sábado, 19 de fevereiro de 2011

DESTAQUES DOS JORNAIS LOCAIS DESTA SEMANA

Jornal O DEBATE, de São Manuel, edição de 18 de fevereiro de 2011

□□□ Câmara quer saber quanto entidades pagam a funcionários.
□□□ Secretário de Turismo Márcio França recebe Marcos Monti presidente da APM – Associação Paulista de Municípios.
□□□ Deputado Milton Monti acompanha governador Alckmin em Itapeva e Itaberá.
□□□ Ajuste o seu tempo: termina no sábado o horário de verão.
□□□ ACESM lança Campanha Premiada 2011.
□□□ Pré-carnaval no Ginásio da APAE será no sábado.
□□□ Evento Cultural Moda Raiz em Areiópolis, no sábado às 20 horas.
□□□ Ao Pé do Coreto – será no dia 25, às 18 horas – realização da Associação dos Artistas.
□□□ Cicarelli, Cláudio Enfermeiro e João Paulo visitam Câmara Municipais de Botucatu e Lençóis Paulista.
□□□ Grupo de Voluntários de Ajuda aos Portadores de Câncer realizará campanha de mamografia.
□□□ Rotary Club e Lions Clube fazem campanha de coleta de sangue dia 02 de março.
□□□ Ordenação sacerdotal de José Luiz Sauer Teixeira será neste sábado no Santuário de Santa Teresinha.
□□□ Opinião – Ter autocontrole é absolutamente indispensável.
□□□ Ponto de Vista – Custódio Fávero, o Dê da Sabesp, presidente da Câmara de Vereadores de Prtânia, é o entrevistado desta semana.
□□□ Os pioneiros – Nesta edição o jornalista Miguel Roberto Nítolo conta a história da Família Bosco.
□□□ COLUNAS: Esporte (Osmar Corrêa), Bloco de Notas (coluna deste blogueiro), Direito em Debate (drª. Edilaine Rodrigues de Góis Tedeschi), Casual (Letícia Castaldi), Motivação (Bene Bassetto), Cornetando (Sandro Dálio).
□□□ Flash – as personalidades da cena de nossa região.
□□□ Badalação – moças e rapazes da cidade em fotos coloridas.
□□□ Classificados – os melhores classificados da cidade.

Jornal O PRATIANO, de Pratânia, edição de 18 de fevereiro de 2011

□□□ Câmara de Pratânia elege membros das Comissões Permanentes para o biênio 2011/2012.
□□□ Bom número de moradores comparece à primeira Sessão da Câmara.
□□□ Horário de verão termina neste domingo: hora de atrasar o relógio em uma hora.
□□□ Ruas são asfaltadas em Pratânia.
□□□ Beleza & Saúde: Disfunção de tireoide - sintomas(terapeuta Everaldo Andrade) /// Hidratação com proteção solar /// Cuidados com a pele no verão.
□□□ Coluna “Em Dia com as Notícias” e a Crônica “Escrever cartas, um costume em extinção”, ambas de autoria deste blogueiro, estão na página 05.
□□□ O jeito faraônico de ser – artigo do professor Gaudêncio Torquato.
□□□ O Brasil para ser passado a limpo – artigo do deputado Milton Monti defendendo a Reforma Tributária.
□□□ Bairro Pratinha: comunidade e paróquia estão reformando a Capela Nossa Senhora Consolata.
□□□ São Manuel é destaque no aeromodelismo.
□□□ Camisetas do Bloco Karnazoando – ainda dá para adquirir a sua.
□□□ Sala de Visita ao Pé do Coreto – Dia 25 estreia projeto da Associação dos Artistas.
□□□ Preço de alimentos levou 44 milhões à pobreza desde junho, diz Bird.
DICA DO DIA
Seja alegre e otimista!Quando se dirigir ao seu local de trabalho, faça-o decoração alegre.O trabalho que você executa é digno de sua pessoa.Por menor que lhe pareça, é de suma importância eresponsabilidade para você e para o mundo.Não se esqueça jamais de agradecer a Deus o trabalho que lheproporciona o pão de cada dia.Chegue ao local de trabalho com o coração feliz, e otrabalho se tornará um passatempo, um estimulante, que lhetrará, cada novo dia, imensas alegrias e felicidade incalculável.
(retirado da internet)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
O casal britânico Tom Pickles, de 24 anos, e Sarah Harrington, de 23, diz ter fotografado com um celular uma criatura estranha no lago Windermer, na Inglaterra, quando andava de caiaque. Eles contaram que estavam a cerca 275 metros da praia, perto da Ilha Belle, quando viram algo do tamanho de três carros se movendo rapidamente sobre a água. "Eu pensei que fosse um cachorro", disse Tom. "Então, percebi que era muito maior e que se desloca muito rápido", acrescentou ele. Por enquanto não há imagens disponíveis... (contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Governos de Bahrein, Líbia e Iêmen, três regimes autoritários que se tornaram foco de protestos após a queda do ditador egípcio, intensificaram a repressão a manifestantes nas ruas. No reino do Bahrein, os militares abriram logo contra a multidão que desafiou o estado de emergência, e há relatos de quatro mortes e mais de 50 feridos. Numa demonstração de força, o ditador líbio Muamar Kadafi desfilou em carro aberto por Tripoli, mas fontes opositoras denunciaram a morte de 50 pessoas em quatro dias de confrontos. O embaixador do Brasil na Líbia vai a Benghazi para verificara situação de cem funcionários da construtora Queiroz Galvão. Segundo a embaixada, todos estão bem. No Egito, centenas de milhares voltaram à Praça Tahrir para comemorar uma semana sem Mubarak.

● Pela 1ª vez, dois executivos (da Sadia) foram condenados por crime de uso de informação privilegiada. Foi na compra de ações da Perdigão. Mas não serão presos: pagarão com serviços à comunidade.

Folha de S. Paulo

● Cerca de 17% dos professores que atuam na rede pública não tem formação suficiente e estão em situação irregular, informam Marilia Rocha e Natalia Cancian. A LDB (Lei de Diretrizes e Bases) exige que docentes do 6º ano do ensino fundamental ao 3º do ensino médio tenham curso superior. Segundo o Inep, 208 mil profissionais que lecionam para essas séries têm só o médio ou o fundamental. Por Estado, a pior situação ocorre na Bahia, onde 51% dos professores não fizeram faculdade. São Paulo tem a melhor taxa nacional – 2,3% dos docentes não tem diploma superior. A Secretaria de Educação Básica do MEC reconhece o problema e diz que estão em andamento políticas para sanar a questão.

● A sexta-feira, dia sagrado muçulmano, teve protestos violentos no mundo árabe. No Bahrein, o Exército deixou 60 feridos apos abrir fogo na praça da Pérola, em Manama. O país é vizinho da Arábia Saudita, segundo maior produtor de petróleo. Na Líbia, os números são controversos e há relatos de até 50 mortos em protestos contra o ditador Gaddafi. No Iêmen, mais quatro pessoas morreram, uma delas em explosão de granada. Houve protestos na Jordânia e no Djibuti.

O Estado de S. Paulo

● No quarto dia de manifestações populares na Líbia, o governo do ditador Muamar Kadafi reprimiu a tiros os protestos, e dissidentes falam em dezenas de mortos – só ontem teriam sido 35, segundo fontes médicas. O governo culpou "países imperialistas e sionistas” pela onda de protestos no Oriente Médio e prometeu reagir com mais violência. No Bahrein, a polícia também abriu fogo contra manifestantes em Manama, capital do emirado, ferindo dezenas de pessoas. Ontem foi o quinto dia de manifestações lideradas pelos xiitas. Na quinta-feira, ao menos cinco pessoas morreram quando o Exército atacou quem dormia na Praça da Pérola, centro dos protestos.

● A escalada das commodities e de outros custos de produção começa a ser repassada com maior intensidade para os preços finais dos alimentos industrializados e dos produtos de higiene pessoal e de limpeza. Na virada de janeiro para fevereiro, os fabricantes passaram a apresentar aos supermercados tabelas de preços com aumentos médios entre 5% e 7%. A alta chega a 20% no caso de detergentes líquidos e refrescos em pó. Nos produtos de limpeza doméstica, que usam matérias-primas petroquímicas, a indústria quer aumentos de 8% e 9%, em média.

● Há quase sete anos tramitando no Supremo Tribunal Federal, a autorização para aborto em casos de anencefalia deve voltar à pauta em março. Em até 90% dos casos, juízes de primeira instância têm autorizado a interrupção da gravidez.

Correio Braziliense

● Promotor Diaulas Ribeiro afirma que não existe no Brasil alternativa aos medicamentos indicados para obesidade e teme o comércio clandestino com a proibição. Na avaliação do governo federal, remédios como sibutramina trazem mais riscos do que benefícios à saúde.

Estado de Minas

● Coma alta no preço da carne bovina, principalmente dos cortes mais nobres, bares e restaurantes de BH estão encontrando no avestruz uma boa opção para seus clientes. Em 2010, o filé mignon subiu em média 54,88%, e a picanha, 48,65%. A carne da ave, que tem textura e sabor parecidos, os substitui com economia de 30% a 40%. “Quem já comeu sempre repete”, afirma Samer Reis, gerente de churrascaria na qual já são vendidos 60 quilos por semana.

Jornal do Commercio

● Itacuruba indicada para usina nuclear - Documento estatal responsável pela implantação das usinas no País aponta cidade sertaneja como a que reúne as melhores condições de receber uma unidade no Nordeste, pela fartura de água e proximidade das linhas de transmissão da Chesf.

Zero Hora

● Detran adota modelo de blitz carioca para fazer valer a Lei Seca. Com a Operação Balada Segura, Estado implanta sistema que ataca o descrédito da fiscalização e busca repetir a queda de acidentes fatais obtida no Rio.

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

DICA DO DIA
Lembremo-nos de que o homem interior se renova sempre. A luta enriquece-o de experiência, a dor aprimora-lhe as emoções e o sacrifício tempera-lhe o caráter. O Espírito encarnado sofre constantes transformações por fora, a fim de acrisolar-se e engrandecer-se por dentro.
(Chico Xavier)


NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
O norte-americano Mark Rose escolheu uma forma inusitada para pedir sua namorada em casamento em Canton, no estado de Ohio (EUA). Rose fez o pedido em um anúncio publicado em um ônibus do transporte público, segundo o jornal "The Repository". Ele mandou colocar no ônibus a mensagem: "Laura, você quer se casar comigo?". Rose pagou US$ 300 para ter seu anúncio estampado no ônibus. Laura Kalamets disse que ficou surpresa com o pedido e quase teve um ataque cardíaco. Mas, no final, disse "sim".
(contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Nem bem foi aprovado o mínimo de R$ 545 para este ano, caminha para o Supremo Tribunal Federal a batalha pelo salário de 2012. Dois partidos da oposição, o PSDB e o PPS, decidiram ir ao STF caso o Senado mantenha o artigo 3º do projeto aprovado na Câmara, que prevê a fixação do mínimo por decreto presidencial até 2O15. Para os 'oposicionistas, o artigo é inconstitucional, pois tira do Congresso o poder de decisão sobre o tema – algo previsto na Constituição.

●Ouvidos, três ministros do Supremo consideraram que o artigo pode, de fato, causar problemas ao Planalto. O governo, porém, rejeita a tese de inconstitucionalidade e diz que o decreto apenas fixará um valor a partir da fórmula de cálculo aprovada no Congresso. Depois da vitória na Câmara, o governo ameaça castigar aliados infiéis, entre eles o PDT e seu ministro Carlos Lupi (Trabalho). Nove dos 27 deputados pedetistas e dois petistas votaram pelos R$ 560. No Senado, o governo espera contar com 58 votos, mas já sabe que o petista Paulo Paim (RS) planeja apresentar emenda pelos R$ 560. Nas centrais e na oposição, o clima ontem era de desolação com o fraco desempenho na Câmara.

● Após depoimento na sede da Polícia Federal, o delegado Allan Turnowski, ex-chefe da Polícia Civil do Rio, foi indiciado ontem, em novo desdobramento da Operação Guilhotina. Turnowski é acusado de vazar informações para um dos 30 policiais presos na ação. O crime prevê pena de dois a seis anos de prisão.

● Pesquisa exclusiva do IBGE mostra que, com diploma de faculdade, o jovem brasileiro praticamente tem um passaporte para o mercado de trabalho. A taxa de desocupação de quem tem nível superior é de menos de metade da população em geral: 3,1%.

Folha de S. Paulo

● Opositores do ditador líbio Gaddafi promovem 'dia de fúria' com protestos em 4 cidades; atos afetam até a F-1.

● Confrontos entre opositores e grupos pró-governo da Líbia deixaram ao menos 20 mortos em quatro cidades. Muammar Gaddafi, há mais de 40 anos no poder, mobilizou até atiradores de elite para conter protestos. Na capital, Trípoli, partidários de Gaddafi se reuniram em apoio ao ditador.

● No Bahrein, sete morreram desde segunda. Os militares ocuparam a praça da Pérola, onde cerca de 2.000 estavam acampados. A repressão deixou cerca de 60 pessoas desaparecidas, dezenas de detidos e mais de 200 feridos. A prova do Mundial de F-1 deste ano no país, marcada para 13 de março, pode ser cancelada.

● Desde 2007 um estudo do Ministério de Minas e Energia já apontava que o risco de apagões chegaria a um índice crítico em 2011. Diz o estudo que a situação melhoraria em 2012, com a entrada em operação de dezenas de subestações do sistema do rio Madeira. O problema é que várias obras atrasaram, muitas por restrições ambientais. Segundo o documento, o Estado com situação mais sensível é São Paulo, o que ajudaria a elevar o risco no Sudeste. A previsão é que a situação seja mais confortável em 2013.

● A FDA, agência dos EUA que regula remédios e alimentos, reduziu os padrões de obesidade exigidos na cirurgia de banda gástrica, que usa uma espécie de anel para reduzir o estômago. Pacientes com IMC igual a 30 e histórico de doenças associadas a gordura poderão ser operados. Antes, exigia-se IMC 35.

O Estado de S. Paulo

● O PMDB elegeu os bancos oficiais como prioridade das negociações por cargos no governo de Dilma Rousseff. Essa será a cobrança em troca da fidelidade demonstrada pelo partido na aprovação do salário mínimo de R$ 545 na Câmara, anteontem - toda a bancada votou a favor. Dilma e o ministro Antonio Palocci (Casa Civil) foram lembrados de que o PMDB aguarda a nomeação do ex-ministro Geddel Vieira Lima ou do ex-governador José Maranhão (PB) para a diretoria de Governo e Loterias da Caixa. A diretoria de Governo do Banco do Brasil está prometida para o ex-governador Orlando Pessutti (PR). As reivindicações inc1uem ainda Furnas e Funasa, entre outros órgãos.

● Cinco manifestantes morreram e mais de 230 ficaram feridos durante repressão do Exército a protestos por reformas democráticas no Bahrein. Há quatro dias a onda que já derrubou autocratas na Tunísia e no Egito chacoalha o emirado árabe. Soldados avançaram ontem de manhã sobre opositores que acampavam na Praça Pérola, enquanto muitos dormiam. O Exército tomou pontos estratégicos da capital, Manama. Na Líbia, mortos em protestos contra o governo de Muamar Kadafi chegam a 20.

● A Agencia Nacional de Saúde Suplementar promete finalizar ainda neste semestre o desenho de um novo tipo de plano que une assistência médica e previdência privada. A ideia é acumular parte do valor da mensalidade em um fundo de capitalização individual, que ajudaria a custear os gastos com saúde após o segurado completar 60 anos.

Correio Braziliense

● A fim de se adequar ao corte no Orçamento, Controladoria-Geral da União deixa para o ano que vem a seleção de 300 auditores. Equipe de Agnelo Queiroz identifica 10 mil servidores nomeados em 2010 sem previsão orçamentária e também estuda contingenciamento. Há possibilidade de postergar por seis meses os exames de admissão para o funcionalismo local.

Valor Econômico

● De volta ao lar após dez anos, com seis dias de shows em setembro e outubro, o Rock in Rio 2011 fecha acordos para a produção de mais de cem produtos licenciados, que deverão render R$ 30 milhões. (

Estado de Minas

● Presidente anuncia criação de 49 centros de tratamento de viciados em universidades.

Jornal do Commercio

● Nada parece conter quadrilhas que explodem caixas eletrônicos. Ontem, em Vicência, carga de dinamite foi tão forte que destruiu a agência do Banco do Brasil. Grampos de ferro foram usados para bloquear o acesso de viaturas.

Zero Hora

● Emater projeta safra recorde no Estado (do Rio Grande do Sul) - Estimativa é de que a produção de grãos como soja, arroz e milho cresça 2,3%.

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

DICA DO DIA
Quando ficar irritado, frustrado ou impaciente, lembre-se do que é realmente importante na sua vida.Pergunte-se se vale mesmo a pena gastar seu tempo e energia com tanto transtorno e frustração. Às vezes reagimos por força do hábito e nos irritamos com coisas que na realidade não têm importância. Este tipo de comportamento gasta uma energia enorme, que poderia ser direcionada para o que realmente importa.Quando você começa um novo dia, antes de ser atropelado por prazos de entrega, "precisamos disso" e "queremos aquilo", reserve um momento para pensar no que é realmente importante para você.Coloque tudo isso em perspectiva. Concentre-se no todo. Isso o ajudará a ir na direção certa.
(diabetenet.com)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Um homem de 24 anos tentou vender a alma no portal Taobao, o serviço de leilões mais popular da China, tendo mesmo recebido 58 ofertas antes de os responsáveis pelo serviço retirarem o anúncio, conta a imprensa. O vendedor, que requereu o anonimato, disse à agência noticiosa francesa France Press que «se tratou de um impulso». O homem começou por pedir 10 reminbi (1,02 euros) como base de licitação pela alma, mas o portal Taobao decidiu que tal venda era inapropriada e apagou o anúncio após cobertura generalizada na imprensa chinesa. Em declarações à France Press, o vendedor disse ter recebido 58 propostas, com a mais alta a atingir os 681 reminbi. Além de drogas e armas, o Taobao não estabelece limitações ao que é vendido no portal, mas o seu diretor de relações públicas disse ter retirado o anúncio por pensar que «só Deus pode controlar as nossas almas»... (contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● No primeiro teste da presidente Dilma Rousseff no Congresso, a Câmara dos Deputados aprovou ontem à noite o projeto que fixa o salário mínimo em R$ 545. O texto-base passou em votação simbólica, com voto contrário apenas do PSOL. Mas a fidelidade da base aliada seria colocada à prova, ainda ontem à noite, na votação de destaques ao texto: um deles fixava o mínimo em R$ 560, e outro, em R$ 600. Durante os debates no plenário, houve uma inversão de papéis: ex-presidente da CUT, o deputado Vicentinho (PT-SP), relator do projeto apresentado pelo governo, foi vaiado por manifestantes da Força Sindical que lotavam as galerias. E parlamentares tradicionalmente rivais da esquerda, como Ronaldo Caiado (DEM-GO), ex-presidente da UDR, foram aplaudidos ao defender um valor maior.

● Réu no processo do mensalão, por lavagem de dinheiro, o deputado João Paulo Cunha foi escolhido pelo PT para presidir a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, a mais importante da Casa. O PT fatiou o mandato de dois anos: João Paulo comandará a CCJ no primeiro ano e Ricardo Berzoini no segundo.

● A ministra Tereza Campello (Desenvolvimento Social) confirmou que, como parte do plano de erradicação da miséria no país, será ampliada a cobertura do programa Bolsa Família, e que o valor dos benefícios será reajustado.

Folha de S. Paulo

● A Câmara dos Deputados aprovou o salário mínimo de R$ 545 para este ano. Nova lei estabelece ainda que os reajustes até 2015 serão feitos por decreto presidencial, dispensando a votação no Congresso. O aumento vai se basear na inflação do ano anterior mais o índice de crescimento econômico de dois anos antes.

● As emendas que previam R$ 560 e R$ 600 foram derrotadas por ampla margem. Todos os 77 deputados do PMDB presentes votaram com o governo, assim como a bancada do PSB. No PT, houve duas traições. O texto aprovado na Câmara vai ao Senado, Casa em que o Planalto tem maioria folgada. Segundo o governo, 47,7 milhões de pessoas recebem o mínimo, entre trabalhadores formais e informais(29,1 milhões), além de beneficiários da Previdência (18,6 milhões).

● Enquanto a meta da inflação para este ano é de 4,5%, o reajuste médio nas contas de luz, segundo especialistas, ficará entre 9% e 11%. O uso de termelétricas, que tiveram de ser acionadas devido à estiagem de 2010, acrescentou despesa de R$ 1,82 bilhão às contas, valor a ser pago neste ano.

O Estado de S. Paulo

● Nos primeiros 11 dias de fevereiro, às vésperas da votação do valor do novo salário mínimo – que ocorreria ontem à noite -, o governo pagou R$ 653,7 milhões de gastos autorizados ou ampliados por meio de emendas parlamentares. O ritmo de liberação de verbas públicas nesse período aumentou 441% em relação ao mês de janeiro inteiro. Os gastos referem-se a contas pendentes de pagamento de 2010 e equivalem a 7% do saldo deixado até o último dia do governo Lula das despesas que foram objeto de emendas parlamentares. Já os 282 deputados e senadores que tiveram emendas aprovadas ao Orçamento de 2011 mas não estão mais no Congresso são alvo preferencial do corte de R$ 50 bilhões que está em preparação no governo e deverá ser detalhado na semana que vem. Elas somam R$ 3,2 bilhões. Ao todo, o volume de emendas aprovadas ao Orçamento de 2011 é de R$ 21 bilhões. Dessas, serão cortados cerca de R$ 18 bilhões.

● A economia brasileira cresceu 7,8% no ano passado, mas já rodava a um ritmo menor e mais próximo de sua capacidade no último trimestre. É o que apontou ontem o Índice de Atividade Econômica do Banco Central, que em dezembro ficou praticamente estável ante novembro. No último trimestre, houve crescimento médio de 1,02% em relação ao terceiro trimestre. Isso evidencia uma aceleração no final do ano, porque o crescimento do terceiro ante o segundo semestre foi de 0,3%.

● O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, conseguiu a primeira vitória de sua gestão. Ele foi eleito presidente do Conselho Nacional de Saúde, que formula políticas e fiscaliza a administração do setor. Com isso, Padilha torna mais difícil a oposição a propostas por ele formuladas.

Correio Braziliense

● INSS anuncia hoje o calendário de pagamento dos retroativos para os segurados que tiveram as pensões calculadas erroneamente com base no teto de benefícios de 1998 e de 2003. É quase R$ 1,5 bilhão em devoluções.

Valor Econômico

● O governo federal vai editar em breve um decreto para simplificar o licenciamento ambiental de empreendimentos de transmissão no país. No início do ano, a presidente Dilma Rousseff pediu rapidez no procedimento, pois os gargalos no setor começam a ameaçar o fornecimento de energia. O decreto está sendo elaborado pelos ministérios do Meio Ambiente e das Minas e Energia.

Estado de Minas

● PAC da mobilidade: Governo terá R$ 18 bi para 24 cidades – BH pleiteará R$ 1,28 bilhão para o ônibus rápido (BRT), construção das vias 210 (Via do Minério-Tereza Cristina) e 710 (Andradas-Cristiano Machado) e ampliação da Central de Controle do Trânsito.

Jornal do Commercio

● Sem rebeldia, deputados corresponderam à expectativa do Planalto, aprovando com folga, o novo salário mínimo de R$ 545. Proposta será enviada ao Senado. Os sindicalistas vaiaram o ex-presidente da CUT e aplaudiram o ruralista Ronaldo Caiado.

Zero Hora

● Agitação chega à Líbia de Kadafi. Onda de protestos divide país que está há 42 anos sob ditadura.

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

DICA DO DIA
Não sei se o seu tempo na vida vai ser suficiente para você ser e fazer tudo o que deseja. Mas sei que nada do que vivemos tem sentido se não tocamos o coração das pessoas, se nossa lembrança não desperta saudade no coração dos amigos, se, quando partimos, não deixamos no outro a esperança da nossa volta. Muitas vezes basta ser: colo que acolhe, braço que envolve, palavra que conforta, silêncio que respeita, alegria que contagia, lágrima que manifesta a emoção, olhar que acaricia, amor que aquece e fortalece. E isso não é coisa do outro mundo, é o que dá sentido à vida.É o que faz com que ela não seja nem curta, nem longa demais, mas que seja intensa, verdadeira, gostosa... enquanto durar.Se você quer amor... ame! Você sabe amar? Sabe respeitar o que lhe contam? Sabe ouvir sem criticar? Sabe aceitar sem restrição? Nada preenche o coração, a não ser o Amor, a Amizade. O agasalho aquece o corpo, lindas roupas o embelezam, mas o que aquece a alma, o que faz brilhar o olhar, o que dá vontade de continuar é o Amor... Só o Amor!!! (Silma Bispo)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
O ganhador de um prêmio de US$ 1 milhão na loteria em Stallings, no estado da Carolina do Norte (EUA), ainda não foi buscar o dinheiro. Segundo reportagem do jornal "Charlotte Observer", o ganhador tem até as 17h desta quarta-feira para resgatar o prêmio. "Nós realmente queremos encontrar essa pessoa", disse o porta-voz da loteria, Ryan Kennemur. O bilhete premiado foi comprado para loteria do dia 20 de agosto, mas ninguém reivindicou o prêmio. O ganhador acertou os cinco números do sorteio (4, 13, 20, 29 e 48) com uma aposta de US$ 2. Até hoje, o maior prêmio que o acertador não foi buscar na Carolina do Norte foi um de US$ 800 mil em abril de 2008. (contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Afastado ontem do comando da Polícia Civil após tensa negociação que começou segunda-feira e envolveu até o governador Sérgio Cabral, o delegado Allan Turnowski deve ser indiciado hoje pela Polícia Federal, sob suspeita de vazamento de informação. Grampos telefônicos teriam flagrado uma conversa com o inspetor Christiano Gaspar Fernandes: na gravação, o então chefe da polícia avisava que Christiano era alvo da investigação da PF que resultou na Operação Guilhotina, com a prisão de 30 policiais civis e PMs acusados de corrupção. O inspetor é acusado de ser miliciano. Mesmo assim, Turnowski entregou o cargo sob elogios do secretário de Segurança e do governador Sérgio Cabral. A Câmara de Vereadores pode abrir CPI para investigar a passagem do delegado Carlos Oliveira pela Secretaria Especial de Ordem Pública, da prefeitura do Rio.

● O secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, escolheu a delegada Martha Mesquita da Rocha, de 51 anos, para cargo de chefe da Polícia Civil do Rio. Pela primeira vez, uma mulher é nomeada para o cargo, no comando de 12 mil policiais civis. Martha tem 28 anos de polícia e coordenava as delegacias especiais de atendimento à mulher.

● A Polícia Federal prendeu ontem o subcomandante da PM de Goiás e mais 18 policiais, acusados de participar de um grupo de extermínio que executou cerca de 40 pessoas, incluindo mulheres e crianças. Os ex-secretários de Segurança e Fazenda também são investigados.

● O governo, na véspera da votação do mínimo, decidiu propor benefício adicional: a correção de 4,5% da tabela do Imposto de Renda não será só para 2011, mas para os próximos 4 anos. O ministro Guido Mantega disse que um valor acima de R$ 545 e incongruente com os cortes no Orçamento e traz descontrole fiscal. A presidente Dilma mandou um recado: tratará dissidentes como dissidentes.

Folha de S. Paulo

● Dilma Rousseff e Barack Obama vão assinar um tratado de cooperação econômica e comercial durante a visita do presidente americano ao Brasil, no próximo mês de março, informa Patrícia Campos Mello. O acordo criará mecanismos contra obstáculos que dificultam os negócios entre os dois países - como barreiras sanitárias, processos alfandegários e normas técnicas -, mas não prevê reduzir tarifas de importação. Mesmo sem efeito imediato na abertura comercial, o tratado é visto como uma reaproximação entre Brasil e Estados Unidos, que terá a relação marcada por divergências recentes, como a questão nuclear do Irã. Outro tratado a ser assinado, o da previdência, vai permitir que imigrantes brasileiros nos EUA possam somar contribuições feitas nos dois países para obter benefícios como aposentadorias e pensões.

● O presidente Barack Obama condenou a repressão do governo iraniano ao protesto que deixou dois mortos no país e disse esperar que a população continue com coragem de expressar seu desejo de mudança. No Irã, parlamentares pediram pena de morte para o ex-presidente Mohammad Khatarni e dois ex-candidatos que organizaram a manifestação.

● O Nobel da paz Mohamed ElBaradei, um dos pais dos protestos egípcios, esta apreensivo. "Queríamos o Exército para evitar uma guerra civil, não como ponte para a democracia". À Folha ele afirmou que o Egito precisa de ao menos um ano até a eleição e criticou o Brasil por não condenar ditaduras.

O Estado de S. Paulo

● O governo montou operação na Câmara para garantir a aprovação hoje do salário mínimo de R$ 545 e reduzir as dissidências na base. O ministro Carlos Lupi (Trabalho) pode perder o cargo caso o PDT mantenha a disposição de votar por um mínimo de R$ 560. A lista de votação com os nomes dos deputadas fiéis ao governo será usada para distribuição dos cargos de segundo e terceiro escalões do Executivo e das estatais. Os líderes governistas estão confiantes na vitória dos R$ 545 com cerca de 300 votos e esperam 76 votos dissidentes na base aliada, segundo cruzamento realizado ontem. Na avaliação tanto de governistas quanta de oposicionistas, o mínimo de R$ 560 deverá contar com o apoio de 150 a 180 deputados. "A situação do governo é confortável", afirmou o líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP). A base está preparada para fazer cobranças em troca da fidelidade ao Planalto.

● A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pretende, a exemplo do que aconteceu na Europa, banir a comercialização de todas as drogas usadas para emagrecer que atuam no sistema nervoso central. São elas a sibutramina e os derivados de anfetamina: femproporex, dietilprapiona e mazindol. A única droga que continuará liberada será o orlistate (Xenical), que atua diretamente no intestino. Diante de escudos que apontavam que a sibutramina aumenta o risco de problemas cardíacos, desde o ano passado a Anvisa endureceu os critérios de venda do medicamento, considerado de primeira classe no tratamento da obesidade pela maioria dos endocrinologistas.

● Em uma decisão inédita, a Justiça de Milão decidiu enviar o primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, aos tribunais por abuso de poder e corrupção de uma menor em um escândalo sexual envolvendo a jovem marroquina Karima EI-Mahroug, conhecida como "Ruby Rubacuori". Pressionado pela queda de popularidade e por protestos de rua, Berlusconi, de 74 anos, será levado ao banco dos réus dentro de 20 dias.

Correio Braziliense

● Ministros e deputados governistas foram a campo no Congresso para cumprir uma estrita missão repassada pelo Planalto: assegurar a aprovação do salário mínimo de R$ 545, hoje, na Câmara. Em explanação aos parlamentares, Guido Mantega (foto), da Fazenda, deixou claro que o governo não tem condições de arcar com um piso acima desse valor e alertou para a ameaça da inflação. As centrais sindicais e a oposição, por sua vez, pretendem emplacar as propostas de R$ 560 e R$ 600 no plenário. O líder do governo, Cândido Vaccarezza (PT-SP), estima conseguir 300 votos favoráveis na batalha do mínimo, mas a posição dúbia de parte dos aliados pode atrapalhar os planos da presidente Dilma Rousseff.

Valor Econômico

● Às vésperas da reunião ministerial do G-20, em Paris, a França ensaia um recuo para evitar uma rota de colisão com o Brasil sobre como controlar a disparada dos preços dos alimentos e regular os mercados agrícolas, após a reação do país a suas sugestões. O Valor apurou que o governo francês deflagrou um esforço adicional para explicar ao Brasil que não quer "prejudicar" os países exportadores nem buscar o controle de preços das commodities agrícolas, e sim deter a especulação com derivativos.

Estado de Minas

● Em visita ao Mineirão, o ministro do Esporte, Orlando Silva, elogiou o andamento da reforma do estádio para o Mundial de 2014, o que, segundo ele, fortalece BH na disputa pelo jogo de abertura. “É a cidade mais adiantada”, disse o ministro. Mas obras de infraestrutura, como as de Confins, cruciais para a Copa, preocupam. O Tribunal de Contas da União determinou a suspensão temporária da licitação para ampliação do terminal 1 do aeroporto, orçada em R$ 295 milhões. Há indícios de que o preço está inflado em R$ 46 milhões. A Infraero tem 15 dias para apresentar explicações.

Jornal do Commercio

● Governador afasta oito PMs sob suspeita – Homens são acusados de espancamento e tentativa de abuso sexual contra três jovens. Eduardo ordenou ainda que vítimas e familiares tenham proteção. Associação de Cabos e Soldados diz que imprensa desmotiva a tropa.

Zero Hora

● Cotação do mínimo testa hoje a força de Dilma no Congresso
Planalto destaca Mantega para enfrentar na Câmara a oposição e sindicalistas, ameaça tirar PDT de ministério e insiste que R$ 545 é o limite.

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

DICA DO DIA
Era uma vez um país cujo rei era muito polêmico em seus atos. Ele levava prisioneiros de guerra para uma enorme sala, onde estes eram enfileirados, no centro do recinto. Neste momento, o rei entrava na sala e gritava:- Eu vou dar uma chance para vocês! Olhem para o canto direito da sala.Ao olharem, os prisioneiros viam alguns soldados armados de arco e flechas, prontos para a ação.- Agora - continuava o rei - olhem para o canto esquerdo.Ao olharem, todos os presos notavam que havia uma horrível porta negra, de aspecto dantesco. Crânios humanos serviam como decoração, e a maçaneta era a mão de um cadáver. Algo horripilante só de imaginar, quanto mais de ver.O rei se posicionava no centro da sala e gritava- Agora escolham: o que vocês querem? Morrer cravados de flechas ou abrir rapidamente aquela porta negra, entrando por ela enquanto tranco vocês? Agora decidam. Vocês têm livre arbítrio, escolham.Todos os prisioneiros mostravam o mesmo comportamento: na hora da decisão, eles chegavam perto da horrível porta negra, olhavam para os desenhos de caveiras, sangue humano, esqueletos, aspecto infernal, coisas escritas do tipo "Viva a Morte", etc., e decidiam: "Quero morrer flechado". Um a um, todos agiam assim.Mas, um dia, a guerra acabou. Passado algum tempo, um ex-prisioneiro, que jurara fidelidade ao rei, tornando-se um servo e livrando-se da terrível pena, varria a enorme sala. Ao ver o rei passar pela sala, perguntou, com toda reverência e meio sem jeito:- Sabe, ó grande rei, eu sempre tive uma curiosidade. Não se zangue com minha pergunta, mas ...o que há além daquela porta negra?O rei respondeu:- Lembra que eu dava aos prisioneiros duas escolhas? Pois bem, vá e abra a porta negra. O ex-prisioneiro, trêmulo, virou cautelosamente a maçaneta e sentiu um raio puro de sol beijar o chão feio da enorme sala. Abriu mais um pouquinho a porta e mais luz e um gostoso cheiro de verde inundaram o local. O soldado então notou que a porta negra abria para uma longa estrada. Foi aí que o ex-prisioneiro percebeu: a porta negra dava para a Liberdade.Todos nós temos uma porta negra dentro da mente. Abra-a e deixe o sol inundar você. (diabetenet.com)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Sabe aquela camiseta abandonada no fundo do baú, só porque está com um furinho? Nem precisa se preocupar com o remendo, basta vestir. E se alguém criticar a aparência dela, diga que é de uma marca famosa e última tendência no mundo da moda. Para justificar sua posição, você pode usar o exemplo da grife Balmain que está vendendo uma camiseta toda rasgada e furada por, nada mais, nada menos, do que R$ 2.700 (US$ 1.624), conforme mostra o site que faz a publicidade da coisa. A explicação para o visual curioso está no look descontraído chamado Destroyed. Segundo os especialistas em moda, a intenção é deixar a pessoa moderna e descolada. (contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

●A pressão do chefe da Polícia Civil, Allan Turnowski, contra um delegado apoiada pelo secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, somada ao desdobramento da Operação Guilhotina, na qual foram presos 30 policiais civis e militares acusados de corrupção, aumentou a crise na Polícia Civil do Rio, aberta na sexta-feira. A PF pode prender nos próximos dias mais três delegados com cargos de comando na Polícia Civil e outros agentes. Em entrevista a TV Globo, Turnowski disse que exoneraria o delegado Cláudio Ferraz; o titular da Draco, se este estivesse sob seu comando, devido a supostas denúncias de extorsão, já investigadas pela Corregedoria. Ferraz ajudou na operação da PF que prendeu policiais ligados a Allan.

● A Polícia Federal, com apoio da Secretaria de Segurança e do Ministério Público, identificou um grupo de policiais civis e militares que saquearam bens de traficantes, durante a ocupação dos complexos de São Carlos, no Estácio, e de Santa Teresa, no dia 6. O mesmo ocorrera no Alemão.

● A marca Esso, que está presente no Brasil há quase um século, vai desaparecer nos próximos três anos. Os postos vão ter a bandeira Shell que, no ano passado, se uniu à Cosan, dona da Esso desde 2008. A nova gigante vai faturar R$ 50 bi.

Folha de S. Paulo

● Maior artilheiro das Copas, três vezes melhor do mundo, Ronaldo Nazário de Lima, 34, chorou ao dar adeus ao futebol. O Fenômeno revelou sofrer de hipotireoidismo e disse que foi derrotado pelo próprio corpo.

● Numa concorrência de ao menos R$ 1,75 bilhão, os Correios vão abrir licitação para operar o Banco Postal, serviço que atende a população de baixa renda em cidades sem filiais bancárias. Há dez anos, o Bradesco atua como correspondente bancário exclusivo em postos da estatal pelo país. Nesse período, abriu mais de 10 milhões de contas.No ano passado, o faturamento anual só com tarifas de manutenção desses correntistas foi de R$ 845 milhões - os Correios ficaram com R$ 350 milhões. O novo contrato terá duração de cinco anos, renovável por mais cinco. A licitação deve ser concluída até julho. Além do Bradesco, apenas o Banco do Brasil, o Itaú, o Santander e o Banrisul atendem aos requisitos da concorrência.

● O Planalto nomeou o ex-gerente da Caixa Econômica Federal Jeter Ribeiro de Souza para assessorar a presidente Dilma Rousseff. Souza foi o responsável por imprimir cópia do extrato do caseiro Francenildo Costa. O escândalo causou a queda de Antonio Palocci. A nomeação foi assinada pelo secretário-executivo da Casa Civil, mas Souza disse que Palocci não influenciou em sua indicação.

O Estado de S. Paulo

● A presidente Dilma Rousseff avalia que a aprovação do salário mínimo de R$ 545 pelo Congresso é questão de honra para sinalizar ao mercado que o corte nos gastos públicos não tem volta. Com a expectativa de que a taxa básica de juros, hoje em 11,25%, chegue a 12,5% em junho para conter a inflação, o Planalto elegeu o mínimo como a âncora fiscal desse início de governo. Definido como a primeira prova de fogo do pós-Lula, o projeto de lei que fixa o piso em R$ 545 será votado amanhã na Câmara e depois seguirá para o Senado. Na tentativa de quebrar as resistências no Congresso, o ministro Guido Mantega (Fazenda) explicará hoje a proposta do Planalto a uma comissão de deputados, empresários e sindicalistas. Embora o governo tenha maioria na Câmara e no Senado, a base aliada não está totalmente unida, e o Planalto sabe que haverá dissidências.

● Milhares de iranianos entraram ontem em confronto com policiais no centro de Teerã. A marcha tinha sido inicialmente convocada pelo próprio governo em solidariedade à "revolução no Cairo", mas foi proibida por temores de que se convertesse em um ato antirregime, o que acabou acontecendo. Os protestos foram os maiores no Irã em mais de um ano. Além da capital, milhares de opositores também saíram às ruas em Isfahan, a terceira maior cidade do país. Na Argélia, o governo, que também enfrenta protestos, anunciou o fim do estado de exceção, em vigor há 19 anos. Houve manifestações também no Bahrein e no Iêmen.

● O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico oferecerá financiamento estudantil para quem terminou o ensino médio, mas quer fazer qualificação técnica numa escola privada.

Jornal do Brasil

● Oficial que conduzirá a transição no Egito era considerado um capacho do ditador e por isso ganhou apelido jocoso. População está com medo.

Correio Braziliense

● Bicampeão mundial, maior goleador de todas as Copas, três vezes eleito o melhor jogador do mundo. O atacante Ronaldo encerra a carreira após 18 anos de vitórias, títulos, escândalos e lesões graves. Aos 34 anos, o craque disse não conseguir mais driblar as dores crônicas e revelou o adversário que, nos últimos anos, o impediu de mostrar o seu gênio em campo: o hipotireoidismo. O distúrbio pode resultar em excesso de peso. Fenômeno mundial e exemplo de superação, Ronaldo conclui uma trajetória digna dos gigantes do futebol.

Valor Econômico

● Alguns trabalhadores têm conseguido na Justiça receber um adicional pela execução de tarefas consideradas penosas, que varia de 7,5% a 30% do salário. O chamado adicional de penosidade está previsto na Constituição Federal, mas ao contrário da periculosidade e da insalubridade, o benefício não foi regulamentado e, portanto, não há lei que defina quanto e em quais circunstâncias deve ser pago. A Justiça do Trabalho só tem concedido o adicional a empregados de categorias que tenham essa previsão em convenção coletiva. Atualmente, há oito projetos de lei no Congresso Nacional que tratam do assunto.

Estado de Minas

● Feirantes da Afonso Pena, com o apoio de vereadores e deputados, denunciam a fragilidade do processo de concorrência e pedem sua suspensão. O Estado de Minas atestou: no site em que eram feitas as inscrições, encerradas ontem, até às 15h qualquer pessoa tinha acesso ao cadastro de concorrentes, podendo alterá-lo ou até excluí-lo da disputa. A prefeitura descartou rever a licitação.

● Aos 34 anos, 18 como profissional, Ronaldo chorou ao se despedir do futebol. Reconheceu que o corpo, castigado por graves contusões e pelo ganho de peso, agravado por um hipotireoidismo, não correspondia mais. Mas ressaltou que a carreira foi “maravilhosa”. Para a torcida, fica a lembrança das jogadas geniais do maior artilheiro das Copas, com 15 gols.

Jornal do Commercio

● Policiais suspeitos de sessão de pancadaria seguida por tentativa de forçar rapazes a praticar sexo oral são acusados agora de ir à casa de uma vítima pressionar. Militares vão continuar nas ruas durante as investigações por falta de provas.

● Ronaldo confirmou aposentadoria, revelou sofrer de hipotireoidismo e se desculpou aos corintianos pela queda na Libertadores. Foi um dos maiores jogadores da história.

Zero Hora

● O Fenômeno se despede - “Perdi para o meu corpo” – Entre lágrimas e revelações, Ronaldo emociona o mundo ao encerrar carreira

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

DICA DO DIA
Não curta somente o sol, aproveite também a lua... Não curta somente a calmaria, aproveite a tempestade... Tudo isso enriquece a vida. Ela não pode ser vivida somente dentro de uma casa,a vida tem que ser experimentada dentro do universo. A felicidade é um jeito de viver, é uma postura de vida, é uma maneira de estar agradecido a tudo, não somente ao sol, mas também à lua, não somente a quem lhe estende a mão, mas também a quem o abandona, pois certamente nesse abandono existe a possibilidade de descobrir a força que existe dentro de você. (retirado da internet)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Uma carpa que vive em um lago do resort Aguativa, no município de Cornélio Procópio, no norte do Paraná, está chamando a atenção dos visitantes do lugar. Batizado de Biju, o peixe se alimenta de modo curioso. Diariamente, ele toma mamadeira com a ajuda de Bruno Santana, seu tratador. Ele sempre dava comida à Biju com as próprias mãos e percebeu que o animal sugava o alimento. Dessa forma, pensou que uma mamadeira seria o melhor utensílio para alimentar o bichinho.A engenheira agrônoma Sara Rovaris explica que a comida, embora na mamadeira, não é feita com leite e sim uma ração líquida própria para o animal. Ela diz também que, se os tratadores oferecerem o alimento de outra forma, Biju também come.A carpa reconhece e atende o chamado de Bruno, subindo à margem para receber a refeição, sem se importar com os olhares curiosos dos hóspedes. “A carpa é dócil e faminta. Tornou-se muito querida entre os funcionários que já a têm como uma mascote”, afirma Sara. Por enquanto, apenas uma carpa se alimenta por meio de mamadeira, mas segundo a agrônoma, outros peixes do lago estão começando a se comportar da mesma forma que a pioneira Biju. (contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

●O conselho militar que governa o Egito atendeu ontem a duas das principais demandas dos manifestantes que derrubaram a ditadura de Hosni Mubarak: dissolveu o Parlamento e suspendeu a Constituição, prometendo a realização de eleições democráticas em seis meses. O estado de emergência, no entanto, não foi levantado. Manifestações e greves por melhores salários continuaram. No Iêmen e na Argélia, os governos reprimiram novos protestos.

● Dois dias após ter sido acusado de receber propinas, o chefe da Policia Civil, Allan Turnowski, acusou o delegado Cláudio Ferraz de extorsão. Ferraz ajudou a Polícia Federal a prender policiais que foram ligados a Allan.

● A presidente Dilma Rousseff terá que administrar uma herança pesada do governo Lula no Congresso: 21 medidas provisórias, muitas aumentando gastos e criando cargos, na contramão das medidas de austeridade do governo.

Folha de S. Paulo

● A junta militar dissolveu o Parlamento egípcio, disse que ficará no poder por seis meses ou até haver eleições, suspendeu a Constituição e criou grupo para reformá-la. Enquanto não se realizam eleições gerais, a junta governará o Egito por decreto. ● No Iêmen, cerca de mil pessoas foram até o palácio presidencial para pedir a saída de Ali Abdullah Saleh, no poder há 32 anos.

● Operadoras de celular e a Anatel estimam que 20% dos 202,9 milhões de linhas do país usem aparelhos sem certificação da agência, relatam Julio Wiziack e Camila Fusco. Para fabricantes, a perda anual é de R$ 1 bilhão. O Ministério Público prepara ação para forçar operadoras a bloquear celulares piratas.

● David Neeleman, 51, defende o uso de terminais temporários nos aeroportos para a Copa, critica a atuação do TCU e afirma que falta concorrência no Brasil. Americano nascido em SP, ex-missionário mórmon, pai de nove filhos, o dono da Azul já criou quatro empresas aéreas.

O Estado de S. Paulo

● A junta militar, à qual o presidente deposto Hosni Mubarak transferiu seus poderes na sexta-feira, atendeu a uma das demandas dos manifestantes e anunciou a dissolução do Legislativo, desmoralizado por denúncias de fraude e com 95% das cadeiras atribuídas ao Partido Nacional Democrático, do governo. O conselho diz que ficará no poder durante seis meses ou até a realização do pleito presidencial, originalmente previsto para setembro. Afirmou ainda que a reforma da Constituição, a ser conduzida por juristas para garantir eleições justas e liberdades civis, será submetida a referendo popular.

● Desde o início do ano, mercados emergentes como o brasileiro perdem dinheiro para os chamados mercados maduros. Motivo: a melhora das perspectivas de crescimento para países como Estados Unidos e Alemanha, e a provável alta dos juros na zona do Euro e na Inglaterra ainda em 2011.

● Revoltadas pelo último escândalo envolvendo o premiê Silvio Berlusconi, mulheres saíram às ruas em mais de 200 cidades, entre elas Roma, pedindo sua saída. As manifestantes afirmavam que o líder fere sua dignidade e reforça estereótipos de gênero ultrapassados.

Correio Braziliense

● Contribuinte terá de dar mais detalhes sobre gastos com saúde ao declarar. Qualquer erro poderá jogá-lo na malha fina.

Valor Econômico

● Impulsionado pela Copa do Mundo e Olimpíada, o transporte de passageiros sobre trilhos ressurge em projetos que devem consumir R$ 85 bilhões em investimentos nos próximos cinco anos. Sem o charme futurista do trem-bala, há 14 obras regionais prioritárias, em trechos curtos, que acrescentarão 1,3 mil km aos 930 km de malha existente. Essa rede será formada pela reativação de partes de estradas de ferro que não foram concedidas à iniciativa privada na década de 90, hoje abandonadas. Entre os projetos estão linhas como a de Campinas a Araraquara (SP), Pelotas a Rio Grande (RS) e Recife a Caruaru (PE). Além dos trens regionais de passageiros, há uma lista de mais 15 projetos de veículos leves sobre trilhos (VLTs) a caminho. Os pedidos desses “bondinhos” fechados em todo o pais chegam a 140, um pacote que custará cerca de R$ 500 milhões.

Estado de Minas

● Agente de saúde falha ao combater dengue em BH – Reportagem acompanha trabalho de agentes em vistoria de imóveis e comprova o alerta de que erros e métodos superados comprometem sucesso do programa de R$ 25 milhões.

● Há pelo menos 2 mil ações na Justiça questionando os resultados das eleições de 2010, o que pode alterar a composição de bancadas e até derrubar governadores.

Jornal do Commercio

● Patativa ganha do Vitória por 3 x 1 e ofusca o Clássico dos Clássicos, que terminou empatado por 1 x 1. Clube de Caruaru está disparado na frente do Estadual, com 36 pontos.

Zero Hora

● Levantamento de ZH mostra o estágio de cada um dos 20 principais projetos do programa federal (PAC), esperados pela população de diferentes regiões do RS.

domingo, 13 de fevereiro de 2011

DICA DO DIA
Ainda há tanto tempo na vida...Tempo para converter os defeitos, retomar os projetos que estão guardados no diário. Ainda há tempo suficiente pra conhecer os lugares não visitados, de entrar nos templos para rezar, fazer um pedido especial aguardar o tempo passar.Tempo para viver novas situações, conhecer gente legal, gente chata, mas conhecer gente!Pegar o álbum de fotos e rir da roupa que vestiu um dia.Sentir saudades de pessoas queridas que o tempo levou.Ainda há tempo para jogar uma partida de buraco, fazer ginástica e depois relaxamento.Com o tempo, você pode descobrir alguns fios de cabelos brancos e talvez, se houver tempo - e quiser -, tingi-los.Ainda há tempo para repetir a sobremesa do almoço e calcular as calorias ingeridas a mais.Voltar para casa, ligar para os amigos e contar uma piada. Ouvir os lamentos de cada um deles e dizer que a vida é assim mesmo.Deixe o tempo... porque com ele tudo passa!
(dabetenete.com)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Um caminhoneiro francês que ganhou 10 milhões de euros (cerca de R$ 23 milhões) na loteria comprou a transportadora onde trabalha, que estava à beira da falência, e salvou os empregos da companhia.O agora ex-caminhoneiro, que prefere manter o anonimato, passou a ser o presidente da transportadora onde trabalha há cerca de 30 anos.Ele afirma ter preferido, “por pena”, não despedir seu ex-patrão, que passou a ocupar um cargo subalterno na companhia.O ganhador da loto, na faixa dos 50 anos de idade, disse ter investido “centenas de milhares de euros” na transportadora, com sede na região da Normandia (noroeste do país).A pequena empresa, com cerca de 15 empregados, estava em processo de liquidação judicial, e o encerramento de suas atividades seria decretado em breve. (contaoutra.com)

CRÔNICA DE DOMINGO
Alô gente! Bom domingo! Resolver problemas no dia a dia é uma barra pesada... Pior para quem não tem habilidade para isso. Esta crônica é de novembro do ano passado, publicada no jornal O Pratiano. Boa leitura!

A falta de habilidade para resolver problemas
Na vida de gente, os problemas surgem a todo instante, todos os dias. E é preciso equacioná-los e tentar resolvê-los. Porém, uma das maiores dificuldades encontradas pelas pessoas, tanto em relação à sua vida pessoal quanto no terreno profissional, é a falta de habilidade para resolver problemas.
É comum que nos sintamos ansiosos quando surge a necessidade de resolvermos problemas que, por suposição nossa, estão além de nossa capacidade. Ocorre um sentimento de angústia e impotência, fatores agravantes, que aumentam ainda mais o grau de dificuldade que está se apresentando.
Em geral os problemas são percebidos pelas pessoas de forma diferente. Aquelas que são mais otimistas encaram problemas como oportunidades de resolver assuntos e até mesmo como forma de melhorar seu padrão de vida. Outras, as que pensam negativamente, transformam pequenos problemas em verdadeiras tragédias anunciadas, sofrendo por antecipação.
Por vezes vários problemas ocorrem em nossas vidas ao mesmo tempo, o que pode criar uma situação de estresse. Pode acontecer de uma pessoa estar vivenciando simultaneamente conflitos e desafios na vida pessoal, na área profissional, e ao mesmo tempo atravessar uma fase financeira ruim ou ter problemas de saúde.
Pois bem, uma ótima maneira de resolver problemas é o que podemos chamar de segmentação. Este método se baseia na aplicação do principio de que, se segmentarmos ao máximo o processo, é mais fácil fazer algo. Na matemática este processo é utilizado com sucesso. Uma equação bastante complexa pode ser reduzida em uma série de pequenas equações menores e mais fáceis de resolver.
Outro exemplo que pode servir de comparação é a utilização de financiamento para aquisição de um bem. Muitas vezes é inviável adquiri-lo com o pagamento total do valor (que seria o problema maior), e por isso recorremos ao financiamento em parcelas mensais (pequenos problemas), o que vai tornar viável alcançar a solução do problema maior, ou seja, a nossa necessidade de adquirir o produto.
Entretanto, ao invés de segmentar o problema em porções menores, é comum as pessoas fazerem justamente o contrário, ou seja, tentar resolver vários assuntos ao mesmo tempo. Com isto, sentem-se pressionadas, ansiosas e impotentes, pois a solução de vários problemas, tudo de uma vez, pode ser uma tarefa superior a sua capacidade de realização.
Nestas situações, mais do que nunca, será necessário que a pessoa mantenha a tranquilidade, raciocine sobre cada problema separadamente e utilize o método da segmentação, separando os problemas uns do outros, e evitando que haja interferência entre eles.
Um problema financeiro, por exemplo, pode agravar um problema de saúde por causar ansiedade e estresse, ou mesmo gerar uma crise de relacionamento familiar e até interferir no desempenho do trabalho.
Por isto é tão importante saber separar os problemas, não permitindo que um assunto interfira e dificulte outras situações de nossa vida. Quando se consegue pensar em cada problema de forma independente, tem-se uma sensação mais serena em relação a cada um, facilitando o raciocínio e a busca de soluções.
Em geral, o método que descrevemos, cria uma sensação de leveza psicológica e um sentimento de que o problema não é tão grande quanto parecia à primeira vista. A partir daí, cada etapa que se for conseguindo realizar criará uma sensação de vitória, o que motivará a pessoa a continuar perseguindo o objetivo de resolver o problema por inteiro.

O QUE DIZEM OS JORNAIS


O Globo

● Corte de R$ 50 bi no Orçamento é o preço do aumento de gastos no passado A situação das contas públicas e os gastos elevados do governo anterior são o maior problema econômico da presidente Dilma Rousseff neste início de mandato - uma herança fiscal deixada pro seu antecessor, e mentor, o ex-presidente Lula. O quadro fiscal preocupante exigirá um aperto inédito de R$ 50 bilhões no Orçamento. Outros problemas são a inflação e a taxa de juros em alta, além de um orçamento engessado por despesas permanentes com pessoal. De 2003 a 2010, os gasto públicos cresceram R$ 282 bilhões, e 78,4% disso foram no segundo mandato de Lula. Outro alerta é para a dificuldade de ampliar investimentos. "É preciso sobrar mais dinheiro para investimentos. Tem de começar pelo ajuste fiscal", afirma Alcides Leite, especialista em contas públicas. Por outro lado, no governo Lula melhoram as taxas de emprego e renda e o acesso ao crédito.

● Um dia após a queda de Hosni Mubarak e de mais duas semanas de protestos, a calma voltou ao Cairo. Muitos deixaram a Praça Tahrir, epicentro das manifestações, mas centenas permanecem por lá, festejando e aguardando os primeiros passos do governo interino. Em depoimentos ao Globo, especialistas da Europa, EUA e Israel se mostram duvidosos quanto ao futuro do país.

Folha de S. Paulo

● A junta militar que passou a governar o Egito após a queda do ditador Hosni Mubarak afirmou que cumprirá todos os acordos internacionais do país, inclusive o tratado de paz com Israel. O comando reiterou compromisso com a transferência de poder a um governo eleito, mas não deu pistas sobre qual será a duração da transição e quando acabará o estado de emergência. Os militares pediram ainda a manutenção temporária da estrutura administrativa nomeada por Mubarak no início dos protestos. No primeiro dia sem o ex-ditador, o Cairo continuava em festa. Na praça Tahrir, foco dos 18 dias de atos contra Mubarak, centenas de pessoas com vassouras e escova limpavam o local. À Folha, líder da oposição se disse surpreso com a força dos protestos.

● Para tentar evitar novos apagões, o governo paulista vai sugerir que grandes empreendimentos residenciais e comerciais, como hotéis e shoppings, produzam a própria energia com geradores e saiam do sistema elétrico nos horários de pico. Blecaute na terça deixou 2,5 milhões de pessoas sem energia na capital. O governo admite que mais apagões podem ocorrer.

● Escutas telefônicas feitas pela PF na Operação Guilhotina, contra um esquema de corrupção nas polícias do Rio, revelam que policiais e militares desviavam até pares de tênis dos traficantes, após a ocupação do Complexo do Alemão. O total de presos na operação chegou a 37.

O Estado de S. Paulo

● Conselho garante que todos os tratados internacionais firmados pelo antigo regime serão respeitados. O Conselho Militar que assumiu o governo do Egito, no lugar do ditador Hosni Mubarak, derrubado por uma onda de protestos populares, prometeu respeitar todos os tratados internacionais firmados pelo antigo regime. O anúncio representa um gesto de disposição para manter a paz com o vizinho Israel e o alinhamento com os Estados Unidos. Os militares anunciaram que os ministros de Mubarak serão mantidos em suas funções até a formação de um novo gabinete. Ex-ministros e ex-presidentes de estatais foram proibidos de viajar para o exterior sem permissão oficial. No centro do Cairo, uma multidão celebrava a queda do regime e cobrava dos militares a revogação das leis de emergência impostas pelo antigo ditador.

● A escalada da inflação dos últimos meses ressuscitou mecanismos informais de indexação. Estudo da Fipe mostra que em doze meses até janeiro, os preços dos serviços reajustados segundo critérios informais subiram 8,45%, ante 4,93% para serviços com critérios formais de aumento. Já a inflação geral ao consumidor medida pelo IPC da Fipe no período foi de 6,2%.

Correio Braziliense

● De um lado o governo, que tenta elevar o valor do salário para R$ 545. Do outro, os rebeldes e a oposição, que pressionam por R$ 560. No meio dessa guerra, o trabalhador. Para piorar, aliado que não votar com o Planalto corre o risco de expulsão da legenda.

Estado de Minas

● Vereadores e secretários municipais engrossam a lista de 1327 funcionários públicos que, como revela levantamento feito pelo Estado de Minas, burlaram em 2010 o programa do governo, destinado a famílias com renda per capita mensal de até R$ 140.

Jornal do Commercio

● Paciente paga briga de planos e médicos.

Zero Hora

● Números revelam o mapa do crime no RS. Ao cruzar dados da Segurança, do IBGE e do Detran, ZH mostra as cidades mais atormentadas por oito tipos de crime, do homicídio ao estelionato.

O QUE DIZEM AS REVISTAS SEMANAIS BRASILEIRAS

Veja

□□□ Corte na carne - Não é só a picanha: o preço de quase tudo o que você consome está subindo muito mais do que a inflação.
□□□ Compras coletivas - Como 8 milhões de brasileiros estão usando a internet para comprar mais barato.

Época

□□□ Câncer X coração - As drogas mais usadas para combater tumores podem provocar infarto - um novo dilema da medicina, enfrentado por pacientes como o ex-vice-presidente José Alencar.

ISTOÉ

□□□ Estudar no exterior - Do ensino médio à pós-graduação, nunca foi tão fácil ampliar a formação fora do Brasil. Saiba como chegar lá e o que você precisa para escolher o curso certo e preparar a sua viagem. □□□ Os caminhos para entrar nas melhores universidades□□□ Os países mais procurados□□□ Como obter bolsas de estudo
□□□ Chantagem - Centrais sindicais exigem 1,3 mil cargos no governo e controle sobre R$ 200 bilhões

CartaCapital

□□□ De quem é o PSDB? Como ficarão os tucanos - e a oposição - após a disputa entre Aécio Neves e José Serra.
□□□ Aperto fiscal - Será difícil cortar gastos e manter os investimentos no PAC.
□□□ Satiagraha - Novas provas dos crimes de Dantas.