sábado, 12 de fevereiro de 2011

DESTAQUES DOS JORNAIS LOCAIS DESTA SEMANA

Jornal O DEBATE, de São Manuel, edição de 11 de fevereiro de 2011

□□□ O Debate traz detalhes bairro a bairro de São Manuel.
□□□ Motorista trafega 10 quilômetros na contramão pela Marechal Rondon.
□□□ Festa Beneficente do Grupo de Ajuda aos portadores de câncer será na noite de hoje na Kazza Hall.
□□□ Falso crime: moradora diz ter sido roubada, mas confessa que inventou a história.
□□□ Alunos ganharão kits escolares do governo do Estado.
□□□ São-manuelenses estiveram na África do Sul.
□□□ Rotary Club faz doação de kit para desabrigados no Rio de Janeiro.
□□□ Festa do Milho acontece novamente neste final de semana.
□□□ Morre Tonico Lorenzetti, são-manuelense que foi prefeito de Lençóis Paulista duas vezes.
□□□ Peneira no futebol feminino será hoje.
□□□ Museu do Café em Botucatu recebe a exposição “Bússolas”.
□□□ Opinião – A falta de emprego e de mão-de-obra especializada.
□□□ Ponto de Vista – Pedro Norival Cicarelli, vereador pela sexta legislatura, eleito presidente da Câmara Municipal, fala de sua vida política e de seus projetos.
□□□ Os pioneiros – Nesta edição o jornalista Miguel Roberto Nítolo conta a história da Família Locatelli.
□□□ COLUNAS: Esporte (Osmar Corrêa), Bloco de Notas (coluna deste blogueiro), Direito em Debate (drª. Edilaine Rodrigues de Góis Tedeschi), Casual (Letícia Castaldi), Motivação (Bene Bassetto), Cornetando (Sandro Dálio).
□□□ Flash – as personalidades da cena de nossa região.
□□□ Badalação – moças e rapazes da cidade em fotos coloridas.
□□□ Classificados – os melhores classificados da cidade.

Jornal O PRATIANO, de Pratânia, edição de 11 de fevereiro de 2011

□□□ Projeto da nova sede do Legislativo pratiano: funcionalidade e beleza.
□□□ Milton Monti toma posse do quarto mandato como deputado federal.
□□□ Pratânia terá nova sede do CRAS.
□□□ 1,4 milhão de eleitores correm o risco de ter título cancelado.
□□□ Beleza & Saúde: Bebidas alcoólicas: perigo para a mente (terapeuta Everaldo Andrade) /// Crianças são as principais vítimas de desidratação no verão /// Endometriose: a doença da mulher moderna.
□□□ Volta às aulas: alunos da rede municipal de ensino iniciam ano letivo.
□□□ Peso da mochila deve ser observado pelos pais na volta às aulas.
□□□ Brasil produzirá genérico contra aids e hepatite.
□□□ Coluna “Em Dia com as Notícias” e a Crônica “A difícil tarefa de trocar o celular”, ambas de autoria deste blogueiro, estão na página 05.
□□□ Jantar beneficente do Núcleo Assistencial de Pratânia.
□□□ Projeto de Milton Monti atualiza tabela de IR em 7,6%.
□□□ Mínimo estadual deve ir para R$ 600 em abril.
□□□ Carnaval de rua de Pratânia: blocos se preparam para uma grande festa.
□□□ Atsumy Sushi Bar foi reinaugurado em São Manuel.
□□□ Prefeitura de São Manuel inicia a reforma do Postão de Saúde.
DICA DO DIA
Saber esperar é simplesmente dar tempo ao tempo; investir no tempo e não corromper o tempo, esperando que ele faça a sua parte. Pela inércia prolongada, nossa mente estagnou-se no tempo e no espaço, tornando-nos seres desatualizados e omissos. O saber esperar é ter paciência com tudo e com todos, sem jamais parar. Nossos novos movimentos vão trazendo novas amizades, novos caminhos vão se abrindo, nossa perspectiva de vida se amplia e encontramos soluções jamais imaginadas. O tempo é necessário para o amadurecimento das nossas atitudes e os resultados serão novos pontos de partida para o nosso crescimento, que é infinito. É infalível. Os resultados positivos do “saber esperar”:- desenvolve a continuidade: tudo terá começo, meio e fim;- desenvolve a serenidade;- expande os sentidos e a consciência;- torna a vida mais produtiva.Saber esperar será a virtude primeira no homem do futuro.
(Paulo Zabeu, no livro "Cinco regras para vencer seus limites")

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Um engenheiro americano, cansado de fazer feio com as mulheres, inventou um sutiã que, em vez do fecho convencional, é aberto com... aplausos. Isso mesmo! Basta bater palmas e, voilá, seus problemas acabaram – os seus, mas não os da moça, que terá que abolir eventos como peças de teatro, festas de aniversário e shows. O sistema tem um dispositivo com microfone, resistores, reguladores de tensão, bateria e mais um monte de quinquilharias elétricas.
(contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS


O Globo

● Um mês após a fuga do presidente da Tunísia e no mesmo 11 de fevereiro em que, há 32 anos, uma revolução expulsou o xá do Irã, os egípcios conseguiram, ao fim de 18 dias de protestos ininterruptos, derrubar o ditador Hosni Mubarak, coronel que ocupava o poder há 30 anos. Sua resistência a renunciar, na véspera, redobrou a fúria da população, que ontem foi para as ruas em número ainda maior. Coube ao vice-presidente, Omar Suleiman, encerrar o impasse, anunciando que Mubarak entregara o poder a um conselho de militares. A multidão explodiu em comemorações pelo país, conquistando, assim, o primeiro objetivo de uma revolta que, sem líderes fortes, deixa no ar incertezas sobre a transição. O presidente dos EUA, Barack Obama, previu tempos difíceis para o Egito.

● De Bagdá à Cidade de Gaza, as revoltas populares que derrubaram os ditadores do Egito e da Tunísia dão esperança a populações oprimidas sob regimes autoritários no mundo árabe. Mas também causam apreensão de que o ímpeto revolucionário desestabilize outros atores de peso na região. A pobreza extrema do Iêmen preocupa, assim como a insatisfação dos jovens da Argélia, onde o presidente Abdelaziz Bouteflika proibiu uma megamanifestação prevista para hoje.

● A PF desvendou no Rio um dos maiores esquemas de corrupção policial desde a prisão do chefe da Polícia Civil, Álvaro Lins, em 2008. Depois de mais de um ano investigação, com gravações telefônicas até durante a operação, foram presos 35 policiais civis e militares acusados de corrupção, formação de milícia, venda de armas e proteção a traficantes e bicheiros. Dez ainda estão foragidos. Um dos presos é o delegado Carlos Oliveira, que até agosto era o braço direito do chefe da Polícia Civil, Allan Turnowski. Acusado de receber propinas dos criminosos, Allan foi chamado a depor e negou. O secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, disse que não pode fazer julgamento precipitado e que Allan ainda goza de sua confiança.

Folha de S. Paulo

● Depois de 18 dias de intensos protestos, Hosni Mubarak, 82, renunciou ao poder que exerceu no Egito por quase 30 anos. A população comemorou tomando as ruas de todo o país, subindo em tanques e abraçando soldados. Coube ao vice Omar Suleiman anunciar que o governo seria assumido pelo Conselho Militar Supremo, liderado pelo marechal Mohamed Hussein Tantawi, ministro da Defesa. Completam o tripé das Forças Armadas o general Sami Hafez Anan e o marechal Reda Mahmoud Hafez Mohamed. Tantawi prometeu eleições livres. Analistas são céticos quanto à transição para a democracia.

● Uma megaoperação da Polícia Federal, do Ministério Público e da Secretaria de Segurança do Rio prendeu 35 pessoas envolvidas em esquema de vazamento de informações, desvio de armas, formação de milícias e venda de proteção ilegal a criminosos. Dos 45 mandados de prisão, 11 são para policiais civis e 21 para PMs. Entre os presos está o ex-subchefe da Polícia Civil Carlos Antonio Luiz Oliveira, que era subsecretário municipal de Ordem Pública e foi exonerado ontem. Alan Turnowski, chefe da Polícia Civil, foi ouvido como testemunha. Lanchas foram usadas para buscar corpos que estariam na baía de Guanabara.

●Quatro anos após a última grande reforma, as pistas de Congonhas, em São Paulo, terão nova restauração neste ano. A reforma integra obras da Copa-2014. Não está definido se haverá a transferência de voos para Cumbica e Viracopos, já superlotados. Segundo a Infraero, é "manutenção rotineira" e não existe atualmente risco para pousos e decolagens.

● Em sua visita ao Brasil, Barack Obama quer fazer "um grande discurso" no Rio, nos moldes do realizado em Berlim (2008), quando falou a 200 mil pessoas. O tema não está definido, mas deve abordar "a importância de Brasil e EUA atuarem juntos no cenário global". O principal complicador é a língua.

O Estado de S. Paulo

● Dezoito dias de protestos derrubaram uma das mais longevas ditaduras do Oriente Médio: o egípcio Hosni Mubarak deixou ontem o poder, que detinha havia 30 anos, e houve uma explosão de júbilo nas ruas do Cairo. Soldados foram carregados nos ombros pelos dissidentes, agradecidos pela neutralidade do Exército. "Mudamos nosso destino", festejou um dos manifestantes. O governo foi passado a uma junta militar, que conduzirá a transição. Mubarak foi o segundo ditador derrubado por manifestações de rua em um mês no mundo árabe - o primeiro foi o tunisiano Zinc EI-Abidine. Mas o êxito dos protestos no Egito, o mais populoso país árabe, deverá ter efeitos ainda mais profundos na região.

● O presidente dos EUA saudou o momento histórico, mas disse que a transição egípcia será dura e que o Exército deve assegurar a "credibilidade" do processo.

● O deputado Vicentinho (PT-SP), ex-presidente da CUT foi escolhido para tentar frear a pressão das centrais sindicais por valor maior do que os R$ 545 defendidos pelo governo.

Jornal do Brasil

● Melhor cidade do Brasil para pedalar, o Rio vai ficar ainda melhor com 300Km de ciclovias até 2012, e vagões de metrô especiais para bicicletas. Só falta agora os motoristas respeitarem as 'magrelas'.

Correio Braziliense

● Inflação em alta é pior para quem ganha até 2,5 salários mínimos.

Valor Econômico

● Justiça cassa liminar dos alunos sem nota no Enem
Com a decisão, 187 estudantes desclassificados no Enem que fizeram a 2ª etapa do vestibular perdem o direito. Cabe recurso.

Estado de Minas

● Empresas de setores diversos e até a Bolsa de Valores de São Paulo oferecem benefícios que revertem compras em pontos que podem ser usados para adquirir prêmios ou trocar por produtos.

Jornal do Commercio

● Fim da Era Mubarak. Após 18 dias com o povo nas ruas pedindo sua renúncia, ditador egípcio que ficou 30 anos no poder finalmente deixou o cargo, ontem. Exército assume o comando interinamente. Apesar de toda a festa, momento ainda é de incerteza no país.

Zero Hora

● A revolta egípcia venceu. Regime de 30 anos tomba após 18 dias de levante popular sob os olhos do mundo.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

DICA DO DIA
Se alguém colocasse veneno na sua água e você descobrisse isso, você a beberia mesmo assim? Certamente não. Certos elementos químicos que você consegue ver, provar, tocar e sentir o odor podem ser fatais. Felizmente somos dotados de instintos de autopreservação que nos proíbem de ingerir ingênua e deliberadamente tais substâncias.

Mas o que dizer da sua mente? Repetidamente as pessoas estão envenenando seus pensamentos com o negativismo.E ainda que não possam vê-lo, prová-lo ou tocá-lo, ele pode ser igualmente fatal.
Mas o que é esse veneno? Negativismo é o veneno que mata os mais preciosos sonhos de uma pessoa. Ele começa com pensamentos negativos, que devem ser contidos a todo custo, posto que contaminam e se alastram.Para fazer frente a isso, é necessário que você monitore os pensamentos que permitem a entrada desse veneno em sua mente. Cada um de seus pensamentos! Se você se descobre pensando negativamente, repense.
Parte do processo de mudar seu pensamento do negativo para o positivo consiste em ser grato pelas preciosas dádivas que a vida pode nos oferecer.
A simples gratidão pela vida que nos foi dada atrai algumas das melhores coisas com as quais sonhamos nesse mundo. (diabetenet.com)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
A adolescente americana Felicia Frisco divide sua cama com um filhote de tigre de bengala de seis meses de idade chamado "Will". Ela dorme ao lado do felino desde que ele nasceu, segundo reportagem do jornal inglês "Daily Mail".A garota pretende manter o tigre em sua cama até ele atingir um ano de idade. Felicia decidiu cuidar de "Will" depois que ele foi rejeitado por sua mãe. "Will" foi criado em cativeiro pelos pais da jovem, que mora em Tampa, no estado da Flórida. (contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Após manter o Egito e o mundo em suspense, num dia marcado por rumores de que finalmente renunciaria, o ditador Hosni Mubarak anunciou à noite que transferirá poderes ao vice Omar Suleiman, mas se recusou a deixar o cargo. Ele assegurou que se mantém presidente até as eleições de setembro. Antes eufórica com a expectativa da renuncia, a multidão que assistia ao discurso num telão, no Centro do Cairo, reagiu com fúria: manifestantes lançaram sapatos para o ar, aos gritos de "Fora!", exigindo a saída de Mubarak. A decisão mergulha o país na incerteza, com novos protestos marcados hoje.

● No dia em que comemorou 31 anos, o PT decidiu reabilitar um de seus principais quadros: o deputado cassado e ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, acusado no STF de "chefiar a quadrilha do mensalão". Na plenária do Diretório Nacional, antes da festa que contou com a presença da presidente Dilma Rousseff, o ex-ministro disse que não há provas contra ele. Sem esperar o julgamento do caso, o PT prepara mobilização para tentar mostrar que Dirceu teria sido alvo de processo político. Alguns petistas temem que isso abra caminho para reabilitar outros personagens do mensalão, como o ex-tesoureiro Delúbio Soares, que já pediu sua refiliação.

● "Brasil, um pais de todos", slogan usado nos oito anos de mandato de Lula, foi aposentado pelo governo. Para enfatizar a prioridade de Dilma, agora é: "Brasil, país rico é país sem pobreza".

Folha de S. Paulo

● Embora a demanda tenha aumentado, o Prouni (Programa Universidade para Todos) registrou queda nas bolsas concedidas para alunos cursarem faculdades privadas no ano passado. O total de selecionados caiu 5% e ficou em 152.691 estudantes. Para o MEC, essa oscilação é "natural". A presidente Dilma anunciou ontem a criação do Pronatec, espécie de Prouni do ensino técnico.

● O ajuste fiscal que o governo Dilma quer fazer está baseado em uma expectativa otimista para a arrecadação de impostos neste ano. O superávit primário almejado depende de receita equivalente a 19,77% do PIB. No segundo mandato de Lula (2007-10), esse percentual variou de 19,2% a 19,3%. A diferença entre expectativa e resultado supera R$ 20 bilhões.

● Boa notícia - Receita de microempresas tem a maior alta desde 1998.

O Estado de S. Paulo

● Analistas egípcios acreditam que a tomada de decisões no país parece ter voltado para o Exército, mas sua reação ainda é uma incógnita. Segundo eles, o caos no Egito já começa a afetar a coesão nas Forças Armadas.

● Sem ter certeza do apoio da base aliada para aprovar o valor de R$ 545 para a salário mínimo, o governo fez acordo com PSDB e DEM e marcou a votação para a próxima quarta na Câmara. O Planalto insistirá no valor mais baixo, mas, se perceber que não terá apoio suficiente na base para bancar os R$ 545, acertou com a oposição que abraçará a emenda apresentada pelo PDT reajustando o mínimo para R$ 560, valor que DEM e PSDB aceitam votar.

● O maestro Alex Klein demitiu-se do cargo de diretor artístico do Teatro Municipal de São Paulo, informa Jotabê Medeiros. Ele disse que, por causa de ingerências, não conseguiria oferecer programação à altura do centenário do Municipal. "Não é de hoje que o teatro está um caos."

Jornal do Brasil

● Em 39 dias, mais de 6 mil carros foram rebocados no Rio. Dos cerca de R$ 1 milhão arrecadados com as taxas pagas pelos motoristas, 85% ficam para a voraz rebocadora privada.

Correio Braziliense

● Medida drástica para conter a inflação, o contingenciamento de R$ 50 bilhões no Orçamento da União impõe uma barreira a uma legião de candidatos ao serviço público. As restrições anunciadas pela equipe econômica bloqueiam o preenchimento de 28.883 vagas, entre concursos previstos e já realizados.

Valor Econômico

● A política fiscal de 2011, mesmo depois do corte de R$ 50 bilhões nas despesas públicas anunciado pelo governo; não será contracionista. O aumento do gasto público federal, que vai crescer 3,7% reais este ano sobre 2010, porém, foi "suavizado" para ajudar o Banco Central no controle da inflação, segundo avaliação de economistas do governo, Para eles, o IPCA, que já esbarra em 6% e ameaça ultrapassar a teto da meta de inflação de 6,5% no meio do ano, só voltará para o centro da meta, de 4,5%, em 2012.

Estado de Minas

● Integrantes da cúpula da segurança pública do estado foram ao Rio de Janeiro conhecer o projeto de redução de acidentes, considerado o melhor do Brasil. Desde o início da Operação Lei Seca, em março de 2009, houve redução de 5,2 mil mortes no trânsito, em relação a semelhante período anterior à fiscalização. Foram flagrados 25.391 motoristas alcoolizados. A partir da experiência fluminense, o plano é intensificar as blitz e sem Minas do carnaval em diante.

Jornal do Commercio

● Falta material para a construção civil. Empresas sofrem com o atraso na entrega dos insumos e até com a falta de alguns itens como concreto, aço e esquadrias. Problema foi criado pela concorrência direta das construções em Suape. Solução pode estar no planejamento.

Zero Hora


● Mubarak diz que fica e enfurece egípcios - Contrariando expectativas que davam como certa a renúncia, presidente do Egito anuncia na TV apenas novos poderes ao vice. Indignação toma conta da Praça Tahrir. Ditador rechaça interferência externa.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

DICA DO DIA
Quando eu era pequena, fazia uma brincadeira na piscina que até hoje as crianças fazem: tapar o nariz e a boca e ficar embaixo d"água, contando os segundos pra ver quem consegue ficar mais tempo sem respirar. É bem verdade que a gente não precisa de uma piscina pra fazer este teste. Podemos fazer neste mesmo instante, onde quer que estejamos. Mas éramos crianças, éramos imaginativos, éramos mergulhadores em alto-mar.
Testar nossa resistência é uma maneira de avaliar o quanto estamos preparados para as adversidades. Serão poucas as vezes na vida que teremos que passar um tempo sem respirar – oxalá, nenhuma. Mas serão muitas as vezes em que teremos que testar nossa resistência à frustração.
Um...dois...três...quatro.... serão mais do que segundos, mais do que minutos ou horas trancando a respiração, lutando para não explodir. Algumas frustrações levam dias ou meses para serem elaboradas dentro da gente. As coisas quase nunca saem como a gente planejou, há sempre o elemento surpresa, que desencaminha nossos sonhos. É preciso ter muito pulmão para respirar fundo e muita cabeça fria para não botar tudo a perder.
A gente manda um e-mail amoroso e extenso e recebe uma resposta fria e lacônica. A gente organiza uma festa na nossa casa e só aparecem três gatos pingados. A gente combina de ir para a praia no feriadão e pinta, de última hora, um plantão no trabalho. A gente economiza anos para comprar um carro e quando está com o dinheiro na mão, tem que emprestá-lo para alguém que ficou repentinamente doente na família. E as frustrações de amor? Uma atrás da outra. Parece que ninguém reage como a gente espera. Todos uns desmancha-prazeres.
Os que não têm muita resistência saem atropelando, cortando relações, dramatizando o que nem é tão dramático assim. Depois mergulham em longas depressões e custam a voltar à tona. Já os mais resistentes sabem que nada é tão sério nesta vida, a não ser ela própria - a vida - e tratam de aproveitá-la com mais serenidade e paciência. Contam até três, até dez, até vinte, e basta de autoflagelação: voltam a respirar.
(Martha Medeiros)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
A professora americana Ashley Payne, de 24 anos, foi obrigada a pedir demissão de uma escola no estado da Geórgia (EUA), porque publicou fotos suas na internet em que aparece segurando bebidas alcoólicas. A jovem fez as imagens durante férias na Europa no verão de 2009. Mas, mesmo assim, o diretor da escola a questionou, pois as fotos teriam desagradado pais de alunos. De acordo com Ashley, o diretor deu duas opções para ela: pedir demissão ou ser despedida. A jovem acabou pedindo demissão. No entanto, ela entrou com uma ação na Justiça para recuperar seu emprego. (contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Em sua primeira medida de impacto, o governo Dilma promete arrocho fiscal: um corte de R$ 50 bilhões no Orçamento deste ano, anunciado pelos ministros Guido Mantega (Fazenda) e Miriam Belchior (planejamento). O ajuste será principalmente em despesas de custeio e emendas parlamentares. "Não vai ser sem dor", avisou Mantega, dizendo que os cortes são necessários para garantir expansão de investimentos e queda de juros. Estão suspensos concursos e nomeações. Investimentos do PAC não serão afetados. Mantega disse que as negociações sobre o mínimo estão encerradas nos R$ 545. Em SP, Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou mínimo regional de R$ 600 a R$ 630 - promessa da campanha tucana. Com o consumidor pagando juros mais altos, a inadimplência é a maior desde 2002.

● A presidente Dilma, com as medidas anunciadas ontem, passou a tesoura em despesas criadas pelo antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva. Os gastos extras vem desde 2009, com a crise econômica, mas foram acentuados no ano eleitoral de 2010. Pessoal e custeio foram as que mais cresceram no final da gestão Lula.

● Após oito anos, o ex-presidente Lula voltou ontem a ser passageiro de voo de carreira, de São Paulo a Brasília. Foi tratado como popstar por tripulantes e passageiros. Tirou muitas fotos.

Folha de S. Paulo

● Pressionado pela expectativa de alta da inflação, o governo reduziu a previsão de crescimento para este ano de 5,5% para 5% e precipitou o anúncio de um bloqueio recorde de gastos federais de R$ 50 bilhões. O objetivo desse ajuste é esfriar a economia via redução do consumo e do investimento público. Espera-se, com isso, auxiliar o Banco Central a segurar a inflação sem a necessidade de aumentar tanto os juros. A medida, porém, é insuficiente para o país atingir a meta de poupar 3,1% do valor do PIB para pagar juros da dívida pública, o chamado superávit primário. Houve corte de 80% das emendas parlamentares. Para lideres da base governista e da oposição, isso pode atrapalhar o Planalto na votação do salário mínimo no Congresso. Há pressão por valor superior aos R$ 545 defendidos pela equipe de Dilma.

● Depois de incluir os Correios no projeto do trem-bala, agora o governo federal quer que a Eletrobras se associe a um consórcio chinês para participar do leilão, em abril próximo. O projeto está orçado em R$ 33,1 bilhões. Um dos trunfos da empresa é ter em caixa R$ 7,9 bilhões. A própria estatal entraria em consórcios ou por meio das suas subsidiárias Furnas, Chesf, Eletronorte e Eletrosul.

● O vice-presidente Omar Suleiman fez uma ameaça velada contra os protestos no Egito, que chegaram ao 16º dia atraindo mais adeptos, relata Marcelo Ninio. "Queremos evitar um golpe apressado e irracional. O diálogo é a forma de alcançar a estabilidade", disse. As greves se espalham por várias cidades, elevando a tensão.

● O governo de SP vai dar prioridade na distribuição de aulas aos professores concursados com mais tempo na rede, mesmo que eles não tenham formação específica na disciplina que escolherem. Para ter direito a mudança, o profissional deve ter tido ao menos 160 horas do assunto.

O Estado de S. Paulo

● Em meio a crise com sua base no Congresso, o governo anunciou ontem um corte de R$ 50 bilhões em suas despesas que será cumprido, em boa parte, por emendas de parlamentares ao Orçamento de 2011, que cairá de R$ 769,9 bilhões para R$ 719,9 bilhões. Dos R$ 21 bilhões incluídos pelo Legislativo na programação de gastos deste ano, R$ 18 bilhões, cerca de 86%, deverão ser cortados, segundo informou fonte do Planalto. Enquanto deputados e senadores ficarão com seus projetos parados nos ministérios, o Programa de Aceleração do Crescimento sairá ileso do aperto. O PAC não será reduzido nem terá projetos adiados, segundo a ministra do Planejamento, Miriam Belchior. Ela, porém, não confirmou a magnitude dos cortes nas emendas. Em outro ponto de enfrentamento das pressões no Congresso, o governo previu que o salário mínimo será mesmo de R$ 545 em 2011. Se o valor for maior, será necessário cortar mais despesas. O mesmo terá de ser feito caso seja aprovada uma revisão da tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física.

● Derrotado na eleição presidencial do ano passado, José Serra reapareceu ontem em Brasília, na tentativa de unificar o partido na defesa de um salário mínimo de R$ 600 - o governo defende reajuste para R$ 545, o que tem motivado protestos das centrais sindicais. Empenhado em recuperar espaço no PSDB, Serra pregou que os tucanos adotem um mandamento: “Não atacarás o seu companheiro de partido para não servires ao adversário".

● O movimento pela renuncia do presidente Hosni Mubarak incorporou novos métodos ontem, com a deflagração de greves e o cerco ao Parlamento egípcio. Os confrontos entre manifestantes e a polícia chegaram ao sul e ao norte do país. A ampliação dos protestos coincide com a ameaça de recrudescimento do regime.

● O genérico do tenofovir, usado por 64 mil pacientes de aids e 1,5 mil pacientes com hepatite, será produzido no País. O governo calcula que, sem a importação, a economia será de R$ 440 milhões em cinco anos. Com isso, 10 dos 20 remédios antiaids fornecidos pelo SUS passam a ser produzidos no Brasil.

Jornal do Brasil

● Bares e restaurantes já cobram até 13% de taxa de serviço e, pior, incluem na conta, o que irrita e constrange os clientes.

Correio Braziliense

● Os ministros Guido Mantega e Miriam Belchior (foto) anunciaram o corte de R$ 50 bilhões no Orçamento para este ano. A redução de gastos atingirá todas as áreas do Executivo, além dos Poderes Legislativo e Judiciário. A convocação de aprovados em seleções públicas e o lançamento de novos editais também foram suspensos.

Valor Econômico

● O ajuste fiscal anunciado ontem pelo governo prevê um aumento nominal de 13,8% das receitas e de apenas 2,8% das despesas. O corte dos gastos públicos será de R$ 50 bilhões este ano, em relação ao Orçamento aprovado no congresso. Considerando-se um deflator de 516%, as receitas crescem em termos reais 7,77%, mas as despesas terão uma queda inédita de 2,65%.

Estado de Minas

● O número de mulheres nos canteiros de obra em Minas não para de crescer. Elas já são nada menos que 70% dos quase 3 mil trabalhadores qualificados pelo Senai na Grande BH. Aline Leite e 24 colegas concluíram o curso de carpintaria em Itabira e vão disputar salário até três vezes maior do que o de doméstica e comerciária, tradicionais ocupações femininas.

Jornal do Commercio

● Manifestação de grevistas do Consórcio Cenest, responsável pela construção do empreendimento em Suape, termina com operário baleado no rosto. Confronto teria envolvido funcionários da obra e representantes do sindicato da categoria, Sintepav.

Zero Hora

● R$ 50 bi de enxugamento - Dilma corta gastos e suspende nomeações. Como medida para atacar a inflação, Planalto faz redução recorde no orçamento, obriga os ministros a economizar e gera mal-estar no Congresso ao bloquear emendas parlamentares.

● Municípios gaúchos em emergência: 28 pela enxurrada 19 pela estiagem.

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

DICA DO DIA
Um velho pedreiro que construía casas estava pronto para se aposentar. Ele informou ao chefe o seu desejo de sair da indústria de construção e passar mais tempo com sua família. Ele ainda disse que sentiria falta do salário, mas realmente queria se aposentar.A empresa não seria muito afetada pela saída do pedreiro, mas o chefe ficou triste ao ver um bom funcionário partindo. Assim, pediu ao pedreiro para trabalhar em mais um projeto, como um favor. Como a vida é engraçada... O pedreiro não gostou, mas acabou concordando. Foi fácil ver que ele não estava entusiasmado com a idéia. Assim, prosseguiu fazendo um trabalho de segunda qualidade e usando materiais inadequados. Foi uma maneira negativa de ele terminar sua carreira.Quando o pedreiro acabou, o seu chefe veio fazer a inspeção da casa construída. Depois, deu a chave da casa para o pedreiro e disse: "Essa é sua casa. Ela é o meu presente para você".O pedreiro ficou muito surpreso. Que pena! Se soubesse que estava construindo sua própria casa, ele teria feito tudo diferente.O mesmo acontece conosco. Nós construímos nossa vida, um dia de cada vez e, muitas vezes, fazendo menos que o melhor possível na construção. Depois, com surpresa, nós descobrimos que precisamos viver na casa que nós construímos. Se pudéssemos fazer tudo de novo, faríamos tudo diferente.Mas não podemos voltar atrás. Você é o pedreiro. Todo dia, você martela pregos, ajusta tábuas, constrói paredes. Alguém já disse que "a vida é um projeto que você mesmo constrói". Suas atitudes e escolhas de hoje estão construindo a "casa" em que você vai morar amanhã. Construa com sabedoria! (diabetenet.com)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Nos Estados Unidos está disponível uma bebida chamada “Carne Líquida” (Meat Water) – uma bebida rica em proteínas com sabores de várias carnes diferentes. Alguns dos “sabores” são “salmão”, “bife thai”, cheesburguer e goulash húngara. Só não vai dar mesmo pra fazer churrasco com essas carnes em garrafas... (contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Depois da falta de luz no Nordeste, ontem foi a vez de São Paulo. À tarde, faltou energia em 21 bairros e até o Aeroporto de Congonhas funcionou com geradores por causa de falha no transformador de uma subestação da Transmissão Paulista. A presidente Dilma Rousseff não aceitou as explicações para o apagão do Nordeste e pediu nova investigação.

● Aumentos em transporte urbano, alimentos e serviços puxaram a inf1ação para 0,83% em janeiro, a maior taxa em seis anos. No Rio, as chuvas na serra fizeram até triplicar preços, como o do chuchu.

● Em pé de guerra com o STF, a Câmara tentara aprovar às pressas emenda constitucional para garantir que, em caso de licença do deputado, a vaga seja ocupada pelo suplente mais votado da coligação.

Folha de S. Paulo

● O chefe da Polícia Civil do Estado de São Paulo, Marcos Carneiro Lima, declarou ontem que os vigias de rua precisam ter participação mais efetiva na segurança pública. "Somente a polícia não consegue resolver problema dessa envergadura", afirmou o delegado-geral. A afirmação foi feita quando Lima falava sobre o assalto à casa de Saulo de Castro Abreu Filho, ex-secretário da Segurança Pública e atual secretário de Transportes. Saulo, a mulher, a filha e uma amiga ficaram reféns de quatro assaltantes por três horas. O delegado-geral disse que a polícia vai cadastrar os vigilantes de rua autônomo em um banco de dados. Vigias autônomos não podem andar armados - só os contratados de empresas de segurança particular autorizadas pela Policia Federal. Saulo não falou.

● O resgate do PanAmericano vai gerar conta de mais de R$ 1 bilhão em tributos federais para Silvio Santos. O cálculo de técnicos do mercado tem o respaldo de fiscais da Receita Federal. A obrigação fiscal vem da diferença entre o empréstimo concedido pelo Fundo Garantidor de Créditos para cobrir o rombo do banco (R$ 3,8 bilhões) e o valor pelo qual ele foi vendido ao BTG Pactual (R$ 450 milhões). Pelo acordo, o empresário repassou o valor de venda ao fundo e se livrou do "resto a pagar", uma diferença de R$ 3,35 bilhões. Para Fisco e técnicos, esse valor pode ser entendido como ganho de capital - e, como tal, deve pagar Imposto de Renda e Contribuição Social sobre o Lucro Líquido. Juntos, eles "mordem" 34% - ou R$1,14 bilhão. O Grupo Silvio Santos não se pronunciou.

● Os preços dos alimentos subiram menos, mas, pressionado pelos reajustes de tarifas de transportes e serviços, o IPCA (índice oficial de inflação) avançou 0,83% no mês passado, o mais alto para janeiro desde 2003. A taxa foi igual a de novembro, a maior desde abril de 2005. Para o governo, o resultado reforça decisão do ajuste fiscal.

O Estado de S. Paulo

● A presidente Dilma Rousseff mandou avisar a partidos aliados e sindicalistas que não haverá mais negociações em torno do salário mínimo, fixado em R$ 545. Ela determinou ao PT que, se necessário, feche questão em torno do assunto, o que possibilitaria a punição aos deputados e senadores que insistirem em outro valor. Os líderes dos partidos aliados orientarão parlamentares a não apresentar emendas.

● O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), anuncia hoje o novo salário mínimo no Estado, de R$ 600, informa a colunista Sonia Racy. Para Paulinho da Força, “Alckmin está mostrando mais sensibilidade" do que a presidente Dilma.

● A presidente Dilma Rousseff pretende reformular a área de inteligência do governo. Uma das medidas em estudo é um antigo desejo dos servidores do setor: retirar a Agência Brasileira de Inteligência do Gabinete de Segurança Institucional. Agentes se queixam de intervenção do general José Elito, do GSI, no órgão como mostrou o Estado. Ontem, o general se reuniu com o diretor-geral da Abin, Wilson Trezza.

● Mubarak fala em negociar, mas multidão volta às ruas.
Centenas de milhares de pessoas - estimou-se em até 250 mil - reuniram-se na Praça Tahrir, na maior manifestação no Cairo desde que os protestos contra o ditador Hosni Mubarak começaram. Foi uma resposta às garantias do governo de que já tem plano para uma saída negociada.

Jornal do Brasil

● Pesquisa mostra que o mosquito transmissor da dengue criou resistência e agora também se desenvolve em água suja.

Correio Braziliense

● Substituição de 22 mil servidores em cargos comissionados e reajuste no auxílio-moradia provocam superaquecimento no mercado. Imobiliárias pressionam inquilinos com aumentos muito acima do índice utilizado em contratos.

Valor Econômico

● As indústrias farmacêuticas instaladas no Brasil deverão investir neste ano cerca de R$ 1,5 bilhão, inclusive com inauguração de fábricas, para aumentar a capacidade de produção e atender o forte crescimento do mercado de genéricos. Em 2010, as vendas desses remédios totalizaram R$ 6,2 bilhões, um aumento de 40% sobre o ano anterior. A participação dos genéricos no Brasil já atinge 21,3% do total. Em 2009, essa fatia estava em 18,7%, com vendas totais de R$ 30,25 bilhões. A expectativa do setor é que o segmento possa mais do que dobrar de tamanho nos próximos anos, respondendo por 40% a 50% das vendas e atingindo participação semelhante à verificada em países europeus e nos Estados Unidos.

Estado de Minas

● Recebimento de pagamentos atrasados de aposentadoria, ações trabalhistas ou pensões terá o valor tributado conforme alíquota referente ao período em que os valores seriam devidos, e não mais na época do recebimento. Com a medida, contribuintes pagarão até 10 vezes menos imposto.

Jornal do Commercio

● A polícia capturou seis integrantes da quadrilha responsável por explosões em caixas eletrônicos em Pernambuco e outros estados. Dois bandidos morreram na troca de tiros durante abordagem na zona rural de Goianinha, a 60 Km de Natal.

Zero Hora

● Ranking aponta atraso na educação gaúcha. Por repetência ou abandono, um terço dos estudantes chega ao Ensino Médio com idade acima da recomendada, o que coloca o RS em posição desfavorável. Índice é seis vezes pior na rede pública.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

DICA DO DIA
Certo dia, um homem caminhava por uma estrada deserta, quando começou a sentir fome. Não estava prevenido, pois não sabia que a distância a ser percorrida era tão longa. Começou a prestar atenção na vegetação ao longo do caminho, na tentativa de encontrar alguma coisa para acalmar o estômago. De repente, notou que havia frutos maduros e suculentos em uma árvore. Aproximou-se, mas logo desanimou, pois a árvore era muito alta e os frutos inacessíveis. Continuou andando e foi vencido pela fome e o cansaço. Sentou-se à beira do caminho e ficou ali, lamentando a sorte. Não demorou muito e ele avistou outro viajante que vinha pelo mesmo caminho. Quando o viajante se aproximou, o homem notou que ele estava comendo os frutos saborosos que não pudera alcançar. Assim, perguntou-lhe: - Amigo, que belos frutos você encontrou. - É - respondeu o viajante - eu os encontrei no caminho. A natureza é pródiga em frutos suculentos. - Mas você tem a pele machucada - observou o homem. - Ah, mas isso não é nada! São apenas alguns arranhões que ficaram pelo esforço que fiz ao subir na árvore e colher os frutos. E o homem, agora com mais fome ainda, ficou sentado, resmungando, de estômago vazio, enquanto o outro viajante seguiu em frente. Alguns de nós também somos assim... Ficamos sentados, lamentando o sofrimento, mas não abrimos mão da acomodação para sair em busca da solução. Esquecemos que é preciso fazer esforços, lutar, persistir. É muito comum ouvir pessoas gritando por um lugar ao sol, mas as que verdadeiramente querem um lugar ao sol trazem algumas queimaduras, resultado da luta pelo ideal que almejam. Outras, mais acomodadas, dizem que “Deus alimenta até mesmo os pássaros. Por que não haveria de providenciar o de que necessitam?“ Essas estão certas, em parte, pois se é verdade que Deus dá alimento aos pássaros, também é certo que ele não o joga dentro do ninho. O trabalho de busca pelo alimento é por conta de cada pássaro, e muitas vezes isso não é fácil. Há situações em que eles se arriscam e até saem com alguns arranhões. Buscar é movimento, é esforço, é ação. No entanto, é preciso saber o que se busca e por qual porta desejamos entrar. Ainda aí, nossa escolha é totalmente livre. Nossa vontade é que nos conduzirá aonde queremos chegar. Sendo assim, façamos a nossa escolha e optemos por chegar lá, e chegar bem.
(portaldiabetes.com)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
O artista de origem grega e australiana Stelarc implantou a cartilagem de uma orelha no próprio braço. O processo levou anos e ele quase perdeu o braço por causa de uma infecção.Ele é um dos participantes da feira Kinetica, em Londres, que reúne arte com novas mídias e tecnologias. Stelarc explica que quando a orelha se desenvolver mais, com o uso de células tronco, vai instalar um microfone sem fio nela.O som captado poderá então ser transmitido para diversos lugares. A Kinetica acontece entre 3 e 6 de fevereiro. (contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Em sua primeira declaração pública sobre o governo Dilma desde que deixou o Planalto, o ex-presidente Lula, em viagem a Dacar, no Senegal, onde participou do Fórum Social Mundial, fez ontem críticas duras aos ex-colegas de militância sindical. Ao comentar a negociação sobre o aumento do salário mínimo, Lula disse que os companheiros sindicalistas não podem mudar as regras do jogo a cada momento. Para o ex-presidente, é "oportunismo" vincular o mínimo aos índices da economia, como a inflação e o PIB. O governo aumentou ontem a pressão para impedir a derrota de Dilma na votação do mínimo e garantir os R$ 545 rejeitados pelas centrais. Projeto de lei que está sendo elaborado pelo governo e será enviado ao Congresso prevê a manutenção, até 2014, da regra atual de reajuste do mínimo - a inflação do período e o crescimento do PIB de dois anos anteriores. O projeto modifica o de Lula: ano passado, ele enviou à Câmara proposta prevendo a política de valorização do mínimo até 2023 - que não foi aprovada. O ministro Luiz Sérgio disse que Dilma restringiu o alcance do projeto à duração de seu mandato.

● Sindicalistas reagiram às declarações do ex-presidente Lula e criticaram a maneira como o governo conduz a negociação sobre o mínimo. O presidente de uma das centrais disse que Lula "perdeu uma grande chance de ficar calado".

● A um mês do carnaval, um incêndio na Cidade do Samba, que por quatro horas consumiu nove mil fantasias e barracões de três grandes escolas Portela, Grande Rio e União da Ilha, além do museu da Liesa -, pode ter sido agravado por uma falha nos sprinklers (chuveirinhos acionados automaticamente no caso de fogo). Pelos relatos de funcionários da Cidade do Samba, nenhum dos 7 mil chuveirinhos despejou uma gota de água sequer. A perícia ainda vai informar a causa do incêndio, mas a polícia afirmou que tudo indica que o fogo não foi intencional. Reunião da Liga com o prefeito Eduardo Paes decidiu mudar a regra do desfile deste ano: não haverá rebaixamento. As escolas de samba atingidas vão desfilar sem ser julgadas. A Portela - que desfilaria na segunda-feira - vai se apresentar no domingo.

Folha de S. Paulo

● O governo estuda elevar o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) das compras no exterior com cartão de credito de 0,38% para mais de 4%, relatam Valdo Cruz e Sheila D'Amorim. Se a alíquota for aprovada, o IOF sobre uma despesa internacional de R$ 2.000 em cartão passará dos atuais R$ 7,60 para R$ 80.O objetivo é frear o consumo no exterior. Em 2010, essas transações cresceram 54%, somando US$ 10 bilhões. A combinação de crescimento da renda com dó1ar barato favorece as viagens para fora e as compras de importados pela internet.A medida visa evitar o endividamento excessivo, que pode elevar a inadimplência no futuro. Empresários também se queixam de que os importados prejudicam os produtos locais.

● Cinco usuários de diferentes planos de saúde disseram à Folha que foram orientados pelas seguradoras a buscar na rede pública tratamentos caros que deveriam ser cobertos por elas, informa Claudia Collucci. Cliente da Porto Seguro que paga R$ 8.000/mês foi orientado a buscar no SUS medicamento cuja aplicação requer internação. A Porto diz que oferece "soluções e alternativas viáveis" aos segurados.

● Em nova tentativa de acalmar os ânimos, o governo egípcio deu aumento de 15% aos 6 milhões de servidores e anunciou a criação de comitê sobre mudanças constitucionais. A oposição não abre mão da saída imediata de Hosni Mubarak.O Egito pediu desculpas pela prisão de dois jornalistas brasileiros.

O Estado de S. Paulo

● Os EUA querem atrair o Brasil para uma frente contra a política cambial da China, que mantém sua moeda, o yuan, atrelada ao dólar. Em visita ao País, o secretário do Tesouro americano, Timothy Geithner, disse que o enfraquecimento do yuan é um dos responsáveis pela valorização do real - ele também citou a taxa de juros “muito, muito alta". O assunto deverá ser discutido nos dias 18 e 19, na reunião de ministros do G-20. Eventual mudança de posição em relação à China representará uma guinada em comparação com a atitude adotada pela administração Lula. No encontro com Geithner, o ministro Guido Mantega reclamou do déficit do comércio do Brasil com os EUA.

● A “comunidade de inteligência" entrou em choque com o general José Elito, chefe do Gabinete de Segurança Institucional. O estopim da reação foi a exigência do general de que os relatórios da Abin sejam submetidos previamente à sua análise. Em carta entregue à Presidência da Republica, oficiais de inteligência pedem que a Abin não tenha subordinação nem militar nem policial. Até agora, Dilma não se pronunciou sobre o que quer da Abin.

● O MEC quer ampliar as vagas de cursos técnicos usando dívida de R$ 3,3 bilhões que Sesi, Senai, Sesc e outras entidades têm com o governo. A CNI não reconhece a dívida.

Jornal do Brasil

● Por falta de amparo legal, usuários de estacionamentos de shoppings são lesados e entram, em média, com 150 processos por dia no Procon.

Correio Braziliense

● Oitenta mil segurados da Previdência Social receberam uma correspondência desagradável: a cobrança do auxílio-doença concedido pelo Instituto Nacional de Seguro Social. O INSS descobriu que o benefício foi pago indevidamente, em valores até duas vezes acima do estipulado, e enviou carta com o pedido de devolução. Os pensionistas notificados devem procurar uma agência da Previdência e justificar o recebimento do benefício. Especialistas afirmam, no entanto, que o ressarcimento é ilegal. O erro nas contas do INSS causou um prejuízo de R$ 66 milhões aos cofres públicos.

Valor Econômico

● Com a disparada dos preços das commodities agrícolas, crescem também as vendas de colheitadeiras - e com um perfil diferenciado. Agora, os produtores rurais se interessam preferencialmente por máquinas maiores, mais econômicas e com menor índice de perdas. Em 2010, foram vendidas 4.543 máquinas, 19% a mais que no ano anterior, sendo que dezembro concentrou 14% dos negócios. As projeções são de um novo recorde de vendas neste ano, ajudado pela safra que também deve ser recorde.

Estado de Minas

● O fogo na Cidade do Samba destruiu boa parte do material para o carnaval de 2011 da Portela, da União da Ilha e da Grande Rio. O acidente compromete os desfiles na Marquês de Sapucaí, considerados a maior festa de rua do mundo, segundo o Guinness (Livro dos Recordes). Cerca de 8,4 mil fantasias foram queimadas, com prejuízo de pelo menos R$ 12 milhões. Mas a perda maior é para o espetáculo. Integrantes da Grande Rio, a mais prejudicada, choraram ao ver os estragos. A Liga das Escolas de Samba decidiu que no desfile deste ano não haverá rebaixamento no Grupo Especial.

Jornal do Commercio

● Comando tirou das ruas os oito suspeitos de terem promovido sessão de tortura e humilhação entre dois presos. Vítimas foram obrigadas a trocar beijos e o filme foi colocado na internet. Os policiais serão ouvidos na Radiopatrulha, quinta-feira.

Zero Hora

● Gaúchos pressionam pela inclusão do metrô no PAC. Com a presença do prefeito da Capital e do presidente da Assembleia, grupo se reunirá com a ministra do Planejamento na quinta.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

DICA DO DIA
A caridade tem muitas faces.
A caridade não é só material.
Muitas vezes, um gesto polido, um simples sorriso, uma palavra afável são suficientes para praticar uma caridade.
A maior caridade é tratar nossos irmãos como gostaríamos de ser tratados. Esta regra básica e primorosa deixada por Jesus, se seguida, salvaria a humanidade toda.
(retirado da internet)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
O pai dele e o cartório cometeram vários erros ao registrar a certidão de nascimento. Tudo começou quando Iain Macmillan, um homem de 47 anos (até então), precisou de uma cópia de sua certidão de nascimento. Só que ele, pai de dois filhos, teve uma grande surpresa quando foi até Perth, na Escócia, buscar o registro. Iain descobriu que, na verdade, é uma mulher. E dez anos mais velha. Apesar de ter nascido em junho de 1963, ele foi registrado por seu pai como nascido em 1953. Isso mesmo: o cara estava vivendo o ano de 63 e registrou o filho na década errada. Sem contar que ele errou o sexo da criança... Ah, vale mencionar que o nome da cidade também estava com erro de digitação. Ao tabloide britânico The Sun, Iain falou sobre sua frustração - e surpresa de descobrir que, agora, é mulher. - Preciso descobrir se vou ter que começar a usar vestido ou não. Eu não sei se fico bravo ou dou risada. Um erro eu ainda posso entender, mas não tantos assim! Quem viu que na certidão Iain era uma mulher foi seu próprio filho, Eoghan, de 15 anos. Os donos do cartório local até tentaram se retratar, mas ficou feio para eles... (contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Forças de segurança do Rio e federais levaram menos de duas horas para ocupar nove favelas do Complexo de São Carlos, no Estácio, e de Santa Teresa, ontem, de manhã. Na operação, que reuniu as polícias Militar e Civil, fuzileiros navais, Polícia Federal e Polícia Rodoviária, nenhum tiro foi disparado. Blindados da Marinha deram apóio à ação. A Secretaria de Segurança avisara com antecedência sobre a ocupação. Traficantes das áreas teriam fugido para outra favelas, como Rocinha e Morro da Pedreira, em Costa Barros. Para marcar a retomada do território, policiais soltaram sinalizadores com fumaça azul. A operação antecede a instalação de três UPPs.

● A urgência de mudanças constitucionais foi o único acordo na primeira grande reunião entre o vice-presidente do Egito, Omar Suleiman, e líderes da oposição, incluindo a Irmandade Muçulmana. Pela proposta do governo, mudam as regras para as eleições, mas o presidente Hosni Mubarak fica no cargo até setembro, ponto que divide opositores. Cairo prometeu revogar a lei de emergência, em vigor há 30 anos.

● Depois do apagão que deixou oito estados do Nordeste sem luz na madrugada da última sexta-feira, especialistas defendem fontes alternativas para complementar o abastecimento na região, entre elas a energia eólica.

Folha de S. Paulo

● O Estado de São Paulo gasta a cada mês R$ 2,88 milhões com o pagamento de pensão a 127 ex-deputados estaduais e 156 dependentes (viúvas, filhos ou companheiras). A Secretaria da Fazenda não revelou os nomes dos beneficiados. O cálculo do benefício leva em conta, além do salário, verbas como ajuda de custo e comparecimento a sessões extras. Neste mês, o gasto cresceu 62%, por causa do efeito cascata do aumento nos salários de deputados federais e senadores. O benefício foi estabelecido em 1976 por lei que criou previdência exclusiva para a Assembleia Legislativa.

● Pela primeira vez, o governo do Egito dialogou ontem com a banida Irmandade Muçulmana, maior grupo de oposição ao ditador Hosni Mubarak, para negociar uma saída para a crise do Egito, relata o enviado Samy Adghirni. O vice-presidente Omar Suleiman, ofereceu liberar presos políticos e suspender o estado de exceção. As partes acertaram criar um comitê para estudar reformas. Manifestantes permaneciam acampados ontem no centro do Cairo.

O Estado de S. Paulo

● Pressionado pelos protestos que exigem sua saída há quase duas semanas, o governo do presidente Hosni Mubarak ofereceu ontem várias concessões, incluindo a revisão das leis de emergência impostas desde 1981 e das normas que impedem candidatos de oposição de disputar eleições em igualdade de condições. As negociações foram lideradas pelo recém-nomeado vice-presidente, Omar Suleiman. Porém, o regime continua rejeitando a principal exigência da frente de 14 partidos: a saída de Mubarak e a formação de um governo de transição que garanta eleições para presidente em setembro, assim como a dissolução do atual Parlamento, eleito em dezembro.

● O governo já negocia a venda de combustível para usinas nucleares da China, Coreia do sul e França, informa a repórter Marta Salomon. Apesar das negociações, ainda não há decisão oficial de produzir urânio enriquecido para exploração. O Brasil tem grandes reservas de urânio, mas precisa investir US$ 10 bilhões na produção em escala industrial.

Jornal do Brasil

● Campanha de combate à Aids no Carnaval 2011 se volta para mulheres jovens: segundo o Ministério da Saúde, o vírus tem proliferado mais na faixa entre 13 e 19 anos.

Correio Braziliense

● GDF anuncia a criação de 102 novos leitos para acabar com a dependência dos contratos com hospitais particulares. Hoje, são gastos cerca de R$ 3 mil de diária só por uma das 119 vagas em unidades privadas. Dívida também será auditada.

Valor Econômico

● As redes sociais estão se tornando ambientes cada vez mais perigosos, campo fértil para a atuação de quadrilhas de criminosos digitais. Relatório da inglesa Sophos, de segurança digital, mostra que, no ano passado, de cada cinco perfis postados em redes como Facebook, Orkut e Twitter, dois receberam ou enviaram alguma mensagem que levava a ataques aos computadores dos internautas. O volume foi 90% maior que em 2009. O que atrai os vândalos digitais é a popularidade das redes. Só no Facebook são quase 600 milhões de perfis.

Estado de Minas

● Mimeiros se rendem à sedução dos importados. Participação de produtos estrangeiros no faturamento dos supermercados de Minas quadruplicou na última década e cresceu 36% entre 2009 e o ano passado.

Jornal do Commercio

● Reunião vai definir punição para os culpados do apagão.

Zero Hora

● Chuvarada invade casas, expulsa famílias, transtorna hospital e trensurb e, em São Leopoldo, onde foi mais forte, causa a morte de jovem que salvou familiares.

domingo, 6 de fevereiro de 2011

DESTAQUES DOS JORNAIS LOCAIS DESTA SEMANA

Jornal O DEBATE, de São Manuel, edição de 04 de fevereiro de 2011

□□□ Milton Monti toma posse de seu quarto mandato como deputado federal.
□□□ Centenário do Santuário de Aparecida de São Manuel.
□□□ Encontro de radioamadores reuniu mais de 500 aficionados.
□□□ Vestibulares continuam com inscrições abertas nas faculdades locais.
□□□ Futebol Feminino – equipe terá nome ligado a São Manuel.
□□□ São Manuel Tênis Clube – opção de lazer gratuita para a população.
□□□ Radares inteligentes autuam veículos com documentação em atraso.
□□□ Tráfego na Fazenda Lageado em Botucatu sofre alteração.
□□□ Festa do Milho acontece neste e no próximo final de semana.
□□□ Diácono são-manuelense José Luiz Sauer Teixeira será ordenado sacerdote dia 19.
□□□ Opinião – A Guarda Civil Municipal e a segurança dos são-manuelenses.
□□□ Ponto de Vista – Histórias da Rádio Clube de São Manuel AM 1510 kHz – A entrevista desta semana foi feita com Carlão Céspedes, responsável técnico pelo parque transmissor da emissora.
□□□ Os pioneiros – Nesta edição o jornalista Miguel Roberto Nítolo conta a história da Família Veloso.
□□□ COLUNAS: Esporte (Osmar Corrêa), Bloco de Notas (coluna deste blogueiro), Direito em Debate (drª. Edilaine Rodrigues de Góis Tedeschi), Casual (Letícia Castaldi), Motivação (Bene Bassetto), Cornetando (Sandro Dálio).
□□□ Flash – as personalidades da cena de nossa região.
□□□ Badalação – moças e rapazes da cidade em fotos coloridas.
□□□ Classificados – os melhores classificados da cidade.

Jornal O PRATIANO, de Pratânia, não está circulando neste final de semana

DICA DO DIA
Meu coração e minha língua fizeram um trato: quando meu coração estiver enfurecido, minha língua guardará silêncio. As palavras respondem aos sentimentos, e os sentimentos às idéias. Por isso é impossível dominar nossas palavras se não somos senhores de nossos sentimentos; e estes sentimentos irão se acalmando segundo a força de nossas idéias. A um coração que não se domina, responderão palavras violentas e ferinas; a um coração fechado em si, sucederão palavras e atitudes que depreciam os demais. Por conseguinte, me calarei quando meu coração não estiver sossegado e em calma; não falarei, pois seguramente me arrependerei do que disser ou, pelo menos, do modo como o disser, ou do momento em que o disser. Se em geral o coração não costuma ser bom conselheiro, menos o será quando não estiver em paz e não se sentir senhor de si mesmo. (diabetenet.com)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Ursinhos de pelúcia, cataventos, corações, mensageiros do vento... Entre outros enfeites! Esta é a inusitada decoração de túmulos e árvores no cemitério de Colchester (Inglaterra). Mas ela está com os dias contados. A Prefeitura ordenou que toda a curiosa ornamentação seja retirada em um mês pelos parentes dos mortos. A partir de agora, apenas vasos e flores serão permitidos. "Não queremos que as pessoas nos digam o que podemos ou não ter", protestou ao "Daily Mail" Anne Lee, cuja filha foi enterrada no local seis meses atrás. Para ela, as autoridades não devem se meter no luto dos cidadãos.A variedade de artigos no cemitério é tanta que o local foi apelidado de Poundland, nome de uma rede de lojas que vende de tudo a 1 libra no Reino Unido. (contaoutra.com)

CRÔNICA DE DOMINGO
Alô gente! Bom domingo! O homem busca a felicidade desde que o mundo é mundo. Aqui, uma dissertação sobre o tema, em crônica que foi publicada pelo jornal O Pratiano. Boa leitura!

Para ser mais feliz...
O cardeal Dom Eugênio Salles (que está completando 90 anos) escreveu que “o ser humano sempre buscou a felicidade. Em todas as civilizações existiram ‘códigos’ de felicidade. A história da humanidade é a longa e penosa aventura dos homens em busca da felicidade, quase sempre confundida com a busca ansiosa do prazer. Toda pessoa humana é orientada para a felicidade. O próprio Deus infundiu no coração do ser humano esse desejo. Se temos sede é porque existe uma fonte para saciá-la”...
Deus, ao nos criar dotados de inteligência, de consciência e de liberdade, quis que fôssemos com Ele os autores da felicidade para a qual destinou a nossa raça. Sempre com Ele, sem nos afastarmos do Seu plano. Quando nos identificamos com a Sua vontade contribuímos para completar a Sua obra e damos à nossa vida o seu pleno desenvolvimento.
Contudo, ressalta o religioso, “todos procuram a felicidade, mas frequentemente em endereços errados. Se for confundida com o prazer, que entedia, mas não satisfaz, será uma fonte de desilusões. Outros a identificam com o ter, com o poder, com alguma pessoa ou alguma coisa material. Pode ser confundida até com o egoísmo. Quando isso ocorre, as pessoas instrumentalizam o irmão fazendo dele um degrau para subir mais alto ou um pedestal para sua própria vaidade”.
Nesse pensar, o escritor e conferencista Roberto Shinyashiki, ensina que para ser mais feliz no trabalho, por exemplo, temos que ser éticos. A vitória que vale a pena é a que aumenta nossa dignidade e reafirma valores profundos. Pisar nos outros para subir desperta o desejo de vingança.
Então, é bom ser grato a quem participa de nossas conquistas. O verdadeiro campeão sabe que as vitórias são alimentadas pelo trabalho em equipe. Agradecer é a melhor maneira de deixar os outros motivados, pois vemos as suas expectativas. Pessoas com sonhos grandes obtêm energia para crescer. Os vencedores pensam em como realizar seu objetivo. Por isso precisamos ter metas claras, pois ter objetivos evita desperdícios de tempo, energia e dinheiro.
Para ser feliz, é preciso ampliar os seus relacionamentos profissionais. Os amigos são a melhor referência em crises e a melhor fonte de oportunidades na expansão, assim, ter bons contatos é essencial em momentos decisivos. É imprescindível que joguemos fora o vício da preocupação. Viver tenso e estressado está virando moda, o que faz parecer que ser competente e estar de bem com a vida são coisas incompatíveis. Contudo, isso é uma grande bobagem. Temos que definir nossas metas e partir para conquistá-las, deixando as neuras para quem gosta delas.
Para ser mais feliz na amizade, tenha amigos vencedores. Campeões falam de, e com campeões. Aproxime-se de pessoas com alegria de viver. Celebre as vitórias. Compartilhe o sucesso, mesmo as pequenas conquistas, com pessoas queridas. Grite, chore, encha-se de energia para os desafios seguintes.
Para ser mais feliz no âmbito pessoal, perdoe. Enterre o passado para viver feliz. Todo mundo erra, a gente também. Tenha uma vida espiritual. Conversar com Deus é o máximo, especialmente para agradecer. Reze antes de dormir. Faz bem ao sono e à alma.

O QUE DIZEM OS JORNAIS


O Globo


● Em pouco mais de um mês como presidente, Dilma Rousseff imprimiu um ritmo próprio e mudanças de gestão e rumo, deixando claro que não pretende passar para a História como alguém que apenas deu continuidade ao governo Lula. Ela já demonstrou, por exemplo, que não está disposta a afagar ditaduras, como a do Irã, e relevar violações dos direitos humanos, em nome do pragmatismo que orientou a política externa do seu antecessor. Nem é adepta de adiar a solução para crises políticas; mais de uma vez, demitiu assessores que avançaram o sinal - caso de Pedro Abramovay, afastado da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad), após propor que pequenos traficantes não fiquem presos. Na política econômica, também mostrou estilo distinto ao de Lula: enfrentou a pressão das centrais sindicais por um reajuste maior para o salário mínimo. Mesmo mantendo os 37 ministérios de Lula, nomeou quatro gerentes para dar mais agilidade à administração. Tal independência já causa mal-estar no grupo mais ligado a Lula.

● Um dos pais do Real, o economista Persio Arida diz que, com juros altos que premiam investidores, o Banco Central deveria estimular o sobe e desce na taxa de câmbio para impedir ganhos fáceis.

Folha de S. Paulo

● De cada dez litros de leite produzidos no país, três não passam por inspeção, revelam os mais recentes dados anuais fechados pelo IBGE. Os números mostram pouco avanço na fiscalização desde 2007, quando a operação da Polícia Federal encontrou soda cáustica e água oxigenada no produto, relata Juliana Coissi. O Ministério da Agricultura reconhece que é preciso aprimorar os controles. O leite informal é produzido por pequenos pecuaristas, que optam pela venda direta para obter preço melhor do que os laticínios. Produtor diz que é possível ganhar o dobro vendendo leite em garrafa pet ou fabricando o próprio queijo. Para a Associação Brasileira dos Produtores de Leite, pizzarias de São Paulo são campeãs do consumo informal. Sindicato de pizzarias desconhece.

● O vice-presidente do Egito, Omar Suleiman, discute com militares formas de limitar o poder iniciar conversas com a oposição. O ditador também convocou reunião com seu ministério. Ontem, 12º dia de protestos, milhares de manifestantes, voltaram a ocupar a praça do Tahrir, no Cairo, mas confronto.

O Estado de S. Paulo

● Junto com a alta dos preços dos alimentos, que atingiram em janeiro as maiores cotações em mais de 20 anos no mundo, o valor das terras no Brasil disparou, informa a repórter Márcia De Chiara. No fim de 2010, o preço médio alcançou a maior valorização anual desde 2008, diz pesquisa Informa Economics/FNP. No Sudeste, no Nordeste e no Norte, o preço do hectare chegou a dobrar em algumas regiões. Em áreas do Sul, houve alta de até 92,3%. As terras mais caras foram as várzeas para arroz em Rio do Sul (SC): o hectare atingiu R$ 43 mil, alta de 23%. Os maiores compradores são os pequenos produtores, capitalizados graças aos resultados positivos das últimas safras.

● Opositores, aliados e intelectuais propõe que presidente do Egito abra mão do poder e continue formalmente com o título até setembro, quando estão previstas eleições no país. A ideia é que o vice-presidente Omar Suleiman fique à frente do governo de transição. O clima segue tenso nas ruas, com rumores de atentado contra Suleiman e explosão de gasoduto no Sinai.

● José Serra acha que há "uma desproporção imensa" entre o que o PSDB fdaz e o que deveria fazer. Para o presidenciável derrotado em 2010, o partido deveria estar preocupado em "dar resposta" aos quase 44 milhões de eleitores que votaram na oposição. Para ele, a base é a unidade partidária, sob o mandamento: "Não ajudarás o adversário atacando teu colega de partido".

Correio Braziliense

● Quatro carros são clonados por dia no DF

Estado de Minas

● Reportagem do Estado de Minas vai até o Porto Livre de Montevidéu, capital uruguaia, e mostra o esquema de importação superfaturada de pneus de origem asiática, que lesa a Receita Federal em R$ 350 milhões por ano. Do país vizinho, os pneus entram no Brasil por mar ou por terra, principalmente via Paraguai, e são distribuídos por empresas, uma das quais com sede em BH. Para o consumidor, além da questão da sonegação, qualidade e segurança também são motivos de preocupação.

Jornal do Commercio

● Valor dos imóveis no Grande Recife subiu 35% no ano passado e pode aumentar outros 10% este ano. O JC preparou um passo a passo para compradores, com dicas sobre as áreas mais valorizadas e variadas formas de financiamento.

Zero Hora

● Guerra pelo 2º escalão. R$ 108 bi e 21 mil cargos dividem a base de Dilma. Petistas e aliados se engalfinham pelo controle de verbas, num jogo de ameaças, chantagens e traições.

O QUE DIZEM AS PRINCIPAIS REVISTAS SEMANAIS BRASILEIRAS

Veja
□□□ Preso e ainda no comando - Como Fernandinho Beira-Mar, o bandido mais perigoso do país, continua a traficar, matar, sequestrar e controlar territórios de dentro de sua cela.
□□□ Crise no EgitoVale tudo para adiar o inevitável: até camelos contra protestos

Época
□□□ Democracia - O que a rebelião no Egito ensina sobre a fraqueza das ditaduras e a construção da liberdade.
□□□ "Vamos cumprir os acordos assinados", diz a Época líder da oposição egípcia.

ISTOÉ
□□□ A boa dieta da energia - Cientistas revelam o que e quando comer para aumentar a disposição, combater o cansaço e melhorar o desempenho físico e mental
□□□ ExclusivoOs bastidores da escola de samba de Lula.

CartaCapital
□□□ A marca de Dilma - A presidenta já mostra um estilo próprio de governar.
□□□ Panamericano - O Pactual de Esteves leva o banco de SS.
□□□Egito - A revolução muda os rumos do Oriente Médio.