sábado, 19 de março de 2011

DICA DO DIA
Hoje, 19 de março, é Dia de São José, marido de Maria, pai de Jesus Cristo. A história bíblica pouco fala de José, que parecia ser um homem silencioso. E justamente o seu silêncio extremamente eloquente, nos faz sentir como as palavras têm valor pequeno quando a vida, por si, é um discurso do bem...
(nossa mensagem de hoje)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
O britânico Steve Stevens, de 35 anos, entrou para o Guinness, livro dos recordes, ao dançar por 131 horas sem parar, ou mais de cinco dias seguidos. Proprietário de um clube em Worthing, no Reino Unido, Stevens começou a tentativa bem sucedida no dia 8 de março e terminou no domingo, dia 13. Dançou sozinho, pois não encontrou parceira que agüentasse esse tranco... (contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● O cessar-fogo anunciado pelo ditador Muamar Kadafi não convenceu a comunidade internacional, um dia após a ONU ter aprovado uma zona de exclusão aérea na Líbia. EUA, Reino Unido e França deram um ultimato a Kadafi, alegando que seu regime deve pôr fim ao avanço das tropas em Benghazi, retirar soldados das cidades recuperadas e restabelecer o abastecimento de água, gás e eletricidade. Somente a implementação dessas condições evitaria um ataque aéreo, prometido para "as próximas horas", segundo o chanceler francês. O ultimato foi reforçado pelo presidente Barack Obama: "Isto tudo não é negociável", disse, ressaltando que a operação será conjunta com os aliados e que os EUA não mandarão soldados para a Líbia.

● O ex-presidente Lula, que foi chamado de "o cara" por Barack Obama, recusou o convite para o almoço de hoje, no Itamaraty, com o chefe de Estado americano. Fernando Henrique, Collor, Sarney e Itamar confirmaram presença.

● Obama visita a América Latina em meio a críticas de setores da mídia dos EUA, que condenam a viagem num momento de instabilidade econômica interna, crise nuclear no Japão e iminência de ataque à Líbia.

● O Japão não descarta soterrar usinas danificadas em Fukushima caso não consiga resfriá-las e impedir a liberação de altos níveis de radiação. O método foi usado em Chernobyl. O terremoto, seguido de tsunami, já deixou quase 7 mil mortos, e há 10.319 desaparecidos. Os EUA vão testar a comida que importam do Japão.

● Após o agravamento dos conflitos com os trabalhadores na usina de Jirau, ontem foi a vez de a hidrelétrica de Santo Antonio, também no Rio Madeira, em Rondônia, paralisar a obra.

Folha de S. Paulo

● Gaddafi ataca apesar de ultimato de potências. Líbio descumpre cessar-fogo anunciado; aliados estão prontos para agir, diz a França.

● A agencia nuclear japonesa elevou a gravidade do vazamento radioativo na usina de Fukushima de grau 4 (acidente com consequências de alcance local) para 5 (com consequências de maior alcance). O valor máximo da escala é 7 e foi atingido em Tchernobil (1986). Ontem, o governo reconheceu também que não respondeu com rapidez adequada às consequências da tragédia nuclear. A corrente de energia elétrica foi conectada a usina; técnicos tentarão hoje e amanhã religar o sistema de resfriamento.

O Estado de S. Paulo

● EUA dão ultimato para Kadafi recuar. Ignorando cessar-fogo anunciado por Trípoli, americanos dizem estar trabalhando com aliados para forçar o ditador líbio a deixar o poder.

● O presidente dos EUA, Barack Obama, chega hoje ao Brasil para uma visita marcada pelo simbolismo e pela expectativa de melhora nas relações entre os dois países. O petróleo do pré-sal estará no centro da pauta. Por outro lado, especialistas são céticos sobre os efeitos imediatos nas disputas comerciais. Para o ex-chanceler Luiz Felipe Lampreia, o fato de que Obama decidiu vir ao Brasil antes que Dilma Rousseff fosse aos EUA sinaliza "disposição para mudança” nas relações.

● No principal avanço do Japão para conter a crise na central nuclear de Fukushima desde o terremoto e o tsunami que danificaram a instalação, engenheiros conseguiram na manhã deste sábado (noite de ontem no Brasil) restabelecer a energia elétrica no sistema de resfriamento dos reatores. Horas antes, o governo havia ampliado o nível de gravidade do incidente atômico do grau 4 para o 5 – numa escala que vai até 7.

● Mesmo com a presença da Força Nacional de Segurança nas obras da Hidrelétrica de Jirau, um alojamento foi incendiado ontem por cinco pessoas, relata o enviado especial Leonencio Nossa. O clima é de tensão no principal canteiro do Programa de Aceleração do Crescimento na Amazônia. Desde terça-feira, operários já queimaram 50 ônibus, 10 carros, refeitórios, caixas eletrônicos e escritórios do complexo.

Correio Braziliense

● O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, desembarca na capital federal com o objetivo de escrever um novo capítulo na relação com a América Latina, em particular com o Brasil. O líder da maior economia do mundo pretende concretizar com Dilma Rousseff acordos que aumentem as exportações norte-americanas e consolidem uma frente de resistência à China.

Estado de Minas

● Um dia antes de desembarcar em Brasília, presidente dos EUA dá ultimato ao ditador líbio: se atacar civis, sofrerá as consequências de uma intervenção militar no país. Governo líbio afirma estar cumprindo um cessar-fogo, mas rebeldes concentrados na cidade de Misurata garantem que continuam sendo bombardeados. Caso seja atacado, Kadafi ameaçou transformar a vida dos inimigos “num inferno”. O acirramento da situação envolvendo o ditador pode estar por trás do cancelamento do discurso aberto ao público que Obama faria amanhã na Cinelândia, no Rio, trocado por um pronunciamento fechado no Theatro Municipal. Hoje, Obama estará em Brasília, onde se encontra com a presidente Dilma e assina acordos comerciais.

Jornal do Commercio

● Kadafi rompe trégua e França vai atacar. Ditador líbio ignora promessa de cessar-fogo feita por ele mesmo, na quinta-feira, e embaixador francês na ONU avisa que intervenção militar deve começar "horas após" reunião internacional em Paris, marcada para hoje pela manhã.

Zero Hora

● Esquema flagrado: Suspeito da fraude dos pardais vai para prisão. Ex-coordenador de setor do Daer, Paulo Aguiar apresentou-se em Tupanciretã.

sexta-feira, 18 de março de 2011

DICA DO DIA

De tudo ficaram três coisas:

A certeza de que estamos sempre começando
A certeza de que é preciso continuar
A certeza de que seremos interrompidos antes de terminar
Portanto, façamos da interrupção um caminho novo
Da queda um passo novo de dança
Do medo uma escada
Do sonho uma ponte
Da procura um encontro

(diabetenet.com.br)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Um norte-americano de 58 anos, o Dr. Eisenberg, entrou para o Guinness, o Livro dos Recordes, por ter realizado 3.460 operações "peitorais". Donas de casa, empresárias, modelos e capas de revista masculina fazem parte das clientes do médico cirurgião. A curiosidade está no hobby do Dr. Eisenberg. Nas horas vagas, ele treina para participar de competições de arremesso de facas e outros objetos cortantes, como machados. Seu primeiro torneio foi em 2008. - Eu fui inspirado pelo filme Crocodilo Dundee. Meu trabalho passa pelo meu hobby, e meu hobby passa pelo meu trabalho. Eu levo a concentração do serviço para atirar facas. (contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● O governo japonês obteve ontem o primeiro avanço na batalha para evitar uma catástrofe nuclear no complexo de Fukushima: milhares de litros de água foram despejados por helicópteros e caminhões-pipa para resfriar dois reatores, e uma operação bem-sucedida conseguiu viabilizar o restabelecimento de energia elétrica num outro. Embora o risco de colapso das usinas ainda não esteja descartado, o nível de radiação caiu 20 pontos. O chefe da agência nuclear da ONU disse que a situação é séria, mas estável. O G-7 anunciou uma intervenção conjunta para conter a valorização excessiva do iene que poderia prejudicar ainda mais a economia do país.

● Ao contrário do que declarara no início da semana, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse ontem que o governo vai fazer uma avaliação de suas usinas. "Vários países estão fazendo isso, não queremos ficar na contramão". O ministro da Ciência e Tecnologia, Aluizio Mercadante, disse que ainda é cedo para qualquer decisão que altere o programa nuclear brasileiro.

● ONU aprova ataque à Líbia de Kadafi. Resolução teve apoio de EUA, França e Reino Unido; Brasil, China, Índia e Rússia se abstiveram de votar.

● O presidente dos EUA, Barack Obama, não irá mais discursar para o público, domingo, na Cinelândia, informa Ancelmo Gois. Ele falará dentro do Theatro Municipal para uma plateia de convidados. Mais de 800 homens das Forças Armadas, da Polícia Federal e da Policia Militar serão mobilizados para proteger Obama no Rio. Tanques também vão ser utilizados. O chanceler brasileiro, Antonio Patriota, disse que o país quer ser tratado "de igual para igual" pelos EUA.

Folha de S. Paulo

● ONU autoriza ação armada na Líbia; Brasil se abstém. Medida é aprovada por 10 dos 15 membros do Conselho de Segurança; Alemanha e grupo Bric não votam. O Conselho de Segurança da ONU abriu espaço para ações militares contra as forças do regime líbio.

● Foi aprovada a criação de uma zona de exclusão aérea, medida que proíbe voos sobre a Líbia. Foi graças a bombardeios aéreos que o ditador Muammar Gaddafi reconquistou territórios. Segundo a secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, isso exigirá ataques a aviões, tanques e infantarias ligadas ao ditador.

● Técnicos da usina nuclear de Fukushima 1 conseguiram restabelecer ontem a linha de transmissão de energia que pode permitir a religação do sistema de resfriamento dos reatores. A linha, grande esperança para conter o risco de megavazamento, foi reconectada ao reator 2. Na manhã de hoje (horário local), esse mesmo reator emitiu fumaça de origem desconhecida.

● 'New York Times' passará a cobrar por acesso a site. Na opinião deste blogueiro, o vetusto jornal vai perder leitores...

O Estado de S. Paulo

● ONU aprova operação militar na Líbia para conter Kadafi.
Resolução prevê 'todos as meios necessários' para proteger civis; ditador promete agir 'sem misericórdia'.

● A reação de Muamar Kadafi, Ditador da Líbia: "Se o mundo enlouquecer, enlouqueceremos juntos. Vamos responder. Faremos de sua vida um inferno, porque estão fazendo isso da nossa. Eles nunca terão paz".

● Ao mesmo tempo que mobilizava helicópteros militares e caminhões-pipa para evitar o derretimento do núcleo dos reatores da usina atômica de Fukushima, o Japão enfrentava ontem a crescente pressão da comunidade internacional - sobretudo da China -, que exigia informações mais precisas sobre a crise nuclear aberta com o terremoto e o tsunami da semana passada. Segundo projeção das Nações Unidas, a nuvem radioativa emitida pelos reatores japoneses chegará hoje ao sul da Califórnia, nos EUA.

● O governo mobilizará a Força Nacional e a Polícia Federal para assumir o controle dos canteiros da Camargo Correa na usina hidrelétrica de Jirau, em Rondônia. Anteontem, operários destruíram o local e a obra parou.

Correio Braziliense

● Barack Obama chega amanhã a Brasília com a intenção de selar acordos que contribuam para a recuperação econômica dos EUA. O governo Dilma Rousseff, centrado em uma nova política externa, pretende consolidar uma relação igualitária com a maior potência do mundo. Caderno especial mostra os interesses em jogo na visita do presidente norte-americano, o esquema de segurança e as mudanças na rotina dos brasilienses.

Valor Econômico

● O Brasil vai liberalizar os voos internacionais com os dois principais mercados do país: a Europa e os Estados Unidos. A negociação do acordo com a União Europeia foi concluída ontem e deve ser assinado em meados de junho. O acordo com os EUA, cujas negociações foram concluídas em dezembro, será assinado hoje, em Brasília, pelos chanceleres dos dois países e será mencionado em discurso pelo presidente Barack Obama como um dos trunfos de sua visita ao Brasil no fim de semana.

Estado de Minas

● Depois de o tribunal apontar irregularidades na licitação, entre as quais preço superestimado em R$ 46 milhões, a Infraero publicará até o dia 23 novo edital para a reforma do terminal 1 do aeroporto com significativa redução de despesa. As intervenções antes orçadas em R$ 294,75 milhões passam a ser avaliadas em R$ 237,8 milhões. Com a economia, seria possível construir 1.187 moradias populares dentro do programa Minha casa, minha vida.

Jornal do Commercio

● Logo após o Conselho de Segurança da ONU autorizar a criação de zona de exclusão aérea sobre a Líbia e adoção de "todas as medidas necessárias" para proteger seus civis, ditador anuncia que está disposto a aceitar cessar-fogo com os rebeldes.

Zero Hora

● ONU autoriza ação militar contra Kadafi. Aprovada por 10 votos a favor, com abstenção do Brasil, a medida que permite derrubar aviões usados contra rebeldes pode ter chegado tarde demais.

quinta-feira, 17 de março de 2011

DICA DO DIA
Ainda há tanto tempo na vida...

Tempo para converter os defeitos, retomar os projetos que estão guardados no diário. Ainda há tempo suficiente pra conhecer os lugares não visitados, de entrar nos templos para rezar, fazer um pedido especial aguardar o tempo passar.
Tempo para viver novas situações, conhecer gente legal, gente chata, mas conhecer gente!Pegar o álbum de fotos e rir da roupa que vestiu um dia.
Sentir saudades de pessoas queridas que o tempo levou.
Ainda há tempo para jogar uma partida de buraco, fazer ginástica e depois relaxamento.
Com o tempo, você pode descobrir alguns fios de cabelo branco e talvez, se houver tempo - e quiser -, tingi-los.
Ainda há tempo para repetir a sobremesa do almoço e calcular as calorias ingeridas a mais.
Voltar para casa, ligar para os amigos e contar uma piada. Ouvir os lamentos de cada um deles e dizer que a vida é assim mesmo.
Deixe o tempo correr... porque com ele tudo passa!
(Portal Diabetes)


NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Em Dongyang, província de Zhejiang, leste da China, ovos cozidos na urina são uma iguaria, nesta parte da China é um deleite há milhares de anos e agora parece que alguns chefs locais estão esperando sua especialidade bizarra percorrer o mundo, segundo os relatórios Metro.co.uk . Chef Ming Lu disse: "A urina é recolhida em escolas locais e a melhor vem de meninos menores de 10 anos. Eles fazem xixi em baldes e nós recolhemos todos os dias frescos". Em seguida, os ovos - que têm o estatuto de importância cultural oficial, são cozidos e depois de um dia e uma noite estão pronto para serem comidos. "Os ovos são deliciosos e saudáveis, Eles cortam febres e ajudam as pessoas a se concentrarem melhor, se você estiver se sentindo lento ou sonolento. "Nós estamos tendo um impulso de grande exportação, porque queremos que as pessoas fora da China apreciem plenamente a delicadeza da nossa culinária". (contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● A batalha travada pelo Japão para resfriar quatro reatores com sérios problemas no complexo de Fukushima Daiichi tomou ontem rumos dramáticos. Os níveis de radiação aumentaram, e o grupo de trabalhadores que tentam controlar a situação foi retirado, só retornando horas depois. Há danos no núcleo de três reatores, afirmou a AEIA, agência da ONU. O cenário fez com que chefes de agendas nucleares dos EUA, da Europa e da Rússia fossem unânimes no diagnóstico: o Japão perdeu o controle da situação: "Estamos em algum lugar entre um desastre e um desastre gigantesco", disse o chefe de Energia da UE. O imperador Akihito rompeu o silêncio e fez um discurso inédito pedindo que os japoneses não desistissem. Documentos vazados pelo WikiLeaks mostraram que a ONU temia falhas na indústria nuclear do Japão.

● Numa versão atual dos kamikazes da 2ª Guerra, 180 peritos tentam, numa missão suicida, salvar os japoneses de uma catástrofe nuclear. Em pequenos grupos, eles se revezam na usina para bombear água, monitorar a temperatura dos reatores e remover entulho das explosões. Foram retirados às pressas quando a radiação aumentou, mas voltaram.

● Os trens-bala partiram lotados, ontem, de Tóquio. A viagem de três horas para Osaka foi melancólica, relata Claudia Sarmento. Japoneses e estrangeiros abandonaram suas casas em Tóquio, onde falta comida e há riscos de contaminação radioativa. Em Osaka, não há mais vaga em hotéis.

● A presidente Dilma não gostou da participação de setores do PT na organização de protestos contra Obama. O Planalto mandou que o partido enquadre descontentes e evite constrangimentos. Na Cinelândia, domingo, Obama falará de democracia e inclusão social. O discurso mais político será no Chile.

Folha de S. Paulo

● Radiação está muito alta, diz chefe nuclear dos EUA.
Embaixada aconselha evitar raio de 80Km da usina; gravidade leva imperador do Japão à TV pela 1ª vez.

● A família Sato desembarcou em Sendai para visitar parentes na sexta-feira, após longa maratona desde Curitiba (PR). Ainda estavam na estação de trem, quando a terra tremeu. Os cinco dias seguintes foram de privação. Ontem, os sete retornaram com mais 20 brasileiros em dois micro-ônibus fretados pela embaixada. O grupo chegou à Grande Tóquio após oito horas de estrada.

● Novo ataque das forças de segurança bareinitas e sauditas contra manifestantes xiitas na praça Pérola, na capital Manama, deixou ao menos cinco mortos. Centenas de pessoas ficaram feridas. Um hospital chegou a ser invadido pelas tropas. O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, pró-xiitas, considerou o ataque "injustificável". O governo dos Estados Unidos, que tem a Arábia Saudita como aliada, rejeitou a ocupação e a repressão militar violenta no Bahrein.

● Renata Lo Prete: Presidente nega que Mantega vá deixar governo. Incomodada com o noticiário sobre a fritura de Guido Mantega, Dilma Rousseff iniciou o dia de trabalho recebendo o ministro. Ao Painel ela disse: "Não vou aceitar nenhuma tentativa de diminuir a importância dele no meu governo".

● O Senado aprovou ontem projeto de lei que exclui do direito à herança os parentes e cônjuges que cometerem crimes sexuais, abandono ou outras ofensas contra os donos do patrimônio. Também perde o direito aos bens quem alterar ou furtar testamento. O texto ainda precisa passar pela Câmara.

O Estado de S. Paulo

● Radiação no Japão atinge nível extremo, alertam EUA. Novos danos em usina ampliam risco nuclear; para americanos, Tóquio pode ter subestimado a ameaça.

● O fogo ardeu por cinco dias na cidade portuária de Kesennuma, deixando um cenário parecido com um ferro-velho - e com um imenso navio no meio do entulho. O abrigo local, administrado por um engenheiro, deverá ficar sem gás dentro de dois dias e ele não sabe se conseguirá distribuir refeições quentes para os sobreviventes. “Eu me sinto tão envergonhado", afirmou aos prantos.

● Filha de Roriz recebeu dinheiro sujo, diz delator de esquema. Durval Barbosa afirma ao 'Estado' que o dinheiro entregue à deputada Jaqueline Roriz ‘é oriundo das propinas' de contratos do governo do Distrito Federal’.

● Pacientes com HIV enfrentam desabastecimento de remédios. O atazanavir está em falta em alguns pontos do País, assim como saquinavir e didadosina. O Ministério da Saúde divulgou nota técnica com orientações para a substituição do atazanavir por outras drogas ou fracionamento da entrega. Médicos e pacientes se irritaram. "Isso traz um desgaste muito grande para quem está sob tratamento", diz presidente de ONG.

Correio Braziliense

● O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, condenou a divulgação a “conta-gotas” de vídeos comprometedores com políticos brasilienses, a exemplo do flagrante da deputada federal Jaqueline Roriz recebendo dinheiro de forma ilícita. O chefe do Ministério Público Federal advertiu que pode suspender o benefício da delação premiada para Durval Barbosa se esse tipo de conduta permanecer.

Valor Econômico

● A presidente da República, Dilma Rousseff, foi afirmativa: "Não vou permitir que a inflação volte no Brasil. Não permitirei que a inflação, sob qualquer circunstância, volte". A declaração foi dada durante entrevista ao Valor, a primeira exclusiva a um jornal brasileiro, num momento em que as expectativas de inflação pioram e os mercados insinuam que o Banco Central não tem autonomia para agir. "Eu acredito num Banco Central extremamente profissional e autônomo. E este Banco Central será profissional e autônomo", garantiu a presidente.

● O suprimento de gasolina e alimentos do Japão está se esgotando rapidamente, forçando não apenas os moradores do nordeste, assolado pelo terremoto, mas também de Tóquio a correr para comprar o que sobrou nas prateleiras cada vez mais vazias dos supermercados e lojas de conveniências.

Estado de Minas

● Economia do estado cresceu 10,9% no ano passado em relação a 2009, superando a média nacional e até o desempenho do gigante asiático. É a maior expansão já registrada em 15 anos de apuração do indicador pela Fundação João Pinheiro. O grande destaque foi a mineração, com alta de 31,8%, devido, principalmente, às vendas de minério de ferro aos chineses. Outro produto importante na produção mineira, o café teve crescimento de 25,9%.

● Agência da ONU alerta que “a situação é grave” no Japão e confirma danos nos núcleos de três reatores da usina de Fukushima. EUA detectam radiação extremamente alta na região e determinam que americanos fiquem a pelo menos 80km do local. Imperador pede à população que não perca a esperança.

Jornal do Commercio

● Helicópteros lançam água sobre a usina de Fukushima, em mais uma estratégia para conter a radioatividade. Ruas de Tóquio estão vazias e local mais agitado da cidade ontem foi o aeroporto, com milhares de estrangeiros tentando deixar o País

Zero Hora

● Nações estrangeiras recomendam a seus cidadãos que deixem a capital japonesa. Enviado relata a luta contra a radiação.

quarta-feira, 16 de março de 2011

DICA DO DIA
Três verbos existem que, bem conjugado, serão lâmpadas luminosas em nosso caminho – Aprender, Servir e Cooperar.

Três atitudes exigem muita atenção – Analisar,Reprovar e Reclamar.
Dê três normas de conduta jamais nos arrependeremos – Auxiliar com a intenção do bem, Silenciar e Pronunciar frases de bondade e estímulo.
Três diretrizes manter-nos-ão, invariavelmente, em rumo certo – Ajudar sem distinção , Esquecer todo mal e Trabalhar sempre.
Três posições devemos evitar em todas as circunstâncias – Maldizer,Condenar e Destruir.
Possuímos três valores que, depois de perdidos, jamais serão recuperados – A hora que passa,A oportunidade e A palavra falada.
Três programas sublimes se desdobram à nossa frente, revelando-nos a glória da Vida Superior – Amor, Humildade e Bom ânimo.
Que o Senhor nos ajude, pois, em nossas necessidades, a seguir sempre três abençoadas regras de salvação –Corrigir em nós o que nos desagrada em outras pessoas. Amparar-nos mutuamente. Amar-nos uns aos outros.
(Chico Xavier)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Ela só tem 11 anos e um QI de 162 - mais do que Albert Einstein, Stephen Hawking e Bill Gates! Victoria Cowie insiste que é uma menina normal, mas, na verdade, ela não é. Ela é a mais nova integrante do seleto clube de gênios Mensa. "Eu realmente adoro quebra-cabeças e achar soluções para desafios. Quando crescer vou estudar ciências, especialmente biologia", disse a menina ao "Daily Mail".Victoria já recebeu proposta de bolsa de estudos nas quatro principais escolas privadas do Reino Unido. Os pais garantem não ter exercido qualquer pressão sobre a filha. "Victoria faz o que ela quer e nós apenas damos a ela as opções. Eu só queria que ela arrumasse mais o quarto", brincou a mãe Alison, de 44 anos. O pai, David, de 42 anos, afirma que ele e Alison são "inteligentes", mas nada que se compare ao prodígio que têm em casa. A família vive em Wolverhampton (Inglaterra). (contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Radiação chega a Tóquio e mergulha cidade no medo.
Moradores se fecham em casa, empresas se mudam e estrangeiros fogem.

● O alerta nuclear despertou os piores pesadelos em Takashi Morita, sobrevivente da bomba de Hiroshima. Ele acompanha em São Paulo o que acontece em seu país natal e se preocupa com o neto, que está no Japão.

● Para tentar acabar com as divergências internas, o chefe da Casa Civil, ministro Antonio Palocci, assumiu o comando das ações para combater as mudanças climáticas. O Ministério do Meio Ambiente, favorável a metas ousadas de redução dos gases causadores do efeito estufa, não se entende com outros setores do governo federal.

● O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu ontem alerta para um inédito furacão na costa do Sudeste do Brasil. Batizado de Arani (tempo furioso em tupi), ele deve causar ressaca no Rio. Segundo o Inmet, não há risco de Arani chegar à terra.

Folha de S. Paulo

● A tarefa de evitar o derretimento dos reatores da usina de Fukushima 1 está nas mãos de um grupo de 50 técnicos. A ameaça de colapso da planta nuclear levou o governo japonês a ordenar que os outros 750 empregados abandonassem o local. Sob sério risco de contaminação, "os 50 de Fukushima", como estão sendo identificados, assumiram a tarefa de resfriar os reatores. Ontem, o nível de radiação recuou, mas novos incêndios atingiram reatores.

● A chegada dos primeiros indícios de radioatividade em Tóquio, que fica a 250 km, levou seus moradores a estocar produtos, provocando desabastecimento. A radioatividade na capital registrou nível de 10 a 20 vezes maior que o normal, mas não oferece perigo. Segundo a contagem oficial, o tsunami deixou pelo menos 3.676 mortos. Cerca de 7.500 pessoas são consideradas desaparecidas. Outras 450 mil tiveram de deixar suas casas.

● Após três mortos em confrontos no Bahrein, o Irã alertou os EUA e a Arábia Saudita para as "perigosas consequências" na região e chamou de "inaceitável" a situação no emirado. Ocupado por tropas sauditas, o Bahrein decretou estado de exceção por três meses, limitando liberdades civis em meio à repressão a protestos da maioria xiita contra sunitas.

O Estado de S. Paulo

● Radiação nuclear e desabastecimento levam pânico ao Japão. Estrangeiros deixam Tóquio; faltam alimentos e combustível em cidades afetadas.

● O governo decidiu bloquear compras e fusões, por estrangeiros, de empresas brasileiras que detenham imóveis rurais no País. Esse tipo de negócio estaria ocorrendo para burlar restrições à compra e arrendamento de terras por investidores de outros países. Operações de mudança do controle acionário de empresas proprietárias de áreas rurais envolvendo estrangeiros não poderão ser formalizadas. A partir do aviso, negócios fechados poderão ser suspensos na Justiça.

● O deputado José Antonio Barros Munhoz (PSDB), reeleito ontem presidente da Assembleia de São Paulo, é réu em ação civil pública por improbidade administrativa sob acusação de ter favorecido a Brinquedos Estrela quando era prefeito de Itapira.

Correio Braziliense

● O Exército Brasileiro e o Serviço Secreto da Casa Branca coordenarão o esquema de proteção ao presidente dos EUA na visita ao país, a partir de sábado. Nem os trajetos da comitiva foram revelados. Ontem, agentes do FBI vistoriaram o Palácio do Planalto

Valor Econômico

● Ao divulgar ontem os resultados financeiros da empresa, em Munique, o presidente mundial da BMW, Norbelt Reithofer, informou que considera a possibilidade de abrir uma fábrica na América do Sul. Ele não se referiu especificamente ao Brasil, mas fontes próximas à companhia acreditam que a melhor opção para instalar um projeto desse tipo seria o maior mercado da região. A proposta em análise pela BMW rompe com a ideia de que o Brasil não pode ter fábricas de carros de luxo, um conceito que se formou a partir do fracasso dos projetos da Audi e da Mercedes, que investiram no país em meados da década de 90.

Estado de Minas

● Depois de explosões e incêndios em quatro reatores nucleares da usina de Fukushima e da confirmação de níveis elevados de radiação na região e em outras partes do país, o medo agora é de contaminação radioativa. O raio de isolamento em torno da usina subiu de 20 para 30 quilômetros. O pânico chegou a Tóquio, onde muita gente estoca alimentos e há no aeroporto da cidade grandes filas de pessoas tentando deixar o Japão. O número de mortos subiu para 3,3 mil, mas deve triplicar.

Jornal do Commercio

● Cremepe interdita IML - Decisão se apoia em fotos de dentro do Instituto, que de tão estarrecedoras não serão publicadas nesta Capa. Os corpos das vítimas da violência serão liberados sem perícia, dificultando processos. Governo investirá R$ 2 milhões no órgão.

Zero Hora

● O “apocalipse” de Fukushima - Ao avaliar a série de incêndios em usina nuclear no Japão, comissário europeu de energia define o quadro na região como apocalíptico.

terça-feira, 15 de março de 2011

DICA DO DIA
Você sabia que existe um jeito muito fácil de ser feliz? É simplificando as coisas.Sabe aquela discussão boba e sem assunto com a mulher amada? Deixe de lado. Sabe aquele problema que parece insolúvel? Deixe o tempo se acomodar, que as respostas irão fluir. Sabe aquele projeto que não deu certo? Não fique se lamentando: outros mais virão pela frente.Assim é a nossa vida. Um dia vive-se a glória, no outro nem tanto. Mas para que ficar esquentando a cabeça ou deixando que a ansiedade tome conta do seu pensamento, desperdiçando uma energia poderosa? Para que ficar martelando sobre assuntos e coisas sem futuro, insistindo em razões sem sentido ou impróprias para a nossa essência? Assim, ao acordar pela manhã, faça uma promessa: a partir de hoje, usarei a simplicidade como um grande instrumento em busca da minha felicidade. Faça isso e seja feliz! (Adonai Zanoni de Medeiros)


NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
O ex-vocalista do Iron Maiden Paul Di’Anno foi condenado na sexta-feira a nove meses de prisão por receber ilicitamente benefícios do governo britânico. Paul Andrews, verdadeiro nome de Di’Anno, admitiu ter recebido mais de 45 mil libras (cerca de R$ 116 mil) em benefícios ao tribunal da cidade de Salisbury, no sul da Grã-Bretanha. Para obter o rendimento, ele alegava sofrer de uma grave dor nas costas que o impedia de trabalhar. Mas inspetores britânicos viram vídeos, no próprio site do cantor, em que ele aparece saltando durante uma apresentação. Vai daí, cana nele... (contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Uma terceira explosão de hidrogênio, desta vez no reator número 2 de Fukushima Daiichi, já é a mais grave registrada no complexo e eleva o risco de catástrofe nuclear no Japão. Sites dos principais jornais do país informavam, sem confirmação oficial, que o nível de alerta em Fukushima passara de 4 para 6, a apenas um da catástrofe de Chernobyl, na Ucrânia, em 1986. O governo japonês já não descarta a possibilidade de derretimento total de três reatores de Fukushima e pediu ajuda aos EUA para tentar conter a crise. Após a explosão, uma primeira amostragem indicava que os níveis de radiação haviam quadruplicado em 40 minutos, em quantidade oito vezes maior que a permitida. A reconstrução do Japão pode ter um custo de US$ 180 bilhões.

● Quem quiser ir à Cinelândia assistir ao discurso do presidente dos EUA, Barack Obama, enfrentará um esquema de segurança mais que reforçado. Bolsas e mochilas serão proibidas, e será exigido documento de identificação. O discurso terá tradução simultânea. Tanques acompanharão a visita de Obama à UPP da Cidade de Deus. Ele também deve ir ao Cristo.

● Filmada recebendo dinheiro em espécie, a deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF) usou a mesma desculpa do PT: seriam “recursos não contabilizados” para a campanha de 2006. Pela lei eleitoral, o caixa 2 é crime grave, mas já estaria prescrito. O STF abriu inquérito contra ela.

Folha de S. Paulo

● Novas explosões põem Japão em risco de desastre nuclear.
Radiação perto de usina é o triplo a que uma pessoa pode ser exposta por ano.

● A combinação de terremoto e tsunami que atingiu o país deixou pelo menos 2.500 mortos, de acordo com dados oficiais. Há estimativas, porém, que apontam mais de 10 mil.

● Governo alemão decide fechar duas usinas antigas; Suíça susta as novas licenças.

● A pedido da família real do Bahrein, que é sunita, mais de 150 blindados, mil soldados sauditas e 500 policiais dos Emirados Árabes Unidos entraram no país para conter os protestos da maioria xiita, que pede democracia e a saída do rei. Opositores vêem ocupação militar e temem guerra não declarada.

O Estado de S. Paulo

● Japão pede socorro aos EUA para enfrentar risco nuclear. Mais um reator de usina atingida pelo terremoto explode, e radiação é detectada a 160 km do local.

● Para o presidente da Comissão Nacional de Energia Nuclear, Odair Gonçalves, o acidente no Japão pode abalar o programa brasileiro. O Ministério de Minas e Energia informa que, por ora, está mantido o plano de construir quatro usinas no Brasil.

● O terremoto que atingiu o Japão, a terceira maior economia do mundo, provocou temores de que a recuperação global sofra um revés. Além disso, no médio prazo, a reconstrução do país pode aumentar a demanda por alimentos e energia, reforçando a pressão sobre os preços globais. As bolsas de valores caíram ao redor do mundo – o mercado teme o impacto da queda do consumo japonês nas exportações de China, EUA e Europa.

● O escândalo de espionagem contra o secretário de Segurança paulista, Antônio Ferreira Pinto, derrubou um dos mais importantes chefes da Polícia Civil: Marco Antônio Desgualdo. Ele dirigia o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa desde 2009.

Correio Braziliense

● O ministro Joaquim Barbosa, do Supremo Tribunal Federal, determinou a abertura de inquérito contra a deputada federal Jaqueline Roriz (PMN-DF). Em nota, a parlamentar confessou ter utilizado caixa 2 na campanha de 2006 e que visitou “algumas vezes” o escritório de Durval Barbosa para receber recursos não contabilizados na Justiça Eleitoral. Ela também apresentou licença médica de cinco dias à Câmara. O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, afirmou que o caso terá uma investigação paralela ao inquérito da Caixa de Pandora. O Ministério Público vai interrogar Jaqueline Roriz e verificar a autenticidade da gravação em vídeo.

Valor Econômico

● A paralisação de boa parte da máquina produtiva do Japão, a terceira economia mundial, espalha dificuldades para toda a rede integrada de fabricação regional asiática, em uma cadeia de consequências que atinge o Brasil. Com a destruição assustadora do nordeste do país, o perigo de mais vazamentos radioativos na usina nuclear atingida pelo terremoto e sem perspectiva de regularização do fornecimento de energia por várias semanas, a Sony, maior exportadora japonesa de eletrônicos de consumo, suspendeu a operação de dez fábricas. A Toyota, maior montadora do mundo, fez o mesmo com suas 12 unidades.

Estado de Minas

● Nuvem de medo sobre o planeta. Terceira explosão em usina nuclear aumenta risco de vazamento radioativo no Japão e faz o mundo repensar uso de energia nuclear. Alemanha e Suíça suspendem projetos.

Jornal do Commercio

● O pesadelo nuclear – Medo de vazamento cresceu com terceira explosão em usina de Fukushima, no Japão. Insegurança se espalha. Suíça e Alemanha suspenderam projetos atômicos e no Brasil debate sobre novas usinas, inclusive em Pernambuco, deve esquentar.

Zero Hora

● Escândalo suspende contratos de pardais. Revelação de esquema leva Estado e municípios a reverem licitações, e o TCE anuncia investigação.

segunda-feira, 14 de março de 2011

DICA DO DIA
A felicidade pode existir em cada momento e em cada situação. Se seu trabalho é maçante, é porque você escolheu enxergá-lo desse jeito. Se seu vizinho é desagradável, é porque você o considera assim. Aceite as coisas como elas são. Encontre o lado bom das coisas ao seu redor. Nada o fará feliz até que você decida ser feliz. Aceite as coisas como elas são e você terá o poder de torná-las o que você quiser. Nada tem o poder de fazê-lo feliz, mas você tem o poder de extrair felicidade de qualquer coisa.Luta e conflito, riso e alegria, lágrimas e sorrisos, são todos parte da mesma abundante e incrível sinfonia que é a vida. A riqueza de estarmos vivos nunca é condicional. Ela não é feita apenas de diversão, mas você realmente gostaria que fosse assim? Regozije-se com as voltas que sua vida dá, pois é disso que ela é feita.
(portaldiabetes)


NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Os carboidratos podem mesmo ser grandes vilões. No caso de Giarcarlo Sabatini, uma lasanha o pegou pelo estômago e o apunhalou pelas costas. O italiano estava foragido desde 2000 quando foi sentenciado a 3 anos e 8 meses de prisão por tráfico de cocaína. Estava. Aproveitando uma ligação anônima, a polícia foi até a casa onde a mulher e a filha de Giancarlo moram, em Rocca Priora, uma cidade próxima de Roma. Quando viram a filha deixando a casa da mãe de maneira apressada, com uma bandeja de lasanha na mão, suspeitaram. Eles seguiram o rastro da lasanha, encontraram Giancarlo e o prenderam. Muitos italianos preparam lasanha à bolonhesa no almoço da terça-feira de Carnaval. Segundo a polícia, Giancarlo estava escondido na Bélgica e voltou para a Itália apenas para celebrar o Carnaval e comer a lasanha... (contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Resumida pelo primeiro-ministro Naoto Kan como “a crise mais grave vivida pelo país desde a Segunda Guerra Mundial”, a tripla catástrofe japonesa – provocada pela conjunção de terremoto, tsunamis e acidentes nucleares – se agravou ontem com falhas em mais dois complexos, totalizando sete reatores com problemas, seis em estado de emergência. No complexo de Fukushima Daichi, engenheiros ainda corriam contra o tempo para resfriar dois reatores e evitar o derretimento e o risco de explosão. Em Tokai, uma bomba-d’agua que resfria o reator 2 parou de funcionar. No Complexo e Onagawa, foi detectado aumento dos níveis de radioatividade, que já estariam normais. Cerca de 400 brasileiros estão na área de risco atômico. Os japoneses enfrentam ainda a ameaça de uma outra tragédia: especialistas alertam para 70% de chances de novo abalo forte até quarta-feira. O terremoto deslocou a principal ilha do Japão em 2,5 metros.

● Numa viagem à cidade de Sendai, o epicentro da tragédia, a enviada Claudia Sarmento viu um dos países mais ricos do mundo sem luz, comida, água e gasolina, com moradores fazendo fogueiras no meio da rua para se aquecer. Segundo o governo japonês, 600 mil pessoas já foram deslocadas, entre as quais 210 mil por causa da ameaça nuclear.

● A retomada da cidade petrolífera de Brega, pelas forças do ditador líbio Muamar Kadafi, fez centenas de rebeldes fugirem em massa na direção do leste. O desânimo e a tensão tomaram conta dos insurgentes, que foram privados de combustível após a reconquista de duas cidades petrolíferas. No Iêmen, seis pessoas morreram após dura ofensiva das forças do ditador Ali Abdullah Saleh contra manifestantes.

● A embaixada americana informou ontem que o presidente Barack Obama fará no Rio, no próximo domingo, um discurso aberto ao público. Um dos locais mais cotados é a Cinelândia.

Folha de S. Paulo

● Japão vive pior crise desde 2ª Guerra, afirma premiê. Número oficial de mortos chega a 1.800; há 2,6 milhões de casas sem luz e 1,4 milhão sem água.

● Ao recuperar Brega e rumar a Ajdabivyah, última cidade antes de Benghazi, capital da oposição, o Exército líbio “marcha para purgar o resto do país”, disse o coronel Milad Hussein. Em quatro dias, o governo retomou 140 km de território rebelde.

● Drew Gilpin Faust, 62, reitora de Harvard, considerada a melhor universidade do mundo, chega ao Brasil na semana que vem. Entre seus objetivos, estão recrutar alunos e professores e levantar fundos, informam Luciana Coelho e Gilberto Dimenstein.

● Enquanto a movimentação de passageiros em aeroportos do país cresceu 21% de 2009 para 2010, queixas sobre problemas com bagagens subiram 74%. Foram 7.170 no ano passado. Em Brasília, o Ministério Público vai apurar extravios de malas.

O Estado de S. Paulo

● A crise nuclear no Japão voltou a se agravar ontem, e o governo admite que pode ter havido o derretimento parcial de dois reatores na usina de Daiichi, em Fukushima, e há risco de nova explosão. Falhas no processo de resfriamento foram detectadas em outras duas usinas. Testes confirmaram que 37 pessoas foram expostas à radiação, número que pode chegar a 160. Cerca de 1,8 milhão de residências estão sem energia e 500 mil sem água. Segundo as autoridades, o número de mortos pode passar de 10 mil.

● O governo de São Paulo tem usado os conselhos de administração de estatais para abrigar secretários, assessores e colaboradores filiados ao PDS ou ligados ao partido. Os honorários servem como complemento salarial. Em diversos casos, não há relação entre a formação profissional dos nomeados e a área de atuação das empresas.O governo nega o apadrinhamento político e afirma que o critério de escolha é a diversidade e a competência técnica.

● Nos depósitos abarrotados da Receita, pelo menos R$ 2 bilhões em mercadorias apreendidas esperam destinação. A falta de mecanismos ágeis para liberar espaço dificulta o aperto da fiscalização e favorece o contrabando, o descaminho e a falsificação.

Correio Braziliense

● Metroviários em greve. Funcionários do metrô cruzam os braços a partir de hoje, causando transtorno a 160 mil usuários.

Valor Econômico

● O crédito com desconto em folha de pagamento ficou mais curto e caro. A exigência de maior capital aos bancos na realização de operações acima de 36 meses, em dezembro, atingiu os clientes que costumavam se refinanciar no consignado antes de o contrato vencer, tomando mais dinheiro tão logo tivessem espaço liberado na renda. Já apertados para cumprir seus compromissos, esses clientes passaram a recorrer às linhas mais caras do mercado, como o cheque especial e o cartão de crédito, como transpareceu em janeiro nas estatísticas do Banco Central (BC). As concessões de crédito consignado tiveram queda de 19,2% em janeiro em relação a dezembro.

Estado de Minas

● Depois do maior terremoto de sua história, seguido de tsunami, país enfrenta problemas de superaquecimento e risco de grave acidente nuclear em três usinas. A pior situação é em Fukushima, atingindo três reatores, um dos quais ameaça derreter. Está sendo usada água do mar no resfriamento e vazou vapor radioativo, que contaminou 160 pessoas. Nove foram internadas. Ontem, foi emitido alerta de emergência para a usina de Onagawa. E na de Tokai acionaram-se bombas auxiliares de refrigeração, após pane na principal.

Jornal do Commercio

● Japão tem pior crise desde a 2ª Guerra. Declaração foi feita ontem pelo premiê Naoto Kan, diante da conjunção de um terremoto seguido de tsunami e registro de problemas em três usinas nucleares.

Zero Hora

● Rumores e explosões pôem Japão em pânico. Alerta em usinas nucleares, novos tremores de terra e informações não confirmadas até ontem à noite sobre segundo tsunami ampliam caos no país asiático.

domingo, 13 de março de 2011


VOLTA AO PASSADO

Na parte baixa do Jardim Público central da cidade de São Manuel, no passado, existia um grande mercado. A foto acima mostra o prédio, imponente até para aqueles tempos. Depois o prédio foi demolido e o jardim ampliado, tornando-se um dos mais bonitos do interior paulista, com suas plantas, gramados e alamedas, bancos em profusão e o velho coreto que recebe a Banda de Música todos os domingos para a retreta. Agora, o coreto também serve de palco para o movimento chamado "SALA DE VISITA AO PÉ DO CORETO", idealizado pela Associação dos Artistas São-manuelenses, que reúne músicos profissionais e amadores, toda última sexta-feira de cada mês, para duas horas de entretenimento. A próxima edição do projeto será no dia 25 de março, às 18 horas. À frente da associação, o músico são-manuelense Arnaldo Catalan, que está de volta à sua terra natal.


DICA DO DIA
Quando você sabe exatamente aonde está indo e está determinado a isso, você se torna "à prova de balas". Ninguém, nenhuma situação, nenhum obstáculo pode detê-lo. Você encontrará uma maneira de chegar lá.
Quando alguém está à deriva, pode ser levado pela brisa mais fraca. É diferente de quando você tem um objetivo específico. Ocasionalmente, você pode ser jogado para fora do caminho, mas é capaz de retomar sua direção rapidamente.
Nada que possam dizer terá o poder de desencorajar sua atividade quando você SABE exatamente aonde quer chegar. Nenhum obstáculo pode colocar-se em seu caminho quando você mantém seu objetivo em mente.
Você tem o poder de fazer o que quiser. O problema é que o poder funciona contra si próprio quando não é inteiramente canalizado na mesma direção. Até onde você poderia chegar com seu carro se as rodas não apontassem todas na mesma direção?
Concentre-se. Decida o que é importante para você e vá atrás. Você tem o necessário. Seu motor tem potência suficiente. Tudo o que você tem a fazer é apontar todas as rodas na mesma direção e pisar no acelerador.
(Portal Diabetes)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Vicky Lowing, uma enfermeira de 54 anos, de Melbourne, que ficou famosa depois que deixou o marido e o trocou por um crocodilo "Johnie", será apresentada em "Fatal atrações» (Animal Planet), série de documentários sobre obsessão por animais de estimação selvagens, o que é muito perigoso e muitas vezes fatal. Em um episódio que será exibido em março, Lowing irá mostrar que divide a sua casa com três crocodilos de estimação... Um crocodilo de estimação será uma boa idéia? (contaoutra.com)

CRÔNICA DE DOMINGO
Alô gente! Bom domingo! Não pensei que substituir um aparelho móvel, ou seja, um celular, fosse tão complicado. Esse o tema desta crônica publicada recentemente no jornal O PRATIANO. Boa leitura!

A difícil tarefa de trocar o aparelho celular
Meu telefone móvel, o conhecido celular, vinha dando problemas desde o segundo semestre do ano passado. Principalmente na questão da durabilidade da carga em sua bateria. Eu achei que a bateria já era muito velha, pois já tinha aquele aparelho há coisa de cinco anos mais ou menos. Então começamos, eu e meu filho Renato, a procurar uma nova bateria para ele.
Num encontro fortuito que aconteceu na Big Loja, meu filho conversou com um amigo dele, o Wagner, que é da empresa Geração Celular, especialista nessa área da telefonia móvel. Perguntou-lhe sobre a possibilidade de se encontrar uma nova bateria. Ele disse que era difícil, mas que poderia, quem sabe, encontrar uma outra, mesmo usada, em melhores condições.
Fiquei satisfeito e considerei que tinha resolvido o problema. Só que, na sequência, o Wagner nos disse que aquele meu aparelho funcionava num sistema que estava em extinção e que provavelmente por isso a bateria estava falhando. Pior: disse que meu telefone perderia a validade, ou seja, poderia parar de funcionar em coisa de dois meses, porque a VIVO estaria mudando seu sistema de transmissão e, com a mudança, os telefones antigos – como o meu – ficariam inativos. Em tempo: a VIVO não me avisou nada a respeito disso.
Depois de pensar em reclamar junto à prestadora de serviço, e considerando que eu enfrentaria uma situação desagradável, achei melhor abandonar meu velho celular e comprar outro. Fomos, eu e meu filho, à Loja da VIVO aqui em São Manuel. A moça, simpática, me perguntou que tipo de aparelho eu desejava, esclarecendo que era possível manter o mesmo número que eu tinha, o que já seria uma vantagem.
Disse à vendedora que queria um aparelho simples, para falar e ouvir, até porque eu, até hoje – confesso – não aprendi a enviar torpedos e a mexer com outras coisas que esses pequenos aparelhos trazem embutidas em suas minúsculas caixinhas. Depois de examinar uma série de celulares que a moça nos mostrou, optei por um que, eu acreditava, fosse de fácil manuseio. Paguei barato, eu achei. Mas o danadinho não é fácil de operar. Fui ver o manual e considerei que precisaria de pelo menos um dia para lê-lo por inteiro...
Preferi tentar fazer uma ou outra ligação, recebi algumas também, e nesses quesitos o pequenino aparelho funcionou bem. Consegui fazer algumas fotos – o dito cujo tem câmera embutida – mas não pude, até hoje, transferir as mesmas para meu computador. Estou esperando que o Thiago Melego, locutor da Rádio Clube AM, me auxilie, já que ele é um expert no assunto...
De repente, parei de me preocupar com o celular novo. Voltei no tempo para lembrar que o serviço telefônico em São Manuel, nas primeiras décadas do século passado, era prestado pela Companhia Telefônica Brasileira, e que existiam em funcionamento 303 aparelhos, operados pelo sistema de magneto, ou seja, que necessitavam do auxílio da telefonista para completar ligações, mesmo que fossem locais. Esses aparelhos eram acionados por pequenas manivelas, que davam sinal na central telefônica. Dava-se o número do telefone com o qual se desejava falar e a tele­fonista completava a ligação. E, dizem, ouviam tudo que se falava. Sabiam de tudo que se passava, mas, por honra da profissão, guardavam segredo...
O celular, aqui em São Manuel, só chegou em 1994, e numa cerimônia realizada no Clube Recreativo São Manuel, inaugurou-se o sistema de telefonia móvel por aqui. O aparelho era grande e pesado, parecia um tijolo. Depois do primeiro telefonema, feito pelas autoridades presentes, aconteceu a primeira transmissão radiofônica por celular, pela Rádio Clube de São Manuel, descrevendo aquele importante acontecimento e entrevistando pessoas que lá estavam. Eu fiz aquela reportagem, a primeira por celular aqui da cidade. Não imaginava que teria tantos problemas com o celular no futuro, que é agora...

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Em alerta máximo, o Japão tenta conter a ameaça de um desastre nuclear, após a explosão numa das usinas de Fukushima, na região mais atingida pelo terremoto seguido de tsunami que arrasou a costa nordeste do país. O governo ampliou o perímetro de segurança na área de dez para 20 quilômetros, mas minimizou os riscos de catástrofe, assegurando que, apesar do vazamento, os riscos de contaminação são pequenos. Segundo o porta-voz do governo japonês Yuko Edano, o reator não foi afetado pela explosão, que deixou quatro feridos e levantou uma nuvem gigante de fumaça.

● Mas a Agência Internacional de Energia Atômica da Onu solicitou com urgência informações sobre a dimensão do acidente. Em resposta, autoridades japonesas disseram estar se preparando para dar iodo (usado para proteger o corpo de exposição radioativa) às pessoas que moram perto da área afetada pela explosão. Especialistas no assunto consideram a situação preocupante. Numa outra frente, o governo reforçou com uma megaoperação o resgate de feridos nas áreas devastadas por ondas gigantes. Estima-se que o número de mortos chegue a 1.700. Desde o terremoto, já foram registradas 150 réplicas, com maior ou menor intensidade, e ontem pela primeira vez, uma delas teve o epicentro localizado em Tóquio.

● O TCU constatou que 29% das bolsas do ProUni pagas pelo governo, entre 2005 e 2009, não foram preenchidas pelas universidades privadas, que receberam descontos da União.

● As famílias passaram a destinar 46% a mais da sua renda para pagar dívidas com bancos ao fim dos oito anos de governo Lula. Os cálculos são da LCA Consultores com base em dados do Banco Central. Em janeiro de 2003, o brasileiro comprometia 14,6% do ganho mensal para quitar empréstimos em bancos. Com a explosão do crédito na Era Lula, o percentual saltou para 21,4%. Em janeiro deste ano, atingiu 22,2%.

Folha de S. Paulo

● A usina nuclear de Fukushima, no norte do Japão, vazou radiação e sofreu explosão em decorrência do terremoto que atingiu o país anteontem. Segundo o governo japonês, o vazamento não é grande, e o reator não sofreu danos. Equipes de resgate procuravam ontem por sobreviventes. O total de mortos pode passar de 1.300.

● A reforma tributária do governo vai proibir ou limitar que Estados dêem isenção e concessão de créditos de ICMS na importação de produtos por seus portos. Hoje, em alguns casos, a alíquota cai de 18% para 3% prejudicando a produção nacional.

O Estado de S. Paulo

● A explosão do edifício que abriga um dos reatores da usina atômica de Fukushima Daiichi elevou o temor de um desastre nuclear no Japão, em conseqüência do terremoto que atingiu o país na sexta-feira. O governo tenta agora conter o vazamento de material radioativo. O nível de radiação ao redor da usina está oito vezes maior que a usual e foi ampliado de 3 km para 20 km o raio no qual os moradores tiveram de abandonar suas casas. Especialistas em energia atômica avaliam que os reatores japoneses são bem protegidos e não deve se repetir o desastre de 1986 em Chernobyl.

● Às vésperas da chegada de Barack Obama, o embaixador dos EUA no Brasil, Thomas Shannon, minimizou, em entrevista ao repórter Rafael Moraes Moura, os recentes atritos diplomáticos entre os dois países. “Nossas convergências são mais importantes que nossas divergências”.

● Os Ministérios dos Transportes e do Meio Ambiente preparam decreto que dispensará estudos de impacto ambiental para licenciar obras de duplicação e manutenção de estradas. O objetivo é dar um empurrão nos investimentos federais e privados em rodovias.

Correio Braziliense

● Medo do desastre nuclear. Risco de contaminação faz governo japonês ordenar a retirada de quase 200 mil pessoas após explosão em usina.

Jornal do Commercio

● Após o terremoto devastador seguido de tsunami, japoneses enfrentam ameaça de desastre nuclear. Em uma usina a 270 quilômetros de Tóquio, prédio que abrigava um dos reatores ruiu. Governo retirou 45 mil pessoas da região.

Zero Hora

● Catástrofe no Japão: Explosão em usina aumenta drama e espalha medo pelo mundo. Um dia depois do terremoto com tsunami, restos de prédios da cidade de Kesennuma, que teme agora o vazamento de radioatividade.

O QUE DIZEM AS PRINCIPAIS REVISTAS SEMANAIS BRASILEIRAS

Veja

□□□ O Japão acorda do choque - Por que o país mais preparado para enfrentar catástrofes naturais foi surpreendido pelo tsunami. (Reportagem especial Pág. 17)

Época

□□□ A fúria da natureza - Como o Japão - um exemplo de tecnologia, planejamento e disciplina - enfrenta o maior terremoto da sua história.

ISTOÉ

□□□ A era da medicina avatar - Como hospitais e clínicas do Brasil e do Exterior estão usando a tecnologia da realidade virtual para aliviar a dor e curar bulimia, anorexia, estresse, labirintite e uma série de fobias.
□□□ Exclusivo - Documentos mostram que o denunciante da corrupção dos Roriz tem megaesquema de lavagem de dinheiro.

CartaCapital


□□□ O desastre Obama - O presidente da "esperança" não cumpriu o que prometeu.□□□ Na visita ao Brasil, o reinício de uma relação abalada.

□□□ WikiLeaks: conheça os diplomatas mais mal informados do planeta.