sábado, 21 de maio de 2011

DESTAQUES DOS JORNAIS LOCAIS DESTA SEMANA

Jornal O DEBATE, de São Manuel, edição de 20 de maio de 2011

□□□ São Manuel volta a ter a Festa do Peão.
□□□ Raínha Sílvia da Suécia visita São Manuel para conhecer um pouco os lugares onde sua mãe e sua avó viveram.
□□□ Novas mudanças no trânsito das ruas da cidade vão acontecer.
□□□ Palestra sobre câncer de mama e do colo de útero será realizada no dia 26.
□□□ Reunião na Praça para marcar o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.
□□□ No dia 4 de junho acontece a Festa do Quentão promovida pelo Centro Social Paroquial de São Manuel.
□□□ Câmara Municipal passa por reforma.
□□□ Opinião: leitores indagam – existe um Poder Judiciário municipal?
□□□ Ponto de Vista: Luiz Carlos Rodrigues, considerado o melhor técnico de som de seu tempo, conta sua história junto à Rádio Clube de São Manuel.
□□□ Os pioneiros – Nesta edição o jornalista Miguel Roberto Nítolo conta a história da Família Castaldi.
□□□ COLUNAS: Esporte (Osmar Corrêa), Bloco de Notas (coluna deste blogueiro), Direito em Debate (drª. Edilaine Rodrigues de Góis Tedeschi), Casual (Letícia Castaldi), Motivação (Bene Bassetto), Cornetando (Sandro Dálio).
□□□ Flash – as personalidades da cena de nossa região.
□□□ Badalação – moças e rapazes da cidade em fotos coloridas.
□□□ Classificados – os melhores classificados da cidade.

Jornal O PRATIANO, de Pratânia, edição de 18 de maio de 2011

□□□ Terminal Rodoviário: descaso, até quando?
□□□ 1ª Copa Nordeste de Futsal - Certame pretende reunir trabalhadores vindos de estados do nordeste para trabalhar na lavoura de Pratânia.
□□□ Comunicado (referente ao Bairro Nova Prata).
□□□ Torneio de Malha e Truco na Cancha Municipal “Euclides Vieira Ribeiro” comemora o Dia do Trabalhador.
□□□ APAE Agradece verba da Secretaria de Desenvolvimento Social, que permitiu aquisição de Kombi. Emenda do deputado Dimas Ramalho.
□□□ Beleza & Saúde: Obesidade é contagiosa? (terapeuta Everaldo Andrade) /// Aumenta o número de mulheres alcoólatras no Brasil /// A doença do sono.
□□□ Coluna “Em Dia com as Notícias” e a Crônica “É como ser um carpinteiro...”, ambas de autoria deste blogueiro, estão na página 05.
□□□ Campanha Cidade Limpa será na próxima semana em São Manuel.
□□□ Copa Verão de Futebol de Areia: finalíssima no domingo.
□□□ Resumo da 7ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal, realizada em 09 de maio de 2011.
□□□ O prefil relevante das Câmaras Municipais.
□□□ Próximas Sessões Ordinárias.
□□□ 1º Encontro de Atividades Esportivas do Programa da Família.
□□□ Clube Raio de Sol da Pratânia comemora o Dia Mundial dos Desbravadores.
DICA DO DIA
Seja perseverante nas boas obras. Nada conseguiremos na vida sem perseverança. Para aprender piano, há necessidade de horas seguidas de estudo diário. O que é o estudo para o pianista, é a perseverança para qualquer outra atividade. Não se deixe arrastar pelo esmorecimento. Reaja com todas as forças que encontrar em seu coração, e terá a beleza da vida em redor de si mesmo. (retirado da internet)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
O governo americano lançou oficialmente um guia de sobrevivência, para um possível apocalipse causado por mortos-vivos.
O manual começa dizendo que podemos nos preparar para diversas emergências, entre elas uma dominação de comedores de carne humana rastejantes que ficaram famosos em filmes, seriados e quadrinhos.
- Você pode rir agora, mas, quando acontecer, você ficará feliz de ter lido isso. Talvez você aprenda uma coisa ou duas sobre como se preparar para uma emergência real.
Há também um kit, fundamental para que as pessoas sobrevivam a essa situação - ou a qualquer outra catástrofe que aconteça. Seus itens são: um galão de água por pessoa por dia, comidas não perecíveis, medicamentos e produtos de primeiros-socorros, documentos importantes (passaporte, identidade), produtos de higiene (sabão, detergente, toalha), cobertor e pelo menos uma troca de roupa para cada membro da família.
Além disso, o texto ainda dá dicas de como traçar planos de emergência. Entre as sugestões, estão identificar tudo que possa ser perigoso no local onde você mora, escolher um ponto de encontro caso você se perca de sua família e planejar rotas de fuga.
- Todos esses planos ajudam na fuga de uma enchente, terremoto ou furacão.
Segundo o tabloide britânico Metro, o site do manual recebeu tantas visitas que saiu do ar. Um porta-voz do CDC contou que a campanha é uma espécie de brincadeira, mas com dicas úteis para pessoas que estejam preocupadas com casos como os tsunami e terremotos que aconteceram este ano no Japão, por exemplo.
No fim do documento, o CDC afirma que, caso os zumbis tomem mesmo conta das ruas, o órgão estará pronto para providenciar assistência a quem precisar, até mesmo para outros países.
Portanto, não precisa de pânico. Monte o kit e fique sossegado...
(contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Déficit que vira superávit, bailes de carnaval em que são tocadas apenas músicas de um mesmo compositor - Joselito Ribeiro de Macedo, o Astro da Sanfona - e vales-refeição emitidos em nome de funcionários já demitidos (com o valor correspondente devidamente embolsado por terceiros) são algumas das irregularidades encontradas pelos repórteres CHICO OTAVIO e CRISTINA TARDÁGUILA na administração do Escritório Central de Arrecadação e Distribuição, o Ecad, entidade privada que recolhe e distribui os direitos autorais de músicos no Brasil. Alvo de CPI e questionado pela falta de transparência na complexa operação, revelada por documentos internos dos últimos sete anos, o escritório - que em 2010 arrecadou R$ 433 milhões, repassando aos músicos R$ 346 milhões - rebate as críticas. Alega que é vítima de fraudes e não o responsável por elas.

● Em encontro ontem na Casa Branca com Barack Obama, o premier de Israel, Benjamin Netanyahu, frisou que, apesar de disposto a concessões, não negociará as fronteiras pré-1967, como foi proposto pelo americano.

● O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, deu prazo de 15 dias para o ministro da Casa Civil, Antônio Palocci, prestar esclarecimentos sobre sua evolução patrimonial e sobre a atuação de sua empresa de consultoria, a Projeto. Atendendo a requerimentos de partidos de oposição, Gurgel quer saber quem eram os clientes da empresa.

● Fraudes de R$ 615 milhões em contratos de saneamento levaram ontem à prisão 11 pessoas em Campinas, São Paulo. Outras nove estão foragidas, entre elas o vice-prefeito, do PT, e dois secretários municipais.

Folha de S. Paulo

● Valor é mais da metade da receita da consultoria no ano; quitação de contratos explica concentração, diz empresa.
O faturamento da empresa de consultoria do ministro Antonio Palocci superou R$ 10 milhões entre novembro e dezembro de 2010, informa Catia Seabra. À época, a presidente Dilma Rousseff já estava eleita e o atual ministro da Casa Civil coordenava a equipe de transição de governo.

● O caso Palocci e a pneumonia da presidente Dilma paralisaram o governo e levaram o primeiro escalão a definir tática para resguardar a imagem do Planalto. De última hora, Dilma marcou uma reunião sobre o Código Florestal e agendou viagem para Salvador, que estava cancelada.

● Pressão para suprir a falta de pessoal levou à homologação de candidato sem "condições" de ser controlador de voo, afirmou o instrutor Wellington Rodrigues ao juiz Murilo Mendes no processo sobre a colisão entre o Legacy e o avião da Gol que deixou 154 mortos em 2006. A Justiça inocentou o sargento Jomarcelo dos Santos em razão da "inaptidão" para o cargo. A Aeronáutica não comentou.

● Acusado de atacar sexualmente uma camareira em Nova York, o francês Dominique Strauss-Kahn pagou US$ 1 milhão de fiança, depositou US$ 5 milhões em juízo e saiu da cadeia. Ele ficará em prisão domiciliar até o julgamento.

O Estado de S. Paulo

● A oposição começou a se mobilizar para tentar criar uma Comissão Parlamentar de Inquérito que investigue a antiga consultoria do ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci. A intenção é quebrar os sigilos fiscal e bancário da empresa e verificar se houve tráfico de influência. O requerimento de criação da CPI questiona o papel de Palocci como um dos coordenadores de campanha de Dilma Rousseff à Presidência ao mesmo tempo que houve “extraordinário crescimento patrimonial" de sua empresa. Para tirar a CPI do papel, porém, a oposição precisa do apoio de parte da base governista. São necessárias 171 assinaturas na Câmara e 27 no Senado, enquanto a oposição tem menos de 100 deputados e somente 18 senadores. Para o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), "não há motivo nenhum para nenhuma CPI".

● Doze suspeitos de participação em desvio de recursos públicos, corrupção e fraudes em licitações foram presos em Campinas. Oito escaparam, entre eles o vice-prefeito, Demétrio Vilagra (PT). O alvo principal é Rosely Nassim Jorge Santos, mulher do prefeito, Dr. Hélio (PDT).

● Metalúrgicos de montadoras de várias partes do País estão aproveitando a alta das vendas para cobrar maior fatia nos lucros. Na GM de São José dos Campos, houve greve de 24 horas. Eles querem R$ 12 mil de participação neste ano.

Correio Braziliense

● Os sinais estão por toda parte: câmeras, sensores, cercas elétricas, vigilantes armados… Sem a proteção que deveriam ter do Estado, os brasilienses se veem obrigados a investir em segurança particular. Na entrada de um conjunto na QI 21 do Lago Sul, os moradores instalaram uma guarita e contrataram vigias depois que uma família foi assaltada e ficou sob a mira dos revólveres de cinco bandidos. “Estávamos com muito medo de que nos matassem”, conta a empresária Rosângela Meneghetti. Segundo dados da Polícia Federal, o
número de pessoas habilitadas a exercer a função de vigilante no DF passou de 64 mil em 2008 para mais de 111 mil hoje. Um salto de 72%.

Estado de Minas

● Operários que trabalham na reforma do Mineirão participam de programa de alfabetização da Secretaria Municipal da Educação. A professora Danusa Campos apresenta a eles o mundo das letras e dos números.

Jornal do Commercio

● Começa a Via Mangue. Prefeitura assinou, ontem, financiamento de R$ 433,2 milhões com a Caixa, que viabiliza a construção da principal via do projeto para desafogar o trânsito da Zona Sul. Obra deve ficar pronta em 30 meses, um ano antes da Copa.

Zero Hora

● Procurador dá 15 dias para Palocci se explicar. Assessoria afirma que ministro apresentará as justificativas já na próxima semana, enquanto oposição colhe assinaturas para sustentar CPI.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

DICA DO DIA
Se a felicidade já foi possível para você um dia, então, ser feliz agora também o é. Se a felicidade vai ser possível no futuro, também é possível que você seja feliz agora. Seja feliz com a pessoa que você é hoje.
Não, você ainda não é quem gostaria de ser. Mesmo assim você tem todas as chances de se tornar a pessoa que quer ser.
Você gostaria de perder a aventura de alcançar todo seu potencial? Claro que não! Seja feliz por ter ainda muito a conquistar, pois é nesse processo que se experimenta a riqueza da vida.
Se você ainda não tem certeza sobre qual caminho sua vida deve seguir, fique feliz por ter tantas possibilidades e divirta-se explorando-as. Se você está cheio de problemas e responsabilidades, fique feliz por ter a possibilidade de fazer diferente e fortaleça-se, ultrapassando os obstáculos.
Nada pode impedir você de ser feliz. Ninguém pode afastar você da felicidade a não ser você mesmo. Seja feliz agora mesmo, porque você tem todos os motivos para isso.
(diabetenet.com.br)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Todos estão acostumados com modelos cada vez mais jovens e magras. Por este motivo, Daphne Selfe consegue se destacar. Ela fugiu de qualquer estereótipo ao tornar-se uma das mais velhas supermodelos do mundo, com 82 anos.
O curioso é que Daphne é convidada para desfilar para algumas das marcas mais famosas do mundo, como Dolce & Gabbana, Tata-Naka e Michiko Koshino.
“Tive muita sorte“, disse ela ao Daily Mail. “Eu acho que tenho a estrutura óssea forte e sou flexível, isso ajuda“.
Tudo começou em 1950, quando Daphne tinha 20 anos e foi convencida por colegas a participar de um concurso local. Foi necessário apenas alguns anos até que ela começasse a aparecer em campanhas publicitárias para algumas empresas.
“Naquela época, você fazia seu próprio cabelo e maquiagem“, disse ela. “Agora eu vou como sou para um trabalho e alguém cuida de mim. É maravilhoso“.
Quando questionada sobre a competição com modelos mais jovens, Daphne diz que não vê problema e que é amiga de todas elas.
(contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● O presidente dos EUA, Barack Obama, conseguiu o que poucos julgavam possível: juntou Israel e o grupo radical Hamas do mesmo lado - nas críticas ao seu histórico pronunciamento sobre as revoltas árabes, em que apoiou a criação de um Estado palestino baseado nas fronteiras anteriores à Guerra dos Seis Dias, em 1967. Foi a primeira vez que um presidente americano fez uma declaração explícita nesse sentido, numa guinada na política de alinhamento automático com Israel. "A viabilidade do Estado palestino não pode ser às custas da existência de Israel", reagiu em nota o premier israelense, Benjamin Netanyahu. No discurso, Obama fez um mea culpa da política americana para o Oriente Médio, ressaltando que os EUA priorizaram a estabilidade na região, em detrimento das aspirações da população local por democracia, e garantiu apoio às revoltas árabes.

● O gabinete emergencial montado após o anúncio de que o desmatamento na Amazônia cresceu 27% reuniu-se ontem pela primeira vez e decidiu usar o Exército para combater o problema, principalmente em Mato Grosso. Para o estado, já foram deslocados 500 homens do Ibama, da Força Nacional e da PF.

● Forçado a renunciar em meio a um escândalo, o ex-diretor-gerente do FMI Dominique Strauss-Kahn foi formalmente acusado num tribunal de Nova York por crimes sexuais. Ele pagou fiança de US$ 1 milhão e terá de usar tornozeleira eletrônica.

Folha de S. Paulo

● A empresa de consultoria do ministro Antonio Palocci faturou R$ 20 milhões no ano eleitoral de 2010. Segundo duas pessoas que viram os números da consultoria, o desempenho do ano passado representou salto significativo. Em 2006, a receita foi de R$160 mil.

● A Projeto, consultoria de Palocci, disse em nota que "não confirma e não se pronunciará" sobre valores de faturamento e reiterou que seus contratos tinham cláusula de confidencialidade. Afirmou, ainda, que o faturamento cresceu em 2010 dados o maior volume de contratos ano a ano e as quitações por serviços prestados ao fim de suas atividades de consultoria.

● O grupo WTorre, que fez negócios com fundos de pensão de estatais e com a Petrobras de 2006 a 2010, foi cliente da Projeto. A empreiteira confirmou, mas sem revelar quanto pagou, relatam Rubens Valente, Andreza Matais e Jose Ernesto Credendio.

● A operadora de planos de saúde Amil confirmou que contratou consultoria do ex-deputado Antonio Palocci, informa Mônica Bergamo. Como médico, ele fez palestras de prevenção da gripe suína. Na área econômica, assessorou expansão na região Nordeste.

O Estado de S. Paulo

● A consultoria que Antonio Palocci manteve antes de se tornar ministro da Casa Civil do governo Dilma prestou serviços para pelo menos 20 empresas, entre as quais bancos, montadoras e indústrias, informam Leandro Colon e Fausto Macedo. Em esclarecimentos ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel, por causa das suspeitas sobre a evolução de seu patrimônio, Palocci disse que rescindiu todos os contratos no final de 2010, antes de assumir o ministério. Segundo ele, houve ingresso de volume considerável de recursos no caixa da empresa nas semanas que antecederam sua nomeação ao cargo justamente em razão da rescisão dos contratos. Alguns clientes de Palocci avisaram o ministro que não querem ter seus nomes envolvidos e cobraram silêncio absoluto sobre os documentos. Para evitar qualquer tipo de quebra ilegal do sigilo fiscal de sua empresa, Palocci acionou o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. O petista quer evitar que funcionários de escalões inferiores da administração deixem vazar informações sobre a consultoria.

● O governo avalia que a crise envolvendo Palocci se prolongará. Por isso, chamou ministros e o PT para mostrar "assertividade" na defesa.

● O presidente dos EUA, Barack Obama, defendeu ontem a criação de um Estado palestino com base nas fronteiras anteriores à Guerra dos Seis Dias (1967), quando Israel capturou Gaza do Egito e a Cisjordânia da Jordânia, áreas previstas para esse Estado. O governo israelense reagiu dizendo que é "indefensável" voltar a essas fronteiras, por causa das colônias na Cisjordânia. Já a Autoridade Palestina elogiou a iniciativa de Obama, mas o Hamas cobrou "ações concretas".

● A elevação da alíquota para conter o crédito e o consumo no País ajudou a reforçar a arrecadação de tributos e contribuições federais em abril, que bateu novo recorde para o mês: R$ 85,15 bilhões.

Correio Braziliense

● Um crime bárbaro assombrou ontem o mais rico e mais bem vigiado bairro residencial de Brasília. Aconteceu por volta das 9 da manhã na QI 19. O motorista José Iran Franco de Oliveira, de 49 anos, estava em um Vectra em frente à casa do patrão, quando foi sequestrado por três jovens de 15, 17 e 18 anos. Depois de assaltá-lo, eles o mataram com três tiros na cabeça e um nas costas e jogaram o corpo para fora do carro na QI 23, perto do Jardim Botânico. Os três bandidos, perseguidos e presos pela polícia, integram uma quadrilha especializada em roubar imóveis e teriam confundido José Iran com o dono da residência que pretendiam atacar. Nos últimos cinco meses, a violência crescente na região vem assustando os moradores, que cobram mais policiais nas ruas e estão investindo cada vez mais em segurança particular.

Valor Econômico

● Enquanto as medidas de restrição ao crédito adotadas pelo governo desaceleraram o ritmo de crescimento do financiamento de veículos neste início de ano, os consórcios para compra de carros, motos e veículos pesados continuaram a exibir uma expansão vigorosa, em muitos casos figurando como substituto do crédito. O valor dos contratos fechados em consórcios representou praticamente metade do volume de financiamentos.

Estado de Minas

● Documento editado pelo governador Antonio Anastasia (PSDB) define impedimentos para nomeações no estado. Mais rigorosa que a Lei Ficha Limpa nacional, que veta os condenados em segunda instância judicial, a norma descarta também quem for obrigado a ressarcir os cofres públicos. Todos os dirigentes e ocupantes de cargos de confiança no governo estadual terão 30 dias para apresentar declaração de que estão dentro da regra.

Jornal do Commercio

● Em discurso histórico, presidente dos EUA foi o primeiro no cargo a propor saída para conflitos com base nas fronteiras anteriores às anexações territoriais da guerra de 1967. Posição irritou Israel.

Zero Hora

● Brasil aceita trégua e libera carros argentinos - Diante da garantia do país vizinho de agilizar o ingresso de produtos como pneus e calçados, o governo brasileiro permite a entrada gradativa de veículos.

quinta-feira, 19 de maio de 2011

DICA DO DIA
Os acontecimentos do passado são muito bons para aprender com os erros e criar referências de nossas capacidades. Quando você esquece o passado, corre o risco de repetir os mesmos erros. Seus e dos outros. Na Segunda Guerra Mundial, Hitler levou seus exércitos para o desastre no inverno da Rússia – exatamente como Napoleão havia feito no início do século 19.
O passado pode ser fonte inesgotável de autoconfiança. Quando você olha com orgulho para o passado, lembra de suas vitórias e pode entrar em contato com uma força interior que te leva à superação. Mas, ao mesmo tempo, você deve cuidar para não estimular a nostalgia, ou viver de arrependimentos passados. Orgulhar-se permanentemente do que já aconteceu também não funciona e pode levar à decadência... Nada de frases do tipo: “no meu tempo...” ou “antigamente...”.
O antigamente não existe mais; é só uma lembrança. Não entre nessa de remoer o passado; isso traz ressentimentos. E o ressentimento dói e imobiliza. O passado deve ser usado para se trabalhar no presente, com olhos no futuro...”
(texto de Roberto Shinyashiki, do livro “Os Donos do Futuro”)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Um carcereiro aposentado do Estado do Wisconsin (norte dos Estados Unidos) comemorou o fato de ter devorado o seu sanduíche Big Mac de número 25 mil.
Don Gorske, de 57 anos, foi homenageado em uma lanchonete da rede McDonald"s de sua cidade, Fond du Lac, e já avisou que pretende continuar comendo os sanduíches "até morrer".
Em 2008 ele já havia sido reconhecido pelo Guinness World Records como a pessoa que mais comeu Big Macs no mundo (então, um total de 23 mil). Mas, mesmo após realizar a façanha, continuou com sua paixão.
Gorske, que afirma que consegue comer um Big Mac em 16 mordidas, registra o consumo em calendários e coleciona as embalagens dos sanduíches.
"Meu roteiro, por muito tempo, foi comprar seis (Big Macs) na segunda-feira e oito na quinta-feira, então eu consigo comer os meus 14 por semana", afirmou.
Enquanto não devora todos, Gorske guarda os sanduíches na geladeira ou no congelador, até o dia em que vai consumi-los.
Quem não gosta do hábito é a mulher do carcereiro - que, segundo ele, já ameaçou colocar os Big Macs em um liquidificador...

(contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● O governo jogou pesado ontem para evitar a convocação do ministro Antonio Palocci, chefe da Casa Civil, para depor na Câmara sobre a multiplicação de seu patrimônio. De manhã, paralisou o trabalho da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle para impedir que ela votasse os requerimentos da oposição. Outras comissões da Câmara cancelaram suas sessões. Em protesto, o líder do PPS, Rubens Bueno, espalhou cartazes nas salas com a inscrição "Blindagem do Palocci". À tarde, a base aliada conseguiu derrubar em plenário, por 266 votos a 73, o requerimento de convocação do ministro. "É golpe no Parlamento", protestou o líder do DEM, Antonio Carlos Magalhães Neto. "Pior para eles, pois Palocci continuará em evidência". O líder do governo, Candido Vaccarezza (PT), rebateu: "A oposição declarou guerra e entrou num caminho perigoso". A crise amplia a fragilidade da articulação política do governo Dilma Rousseff.

● Outros cinco ministros têm empresas de consultoria que, segundo a Receita, estão ativas: José Eduardo Cardozo (Justiça), Fernando Bezerra (Integração Nacional), Moreira Franco (Assuntos Estratégicos), Leônidas Cristino (Portos) e Fernando Pimentel (Desenvolvimento). A Comissão de Ética Publica não se pronunciou sobre o caso deles.

● Dados do sistema de monitoramento por satélite do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) mostram que 1.848 quilômetros quadrados de floresta foram derrubados entre agosto de 2010 e abril deste ano nos estados da Amazônia Legal. A devastação teve um aumento de aproximadamente 27% e assustou o governo. Durante a divulgação dos dados, a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, classificou como atípica a situação de Mato Grosso, onde houve a maior destruição e anunciou a criação de um gabinete de crise. Ela disse ainda que o governo vai "sufocar os crimes ambientais".

● A mídia francesa manteve a cultura de preservar a intimidade de figuras públicas, apesar do caso Dominique Strauss-Kahn. Uma pesquisa revelou que 57% da população acreditam que o diretor do FMI está sendo vítima de um complô.

Folha de S. Paulo

● Para Ibama, possível aprovação do Código Florestal pode ter influenciado no aumento do desmatamento. Dados federais mostraram aumento de ao menos 27% no desmatamento na Amazônia de agosto de 2010 a abril em comparação ao período anterior. A alta pode indicar inflexão na tendência de queda nos dados. Os números podem ser ainda maiores, porque o sistema de detecção é ágil, mas não registra todo o desmate, e porque o Pará, líder histórico da derrubada, tinha mais de 80% de seu território coberto por nuvens.

● O governo derrubou as tentativas da oposição de convocar Antonio Palocci para dar explicações a Câmara. A Folha revelou que o ministro multiplicou por 20 seu patrimônio ao comprar em São Paulo um apartamento por R$ 6,6 milhões e um escritório de R$ 882 mil. O procurador-geral da República disse que deverá pedir informações a Palocci até o início da semana que vem. Roberto Gurgel analisou a primeira das duas representações enviadas a PGR, mas disse não ter encontrado elementos para abrir inquérito.

● Um aluno da USP foi morto com um tiro na cabeça na Cidade Universitária. Um segurança encontrou o corpo de Felipe Ramos de Paiva, 24, no estacionamento da Faculdade de Economia. Testemunhas disseram que Paiva saiu da aula e foi seguido por uma pessoa. Discutiu, tentou entrar no carro, mas foi baleado. Nada foi roubado.

O Estado de S. Paulo

● Em operação comandada pelo Planalto, o governo mobilizou a tropa aliada na Câmara e impediu a aprovação no plenário e em comissões da convocação do ministro Antonio Palocci (Casa Civil) para prestar esclarecimentos sobre sua evolução patrimonial. A estratégia contou com manobras regimentais que imobilizaram a oposição. Salas de comissões foram fechadas e seguranças ficaram na porta para impedir reuniões inesperadas. Por 266 votos contra e 72 a favor, a convocação foi engavetada. Ontem, Palocci procurou tucanos e parlamentares para pedir desculpas por mensagem, divulgada na véspera, por "engano". No texto, citava ex-ministros e ex-presidentes do Banco Central. A trapalhada gerou a demissão de Luiz Azevedo, subchefe de Assuntos Parlamentares de Relações Institucionais.

● Dos cinco ministros que têm empresas de consultoria, três admitem fechá-las caso a Comissão de Ética do Planalto determine.

● O ritmo de desmatamento na Amazônia mais do que quintuplicou em março e abril, em comparação com o mesmo período de 2010. Os satélites do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais registraram corte de 593 km² de florestas - Mato Grosso foi responsável pelo desmate de 480,3 km². Os dados sugerem interrupção na tendência de queda no abate de árvores dos dois últimos anos. A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, coordenará ações de um gabinete de crise para tentar conter a devastação. Mais de 500 fiscais foram mobilizados em Mato Grosso.

● O Índice de Atividade Econômica do Banco Central registrou aceleração de 1,28% da economia brasileira de janeiro a março, em comparação com a média do quarto trimestre de 2010. Anualizando-se o resultado, o ritmo de crescimento foi de 5,2%.

Correio Braziliense

● Como forma de estancar déficit bilionário nas contas da Previdência, o governo quer instituir a idade mínima de 65 anos para a aposentadoria de homens e mulheres do setor privado. No serviço público, conforme a proposta, o benefício máximo dos inativos passará a ser o mesmo do INSS, hoje de R$ 3.689,66.Para garantir um contracheque mais gordo, os servidores terão de contribuir para um fundo de pensão.Essas mudanças, explicou o ministro Garibaldi Alves,valerão apenas para quem ingressar no mercado de trabalho depois da aprovação da nova lei.

● Cresce o número de ações contra os reajustes dos Planos de Saúde nas mensalidades de quem muda de faixa etária. Um homem de 60 anos conseguiu anular uma prestação de R$ 1,6 mil imposta pela operadora.

Valor Econômico

● Os juros altos e a baixa volatilidade da taxa de câmbio voltaram a atrair fluxos pesados de capitais para o Brasil, na contramão das expectativas do governo. Segundo dados do Banco Central, nas duas primeiras semanas de maio a entrada líquida de divisas totalizou US$ 8,8 bilhões. Em abril, os exportadores tomaram o maior volume de crédito (US$ 5,309 bilhões) desde 1996.

● Grandes exportadores aproveitaram a oportunidade para obter ganhos maiores com a diferença entre os juros internos e externos em transações de arbitragem. Em maio, o mesmo se repetiu. Os bancos também saíram correndo atrás dessa janela e, por isso, o fluxo cambial líquido cresceu rapidamente, depois de atingir em abril saldo de pouco mais de US$ 1,5 bilhão.

Estado de Minas

● UFMG muda vestibular para exigir maior domínio do português. Prova de língua portuguesa e literatura brasileira será aplicada a candidatos de 44 cursos, além dos quatro em que já é cobrada.

Jornal do Commercio

● Estado não teve motivo para comemorar, ontem, o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Somente em 120 dias deste ano, foram renunciados 413 crimes deste tipo.

Zero Hora

● Como é o livro com erros de português. Expressões como “os livro” e “os peixe”, defendidas pelo MEC, causam discordância entre especialistas.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

DICA DO DIA
Era uma, vez uma indústria de calçados no Brasil, que desenvolveu um projeto de exportação de sapatos para a Índia. Em seguida, mandou dois de seus consultores a pontos diferentes da Índia para fazer as primeiras observações do potencial daquele mercado. Depois de alguns dias de pesquisas, um dos consultores enviou o seguinte fax para a direção da indústria: "senhores, cancelem o projeto de exportação de sapatos para a Índia. Aqui ninguém usa sapatos ainda".
Sem saber deste fax, alguns dias depois, o segundo consultor mandou o seu: "senhores, tripliquem o projeto de exportação de sapatos para a Índia. Aqui ninguém usa sapatos ainda".
Moral da história: a mesma situação era um tremendo obstáculo para um dos consultores e uma fantástica oportunidade para outro. Da mesma forma, tudo na vida pode ser visto com enfoques e maneiras diferentes.
A sabedoria popular traduz essa situação com a seguinte frase: "as pessoas tristes acham que o vento geme; as alegres, acham que ele canta".
O mundo é como um espelho que devolve a cada pessoa o reflexo de seus próprios pensamentos. A maneira como encaramos a vida faz toda a diferença.
(Portal Diabetes)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Um crocodilo "assassino", responsável pela morte de pelo menos 83 pescadores nos últimos 20 anos, foi capturado na região de Paese, em Uganda, no ano passado.
O animal de 5 metros de comprimento pesava uma tonelada e era considerado um "pesadelo" pelos moradores locais do Lago Vitória - o maior da África, de acordo com o jornal italiano La Repubblica.
O crocodilo de mais de 60 anos foi levado para um parque perto da capital, Kampala.
(contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS
(Noticiário retirado da Radiobras, que o fornece gratuitamente)

O Globo

● Numa nota enviada por sua assessoria aos líderes partidários, o ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, justificou sua atividade como consultor privado, no período em que era deputado, citando ex-ministros e ex-presidentes do Banco Central que fizeram o mesmo, alem de 273 parlamentares que têm atividades empresariais fora do Congresso. Palocci listou ex-ministros que deram consultorias, como ele, e ganharam "enorme valor" no mercado: "Muitos se tornaram em poucos anos banqueiros como ex-presidentes do Banco Central e do BNDES Pérsio Arida e André Lara Resende, diretores de instituições financeiras como o ex-ministro Pedro Malan ou consultores de prestígio como ex-ministro Maílson da Nóbrega." O ministro não revelou os nomes de seus clientes e disse que as informações sobre seu patrimônio e a atuação da Projeto foram enviadas à Receita Federal. O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, disse que, até agora, os dados disponíveis sobre o caso são insuficientes para formar qualquer juízo e que quer informações mais detalhadas:
“Qualquer fato que envolva autoridades merece um olhar mais cuidadoso".

● Uma orientação expressa do governo federal passada aos conselheiros da Petrobras para que a empresa não reajuste os preços dos combustíveis está obrigando a estatal a promover um corte de US$ 35 bilhões nos investimentos do Plano Estratégico 2011-2015. O corte é de cerca de 15% do volume previsto para o período e começou a ser discutido na reunião do Conselho da Petrobras da última sexta-feira (dia 13). O objetivo, ao segurar os preços dos combustíveis, e conter o seu impacto na inflação.

● A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, anunciará hoje um grande crescimento no ritmo de desmatamento da Amazônia. A devastação está fora de controle em Mato Grosso: 753km2 de floresta foram derrubados entre agosto de 2010 e abril, bem mais que no ano anterior. Técnicos do Ibama veem relação com a expectativa de mudanças no Código Florestal.

● Medida provisória que deve ser lançada esta semana reduzindo impostos sobre os tablets deve permitir que o produto fique até 36% mais barato no mercado brasileiro, estimulando a produção.

Folha de S. Paulo

● A Casa Civil justificou, em mensagem dirigida a deputados e senadores, o aumento de patrimônio de Antonio Palocci mencionando ex-ministros que se tornaram banqueiros e consultores. O texto cita Maílson da Nóbrega (governo Sarney) e Pedro Malan (FHC) e diz que passar pelo Ministério da Fazenda e pelo BC propicia experiência que "dá enorme valor" a esses profissionais.

● O senador Aécio Neves (PSDB-MG) cobrou respostas do ministro Palocci, mas disse não querer "desestabilizar o governo" e que é preciso "serenidade" no caso. "Queremos saber como ele ganhou esse dinheiro", afirmou o líder do DEM, Demóstenes Torres.

● Rodoviária de São Paulo obriga idoso a preencher formulário com nome e número de documento para uso gratuito de banheiro.

● O secretário do Tesouro dos EUA, Timothy Geithner, afirmou que Dominique Strauss-Kahn não está "em posição" para comandar o FMI, após o francês ser detido em Nova York sob a acusação de agressão sexual. Ministros das Finanças da Europa também defenderam o afastamento de Strauss-Kahn.

O Estado de S. Paulo

● Pelo menos cinco ministros da presidente Dilma Rousseff têm empresas de consultoria que continuam ativas em plena exercício do cargo, informa o repórter Leandro Colon. São eles: Fernando Pimentel (Desenvolvimento), José Eduardo Martins Cardozo (Justiça), Moreira Franco (Assuntos Estratégicos), Leônidas Cristino (Portos) e Fernando Bezerra Coelho (Integração). No caso de Antonio Palocci (Casa Civil), cujo enriquecimento nos últimas anos despertou suspeitas, sua empresa de consultoria foi convertida em administradora de imóveis pouco antes de ele se tornar ministro. Mas as empresas de seus colegas se mantém no ramo de consultoria em gestão empresarial. Os ministros mencionados confirmam a sociedade nessas firmas, mas negam conflitos de interesse ou atuação paralela ao exercício do cargo. Fernando Pimentel, por exemplo, afirma que a empresa, da qual detém 99%, "permanece ativa por decisão dos sócios, mas não presta serviço a nenhum cliente desde novembro de 2010".

● Dois galpões que foram usados por Vasp e Transbrasil no aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, serão transformados em terminais de passageiros, segundo projeto da Secretaria de Aviação Civil. O plano é concluir as obras no local até dezembro. Não haverá licitação para a escolha das empresas responsáveis pela transformação dos prédios em terminais de embarque remoto - sem o uso de “fingers". Por ser emergencial, a obra terá um processo mais rápido de contratação.

● O pai do presidente da França, Nicolas Sarkozy, anunciou que a primeira-dama, Carla Bruni, de 43 anos, está grávida. A situação reforça o bom momento de Sarkozy, que tenta recuperar a popularidade para se reeleger - a outra “ajuda” foi a prisão de Strauss-Kahn, um de seus principais adversários.

● Bill Gates sonda Brasil para produzir vacinas.

Correio Braziliense

● Conselho Nacional do Ministério Público suspende salários e pede a demissão de Deborah e Bandarra, a maior pena que podia aplicar à dupla. Os dois estão envolvidos no maior escândalo de corrupção da história do Distrito Federal. Leonardo Bandarra é ex-procurador-geral de Justiça do Ministério Público no DF. Deborah Guerner, promotora.
Entre outros crimes, eles são acusados de extorsão e de vazar informações sigilosas em troca de propina. Com a decisão do conselho, o processo de exoneração deve ser encaminhado à Justiça Federal pela Procuradoria-Geral da República. Enquanto estiverem sendo julgados, os dois ficarão sem receber vencimentos. Hoje, cada um ganha R$ 25,7 mil por mês.

Valor Econômico

● Quatro anos depois de as construtoras terem invadido a bolsa brasileira em busca de recursos para financiar seu crescimento, os investidores começam a querer ver a cor do dinheiro. PDG, Gafisa, Cyrela, MRV, Rossi, Brookfield, Even, Eztec, Viver e JHSF, as dez incorporadoras imobiliárias que compunham o índice do setor na bolsa (Imob) até abril, tiveram lucro somado de R$ 8,5 bilhões desde 2008 até março deste ano. No mesmo período, a "queima de caixa" dessas companhias foi de R$ 14,4 bilhões. Se for desconsiderada a captação por meio de emissão de ações, a perda de caixa seria ainda maior, de R$ 20 bilhões.

Estado de Minas

● A cidade da região do Campo das Vertentes era conhecida como terra dos loucos por abrigar vários centros psiquiátricos, famosos pela degradação dos internos, nos quais era comum aplicar choques. Mas com a lei que completa 10 anos hoje e garante o direito dos portadores de transtorno mental, a situação foi alterada. A dificuldade de reinserção social é grande, mas muitos pacientes passaram a morar em residências terapêuticas, com suporte de médicos, psicólogos e assistentes sociais. Eles trabalham, passeiam, viajam e vivem como cidadãos. Agora, só ficam presos no manicômio judiciário os que cometeram crimes graves, como homicídio, e são considerados perigosos. Mesmo os infratores têm acompanhamento em programa do Tribunal de Justiça, visando à ressocialização.

Jornal do Commercio

● PM universitário é morto em assalto. Aluno de direito viu investida ao estacionar em rua próxima à Faculdade dos Guararapes. Feriu um bandido, mas outros dois apareceram e ele levou a pior. Estudantes reclamam da falta de segurança.

Zero Hora

● PF investiga 450 cidades pela fraude dos remédios
Polícia Federal amplia devassa iniciada em Barão de Cotegipe que apura desvio na verba da saúde.

terça-feira, 17 de maio de 2011

DICA DO DIA
Um sujeito estava caído num barranco e se agarrou às raízes de uma árvore. Em cima do barranco, havia um urso imenso querendo devorá-lo. O urso rosnava, babava e mostrava os dentes. Embaixo, prontas para engoli-lo, quando caísse, estava nada mais nada menos que 6 onças.
As onças embaixo. O urso em cima. Meio perdido, ele olhou para o lado e viu um morango vermelho, lindo, enorme. Num esforço supremo apoiou seu corpo sustentado apenas pela mão direita e com a esquerda pegou o morango. Levou o morango à boca e se deliciou com o sabor doce e suculento da fruta. Foi um prazer supremo comer aquele morango.
Aí você pensa: e o urso? Dane-se o urso e coma o morango. E as onças? Azar das onças. Coma o morango. Sempre existirão ursos querendo devorar nossas cabeças e onças prontas para arrancar nossos pés. Mas nós sempre precisamos saber comer morangos. Você pode dizer: "... Mas eu tenho muitos problemas para resolver...", mas os problemas não impedem ninguém de ser feliz. Coma o morango, poderá não haver outra oportunidade. Não deixe para depois. O melhor momento para ser feliz é agora! Coma o morango!
(Portal Diabetes)


NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Um casal que se diz a reencarnação de Jesus Cristo e Maria Madalena se estabeleceu no Cinturão Cristão de Queensland (Austrália). Os dois estão atraindo discípulos do país inteiro.
Os "novos" Jesus e Maria Madalena foram batizados como Alan John Miller, de 47 anos, e Mary Suzanne Luck, de 32. Eles estão baseados em uma propriedade rural em Wilkesdale.
"Meu nome é Jesus e estou falando sério", declarou Alan John, segundo o "Courier Mail".
"Jesus" comprou uma propriedade de 16 hectares em 2007. Desde então, os seus seguidores compraram terrenos na vizinhança. Corretores locais revelaram um boom na procura por áreas em Wilkesdale.
Obviamente, "Jesus" e "Maria Madalena" vivem de doações. Os seguidores da Verdade Divina arrecadaram o equivalente a 690 mil reais e adquiriram uma propriedade de 240 hectares, onde realizam os cultos. Em uma aparente "coincidência", o desmatamento do terreno acabou criando uma cruz gigante. Os moradores insistem que nada foi proposital.
As igrejas católica e anglicana da Austrália acenderam o sinal de alerta...
O escritor Dan Brown, em "O Código Da Vinci", sugere que, no famoso quadro que retrata Jesus na última ceia, de Leonardo da Vinci, havia um apóstolo com traços femininos. Ele seria simplesmente Maria Madalena, a suposta prostituta que Jesus salvara.
(contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● A juíza Melissa Jackson, do tribunal penal de Manhattan, recusou ontem a fiança de US$ 1 milhão oferecida pelos advogados de defesa para libertar o diretor-gerente do FMI, Dominique Strauss-Kahn, acusado de sete delitos, entre eles tentativa de estupro de uma camareira de hotel. Strauss-Kahn ficará detido até uma nova audiência, na sexta-feira, e pode pegar 25 anos de prisão, num caso comparado ao do diretor Roman Polanski, que escapou para a Europa, condenado nos EUA pelo estupro de uma menina de 13 anos. A juíza aceitou o argumento da Promotoria, considerando elevado o risco de que Strauss-Kahn fugisse do país.
A detenção do diretor, de 62 anos, fez com que o euro registrasse queda de 0,5% ontem, na cotação mínima do dia, e levou bolsas na Europa a fechar em baixa pelo temor de que a Grécia fique sem a ajuda de US$ 110 bilhões defendida por ele. Na França, o Partido Socialista já estuda nomes para substituir Strauss-Kahn nas eleições de 2012.

● Míriam Leitão: O FMI pode aproveitar a crise e mudar a regra, totalmente desatualizada, que divide o poder nas duas instituições financeiras mais importantes entre EUA e Europa.

● A procuradora Janice Ascari, do MP Federal, previu que o MEC enfrentará ações judiciais por ter distribuído um livro didático que defende o uso da linguagem popular, com erros grosseiros de português: "É um crime contra nossos jovens". A editora admitiu modificar o livro numa próxima edição.

Folha de S. Paulo

● A Comissão de Ética Pública da Presidência da República contradisse a versão do ministro Antonio Palocci (Casa Civil) de que havia relatado aumento patrimonial em 20 vezes de 2006 a 2010, período em que foi deputado federal pelo PT.
O presidente da comissão, Sepúlveda Pertence, contou que Palocci não fez menção ao apartamento de R$ 6,6 milhões e ao escritório de R$ 882 mil adquiridos pela sua empresa Projeto.

● Em São Paulo, 40% dos escritórios comerciais de classe A com previsão de entrega para este ano já estão alugados. A taxa de vacância na cidade atingiu 4,8% no primeiro trimestre, a menor em dez anos. Até projetos cuja entrega está prevista para 2012 estão totalmente esgotados.

● Dados do governo paulista mostram que de janeiro a abril, os homicídios caíram 37% na capital em comparação com o mesmo período de 2010, puxando a redução no Estado, que foi de 16%. Os furtos comuns aumentaram 24%, e os de veículos, 5%. O roubo comum diminuiu 2,4%.

O Estado de S. Paulo

● O Planalto montou operação para blindar o ministro Antonio Palocci (Casa Civil), suspeito de irregularidade por ter multiplicado o patrimônio por 20 em quatro anos. Em reunião com a coordenação do governo, a presidente Dilma Rousseff disse que a denúncia faz parte de um jogo político para desestabilizar o início da sua gestão e pode ter desdobramentos no Congresso. "Não nos cabe indagar a história da fortuna dos pobres e dos ricos que se tornaram ministros", disse Sepúlveda Pertence, da Comissão de Ética Pública da Presidência. A oposição tucana reagiu com cautela. Para o ex-governador paulista José Serra, Palocci não pode ser "crucificado".


● Acusado de ataque sexual contra uma camareira em hotel de Nova York, Dominique Strauss-Kahn aparece em audiência em tribunal de Manhattan, que lhe negou pedido de liberdade sob fiança de US$ 1 milhão; a decisão elimina suas chances na disputa presidencial da França e acelera o processo sucessório no FMI. Como o Fundo é central na crise da dívida no continente, a Europa se mobiliza para manter o controle sobre ele, a despeito das aspirações dos emergentes.

● Brasil nega pedido da Argentina para retirar barreira de importação e cerca de 300 veículos continuam parados em Uruguaiana (RS).

● O governo está perto de fechar sua proposta de desoneração da folha de pagamentos. A hipótese mais forte é aliviar a tributação nos salários, mas, para não comprometer a Previdência, criar nova contribuição sobre o faturamento. Ela seria diferenciada por setor. Os bancos pagariam mais, e a indústria e os exportadores, menos.

● A Prefeitura de SP emitiu no fim de semana o Relatório de Impacto de Vizinhança para a construção do estádio do Corinthians, em Itaquera. Apesar do documento, o último que faltava, o clube ainda não definiu a data para o início das obras. A cidade segue sob ameaça de perder a abertura da Copa de 2014.

Correio Braziliense

● Incentivados pela vitória da união estável no STF, os homossexuais querem que o Congresso discuta uma lei criando o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo. O tema será debatido num seminário na Câmara.

Valor Econômico

● Os dois primeiros institutos de ensino a distância do Brasil, o Monitor e o Universal Brasileiro (IUB), já acumulam sete décadas de atividades. Pioneiro, o Monitor foi fundado em 1939 e até hoje tem cerca de 9 mil matrículas por ano. Embora apostem na internet e em novos meios de difusão, como as mídias sociais, eles ainda recebem pedidos por cartas escritas à mão. Grande parte do público dos dois institutos é da classe C emergente que busca ensino profissionalizante e mora distante dos grandes centros. O IUB tem 100% de seu faturamento obtido com a venda de apostilas.

Estado de Minas

● De janeiro a abril a farinha de trigo já aumentou 5,16% em BH, superando o índice inflacionário oficial da capital no período, de 4,47%. O reflexo no varejo ainda é pequeno (1,39% no pão de sal), mas os moinhos estimam que até o mês que vem terão de repassar à indústria do setor de panificação aumento de 10% a 12%. Em forte alta, hortaliças e legumes já estão pesando mais no bolso.

Jornal do Commercio

● Justiça proíbe Caixa de usar serviços de terceirizados para avaliar imóveis e sem eles banco não pode dar continuidade às liberações de financiamento. Corretores estão preocupados com o prejuízo.

Zero Hora

● Máfia gaúcha liderava esquema de desvio de verbas da saúde - Operação revela que três grupos criminosos com empresas em Barão do Cotegipe desviavam dinheiro destinado à compra de remédios.

segunda-feira, 16 de maio de 2011



RAINHA SÍLVIA DA SUÉCIA VISITA SÃO MANUEL
A Rainha da Suécia, Silvia Sommerlath, esteve no domingo, 15 de maio de 2011, em uma “visita sentimental” a São Manuel, onde conheceu um pouco mais os lugares que sua mãe viveu por anos.
Um levantamento feito por Neto Jacóia e Marcelo Pascotto mostra que esta é a terceira vez que a rainha pisou no solo são-manuelense. A primeira vez foi em 2000, quando descobriu um pouco mais sobre sua família e o local onde sua mãe nasceu e a segunda em 2003, quando visitou diversos pontos da cidade.
Bisneta do renomado chefe político Joaquim Floriano de Toledo que pertencia a um antigo partido político, Silvia é filha de Alice Toledo, que nasceu e morou na fazenda Cafezal.
Nascida na Alemanha em 1943, Silvia morou no em Porto Seguro de 1945 a 1952 e sua família partiu do Brasil após este período, quando seu pai, Walter Sommerlath, foi nomeado representante de uma empresa de aços na Europa.
Durante a rápida visita, Silvia visitou o museu Pe. Manoel da Nóbrega, a estação ferroviária, o Santuário de Santa Terezinha, a Usina Açucareira São Manoel e a residência que seu avô, Múcio Floriano de Toledo residia, na rua Cel. Rodrigues Simões (casarão ainda existente ao lado direito do Banco Bradesco). O que poucos sabem é que o avô de Silvia era descendente direto do rei de Portugal, Afonso III.
(Veja mais detalhes da visita real no site www.cluberegional.com.br)

DICA DO DIA
A riqueza não depende do dinheiro que você haja acumulado. Quem tem riquezas e não sabe ajudar o próximo é pobre. Quem guarda com avareza os dons que recebeu de Deus é pobre. Quem não sabe dar de si mesmo uma palavra de conforto, um sorriso de encorajamento, é pobre. Mas aquele que, mesmo pouco ou nada tendo, sabe doar-se em ajuda ao próximo, esse é rico, imensamente rico! (retirado da internet)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Depois do pen drive de papel, mais um dispositivo eletrônico ganhou sua versão em papel, papel eletrônico para ser mais exato. O PaperPhone foi desenvolvido por pesquisadores da Queen’s University, do Canadá, e da Arizona State University, dos Estados Unidos.
O aparelho é bem fino, sendo um pouco mais grosso que uma folha de papel. O “aparelho do futuro” pode fazer chamadas, enviar mensagens de textos, tocar música e exibir e-books, ou seja, tem função de um smartphone, basicamente. Além de dobrar, o aparelho pode receber contato de uma caneta eletrônica. Ele utiliza a mesma tinta eletrônica utilizada em e-readers comuns, por isso ele só exibe as imagens em preto e branco.
A primeira aparição para o público do PaperPhone foi programada para 10 de maio, na conferência Computer Human Interaction, que aconteceu em Vancouver, Canadá. Segundo Roel Vertegaal, pesquisador à frente do projeto, esta tecnologia pode chegar à população em cinco anos. Tantos filmes como Missão Impossível e Queime Depois de Ler seriam mais loucos se o PaperPhone já existisse. Uma pena...
(contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Apesar das críticas de educadores e escritores, o Ministério da Educação não pretende retirar das escolas o livro com graves erros gramaticais distribuído pelo Programa Nacional do Livro Didático. Ao todo, 485 mil estudantes jovens e adultos receberam a publicação. "Por uma vida melhor", de Heloísa Ramos, que defende o usa da linguagem popular e, por isso, contém frases com graves erros como "nós pega o peixe". "Não somos o Ministério da Verdade", disse um assessor do ministro Fernando Haddad. "Não tem que se fazer livros com erros", contestou a professora Mirian Paura, da Uerj. O problema é ainda mais grave num país que tem alunos copistas.

● A detenção do diretor-gerente do FMI, Dominique Strauss-Kahn, por crime sexual contra uma camareira em Nova York muda o quadro político na França, onde ele liderava pesquisas como possível candidato socialista à Presidência. A prisão também causou apreensão na economia europeia, já que Strauss-Kahn era fundamental na ajuda do FMI a países em crise, como Portugal e Grécia.

● Líderes da oposição cobraram ontem explicações do ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, sobre o aumento patrimonial, registrado com a compra de dois imóveis em São Paulo no total de R$ 7,4 milhões, em 2010. Em nota, o ministro disse que os bens foram comprados com recursos de sua empresa de consultoria e que tudo foi declarado à Receita.

Folha de S. Paulo

● Há pelo menos 2.700 mortos na lista de 152 mil procurados de São Paulo, de acordo com um levantamento feito pela própria polícia. Outros 3.000 mandados de prisão perderam validade porque os crimes prescreveram (ocorreram há tanto tempo que a pena foi extinta), informam Rogério Pagnan e Estevão Bertoni. Mesmo encontrado, o criminoso não seria preso. A Folha descobriu o caso de um médico, morto em 1968, entre os procurados. Nos arquivos da polícia, há dois mandados de prisão "a cumprir" contra ele. A justiça diz que o número de madandos com problema é pequeno diante do total e culpa a polícia e a burocracia por mortos constarem da lista. A Secretaria de Segurança Pública não se manifestou.

● O senador Aécio Neves (PSDB-MG) planeja criar um novo partido para representar a oposição na disputa presidencial de 2014. A sigla, fruto da fusão de PSDB, DEM e PPS, seria anunciada em 2013, depois das eleições municipais de 2012, informa Catia Seabra.

● Entre os inadimplentes do comércio, 60% são mulheres, mostra o Serviço de Proteção ao Crédito. Elas também são maioria nos "nomes sujos": 55%. As dívidas dos homens, porém, têm valores mais elevados, mostra o estudo do SPC.

O Estado de S. Paulo

● Uma onda de protestos sem precedentes nas fronteiras israelenses com a Líbia, o Líbano e a Faixa de Gaza deixou pelo menos 15 mortos e dezenas de feridos, segundo a agência Reuters. Forças israelenses abriram fogo para impedir que multidões de manifestantes cruzassem as fronteiras no “Dia da Catástrofe", forma como os palestinos se referem à criação do Estado de Israel. O premiê israelense, Binyamin Netanyahu, afirmou na TV que "Israel está determinado a defender seu território e sua soberania", alegando que os protestos "não são apenas pelo retorno às fronteiras de 1967, mas também pela destruição de Israel". O presidente palestino, Mahmoud Abbas, disse, também em discurso televisionado, que o "sangue dos mortos nos confrontos não foi derramado em vão".

● Strauss-Kahn, diretor-gerente do FMI, abalou as pretensões eleitorais do Partido Socialista nas eleições presidenciais de 2012 na França, contra Nicolas Sarkozy. Líder das pesquisas, Strauss-Kahn era celebrado por militantes de esquerda como o homem capaz de tornar viável o sonho de retomada do poder no país.

● O superintendente regional da Polícia Federal em São Paulo, delegado Roberto Troncon Filho, disse em entrevista a Fausto Macedo e Marcelo Godoy que servidores cooptados por organizações criminosas se infiltram em setores da administração e colaboram em esquemas de desvio de recursos públicos. Segundo ele, nas eleições municipais de 2012 será montado um esquema especial de fiscalização para coibir o caixa 2.

● A apreensão de carros em estradas paulistas mais que dobrou desde que a Polícia Rodoviária passou a usar radar que denuncia veículos com licenciamento atrasado.

Correio Braziliense

● Após as tentativas, com 250kg de explosivos, técnicos adiam a demolição do estádio (Mané Garrincha). Houve interrupção na linha de detonadores, segundo um dos responsáveis pela operação. Nova data será divulgada depois que os especialistas avaliarem como ficou a estrutura das arquibancadas, que medem 27 metros de altura e pesam 11 mil toneladas. A área está isolada e é monitorada constantemente. As obras da arena de futebol, cotada como favorita para sediar o primeiro jogo da Copa de 2014, estão dentro do cronograma, apesar do imprevisto.

Valor Econômico

● O Tribunal Superior do Trabalho (TST) aceitou a ampliação de jornada de um trabalhador dos Correios que não teve, em contrapartida, aumento salarial. Os ministros entenderam que o princípio da proteção do emprego deveria prevalecer. Com o fim da função de operador telegráfico, o trabalhador passou a atuar como atendente comercial. Sua jornada diária passou de seis para oito horas, sem reajuste salarial. A decisão do TST, a primeira nesse sentido, também abre precedente para que empresas possam justificar redução salarial em situações especiais, como de crise financeira.

Estado de Minas

● Os moradores de rua, que viviam na Praça Iron Marra, no Bairro Santa Amélia, se envenenaram ao tomar cachaça misturada com produto para matar ratos. Vizinhos chamaram o Samu para socorrê-los. Eles foram hospitalizados e estão em observação. A polícia investiga quem deixou no local a garrafa com a mistura.

Jornal do Commercio

● Ressurreição Tricolor –(sobre o campeão pernambucano deste ano, o Santa Cruz)

Zero Hora

● Inter é campeão.

domingo, 15 de maio de 2011

DICA DO DIA
Procure viver com equilíbrio, mesmo dentro da agitação da vida diária.
Não se deixe levar pela onda desordenada que envolve a todos. Pode trabalhar muito, ter atividades grandes, mas nunca deixe de fazer tudo a tempo e a hora, equilibradamente. Reserve uma hora para sua leitura, para sua meditação, para sua higiene mental, a fim de manter-se constantemente em equilíbrio. (C. Torres Pastorino)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Um iraniana que ficou cega após o amante jogar ácido em seu rosto ganhou na Justiça a chance de se vingar. O Tribunal do Irã deu permissão nesta sexta-feira para que Ameneh Bahrami derrame ácido nos olhos de seu agressor. A decisão - olho por olho, dente por dente - gerou polêmica até mesmo no Irã, onde a justiça medieval ainda persiste.
Majid Movahedi atirou ácido sulfúrico nos olhos de Ameneh após ela se negar a casar com ele. Em primeira instância o tribunal sentenciou o agressor a pagar uma multa por danos morais a Ameneh e também prisão. A decisão não foi suficiente, ela queria que seu agressor sofresse a mesma angústia que ela foi forçada a suportar por mais de seis anos.
Após fechado o acordo, Ameneh irá injetar o ácido nos olhos de seu agressor enquanto ele está em um hospital de Teerã. Serão colocadas vinte gotas em cada olho. De acordo com a vítima, ela tem recebido ameaças de morte por causa de sua determinação em vingar.
No último momento, Ameneh poderá ainda mudar de idéia, mas em entrevista ao jornal ela ralatou: "Depois de seis anos estou recebendo justiça. Ambos somos perdedores, porque nós dois sofremos muito", relatou.
(contaoutra.com)

CRÔNICA DE DOMINGO
Bom domingo a todos! Escrevi muito com máquinas de escrever, antes do surgimento do computador pessoal. Minha vida profissional, no Banco Itaú foi feita ao redor de máquinas de escrever. Meus escritos para os vários jornais aos quais tive acesso, e até os primeiros garranchos de meus livros, foram feitos datilograficamente. Esta crônica, publicada pelo jornal O PRATIANO, lembra isso. Boa leitura!

É como ser um carpinteiro...
Bem aqui do meu lado, sobre uma cômoda, está minha velha máquina de escrever Olivetti Lexikon 80. A tenho há pelo menos 35 anos e, antes disso, ela fez parte dos equipamentos do Banco Itaú S.A., que me vendeu a mesma, ainda quando eu era funcionário da casa. Deve ser dos anos 40.
Essa máquina tem muita história. Nela redigi muitos escritos, artigos e crônicas, para o Jornal de São Manuel, em 1983, quando eu e meus amigos Wilson José Boccardo e Cáu Santarém éramos sócios do periódico. Depois, para o Jornal O Tempo, de São Manuel, para o Jornal de Pinhal, de Espírito Santo do Pinhal, para o jornal O Democrata de Tietê. E ainda para a Rádio Clube de São Manuel.
Tenho outras duas máquinas de escrever portáteis, também cheias de recordações, estas especialmente de “O Pedra Preta”, jornalzinho interno que produzi e editei, em Xerox, ainda quando trabalhava na Gerência do Itaú aqui em São Manuel. Depois surgiram os computadores, com seus teclados mais sensíveis, que substituíram o barulho do martelar das teclas das máquinas de datilografia.
Essas coisas me vêm à mente quando leio um artigo fazendo referência ao fato de que, nos Estados Unidos, estão sendo procuradas por muita gente as antigas máquinas de escrever.
Diz o autor que, mesmo para os padrões do Brooklyn, foi um espetáculo curioso: doze máquinas mecânicas estavam em cima de uma toalha de mesa, emitindo sons ocasionais. Os compradores olhavam para a tenda, entusiasmados, porém hesitantes, como se tivessem tropeçado sobre um tesouro de invenções estranhas de uma história de Júlio Verne. Alguns tiravam fotos com seus iPhones.
“Posso tocá-la?”, pediu uma jovem. Com a permissão garantida, ela apertou duas teclas ao mesmo tempo. A máquina enroscou. Ela recuou como se tivesse levado uma mordida...
“Estou apaixonado por todas elas”, disse Louis Smith, 28 aos, um percussionista alto e magro de Williamsburg. Cinco minutos depois, ele comprou uma Smith Corona Galaxie II, de 1968, por US$ 150. “É uma questão de permanência, de não ser capaz de deletar”, explicou.
E o movimento está crescendo. As máquinas de escrever manuais não estão desaparecendo na era digital. Elas têm atraído novos entusiastas, muitos jovens o bastante para não guardarem nostalgia pelas fitas gastas, dedos manchados e líquido corretor. E diferentemente dos datilógrafos de outrora, esse pessoal não está digitando na solidão. Eles estão cultuando velhas Underwood, Smith Corona e Remington, reconhecendo-as como máquinas bem desenhadas, funcionais e bonitas, trocando-as e exibindo-as para os amigos.
Robert A. Caro, 75 anos, biógrafo de Robert Moses e do presidente Lyndon B. Johnson, ganhador do Pullitzer, escreve a máquina. E diz: “Um motivo pelo qual datilografar é mais simples é que me faz sentir mais próximo de minhas palavras. É como ser um carpinteiro. É como colocar as tábuas... Essa é a sensação”...
Acho que vou ter que cuidar melhor das minhas velhas máquinas de escrever...

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Para zerar a pilha de projetos à espera de votação, o Congresso brasileiro precisaria de um século. Existem hoje na Câmara e no Senado cerca de 30 mil propostas em tramitação, constatou o repórter José Casado. Pela média histórica, só uma em cada dez tem chance de virar lei. O resto irá para o arquivo, mas, até lá, ajudará o Congresso a abdicar de sua função primordial, que é votar as leis do país. Nesse processo de asfixia legislativa, há 2.180 vetos presidenciais à espera da apreciação parlamentar, alguns na fila há uma década. Na análise das contas presidenciais, mais atraso: há contas pendentes de 12 exercícios financeiros. A mais antiga já está na lista de espera há 21 anos e é de 1990, ainda do governo Collor. O Código Florestal, motivo de polêmica na última semana, já está na pauta há 12 anos.

● Enquete com 318 deputados federais mostra que a adoção de crianças por casais homossexuais divide a Câmara: 154 são a favor, 145 contra e 21 votaram em branco. A maioria é favorável à união estável e à criminalização da homofobia.

● Em meio à degradação ambiental e à proliferação de lixões na Amazônia, quem se multiplica são os urubus: em pelo menos 18 aeroportos da região, os voos diurnos sofrem restrições por causa do avanço das aves que vivem do lixo. Só no ano passado, a Aeronáutica registrou 936 colisões entre aviões e aves. O maior risco de acidentes ocorre no momento da decolagem.

Folha de S. Paulo

● Chefe da Casa Civil declarou bens de R$ 375 mil em 2006 e comprou apartamento de R$ 6,6 milhões no ano passado. Em novembro de 2010, pouco antes de assumir a Casa Civil do governo Dilma Rousseff, o ministro Antonio Palocci comprou, em São Paulo, um apartamento de luxo por R$ 6,6 milhões. No ano anterior, ele já havia adquirido um escritório na cidade por R$ 882 mil, revelam Andreza Matais e José Ernesto Credendio. Essas aquisições multiplicaram por 20 o patrimônio de R$ 375 mil que o petista declarou como candidato em 2006. Nos quatro anos como deputado federal, somou R$ 974 mil de salários.

● Dois empresários se encontram para uma reunião. Esvaziam os bolsos, deixam iPads e iPods num armário, passam por uma espécie de raio-X e entram numa sala sem janelas e com isolamento térmico e acústico. O que parece roteiro de ficção ganha sentido quando se revela que as empresas do país perdem por ano quase R$ 1,5 bilhão com espionagem empresarial. Em 2010, a atividade movimentou R$ 1,1 bilhão.

● Venda de carro acima de R$ 100 mil duplica no 1º quadrimestre.

O Estado de S. Paulo

● Mais da metade dos financiamentos programados pelo BNDES para reforma ou construção de estádios da Copa de 2014 já foi contratada, apesar de irregularidades em alguns projetos, informa Marta Salomon. Até agora, o BNDES assinou contratos para liberar R$ 1,9 bilhão dos R$ 3,7 bilhões previstos na carteira ProCopa Arenas. A assinatura dos contratos representa a conclusão da última fase de análise dos pedidos de financiamento. Mas, no caso dos financiamentos da Copa, alguns contratos foram assinados sob condição de saneamento de irregularidades. O BNDES informou que os interessados nos financiamentos têm de apresentar estudo de viabilidade econômica, “com foco na sustentabilidade financeira no longo prazo”.

● Ultimato a São Paulo: Após os atrasos no Itaquerão, a Fifa está a um passo de levar a abertura da Copa para Brasília.

● Os mais importantes advogados do País estão se mobilizando contra a chamada “PEC do Peluso”. Criada pelo ministro Cezar Peluso, do Supremo Tribunal Federal, a Proposta de Emenda à Constituição antecipa decisões judiciais sem que se esgotem os recursos, com o objetivo de acabar com a morosidade da Justiça. Para os advogados, a PEC fere o sagrado direito de defesa.

● O ministro Cezar Peluso diz ao Estado que o Supremo “sempre aponta para os interesses gerais da sociedade” e “não dá motivos para acusações de partidarismo”.

Correio Braziliense

● Três vezes mais letal que o crack, o Óxi, entorpecente, que é uma mistura de pasta base de cocaína, cal virgem, querosene ou gasolina e solução de bateria, começa a ser consumido por usuários da cidade (Brasília), apesar de a polícia ainda não registrar nenhum caso de apreensão do oxidado, como também é chamado.

Estado de Minas

● A alta mais acentuada do custo de vida nos últimos meses aperta os orçamentos, mas atinge de maneira diferente as famílias, dependendo do perfil de consumo de cada uma. Aprenda a calcular a inflação doméstica, para domar o dragão que mora em sua casa e impedir que ele engula todo o rendimento. É importante pôr no papel todas as despesas, cortar gastos e substituir mercadorias para não ser atropelado pelas contas do mês.

Jornal do Commercio

● Santa Cruz e Sport voltam a se enfrentar hoje, na finalíssima que vale o título do Campeonato Pernambucano. Nas arquibancadas, as duas torcidas prometem público recorde nacional e um grande espetáculo.

Zero Hora

● Estudo mostra onde a reforma agrária vinga. Ao revelar balanço do Incra sobre 25 anos de assentamentos, ZH retrata casos de colonos bem-sucedidos ao aproveitar a terra.

● Palocci, o discreto homem forte do governo.

● Presidente da Azaleia explica as demissões. Cardoso conta a angústia e as razões que antecederam a dispensa de 840 pessoas no RS.

O QUE DIZEM AS PRINCIPAIS REVISTAS SEMANAIS BRASILEIRAS

Veja

□□□ Porque ler ainda é decisivo - A cada nova geração, renova-se a sensação de que nas passadas se lia mais e se fazia menos sexo. Duplo engano. A rapaziada, em todos os tempos, foi com igual ímpeto ao pote. A razão por que a leitura parece estar em baixa é que estamos em plena era da internet. Só parece. Pois o que se vê é a multiplicação dos jovens que gostam de ler, reconhecendo que um bom texto ainda é, para a vida pessoal e profissional, um instrumento decisivo.
□□□ Computador das Farc - Como a narcoguerrilha arrecadava dinheiro no Brasil com ajuda do PT.

Época

□□□ A clínica do Horror - Pais descobriram que os bebês concebidos com a ajuda do fugitivo Roger Abdelmassih não eram seus filhos biológicos.
□□□ O casal que recebeu 600 mil reais para ficar em silêncio.
□□□ Um cientista que frequentava os laboratórios denuncia manipulação genética.
□□□ Do índio ao cacique.
□□□ O desvio de verbas da Funasa para um senador do PMDB.
□□□ Pior que o crack - Por que a polícia está apavorada com a nova droga oxi.

ISTOÉ

□□□ Os novos recursos para enfrentar o AVC - Robôs, célula-tronco e diminuição da temperatura do corpo são algumas das inovações da medicina para ajudar na proteção e recuperação do cérebro.
□□□ Soberania ameaçada - O Brasil fica sem satélite e depende de estrangeiros para vigiar suas riquezas e controlar o tráfego aéreo.

Carta Capital

□ Escravos da tecnologia - Conectados 24 horas, trabalhamos cada vez mais. E sem perceber.
□□□ Corrupção - Um colossal esquema na Assembleia Legislativa do Pará.