sábado, 20 de novembro de 2010


DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA
O dia 20 de novembro é o dia da Consciência Negra. A data foi escolhida pelo Movimento Negro em contraposição ao 13 de maio (dia da abolição da escravatura) e é uma homenagem a Zumbi dos Palmares, que faleceu neste dia há mais de trezentos anos. Zumbi foi o líder do Quilombo dos Palmares - que é considerado o maior foco de resistência negra à escravidão no Brasil. Mais de três séculos após a sua morte, constata-se que o racismo não deixou de existir, ou de se manifestar cruelmente. Na verdade, a opressão de cor somente modernizou-se, assim como a sociedade da opressão modernizou suas formas de dominação durante os anos. De qualquer forma, é o Dia da Consciência Negra. Então, salve os negros do Brasil, brasileiros como nós! Viva a vida de negro, brancos, amarelos e todos os seres, de todas as raças!

DICA DO DIA
Uma mulher branca, de aproximadamente 50 anos, chegou ao seu lugar na classe econômica e viu que estava ao lado de um passageiro negro. Visivelmente perturbada, chamou a comissária de bordo. "Qual o problema, senhora"?, pergunta uma comissária. "Não está vendo? - respondeu a senhora - "Vocês me colocaram ao lado de um negro. Não posso ficar aqui. Você precisa me dar outra cadeira". "Por favor, acalme-se” - disse a aeromoça.
"Infelizmente, todos os lugares estão ocupados. Porém, vou ver se ainda temos algum disponível". A comissária se afasta e volta alguns minutos depois. "Senhora, como eu disse, não há nenhum outro lugar livre na classe econômica. Falei com o comandante e ele confirmou isso. Temos apenas um lugar na primeira classe". E antes que a mulher fizesse algum comentário, disse: "Veja, é incomum que a nossa companhia permita a um passageiro da classe econômica se sentar na primeira classe. Porém, tendo em vista as circunstâncias, o comandante pensa que seria escandaloso obrigar um passageiro a viajar ao lado de uma pessoa desagradável".
E, dirigindo-se ao senhor negro, a comissária prosseguiu: "Portanto, senhor, caso queira, por favor, pegue a sua bagagem de mão, pois reservamos para o senhor um lugar na primeira classe"...
E todos os passageiros próximos, que, estupefatos, assistiam à cena, começaram a aplaudir, alguns de pé...
(recolhido da internet)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Um casal de estorninhos-de-peito-dourado ganhou os nomes de William e Kate no zoológico de Chester, na Inglaterra, em homenagem ao príncipe William, segundo na linha de sucessão ao trono britânico, e sua noiva Kate Middleton. Eles anunciaram que se casarão no próximo ano. Os ingleses suspeitam que começam a viver mais um conto de fadas com esse casamento de um príncipe com uma plebéia. (contaoutra.com)

DESTAQUES DOS JORNAIS LOCAIS DESTA SEMANA

Jornal O DEBATE, de São Manuel, edição de 19 de novembro de 2010

□□□ Milton Monti é homenageado pela Câmara de Vereadores de Botucatu com Moção de Congratulações – Foi uma proposta de todos os vereadores da casa.
□□□ Recuperação da estação ferroviária – Associação dos Artistas promove carreata no domingo. □□□ Pedágio entre São Manuel e Botucatu completa um ano.
□□□ Paróquia N. Srª. Consolata realiza novena com Procissões do Menino Jesus.
□□□ Circuito Cultural Paulista traz peça com Cia. Lona de Retalhos – será no Cine Teatro “Dr. Alberto Pampado”.
□□□ Campanha de Busca Ativa de Tuberculose.
□□□ Xadrez ganha medalhas nos Jogos Abertos do Interior realizados em Santos.
□□□ Pratânia será sede de mais um leilão realizado em prol de entidades de combate ao câncer.
□□□ VIII Festival de Música Raiz será no domingo, dia 28, em Pratânia.
□□□ Histórias do Ari – crônica de Osmar Correa.
□□□ Opinião – Cidadãos se desencantam com administração municipal.
□□□ Ponto de Vista – Histórias da Rádio Clube de São Manuel AM 1510 kHz – Entrevista com o arquiteto e urbanista Paulo Goes, que ainda criança começou a trabalhar na emissora.
□□□ Os pioneiros – Nesta edição o jornalista Miguel Roberto Nítolo conta a história da Família Bertaglia.
□□□ COLUNAS: Esporte (Osmar Corrêa), Bloco de Notas (coluna deste blogueiro), Direito em Debate (drª. Edilaine Rodrigues de Góis Tedeschi), Casual (Letícia Castaldi), Motivação (Bene Bassetto), Cornetando (Sandro Dálio).
□□□ Flash – as personalidades da cena de nossa região.
□□□ Badalação – moças e rapazes da cidade em fotos coloridas.
□□□ Classificados – os melhores classificados da cidade.

Jornal O PRATIANO, de Pratânia, não circulou neste final de semana.

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● A ONU aprovou resolução condenando o desrespeito aos direitos humanos no Irã, pedindo o fim de apedrejamentos, perseguições a minorias étnicas no país, ataques a jornalistas e a advogados de vítimas de violações de direitos. Mas a censura ao regime de Mahmoud Ahmadinejad não contou com o voto do Brasil, que se absteve, com outros 56 países, embora o presidente Luiz Inácio Lula da Silva tenha oferecido asilo à iraniana Sakineh Ashtiani.

● Na votação, o Brasil defendeu que é melhor promover o engajamento do Irã em discussões sobre direitos humanos. Segundo a embaixadora Maria Luiza Viotti, o Conselho de Direitos Humanos, em Genebra, está mais preparado para “examinar situações de direitos humanos de uma maneira holística, multilateral, despolitizada e não seletiva". Entre os países que se abstiveram estão Egito, Índia, África do Sul, Equador, Guatemala, Marrocos, Angola, Nigéria e Zâmbia. A abstenção foi criticada por especialistas.

● Este blogueiro acha que, dessa vez, o Brasil tomou o rumo errado nessa questão de chamar o Irã no pio!

● O governo federal anunciou ontem a retirada da Eletrobrás do cálculo do superávit primário (antes do pagamento de juros), o que já havia feito com a Petrobras. Com isso, a meta baixou de 3,3% para 3,1% do PIB. Especialistas preveem necessidade de novo ajuste fiscal em 2011.

● Entre 2005 e 2009, 11.214 1eitos para internação foram desativados no País, diz o IBGE. A redução teve impacto no total de internações, que caiu pela primeira vez desde 1998. A taxa nacional de leitos para internação apurada em 2009 (2,3 por mil habitantes) ficou abaixo do padrão estabelecido pelo Ministério da Saúde, de 2,5 a 3 por mil habitantes. O número de equipamentos de alta tecnologia aumentou, mas há escassez para pacientes da rede pública.

● O Planalto ordenou que Previ (BB), Petros (Petrobras) e Funcef (Caixa) negociem parcerias nos consórcios para o leilão do trem-bala, no dia 29. O governo FHC também usou fundos de pensão na privatização.

● Para ficar mais perto do comando de seu grupo após a fraude no Banco PanAmericano, Silvio Santos mudará a administração de suas empresas para o Complexo Anhanguera, sede do SBT. A Caixa Econômica Federal fornecerá mão de obra e usará a rede do banco para oferecer cartões de crédito à baixa renda.

● Com mais dois militantes, Dilma Rousseff zelava pelas armas da VAR-Palmares, organização que combateu a ditadura, relatam Matheus Leitão e Lucas Ferraz da Folha de S. Paulo. O relato, obtido de João Batista de Sousa sob tortura, está no processo dos militares contra Dilma. Sousa confirmou a informação em entrevista à Folha. Dilma não comentou.

● O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, disse ontem ter sido convidado para "uma conversa" sobre o BC com a presidente eleita Dilma Rousseff. Ele afirmou também que Dilma garantiu "repetidas vezes" ser favorável à autonomia do BC.

● Novo Enem será na 1ª quinzena de dezembro.

● 2,4 milhões de empregos são criados em 2010.

● Lula diz que desmontará 'farsa do mensalão'. A promessa de Lula para quando deixar a Presidência, em 2011, foi feita em encontro com o ex-ministro José Dirceu, um dos réus do caso.

● Apesar de os tribunais regionais eleitorais terem, por obrigação, diplomar todos os eleitos no recente pleito até o dia 17 de dezembro, as bancadas no Senado de quatro estados só serão definidas em 2011. Pará, Amapá, Paraíba e Tocantins aguardam decisão final do Supremo Tribunal Federal, que baterá o martelo sobre a constitucionalidade ou não da lei da ficha limpa. Até que isso aconteça, os cerca de 4,6 milhões de votos dados a quatro candidatos a senador permanecerão sem dono.

● Mais do que impor um desafio à competência da Polícia Civil do DF, o caso Villela deflagrou um conflito explícito dentro da corporação. As divergências entre chefes de investigação culminaram em acusações graves. O estopim da crise é o informante que teria revelado a Deborah Menezes, titular da 8ª DP, que o assassino seria o ex-porteiro Leonardo Alves. A delegada Mabel de Faria, da Corvida, gravou depoimento no qual o informante diz ter sido coagido. “Estou investigando criminosos e não policiais, desconheço essa história”, defende-se Menezes. Mabel afirma que Adriana Villela é “autora” do triplo homicídio.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010


DIA DA BANDEIRA
Hoje, 19 de novembro, é Dia da Bandeira, símbolo da Pátria Brasileira! Salve lindo pendão da esperança, salve símbolo augusto da paz! Será que se conta esse hino atualmente em nossas escolas?

DICA DO DIA
Não percas a tua fé entre as sombras do mundo. Ainda que os teus pés estejam sangrando, segue para a frente, erguendo-a por luz celeste, acima De ti mesmo. Crê e trabalha. Esforça-te no bem e espera com paciência. Tudo passa e tudo se renova na Terra, mas o que vem do Céu permanecerá. De todos os infelizes os mais desditosos são os que perderam a confiança Em Deus e em si mesmo, porque o maior infortúnio é sofrer a privação da fé e prosseguir vivendo. Eleva, pois, o teu olhar e caminha. Luta e serve. Aprende e adianta-te. Brilha a alvorada além da noite. Hoje, é possível que a tempestade te amarfanhe o coração e te atormente o ideal, aguilhoando-te com a aflição ou ameaçando-te com a morte. Não te esqueças, porém, de que amanhã será outro dia. (Chico Xavier)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
O batmóvel usado pelo Batman na década de 60 pode agora passar a levá-lo para o trabalho, para o supermercado ou seja lá para onde você for “combater o crime”! Para isso, basta desembolsar quase R$ 330 mil (120 mil libras)! É caro, mas tem um motivo: é uma réplica perfeita do carro utilizado na antiga série da TV. Ele é todo equipado - escapamento que sai fogo, bancos de couro personalizado, ignição com um botão e motor potente. De acordo com a empresa que fabrica o "brinquedinho", existem vários fãs milionários que não ligam para o dinheiro e pagariam o que fosse necessário pelo veículo.
(contaoutra.com)

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, foi convidado a permanecer no cargo no governo Dilma, informa Miriam Leitão em sua coluna. A conversa está em andamento, mas Meirelles, que se encontra em Frankfurt em reunião sobre a crise mundial, já avisou que só permanecerá se a instituição que dirige tiver a mesma autonomia com que atuou nos oito anos de governo Lula. No início do próximo ano, o BC pode ser obrigado a subir juros para cumprir a meta de inflação, e isso será um teste para as promessas da presidente eleita, Dilma Rousseff, de defesa da estabilidade. A confirmação de Guido Mantega na Fazenda aumenta a incerteza em relação a esses compromissos. Há pressões para que Dilma mude a forma de atuação da equipe que vigorou até agora, e para que BC e Fazenda passem a atuar de forma conjunta – o que significaria o fim da autonomia. Nessa hipótese, Meirelles recusaria o convite. Já estão definidos pelo menos outros cinco nomes da equipe de Dilma, ainda com postos a decidir: Antonio Palocci e Paulo Bernardo, que ficariam no Planalto; José Eduardo Cardozo, que assumiria a Justiça; e Aloizio Mercadante e Gilberto Carvalho.

● O primeiro dos sete acusados da morte de Celso Daniel, ex-prefeito de Santo André, em 2002, foi condenado a 18 anos de prisão. Marcos Roberto Bispo dos Santos dirigia um carro usado no crime. Para a acusação, a morte foi tramada por um assessor de Daniel que desviava verba para fins pessoais e para a futura campanha de Lula.

● O número de celulares no Brasil já é superior ao da população: são 194,4 milhões de aparelhos para 193,5 milhões de pessoas. Muitos têm mais de uma linha. Bancos e varejo poderão oferecer celulares em até 90 dias.

● Braço direito de Silvio Santos, o executivo Luiz Sebastião Sandoval se demitiu da presidência do grupo. A vaga dele será ocupada por Guilherme Stoliar, sobrinho do empresário, que exercia cargo de comando no SBT. Sandoval trabalhava com Silvio Santos havia 40 anos. É a primeira baixa no alto escalão do grupo fora do Banco PanAmericano, cuja diretoria foi afastada devido ao escândalo de maquiagem de balanço.

● O Saresp, prova do governo paulista que avaliou cerca de 2,5 milhões de alunos, também teve muitas falhas. Em 18 escolas os gabaritos dos alunos tinham numeração distinta da do caderno de perguntas. Para o governo, ninguém foi afetado. Há relatos de docentes ajudando alunos.

● Sob pressão, a Irlanda aceitou um "fundo de contingência" do FMI e da União Europeia para resgatar seus bancos e evitar contágio de sua crise na zona do euro. O pacote pode atingir € 50 bilhões.

● Englobando 50,5% da população brasileira, a classe C – renda mensal entre R$ 1.115 e R$ 4.807 – está deixando os agentes de viagem felizes da vida. Neste fim de ano, a projeção é que as vendas de pacotes turísticos para o exterior aumentem 20% em relação ao mesmo período de 2009. Segundo a sucursal do Rio da Associação Brasileira dos Agentes de Viagem (Abav-RJ), os destinos mais procurados pelos brasileiros ainda são Buenos Aires, na Argentina, e Orlando, nos Estados Unidos.

● Deborah Menezes, responsável pela prisão do assassino confesso do casal Villela, não tem competência para prosseguir as investigações. É o que determinou o juiz Fábio Esteves, do Tribunal do Júri de Brasília. O magistrado confirmou a Coordenação de Investigações de Crimes contra a Vida (Corvida) como responsável pelo caso. Ontem à noite,o ex-porteiro Leonardo Campos Alves foi transferido da 8ª DP para o Departamento de Polícia Especializada. Tanto Deborah Menezes quanto investigadores da Corvida acreditam no envolvimento de uma terceira pessoa no triplo homicídio, provavelmente uma mulher.

● Cai liminar do Enem. Decisão provisória dava direito a todos os feras que se sentiram prejudicados de fazer nova prova, mas prevaleceu o entendimento do MEC de refazer exame apenas para casos notificados em ata.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

DICA DO DIA
Lembre-se de que você mesmo é o melhor secretário de sua tarefa, o mais eficiente propagandista de seus ideais, a mais clara demonstração de seus princípios, o mais alto padrão do ensino superior que seu espírito abraça e a mensagem viva das elevadas noções que você transmite aos outros. Não se esqueça, igualmente, de que o maior inimigo de suas realizações mais nobres, a completa ou incompleta negação do idealismo sublime que você apregoa, a nota discordante da sinfonia do bem que pretende executar, o arquiteto de suas aflições e o destruidor de suas oportunidades de elevação - é você mesmo. (Chico Xavier)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
O túmulo de um soldado britânico chamado Harry Potter, que morreu em combate em 22 de julho de 1939 e está enterrado em um cemitério na cidade israelense de Ramle, virou ponto turístico por causa dos filmes da saga "Harry Potter". O novo filme do bruxinho, "Harry Potter e as relíquias da morte: parte 1", vai estrear amanhã. Enquanto isso, o soldado morto há tanto tempo, recebe as glórias, pelo nome que tem! (contaoutra.com)

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● A presidente eleita, Dilma Rousseff (PT), decidiu convidar Guido Mantega a permanecer no Ministério da Fazenda em seu governo. O convite seria feito ontem à noite, em jantar entre os dois na Granja do Torto - casa de campo da Presidência, cedida à eleita na transição. Anteontem à noite, em reunião com Dilma no Alvorada, o presidente Lula voltou a defender que Mantega continue no cargo.

● Segundo a Folha de S. Paulo apurou, Lula e Dilma discutiram uma lista de nomes que a presidente eleita quer convidar para montar o primeiro escalão. Dilma planeja anunciar sua equipe econômica na próxima semana. A eleita disse a interlocutores que gostaria de nomear uma mulher para o Itamaraty. A avaliação, porém, é que não há muitas opções para o posto hoje ocupado por Celso Amorim.

● O governo articula com multinacionais e construtoras brasileiras a formação de consórcios para disputar a concessão do trem-bala que vai ligar Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro, o maior leilão da gestão Lula. Ao menos dois grupos devem disputar a licitação de R$ 33,1 bilhões. Só um, com empresas sul-coreanas, está pronto. O prazo das propostas vai até o dia 29.

● A presidente eleita, Dilma Rousseff, pediu que seu vice, Michel Temer (PMDBSP), abafe o blocão anunciado pelos peemedebistas. Formado por PMDB, PR, PTB, PSC e PP, com 202 deputados, o grupo tem por objetivo pressionar o governo. Temer solicitou a líderes partidários o fim do "tiroteio" e convidou o PT a fazer parte do blocão.

● Em reunião do Conselho Político da Presidência, o relator do Orçamento no Congresso, senador Gim Argello (PTB-DF), afirmou haver margem para um salário mínimo de R$ 570, R$ 20 mais que o valor defendido por Lula e por Dilma Rousseff. O áudio da reunião vazou para jornalistas no Palácio do Planalto, sem que os participantes percebessem que estavam sendo ouvidos. Ele foi cortado só depois que Lula entrou na sala.

● A Deloitte, que audita os balanços do Banco PanAmericano desde 2004, nega ter maquiado rombo de R$ 2,5 bilhões na instituição financeira de Silvio Santos. Segundo Mauricio Pires Resende, sócio da Deloitte, "auditor não fecha balanço. A responsabilidade é da empresa. O nosso trabalho é verificar se o dado está correto. Se alguém maquia, não é o auditor".

● Nova decisão da Justiça Federal no Ceará ordenou que sejam reaplicadas provas para todos os estudantes que se sentiram prejudicados pelas falhas no Enem, como cabeçalhos invertidos e erros de impressão. O MEC diz que vai recorrer.

● Investigação da Procuradoria da Republica, a que o Estadão teve acesso, mapeou corrupção na cúpula do Ministério Público do Distrito Federal. Os promotores Leonardo Bandarra, ex-chefe do MP local, e Deborah Guemer foram denunciados por ligação como "mensalão do DEM". "Sordidez, premeditação, cumplicidade, ousadia, traição, ganância, desrespeito" são palavras usadas em denúncias contra eles, por extorsão, formação de quadrilha, concussão e violação do sigilo profissional. Bandarra e Deborah, de acordo com a apuração, cobraram e receberam propina em troca de proteção do MP ao governo do DF. Por segurança, o grupo utilizava 60 números de telefone. Duas linhas serviam apenas para conversar com o então secretário de Relações Institucionais do DF, Durval Barbosa. No quintal da casa de Deborah foram encontrados enterrados dinheiro e discos rígidos de computador.

● A gestão do prefeito Gilberto Kassab (DEM) lança hoje a consulta da maior Parceria Público-Privada (PPP) já feita no Brasil. Por R$ 6 bilhões, a Prefeitura de São Paulo vai delegar à iniciativa privada, pelo prazo de 15 anos, a construção e a reforma de 14 unidades de atendimento público, incluindo três novos hospitais na periferia. Ao todo, a concessão, a terceira na área da saúde no País, prevê a criação de 987 leitos - hoje são 3 mil na rede municipal. Nos primeiros 24 meses, a previsão é de que os concessionários invistam R$ 1,2 bilhão e deixem prontos os três hospitais prometidos por Kassab em sua campanha a reeleição, em 2008.

● O presidente Lula pediu ontem aos líderes dos partidos aliados na Câmara e no Senado que não mexam no Orçamento para 2011 até o fim de governo. O pedido enterra as reivindicações de aumento do Judiciário (56%), que elevariam gastos na área para R$ 7 bilhões; do Ministério Público (mais R$ 800 milhões); e dos policiais (mais R$ 43 bilhões). E ajuste, só do salário mínimo.

● Preso em Brasília desde a tarde de ontem, Leonardo Campos Alves detalhou como teria cometido o triplo homicídio na 113 Sul em agosto de 2009. O ex-porteiro revelou que tinha mágoa de José Guilherme Villela — ele o teria humilhado meses antes — mas pretendia apenas assaltar a casa do advogado.“O plano era não matar ninguém”. O assassino confesso disse que entrou no apartamento dos Villelas pela porta da cozinha, utilizou duas facas da própria casa para desferir 73 golpes nas vítimas e saiu de lá sem alterar a cena do crime. O caso que mobilizou três investigações distintas e já teve 10 pessoas presas e libertadas em seguida ainda apresenta muitos pontos obscuros.“O crime não está completamente esclarecido. Temos que confrontar todas as provas testemunhais e materiais”, afirmou o diretor da Polícia Civil, Pedro Cardoso.

● Minas Gerais investirá R$ 60 milhões em programa contra a dengue. Força-tarefa terá 200 soldados do Exército, 40 da Aeronáutica e 192 agentes treinados. Eles contarão com nove caminhões, 10 ônibus, 70 carros fumacê e 600 bombas costais. Ação vai priorizar 20 cidades com maior número de casos. As principais são BH, Contagem, Betim, Montes Claros e Juiz de Fora. Moradores poderão trocar garrafas e pneus por material escolar. Objetivo é evitar 500 mil novos casos da doença em 2011. Este ano já são 235 mil casos com 98 mortes.

● Pergunta deste blogueiro: a vacina contra a dengue sai quando?

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

DICA DO DIA
Acredite nas pessoas... Naquelas que possuem algo mais... Aquelas que, às vezes, a gente confunde com anjos e outras divindades... Falo daquelas pessoas que existem em nossas vidas e enchem nosso espaço com pequenas alegrias e grandes atitudes... Falo daquelas que te olham nos olhos quando precisam ser verdadeiras, tecendo elogios, que pedem desculpas com a simplicidade de uma criança...Pessoas firmes... Verdadeiras, transparentes, amigas, ingênuas... Que com um sorriso, um beijo, um abraço, uma palavra te faz feliz... Aquelas que erram... Acertam... Não têm vergonha de dizer não sei... Aquelas que sonham... Aquelas amigas... Aquelas que passam pela vida deixando sua marca, saudades, aquelas que fazem à diferença...
(Autor desconhecido)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Um senhor de 85 anos (que não teve seu nome revelado) de Storm Lake, nos Estados Unidos, fez algo inusitado. Segundo funcionários do Tesouro, o homem tem cerca de R$ 3,4 milhões (US$ 2 milhões) para receber do Estado e não quer o dinheiro. Michael Fitzgerald, chefe de gabinete do Tesouro, disse que já fizeram a proposta e que o dono da grana sabe que pode ir receber - mas não vai. - Já fizemos várias ofertas a ele. E tivemos várias respostas de pessoas de Storm Lake. Ele sabe que o dinheiro está lá. Mas parece que ele não quer ser incomodado. Vai ver que, na idade em que está, acha que o dinheiro não vai lhe devolver a juventude... (contaoutra.com)

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Após quatro anos de correção da tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF), o benefício chega ao fim e, por isso, em 2011, o contribuinte deverá pagar mais imposto na fonte. Entre 2007 e 2010, a tabela foi corrigida em 4,5% ao ano, mas a lei previa o fim do benefício agora. Como o tema é polêmico, espera-se que ele entre na pauta da equipe de transição do governo. Mas o Sindicato Nacional dos Auditores da Receita Federal (Sindifisco Nacional) alerta que, apesar da correção feita nos últimos anos, ainda há uma defasagem de 64,1% na tabela desde 1995. Com isso, uma pessoa com renda de R$ 2.500 mensais, por exemplo, paga hoje R$ 101,56 por mês ao Leão. Se a tabela fosse ajustada de acordo com a inflação acumulada desde 1995, o valor a pagar cairia para R$ 11,26. Ou seja, 88,9% a menos.

● O ministro da Educação, Fernando Haddad, disse que só poderão fazer novas provas do Enem 2010 os candidatos que tiveram seus problemas no primeiro exame registrados em ata pelos fiscais. Para isso, o consórcio contratado pelo MEC já esta analisando 113 mil atas. Segundo Haddad, tanto as provas de sábado quanto as de domingo poderão ser repetidas. Mesmo com os erros, o MEC vai ampliar o prazo de validade das notas do Enem de um para dois anos, e o exame deverá ser aplicado duas vezes por ano.

● Antes mesmo do início do governo, já começou na Câmara a briga na base da presidente eleita, Dilma Rousseff. Comandados pelo PMDB, cinco partidos governistas anunciaram a formação de um bloco parlamentar com 202 deputados - que, como avisou o líder Henrique Alves (PMDB), também vai pedir espaço na composição do Ministério de Dilma. O PT classificou a iniciativa de "hostil" e tenta formar um bloco para reagir à pressão dos aliados.

● Apesar da expansão das operações de crédito, o ganho registrado pela Caixa Econômica no terceiro trimestre do ano caiu 14,6%. Com o aumento das despesas administrativas, como contratações, o lucro foi de R$ 748 milhões.

● O pacote de socorro da União Europeia à Irlanda deve ficar entre € 80 bilhões e € 100 bilhões. Parte dos recursos pode vir do Fundo Monetário. Os bancos irlandeses estão afundados em créditos podres.

● Por 10 a 1, o Superior Tribunal Militar liberou à Folha acesso aos autos do processo que levou a presidente eleita, Dilma Rousseff, à prisão na ditadura militar. Presa em 1970, Dilma foi condenada pela Justiça Militar por subversão. Na prisão, ela foi torturada. O processo traz informações de Dilma e de militantes ligados à VAR-Palmares, organização da esquerda armada. A presidente eleita foi solta no fim de 1972.O presidente do STM, Carlos Alberto Soares, havia negado o acesso duas vezes. Alegou que queria evitar uso político dos documentos, trancados em cofre do tribunal desde março. Predominou o entendimento de que o veto configurava censura e ia contra a liberdade de imprensa.O jornal poderá consultar o processo somente depois da publicação da ata da sessão, o que deve ocorrer na próxima semana.

● A presidente eleita, Dilma Rousseff (PT) mandou suspender qualquer negociação com siglas aliadas que passe pela manutenção exata dos atuais ministérios. Dilma disse a interlocutores que não aceitará essas imposições como critério para nomeações. O PMDB havia sugerido manter as cotas intocadas.

● A Deloitte, maior empresa de auditoria do mundo, mandou ao BC o balanço do terceiro trimestre do PanAmericano, banco de Silvio Santos, como se não tivesse rombo de R$ 2,5 bilhões. A empresa não conferiu como o banco vendera carteiras de crédito, o que, para auditores, é verificação básica. A Deloitte diz que não finalizou a checagem do terceiro trimestre.

● Na primeira entrevista exclusiva desde o socorro de R$ 2,5 bilhões ao Panamericano, o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, afirmou que o acionista majoritário (o empresário Silvio Santos) é, "em última análise, o responsável" pelo rombo. Ele afirmou a Leandro Modé, Fábio Graner e Fernando Nakagawa (do Estadão) que as críticas ao BC revelam "mal-entendido sobre o papel da supervisão" e considerou inviável a fiscalização oficial substituir controles internos e auditorias externas. Meirelles alertou que, se o governo assumir essa tarefa, haverá aumento do chamado “risco moral” no sistema. "Gestores, auditores, investidores passam a não fazer seu trabalho, baseados no preceito de que o governo fará por eles”.

● O BMG é candidato a compra do Panamericano, informa Sonia Racy, no Estadão. O objetivo é adquirir todo o banco, apesar de a negociação ser complexa: exige aval de Silvio Santos, da Caixa, do BC e do Fundo Garantidor de Crédito. O BMG não confirma a informação sobre a possível aquisição.

● Leonardo Campos Alves é apontado pela Polícia Civil do Distrito Federal como o autor do assassinato do casal Vilella e da empregada Francisca Nascimento em agosto de 2009. Preso em Montalvânia (MG) na última segunda-feira, Leonardo confessou o crime ao diretor da corporação, Pedro Cardoso, e seria conduzido para Brasília na manhã de hoje. A terceira reviravolta do caso - após o episódio da chave do apartamento e a prisão de Adriana Vilella - ocorreu a partir de uma investigação paralela feita por agentes 8ª Delegacia de Polícia (SIA), chefiada pela delegada Deborah Menezes. A operação surpreendeu a cúpula da Polícia Civil, a Coordenação de Investigações dos Crimes Contra a Vida, responsável pelo caso, e o Ministério Público do DF. No depoimento, Leonardo Alves aponta a participação de um comparsa, mas não esclarece se o crime foi latrocínio ou morte encomendada.

● Depois da morte de 11 bebês por infecção nas UTIs do hospital, o Governo do Distrito Federal anuncia a contratação de 42 médicos para tentar reduzir a crise. Mães denunciam a reutilização de materiais descartáveis.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

DICA DO DIA
Afinidade é um dos poucos sentimentos que resistem ao tempo e ao depois. A afinidade não é o mais brilhante, mas o mais sutil, delicado e penetrante dos sentimentos. É o mais independente.
Não importa o tempo, a ausência, os adiamentos, as distâncias, as impossibilidades. Quando há afinidade, qualquer reencontro retoma a relação, o diálogo, a conversa, o afeto no exato ponto em que foi interrompido.
Afinidade é não haver tempo mediando a vida. É uma vitória do adivinhado sobre o real. Do subjetivo para o objetivo. Do permanente sobre o passageiro. Do básico sobre o superficial.
Ter afinidade é muito raro, mas quando existe, não precisa de códigos verbais para se manifestar. Existia antes do conhecimento, irradia durante e permanece depois que as pessoas deixaram de estar juntas.
O que você tem dificuldade de expressar a um não afim, sai simples e claro diante de alguém com quem você tem afinidade.
Afinidade é ficar longe, pensando parecido a respeito dos mesmos fatos que impressionam, comovem ou mobilizam. É ficar conversando sem trocar palavras. É receber o que vem do outro com aceitação anterior ao entendimento.
Afinidade é sentir com. Nem sentir contra, nem sentir para, nem sentir por, nem sentir pelo. Quanta gente ama loucamente, mas sente contra o ser amado? Quantos amam e sentem para o ser amado, não para eles próprios?
Sentir com, é não ter necessidade de explicar o que está sentindo. É olhar e perceber. É mais calar do que falar, ou, quando é falar, jamais explicar: apenas afirmar.
Afinidade é jamais sentir por. Quem sente por, confunde afinidade com masoquismo. Mas quem sente com, avalia sem se contaminar. Compreende sem ocupar o lugar do outro. Aceita para poder questionar. Quem não tem afinidade, questiona por não aceitar.
Afinidade é ter perdas semelhantes e iguais esperanças. É conversar no silêncio, tanto nas possibilidades exercidas, quanto das impossibilidades vividas.
Afinidade é retomar a relação no ponto em que parou sem lamentar o tempo de separação, porque tempo e separação nunca existiram. Foram apenas oportunidades dadas (tiradas) pela vida, para que a maturação comum pudesse se dar. E para que cada pessoa pudesse e possa ser, cada vez mais a expressão do outro sob a forma ampliada do eu individual aprimorado.
(Artur da Távola)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Uma feira em Las Vegas, no estado de Nevada (EUA), bateu no mês passado o recorde para maior xícara de café do mundo. A xícara gigante media 2,4 metros por 2,4 metros e comportava 7,6 mil litros de café, equivalente a 32.160 copos da rubiácea. A notícia só não informa se encontraram gente suficiente para deglutir o “cafezão”, até porque, não adianta querer guardar para depois. É que café requentado é horrível...
(adaptado de contaoutra.com)

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● Um relatório obtido pelo O Globo mostra que, nos últimos três meses, 776 pacientes morreram à espera de um leito de CTI no Estado do Rio, o que dá 258 por mês ou 8,6 por dia. A média é de 32,3% maior que a dos últimos dois anos, evidenciando uma piora da crise da rede pública de saúde. O estudo foi feito pela Central de Regulação de Leitos, órgão que administra as vagas nos hospitais. "Damos vaga aos que estão em estado mais crítico, mais ainda não é possível atender a todos", diz o superintendente da central, Carlos Alberto Chaves. Segundo especialistas e representantes do governo, o déficit na rede é de 510 leitos. Setembro registrou um recorde: no dia 30, havia 200 doentes aguardando transferência para um CTI. O estudo mostra ainda que, nos últimos três meses, 428 pacientes - ou 11% dos 3.893 que esperavam uma vaga - ficaram mais de cinco dias na fila.

● O Correio Braziliense constata que o estado crítico da saúde pública no Distrito Federal desafia até a Justiça Gestantes barradas nos hospitais do governo estão com dificuldade de atendimento na rede particular, apesar de decisões judiciais determinando a internação. “Até com liminar em mãos os pacientes não estão tendo sucesso”, afirma a defensora pública Patrícia Higasi. A queda de 75% no número de partos realizados no Hospital Regional da Asa Sul sobrecarregou o sistema. Enquanto unidades de saúde como o Hospital Regional da Asa Norte trabalham acima da capacidade, mães fazem peregrinação pelas cidades do DF à procura de auxilio médico.

● Bancos estão se armando para prevenir uma onda de inadimplência dos consumidores. Antes mesmo de o cliente se perder ao usar o cheque especial ou o cartão de crédito para fechar as contas no fim do mês, algumas instituições financeiras estão se antecipando e oferecendo modalidades de empréstimos mais baratos. Os juros podem chegar a 2,71 % ao mês.

● Para atingir a meta de dobrar o volume de investimentos, a presidente eleita, Dilma Rousseff, terá que reduzir gastos com a máquina pública e enfrentar um Orçamento engessado com encargos sociais, previdenciários e despesas de pessoal, dizem especialistas. O volume de investimentos previsto para 2011 é menor do que o deste ano.

● A equipe de transição da presidente eleita Dilma Rousseff avalia a concessão de reajuste acima da inflação para os benefícios do Bolsa-Família. De acordo com o governo, a reposição da inflação acumulada pelo INPC desde o último aumento, de pouco mais de 9%, não seria suficiente para começar a cumprir a promessa de erradicar a pobreza extrema no País. O benefício varia de R$ 22 a R$ 200, dependendo do grau de pobreza e da quantidade de filhos da família. O projeto do Orçamento enviado pelo presidente Lula não prevê reajuste. Hoje, o País tem 8,9 milhões de miseráveis, após a queda de 12% para 4,8% da pobreza extrema entre 2003 e 2008. Dilma também pediu solução para famí1ias que, por não terem filhos em idade escolar, estão fora do programa.

● Técnicos do Ibama deram dois pareceres contrários ao pedido de licença para as instalações iniciais da hidrelétrica de Belo Monte, no Pará. Isso significa que as obras da usina não devem começar ainda neste ano, como desejava o governo. Com custo estimado em ate R$ 30 bilhões, Belo Monte é a principal obra do PAC e será a terceira maior hidrelétrica do mundo. Para o Ibama, o Nesa, consórcio responsável, não cumpriu precondições que vão da instalação de saneamento até a proteção de tartarugas. Além disso, avaliam os técnicos, os empreendedores subestimaram o número de migrantes que seriam atraídos para a região de Altamira, onde ficará a usina.

● Ex-diretores do PanAmericano, do Grupo Silvio Santos, assumiram empresas consideradas fantasmas entre um e oito dias depois da conclusão da venda de 35,54% do banco para a Caixa Econômica Federal, em dezembro do ano passado. Investigação apura se essas companhias eram usadas para lavar dinheiro. Seus sócios originais criaram cerca de 50 firmas em três anos, quase todas com apenas R$ 100 de capital, algumas "a pedido de clientes", segundo eles.

● O caso PanAmericano vai provocar a demissão de parentes do apresentador Silvio Santos e de sua mulher, Iris Abravanel, no Grupo SS. O casal tem 40 parentes nas empresas. Só o SBT sairá ileso desse corte.

● Demitido em julho, no auge da disputa entre PT e PMDB pelos Correios, o ex-diretor da estatal Pedro Bifano acusa o governo de ter sustado investimentos para forçar a abertura de capital e favorecer o setor privado. Bifano diz que o ex-ministro Hélio Costa (Comunicações) agiu para sucatear a empresa. Para Costa, as declarações do ex-diretor são "bobagem".

● Cresce a pressão para que a Irlanda e Portugal aceitem um pacote de resgate, evitando a contaminação de outras economias. O debate sobre como dar solução permanente à crise da dívida na Europa aconteceu hoje em reunião de ministros de Finanças em Bruxelas. Os dois governos serão cobrados a detalhar como esperam frear os gastos públicos e honrar o pagamento dos juros de suas dívidas, mas não se acredita que só medidas de austeridade sejam suficientes. O FMI, a Alemanha e o Banco Central Europeu insistem que chegou a hora de a Irlanda e Portugal considerarem a intervenção.

● O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, foi convencido por seus pares a desistir da ideia de promover a fusão do DEM com outro partido. Em compensação, está com um pé fora do DEM e outro dentro do PMDB, informa Dora Kramer, em sua coluna no Estadão. Coisa para março, no máximo.

● Estudantes de cinco capitais foram às ruas para condenar os erros de impressão e a troca de cabeçalhos nas provas do exame nacional do ensino médio (Enem), aplicadas há uma semana. Por meio de cartazes, manifestantes cobraram mais respeito à educação.

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA
A Proclamação da República Brasileira foi um episódio da história do Brasil , ocorrido em 15 de novembro de 1889, que instaurou o regime republicano no Brasil, derrubando a monarquia , pondo fim à soberania do Imperador Dom Pedro II. A Proclamação da República ocorreu no Rio de Janeiro, então capital do Império do Brasil, na praça da Aclamação, hoje Praça da República, quando um grupo de militares do exército brasileiro , liderados pelo marechal Deodoro da Fonseca, deu um golpe de estado, sem o uso de violência, depondo o Imperador do Brasil, D. Pedro II, e o presidente do Conselho de Ministros do Império, visconde de Ouro Preto.
Foi instituído, naquele mesmo dia 15, um "Governo Provisório" republicano. Faziam parte deste "Governo Provisório", o marechal Deodoro da Fonseca como presidente da república e chefe do Governo Provisório, marechal Floriano Peixoto como vice-presidente, e, como ministros,Benjamin Constant, Quintino Bocaiuva, Rui Barbosa, Campos Sales, Aristides Lobo, Demétrio Ribeiro e o almirante Eduardo Wandenkolk, todos membros regulares da maçonaria brasileira.

DICA DO DIA
Felicidade não é o resultado de condições favoráveis. Felicidade vem da maneira com que você reage para as dificuldades da vida. Há pessoas que têm toda razão para estarem miseravelmente tristes, mas ainda assim vivem com felicidade e prazer. A todo instante você é desafiado a vencer obstáculos. Diversas vezes na sua vida pessoas importantes o desapontaram, rebaixaram, falaram injúrias e mentiras, mesmo assim você deve sorrir e vencer. Felicidade de verdade não vem da ausência de problemas, vem da superação das dificuldades. Felicidade não é apenas uma reação, é uma escolha que você faz para a sua vida. Em todo instante da vida há lugar para ser feliz.
(diabetenet.com)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Greer comprou seu bilhete premiado em uma loja sex shop em Highland Park. Mas ele não esclareceu se comprou o bilhete dentro da loja ou na bilheteria que fica na rua, Ele disse que o prêmio vai ser dividido por um grupo de moradores do sudeste do estado. Outro sortudo, Steve Mays, de Gladstone, ganhou US$ 141 milhões (R$ 243 milhões). O aposentado, que comprou o bilhete em uma loja de conveniências, disse que ainda não sabe o que vai fazer com o prêmio. Ele optou por receber 26 parcelas anuais de US$ 5,4 milhões (R$ 9,3 milhões). (contaoutra.com)

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● A presidente eleita Dilma Rousseff pretende reduzir o peso de encargos trabalhistas para empresas. A base da discussão é a proposta inicial do governo Lula, que previa queda de 20% para 14% do total pago como contribuição previdenciária, além de acabar com os 2,5% do salário-educação. A informação é do ministro Paulo Bernardo, um dos assessores próximos de Dilma. A medida retoma reformas microeconômicas encabeçadas pelo ex-ministro Antonio Palocci e abandonadas. Também está em debate o incentivo ao financiamento no longo prazo.

● As obras para a Copa do Mundo de 2014 e para as Olimpíadas de 2016 já começam a tumultuar o trânsito no Rio. Com o objetivo de desafogar o tráfego e melhorar os transportes na cidade, essas intervenções têm causado congestionamentos fora da hora do rush. A Barra da Tijuca é uma das regiões mais afetadas, com obras de expansão do metrô, duplicação da Avenida Ayrton Senna e implantação de um corredor expresso para ônibus. Eva Vider, professora da Escola Politécnica da UFRJ, diz que os novos gargalos da Barra podem ser explicados pelo fato de que as obras de infraestrutura acontecem num ritmo mais lento do que o do crescimento do bairro.

● Enquanto se discute a volta da CPMF, especialistas criticam o que chamam de distorção nos gastos do Ministério da Saúde, que tem destinado menos verbas a prevenção - este ano, o setor deverá receber R$ 10 bilhões. Já os atendimentos de média e alta complexidade receberão o triplo. Índices de doenças que poderiam ser prevenidas, como a dengue, dobraram. Para o presidente do Conselho Nacional de Saúde, essa prática "estimula a indústria da doença".

● Um dossiê que o Departamento de Justiça americano reluta em divulgar revela que integrantes do regime nazista receberam visto de entrada nos EUA, mesmo quando seu passado era conhecido. Segundo o "New York Times", o governo os acobertou por acreditar que dividiriam informações de inteligência. Outros eram cientistas que foram trabalhar no país.

● O rombo no Banco PanAmericano e na empresa de cartão de crédito do apresentador Silvio Santos pode ser maior do que os R$ 2,5 bilhões informados até agora. Desse valor, R$ 400 milhões são da área de cartão de crédito, que não sofre fiscalização do Banco Central. O valor do buraco com cartões foi informado pelos próprios executivos do grupo, sem nenhuma checagem dos auditores do BC. A nova diretoria também confere se o rombo do banco é realmente de R$ 2,1 bilhões. Por conta dos problemas no PanAmericano, envolvendo a venda para outros bancos de créditos que tinha para receber, o BC já planeja mudanças na legislação. Uma das hipóteses em discussão é a criação de central para registro de venda de carteiras de crédito. Uma das fraudes no banco de Silvio é que os executivos vendiam para outras instituições valores que tinham a receber de clientes que tomavam empréstimos, mas contabilizavam como se continuassem com o crédito. O registro reduziria esse tipo de golpe.

● O Banco Central vai intimar ex-diretores do Panamericano para que expliquem inconsistências contábeis que levaram ao rombo de R$ 2,5 bilhões. O BC tem indícios para abrir processo administrativo contra os executivos. Ontem, na gravação de programa para o carnaval, acompanhada pelo Estadão, Silvio Santos cantou marchinha e jogou dinheiro para a plateia.

● Os governos estaduais quadruplicaram os gastos com juros em 2010, segundo o Banco Central. A disparada ajuda a explicar o lobby dos governantes eleitos a favor da renegociação da dívida dos Estados com a União. A ideia de renegociar a dívida foi lançada pelo paulista Geraldo Alckmin (PSDB), que administra a maior dívida e a maior trincheira da oposição, mas é suprapartidária. O Rio Grande do Sul, que será governado pelo PT, tem o pior quadro.

● Duas das maiores fornecedoras da Petrobras, UTC Engenharia e Estre Ambiental, priorizaram o PT nas doações de campanha: respectivamente, 63% e 40% de suas contribuições foram para petistas. Os repasses foram públicos e legais, dizem as empresas.

● O presidente Lula quer finalizar a votação do novo marco regulatório do pré-sal até o final de 2010 e dar à sucessora, Dilma Rousseff, até R$ 20 bilhões de reforço de caixa no próximo ano. Com as novas regras, Dilma poderia leiloar o primeiro campo em 2011.

● A Caixa Econômica Federal estuda dar aparelho e minutos de uso aos beneficiários do programa federal para efetuar os pagamentos. A ideia é que o serviço seja implantado no começo do ano que vem.

●A partir de amanhã, a população pode enviar perguntas por e-mail a deputados, que as passarão para convidados de comissões da Câmara, como o ministro da Educação, Fernando Haddad. Ele presta esclarecimentos, quarta-feira, sobre o Enem. Estudantes temem que questões mais duras não sejam selecionadas.

● A energia gerada pelo bagaço da cana de açúcar ainda é pouco conhecida, mas desponta como opção às hidrelétricas. O Shopping Del Rey, por exemplo, já integra o mercado de energia renovável por meio de sistema interligado operado pela Cemig, com economia de 30% na conta de luz. Em cinco anos, o setor sucroalcooleiro mineiro investirá R$ 2,5 bilhões para triplicar a potência e gerar 2.500 megawatts. As 18 usinas que usam a cogeração do bagaço venderão 340 megawatts excedentes, o que daria para iluminar duas cidades do porte de Uberaba.

● Governo federal continua repassando dinheiro para organizações não governamentais e entidades ligadas ao MST investigadas por CPIs no Congresso Nacional. Parlamentares comprovaram desvio de recursos públicos por meio de convênios.

domingo, 14 de novembro de 2010

DICA DO DIA
Você consegue um bom emprego na hora que bem entende? Você descola um amor do dia para a noite? Entra num banco e sai de lá com um empréstimo sem burocracia? Se você respondeu sim a todas estas perguntas, parabéns, e fique atento para o horário de partida do seu disco voador, pois, a qualquer momento, você terá que voltar para o seu planeta!
Entre nós, terrestres, o sim é uma resposta rara. Na maioria das vezes, não há vagas, não querem editar nossos poemas, não temos fiador, a garota não quer ouvir os discos em sua casa, o garoto não quer usar camisinha e o guarda de trânsito não foi com a sua cara e vai multá-lo sim senhor. Não está fácil pra ninguém.
Ao contrário do que possa parecer, esta não é uma visão pessimista da vida. As coisas são assim, dão certo e dão errado. Pessimismo é acreditar que um "não" seja uma barreira para realizar nossos planos. Tem gente que fica paralisado diante de um não, nunca mais vai à luta. Já o otimista resmunga um pouco e, em seguida, respira fundo e segue em frente.
Quando eu tinha uns dezessete anos, mandei meus versos para um concurso de poesia. Não ganhei nem menção honrosa. Daí, entreguei meus versos para o Mário Quintana avaliar. Ele não respondeu. Neste meio tempo, eu estava apaixonada por um cara e ignorava minha existência. Quando eu não estava pensando nele, fazia planos de morar sozinha, mas o meu estágio não era remunerado.
Aí, quis viajar para a Europa, mas não conseguira entrar num programa de intercâmbio. Surpreendentemente, não passou pela cabeça a idéia de me atirar embaixo de um caminhão.
Hoje tenho nove livros publicados, cinco deles de poesia, sou casada com o homem que amo, tenho a profissão dos sonhos e viajo uma vez por ano, e tudo isso sem ganhar na mega-sena, sem cirurgia plástica, sem pistolão ou pacto com o demônio. O segredo: cada "não" que eu recebi na vida, entrou por um ouvido e saiu pelo outro. Não os colecionei, não foram sobrevalorizados; esperei sem pressa a hora do "sim".
O "não" é tão freqüente, que chega a ser banal. O "não" é inútil, serve só pra fragilizar nossa auto-estima. Já o "sim" é transformador. O "sim" muda sua vida. "'Sim', aceito casar com você"; "'sim', você foi selecionado"; "'sim', vamos patrocinar sua peça"; "'sim', Ana Paula Arósio deu o número do celular dela".
Quando não há o que detenha você, as coisas começam a acontecer sim.
(Martha Medeiros)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Engenheiros de uma empresa da cidade de Changsha, no centro da China, afirmaram ter construído um hotel de 15 andares em seis dias.Eles levaram dois dias para erguer a estrutura, e mais quatro para fazer o acabamento. O processo foi filmado, e as imagens, postadas no YouTube. A estrutura do Ark Hotel, segundo os construtores, é preparada para suportar um terremoto de magnitude 9. Ele foi totalmente feito com material pré-fabricado -ou seja, as partes foram construídas em outros locais, e apenas montadas no lugar da construção. A a estrutura é à prova de som e tem isolamento térmico.Os construtores afirmaram que ninguém ficou machucado no processo.
(contaoutra.com)

CRÔNICA DE DOMINGO
Alô gente! Bom domingo! Ele me fazia ficar vermelho de raiva quando eu estudava matemática no Ginásio, que tinha no meu tempo. Pitágoras não foi só um matemático, foi muito mais. Isso está nesta crônica que escrevi há muitos anos. Boa leitura!

PITÁGORAS: QUEM FOI ESSE HOMEM?
Pelo nome, Pitágoras, dá para saber que foi um grego. Pelas minhas memórias dos tempos do Ginásio, foi um dos personagens da fantástica história de terror em que se constituía a Matemática para mim, que conseguia notas bem razoáveis em todas as matérias, mas que naufragava vergonhosamente nas aulas dos professores Chiquinho Rebuá, Assumpção e João Lima. Apesar da grande capacidade e paciência daqueles inesquecíveis mestres, eu era fraco na matéria e não foi nada fácil vencer os exames escritos e orais – naquela época havia isso também – para terminar aquele curso.
Muitos anos depois, quando principiei a trilhar outros caminhos e a buscar formas de conseguir conhecimento, deparei-me com o mesmo Pitágoras, já não mais o matemático que me assustava, mas o gênio que, 25 séculos depois de morto, ainda tem seu nome preservado pela humanidade.
A história de Pitágoras começa com uma lenda. A sacerdotisa do deus Apolo disse a um casal que vivia na ilha de Samos, no mar Egeu: “Tereis um filho de grande beleza e extraordinária inteligência. Será um dos homens mais sábios de todos os tempos”. No mesmo ano o casal teve um filho. Era Pitágoras.
A inteligência do jovem assombrava os doutores das melhores escolas de Samos. Por isso, ele foi despachado a Mineto para que estudasse com Tales, o maior sábio da época, provavelmente o primeiro a dedicar-se cientificamente aos números. Em pouco tempo Tales de Mileto reconheceu que nada mais tinha para ensinar ao jovem, e passou, ele, o mestre, a estudar as descobertas geométricas e matemáticas do aluno.
Quando adulto, Pitágoras resolveu ampliar seus interesses, e começou a somar, além de números, idéias sobre a ciência e a religião de outros povos. Esteve na Síria, na Arábia, na Caldéia, na Pérsia e na Índia. Depois foi para o Egito, onde permaneceu por mais de 20 anos e se fez até sacerdote, para melhor conhecer os mistérios da religião egípcia. Depois, em Cratona, no sul da Itália, fundou uma escola, ensinando aritmética, geometria e astronomia, sempre intercalando aulas de religião e moral. Ali, mais do que uma escola, criou uma comunidade religiosa, filosófica e política.
Escrevo este texto pensando nos jovens estudantes de hoje. Nem sei se ainda se ensina o teorema de Pitágoras no curso correspondente ao Ginásio de minha adolescência. De qualquer maneira, seria bom que eles não se lembrassem dele apenas pelo fato de ter enunciado que “num triângulo retângulo, o quadrado da hipotenusa é igual à soma dos quadrados dos catetos”. Seria melhor que conhecessem o Pitágoras que também foi músico, geógrafo e médico. E que, principalmente, foi filósofo, dando início a uma corrente que se desenvolveu durante os séculos seguintes, inspirando os principais pensadores gregos, inclusive Platão, cujas idéias dominaram a cultura universal durante milênios, e ainda hoje estão vivas.

COMENTANDO AS NOTÍCIAS

● A briga dos Estados e municípios por mais dinheiro atingirá níveis inéditos em 2011. Quatro temas na agenda legislativa que envolvem mudanças na distribuição dos royalties do petróleo, reforma tributária, Lei Kandir e revisão dos índices do Fundo de Participação. Se o governo tiver sucesso em suas ambições, Estados e municípios mais pobres terão mais recursos, sem que as áreas mais desenvolvidas percam. É certo, porém, que haverá mais pressões sobre o cofre federal, para contrariedade da presidente eleita, Dilma Rousseff, que gostaria de elevar os investimentos. O tema mais imediato é articulação dos governadores por R$ 7,2 bilhões referentes à Lei Kandir, que trouxe perdas para aos Estados ao desonerar exportações de produtos básicos e semielaborados. Para estrategistas do governo, porém, a Lei Kandir é tema menor na agenda de relacionamento com os Estados em 2011. O grande trunfo é a distribuição dos royalties do petróleo, bolo estimado em R$ 50 bilhões.

● Um cliente pessoa física recebeu mais de R$ 120 milhões de rendimento por ano em aplicação de R$ 400 milhões no Banco PanAmericano, a taxas três vezes superiores às de mercado, informam Leonardo Souza e Mario Cesar Carvalho, da Folha de S. Paulo. É o primeiro indício concreto de desvio no banco do Grupo Sílvio Santos, segundo o Banco Central. A suspeita é que os juros tenham sido inflados para camuflar o desvio de recursos do banco. O investidor é Adalberto Salgado, empresário de Juiz de Fora (MG). Ele tinha R$ 400 milhões aplicados em CDB (Certificado de Depósito Bancário), que costuma render na faixa de 10% ao ano para pessoas físicas. Sua remuneração, porém, era superior a 30%. O PanAmericano deveria ter informado ao BC que uma pessoa física aplicara um valor inusual.

● O presidente do Conselho do Fundo Garantidor de Crédito, Gabriel Jorge Ferreira, disse não ter razão para duvidar da situação das empresas do Grupo Sílvio Santos dadas em garantia do empréstimo para cobrir o rombo no Banco Panamericano. Em entrevista ao Estadão, ele afirmou acreditar que a solução encontrada tenha sido a melhor, porque a liquidação “seria altamente danosa ao sistema financeiro”.

● Os 15 anos da Parada do Orgulho LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais, transgêneros e simpatizantes) no Rio são comemorados hoje com uma festa de debutantes em plena Praia de Copacabana. O principal objetivo dos organizadores é lutar pela criminalização da homofobia no Brasil. Este ano, quase 200 homossexuais foram mortos no país.

● O vice-presidente José Alencar recebeu a visita do presidente Lula e de sua sucessora, Dilma Rousseff. Eles desembarcaram no aeroporto de Congonhas, de volta da Coreia do Sul, e seguiram de helicóptero para o Hospital Sírio- Libanês, em São Paulo. Alencar se recupera de infarto e tem quadro de saúde estável, segundo boletim médico.

● Fazendas de gado e de soja ocupam ilegalmente a reserva indígena dos xavantes no Norte de Mato Grosso, levando um clima de guerra à região. Isolados numa área correspondente a cerca de 10% da reserva delimitada pelo governo, os índios sofrem com o desmatamento da mata nativa e doenças, mostra reportagem de Liana Melo. Até o prefeito da cidade mais próxima, São Félix do Araguaia, é acusado de ocupação irregular.

● Na tentativa de barrar uma nova onda de genéricos, a indústria farmacêutica usa o Judiciário para esticar artificialmente suas patentes e impedir o lançamento de remédios mais baratos. Para o Ministério da Saúde, isso significa um custo extra de R$ 800 milhões por ano.

● Para acabar com a pobreza no Brasil seria necessário gastar R$ 21,3 bilhões a mais por ano, além dos R$ 13,4 bilhões do Bolsa Família, segundo cálculos do Centro de Políticas Sociais da FGV. Para especialistas, a alternativa é expansão contínua do emprego no País. O que mais pode contribuir é permitir às mulheres trabalhar, analisa Lena Lavinas.

DESTAQUES DAS PRINCIPAIS REVISTAS SEMANAIS BRASILEIRAS

Veja

□□□ Sílvio Santos - Ele revela a Veja seu plano para escapar da ruína.

Época

Quem quer dinheiro? - Como Sílvio Santos levantou a mão para pedir ajuda ao governo.

ISTOÉ


□□□ As donas da casa de Dilma - Conheça a mãe e a tia que a presidente levará para morar com ela no Palácio

CartaCapital

□□□ Esta chuva dá medo - Os EUA inundam o planeta de dólares e "exportam" sua crise.
□□□ Diamantino (MT) - A peleja do coronel Gilmar Mendes contra o prefeito.
□□□ Enem - Há ainda como salvar o exame nacional?