sábado, 5 de março de 2011

DESTAQUES DOS JORNAIS LOCAIS DESTA SEMANA

Jornal O DEBATE, de São Manuel, edição de 04 de março de 2011

□□□ Carnaval de São Manuel e região – programação de todos os festejos carnavalescos de São Manuel, Pratânia e Areiópolis.
□□□ Vice-governador Guilherme Afiff Domingues vai participar do 55º Congresso Estadual de Municípios, a convite do presidente da APM, Marcos Monti.
□□□ Flavinho perde mais uma no Tribunal de Contas do Estado.
□□□ CPFL esclarece cortes de energia.
□□□ Estelionatários são presos em São Manuel.
□□□ Sala de Visita ao Pé do Coreto estreou com sucesso.
□□□ Usina S. Manoel realiza Projeto Gestante Saudável.
□□□ Rodovias do Tietê distribuirá preservativos no carnaval.
□□□ América F. C., equipe de futebol feminino de São Manuel, faz algumas importantes contratações.
□□□ Conselho Tutelar irá fiscalizar menores no carnaval.
□□□ Jornal O Debate não circulará na próxima sexta-feira. Volta no dia 18 de março.
□□□ Opinião: em seu editorial o jornal discute a importância da faculdade para os jovens.
□□□ Ponto de Vista – O saudoso Toninho Cordão é relembrado hoje nesta coluna. Ele foi responsável pelos transmissores da Rádio Clube durante muitos anos.
□□□ Os pioneiros – Nesta edição o jornalista Miguel Roberto Nítolo conta a história da Família Delgado.
□□□ COLUNAS: Esporte (Osmar Corrêa), Bloco de Notas (coluna deste blogueiro), Direito em Debate (drª. Edilaine Rodrigues de Góis Tedeschi), Casual (Letícia Castaldi), Motivação (Bene Bassetto), Cornetando (Sandro Dálio).
□□□ Flash – as personalidades da cena de nossa região.
□□□ Badalação – moças e rapazes da cidade em fotos coloridas.
□□□ Classificados – os melhores classificados da cidade.

Jornal O PRATIANO, de Pratânia, edição de 04 de março de 2011

□□□ Associação Rural “Giocondo Bassetto” de Pratânia: sete anos de conquistas.
□□□ Câmara solicita informações sobre o serviço de Saúde no município.
□□□ Copa Verão de Futebol de Areia: realização do Departamento de Esportes do município.
□□□ Usina S. Manoel realiza Projeto Gestante Saudável.
□□□ Tributação chega a 55% em artigos de carnaval.
□□□ Beleza & Saúde: Saúde – mudanças de hábitos são necessárias (terapeuta Everaldo Andrade) /// Cuidado com o uso abusivo de álcool durante o carnaval /// Pulmão: a importância de cuidar bem desse órgão.
□□□ Carnaval de São Manuel terá participação da AABB, Samba no Sangue, quatro blocos e Gaviões da Fiel.
□□□ Cerca de 70% das mulheres dizem estar satisfeitas com sua vida sexual, indica pesquisa.
□□□ Coluna “Em Dia com as Notícias” e a Crônica “Algumas fobias mais do que esquisitas...”, ambas de autoria deste blogueiro, estão na página 05.
□□□ Carnaval de rua de Pratânia: blocos prometem muita folia.
□□□ Deputado Milton Monti acompanha governador em inaugurações pelo interior.
□□□ Vereadores de São Manuel visitam cervejaria Belco.
□□□ Câmara de Pratânia aprova aumento para servidores municipais.
□□□ Matérias apresentadas pelos vereadores em 28/02/11.
□□□ Projeto polêmico: Prefeito Marcos Corrêa envia Projeto de Lei à Câmara para doação de imóvel.
□□□ Solidariedade: Doações serão distribuídas para entidades assistenciais.
DICA DO DIA
Procura-se uma alma de criança que foi vista, pela última vez, dentro de nós mesmos, há muitos anos...Ela pulava, ria e ficava feliz com seus brinquedos velhos... Exultava quando ganhava brinquedos novos, dando vida a latinhas, barbantes, tampinhas de refrigerantes, bonecas, soldadinhos de chumbo e figurinhas...Batia palmas quando ia ao circo, quando ouvia cantigas de roda, quando seus pais compravam sorvete: "chikabon, eskibon...". Tudo danado de bom!Ela se emocionava ao ouvir histórias contadas pela mãe ou quando lia aqueles livrinhos de pano que a madrinha lhe dava quando ia visitá-la...

Chorava quando arranhavam seus brinquedos: aquele aparelho de chá cheio de xícaras com que servia as bonecas ou os carrinhos de guindaste, tratores e furgões. Fazia beiço quando a professora a colocava de castigo, mas era feliz com seus amigos, sua pureza, sua inocência, sua esperança, sua enorme vontade de ser uma grande figura humana, que não somente sonhasse, mas que realizasse coisas importantes em um futuro que lhe parecia ainda tão longínquo.
Onde ela está? Para que lado ela foi? Quem a vir, que venha nos falar... Ainda é tempo de fazermos com que ela reviva, retomando um pouco da alegria de nossa infância e deixando a alma dar gargalhadas, pois, afinal, "ainda que as uvas se transformem em passas, o coração é sempre uma criança disposta a pular corda".
Para não deixar morrer a criança que todos temos dentro de nós... Deixe-a sair, brincar e sonhar... Uma das poucas coisas que ainda podemos fazer sem ter de pagar impostos!
Ache logo sua criança.
(Portal Diabetes)


NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
O artista suíço Kunst Stencil criou na quarta-feira em Nantes, na França, um retrato do cantor e poeta francês Serge Gainsbourg feito com 20 mil filtros de cigarros, em homenagem ao aniversário de 20 anos da morte do referido artista. (contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Após o crescimento recorde de 7,5% da economia brasileira no ano passado, puxado pelo consumo, que pressionou a inflação, o sinal de alerta agora vem do crédito. Mesmo com as medidas do governo para esfriar o PIB, a inadimplência deve crescer 8% este ano e "acender a luz amarela", disse o economista-chefe da Serasa Experian, Luiz Rabi. O indicador fechou com alta média de 6,3% em 2010. Na Era Lula, a média de aumento foi de 6,7%. "Os juros estão subindo, as prestações ficando caras e os prazos mais reduzidos", disse Rabi. Em 2010, o calote cresceu na esteira da expansão do crédito e das medidas de incentivo ao consumo. O crédito no país chega hoje a R$ 1,7 trilhão, sendo 15% de consumo.

● O IPCA, índice usado nas metas do governo, caiu ligeiramente, no mês passado, para 0,80%, contra 0,83% em janeiro. Apesar do recuo, a inflação já acumula 6,01% nos ú1timos 12 meses, preocupando economistas, pois está mais próxima do teto da meta (6,5%). Com isso, o BC deve continuar subindo juros.

● Em vídeo enviado à Procuradoria-Geral da República, a deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF), filha do ex-governador Joaquim Roriz e integrante da comissão de reforma política, é flagrada recebendo um pacote de dinheiro do delator do mensalão do DEM, Durval Barbosa. O vídeo foi gravado na campanha de 2006, quando Barbosa, ex-secretário de Relações Institucionais do DF, era presidente da Companhia de Planejamento do DF. Na conversa, Jaqueline pede mais a Durval: "Você vai me ajudar com alguma infraestrutura, não é?", diz.

● O regime do ditador da Líbia, Muamar Kadafi, contra-atacou a insurgência ontem e anunciou a reconquista de Zawiya, a 50Km de Trípoli, causando até 50 mortes. Rebeldes também foram reprimidos na capital e perderam um depósito de armas em Benghazi. Mas, informa Deborah Berlinck, comemoraram a ocupação de um complexo petrolífero.

Folha de S. Paulo

● A cada cinco segundos, em média, um motorista paulistano teve seu veículo multado nas ruas da cidade de São Paulo em 2010. No total, foram 6.974.682 autuações, um aumento de 11,5% sobre o ano anterior, segundo dados do balanço divulgado pela Companhia de Engenharia de Trafego. O salto acontece após um incremento na fiscalização, que ganhou o reforço de mais 300 policiais militares e 290 novos radares - 193 deles do tipo inteligente.

● Brasil e EUA concluíram ontem a retirada das máscaras de oxigênio dos banheiros de aviões comerciais, como antecipou a Folha.com. A remoção foi feita para evitar o possível uso do gerador de oxigênio em atos terroristas. O equipamento chega a atingir 200ºC e pode gerar fogo se provocado. Agora, comissários terão de socorrer passageiros no banheiro caso ocorra despressurização.

● O Itamaraty apura indício de desvio de até US$ 300 mil de verba enviada nos últimos anos para a Embaixada do Brasil no Zimbábue. O embaixador foi exonerado do posto porque, segundo o governo, cumpriu o prazo de permanência no país. Outros funcionários são investigados.

O Estado de S. Paulo

● Um vídeo em análise no Ministério Público, obtido pelo Estado e exibido em primeira mão pelo estadão.com.br ontem, mostra a deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF), filha do ex-governador do Distrito Federal Joaquim Roriz, junto com o marido, Manoel Neto, recebendo dinheiro do ex-secretário de Relações Institucionais do DF Durval Barbosa. O vídeo foi gravado na campanha eleitoral de 2006, na sala de Barbosa, delator do escândalo conhecido como "mensalão do DEM", que derrubou o governador José Roberto Arruda. As imagens mostram que, após guardar o dinheiro, o casal queixa-se do valor, supostamente abaixo do combinado, e negocia novas contribuições para a campanha de Jaqueline. Até a descoberta do vídeo, Jaqueline sempre negou seu envolvimento e o do pai no esquema. Ela não quis comentar o caso.

● Os rebeldes da Líbia tomaram o último complexo petroquímico que ainda estava nas mãos do ditador Muamar Kadafi, o de Ras Lanuf, perto de Benghazi. Enquanto os rebeldes ampliam seu domínio sobre o leste, as forças pró-Kadafi se firmam no oeste. Elas recuperaram parte da cidade de Az-Zawiyah, a oeste de Trípoli. Trinta pessoas morreram no combate.

● O governo do Estado anunciou pacote antienchentes que prevê quatro paredões na Marginal do Tietê, desassoreamento dos maiores rios da capital e um piscinão no Córrego Pirajuçara. Os paredões, de até 1,5 metro de altura, serão erguidos nas laterais do rio para evitar que a Marginal alague.

Correio Braziliense

● Pressionados pelas contas de início do ano, os brasileiros retiraram R$ 96,1 bilhões da caderneta de poupança em fevereiro. Desde abril de 2009, o volume de saques não superava o de depósitos. Despesas escolares puxaram a inflação do mês passado.

Estado de Minas


● A conta chegou, a poupança sumiu. É a primeira vez desde abril de 2009 que as retiradas da caderneta superaram os depósitos. Brasileiros usam economia para honrar dívidas do Natal e início do ano.

Zero Hora

● Maternidades chegam ao limite na Capital (gaúcha). “Estamos chegando ao colapso no atendimento”, diz vice-presidente do Sindicato Médico ao alertar para a escassez de vagas em UTIs neonatais pelo SUS.

sexta-feira, 4 de março de 2011

DICA DO DIA
Se o sofrimento bateu à sua porta, não se desespere: são bem-aventurados os que choram, porque serão consolados.O sofrimento parece a todos um mal, a dor apavora...Mas, quando aprendemos que a dor é uma libertação que nos devolve a paz ao espírito, passamos a julgá-la menos dolorosa.Para que sua dor doa menos, aprenda a conformar-se com ela, porque ela representa sua libertação.
(C. Torres Pastorino)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
De olho em recorde, tailandeses construíram uma réplica do prédio do parlamento do país com latas de comida. Ao todo, segundo o jornal inglês "Daily Telegraph", foram utilizadas 200 mil latinhas na construção, que está em exibição em uma feira de alimentos em Bancoc. (contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Após encolher 0,6% em 2009, a economia brasileira cresceu 7,5% em 2010, a maior alta desde 1986, ano do Plano Cruzado, informou ontem o IBGE. A presidente Dilma disse que "o PIB foi bom", mas ressalvou que o governo não acredita que o percentual irá se repetir nos próximos anos. "Vamos procurar uma taxa razoável de crescimento, de 4,5% a 5%, que seja sustentável." Segundo economistas, o aumento de gastos no governo Lula, em ano eleitoral, e o consumo recorde fizeram o Brasil crescer acima do sustentável, pressionando a inflação e os juros. Para o FMI, há risco de superaquecimento e é hora de desacelerar.

● O presidente dos EUA, Barack Obama, fez sua mais contundente condenação a Muamar Kadafi e exigiu a renúncia do ditador da Líbia, além de cogitar o uso de força militar - em acordo - com a comunidade internacional - se a situação no país degenerar numa crise humanitária. Deborah Berlinck foi a uma refinaria tomada pelos rebeldes às forças de Kadafi.

● Opositores do presidente Hugo Chávez se manifestaram ontem contra as "relações perigosas" entre Venezuela e Líbia Sail, filho do ditador Muamar Kadafi, rejeitou um plano proposto por Chávez de formar um comitê para buscar uma solução para o conflito.

Folha de S. Paulo

● País cresce 7,5% em 2010, mas economia perde ritmo, e inflação deve limitar o crescimento a menos de 4% neste ano.O Produto Interno Bruto (soma das riquezas nacionais) do Brasil cresceu 7,5% em 2010, a maior taxa desde 1985. O resultado tomou o país a sétima economia do mundo, superando a Itália. Desde o segundo semestre, porém, o país pisou no freio; projeções apontam índice abaixo de 4% em 2011. Para evitar a alta da inflação, os juros vem subindo e o governo anuncia intenção de gastar menos, medidas que reduzem o crescimento.

● A presidente Dilma Rousseff qualificou o PIB de 2010 como "bastante razoável" e afirmou esperar expansão entre 4,5% e 5% neste ano. A posição brasileira também melhorou no quesito paridade de poder de compra, que leva em conta o custo de vida dos países, passando do nono para o sétimo lugar, disse o ministro Guido Mantega.

● O presidente dos EUA, Barack Obama, falou, pela primeira vez, que pode adotar solução militar para tirar do poder o ditador da Líbia, Muammar Gaddafi. "[Há] opções militares e não militares", afirmou Obama. O norte-americano disse que uma das alternativas é criar uma zona de exclusão aérea, proibindo voos sobre o país. Equipes de assistência humanitária serão enviadas à fronteira para "necessidades urgentes". Os pró-Gaddafi realizaram bombardeios pelo ar, e os rebeldes reagiram com artilharia antiaérea em pontos estratégicos, como a cidade portuária de Brega. Estrangeiros continuaram a deixar a Líbia.

● O cientista político Wanderley Guilherme dos Santos, ligado a direção do PT, vai ocupar a presidência da Casa de Rui Barbosa. Emir Sader, descartado após dizer à Folha que a ministra Ana de Hollanda (Cultura) era "meio autista", será colaborador do futuro Instituto Lula.

O Estado de S. Paulo

● Depois de uma queda de 0,6% em 2009, o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, a soma dos bens e serviços produzidos no País, cresceu 7,5% em 2010, o melhor resultado desde o plano Cruzado, em 1986. Apesar do desempenho espetacular, a economia terminou o ano em desaceleração, e a projeção média do mercado para o crescimento de 2011 é de 4,3%. A freada, porém, ainda não atingiu o consumo das famílias, que avançou 2,5% no último trimestre. Para muitos analistas, isso é sinal de que a desaceleração pode ser insuficiente para conter as pressões inflacionárias. O diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn, alertou para o risco de superaquecimento. A presidente Dilma Rousseff comemorou o “número razoável", mas insistiu que o governo não vai deixar a inflação ficar fora de controle. O ano de 2010 também registrou recordes na expansão dos investimentos (21,8%), do consumo das famílias (7%) e das importações (36,2%).

● Parlamentares que ficaram sem mandato recebem aposentadoria proporcional de, no mínimo, R$ 6,9 mil, com 50 anos de idade. As aposentadorias dadas pelo Congresso, legais, são em média de R$ 15 mil, após 20 anos de contribuição, e podem atingir R$ 26.723,13, remuneração dos deputados federais e senadores. No último mês, ao menos nove deputados e cinco senadores se aposentaram pelo Congresso. Outros 15 parlamentares pediram revisão dos valores de seus benefícios.

● O projeto de uma ponte de 4.580 metros entre Santos e Guarujá, unindo as duas margens do Porto de Santos, foi referendado pela Companhia de Docas e está em análise pelo governo do Estado. A proposta, da Ecovias, descarta projeto lançado pelo então governador José Serra no ano passado.

Correio Braziliense

● A economia brasileira registrou, no último ano do governo Lula,um crescimento que não era visto desde 1986. Puxado pelo consumo das famílias, o Produto Interno Bruto (PIB) saltou 7,5% em 2010, índice inferior apenas ao desempenho da China (10,3%) e da Índia (8,6%) e bem acima da média mundial, de 5%. O bom resultado não deve se repetir, entretanto. O cenário deste ano aponta para juros em alta, crédito mais caro e pressão inflacionária.
● A estratégia do governo da presidente Dilma Rousseff consiste em conter a onda consumista sem prejudicar em demasia o ritmo da produção. Dominique Strauss-Kahn, diretor-geral do Fundo Monetário Internacional, elogiou o resultado do PIB, mas alertou para as medidas necessárias a fim de evitar o superaquecimento da atividade econômica.“É chegado o momento de desacelerar a economia”, afirmou, após encontro com a presidente no Planalto.

Valor Econômico

● O Produto Interno Bruto (PIB) do quarto trimestre de 2010 foi puxado pela forte demanda interna, com a aceleração do consumo das famílias, que teve alta de 2,5% em relação ao terceiro trimestre. O ritmo do consumo das famílias foi quatro vezes superior ao do conjunto da economia, que cresceu 0,7% no período. Os dados do PIB do quarto trimestre mostram uma economia crescendo a uma velocidade próxima a 3%, muito inferior aos 7,5% do ano - um recorde em mais de duas décadas.

Estado de Minas

● Crescimento do paísem2010 foi o terceiro maior do mundo. O PIB, total das riquezas produzidas, bateu nos R$ 3,675 trilhões, um avanço de 7,5%. Ficou atrás apenas da China (10,3%) e da Índia (8,9%). É a maior alta desde o Plano Cruzado, em 1986. Dados preliminares indicam que o Brasil ultrapassou a Itália e já seria a sétima maior economia do planeta. "O Pibão foi bão", comemorou a presidente Dilma Rousseff. Mas ressalvou que esse desempenho não deve se repetir tão cedo. Segundo ela, a expansão da economia ficará entre 4,5% e 5% nos próximos anos.

Jornal do Commercio

● O trânsito do Recife muda radicalmente, hoje. Alegoria gigante do Galo fecha a Ponte Duarte Coelho e, ao lado, serão mais de cem ruas e avenidas bloqueadas. Para quem não tem como evitar o centro, melhor dica é ir de ônibus ou táxi.

Zero Hora

● Órgãos de trânsito anunciam mais rigor no uso do bafômetro. Para recuperar eficácia da Lei Seca, autoridades decidiram reter o veículo e multar quem se negar ao exame, em medida que começa pela Capital gaúcha.

quinta-feira, 3 de março de 2011

DICA DO DIA
Quando você se preocupa com o que não tem, desperdiça o que você já tem. Você já tem tudo o que precisa para ser a pessoa que é. Tudo o que você já conquistou, tudo o que viveu, tudo o que você é hoje, isso é resultado do que você já tem.

A vida é rica em si e já é sua. Concentre-se no que você pode fazer com ela. Procure maneiras de fazer a diferença de uma forma substancial. Em vez de se preocupar com o que você não tem, faça o melhor com o que você tem. Já é suficiente ter chegado tão longe. Quanto mais você valorizar o que tem, mais útil isso se tornará.
A única coisa que impede fazer da sua vida a melhor possível é você mesmo. Você já tem o que é preciso. Existe um tesouro dentro de você esperando para ser descoberto. Comece a usar esse tesouro ainda hoje. Você pode acordar rico amanhã e se tornar mais rico a cada dia.
(Portal Diabetes)


NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Um freira espanhola que estava em clausura há mais de 35 anos foi convidada a se retirar por conta de suas atividades online. A “irmã internet”, como ela era conhecida, possui mais de 600 amigos no Facebook.O The Register conta que o convento de Santa Domingo el Real, na região de Toledo, na Espanha, adquiriu um computador há 10 anos para que as freiras pudessem realizar transações bancárias e compras, limitando ainda mais seu contato com o mundo exterior.Entretanto, uma coisa levou à outra. A freira Maria Jesús Galán criou um perfil no Facebook e rapidamente conseguiu mais de 600 amigos, provavelmente curiosos sobre o que a enclausurada poderia contar. Infelizmente, suas companheiras não gostaram muito da situação e a freira conta que isso fez “a vida impossível”. A Irmã Galán afirma que sua vocação estava mais forte do que nunca, mas que suas companheiras não entendiam isso.O site do jornal The Telegraph conta que a Ordem Dominicana não se pronunciou sobre o assunto e o Arcebispo de Toledo afirmou se tratar de uma “questão interna”. Mesmo assim, o The Register lembra que há algumas semanas o Papa Bento XVI alertou as pessoas para que não banalizem a mensagem Cristã em redes sociais apenas para conseguir mais amigos.A Irmã Galán passou mais de três décadas enclausurada, e após o ocorrido, a freira está vivendo com sua mãe e afirma ter vontade de visitar Londres e Nova York. (contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Para conter a inflação, o Banco Central elevou, pela segunda vez no governo Dilma, a taxa básica de juros do país em 0,5 ponto percentual, fixando-a em 11,75% ao ano, o maior nível desde 2009. Nos cálculos do BC, o aperto monetário nos últimos três meses já equivale a 1,75 ponto percentual. Isso considera as duas altas de 0,5 ponto da Taxa Selic em 2011 e as medidas de restrição ao crédito, cujo impacto é estimado em 0,75 ponto. Segundo economistas, os últimos reajustes dos preços, que fizeram a inflação anual chegar a 6,08% - a meta do governo é de 4,5% -, devem obrigar o BC a subir os juros até junho, para 12,50%. Hoje, o Brasil terá a maior taxa real do mundo: 5,9%, contra 2% da Austrália. O governo ainda não incluiu no cenário futuro de inflação impactos negativos da crise no Norte da África e no Oriente Médio. Para a Fiesp, os juros altos vão desaquecer a economia ainda mais.

● Na estreia como integrante da Comissão de Educação da Câmara, o deputado Tiririca (PR-SP) disse que acompanhou bem os discursos e argumentos dos colegas deputados: "Deu para entender legal. Achei bacana." O mensaleiro João Paulo Cunha foi eleito, sem nenhum voto contra, para presidir a Comissão de Constituição e Justiça.

● O ditador Muamar Kadafi fez ontem o primeiro grande contra-ataque a duas cidades do Leste, já tomadas pelos rebeldes, enviando militares e mercenários, com apoio de aviões de combate, relata Deborah Berlinck. O Conselho Nacional Líbio, formado por opositores, pediu que o Conselho de Segurança da ONU lance ataques aéreos contra mercenários. Kadafi advertiu que transformará a Líbia em um novo Vietnã, se forças estrangeiras intervierem no pais. Ele propôs incluir o Brasil como observador da crise.

● Para tentar contornar a crise no Ministério da Cultura, a presidente Dilma Rousseff decidiu sustar a nomeação do sociólogo Emir Sader para a presidência da Casa de Rui Barbosa, subordinada à ministra, Ana de Hollanda, chamada por ele de autista. Mas, para o Planalto, Ana precisa mostrar pulso na condução da pasta.

Folha de S. Paulo

● Gaddafi ataca e ameaça com milhares de mortes. Ditador diz que haverá guerra sangrenta se os EUA ou a Otan interferirem na Líbia.

● A Câmara aprovou projeto que estende aos avós o direito de visitar os netos de casais separados. A proposta, que é anterior ao caso do garoto Sean Goldman, agora vai à sanção presidencial. Também foi aprovado o fim da revista íntima de mulheres no local de trabalho, mas o texto precisa passar pelo Senado.

● A Anvisa pôs em consulta pública proposta que estabelece requisitos técnicos mínimos sobre segurança, eficácia e rotulagem de repelentes contra insetos. Se aprovada, a mudança protegerá sobretudo crianças, mais vulneráveis a intoxicação. Embalagens terão de trazer a concentração do principio ativo.

● Após ter chamado a ministra Ana de Hollanda (Cultura) de "meio autista", o sociólogo Emir Sader não assumirá mais a presidência da Casa de Rui Barbosa. Sader também defendia que a fundação se transformasse em centro de discussões sobre feitos do governo Lula.

O Estado de S. Paulo

● Sem o apoio da Força Aérea Líbia, cujos pilotos não acataram ordem de bombardear alvos rebeldes, tropas leais a Muamar Kadafi fracassaram ontem na tentativa de retomar instalações petrolíferas do vilarejo de Brega, 230 km a oeste de Benghazi, a principal cidade controlada pelos rebeldes. Pelo menos 14 pessoas morreram e 29 ficaram feridas no combate que se seguiu à ocupação da refinaria e da pista de pouso por integrantes das forças especiais e mercenários, repelidos pelos rebeldes. A reportagem do Estado presenciou a movimentação de tropas e confrontos. O regime de Kadafi convidou o Brasil a integrar uma missão de observadores que acompanharia a crise entre opositores e o governo Líbio, informa o enviado especial Andrei Netto. A proposta foi feita diretamente por autoridades ao embaixador brasileiro em Trípoli, George Fernandes. O convite ao Brasil foi estendido à União Africana e ao bloco da Conferência Islâmica.

● A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, orientou os demais ministros a definirem despesas contratadas no governo Lula que não serão honradas pela sucessora Dilma Rousseff, informa a repórter Marta Salomon. Levantamento realizado pelo Estado indica que o cancelamento de contratos incluídos nos chamados "restos a pagar" pode atingir a soma de R$ 33,9 bilhões, equivalente ao custo estimado do trem-bala entre São Paulo e Rio.

● O PDT foi excluído da reunião da coordenação política por não ter apoiado os R$ 545. O líder Giovanni Queiroz (PA) reagiu com ironia. Disse que Dilma “não o deixou no constrangimento" de recusar o convite.

● O MEC prepara, para 2012, uma prova nacional que poderá ser utilizada por Estados e municípios para selecionar professores. A Prova Nacional de Concurso para Ingresso Nacional na Carreira Docente servirá mais para a formação de um banco de dados do que para seleção. A intenção é que o candidato faça a prova nacional e as redes estaduais e municipais usem os resultados quando precisarem contratar.

Correio Braziliense

● Após anunciar cortes no orçamento e suspender a realização de concursos, GDF redefine o contingente de servidores em cargo de confiança e pretende contratar 15 mil até o fim do ano. Esse número é considerado o mínimo para manter em funcionamento a máquina pública. No âmbito federal, o Senado aprova a criação de 1.124 cargos no INSS, com 624 funções comissionadas e 500 médicos concursados, ao custo total de R$ 75 milhões por ano.

● Nenê Constantino, que responde por homicídio, não ficará em prisão domiciliar. Nova decisão da Justiça determina que ele aguarde julgamento na Papuda.

Valor Econômico

● O Comitê de Política Monetária (Copom) elevou a taxa básica de juros em 0,5 ponto percentual, para 11,75% ao ano. A decisão foi tomada por unanimidade. Considerando que as medidas macroprudendais representam o equivalente a um aumento de 0,75 ponto, o aperto monetário desde o fim de 2010 soma 1,75 ponto na Selic. Pesquisa do Banco Central junto ao mercado indica que os cortes de gastos anunciados pelo governo podem garantir superávit primário de 2,7% do PIB, uma expectativa muito melhor do que o mercado apontava antes. A percepção da autoridade monetária é de que a economia já está em processo de desaceleração, encurtando a defasagem entre a demanda e a oferta de bens e serviços. Identifica-se nos títulos do Tesouro menor pressão inflacionária. A taxa de inflação implícita nas NTN-B caiu 0,7 ponto percentual entre a reunião do Copom de janeiro e a de ontem.

Estado de Minas

● A execução de um travesti com nove tiros na esquina da Rua Piauí, na madrugada de ontem, provavelmente relacionada ao tráfico, é o terceiro crime do tipo em seis meses na via. Moradores cobram providências para que a avenida deixe de ser terra sem lei, onde são obrigados a conviver com cenas de sexo, inclusive envolvendo menores, e consumo de entorpecentes, culminando com as badernas na Praça do Papa.

Jornal do Commercio

● Ônibus mudam e afetam um milhão de pessoas. A partir de hoje mais de 200 linhas serão alteradas, mexendo com 572 itinerários e a rotina dos usuários do Recife e de Olinda. Governo prometeu colocar mais 269 coletivos nas ruas, um reforço de 31% maior que o do Carnaval passado.

Zero Hora

● Blitz gaúcha x Blitz carioca: Por que a Lei Seca vigora no Rio. Ao acompanhar operações em Porto Alegre e na capital fluminense, ZH mostra a diferença de rigor no combate à bebida no trânsito.

quarta-feira, 2 de março de 2011

DICA DO DIA
Só por hoje, direi que estou de mal com a depressão, e se ela der as caras, aplicar-lhe-ei vinte bofetões de alegria.

Só por hoje, darei alta aos analistas, psicólogos, psiquiatras, conselheiros, filósofos e proclamarei que, se antes eu era porque era o que eu era, agora sou o que sou porque sou tão feliz quanto penso que sou.Como penso que sou feliz, logo sou.
Só por hoje, direi que a vida é uma festa, acreditarei que a vida é uma festa e farei da festa a minha vida.
Só por hoje, tomarei um porre de alegria!
Só por hoje, admitirei que todo homem nasce feliz, passa a infância feliz, depois cresce e esconde a felicidade para que não a roubem, só que daí esquece onde a colocou.
Mas só por hoje lembrarei que estás na minha mente.
Só por hoje, rirei à toa e contarei a mim mesmo uma piada tão velha quanto a história daquele sujeito que olhava por cima do óculos para não gastar as lentes.
Só por hoje, revelarei ao mundo que sou feliz e chamarei de absurda toda opinião contrária.
Só por hoje, acreditarei que ri melhor quem ri por si mesmo... Já estou rindo.
Só por hoje, informarei a todos que sou tão feliz quanto resolvi ser.
Só por hoje, guardarei a seriedade no baú e deixarei que a criança interior brinque comigo o tempo todo.
Só por hoje, estarei tão bem-humorado que rirei até daquele anúncio que diz "vende-se uma mala por motivo de viagem".
Só por hoje, admitirei que ser feliz é tão simples quanto dizer que sou feliz.
Só por hoje, estarei tão feliz que não sentirei falta de sentir falta da felicidade.
Só por hoje, expulsarei da minha casa a tristeza e hospedarei a alegria, o sorriso e o bom-humor.
Só por hoje, abrigarei a felicidade sob o meu teto, vesti-la-ei com roupas do bem-estar, dar-lhe-ei a comida do sorriso, a bebida da alegria e diverti-la-ei com conversas agradáveis e positivas.
Só por hoje, me divorciarei do passado, romperei o namoro indecoroso com os males do presente e me casarei indissoluvelmente com a felicidade.
Só por hoje, hastearei a bandeira do bom-humor sobre meu próprio território.
Só por hoje, decidirei que sou definitivamente feliz...
Só por hoje... e o hoje é cada novo dia em nossas vidas!
Tenha, só por hoje, um dia de eterna felicidade!
E lembre-se de tudo isso amanhã, depois e depois!
(Portal Diabetes)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Um estudante foi suspenso por cinco dias em uma escola em Collinsville, no estado de Illinois (EUA), porque foi para a aula usando um terço pendurado no pescoço, segundo a emissora de TV "KSDK". "Eu fiquei com muita raiva", disse Rodrigo Avila, destacando que recebeu o terço de presente de seu padrinho. "Eu quero usá-lo, porque tenho orgulho dele", acrescentou. (contaoutra.com)


O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Destinada a cuidar de questões como financiamento público de campanha, fidelidade partidária e fichas-sujas, a comissão instalada ontem pela Câmara para elaborar proposta de reforma política tem entre seus integrantes nomes como Paulo Maluf (PP-SP), que está na lista de procurados no site da Interpol e foi enquadrado na Lei da Ficha Limpa ano passado. Também participam o mensaleiro Valdemar Costa Neto (PR-SP), Eduardo Azeredo (PSDB-MG), réu no chamado mensalão mineiro, José Guimarães (PT-CE), que teve um assessor preso em flagrante com US$ 100 mil na cueca, e o ex-governador Newton Cardoso (PMDB-MG). O presidente da comissão é Almeida Lima (PMDB-SE), da tropa de choque do senador Renan Calheiros (PMDB-AL).

● Um dia após o corte de R$ 50 bi no Orçamento, a presidente Dilma anunciou, em comício na Bahia, que o Bolsa Família será reajustado a partir de abril. Descontada a inflação, o aumento médio é de 8,7%. O gasto adicional será de R$ 2,1 bi.

● Em dois meses, a pasta da Cultura já é palco da primeira crise na equipe de Dilma. No centro da polêmica estão mudanças na política de direitos autorais e críticas feitas à ministra Ana de Hollanda por Emir Sader, que chegou a chamá-la de autista. Futuro presidente da Casa Rui Brabosa, Sader quer que a fundação seja um centro de debates sobre "O Brasil para Todos", slogan do governo Lula.

● Com o temor de que a revolta se intensifique no Irã e chegue à Arábia Saudita, que já tem protestos com data marcada, o preço do petróleo voltou a subir. Em Londres, foi para US$ 115,42, maior nível desde 2008.

Folha de S. Paulo

● Cerca de 140 mil (2% da população) teriam deixado o país em direção ao Egito e à Tunísia, fugindo do confronto entre rebeldes e tropas de Gaddafi. O ditador tentou retomar algumas áreas, mas não conseguiu. No porto de Ras Jedir (Tunísia), milhares de pessoas se amontoavam. Soldados usavam máscaras para suportar o cheiro de fezes. O frio de 10°C torna mais difícil a situação das pessoas que enfrentam desconforto. Muitos tentam ir para a Europa. Os europeus, que debatem possível intervenção militar na Líbia, temem nova onda migratória. Em Nova York, a ONU suspendeu a Líbia do Conselho de Direitos Humanos.

● O governador Geraldo Alckmin demitiu o sociólogo Túlio Kahn da chefia da Coordenadoria de Análise e Planejamento da Secretaria da Segurança Pública de SP. O anúncio foi feito depois de a Folha revelar que Kahn é sócio de consultoria que divulga dados que o governo considera sigilosos.

O Estado de S. Paulo

● As despesas com passagens para deslocamento de servidores do governo federal foram 32% maiores nos dois primeiros meses deste ano ante igual período de 2010. Os gastos com diárias subiram 4%. Esses dois tipos de despesa foram eleitos como prioritários no ajuste das contas públicas anunciado anteontem pelo governo. Segundo a ministra Miriam Belchior (Planejamento), esses gastos serão reduzidos à metade neste ano. Mas, além dos R$ 80,4 milhões já pagos em passagens, há uma conta pendente deixada pelo governo Lula que supera o dobro desse valor: R$ 163,3 milhões. E há ainda R$ 130 milhões já comprometidos pelo governo Dilma até 28 de fevereiro e não pagos. Já as diárias de servidores civis e militares saltaram de R$ 75,2 milhões para R$ 78,2 milhões. Para tornar mais efetivo o controle, as autoridades de viagens de servidores serão transferidas ao alto escalão dos ministérios, ou, de preferência, aos próprios ministros.

● O mercado financeiro acredita que o Banco Central elevará a taxa básica de juros em 0,5 ponto percentual na reunião do Comitê de Política Monetária que termina hoje. Para a maioria dos analistas, o BC deveria ser mais duro contra a inflação.

● A ofensiva das Forças Armadas do regime de Muamar Kadafi nas cidades e vilarejos do oeste e do sudoeste da Líbia foi contida ontem por rebeldes dispostos a derrubar o regime, informa o enviado especial à região, Andrei Netto. Todos os principais centros urbanos no entorno de Trípoli seguem nas mãos de insurgentes, que não param de ganhar adesões. Em Benghazi, entre 10 e 15 cidadãos se apresentam todos os dias para obter treinamento e lutar contra o ditador, relata o enviado especial Lourival Sant’Anna.

Correio Braziliense

● A Receita estima que o valor das restituições do IR deve passar de R$ 12,5 bi este ano, 11,5% a mais que em 2010.

Valor Econômico

● O governo pretende endurecer as regras de controle de entrada de produtos importados no país, exigindo, para o desembaraço nas alfândegas, os mesmos certificados de segurança e especificações técnicas hoje exigidas das empresas brasileiras para colocar seus produtos no varejo, informou o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, em entrevista ao Valor, pouco antes de viajar para a China. Com os chineses, ele quer discutir um acordo para tornar a Embraer fornecedora de jatos executivos ao país.

Estado de Minas

● Até ontem, 10 feridos no acidente que eletrocutou 15 pessoas durante pré-carnaval em Bandeira do Sul continuavam internados e lembravam as cenas de terror vividas domingo. O estado de alguns é grave, como o de uma adolescente, de 14 anos, que está na UTI. Augusto José Siqueira, de 17, que comemorava o aniversário, teve 30% do corpo queimado e terá de passar por cirurgias.

Jornal do Commercio

● O governo anunciou mais 432 médicos nos plantões extra no carnaval. Outros 2.434 profissionais da área vão integrar o quadro. No trânsito, viaduto de Olinda não ficará pronto, mas circular no Recife será menos problemático.

Zero Hora

● Depois de cortes, Dilma aumenta Bolsa-Família. Reajuste de até 45% no programa é anunciado um dia após o governo detalhar enxugamento de verbas que suspende concursos e afeta nomeações.

terça-feira, 1 de março de 2011

DICA DO DIA
Trabalho é sinônimo de nobreza.Não desdenhe o trabalho que lhe coube realizar na vida.O trabalho enobrece aquele que o faz com entusiasmo e amor.Não existem trabalhos humildes.Só se distinguem por serem bem ou mal realizados.Dê valor ao seu trabalho, fazendo-o com todo o amor e carinho, e estará desta maneiradando valor a si mesmo. (Minutos de Sabedoria)


NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
O casal francês Jean Marc e Charlotte Mariole disse que tem sido atormentado por supostos fantasmas depois que mudou para um apartamento em Frodsham, no Reino Unido.Os supostos fantasmas e assombrações que teriam sido flagrados por câmeras de segurança deixaram o casal com tanto medo de passar uma noite no apartamento que eles têm recorrido a um exorcista para afastar os maus espíritos. O casal contou que os acontecimentos misteriosos iniciaram quatro semanas depois da mudança para o apartamento, em abril de 2010. Eles disseram que não tiveram uma noite de sono decente há meses por causa do barulho constante. Em várias ocasiões, o casal foi obrigado a deixar o apartamento no meio da noite e ir para um hotel. De acordo com o "Daily Mail", eles já gastaram 3 mil libras (cerca de 8,1 mil) em quartos de hotel. Charlotte contou que, em um determinado dia, foi trancada no banheiro enquanto lavava o rosto. "Foi realmente assustador", afirmou. Credo! (contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Para cortar R$ 50,087 bilhões no Orçamento deste ano, o governo promete reduzir investimentos, gastos sociais e subsídios do programa de habitação Minha Casa,Minha Vida. Uma das estrelas do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), o Minha Casa, Minha Vida terá a verba reduzida de R$ 12,7 bi para R$ 7,6 bi - corte de R$ 5,1 bi, o que equivale à construção de 200 mil casas populares este ano. A equipe econômica reduziu em R$ 15,7 bi despesas obrigatórias, sendo R$ 3,5 bi com pessoal e encargos sociais. Concursos para contratação de pessoal estão suspensos. O ministro Guido Mantega afirmou que os cortes são uma estratégia para manter o crescimento, sem risco de inflação. Para especialistas, mais que reduzir despesas, o governo deu um sinal ao mercado.

● Prometida à França por Lula e aos EUA por Dilma, a bilionária compra de caças para a FAB foi novamente adiada, devido ao corte no Orçamento da Defesa, que chegou a R$ 4,6 bilhões. A 18 dias da vinda ao Brasil do presidente Obama, a negociação está indefinida.

● No dia do anúncio dos cortes no Orçamento, Dilma quebrou ovos e mostrou que aprendeu a fazer omelete. Ela gravou para o "Mais Você", de Ana Maria Braga. Na campanha, não conseguira concluir a receita.

● Num acentuado aumento da pressão internacional sobre o ditador Muamar Kadafi, os EUA anunciaram o deslocamento de navios e aviões de guerra para a costa da Líbia, e a Otan já discute a decretação de uma zona de exclusão aérea sobre o país. Além disso, US$ 30 bilhões em ativos líbios foram congelados nos EUA. Em sintonia com a posição internacional, a ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, fez duras críticas às ditaduras do Oriente Médio e do Norte da África no Conselho de Direitos Humanos da ONU, em Genebra.

Folha de S. Paulo

● O sociólogo Túlio Kahn, que é chefe da CAP (Coordenadoria de Análise e Planejamento) da Secretaria da Segurança Pública de São Paulo, vende serviços de consultoria nos quais põe à disposição de empresas dados sigilosos sobre a violência no Estado, informa Mario Cesar Carvalho. Como sócio da Angra Consultoria, Kahn repassa a clientes informações cuja divulgação é vetada, “para não alarmar o público”. Entre elas, estão que tipo de bens é levado com maior frequência em assaltos a condomínio de São Paulo e quais os furtos mais comuns na região de Campinas.

● Os países ricos intensificaram a pressão contra o ditador Muammar Gaddafi. Os EUA anunciaram que pretendem deslocar, por razões “humanitárias”, forças aéreas e navais para perto da Líbia. Também está em discussão impor uma zona de exclusão aérea sobre o país. O veto a voos poderia evitar bombardeio de locais controlados pelos rebeldes.Foram propostos ainda o congelamento de pagamentos internacionais ao país por 60 dias, o bloqueio de UR$ 30 bilhões em bens e a suspensão do repasse de cédulas da moeda líbia impressas no Reino Unido. No golfo Pérsico, protestos aumentaram em Omâ. O porto foi bloqueado, o que trouxe preocupação no mercado do petróleo

O Estado de S. Paulo

● Os EUA e países europeus alertaram Trípoli de que estão prontos para ir além de sanções para derrubar o ditador líbio, Muamar Kadafi. Washington reposicionou forças no Mediterrâneo e começou a coordenar com a Europa uma eventual ação militar. “Kadafi não tem mais legitimidade e tem de sair agora, sem violência nem adiamentos”, afirmou a secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton. Ela afirmou que a mobilização militar americana estava relacionada a uma possível operação humanitária. Já o governo britânico admitiu que pode armar os rebeldes para apressar a queda de Kadafi. A diplomacia brasileira informou que não aceitará nenhuma ação unilateral.

● O Irã pediu que a presidente Dilma Rousseff mantenha o padrão de votação do Brasil na ONU contra as resoluções que condenam Teerã. O chanceler iraniano, Ali Akbar Salehi, disse ao correspondente em Genebra, Jamil Shade, que ficaria “decepcionado” se o país contrariasse a política do governo Lula, simpática ao Irã. Sobre o apedrejamento de condenados, Salehi disse que “são as leis do país”.

Correio Braziliense

● Receita Federal lança o novo programa para a declaração de renda e o contribuinte terá até 29 de abril para acertar suas contas. O Correio tira as dúvidas dos leitores com a ajuda de especialistas.

Valor Econômico

● Além de ter ficado com o controle do PanAmericano, já saneado, apenas mediante o compromisso de pagar R$ 450 milhões - um terço do valor patrimonial e sem a necessidade de desembolsar caixa de imediato -, o BTG Pactual assumirá a instituição com quase R$ 2,5 bilhões em créditos tributários. Isso é mais de três vezes o valor de R$ 700 milhões em créditos tributários que o PanAmericano divulgou com destaque em janeiro e que ajudou a cobrir parte do rombo de R$ 4,3 bilhões descoberto em novembro, reduzindo o aporte necessário para salvar a instituição.

Estado de Minas

● Cemig aponta fita metalizada como causa do curto-circuito que derrubou três cabos de média tensão e matou 15 foliões em Bandeira do Sul. Enterro coletivo provocou comoção na cidade. De acordo com superintendente da empresa, um dos cabos atingiu um trio elétrico e os outros dois caíram no chão, energizando a área com carga de 8 mil volts. O acidente ainda feriu 54 pessoas. Ontem, foi feito o enterro coletivo de sete vítimas em Bandeira do Sul. Os corpos das demais foram enterrados nas vizinhas Campestre, Monte Belo, Botelhos, Santa Rita de Caldas, Poços de Caldas e Machado.

Jornal do Commercio

● Medida faz parte dos cortes no Orçamento e apenas vagas emergenciais serão preenchidas este ano. Nem mesmo a área social foi poupada. Ministério das Cidades foi um dos mais punidos, com queda de despesas de mais de oito bilhões.

Zero Hora

● A Líbia dos rebeldes – Às 13h35min de ontem, ZH cruzou a fronteira entre Líbia e Tunísia. Não encontrou sinal algum das tropas de Kadafi.

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

DICA DO DIA
As coisas em ordem...

Os grandes antigos, quando queriam propagar altas virtudes, punham seus Estados em ordem.
Antes de porem seus Estados em ordem, punham em ordem suas famílias.
Antes de porem em ordem suas famílias, punham em ordem a si próprios.
E antes de porem em ordem a si próprios, aperfeiçoavam suas almas, procurando ser sinceros consigo mesmos e ampliavam ao máximo seus conhecimentos.
A ampliação dos conhecimentos decorre do conhecimento das coisas como elas são(e não como queremos que elas sejam).
Com o aperfeiçoamento da alma e o conhecimento das coisas, o homem se torna completo.
E quando o homem se torna completo, ele fica em ordem.
E quando o homem está em ordem, sua família também está em ordem.
E quando todos os Estados ficam em ordem, o mundo inteiro goza de paz e prosperidade.(Confúcio)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Ziona Chana, de 66 anos, vive no noroeste da Índia com suas 39 mulheres, 94 filhos e 33 netos. Todos vivem em um edifício de quatro andares com 100 quartos no estado de Mizoram, uma região montanhosa fronteiriça com Mianmar e Bangladesh. Tudo é organizado com disciplina quase militar e uma de suas mulheres mais velhas, Zathiangi, organiza as tarefas da casa: as mulheres se revezam na cozinha, suas filhas limpam a casa e lavam a roupa, e os homens trabalham fora de casa, como cultivar ou cuidar do rebanho. No total, a família de Ziona é composta por 167 membros e consome 30 galinhas, 91 kg de arroz e mais de 59 kg de batatas por dia. Sobrevivem de seus próprios recursos e de doações ocasionais de seguidores. Ziona sente-se muito orgulhoso de sua família e inclusive está disposto a aumentá-la. “Tem tantas pessoas que se importam comigo, que me considero um homem de sorte”, afirma. O homem conheceu sua primeira mulher quanto tinha 17 anos, e em apenas um ano, já havia se casado com 10 mulheres. (contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Armada com a resolução aprovada por unanimidade pelo Conselho de Segurança da ONU contra o regime do ditador Muamar Kadafi, a secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, foi ontem para a Europa a fim de coordenar uma ação com aliados europeus, asiáticos e africanos em resposta à crise líbia. A secretária discursará hoje na 16ª sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU, em Genebra, onde a ministra brasileira da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, também falará, frisando que as ditaduras do Oriente Médio são uma ameaça para a democracia e os direitos humanos. No Reino Unido, o governo congelou bens da família Kadafi e cassou a imunidade diplomática do ditador e de dois de seus filhos. Itália e Alemanha também pediram a saída de Kadafi.

● Para compensar as perdas da Líbia, a Arábia Saudita anunciou o aumento de sua produção de petróleo em 500 mil a 600 mil barris, passando para 9 milhões de barris por dia.

● Na França, chanceler cai por escândalo tunisiano. Criticada por passar o Natal na Tunísia, para onde viajou no jatinho de um empresário ligado ao ditador Ben Ali, e pela fraca resposta à crise que levou à queda de regime, a chanceler Michele Alliot-Marie se demitiu ontem.

Folha de S. Paulo

● Secretária de Estado dos EUA promete ajuda a manifestantes; Gaddafi reafirma que fica no cargo. Rebeldes em Benghazi, leste da Líbia, criaram um conselho de transição que pretende ser o embrião de um governo pós-Gaddafi. O ditador voltou a afirmar que não vai abandonar o poder. Depois de 13 dias de revolta, cresce o número de cidades em poder da oposição.

● Os 148 brasileiros que ficaram trancados uma semana em Benghazi por causa dos conflitos relataram terem vivido “dias de horror”. Após dois dias em navio, o grupo de funcionários da Queiroz Galvão e familiares chegou a Atenas.

● A posição do governo brasileiro sobre violações aos direitos humanos teve, no fim de semana, uma inflexão no Conselho de Direitos Humanos da ONU. Em vez da timidez da gestão Lula, iniciativas pela condenação da ditadura líbia.

● Chuva de três horas voltou a travar São Paulo. O rio Pinheiros transbordou. Na marginal, um helicóptero da PM resgatou uma mulher em trabalho de parto. Com 59 pontos de alagamento, o trânsito parou. A zona oeste foi a mais atingida. Em Carapicuíba, houve uma morte.

O Estado de S. Paulo

● Os rebeldes líbios nas cidades próximas a Trípoli, como Al-Zawiyah, preparam a tomada da capital. “Não temos medo, não temos fome, não temos sede, não temos cansaço. Por muitos anos tivemos nossas cabeças na alça de mira de Muamar Kadafi. Agora chegou a hora da liberdade”, disse ao Estado um dos insurgentes, em referência ao ditador do país. Reunidos às centenas em cada vilarejo, armados de fuzis AK-47 e espingardas de caça e comunicando-se por meio de rádios e celulares, os revoltosos coordenam as ações para o que chamam de “Batalha de Trípoli”, o assalto simultâneo da capital previsto para os próximos dias. Entre os insurgentes, uma palavra de ordem é repetida à exaustão: revolução.

● Em pouco mais de duas horas, a chuva forte que caiu em São Paulo deixou parte da cidade debaixo d’água ontem à tarde. Na região com mais transtornos, a oeste, choveu quase o acumulado do mês de fevereiro.

● Dos seis maiores blecautes registrados no mundo desde 1965, três ocorreram no País. Foram 14 só neste ano, incluindo um que deixou o Nordeste sem luz por cinco horas. Desta vez, a crise não está na falta de luz e sim na dificuldade de fazer a energia chegar até o consumidor final.

Correio Braziliense

● Hospitalizado desde 17 de janeiro, quando foi acometido por um AVC, o escritor gaúcho morreu na madrugada de sábado para domingo, em Porto Alegre. Médico por formação, Scliar levou à literatura a preocupação humanista que marcou sua atividade na medicina. Cronista do Correio desde 2003, deixa extensa obra, formada por contos, romances, novelas, ensaios e livros infanto-juvenis.

● Para enfrentar a crescente demanda externa por alimentos, o setor agrícola nacional espera aumentar a produção em 40% nos próximos anos. Imagem do país como celeiro do mundo é cada vez mais real.

Valor Econômico

O ritmo de atividade da economia brasileira desacelerou, mas o tamanho da inflexão é incerto. Entre os indicadores de atividade já conhecidos há altos e baixos - na comparação entre janeiro e dezembro com ajuste sazonal caiu a fabricação de automóveis, a expedição de papelão ondulado e a movimentação de cargas nas estradas, mas cresceu a produção de aço, as encomendas de calçados e o emprego.

Estado de Minas

● Dezenas de pessoas foram atingidas por descarga elétrica na tarde de ontem, durante desfile promovido pela prefeitura da cidade. Dançarinos e foliões que estavam sobre o carro de som caíram em chamas de uma altura de três metros. Quem se divertia no chão, próximo ao veículo, também se machucou. Segundo o Corpo de Bombeiros, pelo menos 16 pessoas morreram e 50 ficaram feridas. O acidente deixou Bandeira do Sul sem luz, e o hospital teve dificuldade em atender as vítimas. Muitas foram levadas para cidades próximas, como Poços de Caldas. Há três versões para a causa do curto-circuito: o trio elétrico teria batido em um poste, um rojão atingido a rede ou um objeto atirado sobre a fiação.

Jornal do Commercio

● Time alvirrubro goleou a Cabense por 4x1 e, com a derrota do Santos no sábado, está na liderança do Pernambuco. Já os rubro-negros venceram o Ypiranga por 2x1 e, finalmente, depois de dez rodadas, chegaram ao G-4.

Zero Hora

● Justiça fará mutirão para aliviar cadeias. Iniciativa do Conselho Nacional de Justiça analisará situação de 31 mil presidiários no Estado para ver quem tem direito a benefícios.

domingo, 27 de fevereiro de 2011

DICA DO DIA
Esta é a história de um garoto que tinha um temperamento muito ruim. O pai desse garoto deu-lhe um saco com pregos e lhe disse que toda vez que ele perdesse a sua paciência deveria martelar um desses pregos atrás da cerca.
No primeiro dia o garoto enfiou 37 pregos na cerca. Em algumas semanas de acordo como ele ia aprendendo controlar o seu temperamento, o número de pregos martelados por dia reduziu gradativamente. Ele descobriu que era mais fácil controlar o seu temperamento do que martelar todos aqueles pregos na cerca.
Finalmente chegou o dia em que o garoto não perdeu o seu temperamento. Conseguiu se controlar. Então ele contou ao pai este sugeriu que ele retirasse um prego cada dia que ele conseguisse controlar o seu temperamento.
Finalmente chegou o dia que o garoto havia tirado todos os pregos da cerca. Então o seu pai pegou-o pela mão, levou-o até a cerca e disse:
- Você foi muito bem meu filho, mas olha os buracos na cerca. A cerca jamais será a mesma. Quando você diz coisas com raiva, essas coisas deixam cicatrizes exatamente como estas. Você pode enfiar uma faca em um homem e retirar. Não vai importar quantas vezes você peça desculpas, o buraco estará lá do mesmo jeito. Um ferimento verbal é tão ruim quanto um ferimento físico meu filho. Amigos na vida são jóias muitíssimo raras. Eles fazem você sorrir e lhe dão apoio para que você tenha sucesso. Eles emprestam um ouvido, eles lhe elogiam e tem o coração sempre aberto para você, especialmente para dizer as verdades. Você é meu amigo, além de meu filho e eu agradeço muito por isso.
(autor desconhecido)


NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Um entregador de pizza de 33 anos cumpriu o trajeto de 180 quilômetros entre Londres e Norwich (Inglaterra) dançando ao estilo de atores de peças de Shakespeare – arte conhecida como Morris dance. Tom Clare passou oito dias dançando para arrecadar fundos para instituições de caridade. Ele completou o percurso com 240 mil passos. Tom disse ter sido inspirado por Will Kemp, ator cômico do teatro de Shakespeare que, em 1600, completou a mesma façanha.Para completar o desafio, Tom contou com a ajuda de Jamie Pope, de 28 anos, que, vestido de palhaço, acompanhou de monociclo o dançarino, e de Adam Bacon, de 29, que foi a pé vestido de jedi. (contaoutra.com)

CRÔNICA DE DOMINGO
Alô gente! Bom domingo! Aurélio, que é o nome do autor da obra, virou nome de dicionário. Agora está saindo mais uma edição, ampliada. Crônica publicada recentemente no jornal O PRATIANO. Boa leitura!

Novo Aurélio tem acervo de palavras inéditas
Nos meus tempos de ginasiano, os dicionários que usávamos eram os LEPs, pequeninos, compactos e... baratos. Dava para comprar o de francês, o de inglês e o de latim. Não me lembro de ter tido o de português. O primeiro dicionário da língua pátria que eu tive ganhei da minha amiga Nair Lara, escritora e poetisa são-manuelense. Era um dicionário de capa preta, grosso, volumoso, foi-me muito útil.
Ao longo dos anos, depois, consegui obter outros dicionários. Mas o que mais me marcou foi a compra do meu primeiro “Aurélio”, na Tilibra, em Bauru, quando lá estava o autor, autografando a sua obra. À porta de loja, quem me indicou a compra foi o professor Toninho Lima. Tenho esse dicionário até hoje, com o autógrafo de Aurélio Buarque de Holanda e, vez por outra, apesar da recente mudança ortográfica, ainda o consulto.
Nestes dias li um artigo de Adriana Natali, falando sobre o mais famoso dicionário de língua portuguesa que existe aqui no Brasil: o próprio “Aurélio”. Ela lembra que, sinônimo de dicionário, Aurélio, a palavra, não está no dicionário do autor, que viveu entre 1910 e 1989.
Agora a editora Positivo publicou uma quinta edição da obra com uma nova leva de palavras, algumas das quais em sua "estreia" lexicográfica por meio do Aurélio. Houve alteração da capa e do projeto gráfico e a inclusão de uma biografia com fotos do autor nas aberturas de letras. A caligrafia de Aurélio foi escaneada de seus originais e digitalizada, dando origem à fonte Aurélio, presente nessas aberturas.
A nova edição teve um aumento de 6%, em relação à edição anterior, em novas palavras, acepções, locuções e abonações. E traz o registro dos três mil termos mais frequentes em português, tirados de um acervo de mais de cinco milhões de ocorrências, em documentos escritos como jornais, revistas, textos, obras literárias e periódicos em geral.
A editora conta que essa relação de palavras é bem curiosa: a palavra "garfo", por exemplo, não figura nessa lista, talvez por não ter tanta representatividade; já a palavra "faca" consta na seleção, devido ao grande número de ocorrências nos noticiários policiais. São exemplos dessas palavras mais frequentes na escrita: degrau, estar, êxito, enxame, expor, explosão, fazer, leite, leitor, lembrança, pensar, perfume, perfil, realizar, recado, ser, título, tonelada, vergonha e vermelho.
E o dicionário tem até os termos utilizados hoje em dia, oriundos do mundo digital: blogar (utilizar os blogs), tuitar (utilizar o twitter), tablet (computador menor em formato de prancheta). E outras palavras estrangeiras que foram aportuguesadas também constam: bandeide (aportuguesamento do inglês band-aid, marca registrada de curativo), chocólatra (devorador habitual de chocolates), data-show (aparelho de vídeo para projeção), empreendedorismo (caráter, faculdade ou realização de empreendedor), flex (motor de veículo que funciona com dois tipos de combustível), mochileiro (quem viaja com pouca bagagem), entre outros.
Sem dúvida, uma boa sugestão a aquisição desse novo “Aurélio”.



O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Sem cobrir a inflação no país dos últimos 15 anos, a tabela do Imposto de Renda já acumula defasagem de 44,35%, segundo a Ernst & Young Terco. Se aprovada a correção de 4,5% este ano, a defasagem será de 45,60%. Com isso, a classe média, que a partir de terça-feira começa a declarar o IR, pagará mais impostos.

● Livres da vigilância da ditadura de Muamar Kadafi, moradores de Benghazi adotam novas funções para proteger uns aos outros da violência e garantir a sobrevivência, diz a enviada Déborah Berlinck. Especialistas debatem a nova geopolítica.

● A precariedade no transporte escolar, sobretudo em áreas rurais, é uma das principais razões que levam os alunos a deixar os estudos, alertam autoridades do setor. No Nordeste, onde a idade média da frota é de 19 anos, a evasão supera a média nacional.

Folha de S. Paulo

● Pelo menos metade dos 30 ministros do STJ (Superior Tribunal de Justiça) ganhou em 2010 o valor mensal superior ao teto constitucional de R$ 26.700. Pelo total pago, é como se cada um tivesse recebido R$ 31 mil. Na maioria dos casos, o salário cresceu graças ao abono de permanência, pago ao servidor ainda na ativa que já contribuiu o suficiente para se aposentar. Segundo a Constituição, o benefício, rubricado como "vantagem pessoal", deve ser incluído na conta do teto. Mas para o presidente do STJ, Ari Pargendler, esses valores não são remuneração, são auxílios permitidos por resolução do CNJ (Conselho Nacional de Justiça). O CNJ não quis se pronunciar porque a questão está "sub judice" até o Supremo definir quais são as "vantagens pessoais".

● Em entrevista a Eleonora de Lucena, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, diz que cortes, aumento de juros e reajustes contido do salário mínimo não significam virada na economia nem choque ortodoxo. Para ele, há continuidade nos primeiros movimentos da nova Presidência: "O governo Dilma é parecido com o Lula 3".

● Prestes a presidir a Fundação Casa de Rui Barbosa, o sociólogo Emir Sader causa polêmica ao incentivar debates sobre os anos Lula. Para ele, o corte do Orçamento estoura "na mão da (ministra) Ana (de Hollanda) porque ela fica quieta, é meio autista".

O Estado de S. Paulo

● Bairros pobres da periferia da capital da Líbia, Trípoli, desafiaram ontem o poder do ditador Muamar Kadafi. Forças de segurança abandonaram a região após cinco dias de manifestações, disseram testemunhas. Mas, em meio à pressão interna e da comunidade internacional, Kadafi ampliou o terror contra os opositores do regime. Soldados leais ao ditador em Trípoli dispararam contra a população de dentro de ambulâncias, segundo moradores. Atiradores se posicionaram em pontos estratégicos e abriram fogo contra manifestantes que tomavam as ruas. Armamento antiaéreo também teria sido usado para dispersar protestos. O premiê da Itália, Silvio Berlusconi, que era forte aliado de Kadafi, disse que ele "já não controla mais a Líbia".

● EUA, França, Grâ-Bretanha e Alemanha prepararam resolução para levar Muamar Kadafi ao Tribunal Penal Internacional. A Turquia criticou a adoção de sanções à Líbia.

● Dos 27 deputados que comandam as Assembleias Legislativas estaduais e a Câmara do Distrito Federal, 13 apresentaram expressiva evolução patrimonial nos últimos quatro anos. O patrimônio de 11 deles cresceu acima de 100%. Dezoito presidentes legislativos declararam à Justiça Eleitoral ter bens que superam R$ 1 milhão.

Correio Braziliense

● Decisões favoráveis levam tribunais a pagar pequenas fortunas a funcionários do Judiciário. São valores retroativos e indenizações trabalhistas decorrentes de gratificações e bônus que foram suspensos no passado. Uma aposentada paulista recebeu, em dezembro de 2010, mais de R$ 1,1 milhão.

Jornal do Commercio

● O baile é nas ruas. O Carnaval só começa na sexta-feira, mas a multidão já toma conta das ruas.

Zero Hora

● Soja em alta puxa a valorização da terra. Corrida pelo grão expande lavouras e faz o hectare subir 60% no Estado.

O QUE DIZEM AS PRINCIPAIS REVISTAS SEMANAIS BRASILEIRAS

Veja

□□□ Sob as ruínas do tirano - Sem os ditadores, a Líbia de Kadafi e outros países islâmicos vão piorar muito antes de melhorar.
□□□ Especial Oriente Médio - Guia para entender a crise
□□□ Ódio Religioso - A espantosa pregação dos clérigos muçulmanos sobre as mulheres e o terror.
□□□ Petróleo - O mundo ainda para sem as exportações árabes.
□□□ Geopolítica - Até agora só o Irã ganhou com as revoltas.
□□□ Ocidente - O vale-tudo que produziu ditadores sanguinários.
□□□ Israel - O dilema de se armar ainda mais ou buscar a paz possível
□□□ Internet - O real papel das redes sociais nas insurreições

Época

□□□ Como ensinar as crianças a comer direito - Os segredos das famílias que trocaram fritura e gordura por frutas, saladas e comida saudável - sem abrir mão do prazer.
□□□ Via-Crúcis - A história insólita do crucifixo que Lula levou do Planalto.
□□□ Corrida espacial - O projeto de um brasileiro para levar robôs à Lua.
□□□ Revolta na Líbia - Há método na loucura do ditador Khadafi.

ISTOÉ
□□□ Manchete: A epidemia da liberdade.
□□□ Movimentos populares exigindo democracia se alastram pelos países árabes e desafiam antigos regimes ditatoriais. Até onde esse saudável contágio pode chegar e como vai influenciar o resto do mundo.
□□□ Exclusivo - O ex-banqueiro Edemar Cid Ferreira diz que vive de dinheiro emprestado.

CartaCapital

□□□ O ocaso de outro ditador - Contam-se as horas para a Líbia se livrar do megalomaníaco e sanguinário Kaddafi.

□□□ Gianni Carta, da Palestina: Os EUA reforçam o apoio a Israel.
□□□ Política - a esquerda agora morre de amores por Kassab.