sábado, 26 de março de 2011

DESTAQUES DOS JORNAIS LOCAIS DESTA SEMANA

Jornal O DEBATE, de São Manuel, edição de 25 de março de 2011

□□□ Energia elétrica falta quatro dias em São Manuel.
□□□ Chuvas causam problemas na cidade.
□□□ Contratos da Prefeitura não são publicados na imprensa local.
□□□ Criança morre em parto no hospital local.
□□□ Vacinação contra sarampo: paulistas são convocados para imunizar-se.
□□□ Operação “Cavalo de Aço”: Polícia divulga dados.
□□□ Biblioteca arquiva coluna “Os Pioneiros” publicada por este jornal.
□□□ Sala de visita ao pé do coreto: nova edição.
□□□ Curso de Informática oferecido pelo Telecentro em Pratânia.
□□□ Aniversário do Lions Clube de São Manuel: 46 anos.
□□□ Preso provável comandante do tráfico de drogas em Areiópolis.
□□□ Festa da Pizza em Aparecida de São Manuel será no dia 9 de abril.
□□□ Opinião: O jurista e cientista criminal Luiz Flávio Gomes, mestre em Direito Penal pela USP – já foi promotor de Justiça e juiz de Direito – e Roberta Calix Coelho Costa, pesquisadora do Instituto de Pesquisa e Cultura Luiz Flávio Gomes, elaboraram um estudo que tem como título: Justiça criminal: seletividade e impunidade.
□□□ Ponto de Vista: Entrevista com a Drª. Andrea Monti, neuropediatra da Unesp, que tem consultório também aqui em São Manuel, onde oferece serviço de eletroencefalograma para crianças e asultos.
□□□ Os pioneiros – Nesta edição o jornalista Miguel Roberto Nítolo conta a história da Família Biondon.
□□□ COLUNAS: Esporte (Osmar Corrêa), Bloco de Notas (coluna deste blogueiro), Direito em Debate (drª. Edilaine Rodrigues de Góis Tedeschi), Casual (Letícia Castaldi), Motivação (Bene Bassetto), Cornetando (Sandro Dálio).
□□□ Flash – as personalidades da cena de nossa região.
□□□ Badalação – moças e rapazes da cidade em fotos coloridas.
□□□ Classificados – os melhores classificados da cidade.

Jornal O PRATIANO, de Pratânia, não está circulando nesta semana

DICA DO DIA
Os conselhos ajudam, não há dúvida... Mas não se esqueça de que a solução de nossos problemas está dentro de nós mesmos, na voz silenciosa de nossa consciência, que é a voz de Deus dentro de nós. Não se deixe enganar: só você será o responsável pelo caminho que escolher. Ninguém poderá prestar contas por você. Procure, portanto, viver acertadamente, de acordo com sua consciência. (C.Torrres Pastorino)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
O fazendeiro chinês Liu Naiying alega que uma de suas ovelhas deu à luz um filhote que se parece com um cão, na província de Shaanxi, na China. Ele contou que estava pastoreando suas ovelhas quando viu uma delas lambendo seu cordeiro recém-nascido na pastagem. "O cordeiro ainda estava molhado", disse Liu. Mas, quando se aproximou, o fazendeiro notou algo diferente na aparência do filhote."Eu fiquei chocado, pois ele parecia estranho, como um cruzamento entre uma ovelha e um cachorro", disse Liu. Credo! (contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● O presidente da Vale, Roger Agnelli, não continuará à frente da companhia. A notícia foi dada pelo colunista do GLOBO Ancelmo Gois no seu blog, ontem à tarde. O Bradesco cedeu à pressão do governo para trocar o executivo numa reunião ontem em São Paulo, entre o presidente do Conselho de Administração do banco, Lazaro Brandão; o ministro da Fazenda, Guido Mantega; e o presidente da Previ (fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil), Ricardo Flores. A União tem participação na companhia por meio do BNDESPar. Nos últimos meses, sucessivos desgastes com o governo indicavam a saída de Agnelli, que tem mandato até maio. Pelo acordo de acionistas da Vale, são necessários 75% dos votos para eleger ou destituir o presidente da empresa. Oficialmente, nem a Vale, nem os acionistas, nem o governo se pronunciaram sobre o assunto.

● A Secretaria de Acompanhamento Econômico (Seae), do Ministério da Fazenda, recomendou ao Cade que determine ao Pão de Açúcar vender o Ponto Frio ou as Casas Bahia para evitar concentração.

● Antes restritas ao sul, as manifestações contra a ditadura de Bashar al-Assad chegaram a Damasco e a outras regiões do país. Os protestos foram reprimidos com violência. Fala-se em 25 pessoas mortas. Na Líbia, representantes de Muamar Kadafi acenaram com reformas políticas.

Folha de S. Paulo

● Para conter a escalada no preço dos combustíveis, a Agência Nacional do Petróleo decidiu elevar o percentual máximo de água no álcool anidro, que é misturado à gasolina. O teor, que era de 0,4%, passa para 1%. A mudança permitirá a importação de álcool dos EUA, que tem mais água, e é temporária -vai até 30 de abril, quando acaba a entressafra de cana no centrosul. Produtores do Brasil trarão 200 milhões de litros.

● Com o apoio da maioria dos partidos políticos, os deputados estaduais de São Paulo resolveram duplicar o número de assessores comissionados nos gabinetes. Cada um dos 94 legisladores poderá contratar até 32 funcionários - o máximo hoje é 16. A verba para os salários - R$ 94,8 mil - não será aumentada.

● A economia dos EUA se acelerou pelo segundo trimestre seguido, mas o cenário é incerto, por causa do desemprego elevado. A taxa de expansão de 3,1% nos últimos três meses de 2010, 0,5 ponto mais que de julho a setembro, deixou analistas preocupados por não ser capaz de reduzir já a taxa de desemprego, de 8,9% hoje.

O Estado de S. Paulo

● O Irã anunciou que não aceitará a entrada de um relator da ONU para investigar a situação dos direitos humanos no país e denunciou que a medida é "campanha" dos EUA. O envio do relator foi aprovado anteontem com apoio brasileiro - decisão do governo de Dilma Rousseff que altera o posicionamento a respeito do tema mantido no governo de Lula. O Brasil chegou a pedir ao Irã que colaborasse com a ONU e aceitasse a visita do relator. A mensagem do Itamaraty a Teerã era a de que a medida poderia demonstrar a cooperação dos iranianos ante a comunidade internacional. Mas Teerã considerou a resolução "politicamente motivada e aprovada sob pressão americana”, para "distrair a atenção dos abusos no Ocidente”.

● Em Sanaa, capital do Iêmen, homens seguram punhais em manifestação de apoio ao presidente Ati Abdullah Saleh, que admitiu entregar o poder antes do fim do ano, desde que seja em "mãos seguras". Na Síria, os protestos pelo fim do regime de Bashar Assad são reprimidos com violência e ONGs já falam em 150 mortes. Na Jordânia, um homem morreu durante manifestações.

● Estudo do governo mostra que para o Brasil universalizar o atendimento na pré-escola, incluindo no ensino quase 2 milhões de crianças de 4 e 5 anos, faltam, no País, mais de 100 mil professores. Na conta não entram substituição de eventuais desistências, aposentadorias ou mudanças de área. O aumento no atual quadro de professores seria de 40%.

Correio Braziliense

● Enfim, vai sair a esperada correção de 4,5% na tabela do Imposto de Renda. Com isso, o contribuinte economizará de R$ 5,06 a R$ 31,18 por mês. Mas a boa-nova vem acompanhada de outras duas notícias que prometem doer no bolso. Para compensar a perda de arrecadação com o ajuste no IR, calculada pela Receita em R$ 2,2 bilhões anuais, o governo decidiu elevar em até 17% a tributação sobre bebidas como cerveja, refrigerante e água mineral, que devem ficar até 15% mais caras. Resolveu, também, mais que dobrar o imposto cobrado nas compras feitas com cartão de crédito no exterior. Mas, na avaliação de Daniel Sakamoto, diretor da Experimento Intercâmbio, os brasileiros continuarão viajando para aproveitar o dólar barato e procurarão outras formas de pagar as contas lá fora.

Estado de Minas

● Em alguns postos de BH, o litro do etanol, que subiu 14,2% entre janeiro e o dia 19 deste mês, já custa 90% do valor cobrado pela gasolina. A relação de custo entre os dois nunca esteve tão próxima. Entressafra da cana e a opção dos usineiros de produzir mais açúcar, em alta no mercado externo, são dois dos principais motivos. Como o álcool só é vantajoso quando vale até 70% do preço do derivado de petróleo, e a maioria dos carros é flex, os consumidores migraram em massa para a gasolina, obrigando a Petrobras a importar para atender a demanda.

Jornal do Commercio

● Tentando conter o consumo, governo decide aumentar o IOF nos negócios com cartão de crédito fora do País de 2,38% para 6,38%. De 2009 a 2010, despesas internacionais dos brasileiros subiram de US$ 5,59 bilhões para US$ 10,17 bilhões.

Zero Hora

● O segredo da cidade dos gêmeos - Em salão paroquial, moradores de Cândido Godói ouviram de cientistas da UFRGS e do Hospital de Clínicas que a prevalência da forma de um gene trazido pelos primeiros povoadores é responsável pelos partos múltiplos que intrigam o mundo.

sexta-feira, 25 de março de 2011

DICA DO DIA
Às vezes é preciso destravar as portas,

abrir todas as janelas,
deixar o vento entrar,
destravar os cintos da insegurança e decolar
para assistir a terra de luneta,
comer pipoca sentado na lua,
escorregar pelas pontas das estrelas,
dançar no ventre das nuvens,
sonhar em outros planetas...
e dar muitas risadas com os cometas...
Às vezes é preciso ficar só...
Com um papel e uma caneta para colorir o coração
e colocar mais alegria no viver
e se encantar com a felicidade
e não se esquecer dos sonhos!
(Portal Diabetes)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Aos 89 anos, Christiane Luckardt se despiu para uma sessão de fotos e conseguiu o título de "garota do calendário" mais velha do mundo. A aposentada posou numa praia vestindo um maiô branco e será a Miss Setembro num calendário beneficente. A renda será revertida para o tratamento de crianças da cidade de Gladbeck, na Alemanha. "Estou naquela ótima fase da vida e me sinto numa adolescência tardia. Queria fazer algo maluco enquanto eu ainda pudesse aproveitar", contou ela ao tabloide "The Sun". "Senti um estranhamento ao me despir na frente de desconhecidos. Mas, na minha idade, não há mais mistério sobre o corpo", argumentou a idosa. (contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● O governo Dilma Rousseff distanciou-se claramente da postura do antecessor Lula em relação ao Irã, votando a favor de uma resolução que abre caminho para o Conselho de Direitos Humanos da ONU investigar as denuncias de violações do regime de Mahmoud Ahmadinejad. Em sua visita a Brasília, no sábado, Barack Obama pediu o apoio de Dilma a resolução, mas não obteve resposta. Na votação de ontem, ficou clara a divisão: entre os sete que apoiaram o regime dos aiatolás, estão países com sérios problemas de direitos humanos, como Cuba, Paquistão e China, que temem ser alvo de uma resolução semelhante. "Este não é um voto contra o Irã. É um voto a favor do fortalecimento do sistema de direitos humanos", justificou a representante do Brasil, embaixadora Maria Nazareth Farani Azevedo.

● Países-membros da Otan decidiram assumir o comando de parte da operação na Líbia, assegurando a zona de exclusão aérea. Alguns dirigentes ainda relutam em aceitar bombardeios contra tropas do ditador Kadafi. Caças franceses destruíram um monomotor líbio que aterrissava em Misurata.

● Ministros do STF, como o presidente do TSE, Ricardo Lewandowski, admitem que a Lei da Ficha Limpa poderá ser questionada nas eleições de 2012, devido a artigos polêmicos.

Folha de S. Paulo

● O Brasil foi favorável ontem, no Conselho de Direitos Humanos da ONU, a designação de um relator para investigar denúncias de violações de direitos humanos no Irã. É a primeira vez desde 2003 que o país vota contra o Irã no órgão. A decisão teve 22 votos a favor, 7 contra e 14 abstenções. A posição do Brasil fora antecipada pela Folha.

● Com o objetivo de conter a revolta no sul do pais, onde o conflito já matou 44. O ditador sírio, Bashar Assad, prometeu suspender estado de emergência vigente há 48 anos e elevar salários. Representantes do líbio Muammar Gaddafi e de seus opositores vão se encontrar na Etiópia, numa reunião articulada pela ONU. A Otan vai assumir o comando da operação militar.

● O governo começou a negociar com as centrais nova fórmula para calcular as aposentadorias dos trabalhadores do setor privado. A fórmula une tempo de contribuição e idade do trabalhador. Homens poderão parar sem redução dos benefícios com soma de 95. Mulheres, com 85.

● Dois operários da usina de Fukushima foram hospitalizados com queimaduras nas pernas. Eles pisaram em água contaminada por radiação. Em Tóquio, o governo revogou a recomendação de evitar dar água de torneira para bebês.

O Estado de S. Paulo

● O Brasil votou favoravelmente no Conselho de Direitos Humanos da ONU ao envio de um relator para investigar a situação das garantias individuais no Irã, informa o correspondente Jamil Chade. A ordem do Itamaraty era a de mostrar que o País terá nova postura em relação ao tema. ONGs e países ocidentais comemoraram a decisão. O Irã acusou o governo de Dilma Rousseff de “dobrar-se" à pressão dos Estados Unidos e insinuou traição. "É mesmo lamentável ver o Brasil adotar essa posição", disse o embaixador do Irã na ONU, Sayad Sajjadi. Teerã esperava uma abstenção, repetindo o padrão de votação durante o governo Lula. A avaliação do chanceler Antonio Patriota é que a relação entre os dois países é "madura para não ficar refém de uma ou outra decisão". A proposta teve 22 votos a favor, 7 contra e 14 abstenções.

● Maria Fernanda Coelho caiu da presidência da Caixa Econômica Federal. A saída se dá cinco meses após a compra, pela Caixa, de 49% do banco Panamericano, de Silvio Santos, e da fraude contábil envolvendo o balanço divulgado em novembro. O empurrão final para a demissão foi a divergência com o ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, por conta do preenchimento de diretorias da Caixa com políticos aliados do Planalto.

● Para o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Ricardo Lewandowski, a constitucionalidade da Lei da Ficha Limpa poderá ser questionada antes da eleição de 2012. "A lei será fatiada como um salame e será analisada alínea por alínea.

Correio Braziliense

● Brasil muda posição em relação ao Irã e vota a favor de resolução da Onu para investigar violações de direitos humanos perpetradas pelo governo de Ahmadinejad, queridinho do então presidente Lula. Pelo menos nos últimos sete anos, o Itamaraty se absteve de votar quando essa questão envolvia Teerã. A nova postura evidencia, até agora, a mais radical divergência entre Dilma e Lula, seu antecessor e mentor político.

Valor Econômico

● A aparentemente inevitável aceitação de um pacote de socorro por Portugal ameaça tornar-se um processo prolongado e potencialmente caótico. Líderes europeus advertiram que Lisboa precisa aprovar o recém-rejeitado pacote de austeridade, antes que considerem oferecer empréstimo emergencial ao país. Reunidos numa cúpula em Bruxelas, chefes de governo e altos funcionários da União Europeia (UE) advertiram que Portugal está entrando num período de semanas de incerteza política que poderá deixar o país incapacitado para agir com base em novas medidas orçamentárias da UE e até mesmo para pedir um pacote de ajuda internacional.

Estado de Minas


● Preço do café subirá até 50%. Escassez do produto de boa qualidade devido à alta demanda no mercado internacional o tornará mais caro nos supermercados e cafeterias.

Jornal do Commercio

● Litro de etanol em alguns postos do Grande Recife chega a R$ 2,12. Alta é resultado de uma soma de fatores como a chuva, que comprometeu 30% da safra do Estado em 2010. Situação só deve ser regularizada na segunda quinzena de abril.

Zero Hora

● Descoberta em São Gabriel: Um pré-histórico anterior ao dinossauros - Apresentado pela UFRGS e destacado pela revista Science, fóssil revela ao mundo um herbívoro de 260 milhões de anos que já tinha traços de mamífero.

quinta-feira, 24 de março de 2011

ELIZABETH TAYLOR
A atriz Elizabeth Taylor morreu ontem aos 79 anos. Sua morte foi anunciada pela rede ABC e confirmada pelo filho da atriz, Michael Wilding, que soltou o seguinte comunicado: "Nós sempre seremos inspirados pela sua contribuição ao nosso mundo". A atriz estava internada no centro médico Cedars-Sinai, em Los Angeles, desde o início de fevereiro, com problemas no coração. O mundo inteiro lamentou a perda dessa fantástica artista das telas.
(imagem recolhida no Google)

DICA DO DIA
A vida moderna nos leva a desejar o tempo por inteiro, utilizado ao limite. E isso nos leva à ansiedade e à angústia. Passamos a incentivar a cultura do “fast”. O fast food das refeições, o fast track das decisões, o fast love dos relacionamentos. Bebês não sabem nada de ansiedade e angústia. Hedonistas por natureza, vivem o momento presente. Quando descobrem que é possível equilibrar-se apenas com as pernas, enxergando o mundo sob outra perspectiva, alcançando objetos antes inatingíveis pelo engatinhar, colocam-se teimosamente a praticar. Insistem, persistem, não desistem. Entre uma queda e outra, a obstinação pelo objetivo traçado. E a certeza do cumprimento da meta: andar. Passos de bebê. Está é a lição que devemos aprender. Com eles e com suas mães. Porque as mulheres sabem como dosar a ponderação. Talvez os nove meses de espera as tenham ensinado a virtude da paciência. Talvez as dores do parto as tenham ensinado o poder da resignação. Talvez a responsabilidade da amamentação na calada da noite as tenha ensinado o significado da tolerância. Os relacionamentos mais estáveis e os sentimentos mais verdadeiros são cultivados e conquistados. São como uma semente que necessita de água periodicamente para florescer e frutificar. Assim o são o respeito, a admiração e a confiança. Passos de bebê para cuidar da saúde, do autodesenvolvimento e da vida profissional. E passos de bebê para a vida pessoal e espiritual, porque o amor e a fé são ainda mais apreciáveis quando desenvolvidos em vez de apenas impostos, quando construídos em vez de meramente herdados e quando sentidos em vez de simplesmente compreendidos. (texto de Tom Coelho)



NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
O hábito de criar as próprias galinhas em casa está se tornando cada vez mais popular no interior do Reino Unido. Mas o que fazer com as aves quando o dono precisa viajar? David Roberts teve uma ideia. Ele criou o Chicken Hotel, aberto apenas para os galináceos, na pequena Helston (Cornualha, Inglaterra). As acomodações foram construídas pelo próprio David. O serviço é semelhante ao que é oferecido em canis. As galinhas passeiam, comem e dormem com toda a assistência. Incluindo incubadora para ovos. É o próprio empreendedor que vai buscar as aves na casa do dono. E depois as leva de volta. (contaoutra.com)


O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Com o voto de desempate do ministro Luiz Fux, o Supremo Tribunal Federal decidiu, por 6 a 5, que a Lei da Ficha Limpa não vale para a eleição de 2010 e só terá efeitos na de 2012. Fux acompanhou o voto do relator, Gilmar Mendes, e afirmou que a lei, editada em junho de 2010, não poderia ter efeito para o mesmo ano. O resultado inverte a decisão do STF tomada no ano passado, quando, diante do empate, a Corte declarou a lei válida para o pleito que se realizava. E causará mudanças nas assembleias legislativas e no Congresso, pois políticos que tinham sido impedidos de se candidatar, mas ainda assim concorreram, poderão ter votos validados. É o caso de Jader Barbalho (PMDB-PA), que disputou o Senado e obteve votos suficientes para ser eleito. Especialistas criticaram a decisão do STF. Para integrantes do Movimento Ficha Limpa, que colheu 1,6 milhão de assinaturas para o projeto, os fichas-sujas ganham sobrevida pública.

● A Secretaria estadual de Saúde confirmou ontem a chegada do vírus 4 da dengue a Niterói, no Rio. Com isso, o estado poderá enfrentar, no próximo verão, a pior epidemia da doença de todos os tempos. O alerta é de especialistas, que apontam os fatores para que a situação saia de controle: como o vírus 4 não circulou ainda no Rio, toda a população é suscetível. Em uma semana, o Estado do Rio registrou um aumento de 30% no número de casos.

● A presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Maria Fernanda Coelho, pediu para deixar o cargo, segundo ela, por motivos pessoais. A conversa foi com o ministro da Fazenda, Guido Mantega. O mais cotado para substituir Maria Fernanda é o atual vice-presidente da CEF, Jorge Hereda. O nome já teria o aval do PT paulista, informa Ilimar Franco.

● Destruído o poder aéreo de Kadafi. No quinto dia da ofensiva contra a Líbia, autoridades britânicas anunciaram ontem que a Força Aérea de Muamar Kadafi já não é mais operacional.

Folha de S. Paulo

● STF anula Ficha Limpa nas eleições de 2010. Com a decisão, políticos barrados pela Justiça Eleitoral poderão tomar posse.

● Num "tour" para jornalistas do exterior, prisioneiros governistas foram exibidos ontem como troféus. A exibição parecia ter dois objetivos: mostrar a força dos rebeldes líbios e que, ao contrário do regime, eles tratam com dignidade os seus inimigos.

● Autoridades detectaram radioatividade acima do normal e pediram que bebês de até um ano não bebam água da torneira em Tóquio. A combinação de terremoto e tsunami deixou ao menos 9.500 mortos e 16 mil desaparecidos.

● O primeiro-ministro de Portugal, José Sócrates (socialista), renunciou depois que o Parlamento rejeitou o quarto plano de austeridade apresentado pelo governo nos últimos 12 meses. Haverá eleição para compor nova Assembleia.

● Pesquisadores da Universidade da Cidade de Yokohama (Japão) conseguiram, pela primeira vez, criar espermatozóides de um mamífero em laboratório. A experiência, desenvolvida com camundongos, visa adaptar a técnica para resolver, no futuro, problemas de infertilidade em seres humanos.

O Estado de S. Paulo

● Ficha Limpa só vale a partir de 2012. Decisão do Supremo permite que candidatos barrados que tiveram votos suficientes para se eleger em 2010 assumam o mandato.

● Aviões da coalizão internacional bombardearam ontem o palácio do ditador líbio, Muamar Kadafi, no complexo militar de Bab el-Aziza, ao sul de Trípoli, informou a TV Al-Arabiya. As forças aliadas lançaram vários ataques ontem contra alvos militares em Trípoli, informa o enviado especial Lourival Sant'Anna. Divergências adiaram a aprovação do acordo para passar a liderança militar à Otan.

● Atentado em Jerusalém - Uma pessoa morreu e 38 ficaram feridas em explosão de bomba diante de uma rodoviária. Havia ao menos oito anos não ocorria esse tipo de ataque em Jerusalém.

● Uma votação hoje no Conselho de Direitos Humanos da ONU poderá marcar a mudança da postura brasileira em relação ao Irã. O envio de um relator especial ao país para avaliar denúncias de violações de direitos humanos deverá ser apoiado pelo Brasil, seja em votação regular, seja em consenso que ainda está sendo negociado no conselho. A resolução não é condenação, o que facilita a posição brasileira. Ainda assim, o apoio pode ser considerado o primeiro sinal de ajuste na resposta do País a problemas na área de direitos humanos no Irã.

Correio Braziliense

● Derrota da Lei da Ficha Limpa no STF vai provocar reviravolta no resultado das eleições de 2010. Saiba como a dança de cadeiras mudará a composição do Senado, da Câmara dos Deputados e das Assembleias Estaduais pelo país.

Valor Econômico

● As principais obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) estão sendo paralisadas não pela austeridade fiscal, mas por algo surpreendente em um terceiro governo do PT: greves de trabalhadores. O Planalto está preocupado e quer agir antes que o movimento se alastre. Estima-se que 80 mil trabalhadores estejam parados.

● Os credores do Frigol aprovaram ontem, em assembleia, o plano de recuperação judicial do frigorífico, que tem dívidas de R$ 170 milhões. O plano prevê o pagamento a fornecedores e pecuaristas em três anos, sem carência.

Estado de Minas

● Um ano depois da lei que proibiu a atividade de guardadores não licenciados, nada mudou. Eles continuam impunes, achacando motoristas. O juiz Narciso de Castro determinou que flanelinhas terão de ser registrados na DRT e só atuar em locais definidos pela prefeitura. Caso contrário, poderão ser condenados a até três meses de prisão.

Jornal do Commercio

● Concurso para 8.346 vagas nos Correios.

Zero Hora

● Conquista científica: Descoberto fóssil raro em São Gabriel.
Vestígios de animal, que teria vivido há 260 milhões de anos, serão tema da revista Science.

quarta-feira, 23 de março de 2011

DICA DO DIA
Não repise suas dificuldades e dores, porque isso prejudica sua saúde, provoca enfermidades.
Não dê a seu corpo alimentos nocivos, de pensamentos negativos.
Fale sempre de saúde e riqueza, de progresso e vitória.
Diga: “a força de Deus habita dentro de mim!”
Os bons pensamentos produzem frutos de alegria e aumentam a felicidade cada dia mais.
A palavra do homem é responsável pelo estado de sua saúde física.
(C. Torres Pastorino)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Dois irmãos encontraram uma forma inusitada de lembrar de seu avô. Andrew e Helen Bird fizeram tatuagens no corpo usando as cinzas do avô Reginald Alefs, que morreu de câncer aos 90 anos, em fevereiro. As cinzas foram misturadas com tinta e depois aplicadas na pele. Helen, de 30 anos, tatuou a imagem de um coração e uma rosa em suas costas, enquanto o irmão Andrew, de 27 anos, transformou as cinzas em uma tatuagem em forma de poema no braço. (contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, indicou que o ritmo atual de expansão do crédito no Brasil, de 20,3%, é um combustível à inflação e, por isso, deverá ser alvo de medidas do BC. Em audiência no Senado, ele fez um balanço dos riscos à alta dos preços e disse que há um "descompasso" entre a demanda e a oferta de bens e serviços da economia. O diagnóstico veio uma semana após a presidente Dilma ter descartado, categoricamente, que exista uma inflação pressionada pela demanda maior no país. Segundo ela, preços de alimentos subiram, mas já recuaram. Tombini destacou o salto de 70% nos preços das commodities nos últimos nove meses. Para analistas, a avaliação do BC reforça que novas medidas, como as de restrição ao financiamento de longo prazo adotadas em dezembro, serão usadas, junto com a elevação dos juros básicos do país, com o objetivo de conter a inflação.

● Forças aliadas lideradas por EUA, Reino Unido e França não têm conseguido frear o ataque das tropas do ditador Muamar Kadafi contra as cidades sob controle rebelde, como Misurata e Zintan, onde 50 pessoas morreram. Um caça americano F-15 caiu perto de Benghazi, mas os dois pilotos foram resgatados. O presidente Obama venceu as resistências de França e Reino Unido, conseguindo apoio para que a Otan tenha um papel estratégico na operação. Kadafi reapareceu em público e disse que sairá vitorioso.

● Ao lançar em Manaus o programa de prevenção contra câncer de mama e de útero, a presidente Dilma Rousseff criticou a distribuição e a produtividade dos mamógrafos no país - sem citar diretamente seu antecessor, o ex-presidente Lula. "Temos que entender por que esses mamógrafos não estão dando conta do serviço", afirmou a presidente, acrescentando que os aparelhos estão mal distribuídos, quebrados ou subutilizados. Dilma lembrou que teve câncer e anunciou investimentos de R$ 4,5 bi no setor. De Hebe Camargo a Daniela Mercury, um grupo de mulheres famosas participou do lançamento.

● O Japão anunciou ter encontrado níveis mais elevados de radioatividade na água do mar, perto da usina nuclear de Fukushima. A ONU, porém, minimizou os riscos.

Folha de S. Paulo

● O ministro Antonio Patriota (Relações Exteriores) afirmou que a governo brasileiro espera uma "transição benigna na Líbia", como a observada no Egito. É a primeira vez que o Itamaraty se manifesta pela saída de Muammar Gaddafi. EUA, França e Reina Unido, líderes da coalizão que intervem na Líbia, chegaram a um acordo sobre a participação da Otan.

● O Japão detectou substâncias radioativas em água marinha a 16 km de distância da usina de Fukushima, localizada no litoral e danificada pelo terremoto. A notícia pode repercutir na produção pesqueira, exportada para vários países.

● Uma pesquisa da UFMT (Universidade Federal de Mato Grosso) mostrou que o leite de mulheres em Lucas do Rio Verde está contaminado por agrotóxicos. Em todas as 62 mulheres do estudo foram achados os produtos tóxicos, sendo que alguns estão proibidos há duas décadas.

O Estado de S. Paulo

● Num esforço para tentar superar a crise entre as países da coalizão que intervem na Líbia, a França anunciou a criação de um “comitê político internacional" para dirigir a operação. Com isso, Paris mascara o papel da Otan no comando efetivo da ofensiva, como pediam americanos e os britânicos. Antes, Londres abriu novo foco de divergência ao levantar a possibilidade de enviar força terrestre à Líbia para "proteger civis" – cenário que tem sido rejeitado por Washington e Paris. A secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, sugeriu que enviados do ditador líbio, Muamar Kadafi, podem estar buscando um eventual exílio do ditador. Mas ele apareceu em Trípoli e disse que resistirá. A situação era bem mais tranquila ontem em Benghazi, relata o enviado especial Lourival Sant'Anna. Aparentemente os rebeldes estão conseguindo neutralizar as milícias pró-Kadafi na área.

● O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, pediu no Senado paciência para que a inflação seja conduzida para a trajetória de metas. A partir de abril, previu, a inflação começa a "girar" perto do centro da meta, de 4,5%. Ele quer também um teto para a expansão do crédito. Tombini disse que precisará de “sangue-frio".

● Parlamentares e líderes do PV, entre eles a ex-senadora Marina Silva, iniciaram um movimento para mobilizar as bases verdes e cobrar a democratização do partido. Eles querem a realização de uma convenção nacional e a convocação de eleições diretas para escolher novos diretores. Não está descartada a criação de um novo partido.

● O País registrou mais três casos de dengue tipo 4 (dois na Bahia e um no Piauí), a forma mais perigosa da doença, já que a maioria nunca entrou em contato com ela. Só havia casos na Região Norte.

Correio Braziliense

● Juiz bloqueia bens de Roriz, Arruda, Durval e Jaqueline. O bloqueio, no valor de até R$ 300 mil, foi determinado pelo juiz Álvaro Carlini, da 2ª Vara da Fazenda Pública, e tem como base denúncias de corrupção. A decisão inclui também Manoel Neto, marido da deputada federal Jaqueline Roriz (PMN-DF). Hoje, o Conselho de Ética da Câmara abre processo que pode resultar na cassação da filha do ex-governador.

● Banidos das eleições pela Ficha Limpa, uma lei de iniciativa popular, fantasmas políticos como Roriz, Jader Barbalho e Cássio Cunha Lima ameaçam ressuscitar. E isso pode ocorrer hoje se o Supremo Tribunal Federal decidir que a legislação que os varreu de cena não poderia valer na disputa eleitoral do ano passado.

Valor Econômico

● Das 37 principais obras de transporte urbano para a Copa de 2014, apenas cinco estão em construção. Os investimentos ainda indefinidos ou em fase de formulação do projeto somam 59% do total, segundo levantamento do Valor junto às autoridades locais. Dois empreendimentos enfrentam contestações na Justiça: o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) de Brasília e o monotrilho de Manaus.

Estado de Minas

● Procurador-geral da República fará sustentação oral hoje no Supremo Tribunal Federal em favor da Lei Ficha Limpa, durante julgamento de recurso que contesta a validade da norma nas eleições do ano passado.

Jornal do Commercio

● Médicos-legistas decidiram aceitar a proposta do governo e suspender de imediato a mobilização. Exames traumatológicos já voltara ao normal, mas necropsias dependem de reforço na infraestrutura do SVO para serem aceleradas.

Zero Hora

● Pacote do RS: Aumentos e cargos vão custar por ano R$ 48 milhões. Assembleia aprova projetos do governo, que entre outras medidas mexe na folha do Estado.

terça-feira, 22 de março de 2011

DICA DO DIA
Esperamos demais para fazer o que precisa ser feito, num mundo que nos dá um dia de cada vez, sem nenhuma garantia do amanhã. Enquanto lamentamos que a vida é curta, agimos como se tivéssemos à nossa disposição, um estoque inesgotável de tempo. Esperamos demais para dizer as palavras de perdão que devem ser ditas, para colocarmos de lado os rancores que devem ser expulsos, para expressar gratidão, para dar ânimo, para oferecer consolo. Esperamos demais para sermos generosos, deixando que a demora diminua a alegria de dar espontaneamente.Esperamos demais para sermos pais de nossos filhos pequenos, esquecendo quão depressa a vida os faz crescer e ir embora. Esperamos demais para ler os livros, ouvir as músicas, ver os quadros, apreciar a natureza que estão esperando para alargar nossa mente, enriquecer nosso espírito e expandir nossa alma. Esperamos demais para enunciar as preces que estão esperando para ser cumpridas, para demonstrar o amor que talvez não seja mais necessário amanhã. Esperamos demais nos bastidores, quando a vida tem um papel para desempenharmos no palco. A vida também está esperando - esperando que paremos de esperar. É hora de viver!!! (Portal Diabetes)


NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Quatro estudantes do ensino médio do Estado americano de Virgínia foram suspensos e podem ser expulsos. Um deles trouxe orégano para a escola. Não é o tempero em si, mas do jeito que foi apresentado em um saco plástico que os deixou em apuros. É difícil perceber a diferença entre um saco de maconha e um saco de orégano. Quando um aluno da sétima série encheu um saco e trouxe o tempero da cozinha ele riu sobre a semelhança, mas a escola não achou nada engraçado. "O professor tirou o aluno da sala e depois chamou os seus pais", disse o diretor da escola. E esta não é a primeira vez que o garoto apronta. Em outra “oportunidade” o aluno levou uma faca de manteiga para a escola e adora brincar de policia e ladrão no recreio... Dessa vez se embananou... (contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Divergências entre os países aliados sobre os limites da ofensiva militar e a indefinição a respeito de quem irá liderá-la após a retirada dos EUA do comando marcaram um dia tenso na ONU e na Otan e já comprometem a operação contra a Líbia do ditador Muamar Kadafi. A desarticulação já ameaça a participação de países como Itália e Noruega. França, Reino Unido e EUA, que lideram a coalizão, ganharam tempo para seguir com o bombardeio até quinta-feira, quando o Conselho de Segurança volta a se reunir. Ontem, houve novos ataques em Trípoli e Benghazi, e denúncias de que Kadafi estaria usando civis como escudos humanos. Horas após o presidente Obama deixar o Brasil, de onde deu autorização para a ofensiva, o Itamaraty pediu o cessar-fogo na Líbia.

● O brinde com Fernando Henrique foi mais um sinal de que Dilma Rousseff tenta imprimir estilo pessoal a seu governo, sem ficar à sombra de Lula - que faltou ao jantar de Obama e foi homenageado ontem por muçulmanos em SP. No Rio, manifestantes anti-0bama presos sexta-feira tiveram as cabeças raspadas.

● O presidente Barack Obama foi pressionado pela imprensa chilena sobre a participação dos EUA no golpe de Estado e nos crimes cometidos pela ditadura do país. Não pediu desculpas, mas se disse disposto a colaborar com investigações, Obama enviou um recado a Cuba e defendeu a liberdade de voto e expressão na América Latina.

Folha de S. Paulo

● Coalizão com EUA, França e Reina Unido diverge sobre se operação deve derrubar o ditador Muammar Gaddafi. No mesmo dia em que o presidente dos EUA, Barack Obama, se despediu do país, o governo do Brasil lamentou a morte de civis e pediu cessar-fogo na Líbia. Em sua nota oficial, o Itamaraty preferiu adotar um tom de "chamamento positivo" em vez de crítica, informa Eliane Cantanhede.

● No ano passado, o Brasil registrou 66 milhões de passageiros de avião em ligações entre Estados. No primeiro bimestre de 2011, já houve crescimento de 10%. Pesquisa inédita a qual a Folha teve acesso mostra que o total de viajantes de ônibus ficou perto de 67 milhões em 2010, nível que está em queda desde 2003.

● Para 41% da população, a inflação vai aumentar nos próximos meses e 42% acham que ela continuará no alto patamar em que está. É o que mostra pesquisa Datafolha feita neste mês. Apesar disso, os brasileiros continuam otimistas. A maioria prevê que o desemprego vai diminuir ou ficar como está e que o poder de compra vai crescer ou permanecer igual.

● A Organização Mundial da Saúde informou que a contaminação de a1imentos por radiação no Japão é mais séria do que se pensava. O país identificou níveis acima do normal em espinafre e no leite em cidades próximas a usina.

O Estado de S. Paulo

● Horas depois de o presidente americano, Barack Obama, ter deixado o Brasil - de onde deu a ordem para iniciar as ataques às forças leais ao ditador da Líbia, Muamar Kadafi -, a Itamaraty emitiu ontem uma nota na qual pede um cessar-fogo “no mais breve prazo possível". China, Índia e Rússia, parceiros brasileiros no Bric - que, a exemplo do Brasil, abstiveram-se na votação da ONU que aprovou o uso da força na Líbia -, emitiram mensagens semelhantes, mas o Itamaraty assegurou que não se tratou de uma ação coordenada. Os bombardeios foram retomados ontem. Uma derrota dos rebeldes em Ajdabiya, porém, mostra os limites da ação coalizão, relata Lourival Sant'Anna, enviado especial. No Chile, Obama voltou a dizer que Kadafi tem de sair.

● Após dois anos de bombardeio pela imprensa, o governo pediu pela primeira vez ao Bradesco, de forma direta, o cargo de Roger Agnelli, presidente executivo da Vale, informa o repórter David Friedlander. Foi na sexta-feira, num encontro entre o ministro da Fazenda, Guido Mantega, e Lázaro Brandão, presidente do Conselho de Administração do Bradesco, um dos principais acionistas da Vale.

● Os líderes democrata e republicano no Senado enviaram carta de apoio à venda dos F -18 Super Hornet, da Boeing, informa repórter Denise Chrispim Marin. O texto indica que o contrato e a oferta de transferência de tecnologia não sofrerão mudanças.

● Ao lançar seu novo partido, o PSD (Partido Social Democrático), o prefeito paulistano, Gilberto Kassab, admitiu aproximação com o governo federal, embora tenha destacado a manutenção da aliança com o PSDB. Mas ele disse que o PSD é “independente".

Correio Braziliense

● A queda na arrecadação de impostos em fevereiro e a correção da tabela do Imposto de Renda fizeram a União reduzir em mais R$ 577 milhões os gastos. O ajuste do governo atingiu R$ 50,7 bilhões.

Valor Econômico

● Está difícil conter a euforia em algumas lavouras. É tempo de colheita de grãos no "Brasil profundo" e os produtores de soja, milho e algodão já suspeitam estar diante de uma das mais lucrativas safras da história do país. Com bons volumes e preços elevados, nas áreas de produção mais desenvolvidas as margens de lucro baterão recordes. Diferentemente do que costuma ocorrer no campo, muito poucos perderão dinheiro nesta safra.

Estado de Minas

● O clamor de mais 1,6 milhão de brasileiros (343 mil em Minas) ao assinar o documento de apoio à lei que torna inelegíveis políticos condenados por órgãos colegiados está a um passo de perder o efeito. Amanhã, o Supremo Tribunal Federal julga ação de um ex-deputado mineiro e terá de decidir se a lei podia ser aplicada nas eleições do ano passado e se vale para crimes cometidos antes de sua publicação. As duas teses dividem a Corte com cinco votos para cada lado. E deverão ser desempatadas pelo novo ministro, Luiz Fux. Se forem rejeitadas, o tribunal vai livrar a cara de Joaquim Roriz, Jader Barbalho e Paulo Maluf, entre vários outros.

Jornal do Commercio

● Drama no IML sem prazo para acabar. Cremepe realizou nova inspeção, ontem, e decidiu manter o serviço de necropsia paralisado no órgão, apesar de admitir que já foram realizadas algumas intervenções, como limpeza e desinfecção das salas. Segunda-feira haverá outra vistoria.

Zero Hora

● Álcool se aproxima do preço da gasolina. O custo do etanol é igual ou maior em 4 de 20 postos pesquisados por ZH na Capital gaúcha.

segunda-feira, 21 de março de 2011

DICA DO DIA
Não se aborreça com seu amigo, só porque ele está mal humorado. Saiba desculpar. Quantas vezes também você está irritado, e responde mal a seus amigos... e no entanto gosta que eles o desculpem. Você não sabe o que lhe aconteceu, desconhece seus problemas íntimos... desculpe, então! Não leve a mal, releve, e continue a querer-lhe bem. É a melhor maneira de mostrar sua amizade e compreensão. (Minutos de Sabedoria)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Um homem da Califórnia foi flagrado possuindo mil ratos de estimação, todos mantidos em sua cama. Ele admitiu que a colônia "saiu um pouco de controle". Roger Dier, 67 anos, afirmou que os roedores o amam e ele os ama. O homem foi acusado de crueldade contra animais e os ratos foram levados de sua casa em Petaluma. A diretora do Serviço Animal da cidade, Nancee Tavares, disse que esse é um caso raro, já que os ratos não são muito populares. O homem alegou que queria proteger os roedores, mas eles começaram a se reproduzir sem controle e logo o local estava superlotado. Virou uma rataiada... (contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo


● Um dia depois de ordenar aqui do Brasil a ofensiva contra a Líbia de Kadafi, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, citou a democracia brasileira como exemplo para ditaduras do mundo árabe. Ao discursar no Theatro Municipal, Obama disse que o Brasil mostrou que é possível superar regimes autoritários e conciliar democracia e crescimento econômico. O presidente americano manteve o tom de parceria adotado anteontem, no encontro com a presidente Dilma Rousseff, e disse que as relações Brasil-EUA são entre nações iguais, e não mais como “parceiros sênior e júnior”. Para especialistas, a visita trouxe ganhos políticos para o Brasil, especialmente com a sinalização positiva dos EUA à pretensão brasileira de obter vaga permanente no Conselho de Segurança da ONU. O discurso de Dilma, cobrando o fim das barreiras comerciais, também, é uma marca positiva do encontro. Avanços concretos na agenda econômica e comercial foram limitados, porém, pela relação conflituosa de Obama com o Congresso americano.

● Desde sábado à noite no Rio, Obama e família aproveitaram o domingo também para fazer turismo na “Cidade Maravilhosa”, chamada assim pelo presidente americano no discurso do Municipal. Eles foram à cidade de Deus, onde Obama quebrou o protocolo e andou nas ruas, e, à noite, ao Cristo Redentor.

● Um dos prédios do complexo residencial de Muamar kadafi, a 50 metros da tenda onde costuma receber seus convidados, foi derrubado por um míssil ontem. A coalizão de países que tenta conter Kadafi concentrou sua ofensiva em Trípoli, mas negou que ele esteja entre os alvos da operação, alegando que o local tinha arsenal militar. O ditador líbio manteve o tom desafiador, atacou pesadamente a cidade de Misurata e chamou os países da coalizão de nazistas e terroristas. O Pentágono avaliou que a primeira fase da ofensiva foi bem-sucedida, pois freou o avanço do governo líbio em Benghazi. A Liga Árabe condenou os bombardeios e quer reconsiderar o apoio à zona de exclusão aérea.

Folha de S. Paulo

● No segundo dia de ataques às forças do ditador Muamar Gaddafi, a aliança liderada por EUA, França e Reino Unido sofreu um revés diplomático; a Liga Árabe, que integra a coalizão, criticou “a mortes e ferimentos de civis” na Líbia.O secretário-geral Amr Moussa manteve apoio à intervenção, mas cobrou explicações: “Queremos proteção de civis, e não bombardeio contra mais civis”.

● Os EUA negaram ataques a civis e disseram ter reduzido “significativamente” defesas de Gaddafi e assumido o controle do espaço aéreo. Na TV estatal, o ditador prometeu “guerra longa”. Mais tarde, um míssil destruiu prédio administrativo no complexo residencial dele.

● Nove dias após terremoto e tsunami, Sumi Abe, 80, que sobreviveu à base de iogurte e restos de comida, é resgatada em Ishinomaki; Japão detecta radiação em mais 2 vegetais, por causa de acidente em usina nuclear.

O Estado de S. Paulo

● Ataques à Líbia se intensificam e Kadafi promete ‘longa guerra’. No segundo dia da operação, Pentágono vê sucesso; QG do ditador é atingido e seu paradeiro é ignorado.

● Brasil é exemplo democrático. Em discurso no Rio, presidente americano destaca valores em comum e diz que País será tratado como “parceiro igual”.

● Nove dias depois do tsunami que atingiu o Japão, uma mulher de 80 anos e seu neto de 16 foram resgatados em Ishinomaki. Os dois sobreviveram com alimentos que estavam na geladeira. Ao menos 21 mil pessoas estão mortas ou desaparecidas.

Correio Braziliense

● Os riscos da compra em parcelas. A estabilidade estimula o brasileiro a fazer financiamentos para adquirir carros e imóveis. Aprenda a não cair nas armadilhas da dívida “saudável”.

Valor Econômico

● Em visita pautada por interesses econômicos e comerciais e por elogios ao Brasil como “ator global”, o presidente dos EUA Barack Obama, firmou no sábado com a presidente Dilma Rousseff, um “diálogo estratégico em energia”, que abre caminho para cooperação na exploração de energia alternativa e do petróleo obtido em grandes profundidades. Segundo a Casa Branca, Dilma recebeu com satisfação o anúncio de Obama de que enviará em maio uma missão comercial para negócios com gás e petróleo.

Estado de Minas

● A defesa antiaérea da Líbia foi fortemente atingida pelos mísseis e bombas lançados dos aviões e navios da coalizão, que tem os EUA à frente. As forças aliadas se concentram agora em cortar o apoio logístico às tropas de Muamar Kadafi. No primeiro dia dos ataques, sábado, morreram pelo menos 48 civis.

Jornal do Commercio

● Tropas da coalizão formada por Estados Unidos, França, Reino Unido, Canadá e Itália intensificaram ontem, os ataques a "alvos militares" líbios, principalmente na capital Trípoli. Reação veio com uso de pesada artilharia antiaérea.

Zero Hora

● Aliança intensifica ataques na Líbia. Coalizão liderada pelos EUA reúne países no esforço de tirar Kadafi do poder, mas colhe críticas da Liga Árabe e da Rússia, que apontam excessos na operação.

domingo, 20 de março de 2011


VELHOS TEMPOS
Aqui está uma foto antiga da Igreja Matriz de São Manuel, templo católico que registra hisórias de vida de muitos são-manuelenses. Nesta fotografia, percebe-se o momento da saída de uma missa, provavelmente na década de 20 ou 30 do século passado.


DICA DO DIA
Maturidade é ter o poder de controlar a raiva e de resolver divergências sem violência ou destruição. É ter paciência, disposição para abrir mão de um prazer imediato, com vistas a uma vantagem a longo prazo. Maturidade é ter perseverança, é empenhar-se a fundo num programa, a despeito da oposição e dos contratempos desalentadores. É ter abnegação, é atender as necessidades alheias. É ter a capacidade de enfrentar o desagradável e a decepção sem nos tornarmos amargos. Maturidade é ter humildade. Uma pessoa madura consegue dizer: "Perdoe-me”. E, quando fica provado que estava com a razão, não sente necessidade de se vangloriar: "Eu não disse?". Maturidade significa credibilidade, integridade e cumprimento da palavra. Os imaturos encontram pretexto para tudo. São os retardatários crônicos, os contadores de vantagens que falham no momento das crises. A vida dessas pessoas é um emaranhado de promessas não cumpridas, assuntos inacabados e amizades desfeitas. Maturidade é ter a capacidade de viver em paz com o que não se pode mudar.
(Portal Diabetes)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
A maior empresa aérea do México suspendeu as licenças de dois pilotos, dois copilotos e um comissário de bordo. Motivo: eles estavam trabalhando sob influência de bebida alcoólica!Os funcionários da Aeromexico afastados pelo Departamento de Transporte e Comunicações voaram para a Cidade do México vindos de Puerto Vallarta, balneário na costa do Pacífico, e San José, capital da Costa Rica. Uma comissão federal vai investigar o caso. Alguns dos envolvidos podem ter a licença cassada indefinidamente, segundo reportagem do "Huffington Post". Não custa lembrar que a altitude potencializa o efeito do álcool. (contaoutra.com)

CRÔNICA DE DOMINGO
Alô gente! Bom domingo! Esta crônica foi publicada na edição de sexta-feira, dia 18 de março de 2011, no jornal O PRATIANO. Escrevi sobre a tragédia no Japão e sobre a força daquele povo. Boa leitura!

E então, as sombras ficarão para trás...
O povo japonês é forte, sem nenhuma dúvida. Já teve duas cidades bombardeadas com artefatos atômicos, no final da Segunda Grande Guerra Mundial, terremotos violentos aos montes, tsunamis, e sempre ofereceu resistência a esses cruéis acontecimentos. Agora essa gente trabalhadora, consciente de suas obrigações, dona de uma força interior sem igual, está sendo submetida novamente a outro sofrimento terrível.
Dessa vez também há o receio de um desastre nuclear, agora não provocado pelos seres humanos, como ocorreu em 1945, quando os americanos se justificaram dizendo que aqueles bombardeios atômicos foram necessários para encerrar o grande conflito mundial. Agora o perigo veio da própria natureza, de um terremoto que quase atingiu 9 graus na Escala Richter, seguido de um tsunami que assustou toda a humanidade.
Aquelas bombas atômicas que foram lançadas sobre Hiroshima e Nagazachi, as vemos em filmagens quase que sem nenhuma técnica, em preto e branco, que talvez não ofereçam a possibilidade se sentirmos de fato o que aquilo representou para a população japonesa que lá residia. Ainda não tínhamos ultrapassado a primeira metade do século 20, e a tecnologia, embora existisse, ainda não era tão desenvolvida como hoje.
Esse desastre de agora, no entanto, nos é mostrado por todos os ângulos possíveis pela televisão e, principalmente, pela internet, que nos leva quase que ao centro dos acontecimentos no mesmo instante em que eles ocorrem. Qualquer site noticioso nos empurra a cada dia novas imagens da surpreendente destruição à qual foi submetido o país do sol nascente.
É difícil aquilatar o que os japoneses e moradores de outros países que lá vivem, inclusive do Brasil, estão sentindo nesses momentos de angústia, tensão e medo. Medo de que ocorram novos terremotos, que são previsíveis por causa da localização daquele país, mas que não têm hora marcada para acontecer. Medo de que venham outros tsunamis, varrendo a terra, arrebentando prédios, casas, embarcações, automóveis e até aviões que não resistem à força das águas.
A única coisa que podemos desejar aos japoneses é que sejam, novamente, fortes e corajosos. Que não se deixem vencer pela adversidade e pela dor. Que entendam que a força divina jamais os abandonará, porque essa força está dentro deles mesmos. Que reajam com firmeza a mais esse cataclismo, porque o auxílio lhes chegará, com certeza.
Não desanimem! Vocês já aprenderam a começar e a recomeçar! Não se entreguem jamais! Talvez vocês cheguem ao fim da luta cheios de cicatrizes, mas estas se transformarão em luzes, diante da força superior que vem do alto! A sabedoria oriental ensina: “Volta teu rosto sempre na direção do sol, e então, as sombras ficarão para trás”.

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Na primeira viagem ao Brasil, o presidente dos EUA, Barack Obama, assumiu o compromisso de ajudar na organização da Copa de 2014 e das Olimpíadas de 2016 no Rio. Obama subiu a rampa do Palácio do Planalto às 10h30m, passou em revista às tropas dos Dragões da Independência e foi recebido pela presidente Dilma Rousseff. Antes do encontro dos chefes de Estado, dez acordos de cooperação foram assinados pelo ministro das Relações Exteriores do Brasil, Antônio Patriota, e o representante do Comércio norte-americano, Ron Kirk. O acordo sobre eventos esportivos prevê visitas a cidades que já sediaram competições e capacitação de mão de obra. Outro acordo cria comissão para negociar questões comerciais e tentar reduzir barreiras não tarifárias e subsídios. Na comitiva chegaram a primeira-dama, Michelle, as filhas, Malia e Sasha, a sogra de Obama e uma amiga dela.

● Contrariando o cessar-fogo determinado pela ONU, o ditador líbio, Muamar Kadafi, invadiu ontem, com tanques e aviões de guerra, a cidade de Benghazi, bastião da oposição. Os rebeldes derrubaram um jato do governo e disseram que vão resistir a qualquer preço.

Folha de S. Paulo

● A coalizão de potências ocidentais e países árabes iniciou intervenção militar na Líbia ante a resistência do ditador Muammar Gaddafi em cumprir o cessar-fogo contra os rebeldes. Jatos aliados entraram no espaço aéreo líbio para parar ataques que, segundo rebeldes, forças de Gaddafi iniciaram na manhã de ontem em Benghazi, principal bastião dos opositores. "Nossos aviões já estão impedindo ataques aéreos na cidade", afirmou o presidente da França, Nicolas Sarkozy, em reunião emergencial de líderes da coalizão realizada em Paris. Em Brasília, o presidente dos EUA, Barack Obama, disse que "o povo líbio deve ser protegido". É a primeira ação militar internacional em país árabe desde a Guerra do Iraque, em 2002.

● Ao chegar ao Brasil para uma visita ofuscada pela intervenção militar na Líbia, o presidente dos EUA, Barack Obama, prometeu atuar para que o Conselho de Segurança da ONU seja mais "representativo" e manifestou "apreço à aspiração" brasileira de obter um assento permanente no órgão. A declaração foi celebrada pelo Itamaraty, mas o Planalto esperava um apoio mais explícito, como o que Obama deu à Índia em 2010. Na visita, a presidente Dilma reconheceu esforços dos EUA para sair da crise financeira, mas atacou efeitos das medidas de retomada em outros países.

● Pesquisa Datafolha mostra que 47% dos brasileiros aprovam o início do governo de Dilma Rousseff, taxa igual ao recorde de Lula no começo do segundo mandato. A margem de erro é de dois pontos percentuais. No início da era Lula, brasileiros apontavam desemprego (31%), fome e miséria (22%) como maiores problemas. Hoje são saúde (31%) e violência (16%). O Datafolha fez 3.767 entrevistas em 179 cidades.

O Estado de S. Paulo

● Em nome da “franqueza” e para construir “relação de maior profundidade”, a presidente Dilma Rousseff disse ao presidente dos EUA, Barack Obama, que uma relação comercial mais justa exige “que sejam rompidas as barreiras que se erguem contra nossos produtos”. Ao lado do americano em seu primeiro dia de visita ao Brasil, Dilma citou “etanol, carne bovina, algodão, suco de laranja e aço”. Dilma lembrou que estavam juntos a primeira mulher presidente do Brasil e o primeiro “afrodescendente” presidente dos EUA. Ela reivindicou a inclusão do País como membro permanente do Conselho de Segurança da ONU, com o argumento de que “um mundo mais multilateral produzirá benefícios para a paz entre os povos”. Já Obama disse que os EUA pretendem ser “grandes clientes” do petróleo brasileiro.

● O reator número 3 da usina japonesa de Fukushima, que tem grande potencial tóxico, está parcialmente estabilizado. Esperava-se que a energia fosse restaurada ainda ontem, passo importante para conseguir resfriar as centrais.

● Os países da coalizão ocidental e árabe contra Muamar Kadafi, liderados por EUA, França e Grã-Bretanha, anunciaram ontem o início das operações militares para conter o ditador da Líbia. “Decidimos assegurar a aplicação da resolução do Conselho de Segurança da ONU”, afirmou o presidente da França, Nicolas Sarkozy. Caças franceses já patrulhavam o espaço aéreo líbio, e um deles atirou num veículo militar. A coalizão vai avançar caso a ofensiva de Kadafi não cesse – as forças do ditador atacaram ontem Benghazi, centro da resistência, apesar de Trípoli ter anunciado cessar-fogo. Em Brasília, o presidente dos EUA, Barack Obama, disse que a ação para “proteger o povo líbio” era “urgente”. Kadafi assumiu tom desafiador em cartas aos presidentes dos EUA e da França, ao premiê britânico e ao secretário-geral da ONU. “Se vocês interferirem em nosso país, vão se arrepender”, ameaçou.

Correio Braziliense

● De Brasília, Obama detona guerra a Kadafi. Presidente dos Estados Unidos ordena ataque à Líbia durante visita ao Brasil. Em tom franco, Dilma pede relação bilateral mais equilibrada.

Estado de Minas

● O presidente norte-americano reconheceu, em discurso a empresários na Confederação Nacional da Indústria, em Brasília, o crescimento, a força e a relevância internacional da economia brasileira e reiterou o apoio de seu país a esse "progresso absolutamente surpreendente". A declaração pode significar sinal verde para pelo menos um dos pedidos que a presidente Dilma Rousseff (PT) fez durante almoço no Itamaraty: portas abertas para os EUA avaliarem as pretensões comerciais do Brasil.

● A primeira-dama norte-americana, acompanhada de Malia e Sasha, assistiu a uma apresentação dos grupos Raízes do Brasil (capoeira) e Batalá (percussão), enquanto o marido dava início à sua agenda diplomática no país.

Jornal do Commercio

● Franceses a americanos fizeram ontem as primeiras incursões com mísseis. Com apoio da ONU, coalizão reúne ainda Canadá, Reino Unido e Itália. Líder Muamar Kadafi prometeu transformar Mediterrâneo em campo de batalha.

Zero Hora

● França lança ação militar contra Kadafi. Violação do cessar-fogo, confirmada pelo abate de um avião no front líbano, deflagra operação de forças internacionais no país.

O QUE DIZEM AS PRINCIPAIS REVISTAS SEMANAIS

Veja

□□□ Exclusivo: Barack Obama fala a Veja - "Os Estados Unidos e o Brasil podem e devem ter uma relação econômica em que os dois países saiam ganhando".
□□□ De Hiroshima a Fukushima - É o fim da era nuclear?

Época

□□□ De Hiroshima a Fukushima - O pior desastre radioativo desde Chernobyl reaviva o horror da bomba atômica no Japão - e expõe os perigos da energia nuclear.
□□□ Obama Pop Star - O que esperar da visita do presidente americano.
□□□ Longevidade - Por que as crianças estressadas têm mais chances de chegar aos 90.
□□□ Bruna surfistinha - "Errei muito", diz Raquel Pacheco aos leitores de Época.

ISTOÉ

□□□ Ameaça nuclear assusta o mundo - Os perigos e as consequências (até mesmo no Brasil) do acidente na usina atômica de Fukushima, que espalhou radiação e pânico pelo Japão e pode mudar os rumos da energia no planeta.
□□□ Ídolos: a intimidade milionária dos novos astros sertanejos.

CartaCapital

□□□ Pesadelo nuclear - A tragédia no Japão reacende as dúvidas sobre a energia atômica.
□□□ The Economist - Como alimentar 9 bilhões de seres humanos?
□□□ Líbia - O Conselho de Segurança da ONU decide intervir na guerra civil. Kaddafi reage: "Vou enlouquecer com o mundo".