira vez, o Ibope detectou um empate entre Ciro Gomes (PSB) e Marina Silva (PV) - ambos aparecem com 8%.

● O secretário da Cultura do Estado de São Paulo, João Sayad, deverá ser o novo presidente da Fundação Padre Anchieta, que administra a TV Cultura. A informação contraria a expectativa nos círculos da cultura e da política paulista de que o atual presidente, Paulo Markun, continuasse no cargo por mais um mandato de três anos - o atual termina em junho. A indicação de Sayad, pelo governo do Estado, precisa ser confirmada pelo Conselho Curador da Fundação.

● Mais de 800 mil pessoas passaram pelo centro de Brasília ao longo das comemorações do aniversário. Os sinos da Catedral anunciaram o início da festa que reuniu atrações para crianças, competições esportivas, espetáculo da Esquadrilha da Fumaça, exposição do Exército e shows de diversos artistas.

● Após meses de negociação, o Banco do Brasil (BB) anunciou ontem a compra do controle acionário do Banco Patagonia, o sexto maior da Argentina. O BB vai pagar US$ 479,6 milhões (cerca de R$ 839,3 milhões) por 51% do capital da instituição, que tem 154 agências, 751,6 mil clientes e US$ 2,56 bilhões em ativos totais.

quarta-feira, 21 de abril de 2010

DICA DO DIA
Você já pensou na força e no poder da lágrima? Pense agora um pouco no que vale esta gotinha de sentimento que nasce na genuína fonte do seu ser emotivo e cai dos seus olhos como expressão de você mesmo. Ela é o retrato molhado do sofrimento, do mesmo modo como é a doce resposta do amor e da felicidade. Ela vem dizer cá fora tudo o que você está sentido lá, bem no fundo do seu ser. Ela é o brilho de uma dor que o Pai abençoou, mas é também a melhor prova do agradecimento pela alegria sentida. A sua lágrima é a linguagem mais eloquente da sua sinceridade. (Recolhida na Internet)


VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE SUÍNA
A Prefeitura de São Manuel está comunicando que estará realizando no sábado, dia 24/04/2010, das 08h às 17h, a Vacinação Contra a Gripe A(H1N1) (Gripe Suína) em todos os Postos de Saúde, no Supermercado Central e Supermercado Jaú Serve. Serão vacinadas: Crianças de 6 meses a 1 ano e 11meses, Gestante, adultos de 20 a 29 anos, pacientes com doença crônica e pacientes acima de 60 anos com doença crônica. Portanto, todas as pessoas nas faixas etárias acima discriminadas, que ainda não tomaram a vacina, devem comparecer a um dos postos de vacinação.

DIA 21 DE ABRIL
Historicamente esta é uma data muito importante para os brasileiros. O feriado nacional lembra a figura do herói Tiradentes, cuja história todos nós conhecemos. Mas foi também nesse dia, há 50 anos, que foi inaugurada a nossa nova capital, Brasília, hoje uma cidade de mais de 2,5 milhões de habitantes, encravada no cerrado brasileiro, mostrando a arte de urbanistas e arquitetos fantásticos que a desenvolveram. Claro que Brasília ainda não é aquilo tudo que Juscelino esperava quando a sonhou. Mas, certamente, um dia será. Também hoje rememora-se a morte de Tancredo Neves, o presidente que o Brasil quis ter e não teve, porque foi vitimado por uma doença antes de tomar posse. Homem ilustre de nossa história, um político respeitável, Tancredo Neves tirou o Brasil de um mundo cinzento, do tempo da ditadura, para a democracia que temos hoje, que, boa ou má, e a melhor forma de governo que poderíamos ter.

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Após uma batalha judicial para cassar três liminares e bater o martelo em apenas sete minutos, o governo federal conseguiu leiloar a hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu. Será a maior usina do país (Itaipu é binacional) e a terceira do mundo. O consórcio vencedor, no entanto, começou a rachar horas depois. As construtoras Queiroz Galvão e J. Malucelli ameaçam deixar o grupo, liderado pela estatal Chesf e pelo frigorífico Bertin. A batalha judicial não acabou: uma quarta ação contra a obra ainda não foi julgada.

● O dia de ontem foi marcado por protestos no estado e em Brasília, onde o Greenpeace despejou toneladas de estrume na porta da Aneel. Há 21 anos, pelo mesmo motivo, uma índia ameaçou com um facão o então presidente da Eletronorte, hoje na Eletrobras.

● Um dos maiores produtores de carne bovina do mundo, o grupo Bertin, de Lins, interior de São Paulo, é o líder do consórcio vencedor do leilão. O Bertin, que arrematou há dois anos concessões para construção de termelétricas, vem descumprindo prazos com a Aneel e já foi autuado em mais de R$ 1,2 milhão.

● A abertura de 75% do espaço aéreo europeu, após seis dias fechado, melhorou o humor dos passageiros, mas o caos não desapareceu. Milhões ainda aguardam a normalização de voos, que deverá levar semanas. E a nuvem de cinzas só deixará de ser ameaça no fim de semana.

● O Conselho Nacional de Justiça puniu com aposentadoria compulsória, proporcional ao tempo de serviço, a juíza Clarice Andrade, que prendeu uma jovem de 15 anos numa cela com mais de 20 homens no Pará, em 2007.

● Pesquisa Datafolha mostra que 90% dos brasileiros consideram que o aquecimento global é real. Para 75% dos 2.600 entrevistados em todas as regiões do país, atividades humanas contribuem "muito" para as mudanças climáticas. Só 5% acham que a humanidade nada tem a ver com o aquecimento. Cerca de metade dos americanos tem essa opinião. No Brasil, quanto maior a escolaridade, maior a aceitação da influência humana: a taxa é de 96% entre quem fez faculdade.

● O ex-pároco de Arapiraca (AL) Luiz Marques Barbosa, de 82 anos, investigado por suspeita de abuso sexual, chegou a pagar R$ 40 mil, segundo advogado, para tentar evitar a divulgação de vídeo em que faz sexo oral em um rapaz. Imagens foram veiculadas na TV. Barbosa está em prisão domiciliar.

● Último líder do regime militar argentino, o general Reynaldo Bignone, 82 anos, foi condenado ontem a 25 anos de prisão pelo Tribunal Federal de San Martín, por crime de lesa humanidade.

● O aumento do emprego e da renda vem reduzindo a inadimplência neste início de ano, segundo a Confederação Nacional do Comércio. O normal, no período, seria o aumento do volume de dívidas.

● Jovens que têm relacionamento ruim com pais e mães são mais propensos a exagerar no consumo de bebidas alcoólicas, assim como aqueles criados por pais omissos ou bonzinhos em excesso, destaca pesquisa da Universidade Federal de São Paulo.

terça-feira, 20 de abril de 2010

DICA DO DIA
Corredores de longa distância, referem-se a um determinado estado como “o muro”. Trata-se daquele período agonizante, ainda no começo da corrida, quando o corpo recusa-se a seguir. Competidores experientes sabem que, uma vez ultrapassado “o muro”, as coisas tornam-se bem mais fáceis, e eles podem continuar seguindo em frente. O próximo ponto é chamado de “o barato dos corredores”, uma total euforia que é sentida depois de transposto. A situação é a mesma em relação a qualquer esforço, seja nos negócios, nos relacionamentos ou em outros tipos de projetos. É fácil começar algo. Você tem excitação e adrenalina suficientes. Quando você já estiver em ação, você começará a aproximar-se do “muro”. É aí que a maioria das pessoas desiste. É nesse momento que você estará frente a frente com os desafios mais difíceis. É isso que separa os vencedores de todo o resto. Mas, não desista. Junte toda a sua força e sua vontade e obrigue-se a ultrapassar esse muro. Encare as dificuldades no início e continue em frente. Logo você terá ultrapassado o muro, e o seu progresso será rápido, chegando ao ponto da euforia. Isso é certamente melhor que desistir, para depois ter de começar novamente.
(diabetenet.com.br/motivacional)

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Ministros de transportes da União Europeia chegaram a um acordo para diminuir as restrições de voos e aliviar a crise aérea que paralisa o continente há seis dias. A proposta aprovada estabelece três zonas aéreas, num modelo parecido com o americano: uma faixa de voo proibido; uma de controle, na qual os aviões podem decolar, mas ficam sujeitos à checagem após o pouso; e uma terceira, livre das cinzas. Para garantir a segurança, serão feitos testes e previsões meteorológicas a cada seis horas. Cientistas e pilotos estão cautelosos sobre as críticas de companhias aéreas de que houve excesso de zelo no fechamento do espaço aéreo.

● O governo tentará derrubar liminar da Justiça para realizar hoje o leilão da usina de Belo Monte. Para viabilizar a hidrelétrica, a União vai entrar com, pelo menos, R$ 6 bilhões em incentivos para o grupo vencedor. O valor é resultado da redução de impostos e financiamentos a juros subsidiados para fazer a hidrelétrica no Rio Xingu. A União também aparece como sócia, via estatais, nos dois consórcios que disputarão a usina.

● Num evento para tentar demonstrar unidade, o pré-candidato tucano ao Planalto, José Serra, participou em Minas de atos ao lado do ex-governador Aécio Neves. Em Brasília, a petista Dilma Rousseff lançou um site e criticou o adversário.

● A cúpula do PSB começa hoje a negociar a retirada da pré-candidatura presidencial do deputado Ciro Gomes. O governador de Pernambuco e presidente nacional do partido, Eduardo Campos, vai a Brasília conversar com Ciro. A expectativa é que o caso esteja resolvido até o dia 27. A renúncia pode virar trunfo na negociação do PSB com o PT em alguns Estados.

● Com menos de 24 horas no ar, a campanha dos 45 anos da TV Globo foi retirada da programação pela emissora. Motivo: declarações na web de pessoas ligadas à campanha da pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, acusando o jingle de embutir propaganda disfarçada a favor do pré-candidato José Serra (PSDB). A polêmica começou depois de blogueiros traçarem um paralelo entre trechos do jingle da Globo e o slogan da pré-campanha de Serra, "o Brasil pode mais". No comercial, atores e jornalistas da emissora repetem frases como "todos queremos mais", "emoção? Mais!", "educação, saúde, e, claro, amor e paz. Brasil? muito mais".

● Um padre de Arapiraca, em Alagoas, disse à CPI da Pedofilia que integrantes da paróquia faziam orgias com menores. Um monsenhor foi preso, suspeito de abusar de coroinhas. Em Goiás, o MP apura como morreu na prisão o maníaco que matou 6 jovens.

● O juiz Fausto Martin De Sanctis, de São Paulo, decretou a quebra dos sigilos bancário e fiscal da Bancoop. A Promotoria investiga supostos desvios de recursos da cooperativa habitacional ligada aos bancários para campanhas do PT.

● Atraso na fabricação e na entrega da vacina contra gripe comum pelo Instituto Butantã vai adiar a imunização de pessoas com mais de 60 anos nas regiões Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste. Moradores dessas regiões com mais de 60 anos serão vacinados entre 8 e 21 de maio - a previsão era entre 24 de abril e 7 de maio. O Butantã atribuiu o atraso ao aumento da demanda. Além da vacina sazonal, este ano o instituto fabrica a vacina contra gripe suína, que vai ser aplicada conforme as etapas já em andamento.

segunda-feira, 19 de abril de 2010

DICA DO DIA
Às vezes demora para "cair a ficha", e às vezes dói pra caramba descobrir que nada, ninguém e nenhum objeto são mais importantes que o seu bem-estar. Infelizmente, a grande maioria das pessoas precisa passar por experiências dolorosas antes de perceber a sua "real importância e responsabilidade" no seu modo de vida. Passamos e perdemos muito tempo jogando a nossa felicidade nas mãos de terceiros; seja no amor, no trabalho e até na família. Criamos fantasias, e fantasias são diferentes de sonhos. O sonho é aquela mola que nos impulsiona, nos empurra para frente, nos dá força para lutar por objetivos. Já as fantasias são frutos de nossa carência emocional e normalmente são desejos fugazes. Sabe a criança que pede um brinquedo, pula, grita, berra no supermercado, e quando ganha, brinca meia hora e joga num canto qualquer? Isso é a fantasia, ou caprichos do orgulho. Será que o seu desejo de hoje, aquilo que anda fazendo você sofrer, não é apenas uma fantasia? Será que você não esqueceu da pessoa mais importante na sua vida - você mesmo - e está maltratando seu coração, sua saúde e seu lado espiritual com idéias e conceitos que só trazem sofrimento? Hoje o desafio é comprar um presente para você. Pode ser aquela caneta de R$ 1,99... O importante é o valor que você vai dar para o ato, para o presente e, principalmente, para você mesmo. Tudo isso é só para lembrar o quanto você é importante e o quanto você pode fazer diferença. Cuide-se! Não permita que magoem você, porque você merece mais, muito mais. (diabetenet.com.br/motivacional)

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Antes mesmo do início oficial da campanha presidencial, PT e PSDB já protagonizam uma guerra de representações à Justiça, que reforçou o status dos coordenadores jurídicos nas campanhas. "Um erro do marqueteiro causa um dano grande. Do advogado, pode ser fatal", diz o especialista em direito eleitoral Eduardo Nobre. A oposição, que entrou com 12 representações no Tribunal Superior Eleitoral contra o PT, o presidente Lula e sua candidata, Dilma Rousseff, aumentou a ofensiva nos últimos dias, questionando até o instituto de pesquisa Sensus. O PT centrou forças na Justiça Eleitoral paulista, base de José Serra. No mês passado, conseguiu suspender a veiculação de uma propaganda do PSDB.

● Conforme o jornal Folha de S. Paulo, a Polícia Federal e a Controladoria-Geral da União investigam suposta fraude em que políticos associados a organizações não-governamentais são suspeitos de usar dinheiro do Ministério do Turismo para fazer festas. Levantamento feito pela Folha mostra que, entre as 50 ONGs que mais receberam recursos do Turismo, 26 têm relação com políticos e partidos.

● As principais companhias aéreas pressionam as autoridades europeias para retomar os voos, paralisados há cinco dias. Elas alegam que testes realizados ontem não detectaram perigo para os aviões. Meteorologistas, porém, advertem que a nuvem de cinzas afeta grande parte da Europa. Autoridades preveem que 50% dos voos devem ser liberados hoje. Mas aeroportos como os de Londres e Paris continuam fechados.

● Adimar Jesus da Silva, que confessou ter matado seis jovens em Goiás, foi encontrado enforcado numa cela individual, segundo a polícia. A morte do pedófilo reacende a discussão sobre o sistema penal.

● Num encontro em Malta com oito vítimas de abuso sexual praticados por padres, Bento XVI chorou e disse que a Igreja agora fará o possível para proteger as crianças.

● Índios preparam a ocupação de uma ilha onde será construída a barragem principal da usina Belo Monte. A ação está marcada para amanhã, quando ocorre o leilão da usina em Brasília. Ambientalistas apoiam o ato, por considerarem a ação uma forma de resistência pacífica ao projeto.

● Estudo da Fundação de Desenvolvimento Administrativo (Fundap), que avaliou os resultados de 222 empresas com ações em bolsa, aponta forre recuperação da margem de lucro, que subiu de 5,6% no quarto trimestre de 2008 para 10,8% no último de 2009.

● Preocupado com o que considera abusos das operadoras de cartões de crédito, o governo vai dar um ultimato aos bancos e empresas. Se não apresentarem uma proposta de autorregulamentação para o setor até o dia 30, o Ministério da Justiça enviará projeto de lei ao Congresso com normas mais rígidas para a cobrança de tarifas dos consumidores.

domingo, 18 de abril de 2010

DICA DO DIA
O aprendizado constante nos leva ao mundo do conhecimento, além de ser um grande parceiro na evolução humana. Quando difundimos o conhecimento, estamos diminuindo o tamanho da ponte que nos leva da miséria absoluta a um mundo mais justo. Ao investirmos em educação, estamos criando seres livres e com capacidade para pensar. Esta é uma grande oportunidade para você transformar e melhorar o mundo em que vivemos hoje. Afinal, você também é responsável pela construção de uma sociedade mais próspera no terceiro milênio. (diabetenet.com.br/motivacional)

GRANDE PRÊMIO DA CHINA
O inglês Jenson Button assumiu a liderança do Mundial de Pilotos ao vencer o GP da China na madrugada deste domingo, contando com a estratégia para resistir a uma corrida marcada pela chuva. Assim como na sua primeira vitória na Austrália, o atual campeão se aproveitou de toda a confusão gerada na pista molhada para chegar na frente após largar em quinto lugar.
O piloto da McLaren foi o mais favorecido pelas trocas de pneus, já que a corrida se alternou entre situações de pista seca e molhada. Já o seu companheiro Lewis Hamilton contou mesmo com a agressividade e ousadia para ganhar posições e chegar em segundo lugar, mesmo tendo duas paradas a mais.
Button levou vantagem porque, quando todos pararam para trocar pneus apostando na chuva, ele permaneceu na pista, que não chegou a ficar tão molhada no começo da prova. Assim, ele abriu vantagem na frente junto com Nico Rosberg, da Mercedes, que chegou a liderar, mas terminou em terceiro lugar.
O brasileiro Felipe Massa sofreu com toda essa indefinição sobre os pneus e ficou somente na nona posição, graças a uma ultrapassagem sobre Schumacher no final da prova. Ele ficou com 41 pontos e despencou para sexto lugar no campeonato. Seu companheiro de Ferrari, Fernando Alonso, fez uma corrida polêmica e acabou chegando em quarto, mas ainda está a 11 pontos do líder Button.

CRÔNICA DE DOMINGO
Alô gente! Esta crônica foi publicada no jornal O PRATIANO, que é de Pratânia, município vizinho de São Manuel, e que circula por aqui também. Escrevi sobre fotografia, mais precisamente, sobre câmeras fotográficas. Boa leitura!
Gildo Sanches

Uma volta para o passado?
Aqueles que acompanham minhas crônicas neste jornal, escritas praticamente desde que O PRATIANO saiu pela primeira vez, sabem de meu gosto por fotografia. Um gosto que já foi maior no passado, quando não existiam essas pequenas câmeras digitais e tínhamos, os fotógrafos, que caprichar no enfoque do tema e ficar na expectativa de ver o que sairia depois, quando o filme fosse revelado.
Num dia destes estive remexendo em minhas coisas e apanhei a pesada câmera Canon que tenho já há vários anos. Quase profissional, ela me possibilitou fazer ótimas fotos no passado, algumas até expostas ao público, em nosso Museu Histórico e Pedagógico “Padre Manoel da Nóbrega”. Hoje está, por assim dizer, encostada. Não a utilizo já faz muito tempo.
Contudo, neste final de semana vi uma matéria em uma revista semanal que me levou a imaginar que a aposentadoria da velha Canon estaria para ser interrompida... Pois é... O título da matéria da ISTOÉ diz: A Máquina de filme que sobreviveu. E complementa: Chega ao Brasil modelo soviético que é febre na Europa e nos Estados Unidos.
Diz a matéria que essas câmeras não têm zoom nem estabilizador de imagens, não corrigem cores, não têm tela LCD e ainda usam o antigo filme, que precisa ser revelado. Chamam-se LOMO, e mesmo assim, são a grande novidade entre os amantes da fotografia. Recentemente foi inaugurada a primeira loja da marca no Brasil, instalada em Ipanema, no Rio de Janeiro. A Lomography Gallery Store (esse o nome da loja) começará vendendo 30 dos 35 modelos fabricados pela empresa, fundada na antiga União Soviética em 1980 e ocidentalizada por austríacos em 1992. Foram eles que transformaram as máquinas em febre nas cidades de Londres, Paris e Nova York.
Os modelos, montados com peças plásticas muito simples e com funções inusitadas, como flashes coloridos e quatro lentes para uso simultâneo, conferiam efeitos até então desconhecidos às imagens. "A graça de usar uma Lomo é abrir mão do controle", filosofa Florian Moritz, diretor internacional da Lomography, que representa a marca em todo o mundo. Alguns modelos não têm sequer um visor para o enquadramento. "O objetivo é experimentar", diz.
Há o caso do arquiteto paulistano Bruno Simões, de 27 anos, que também é fotógrafo, e que não sai de casa sem uma das suas Lomo. Ele tem uma Fish-eye (olho de peixe), cuja lente simula o efeito de um olho mágico, e uma Diana F+, uma espécie de curinga da marca, que permite o encaixe de acessórios para criar diversos efeitos. Simões as comprou durante uma viagem a Nova York, há dois anos. No Brasil, por enquanto, só se pode adquirir uma câmera LOMO na loja da marca. Mas uma loja virtual deve abrir em breve, e facilitar as coisas para os interessados.
Em um mercado com mais de 100 modelos de máquinas digitais, a LOMO nada contra a corrente para alimentar um nicho em ascensão: o de admiradores da tecnologia analógica, que já ressuscitou os discos de vinil, por exemplo. A chegada da LOMO ao Brasil coincide com o anúncio do retorno da legendária Polaroid, marcado para 2010. E, dizem os entendidos, parece que essa moda, ou seja, da máquina de filme que tem que ser revelado, vai pegar. Aguardemos.


COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● As autoridades federais encarregadas de fiscalizar o processo eleitoral já detectaram indícios de que organizações criminosas, como a máfia dos caça-níqueis, estão se articulando para financiar políticos comprometidos com a legalização do jogo. Para coibir o caixa dois e o financiamento de campanhas com dinheiro sujo, como o proveniente do narcotráfico e de desmatamento ilegal, a Polícia Federal e a Justiça Eleitoral vão monitorar a ação desses grupos na campanha.

● Dados preliminares indicam que até uma facção criminosa de São Paulo pretende financiar a eleição de candidatos. Outra fonte de preocupação para as autoridades é a movimentação de gráficas e empresas de informática. O novo presidente do TSE, ministro Ricardo Lewandowski, que controlará a disputa eleitoral, busca acordo para utilizar um software, já usado pela PF, para rastrear e impedir a lavagem de dinheiro.

● No ano eleitoral de 2010, o aumento da renda no Brasil retomou os níveis anteriores à crise de 2009, e o poder de compra das famílias atingiu o maior patamar em uma década e meia. Além disso, a proporção de brasileiros abaixo da linha da miséria caiu 43% em 15 anos. Estima-se que o país tenha hoje 30 milhões de miseráveis sobrevivendo com R$ 137 ao mês. Para especialistas, porém, ele seriam mais de 50 milhões se a velocidade de diminuição da pobreza não tivesse se acelerado nos últimos sete anos.

● A classe C tem incluído mais supérfluos nas compras. Segundo a Nielsen, mais famílias têm adquirido itens como sopas instantâneas, fraldas descartáveis, água mineral e chás, produtos que economizam tempo de trabalho em casa ou itens, que transmitem a ideia de vida saudável. Em 2009, o valor em consumo da classe C cresceu 17%, calculou a Kantar Worldpanel.

● Estimulada pelo consumo das famílias e pelos investimentos, a demanda no Brasil surpreende e cresce em ritmo chinês. Muitas consultorias revisaram de 5% a 5,5% para até 7% a projeção de expansão do Produto Interno Bruto (PIB) em 2010. Segundo estudo do economista-chefe do Santander Brasil, Alexandre Schwartsman, a demanda no Brasil já avançava 10,5% ao ano, no final de 2009. Na China, o crescimento era de 13,1% no primeiro trimestre. Os investimentos devem crescer 18% a 19% em 2010. Mas analistas alertam que serão insuficientes para reduzir a pressão inflacionária de curto prazo. "Neste momento, investimento é mais demanda", diz o economista-chefe da MB Associados, Sérgio Vale. Com isso, há quem projete uma alta de juro de até 1 ponto na reunião de abril do Copom

●Levantamento feito a pedido da Folha de S. Paulo mostra que a disputa entre PSDB e PT no microblog Twitter apresenta números favoráveis para os dois lados. José Serra lidera em total de seguidores, com mais de 200 mil. Dilma Rousseff, que passou dos 27 mil, recebe mais mensagens positivas.

● Televisores que reproduzem imagens em três dimensões (3D) começam a ser vendidos no Brasil em maio. E a expectativa do comércio é de incremento das vendas do setor em até 10% com a chegada da tecnologia. Cerca de 11 milhões de aparelhos serão produzidos no país até o fim de 2010, 25% a mais que ano passado, de acordo com a Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros). Até o fim do ano, 10% dos brasileiros já terão a tecnologia 3D em suas casas, e até 2015, mais de 80%.

● Com 13 votos, o necessário para decretar a vitória no primeiro turno da eleição indireta para governador do Distrito Federal, Rogério Rosso venceu o pleito que durou mais de três horas, desbancando o favoritismo em torno da chapa encabeçada por Wilson Lima, governador em exercício. A vitória de Rosso começou a ser costurada silenciosamente às vésperas do pleito quando vários deputados distritais que apoiavam a continuidade de Wilson Lima aderiram à campanha do peemedebista.

DESTAQUES DAS PRINCIPAIS REVISTAS SEMANAIS BRASILEIRAS

Veja

♦ Serra e o Brasil pós-Lula - "Eu me preparei a vida inteira para ser presidente".
♦ Dilma Rousseff - compromisso com o futuro.
♦ Bomba, pra que te quero - A convicção de que o Brasil tem direito à bomba. A convicção persiste em setores do governo e das Forças Armadas. A diplomacia lulista era relação ao Irã é sinal disso.

♦ O Estado é cúmplice - O caso do pedreiro que matou seis adolescentes após ser solto por "bom comportamento" evidencia o ruinoso colapso do sistema prisional brasileiro.
♦ O realismo mágico do PT no FMI - "O Brasil atua como uma potência. No entanto, mesmo as superpotências devem cuidar das maneiras de lidar com as nações vizinhas.
♦ Em carne viva - O Brasil caminha para se tornar líder mundial na exportação de bois vivos, mas o sucesso desse mercado incomoda frigoríficos e a indústria de couros.

Época

♦ Brasília 50 anos - A cidade que não estava nos planos dos urbanistas.
♦ Uma sombra nos planos de Lula - A estratégia traçada pelo presidente para Dilma está esbarrando nas brigas do PT com o PMDB e na insistência de Ciro Gomes em disputar o Planalto.

♦ Ahmadinejad não joga no nosso time - Lula propõe negociações inviáveis, Obama anuncia sanções inexistentes. Enquanto isso, o Irã está a apenas dois anos da bomba.
♦ Casas para evitar tragédias - A remoção de pessoas de áreas de risco esbarra num problema de décadas: como transferir pobres para habitações com boa estrutura.
♦ Nossa política - Fernando Abrucio - O acerto da aposta do Brasil nos Brics - O Brasil ganha duas vezes: realça sua força regional e ganha parceiros em outras partes do planeta.
♦ Entrevista - Nelson Jobim - "Com Dilma ou Serra, a defesa não muda" - O ministro diz que projetos estratégicos na área militar terão continuidade no próximo governo.
♦ A culpa do sistema - Como mudanças na lei e falhas da Justiça permitiram que Adimar Jesus da Silva saísse da cadeia antes da hora e matasse seis adolescentes em Goiás.

ISTOÉ

♦ Eleição - O PT quer Lula fora do governo para ajudar Dilma - Lula já admite a possibilidade de deixar o Planalto para se dedicar à campanha de sua ex-ministra no primeiro turno.
♦ Aluga-se um partido - Depois de trocar de nome - e de lado - três vezes em dez anos, o PP se prepara para abandonar o governo e abraçar José Serra.

♦ Católicos divididos - Pela primeira vez em três décadas, os principais movimentos sociais não estarão ao lado do PT nas eleições presidenciais.
♦ Em vez do debate político qualificado, o que tem se visto na pré-campanha na Internet é um festival de ataques que não respeitam a linha da cintura.
♦ Um milionário inglês no mensalão do DEM - Segundo o Ministério Público, Benhnam Sangari levou r$ 289 milhões do DF, sem licitação, e entregou copos, grãos de feijão e tubos de cola.

♦ Reforço contra a gripe suína - Brasileiros começarão a testar novo medicamento contra o vírus. E o governo registra baixa adesão à campanha de vacinação.
♦ Simbiose econômica - Cada vez mais unidos, Brasil, Rússia, Índia e China estreitam laços comerciais e políticos e já atuam como se fossem um bloco econômico.

Carta Capital

♦ Começou! - A última pesquisa Sensus provoca o racha irreparável entre os institutos e alimenta as costumeiras manipulações.
♦ Cúpula - Obama quer a mesma hegemonia com menos bombas.
♦ Voto camarão - As esdrúxulas alianças eleitorais nos estados.
♦ Rosa dos Ventos – Maurício Dias – Terror brando – Em convenção, PSDB e DEM oficializam o discurso contra Dilma. Objetivo: amedrontar os eleitores.

● Editorial – Mino Carta – Será? – Quem a mídia nativa desta vez vai indicar seu candidato à Presidência em vez de alegar, como de hábito, uma imparcialidade fajuta?
♦ Self-service eleitoral – Estaduais – Do suposto voto “Anastadilma” aos palanques polivantes, um retrato das composições negociadas nas cúpulas partidárias ou derivadas da vontade popular.
♦ Entrevista - O PSOL descarta o udenismo – Plínio de Arruda Sampaio – O pré-candidato à Presidência quer discutir o que importa.
♦ Apartheid clínico – Saúde – O novo código de ética médica reacende a discussão sobre as diferenças no atendimento em hospitais públicos.
♦ O maior desafio do século – Diálogos capitais – Marina Silva debate a transição para uma economia verde.
♦ Sextante – Antonio Delfim Netto – Objetos “tóxicos” – O efeito imediato de uma elevação das taxas de juros neste momento será reduzir o ritmo dos investimentos, fundamental para garantir o futuro crescimento.
♦ Contracorrente – Luiz Gonzaga Belluzzo – Dívidas públicas – O crescimento dos débitos de governos na composição dos patrimônios privados tende a se tornar mais profundo e duradouro.
♦ Economia de bombas – Cúpula – Os EUA tentam reduzir arsenais e prevenir a proliferação nuclear sem abrir mão de sua hegemonia mundial. Falta combinar com os rivais.