sábado, 14 de maio de 2011

DICA DO DIA
De loucos uns pelos outros!
Que em seus surtos de loucura espalhem alegria; com habilidades suficientes para agir como treinadores de um mundo melhor, que olhem a ética, respeito às pessoas e responsabilidade social não apenas como princípios organizacionais, mas como verdadeiros compromissos com o Universo.
Precisa-se de loucos de paixão, não só pelo trabalho, mas principalmente por gente, que vejam em cada ser humano o reflexo de si mesmo, trabalhando para que velhas competências dêem lugar ao brilho no olhar e a comportamentos humanizados.
Precisa-se de loucos por novas tendências, mas que caminhem na contramão da história, ouvindo menos o que os gurus têm a dizer sobre mobilidade de capitais, tecnologia ou eficiência gerencial e ouvindo mais seus próprios corações.
Precisa-se de loucos poliglotas que não falem inglês, espanhol, francês ou italiano, mas que falem a língua universal do amor, do amor que transforma, modifica e melhora, pois, palavras não transformam empresas e sim atitudes.
Precisa-se simplesmente de loucos de amor; de amor que transcende toda a hierarquia, que quebra paradigmas; amor que cada ser humano deve despertar e desenvolver dentro de si e pôr a serviço da vida própria e alheia; amor cheio de energia, amor do diálogo e da compreensão, amor partilhado e transcendental.
As Organizações precisam urgentemente de loucos, capazes de implantar novos modelos de gestão, essencialmente focados no SER, sem receios de serem chamados de insanos, que saibam que a felicidade consiste em realizar as grandes verdades e não somente em ouvi-las.
(Madalena Carvalho)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Um bar especializado para cães abriu em Bruxelas, na Bélgica. A inauguração do “Toutou Bar” (Toutou é cachorrinho em francês) ocorreu na quarta-feira (11) no parque Wolvendael. Além de comida, o bar serviu cerveja sem álcool para os animais. Quer dizer, estão proibidos de tomar a ceva com álcool...

(contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Em documento enviado à Casa Civil, o Ministério do Meio Ambiente acusou o relator do projeto de reforma do Código Florestal, deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP), de estimular os crimes ambientais ao retirar do texto um artigo que proíbe a concessão de crédito rural para produtores que desmataram ou cometeram outras infrações. "Voltamos à situação em que o crime ambiental compensa. A implicação prática disso é desastrosa", criticou João de Deus Medeiros, diretor do ministério. Ao todo, o relatório aponta dez problemas no texto de Aldo Rebelo, que, na noite da última quarta-feira, já tinha sido aprovado pelo líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP). Um dos problemas é a inclusão de uma anistia aos desmatadores, que a presidente Dilma Rousseff havia prometido rejeitar. Vaccarezza alegou ontem que, como relator, Aldo tinha autonomia para acatar ou rejeitar as sugestões do governo.

● Numa guinada radical, motivada pela forte repercussão negativa da medida, o presidente da Câmara do Rio, Jorge Felippe, decidiu ontem sustar a compra de carros de R$ 69 mil, zero-quilômetro, para os vereadores. O problema agora é reaver os R$ 2,3 milhões já pagos à Volkswagen pelos 33 primeiros veículos. A desistência pode implicar em pagamento de multa.

● O Ministério da Educação distribuiu para cerca de 485 mil estudantes um livro que defende o uso da linguagem popular, mesmo que com erros grosseiros. Para a publicação, o conceito de certo ou errado deveria ser trocado para adequado ou inadequado. "Posso falar 'os livro'?" "Claro que pode", diz trecho da obra "Por uma vida melhor".

● Comentário deste blogueiro: “Parece brincadeira, mas é verdade”...

● Mesmo perdendo receita por não ter repassado a alta do petróleo ao preço dos combustíveis no país, a Petrobras lucrou R$ 10,9 bi no 1º trimestre. O resultado foi 42% maior do que no mesmo período de 2010. A empresa não divulgou o seu planejamento para 2011-2015.

Folha de S. Paulo

● O Taleban do Paquistão reivindicou a autoria de um duplo atentado que matou ao menos 80 pessoas, relata Igor Gielow, enviado a Islamabad. O grupo extremista prometeu novos ataques. A ação foi definida como o primeiro de vários atos de vingança pela morte de Osama bin Laden em uma investida norte-americana na cidade paquistanesa de Abbottabad no início do mês.

● A Telecom Itália, dona da TIM, propôs ao governo duas parcerias: uma com a Telebras no Plano Nacional de Banda Larga e outra com os Correios em uma empresa de telefonia móvel. Nos dois casos, a telefônica entraria com a infraestrutura. Na banda larga, a TIM prevê preço ao consumidor inferior aos R$ 35 estipulados para o projeto de inclusão digital. A oferta aos Correios visa a atender a recente decisão do governo que permite à estatal lançar um celular próprio.

● Na primeira entrevista como presidente da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), dom Raymundo Damasceno Assis disse que a Igreja Católica não está perdendo fieis porque a ascensão social fez a nova classe média se afastar das igrejas evangélicas. As pessoas leem mais, estudam mais, "são mais críticas", afirmou.

O Estado de S. Paulo

● Por determinação do governo, a Petrobras pode manter inalterado em US$ 224 bilhões o seu plano de investimentos até 2015, frustrando expectativas de analistas do setor, que previam um aumento para, no mínimo, US$ 268 bilhões. É uma forma de tentar reduzir gastos públicos. O novo plano seria divulgado ontem, junto com o balanço financeiro do primeiro trimestre, que registrou lucro recorde de R$ 10,985 bilhões, 42% superior ao mesmo período de 2010. Mas o conselho de administração da estatal não chegou a um consenso sobre a proposta, que será novamente discutida na próxima semana. A determinação do governo para manter inalterado o volume de investimentos pode comprometer parte dos projetos previstos para o período. O processo da Petrobras para contratação de sondas de perfuração para o pré-sal, por exemplo, poderá sofrer novos atrasos. A estatal estuda abrir nova licitação.

● Problemas como infiltrações, mofo e rachaduras em imóveis do programa Minha Casa, Minha Vida fizeram com que a Caixa decidisse adotar regras mais rígidas na liberação de financiamentos.

● Após pressão do PMDB por cargos, a presidente Dilma Rousseff decidiu que o novo líder no Congresso será o deputado Mendes Ribeiro (PMDB-RS). Petistas se movimentam para reverter a indicação.

● Convidado a integrar o governo paulista, o partido de Paulo Maluf indicou Antonio Carlos do Amaral Filho para a companhia habitacional (CDHU).

Correio Braziliense

● Um dia depois de o Correio noticiar que o novo plano de carreira garante a aposentados do Senado o recebimento de gratificação por desempenho — um adicional de 60% que deveria ser pago apenas a servidores da ativa —,o presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), disse que será feito levantamento para apurar o caso. Segundo ele, a intenção é “verificar se tem excesso e tomar providências”. Excesso? Vem mais por aí. Os repórteres Ana D’Angelo e Fábio Monteiro relatam que o Sindilegis, sindicato que representa os cerca de 3 mil funcionários da Casa, reivindica mais privilégios. Um deles é elevar para 100% a gratificação de desempenho, que hoje é de 60% do maior vencimento básico de cada cargo. No início de carreira, um servidor de nível médio tem salário de R$ 13.833. E o de nível superior, R$ 18.440. Sem contar o adicional por função e outras vantagens.

Estado de Minas

● Maior empresa do setor em seu país, a XCMG (Xuzhou Construction Machinery Group) pretende investir R$ 334 milhões na construção de uma unidade em Pouso Alegre para a produção de guindastes, escavadeiras hidráulicas e outros equipamentos voltados à construção civil. A previsão é de que sejam gerados 5 mil empregos, 1 mil deles diretos. A planta deve começar a ser erguida em julho e poderá entrar em operação em 2012. A prefeitura doará parte do terreno de 806 mil metros quadrados e isentará a companhia de impostos por cinco anos.

Jornal do Commercio

● Brasil destina pouca verba à saúde. Proporção do orçamento repassada é menor que a média de países africanos. Brasileiro tem que gastar o dobro do que o europeu em cuidados médicos.

Zero Hora

● Barreira a veículos produzidos por outros países, imposta em retaliação à Argentina, retém 1,3 mil unidades em Uruguaiana e Rio Grande. Concessionárias já programam atraso na entrega de carros.

sexta-feira, 13 de maio de 2011

DICA DO DIA
Suas dificuldades beneficiarão você na medida em que você aceitar a responsabilidade para superá-las. O sucesso começa quando você para de procurar alguém para culpar e passa a pensar numa solução. Tenha interesse pela solução dos problemas, e não em culpar os demais. Não pense que perdeu o controle de sua vida e não culpe o mundo por ele ser o que ele é. Tais preocupações são improdutivas e frequentemente pioram a situação. Designar a culpa poderia ser útil se você conseguisse inverter o fluxo do tempo, mas você não pode.
Agora mesmo, você pode agir ou pode esperar a vida melhorar. Mas nunca haverá caminho a seguir que não seja de sua responsabilidade. Seus desafios são seus. Eles podem ser os maiores bens que você possui se você aceitá-los e trabalhar para vencê-los.
Jamais perca tempo culpando outras pessoas por suas faltas ou as desgraças do mundo. Compreenda que o que importa na vida é aquilo que está sob seu controle. Você pode encontrar falhas nos atos dos demais e nos seus, mas em vez de distribuir censuras ou culpas pessoais, aja para eliminá-las.
(diabetenet.com.br)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Uma placa anuncia ao viajante que chegou à Monowi, em Nebraska. Em pleno apogeu na década de 1930 a cidade tinha absurdos 150 residentes, mas depois da chegada da ferrovia a população começou a declinar. Tanto que na atualidade só uma pessoa habita a cidadezinha: Elsie Eiler, de 77 anos. Segundo o Censo americano, Monowi é a única cidade incorporada nos Estados Unidos com apenas um habitante.
Eiler vive em um trailer a meia quadra do único comércio do local: a Taverna de Monowi, que comprou junto com seu esposo em 1971. Ela é proprietária e ao mesmo tempo administradora do lugar, onde passa 12 horas diárias servindo comida e bebida. Eiler também opera a biblioteca, um pequeno prédio meio destruído com 5.000 livros dedicados a seu marido, um leitor devoto.
A loja principal de Monowi fechou quando iniciou a Segunda Guerra Mundial e o dono mudou-se da cidade para se alistar na Junta de Recrutamento.
Eiler vive sozinha desde a morte de seu marido em 2004, mas nega-se a abandonar o povoado porque ali "é a sua casa". Aos 77 anos Elsie Eiler é sumamente ativa e como única habitante de Monowi, ostenta todos os títulos imagináveis: a mais rica, a mais sábia, a mais bela, a mais jovem... do lugar...
(contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Um dia após a BR Distribuidora ter anunciado que reduziria os preços da gasolina e do álcool nos postos para forçar a concorrência a fazer o mesmo, os combustíveis já estavam ate 11,5% mais baratos no Rio, ontem. O freio dado pela BR foi decisão do governo na tentativa de conter a inflação, conforme noticiado pelo GLOBO na terça-feira. A BR é subsidiária da Petrobras e controla 40% do volume de combustíveis vendidos no país. Pesquisa em 10 postos no Rio mostrou que, em seis deles, a gasolina baixou e, em oito, caiu o preço do álcool. A baixa mais expressiva foi a do posto BR na Lagoa, que diminuiu o preço do etanol de R$ 2,599 para R$ 2,299. O litro da gasolina recuou de R$ 3,149 para R$ 2,999 em uma semana - queda de 4,76%. As reduções, contudo, não ficaram restritas aos postos BR. Na Praça da Bandeira, no posto Mini Praça, sem bandeira, o preço do álcool caiu 4,84%. A gasolina ficou quase 2% mais barata no Esso da Rua Pinheiro Machado.

● Professor de teologia em Minas e adepto da Teologia da Libertação, o padre Gilvander Moreira é uma voz religiosa na contramão e defende a decisão do Supremo que reconheceu a união homossexual. Para ele, Deus é amor e não discrimina pessoas pela opção ou orientação sexual. "Há famílias tradicionais, famílias em barracos, famílias sem filhos, por que não famílias homossexuais?", indaga.

● Parlamentares da bancada evangélica conseguiram impedir a discussão, na Comissão de Direitos Humanos do Senado, do projeto que criminaliza a homofobia. Houve confusão, com troca de insultos entre o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) e a senadora Marinor Brito (PSOL-PA).

Folha de S. Paulo

● O governo decidiu dificultar a importação de automóveis para levar a presidente Cristina Kirchner a rever medidas protecionistas contra a entrada de produtos brasileiros. Veículos são o principal produto argentino de exportação para o Brasil. Não haverá mais liberação automática para trazer veículos. Oficialmente, o governo argumenta que a decisão atinge todos os países, mas a orientação é aplicar o prazo de 60 dias para os importados da Argentina. Para os outros, de 10 a 20 dias.

● A medida provisória que permite estourar o orçamento inicial e cria brechas na Lei de Licitações para obras da Copa e da Olimpíada é inconstitucional, diz o Ministério Público Federal. A Procuradoria pode entrar com ação no Supremo Tribunal Federal. Mas o advogado-geral da União, Luis Inácio Adams, não vê irregularidade: "Não podemos adiar a Copa".

● Dilma cancela ida ao Paraguai por questão de saúde.

O Estado de S. Paulo

● O Brasil decidiu impor barreiras contra as importações de carros. O objetivo principal é forçar a Argentina a rever suas medidas protecionistas, mas a ação visa também a defender as montadoras instaladas no País do avanço dos automóveis vindos da Ásia, informam as repórteres Raquel Landim e Renata Veríssimo. Conforme antecipado ontem pelo portal estadão.com.br, desde a última terça-feira, os importadores de carros devem solicitar licenças de importação não automáticas, o que significa que podem demorar até 60 dias. Não estão incluídos na exigência pneus e autopeças, para não prejudicar o funcionamento das fábricas no Brasil. Na prática, a medida é retaliação contra a Argentina, já que o setor automotivo representa quase 40% das exportações do país para o Brasil.

● Barreiras impostas pelos argentinos têm dificultado a entrada de geladeiras, fogões e máquinas de lavar roupa no país.

● Aldo Rebelo (PC do B-SP) falou ao microfone no plenário da Câmara na madrugada de ontem. Ao fundo, Marina Silva (PV-AC) reage: discussão do Código Florestal terminou em bate-boca entre o deputado - e relator do projeto - e a ex-senadora. Marina o criticou sobre mudanças no texto final. Aldo reagiu com ataques verbais ao marido da ex-senadora.

● A votação do projeto do Código Florestal deflagrou a primeira crise na base aliada de Dilma Rousseff. Insatisfeitos com o conteúdo da proposta e com a demora no preenchimento dos cargos de segundo escalão, os aliados se uniram à oposição para derrotar o governo. A fusão ameaça agora a agenda legislativa do Planalto.

Correio Braziliense

● O novo plano de carreira do Senado estende a aposentados um benefício próprio de quem está na ativa: a gratificação por desempenho, que em tese deveria ser paga apenas a servidores que cumprem metas e se destacam. A artimanha, revelam os repórteres Ana D’angelo e Fábio Monteiro, turbinou o contracheque dos inativos e provocou na Casa uma corrida pela aposentadoria. A maioria, gente que vai receber mais de R$ 20 mil mensais em proventos.

Valor Econômico

● O Tribunal Superior do Trabalho (TST) suspendeu as sessões de julgamento da próxima semana para rever inicialmente 26 pontos de sua jurisprudência. Em discussões fechadas, os ministros debaterão uma série de súmulas e orientações jurisprudenciais da Corte, que podem alterar aspectos relevantes nas relações entre empregados e empregadores. As decisões serão posteriormente divulgadas numa sessão pública. "Certamente haverá mudança em alguns aspectos da jurisprudência do tribunal", afirmou ao Valor o presidente do TST, ministro João Oreste Dalazen.

Estado de Minas

● Polícia investiga esquema de desvio de lacres no Detran. A fraude foi descoberta quando um motorista que comprou a peça de um despachante procurou o próprio Detran para ajudá-lo na instalação. O lacre na placa traseira legaliza e identifica o veículo. E era vendido para evitar que carros em situação irregular (clonados ou modificados) passassem pela vistoria obrigatória no emplacamento. Um delegado da Corregedoria da Polícia Civil ficou dois anos investigando o serviço. Policiais suspeitos de envolvimento e servidores terceirizados foram afastados.

Jornal do Commercio

● Preço de combustível não deve cair no Estado. Consumidor não será beneficiado com a queda de preço anunciada pela BR Distribuidora. Donos de postos deixarão de repassar a redução e disseram que medida só evitará novo aumento.

Zero Hora

● Planalto garante verba para o metrô da Capital. Ao discutir com Fortunati o financiamento da obra, secretário nacional diz que haverá recursos para investir também na Região Metropolitana.

quinta-feira, 12 de maio de 2011

DICA DO DIA
Havia duas vizinhas que viviam em pé de guerra.
Não podiam se encontrar na rua que era briga na certa.
Depois de um tempo, dona Maria descobriu o verdadeiro valor da amizade e resolveu que iria fazer as pazes com dona Clotilde.
Ao se encontrarem na rua, muito humildemente, disse dona Maria:
Minha querida Clotilde, já estamos nessa desavença há anos e sem nenhum motivo aparente. Estou propondo para você que façamos as pazes e vivamos como duas boas e velhas amigas.
Dona Clotilde, na hora estranhou a atitude da velha rival, e disse que iria pensar no caso. Pelo caminho foi matutando:
Essa dona Maria não me engana, está querendo me aprontar alguma coisa e eu não vou deixar barato.
Vou mandar-lhe um presente para ver sua reação.
Chegando em casa, preparou uma bela cesta de presentes, cobrindo-a com um lindo papel, mas encheu-a de esterco de vaca.
Eu adoraria ver a cara da dona Maria ao receber esse maravilhoso presente.
Vamos ver se ela vai gostar dessa. Mandou a empregada levar o presente a casa da rival, com um bilhete: "Aceito sua proposta de paz e para selarmos nosso compromisso, envio-te esse lindo presente
Dona Maria estranhou o presente, mas não se exaltou. Que ela está propondo com isso? Não estamos fazendo as pazes? Bem, deixa pra lá. Alguns dias depois dona Clotilde atende a porta e recebe uma linda cesta de presentes coberta com um belo papel.
É a vingança daquela asquerosa da Maria. Que será que ela me aprontou!
Qual não foi sua surpresa ao abrir a cesta e ver um lindo arranjo das mais belas flores que podiam existir num jardim, e um cartão com a seguinte mensagem:
Estas flores é o que te ofereço em prova da minha amizade.
Foram cultivadas com o esterco que você me enviou e que proporcionou excelente adubo para meu jardim.
Pois é... Cada um dá o que tem em abundância em sua vida...
(Autor desconhecido)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Na China, uma porquinha nasceu com a deformidade de ter duas bocas em funcionamento.
“Nós sabíamos que algo estava diferente porque sua cabeça era tão grande que tivemos de ajudar quando a mãe a deu à luz. Cuido de porcos há 15 anos e nunca vi nada assim antes”, revela o fazendeiro Bai Xuejin.
A leitoa “diferente” não conseguia mamar em sua mãe por causa da ímpar “figura facial”, por isso Xuejin teve que alimentá-la manualmente até que crescesse o suficiente para comer coisas sólidas sozinha.
“Ambas as bocas funcionam normalmente, então ela come e bebe através das duas, o que significa que põe para dentro muito mais comida do que seus irmãos e irmãs”, acrescentou o chinês.
O fazendeiro está pensando seriamente em salvá-la do abate e colocá-la em exposição em sua fazenda, já que as pessoas estão fascinadas. “Ela é muito especial para acabar em um prato”, justificou. (contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Com sua base parlamentar dividida, o governo jogou a toalha e aceitou que o relator do projeto de reforma do Código Florestal, deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP), faça no texto concessões com as quais não concorda. Mesmo assim, o relatório final de Aldo desagradou a ruralistas e ambientalistas, acabando com as esperanças de se chegar a um acordo. Ontem à noite, os parlamentares não votaram o projeto. A votação ficou para a semana que vem

● O ex-governador de Minas Aécio Neves e o presidente do Senado, José Sarney, aderiram ontem à principal reivindicação dos prefeitos, que fizeram marcha em Brasília. Eles defendem que seja avaliado em plenário o veto presidencial à proposta que redistribui os royalties do petróleo. Aprovado no Congresso no ano passado, o texto prejudicava o Rio.

● Venezuela falsificava documentos. Dossiê revelou que a Venezuela forneceu documentos e vistos a guerrilheiros colombianos. O esquema incluía o consulado do país em Manaus.

● A morte de Bin Laden elevou, segundo pesquisa publicada ontem, a popularidade de Barack Obama para 60%, a maior em dois anos; 73% aprovaram ainda sua luta contra o terror. Ao mesmo tempo, outra pesquisa revela que apenas 34% dos americanos concordam com a maneira como o presidente conduz a economia. Ou seja: para Obama, a frase "É a economia, estúpido", que virou clichê político nos anos 90 com Bill Clinton, funciona, no momento, ao contrário.

Folha de S. Paulo

● Com maioria folgada no Senado, os governistas aprovaram o texto do acordo entre Brasil e Paraguai que triplica o valor pago pelo governo brasileiro pela energia de Itaipu que não é usada pelo país vizinho. Segundo a oposição, o valor de US$ 120 milhões pago anualmente vai subir para cerca de US$ 360 milhões.

● A presidente Dilma Rousseff manifestou apoio à ministra da Cultura, Ana de Hollanda, que está no centro de uma crise. Ao deixar evento, Dilma lhe disse: "Fica firme, Ana", relata Natuza Nery. No MinC, a secretário-geral da Presidência, Gilberto Carvalho, afirmou que Dilma apoia as políticas da ministra.

● O governador Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou proposta de aumento de 42,2%, em quatro anos, no salário-base dos professores. O reajuste deste ano (13,8%) incorpora gratificação de R$ 92 dada a docentes da ativa - o que faz o aumento ser de cerca de 8%. Os professores queriam 36,7% em 2011.

● Os jovens de 16 a 17 anos foram os mais beneficiados pelo aumento recorde do emprego formal, que registrou 2,86 milhões de novas vagas no ano passado. Dados do governo mostram que o emprego feminino (7,3%) teve alta maior que o masculino (6,7%), mas os homens continuam ganhando mais.

O Estado de S. Paulo

● O governo resolveu forçar uma redução mais rápida e acentuada dos preços dos combustíveis, para amenizar os índices de inflação. O ministro Edison Lobão (Minas e Energia) afirmou que o objetivo é obter queda de até 10% no caso da gasolina. Para isso, o governo usará a BR Distribuidora. A ideia é fazer com que a subsidiária da Petrobras repasse aos revendedores o produto a preços mais baixos o quanto antes. Como a empresa detém 38,8% do mercado de distribuição, isso poderia contribuir para uma queda generalizada dos preços. Segundo Lobão, a expectativa é que os demais distribuidores acompanhem o movimento da estatal. Na visão da federação de postos de combustíveis, a redução dos preços ocorreria naturalmente com o avanço da safra de cana ao longo do mês de maio.

● Redução já começou em SP. A Petrobras baixou ontem os preços para postos revendedores no Estado de 3% a 9% para a gasolina e de 8% a 20% para o etanol.

● O secretário de Segurança de São Paulo, Antonio Ferreira Pinto, diz que o PCC está enfraquecido, cinco anos após a série de ataques na capital. "O PCC são no máximo 30 presos influentes e estão cumprindo pena em Presidente Venceslau", disse Ferreira Pinto ao Estado. Para ele, os que têm “poder econômico" são “cinco ou seis".

● O Ministério do Esporte determinou que os atletas participantes do programa (Bolsa) terão de passar por exames antidoping. Os testes serão realizados pelo menos uma vez por ano e fora das competições.

Correio Braziliense

● Relator do processo que resultou na decisão do STF de estender a união estável para casais homossexuais, o ministro Carlos Ayres Britto disse ao Correio que a Corte tinha a exata noção da repercussão e da importância dessa medida. “Se tirássemos deles (dos gays) as consequências da decisão, o que sobraria seria a relação física, o que eles já têm”, afirmou. Ontem, pela primeira vez com base no entendimento do Supremo, o STJ reconheceu a relação homoafetiva num caso de partilha de bens.

● Após um dia inteiro de negociações, o governo propôs no fim da noite de ontem a retirada da pauta do projeto de lei do Código Florestal. A manobra inflamou as discussões e expôs o racha entre aliados.

Valor Econômico

● O Banco do Brasil (BB) quer encerrar 2011 com ativo total de R$ 1 trilhão (cerca de US$ 617 bilhões). A meta, fixada pelo presidente do banco, Aldemir Bendine, em reunião com seus principais executivos, representará, se for cumprida, crescimento de 22% em relação ao ano passado, mas de apenas 15,3% quando comparada à posição já alcançada no primeiro trimestre deste ano.

● O número é simbólico. Seria o primeiro banco brasileiro a alcançar a marca. O Itaú Unibanco, segundo colocado no ranking, chegou a R$ 778,4 bilhões em ativos em 31 de março e o BB, a R$ 866,6 bilhões. A diferença é que o lucro do BB é bem menor - R$ 2,9 bilhões no primeiro trimestre, enquanto o Itaú obteve R$ 3,5 bilhões.

Estado de Minas

● Governo de Minas indica outro ficha-suja. Condenado por improbidade administrativa, ex-prefeito de Três Pontas Tadeu de Mendonça é indicado para diretor-geral do Ipem. Ex-deputado Edmar Moreira e ex-vereador Wellington Magalhães foram exonerados depois de nomeados para cargos de confiança.

Jornal do Commercio

● Plano da prefeitura (de Recife) prevê mudanças na engenharia de tráfego orçadas em R$ 18 milhões. Serão proibido giros à esquerda nos principais corredores. Semáforos vão ser modernizados e operações de carga e descarga, disciplinadas.

Zero Hora

● Governo dividido interrompe votação do Código Florestal. Depois de 15 horas de embate, temas como a dispensa de reserva em pequenas áreas agravaram as divergências sobre a lei que muda regras no campo.

quarta-feira, 11 de maio de 2011

DICA DO DIA
Você, que é pai, é a criatura mais feliz sobre a face da terra. Levante os braços aos céus e agradeça a Deus a misericórdia que lhe concedeu. Mas lembre-se de que não basta dar aos filhos o sustento e a instrução. Algo existe mais importante que tudo isso: é o exemplo. Dê a seus filhos o exemplo do trabalho, da honestidade, da dignidade em toda a sua vida.
(retirado da internet)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Primeiro foi a pílula azul revolucionária - usada por homens com problema de ereção e outros querendo dar uma turbinada na relação sexual. Agora foi criado um novo produto contra a impotência: a "camisinha de Viagra". O produto, na verdade, não é destinado apenas aos impotentes, mas também àqueles que reclamam não conseguir manter a ereção após pôr o preservativo. O CSD500 tem um gel usado para combater a angina que melhora o fluxo sanguíneo no pênis. Ele deve chegar ao mercado no próximo ano, noticiou o "Daily Mail". O fabricante, Futura Medical, afirma que o produto deve incentivar os homens a adotar o método contraceptivo e, assim, também combater a Aids. (contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Altos funcionários do governo de Hugo Chávez pediram às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) que treinassem milícias, fizessem atentados e assassinassem opositores do presidente da Venezuela. A revelação foi feita em Londres pelo Instituto Internacional de Estudos Estratégicos, com base em arquivos eletrônicos de um comandante das Farc, apreendidos no Equador em 2008. A autenticidade dos documentos foi confirmada pela Interpol. Segundo o dossiê, lançado como livro, nada indica que os assassinatos se realizaram e que as negociações ocorreram com o conhecimento de Chávez. O presidente do Equador, Rafael Correa, teria recebido US$ 400 mil para a campanha de 2006. Chávez cancelou viagem ao Brasil sob alegação de problemas no joelho esquerdo.

● Os preços do álcool começaram a cair nos postos do Rio. Em dez pesquisados pelo GLOBO, seis ofereciam álcool com queda de 1,6% a 10,3%, Na gasolina, ainda não houve redução.

● A Câmara dos Deputados aprovou projeto, já autorizado pelo Senado, que obriga os fabricantes de calcinhas, cuecas e sutiãs a usar etiquetas com advertência sobre a importância de exames preventivos de câncer de colo de útero, próstata e mama.

● O premier Naoto Kan anunciou que o Japão vai abandonar o plano de construir usinas nucleares e "começar do zero" na elaboração de nova política energética. Com isso, o país deixará de construir 14 usinas até 2030 e desistirá de aumentar de 30% para 50% a participação da energia nuclear em sua matriz energética. O premier defendeu o maior uso de fontes de energia renovável, como a eólica e a solar. Kan revelou a nova orientação do país dois meses após o terremoto e a tsunami que causaram um acidente nuclear na usina de Fukushima, levando o governo a retirar centenas de milhares de pessoas de casa.

Folha de S. Paulo

● Dos 29 secretários, 17 foram nomeados conselheiros; gastos somam R$ 534 mil. O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, "engorda" os rendimentos de aliados e secretários com cargos nas oito empresas municipais. São 75 conselheiros administrativos, que ganham R$ 6.000, e 36 conselheiros fiscais, R$ 3.000 cada, somando gastos de R$ 534 mil.

● Foto mostra fachada de agenda bancária em Cajamar após explosão causada por criminosos para retirar dinheiro de caixa eletrônico; neste ano, há casos semelhantes em ao menos outras 14 cidades da Grande SP.

● Roupas íntimas serão vendidas no país com etiquetas alertando para a necessidade de exames contra o câncer de mama, de colo de útero e de próstata. É o que prevê projeto que pode ir à sanção presidencial se não houver recurso em cinco dias.

● Um acordo na noite de ontem entre governo e deputados permitiu que seja votada hoje na Câmara a reforma do Código Florestal. A principal discussão que resta está na dispensa de reserva florestal para áreas de até quatro módulos fiscais (400 hectares).

O Estado de S. Paulo

● Três anos depois que o Banco Central adotou normas para padronizar as tarifas bancárias, o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) mostra que os serviços ficaram até 124% mais caros, relata o repórter Leandro Modé.
Os bancos alegam que os pacotes oferecem itens adicionais. Além disso, as receitas dos bancos com tarifas subiram, em média, 30%, acima da inflação - a Caixa Econômica Federal foi a instituição que teve a maior expansão: 83%.

● Segundo o Idec, as queixas sobre o tema continuaram crescendo. Entre abril de 2009 e março de 2010, houve 1.406 reclamações; nos 12 meses seguintes, foram 1.553, alta de 10%. "A padronização das tarifas foi positiva, pois organizou a nomenclatura para os clientes", disse a gerente jurídica do Idec, Maria Elisa Novais. “Mas ainda falta clareza para o consumidor, que não sabe o que pode ter de graça e se o pacote oferecido é adequado para sua renda".

● O contrato assinado pela Prefeitura do Rio para os Jogos de 2016 garante ao Comitê Olímpico Internacional (COI) poder total sobre o evento, incluindo imunidade de ações judiciais, reembolso integral de impostos - até no exterior - e 20% dos lucros, informa o repórter Wilson Tosta. O texto dá ao Comitê Organizador dos Jogos (COI), entidade privada controlada pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), mais de 90% das receitas do evento.

● São Paulo será excluída da Copa das Confederações de 2013, informou o secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke. Quanta ao Rio, ele disse que a Fifa vai "cruzar os dedos" para que o Maracanã fique pronto a tempo. Pergunta deste blogueiro: e o Morumbi?

Correio Braziliense

● A queda de braço entre médicos e planos de saúde evoluiu para o conflito aberto após o Ministério da Justiça enquadrar os profissionais que cobram dos usuários de convênios valores extras no momento da consulta. A Fundação Assistencial dos Servidores do Ministério da Fazenda (Assefaz) anunciou que vai repassar à Secretaria de Direito Econômico (SDE) a lista dos médicos que praticaram a irregularidade, denunciada pelo Correio. A remuneração dos profissionais de saúde está no centro da briga com os planos conveniados.

● A disputa prejudica diretamente os pacientes, que têm dificuldade em conseguir atendimento devido às retaliações de cada lado. O governo pretende estabelecer um prazo máximo de espera por consulta em consultórios particulares. "A situação está ruim para todos. E o consumidor não pode ser utilizado como objeto durante as negociações”, afirma Polyanna da Silva, da Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste).

Valor Econômico

● A inflação dos serviços subiu 8,6% em 12 meses até abril, puxada com mais força pelos itens em que há maior peso da indexação - tanto aos índices de preços passados quanto ao salário mínimo. O grupo formado por aluguel, condomínio, empregado doméstico, mão de obra (ligado à habitação) e educação avançou 9,3% no período, segundo cálculos da Quest Investimentos com base no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Já os serviços mais influenciados pela demanda aumentaram menos. Na mesma base de comparação, a variação desse grupo, que inclui itens como médico, dentista, cabeleireiro, conserto de automóvel, ingressos, hotel e TV a cabo, foi de 7,3%. Hoje, os serviços são a principal fonte de pressão sobre o IPCA.

Estado de Minas

● Mesmo com o juro em alta, impulsionado principalmente pelas taxas cobradas pelo Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, o brasileiro se recusa a parar de comprar, apelando para o financiamento de bens duráveis. Um dos principais objetos do desejo são as TVs, que, segundo o IBGE, ficaram em média 7,38% mais baratas nos quatro primeiros meses do ano. Ontem, no Centro de BH, o operador de produção Alexandre Luiz Santos aproveitou uma folga à tarde para levar uma 40 polegadas de LED, que carregou no ombro mesmo.

● Em discurso para 2,3 mil chefes de Executivo, presidente anuncia liberação de recursos da Caixa para todas as obras em andamento. Mas foge de cobranças como o alongamento do prazo para o uso de verbas de orçamentos passados em projetos ainda não iniciados e de temas polêmicos como royalties do pré-sal e a Emenda 29, que destina recursos para a saúde.

Jornal do Commercio

● Novo serviço do governo do Estado é capaz de fornecer dados (sobre o clima) com 72 horas de antecedência facilitando ações da defesa civil.

Zero Hora

● Ao desempregar 840 pessoas em Parobé, fechamento de unidade da Azaleia expõe desafio do Rio Grande do Sul de transformar segmento atingido pela concorrência externa.

● Tarso critica Azaleia e revê uso de incentivos.

● Piratini apressa medidas de apoio para o setor.

terça-feira, 10 de maio de 2011

DICA DO DIA
Pense sempre de forma positiva sempre que um pensamento negativo vier a sua cabeça troque-o por outro.
Não se queixe. Quando você reclama, tal qual um ímã, você atrai para si toda a carga negativa de suas próprias palavras. A maioria das coisas que acabam dando errado, começa a se materializar quando nos lamentamos.
Risque a palavra culpa do seu dicionário. Não se permita esta sensação, pois quando nos punimos, abrimos nossa retaguarda para espíritos opressores e agressores, que vibram com nossa melancolia. Ignore-os. Não deixe que interferências externas tumultuem o seu cotidiano. Livre-se de fofocas, comentários maldosos e gente deprimida. Isto é contagioso. Seja prestativo com quem presta. Sintonize com gente positiva e alto astral.
Não se aborreça com facilidade e nem dê importância às pequenas coisas. Quando nos irritamos, envenenamos nosso corpo e nossa mente. Procure conviver com serenidade e quando tiver vontade de explodir, conte até dez.
Viva o presente. O ansioso vive no futuro. O rancoroso, vive no passado. Aproveite o aqui e agora. Nada se repete, tudo passa. Faça o seu dia valer a pena. Não perca tempo com melindres e preocupações, pois só trazem doenças.
(Portal Diabetes)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
O nome é "Casa Segura". Mas o conceito de segurança vai muito além dos padrões "normais" da nossa sociedade. Arquitetos criaram nos arredores de Varsóvia (Polônia) uma residência cujo objetivo é resistir a ataques de zumbis e ao apocalipse, entre outras "ameaças".
Uma olhada inicial pode dar a impressão de que se trata de um imóvel comum... Mas, apertando-se alguns botões, toda a casa se torna um bloco compacto de concreto...
A residência é ainda cercada por um muro - que, no fim das contas, torna-se até dispensável.
"O item mais essencial para os nossos cliente é a sensação de máxima segurança", disse a empresa responsável pelo projeto do "bunker", a KWK Promes. Interessado???
(contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

●Para segurar a inflação, o governo decidiu usar a BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras, para forçar a queda dos preços dos combustíveis aos consumidores. O ministro Edison Lobão disse que a pressão sobre a BR, que tem 7 mil postos no Brasil (18% do total) e controla 47,8% do volume de combustíveis vendidos, tem como objetivo acirrar a competição, em um setor que, para ele, vive um processo de cartelização. "O governo vai pressionar a BR para baixar o custo. Se os outros (revendedores) não seguirem a queda, a BR vai vender mais", disse Lobão. Entre janeiro e abril, o álcool subiu 31 % e a gasolina, 9,58%. A federação que representa os donos de postos classificou as declarações de Lobão de "irresponsáveis e infundadas". Nas usinas, os preços de álcool hidratado e anidro (misturado à gasolina) caíram na semana passada, pela segunda vez consecutiva, mas a queda ainda não chegou ao consumidor.

● Com a ampla oferta de crédito, 53% dos brasileiros gastaram mais do que receberam no ano passado. O gasto médio mensal do consumidor foi de R$ 2.171, enquanto a renda não passou de R$ 2.146. A situação não era registrada desde 2005. Nos primeiros quatro meses de 2011, os consumidores pagaram R$ 54 bi só com juros de financiamentos.

● Enquanto a inflação no Brasil já estourou o teto da meta fixada, de 6,5%, em países da América Latina, como México, Chile, Colômbia e Peru, a variação de preços em 12 meses ainda não chegou a 4%. O Brasil só perde na região para Argentina, Venezuela e Uruguai. Especialistas culpam a demora do governo de elevar os juros e corte de gastos insuficiente.

Folha de S. Paulo

● Transtornos psiquiátricos lideram lista de males crônicos que provocam incapacitação física, perda do bem-estar e morte. Os transtornos psiquiátricos lideram a lista das doenças crônicas responsáveis por anos de vida perdidos no país, mostram estudos sobre o Brasil publicados no periódico médico "Lancet". Ano perdido é um conceito de 'saúde pública mais abrangente, que leva em conta não apenas as mortes causadas pela doença, mas o fardo social que ela representa em incapacitação e perda de qualidade de vida.

● O governo nomeou uma "interventora" no Ministério da Cultura para conter disputas e preservar a ministra Ana de Hollanda, alvo de críticas, acentuadas com o uso de diárias em fins de semana sem agenda. A secretária nacional de Cultura do PT, Morgana Eneile, se tornou assessora especial.

● Um dia após Barack Obama sinalizar que houve apoio interno à presença de Osama bin Laden no Paquistão, o premiê Raza Gilani disse que novas ações como aquela trariam "risco de sérias consequências". O premiê negou "cumplicidade" de seu país e prometeu investigar como Bin Laden pôde viver cinco anos em Abbottabad, próximo à academia do Exército, e se o terrorista se escondeu numa rede de cavernas antes de refugiar-se na cidade em que morreu.

O Estado de S. Paulo

● Em nova tentativa de acordo para votar a reforma do Código Florestal, o governo acenou ontem à noite com abatimento substancial da dívida agrícola para os produtores rurais que recuperarem áreas de preservação permanente em margens de rios e encostas, informa Marta Salomon. Projeções do governo mostram que a dívida dos produtores, estimada em R$ 80 bilhões, poderia ser reduzida em até 70% pelo mecanismo proposto. O estímulo financeiro seria calculado com base em redução de emissões de gases de efeito estufa. A cada tonelada de carbono "poupada" com o replantio de áreas, o produtor ganharia cerca de R$ 17. Estima-se que cada hectare replantado represente o corte de 90 toneladas de carbono. A votação da reforma do Código Florestal está para ser retomada hoje na Câmara.

● A Procuradoria-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) emitiu parecer que ameaça a fusão Sadia-Perdigão. O órgão recomenda restrições, que podem incluir a venda de uma das duas marcas, ou a reprovação do negócio, relata a repórter Raquel Landim. Os conselheiros votarão o caso.

● O arcebispo de Aparecida, d. Raymundo Damasceno, será o novo presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Substituirá d. Geraldo Lyrio.

● Cerca de 4 mil prefeitos estarão hoje em Brasília para pressionar a presidente Dilma Rousseff e o Congresso por verbas. Os pedidos alcançam R$ 27,9 bilhões.

Correio Braziliense

● A maioria dos brasileiros entrou em uma perigosa armadilha financeira. Pela primeira vez em cinco anos, 53% das famílias gastam mais do que recebem. Segundo dados coletados pelo Banco Central, o trabalhador deve uma montanha de dinheiro a bancos e cooperativas de crédito: R$ 806 bilhões. Somente de janeiro a abril deste ano, os correntistas pagaram de juros R$ 54,4 bilhões às instituições financeiras — mais do que o corte que o governo Dilma pretende fazer no Orçamento de 2011. Especialistas atribuem a gastança à grande oferta de dinheiro na praça e ao hábito de manter as finanças com cheque especial e parcelamento de cartão de crédito. E recomendam: para sair do atoleiro dos juros, é preciso cortar gastos e trocar as dívidas mais caras por financiamentos baratos.

Valor Econômico

● Apesar dos bons resultados das empresas, da perspectiva de continuidade do crescimento do país e da alta das commodities, o Índice Bovespa acumula queda de 6,76% no ano. Ao mesmo tempo, na bolsa americana, o índice Standard & Poor's 500 sobe 7,05%. E mesmo em relação aos países emergentes a bolsa brasileira perde, como mostra o índice MSCI Emergentes, com alta de 0,96%.

Estado de Minas

● A Secretaria de Direito Econômico (SDE) proibiu os médicos de suspenderem o atendimento aos usuários dos convênios, como na paralisação nacional de 7 de abril. A secretaria também recomendou ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) a condenação das entidades nacionais representativas dos profissionais de medicina por tê-los influenciado a cobrar um piso pelo atendimento, ainda que acima do valor coberto pelos planos. E estabeleceu multa diária de R$ 50 mil às entidades, caso coordenem movimentos de descredenciamento em massa dos médicos.

Jornal do Commercio

● Após retirar 50 famílias dos morros, a meta da Prefeitura do Recife é erradicar as moradias para evitar a reocupação. Previsão para o Grande Recife é de chuvas acima da média até agosto.

Zero Hora

● Metade das cidades gaúchas ignora o Código de Trânsito.
Exigida há 13 anos, desde a mudança na lei, a integração ao Sistema Nacional de Trânsito foi realizada apenas por 47% das prefeituras, o que impede as demais de aplicar multas e estimula a imprudência.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

DICA DO DIA
Persista. Cada passo dado na batalha traz você à vida. Nunca pare. Os fardos que você carrega todo dia constroem em você a força e o caráter, e contra eles nada pode prevalecer.
Mantenha-se firme. Encare cada desafio com a energia e o entusiasmo de uma alma grata pela experiência de estar viva. Sinta o vento soprar no seu rosto. Torne sua essa força. Curve-se em direção ao vento e deixe que ele seja seu apoio, mesmo que você ande contra ele.
Deixe que os problemas da vida lhe entretenham e ensinem em vez de detê-lo. Você é mais forte que qualquer desafio, e sua força aumenta com cada um deles.
Você não é a causa de seus problemas. Você é aquela pessoa especial que pode transformar esses problemas em grandes conquistas. Persista. Quanto mais difícil for a escalada, mais alto você estará chegando.
(Autor Anônimo)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Um carro na França custa menos do que no Brasil e mandar um ônibus produzido na Suécia para mercados vizinhos, como o Chile, é mais barato do que exportar a partir do Brasil. Incompreensível à primeira vista, a situação começa a se tornar cada vez mais habitual na indústria automobilística. O preço do modelo Logan no Brasil é o mais alto do mundo. Custa mais do que os produzidos na Argentina, Colômbia, Chile, França e Rússia. Em relação à Romênia, onde o carro da Renault foi concebido, a diferença passa de 80%. Os brasileiros pagam R$ 37,2 mil quando adicionados os equipamentos da versão europeia. O preço na Romênia, o mais baixo do mundo, equivale a R$ 20,5 mil. (Valor Econômico)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Estudo feito em cima de dados da pesquisa Mapas da Violência 2011 mostra que a grande maioria dos crimes de homicídio no Brasil fica sem punição. Dos 50 mil assassinatos ocorridos por ano, apenas 4 mil, ou 8% do total, têm autores identificados e presos. Em Alagoas, por exemplo, apenas 2% dos casos são elucidados. Métodos defasados de investigação e falta de investimentos na polícia técnica são algumas das razões apontadas para o não esclarecimento, segundo especialistas em estudos de criminalidade. O Conselho Nacional do Ministério Público quer agilizar as investigações e chama a atenção para um número também alarmante: o país pode ter hoje mais de 100 mil assassinatos sem solução em inquéritos abertos até o ano de 2007. No Rio, de 15 mil assassinatos cometidos nesse período, 60% estão prontos para ser arquivados. Outros 39% dependem de investigação e apenas 1% tem autoria identificada.

● Apesar dos investimentos, a prefeitura do Rio está esbarrando na falta de preparo dos professores para o uso de computadores em sala de aula. Pesquisa da Secretaria Municipal de Educação, em parceria com o Ibope e o Instituto Oi Futuro, mostra que 53% dos 5.505 docentes entrevistados tem dificuldades para explorar a tecnologia. Há também a subutilização de equipamentos.

● Os ex-donos da empreiteira Sigma, José Augusto Freire e Romênio Machado, acusaram o deputado cassado José Dirceu (PT) de tráfico de influência em favor da Delta, construtora que mais recebeu recursos federais em 2010. A oposição quer ouvir os empresários.

● O presidente americano, Barack Obama, aumentou a pressão sobre o Paquistão ao afirmar que Osama bin Laden contou com uma rede de apoio no país, que poderia ser de pessoas de dentro do governo. Os EUA querem interrogar as três viúvas do terrorista.

Folha de S. Paulo

● Jovens de 15 a 17 anos estão estudando mais e trabalhando menos. A proporção de adolescentes ocupados ou que buscam emprego caiu 27% em oito anos nas seis regiões metropolitanas pesquisadas pelo IBGE. Em 2010, o percentual de jovens na população economicamente ativa foi de 18,9%, a menor taxa já apurada. Em 2003, era de 26%.

● Empresas que cometeram irregularidades em licitações e estão proibidas de ter contratos com o poder público receberam R$ 141 milhões do governo desde janeiro de 2010. As 46 firmas estão na "lista suja" da Controladoria-Geral da União, informam Silvio Navarro e Flávio Ferreira. Órgãos públicos dizem que parte dos desembolsos teve amparo em pareceres da própria CGU.

● O presidente dos EUA, Barack Obama, disse que Osama bin Laden tinha uma "rede de apoio" no Paquistão que o ajudou a manter-se em segurança por anos. "Mas não sabemos qual era essa rede", afirmou. Foi a crítica mais dura dos americanos aos aliados paquistaneses desde a morte do terrorista.

O Estado de S. Paulo

● O rombo que o ano eleitoral de 2010 deixou nas contas de PT e PSDB será coberto por recursos públicos em 2011, graças à manobra do Congresso que, em janeiro, elevou em R$ 100 milhões os repasses da União para o Fundo Partidário, relata Daniel Bramatti. Depois de bancar parte da campanha de Dilma Rousseff, além de candidatos a governos estaduais e ao Congresso, o PT chegou ao fim de 2010 com déficit de quase R$ 16 milhões. Mas receberá R$ 16,8 milhões extras neste ano graças ao incremento do Fundo Partidário, aprovado sem ser debatido em plenário. No caso dos tucanos, a receita extra será exatamente igual ao déficit nas contas de 2010: R$ 11,4 milhões.

● Em reunião de bancos centrais na Suíça, os países ricos cobraram das economias em desenvolvimento, entre elas o Brasil, que abandonem as políticas de estímulo ao crescimento, elevem juros e cortem gastos. O objetivo é evitar que a inflação dos emergentes "contamine" os desenvolvidos - isso já estaria ocorrendo por causa da demanda por commodities.

● O pacote de dez encargos embutidos na conta de luz rendeu R$ 16,3 bilhões ao governo no ano passado. É dinheiro para fiscalização e geração de energia em pontos isolados. A carga de impostos representa 45,6% da despesa com luz.

● O carioca Tomaz Mefano, de 21 anos, venceu a preliminar da 10ª edição Chinese Bridge, concurso de proficiência em mandarim, que oferece bolsas de estudo. Em julho, ele disputa a prova com jovens de 140 países.

Correio Braziliense

● Cresce o número de mulheres que abastecem o mercado de drogas nas cadeias brasileiras. Os entorpecentes entram nas penitenciárias graças a um golpe cada vez mais frequente: as esposas ou namoradas de presos se aproveitam das visitas para transportar as substâncias ilegais. Jani Fernandes passou cinco anos levando maconha para o marido na Papuda. Na Colmeia, no DF, há 136 casos. “Elas se deixam levar por um amor doentio”, explica a diretora da penitenciária, Deuselita Martins.

Valor Econômico

● Ao escolher o próximo procurador-geral da República, a presidente Dilma Rousseff estará indicando, também, o responsável pela condução final do processo do mensalão. Os candidatos da lista tríplice adotaram postura cautelosa quanto ao maior escândalo do governo Luiz Inácio Lula da Silva. "Não conheço o processo", afirmou Rodrigo Janot. "Ainda não há o que endossar", disse Ela Wiecko. "O mensalão é um processo que tramita com a máxima celeridade", limitou-se a comentar Roberto Gurgel.

Estado de Minas

● A prisão recente de 13 pessoas levou a Polícia Federal a traçar perfil dos traficantes internacionais que transformaram a atividade de “mula” numa espécie de profissão. Facilidade com idiomas, bom nível cultural, conhecimento sobre aeroportos, redes sociais e promessa de pagamento de até R$ 20 mil por viagem abriram caminho para universitários de classe média de BH, entre 20 e 30 anos, viajarem à Europa em busca de LSD e ecstasy para consumo próprio e distribuição. Pela internet, eles fazem contatos e passam a distribuir entre amigos e colegas da faculdade.

Jornal do Commercio

● Santa felicidade! (sobre a vitória do Santa Cruz frente ao Sport Recife)

Zero Hora

● Estádios para a Copa já estão 15% mais caros. Custo para remodelar cinco arenas e construir outras sete já está em R$ 6,37 bi.

domingo, 8 de maio de 2011

Todas mães: da esquerda para a direita, Dona Nena, minha falecida sogra, minha mulher, Elza, minha cunhada Lena e minha falecida mãe, Encarnação. Esta foto foi tirada em Porto Alegre, quando lá eu residia com minha mulher, quando recebemos as visitas delas. Foi no final dos anos 60.


DICA DO DIA
Diz uma lenda que o dia em que o bom Deus criou as mães, um mensageiro se acercou dele e lhe perguntou o porquê de tanto zelo com aquela criação. Em que, afinal de contas, ela era tão especial?
O bondoso e paciente Pai de todos nós lhe explicou que aquela mulher teria o papel de mãe, pelo que merecia especial cuidado.
Ela deveria ter um beijo que tivesse o dom de curar qualquer coisa, desde leves machucados até namoro terminado.
Deveria ser dotada de mãos hábeis e ligeiras que agissem depressa preparando o lanche do filho, enquanto mexesse nas panelas para que o almoço não queimasse.
Que tivesse noções básicas de enfermagem e fosse catedrática em medicina da alma. Que aplicasse curativos nos ferimentos do corpo e colocasse bálsamo nas chagas da alma ferida e magoada.
Mãos que soubessem acarinhar, mas que fossem firmes para transmitir segurança ao filho de passos vacilantes. Mãos que soubessem transformar um pedaço de tecido quase insignificante numa roupa especial para a festinha da escola.
Por ser mãe deveria ser dotada de muitos pares de olhos. Um par para ver através de portas fechadas, para aqueles momentos em que se perguntasse o que é que as crianças estão tramando no quarto fechado.
Outro par para ver o que não deveria, mas precisa saber e, naturalmente, olhos normais para fitar com doçura uma criança em apuros e lhe dizer: "eu te compreendo. Não tenhas medo. Eu te amo", mesmo sem dizer nenhuma palavra.
O modelo de mãe deveria ser dotado ainda da capacidade de convencer uma criança de nove anos a tomar banho, uma de cinco a escovar os dentes e dormir, quando está na hora.
Um modelo delicado, com certeza, mas resistente, capaz de resistir ao vendaval da adversidade e proteger os filhos, de superar a própria enfermidade em benefício dos seus amados e de alimentar uma família com o pão do amor.
Uma mulher com capacidade de pensar e fazer acordos com as mais diversas faixas de idade.
Uma mulher com capacidade de derramar lágrimas de saudade e de dor, mas ainda assim insistir para que o filho parta em busca do que lhe constitua a felicidade ou signifique seu progresso maior.
Uma mulher com lágrimas especiais para os dias da alegria e os da tristeza, para as horas de desapontamento e de solidão.
Uma mulher de lábios ternos que soubesse cantar canções de ninar para os bebês e tivesse sempre as palavras certas para o filho arrependido pelas tolices feitas.
Lábios que soubessem falar de Deus, do universo e do amor. Que cantassem poemas de exaltação à beleza da paisagem e aos encantos da vida.
Uma mulher. Uma mãe.
Ser mãe é missão de graves responsabilidades e de subida honra. É gozar do privilégio de receber nos braços espíritos do Senhor e conduzi-los ao bem.
Enquanto houver mães na terra, Deus estará abençoando o homem com a oportunidade de alcançar a meta da perfeição que lhe cabe porque a mãe é a mão que conduz, o anjo que vela, a mulher que ora, na esperança de que os seus filhos alcancem felicidade e paz.




(Portal Diabetes)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
O ronronar do gato chamado “Smokey” foi reconhecido pelo Guinness, livro dos recordes, como mais barulhento do mundo. O ronco do felino atingiu 67,7 decibéis. Para se ter uma ideia do barulho, uma rua movimentada pode gerar níveis de ruído entre 70 e 80 decibéis.
O gato foi avaliado pelo Guinness depois que uma equipe da faculdade de Northampton, na Inglaterra, utilizou equipamentos de som especiais para gravar o ronronar dele, que tem 12 anos de idade (na ocasião, o estudo apontou que ele alcançava 73 decibéis)... Silêncio... (contaoutra.com)

CRÔNICA DE DOMINGO
Bom domingo a todos, feliz Dia das Mães! Para lembrar nossas mães, as que estão conosco e as que já partiram para o andar de cima, um poemeto de meu livro PALAVRAS, publicado no ano 2000. Boa leitura!

COMPREENSÃO

É importante o conviver,
De todos seres humanos,
Para o progresso existir,
Sem que se cometa enganos!

Entre todas as pessoas,
É bom haver compreensão,
Muita solidariedade,
Harmonia, paz e união!

Se houver entendimento,
Entre os seres deste mundo,
Será melhor a jornada,
E o viver será fecundo!

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Doze dias antes do primeiro turno das eleições passadas, o então presidente Lula visitava o trecho da Ferrovia Norte-Sul que ligaria Maranhão a Goiás e anunciava que tudo estaria pronto em dezembro. A obra não foi entregue no fim do ano, nem em 30 de abril, como foi estabelecido no balanço do PAC, e tampouco será concluída em julho, como se anunciou mais tarde. Também a reforma do aeroporto de Vitória, visitado por Lula no auge da campanha para eleger Dilma Rousseff, só deve começar no fim deste ano, segundo a Infraero. De norte a sul, obras usadas para alavancar a campanha do PT continuam paradas, atrasadas ou com problemas decorrentes da pressa eleitoral. Em setembro, quando chegaram ao conjunto habitacional Três Marias, no ASC, egressos de favelas viram Lula dizer que o pequeno apartamento seria um pedaço do céu na terra. Agora, continuam sem luz e água e acham que foram usados eleitoralmente.

● Dados inéditos do Censo 2010 mostram que o Rio é o estado com o maior número de residências com apenas um morador. São 15,57% de lares ou 816 mil pessoas. No Brasil, são 6,9 milhões. Para especialistas, a situação do Rio reflete envelhecimento da população e independência da mulher.

● A operação que matou Osama bin Laden deixou desconcertada uma parte da geração O, que fez campanha e se emocionou com o discurso de paz de Barack Obama. Apesar da alta na popularidade do presidente, jovens estudantes, empresários e militantes ouvidos por FERNANDO EICHENBERG duvidam da legalidade da ação, criticam o uso da tortura para obter a informação e reclamam que Obama aumentou a participação dos EUA em guerras, ao contrário das promessas do candidato em 2008. “Fiquei com vergonha de ver as pessoas festejando a morte de alguém, mesmo um terrorista”, diz Cheryl Johnson, presidente de ONG.

Folha de S. Paulo

● A rotatividade de trabalhadores brasileiros em empresas chinesas é bem superior à média do mercado. Levantamento feito pela Michael Page, uma das maiores multinacionais de recrutamento, indica que, de cada 10 contratados, 4 deixam o emprego em até um ano. Esse número é 40% maior que o registrado por empresas brasileiras e 68% acima do verificado em multinacionais norte-americanas e europeias, relatam Érica Fraga e Cláudia Rolli.

● O estilo chinês de gestão inclui longas jornadas, horas extras, teleconferências noturnas e metas de produção inegociáveis. Operários brasileiros da taiwanesa Foxconn reclamam da pressão e do ritmo de trabalho hiperintenso, informa Natália Paiva. A empresa não se pronunciou.

● O PSD (Partido Social Democrático), definido pelo prefeito Gilberto Kassab como 'nem de direita nem de esquerda nem de centro", nasce com viés pró-governo. Em 12 Estados, o comando está com aliados da presidente Dilma.

O Estado de S. Paulo

● Promotores e procuradores estão se valendo de legislação que eles mesmos criaram - e que só eles podem mudar - para engordar os próprios salários. Documentos obtidos pelo Estado revelam que ao menos 950 deles recebem mensalmente auxílio-moradia de até R$ 4,8 mil. A regalia é paga até a promotores aposentados, informam os repórteres Felipe Recondo e Leandro Colon. O benefício deverá ser temporário, mas é liberado em pelo menos cinco Estados: Amapá, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Santa Catarina. São gastos R$ 40 milhões por ano essa despesa dos promotores, cujos salários chegam a R$ 24 mil. Investigação do Conselho Nacional do Ministério Público mostra que, com a incorporação do auxílio, a remuneração supera o teto constitucional de R$ 26,7 mil.

● A ministra Ana de Hollanda (Cultura) recebe do governo diárias em fins de semana sem compromissos oficiais no Rio, onde tem residência. Ela costuma marcar compromissos oficiais fora de Brasília, sobretudo no Rio, às sextas e segundas e receber diárias até mesmo por sábados e domingos não trabalhados. A ministra admite ter levado o auxílio sem agenda oficial, mas alega que sai mais barato do que fazer nova viagem de ida e volta a Brasília.

● O leilão de concessão das obras dos aeroportos de Guarulhos, Campinas e Brasília pode acabar ficando apenas para maio de 2012, mostra estudo da Infraero e da Secretaria de Aviação Civil ao qual o Estado teve acesso. Mesmo que o leilão seja antecipado, porém, especialistas dizem que as obras terão de ser aceleradas para atender a Copa.

Correio Braziliense

● Amor, paciência, dedicação. As mães modernas estão, sim, à altura desses e de tantos outros elogios. Mas, nos dias de hoje, passam por uma fase de transformação: em blogs e comunidades virtuais, as mulheres abrem o jogo e rejeitam a imagem da mulher perfeita, idealizada. Não fazem mais segredo sobre as frustrações e as dificuldades da maternidade. No Dia das Mães, o Correio conta histórias de guerreiras que enfrentam esse desafio, às vezes com nervosismo e medo de errar. “É preciso pensar muito antes de ter um filho, hoje em dia”, avisa Fernanda Viana de Paula, 30 anos, que divide as aflições da gravidez com as irmãs Patrícia, 35, e Karina, 31. Conheça casos de mães que, bravamente, lutam no mercado de trabalho e fazem questão de acompanhar as aventuras dos filhos - até quando eles entram no ringue das artes marciais. Um compromisso tão complexo quanto gratificante. Para a vida inteira.

Jornal do Commercio

● Amor de mãe no calor do clássico.

Zero Hora

● Caça-níqueis, Caça-vidas. Avanço do jogo ilegal escraviza apostadores e destroça famílias.

● A compulsão consome 4 milhões de brasileiros.

● No RS, uma máquina é apreendida a cada 45min.

● Série de reportagens de hoje a terça escancara uma chaga da sociedade.

O QUE DIZEM AS PRINCIPAIS REVISTAS SEMANAIS BRASILEIRAS

Veja

□□□ O mundo depois de Bin Laden
□□□ O terrorismo está no fundo do mar, mas suas ideias ainda vivem

Época

□□□ O fim?

ISTOÉ

□□□ O mundo não está seguro - Osama bin Laden morto ainda é uma ameaça. Como mártir, ele inspira pelo menos dez grupos terroristas espalhados por diversos países. Saiba onde eles atuam, quais seus alvos e porque estão dispostos a matar.
□□□ Exclusivo - Os interesses pessoais dos políticos no novo Código Florestal.

CartaCapital

□□□ O ícone do mal - Mataram o barbudo-propaganda do terrorismo, mas o mundo vive um momento de grande incerteza.
□□□ PF - Lorenz, ex-secretário do DF, em trama contra os árabes no Brasil.
□□□ Código Florestal - A anistia aos desmatadores e um atraso.