sábado, 4 de junho de 2011

DESTAQUES DOS JORNAIS LOCAIS DESTA SEMANA

Jornal O DEBATE, de São Manuel, edição de 03 de junho de 2011

□□□ Zona Azul sobre de R$ 0,50 para R$ 1,00 e outras ruas são inseridas no serviço.
□□□ Oxi chega a São Manuel – Polícia Civil apreendeu primeiras pedras da nova droga nesta semana.
□□□ Agressora de idosa tenta fuga sem sucesso.
□□□ Conselho Tutelar tem suas cinco conselheiras reeleitas.
□□□ Hospítal recebe aparelho de densitometria.
□□□ Peças teatrais lotam o cine teatro municipal.
□□□ Projeto “Sala de Visita ao Pé do Coreto” realiza sua 4ª edição com sucesso.
□□□ Bee Gees Alive (cover) faz show no Clube Recreativo São Manuel.
□□□ Dia do Desafio em Pratânia foi em 25 de maio.
□□□ Grupo da Terceira Idade “Saber Viver” promove seu Almoço Mineiro no domingo.
□□□ Pedro Bento, que faz dupla com Zé da Estrada, visita Pratânia com familiares.
□□□ NAEEJA realiza no domingo sua primeira feijoada beneficente.
□□□ O Núcleo de Atendimento Social Angela Martin Bassetto vai realizar sua 20ª Festa Junina na Praça da Matriz em Pratânia.
□□□ Opinião: Como escolher um bom candidato a prefeito da cidade.
□□□ Ponto de Vista: Hamilton Valdemar Nogueira de Sá, de apelido Colé, como todos de sua família, foi locutor e narrador esportiva da Rádio Clube AM na década de 60.
□□□ Os pioneiros – Nesta edição o jornalista Miguel Roberto Nítolo conta a história da Família Camargo.
□□□ COLUNAS: Esporte (Osmar Corrêa), Bloco de Notas (coluna deste blogueiro), Direito em Debate (drª. Edilaine Rodrigues de Góis Tedeschi), Casual (Letícia Castaldi), Motivação (Bene Bassetto), Cornetando (Sandro Dálio).
□□□ Flash – as personalidades da cena de nossa região.
□□□ Badalação – moças e rapazes da cidade em fotos coloridas.
□□□ Classificados – os melhores classificados da cidade.

O jornal O ORATIANO, de Pratânia, não está circulando nesta semana
DICA DO DIA
Conclua um projeto que estava pendente há tempos. Surpreenda alguém dando um pouco mais do que era esperado. Aproveite o tempo para aprender algo novo. Ofereça sua companhia ou conforto a alguém que precise.
Ensine o que você sabe a alguém. Procure entender um ponto de vista oposto ao seu. Elogie alguém com sinceridade.
Saia para uma boa caminhada. Organize os papéis na sua mesa. Arrisque-se, apesar de seus medos.
Diga obrigado a alguém. Preste atenção quando outros estiverem falando. Faça algo divertido, apenas pelo prazer de fazê-lo.
Seja mais paciente consigo mesmo e com as pessoas ao seu redor. A vida é tão especial quanto você a faz.
Gratifique-se hoje e veja quão brilhante você pode fazer o seu amanhã.
(diabetenet.com)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
O café mais caro do mundo vem das fezes de um animal, o Luwak. Kopi Luwak são grãos de café produzidos através das fezes de um animal da Indonésia, o luwak, um mamífero do tamanho de um gato. Por ser um produto raro (apenas 230 quilos são produzidos por ano), o Kopi Luwak é muito apreciado pelos amantes do café.
Os animais comem somente os melhores grãos de cafés maduros, e, depois de passar por um processo natural de fermentação, eles defecam o grão que será utilizado para a produção do café. O quilo do grão custa cerca de R$ 1.500, e é vendido principalmente para o Japão e Estados Unidos, mas está se tornando cada vez mais apreciado em outras regiões.
A pergunta que não quer calar, é: quem foi o corajoso que resolveu experimentar as fezes de um animal?
(contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Após 19 dias de silêncio diante das suspeitas sobre a evolução de seu patrimônio, o ministro Antonio Palocci (Casa Civil) falou pela primeira vez sobre seus negócios como consultor, entre 2006 e 2010, como determinara a presidente Dilma. Em entrevista ao “Jornal Nacional”, da Rede Globo, Palocci assegurou que não praticou tráfico de influência como ex-ministro da Fazenda e não assessorou empresas que têm negócios com o governo. Mas não revelou a lista de clientes nem o faturamento da consultoria. Disse que conta com a boa-fé das pessoas porque não tem como provar que não fez tráfico de influência. Agradou ao Planalto ao dizer que a responsabilidade no caso é só dele, e não do governo. Para os aliados no Congresso, o ministro se explicou; para a oposição, agravou sua situação.

● Outra publicação patrocinada pelo Ministério da Educação, desta vez para alunos do ensino fundamental em escolas públicas rurais, traz erros grosseiros. No volume de matemática da Coleção Escola Ativa, a conta 10 menos 7 tem resultado igual a 4. Em outra, 16 menos 8 é igual a 6. Além de resultados errados, há frases que não terminam e problemas de revisão. O material com erros custou R$ 14 milhões aos cofres da União. As falhas foram divulgadas pelo próprio MEC, que acionou a CGU para apontar responsáveis. André Lazaro, então chefe da Secretaria de Educação continuada, pediu demissão.

● O Supremo Tribunal Federal manteve a decisão do TJ do Rio de anular mais de 5 milhões de multas aplicadas no estado até 2005, por falta de notificação dos condutores. Não cabe mais recurso. Já as provas práticas de direção passarão a ser monitoradas por câmeras instaladas até dentro dos carros. O Detran já descredenciou 65 autoescolas.

● O Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 1,3% no 1º trimestre em relação ao fim de 2010. A expansão forte foi puxada por investimentos, mas as famílias consumiram menos por causa do freio no crédito, da inflação e da renda menor.

Folha de S. Paulo

● Na primeira entrevista desde que a Folha revelou seu enriquecimento, o ministro Antonio Palocci (Casa Civil) disse que não contou à presidente Dilma Rousseff os nomes dos clientes de sua consultoria nem a natureza dos serviços prestados. Segundo ele, o tema não foi discutido nem antes da posse nem nos últimos dias.
O ministro declarou que não divulgou a lista de seus clientes por respeito à confidencialidade. E disse ainda que “até agora” ninguém mostrou fatos que possam sugerir “desvio de conduta” ou “irregularidades nas atividades da empresa”.
A Projeto, consultoria de Palocci, faturou R$ 20 milhões em 2010, período em que ele chefiou a campanha de Dilma à Presidência e exerceu o mandato de deputado federal.

● Apesar de manter seu apoio ao ministro Palocci, a presidente Dilma Rousseff já analisa nomes para substituí-lo e estuda mudanças no perfil do chamado “núcleo duro” do Planalto. Para o lugar de Palocci iria uma “Dilma da Dilma”, alguém de perfil “técnico”. Os nomes citados são os da ministra Miriam Belchior (Planejamento) e de Maria das Graças Foster, diretora da Petrobrás. Paulo Bernardo, das Comunicações, também é cotado.

● Material didático com erros de matemática e de diagramação foi distribuído pelo Ministério da Educação a 37 mil escolas rurais em 2010. Um dos livros ensina, por exemplo, que 10-7=4 e que 16-8=6. O MEC orientou as escolas a suspender o uso do material.

O Estado de S. Paulo

● O ministro Antonio Palocci (Casa Civil) defendeu-se ontem das suspeitas sobre a grande evolução de seu patrimônio por conta das atividades de sua consultoria. “Tudo está registrado”, disse Palocci em entrevista ao Jornal Nacional, da TV Globo, negando qualquer irregularidade. O ministro disse preferir manter os dados sobre o faturamento em sigilo porque “os números da empresa não dizem respeito ao interesse público”, mas afirmou que os órgãos de controle público receberam todas as informações solicitadas. Palocci reconheceu que o fato de ter sido ministro ajudou sua consultoria, mas disse que sua empresa “jamais faturou junto a órgãos públicos”. Ele disse que atuou nos setores da indústria, dos bancos e de “serviços em geral”.

● Independentemente da tentativa do ministro Antonio Palocci (Casa Civil) de se explicar, a base aliada cobra mudanças no relacionamento político com o governo. Para dirigentes do PMDB, nunca houve diálogo de verdade, só um “monólogo”. Os aliados reclamam que não conseguem nem prevenir o Planalto sobre riscos em votações no Congresso.

● Dilma Rousseff cumprimentou funcionários da Petrobrás durante cerimônia de inauguração da plataforma P-56, construída no Brasil, em evento que serviu à “agenda positiva” da presidente em meio à crise do caso Palocci; Dilma também anunciou a nova etapa do Minha Casa Minha Vida, e enalteceu o Brasil sem Miséria.

Correio Braziliense

● Nos primeiros três meses do governo Dilma Rousseff, a economia brasileira cresceu em ritmo acelerado. Impulsionado pelos gastos públicos e pelos investimentos, o Produto Interno Bruto subiu 1,3%, o que significa um incremento anualizado de 5,3%. As medidas tomadas desde o início do ano para segurar a inflação foram suficientes apenas para frear o consumo das famílias. A demanda cresceu em ritmo bem menor do que o PIB, mas ainda assim subiu 0,6%. Com o crescimento da economia acima do esperado, é dado como certo que na próxima semana o Banco Central (BC) elevará mais uma vez a Selic, que deve chegar a 12,25% ao ano.

Estado de Minas

● Na prometida entrevista para esclarecimentos, ministro não deu novas explicações sobre a evolução de seu patrimônio, nem sobre os clientes para as quais teria prestado consultoria. A expectativa é de que ele continue sob intensa pressão.

Jornal do Commercio

● Ministro falou pela primeira vez sobre seus negócios de consultor, ontem na TV Globo, negou tráfico de influência, mas deixou questões sem respostas. Entrevista não deve estancar a crise.

Zero Hora

● Palocci fala 19 dias depois. Ministro confirma que sua consultoria faturou R$ 20 milhões no ano passado e procura sustentar que os contratos foram lícitos e não envolveram verbas públicas.

sexta-feira, 3 de junho de 2011

DICA DO DIA
Nossos olhos são seletivos, nós "focalizamos" o que queremos ver e deixamos de ver o restante. Escolha focalizar o lado melhor, mais bonito, mais vibrante das coisas, assim como um girassol escolhe sempre estar virado para o sol!
Você já reparou como é fácil ficar desanimado?
"Estou desanimado porque está chovendo, porque tenho uma conta para pagar, porque não tenho exatamente o dinheiro ou aparência que eu gostaria de ter, porque ainda não fui valorizado, porque ainda não encontrei o amor da minha vida, porque a pessoa que quero não me quer,porque... porque..."
É claro que tem hora que a gente não está bem. Mas a nossa atitude deveria ser a de uma antena que tenta, ao máximo possível, pegar o lado bom da vida. Na natureza, nós temos uma antena que é assim: O girassol.
O girassol se volta para onde o sol estiver. Mesmo que o sol esteja escondido atrás de uma nuvem. Nós temos de ser assim, aprender a realçar o que de bom recebemos.
Aprender a ampliar pequenos gestos positivos e transformá-los em grandes acontecimentos.
Temos de treinar para sermos girassol, que busca o sol, a vitalidade, a força, a beleza.
Por que só nos preparamos para as viagens, e não para a vida, que é uma viagem?
Apreciar o amor profundo que alguém em um determinado momento dirige a você.
Apreciar um sorriso luminoso de alegria de alguém que você gosta.
Apreciar uma palavra amiga, que vem soar reconfortante, reanimadora.
Apreciar a festividade, a alegria, a risada.
E quando estivéssemos voltando a ficar mal humorados, tristonhos, desanimados, revoltados, que pudéssemos nos lembrar de novo de sermos girassóis.
Selecione o melhor deste mundo, valorize tudo o que de bonito e bom que haja nele e retenha isto dentro de você.
É este o segredo de quem consegue manter um alto grau de vitalidade interna.
(Portal Diabetes)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
‘NYT’ tem pela 1ª vez mulher no comando - Jil Abramson, de 57 anos, será a nova chefe do “Nyw York Times”, no lugar de Bill Keller, de 62 anos. Ela terá a missão de fazer o jornal avançar num mundo em que crescem a internet e as redes sociais. (O Globo)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Reunida ontem, a Executiva Nacional do PT não deu qualquer declaração de apoio ao ministro Antonio Palocci (Casa Civil) e decidiu esperar uma explicação pública dele sobre o aumento de seu patrimônio quando era deputado federal e coordenador da campanha presidencial de Dilma Rousseff. Dirigentes chegaram a anunciar que o PT divulgaria resolução deixando claro que a crise que envolvia Palocci é uma questão do governo, e não do partido. Mas o Palácio do Planalto interveio, evitando o documento. A operação do Planalto não conseguiu impedir, porém, que quatro dirigentes do PT defendessem a saída imediata do ministro. O secretário-geral da Presidência, Gilberto Carvalho, admitiu que a situação é delicada e eu Dilma pediu explicações ao ministro, o que pode ocorrer hoje. Reservadamente, petistas já falam em nomes para substituir Palocci.

● Em meio à primeira grande crise política do governo Dilma Rousseff, o programa do PMDB na TV, exibido ontem à noite, teve o ex-presidente Lula como estrela. Segundo o partido, ele aceitou gravar uma participação, mas Dilma teria recusado o convite, alegando empecilhos jurídicos.

● O agricultor Marcos Gomes da Silva foi executado a tiros numa emboscada, ontem, em Eldorado do Carajás, palco do massacre de 19 sem-terra no Sudeste do Pará, em 1996. Marcos é a quinta vítima da onda de assassinatos no campo. Apesar de a polícia descartar ligação com a questão agrária, a Pastoral da Terra diz que é cedo para conclusões. O governo decidiu usar as Forças Armadas nas áreas de conflito.

Folha de S. Paulo

● A presidente Dilma Rousseff afirmou ontem, em meio à crise em torno do ministro da Casa Civil Antonio Palocci, que ela não vai ser
“refém” de dificuldades.
No lançamento do programa Brasil sem Miséria, que prevê R$ 20 bilhões anuais para beneficiar 16,2 milhões de pessoas até 2014, ela disse: “Os desafios não me imobilizam, os desafios não me tornam refém”.
Questionado se a situação de Palocci é “delicada”, o ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência, respondeu: “Mas continua firme”.
Sob a ameaça de ser abandonado pelo PT e pressionado por Dilma e pelo ex-presidente Lula a dar satisfações sobre a evolução de seu patrimônio – revelada pela Folha -, Palocci se comprometeu a falar publicamente sobre as atividades da sua empresa de consultoria, a Projeto.


● O conselho diretor da Anatel aprovou a abertura do mercado de TV a cabo para operadoras de telefonia, eu poderão vender o serviço sem ter de passar por licitação. A nova regra vai ficar em consulta pública por 40 dias e poderá vigorar a partir de outubro.
Na mesma reunião, o órgão decidiu limitar a publicidade nos canais pagos a 15 minutos por hora, o mesmo tempo da TV aberta.
A Anatel também passará a monitorar o cumprimento dos níveis de conteúdo nacional nos canais de programação livre.


● A Organização Mundial da Saúde informou que o surto infeccioso que já matou 19 pessoas e fez quase 2.000 doentes na Europa está sendo provocado por variedade inédita e “supertóxica” da bactéria E.coli.
Foi detectada mutação de duas formas distintas da bactéria, com genes letais e resistentes a antibióticos. O Reino Unido confirmou sete infectados.

O Estado de S. Paulo

● Pressionado pela presidente Dilma Rousseff a dar explicações sobre o crescimento de seu patrimônio, e sem o apoio do PT, o ministro Antonio Palocci (Casa Civil) tentará hoje contornar a crise com uma manifestação pública – a ideia era que ele falasse ao Jornal Nacional, da TV Globo. A situação é considerada grave tanto pelo Planalto como por petistas, e sua sobrevivência no cargo depende dos esclarecimentos. A Executiva Nacional do PT lavou as mãos em relação a Palocci. “Nós não entramos no mérito dessa questão”, afirmou o presidente do PT, Rui Falcão. “O assunto Palocci é do governo, não do PT”, afirmou o secretário de Comunicação do partido, deputado André Vargas (PR). O ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência) admitiu que a crise é delicada. O presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), deverá anular a votação da convocação do ministro. Os partidos de oposição se preparam para recorrer da decisão no Supremo Tribunal Federal.

● O agricultor Marcos Gomes da Silva, 33 anos, foi morto a tiros, diante da mulher e de outras testemunhas, por dois homens encapuzados em Eldorado dos Carajás (PA). Silva teve a orelha decepada após o crime, da mesma forma que o líder extrativista José Cláudio Ribeiro da Silva, morto há duas semanas com a mulher, Maria do Espírito Santo. A polícia informou que Gomes da Silva não era líder local e suspeita que o crime tenha sido cometido para dificultar a investigação do anterior.

● O Conselho de Graduação da USP aprovou modificações que tornarão mais difícil o exame da Fuvest. Entre as mudanças, ficou decidido que a nota da primeira fase valerá na nota final, a nota mínima de corte subirá de 22 para 27 pontos e serão aprovados para a segunda fase de dois a três candidatos por vaga e não mais três, como hoje.

Correio Braziliense

● O cancelamento do programa do GDF que financiava 70% do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para empresas que se instalassem no Distrito Federal, decidido pelos ministros do Supremo Tribunal Federal na última quarta-feira terá forte impacto no setor produtivo local. Mais de 4 mil empresários foram beneficiados, e o fim do incentivo pode provocar um êxodo para outros estados, como Goiás. Além disso, as empresas temem ter que ressarcir os cofres públicos pelo imposto não recolhido ao longo dos anos – o STF não definiu se a medida terá impacto retroativo. A decisão da Corte também deve fortalecer as mais de 600 ações judiciais em que o Ministério Público requer a devolução dos valores ao Fisco.

Valor Econômico

● O desaquecimento da economia estampado nas estatísticas sobre a produção industrial de abril e a queda da inflação em maio não devem alterar a determinação do Banco Central de promover mais um aumento da taxa básica de juros na reunião do Copom de quarta-feira. Há unanimidade no mercado a respeito disso. Todos os 33 economistas consultados ontem pelo Valor já trabalham com Selic de 12,25% em junho, prevendo, portanto, aumento de 0,25 ponto percentual.

Estado de Minas

● A cervejinha com tira-gosto nos botecos de BH está engordando o dragão. Segundo a Fundação Getulio Vargas, a alta de preço nos bares da capital em maio foi de 1,44%. Quase o triplo da inflação do país, de 0,51%. Em 12 meses, o botequim ficou 14% mais caro. Conhecida pelo grande número de estabelecimentos. Belo Horizonte registrou Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) de 1,04% na última semana do mês passado, o mais alto do Brasil.
Jornal do Commercio

● Caixa para de financiar imóveis em Pernambuco.

Zero Hora

● Falta de investimento vai reprisar inverno de emergências lotadas. Levantamento de ZH mostra que pouco mudou na estrutura de atendimento desde a estação do frio passada e pacientes já sofrem nos corredores.

quinta-feira, 2 de junho de 2011

DICA DO DIA
Não deseje aquilo que pertence a outrem. Não queira enriquecer à custa de outra pessoa. Tudo o que é seu, por direito divino, lhe há de chegar às mãos, na hora oportuna: nem mais cedo do que deve, nem com atraso. Na hora exata, você receberá aquilo que merecer. Portanto, trabalhe confiante no Pai, pois não cai um fio de cabelo de sua cabeça, sem a permissão d'Ele.

(retirado da internet)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Uma réplica moderna da Arca de Noé finalmente foi concluída e pretende fazer sua viagem inaugural em 2012 até o rio Tâmisa, a tempo de prestigiar os Jogos Olímpicos de Londres, no Reino Unido.
O dono dessa ideia digna de roteiro de filme, o rico construtor Johan Huibers, ainda vai pintar o colossal navio com três demãos de verniz à prova de fogo - medida de segurança que Noé não tomou quando construiu o original. Atualmente a Arca flutua sobre um rio em Dordrecht, na Holanda
"Em 1992 eu vi num sonho a Holanda desaparecer debaixo de uma enorme massa de água, comparada com o tsunami da Ásia. No dia seguinte encontrei um livro sobre a Arca de Noé na livraria local, e desde então meu sonho tem sido construir a Arca", contou Johan ao Daily Mail Reporter.
Ele iniciou a construção em 2008 com um projeto baseado nas medidas descritas na Bíblia. Até utilizou madeira de pinho sueco, já que algumas versões da Bíblia apontam que esse foi o material que Deus ordenou que Noé usasse na construção.
Quando for aberta formalmente à visitação do público, em julho, terá animais de verdade e irá narrar a história de Noé, como é contada na Bíblia. Dois auditórios vão receber um total de 1.500 pessoas.
Huibers enviou esta semana uma carta ao prefeito de Londres, Boris Johnson, solicitando permissão para atracar a Arca na cidade para os Jogos Olímpicos no próximo verão. "Estou indo com a Arca até o Tâmisa. Vai ser bom para alunos britânicos para visitá-la", disse.
(contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● A oposição conseguiu aprovar ontem, em polêmica votação na Comissão de Agricultura da Câmara, a convocação do ministro Antonio Palocci (Casa Civil) para explicar o aumento de seu patrimônio. Os governistas, que cochilaram na reunião da comissão, reagiram imediatamente e recorreram ao plenário, que tem o poder de derrubar a convocação. Diante de intensa batalha, o presidente da Câmara, Marco Maia (PT), decidiu suspender a convocação até a próxima terça-feira, quando anunciará se mantém ou revoga a decisão da Comissão de Agricultura após ver a fita da sessão. O líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza, chamou a manobra da oposição de golpe e disse que a convocação não será mantida. Ontem, a presidente Dilma Rousseff recebeu para almoço os senadores do PMDB, mas não tocou na crise que envolve seu chefe da Casa Civil. Palocci não participou da reunião do PMDB, mas foi a um encontro do Conselho Político do governo, onde pediu ajuda a aliados.

● O ministro de Minas e energia, Edison Lobão, disse ontem que o governo está reavaliando a política de expansão do programa nuclear do país até 2030. Com isso, não há mais garantias de que as quatro novas usinas anunciadas sairão do papel. Apesar da declaração, nos bastidores, o governo considera remota uma revisão dos planos. Vários países recuaram em sua política de energia nuclear após o acidente em Fukushima, no Japão.

● Teste feito pelo GLOBO mostra que, no primeiro dia das novas regras para cartões de crédito, os bancos deram informações erradas aos clientes. O número máximo de tarifas cai de 80 para cinco.

Folha de S. Paulo

● A oposição aprovou, na Comissão de Agricultura da Câmara, a convocação do ministro Antonio Palocci para que ele explique o aumento de seu patrimônio.
A medida passou sem que os governistas se mobilizassem em defesa de Palocci. Apenas houve reação quando o presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), suspendeu a convocação até terça-feira. Maia afirmou, porém, que o chefe da Casa Civil “tem que se explicar”.
A presidente Dilma Rousseff e seu antecessor, Lula, disseram a Palocci que cabe a ele se defender o mais rapidamente possível para encerrar a crise, informam Valdo Cruz e Natuza Nery. Até então presente às principais reuniões políticas do governo, o ministro da Casa Civil não foi ao encontro de Dilma com senadores do PMDB.

● O governo usa hoje o lançamento do Brasil sem Miséria, plano de erradicação da pobreza extrema, como parte da tentativa de apresentar uma “agenda positiva” num momento de crise no Congresso e enfraquecimento de Antonio Palocci.
O programa visará transferência de renda, microcrédito e acesso à água. Amanhã, a presidente Dilma inaugura plataforma de petróleo no Rio. A concessão de aeroportos e a licença de Belo Monte também fizeram parte da agenda.

● Para dificultar a circulação de notas roubadas de caixas eletrônicos, o Banco Central decidiu que, desde ontem, cédulas marcadas com tinta pelos dispositivos antifurto não podem mais ser trocadas nos bancos. Quem sacar no caixa eletrônico uma cédula marcada deve retirar extrato imediatamente para comprovar a operação e procurar uma agência.

● Presidente da Fifa há 13 anos, Joseph Blatter foi reeleito ontem para mais um mandato e ficará no cargo até 2015. Candidato único, ele obteve 186 votos dos 203 possíveis.

O Estado de S. Paulo

● Na contramão da estratégia do ex-presidente Lula, o PT não só quer a saída do ministro Antonio Palocci (Casa Civil) como também já discute sua sucessão. O argumento é o de que a manutenção de Palocci, que enfrenta suspeitas sobre seu enriquecimento desgasta o governo de Dilma Rousseff, e o custo de sua preservação aumentará a crise política. A fragilidade do ministro alimenta disputa do PT pela Casa Civil, ignorando apelos de Lula para que preservassem Palocci. Dois ministros são citados para o posto: Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência) e Paulo Bernardo (Comunicações). A oposição conseguiu aprovar a convocação de Palocci para dar explicações na Câmara, mas o presidente da Casa, Marco Maia (PT), suspendeu a decisão e só dará a palavra final na próxima terça-feira.

● O programa Brasil sem Miséria, que a presidente Dilma Rousseff apresenta hoje, quer incluir 800 mil famílias no Programa Bolsa Família, até dezembro de 2013. Também vai criar a Bolsa Verde, que pagará R$ 2.400 por família, em quatro parcelas de R$ 600, para tornar produtiva a terra onde já vivem. O anúncio oficial do programa será feito em solenidade especial, com 800 convidados, em meio à crise gerada pelo caso Palocci.

● O Ibama deu ontem sinal verde para início efetivo da construção da hidrelétrica de Belo Monte(PA). Na avaliação da equipe de licenciamento do órgão, a Norte Energia, responsável pela obra, cumpriu todas as obrigações ambientais. O Ibama se disse seguro da decisão e afirmou estar preparado para eventuais contestações judiciais.

Correio Braziliense

● Com ajuda do vice, Michel Temer, Dilma Rousseff prometeu aos senadores mudanças na articulação política. Meta é reduzir a influência da Casa Civil.

Valor Econômico

● A economia mundial está claramente em desaceleração e o ritmo é mais rápido do que se esperava. O nível de atividade já é o menor desde setembro, num movimento que atinge Estados Unidos, Europa, China, Índia, Coreia do Sul e muitos emergentes, inclusive o Brasil. O Índice de Gerente de Compras (PMI, na sigla em inglês), que mede a atividade de milhares de fábricas em todo o mundo, divulgado ontem, mostra que essa tendência é quase global, segundo Chris Williamson, economista-chefe da consultoria britânica Markit, que elabora o índice.

Estado de Minas

● A prefeitura de BH resolveu dividir as nove regionais da cidade em 40 sub-regiões. Serão quatro ou cinco subdivisões em cada regional. O plano será apresentado hoje aos vereadores. O objetivo é orientar melhor a administração no planejamento urbano. Resta saber se serão atacados os problemas que há anos atormentam as comunidades. Para isso, a PBH pretende mobilizar de 100 a 120 representantes em cada sub-região para apontar, voluntariamente, as principais demandas e prioridades de investimento.

Jornal do Commercio

● BC decide que nota manchada perderá o valor.

Zero Hora

● Aumento de roubos com mortes faz BM adotar estratégia de emergência. Contrariando tendência de recuo da criminalidade, abril registra quatro vezes mais latrocínios do que o mesmo mês de 2010 e provoca medidas preventivas.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

DICA DO DIA
O que quer que você se comprometa a fazer, faça-o com entusiasmo.
Qualquer pessoa acima dos 30 gostaria, de alguma forma, de ser jovem novamente. E qual é um dos maiores atributos da juventude? O entusiasmo!
Com o passar do tempo, conforme ficamos mais velhos, por alguma razão passamos a acreditar que devemos desistir do nosso entusiasmo. Isso não faz sentido.
Você quer sentir-se jovem e cheio de energia? Procure algo que o entusiasme. Seu entusiasmo será como uma luz de néon brilhando sobre tudo que você faz.
O entusiasmo o levará adiante em tempos difíceis e deixará seus concorrentes comendo poeira. O entusiasmo é irresistível. É divertido, alegre e efetivo.
Encontre uma maneira de se entusiasmar. Vale a pena!
(diabetenet.com)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Centenas de passageiros de um trem que passava pela cidade de Quang Ngai (Vietnã) fugiram do veículo após descobrirem que um grande número de cobras - entre elas, algumas venenosas que podem matar um homem em 30 minutos - estava sendo levado em sacolas de pano sob um assento. Os répteis provocaram pânico.
"Algumas das cobras eram bem grandes e pareciam aterrorizantes", disse o passageiro Pham Van An, de 20 anos, segundo a Sky News.
A polícia e agentes especializados retiraram as cobras do trem. Os animais serão soltos na natureza. O responsável por elas foi detido. Autoridades acreditam que as cobras seriam vendidas para restaurantes de Hanói.
Carne de cobra é uma iguaria bastante apreciada no Vietnã. Ela está relacionada no país asiático a virilidade e melhora da performance sexual.
(contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● O governo federal admitiu não ter condições de garantir a segurança de todos os líderes indígenas, quilombolas, sem-terra e ambientalistas que correm risco de vida no país. Nem os 30 nomes considerados mais vulneráveis pela Comissão Pastoral da Terra têm garantia de proteção. A ministra dos direitos Humanos, Maria do Rosário, afirmou: “Seria errôneo e uma ilusão dizer que temos condições para atender a esta lista. Vamos fazer uma avaliação.” A Pastoral entregou ao governo uma lista com 207 nomes que, entre 2000 e 2011, sofreram mais de uma ameaça – 42 foram assassinados. Restam 165. Uma semana após a execução de ambientalistas no Pará, o clima na região é de medo. Sem proteção, parte dos moradores abandonou suas casas.

● Após ameaçar convocar o ministro Palocci para explicar no Congresso sua evolução patrimonial e conseguir, com isso, fazer a presidente Dilma recuar e proibir o kit do MEC contra a homofobia, ontem o deputado Anthony Garotinho (PR-RJ) fez outra chantagem, desta vez para votar a emenda que eleva o piso de policiais e bombeiros. “O momento político é este. Temos uma pedra preciosa, um diamante que custa R$ 20 milhões, que se chama Antonio Palocci”, disse ele, na instalação da frente parlamentar que defende a emenda, cujo impacto seria de R$ 25 bilhões nas contas dos estados. “A bancada evangélica pressionou e o governo retirou o kit gay. Vamos ver agora quem é da bancada da polícia. Ou vota, ou o Palocci vem aqui”, ameaçou. Líderes do PT já cobram publicamente que Palocci explique sua evolução patrimonial, pois entendem que o silêncio do ministro já causa estragos ao governo.

● Em reunião da presidente Dilma com governadores e prefeitos das cidades que sediarão a Copa de 2014, o governo anunciou que privatizará integralmente os aeroportos de Guarulhos (SP), Viracopos (SP) e Brasília (DF), incluindo as operações aeroportuárias e exploração de áreas comerciais. A Infraero participará das Sociedades de Propósito Especifico (SPEs) a serem constituídas por investidores, com 49% do capital.

Folha de S. Paulo

● Em reunião sobre a copa-14, a presidente Dilma disse que até dezembro sairá o edital de licitação que entregará à iniciativa privada a administração dos aeroportos de Cumbica (SP), Viracopos (SP) e Brasília (DF). A participação da Infraero será limitada a 49% nessas unidades, consideradas estratégicas. Com o modelo que definiu, Dilma afirmou que a estatal vai se tornar mais “atrativa” para uma futura abertura de capital.

● Segundo o ministro Orlando Silva (Esporte), será permitido que empresas aéreas nacionais e estrangeiras participem da licitação. O setor privado será responsável pela gestão e por obras de ampliação das unidades. A grande dúvida dos representantes das empresas é saber o papel da Infraero nos aeroportos concedidos à iniciativa privada. O sindicato das companhias aéreas disse não ter sido consultado sobre a decisão.

● Painel de especialistas da Organização Mundial da Saúde classificou, pela primeira vez, o celular como “possivelmente cancerígeno”. Pesquisas ligaram o aparelho a risco da doença, mas não há conclusão sobre se esse perigo existe ou não. Pessoas que usam celular durante mais de 30 minutos por dia por mais de dez anos têm risco maior de desenvolver tumores no cérebro, apontou estudo.

● A maior parte dos 77 ataques a caixas eletrônicos no Estado de São Paulo em 2011 foi obra de quatro gangues, apurou a Polícia Civil. Juntas, elas têm cerca de 100 bandidos, 26 deles PMs. Durante os ataques, nove pessoas foram mortas em trocas de tiros – três eram inocentes.

O Estado de S. Paulo

● O governo vai privatizar a administração e operação dos aeroportos de Guarulhos, Viracopos (Campinas) e Brasília. Empresas estrangeiras poderão participar dos leilões, em parceria com a Infraero – o processo é uma espécie de ensaio para abertura de capital da estatal. A decisão foi divulgada após reunião no Planalto sobre a copa de 2014. A previsão é que as regras do negócio sejam anunciadas em dezembro. Galeão e Confins (MG) são os próximos. Ainda no encontro, a presidente Dilma Rousseff pediu a governadores e prefeitos que acelerem as obras dos estádios para a Copa e se comprometeu a apressar a votação do regime diferenciado de licitações. A Frente Nacional dos Prefeitos advertiu que as desapropriações estão empacadas, o que atrasa o cronograma.

● Prevista nos planos estratégicos, a construção de quatro usinas nucleares até 2030 – duas no Nordeste e duas no Sudeste – está sob reavaliação na Empresa de Pesquisa Energética (EPE) e deve ser excluída das prioridades do governo. A decisão leva em conta o cenário criado após o acidente nucelar em Fukushima, no Japão.

● O Banco do Brasil é o novo parceiro dos Correios no Banco Postal a partir de 2012. O BB venceu a licitação por R$ 2,3 bilhões, após a 12ª rodada, quando o Bradesco desistiu de fazer novos lances. Investidores esperavam que o Bradesco vencesse a concorrência. O valor total a ser desembolsado será de cerca de R$ 3,350 bilhões.

Correio Braziliense

●Presidente exige empenho de governadores e prefeitos das cidades-sedes e ameaça tirar do PAC aqueles que não começarem as obras até dezembro. Governo anuncia a privatização de 51% dos aeroportos de Brasília, Guarulhos e Campinas.

Valor Econômico

● Na expectativa do parecer da Procuradoria-Geral da República sobre a evolução atípica de seu patrimônio, cuja divulgação é prevista para amanhã, o ministro Antonio Palocci tenta se rearticular com PT e PMDB, os dois principais partidos de sustentação do governo no Congresso, para se manter na Casa Civil da Presidência. A menos que o procurador Roberto Gurgel apresente denúncia contra o ministro, o PMDB acredita em sua manutenção, mas espera mudanças no modelo de coordenação política. O partido reivindica "compartilhar a formulação" das políticas de governo.

Estado de Minas

● No Dia Mundial sem Tabaco, o Instituto Nacional do Câncer (Inca) alertou para a incidência de câncer de pulmão em BH maior do que a média nacional. Já a Organização Mundial de Saúde, admitiu pela primeira vez que o uso de telefone celular pode aumentar o risco de tumores no cérebro. E classificou como “muito severo” o surto de superbactéria que assusta a Europa.

Jornal do Commercio

● Lei dificulta ação de ladrões.

Zero Hora

● Piratini avalia projeto do PT de Canoas para premiar professores. Modelo adotado por prefeitura comandada por ex-assessor de Tarso prevê sistema de pontos com benefícios para quem atingir metas.

terça-feira, 31 de maio de 2011

DICA DO DIA
Sente-se sob uma árvore majestosa e perceba que tudo o que essa árvore precisou, ela recebeu.
Os nutrientes, os minerais, a água e a luz do sol, tudo isso fluiu por perto ou esteve ao alcance da árvore durante toda sua vida.
Mesmo tendo crescido tanto, a árvore nunca teve de ir a lugar algum para conseguir o que precisava. Ela cresce e prospera graças à sua habilidade para aproveitar o que está disponível onde se encontra.
Essa árvore forte, alta e resistente alcançou seu tamanho impressionante, usando apenas o que ela já possuía.
Da próxima vez que você achar que, para ser feliz, precisa ir a algum lugar, adquirir alguma coisa ou conquistar algo, pense nessa árvore majestosa.
É maravilhoso poder agir e fazer tanta coisa acontecer. Contudo, em todo esse fazer, ir e conseguir, não negligencie o que você já tem. A riqueza e a satisfação não provêm de se conseguir apenas mais, e sim de saber usar o que já se tem.
(diabetenet.com.br)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Aos 82 anos, o ator Roberto Bolaños resolveu criar uma conta no Twitter. "Olá. Sou o Chespirito [nome como o ator é conhecido do México]. Tenho 82 anos e esta é a primeira vez que tuíto. Estou começando. Sigam-me os bons!". Criada no último dia 28, o endereço ainda não tem verificação de autenticidade, mas já atingiu mais de 220 mil seguidores.
(contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Fornecedora da tecnologia que serviu de base para os programas de Angra II e III, a Alemanha anunciou ontem que, até 2022, não terá mais usinas nucleares em funcionamento em seu território. Novas fontes de energia, incluindo renováveis, serão adotadas. A decisão foi tomada três meses depois do terremoto seguido de tsunami que abalou as usinas nucleares no Japão e 64 dias após derrota importante do governo de Angela Merkel para os verdes. O país, onde aconteceu a primeira fissão atômica da História, em 1939, torna-se assim a primeira potência industrial a prometer abrir mão da energia nuclear. O anúncio foi visto também como manobra eleitoral, e o governo da França – país que mais depende das usinas nucleares – advertiu que será impossível para a União Europeia atingir metas de redução de gases de efeito estufa sem este tipo de energia. O funcionamento dos reatores de Angra não deve ser afetado porque a empresa alemã vendeu sua participação no negócio a franceses.

● As emissões dos gases-estufa atingiram recorde no ano passado – 5% a mais que em 2008. Segundo especialistas, será impossível limitar aumento global da temperatura a 2 graus Celsius.
● Desde que foi palco do maior massacre de sem-terra no país – o de Eldorado do Carajás, com 19 mortos, em 1996 -, o Pará teve 212 pessoas assassinadas em conflitos agrários. A média é de 14 execuções por ano no estado. Os dados são da Comissão Pastoral da Terra, que contabiliza também mais 809 pessoas ameaçadas e reclama da falta de proteção.

● Após as ameaças do ministro Palocci ao vice-presidente Temer, que estremeceram as relações entre a presidente Dilma e o vice, os dois se reencontraram, na Base Aérea de Brasília. Mas a fotografia oficial, feita pelo Palácio à medida para a ocasião, não disfarçou o mal-estar, que continua.

Folha de S. Paulo

● O governo da Alemanha anunciou plano para desativar todas as 17 usinas nucleares do país até 2022. No que está sendo chamado de “virada energética”, é o primeiro país industrial a tomar essa decisão, afirmou a chanceler Ângela Merkel. A medida deve ser formalizada na próxima semana. Em torno de 22% da energia produzida no país atualmente e de origem atômica. Fontes renováveis devem passar a 35%, o dobro de hoje. O restante virá sobretudo do carvão e do gás natural.

● O PMDB quer a retomada das nomeações para o segundo escalão e a presença do vice-presidente da República, Michel Temer, no centro das decisões do governo. A presidente Dilma foi aconselhada por aliados a fazer concessões para tentar contornar a crise provocada pelo enfraquecimento de Antonio Palocci.

● O Senado excluiu referências ao impeachment de Fernando Collor da sua galeria. O presidente do Congresso, José Sarney (PMDB-AP), afirmou que o episódio foi “apenas um acidente”. A declaração foi criticada. “Gostemos ou não, é um fato histórico”, disse Álvaro Dias (PSDB-PR).

● O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, admitiu ter escrito e-mail com a afirmação de que o Qatar “comprou” a realização do Mundial de 2022. Valcke disse que não acusou o país de irregularidade: apenas usou uma linguagem mais leve, em tom informal.

O Estado de S. Paulo

● O PMDB quer mudanças na articulação política do Planalto e duvida da sobrevivência de Antonio Palocci na Casa civil. O diagnóstico começou a ser disseminado ontem por líderes do partido como efeito colateral do desgaste provocado pelas cobranças do governo depois da derrota na votação do Código Florestal. A cúpula peemedebista avalia que houve uma quebra de confiança na relação com o PT e a presidente Dilma Rousseff. Apesar dos esforços de reconciliação desencadeados, os peemedebistas já começam a discutir como será o reforço na interlocução política do governo.

● O partido entende que o rearranjo interno já está em curso e que, por isso mesmo, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, ampliou seu raio de ação e ganhou mais peso na intermediação do Planalto. Dirigentes do partido avaliam que o ministro José Eduardo Martins Cardozo (Justiça) também vai atuar, por causa de seu trânsito com o vice-presidente Michel Temer e com a base aliada do governo.

● O crédito ficou mais caro, com maior volume de calotes, e cresceu em ritmo considerado adequado pelo Banco Central de janeiro a abril. Mas a alta nos últimos 12 meses encerrados em abril no estoque de financiamento reforçou as dúvidas sobre se o governo conseguirá de fato desacelerar o crédito para uma faixa entre 10% e 15% de expansão em 2011, considerada ideal para colocar a inflação de volta na meta. Segundo o BC, o estoque de crédito cresceu 4,1% no ano, mas em 12 meses ainda tem forte expansão: 21%.

● Às 8h14 de ontem começou, em Itaquera, o serviço de terraplenagem da Arena do Corinthians, aposta da cidade de São Paulo para a abertura da Copa do Mundo de 2014. A empreiteira responsável pela obra informa que entre 1,5 mil e 2 mil operários serão mobilizados. A previsão é que o estádio fique pronto em dezembro de 2013.

Correio Braziliense

● Disfarçados de moradores de rua, traficantes usam pequenas tendas para vender drogas, principalmente durante a noite, em quadras da Asa Norte. PM reconhece a nova estratégica e alega que o combate é difícil de ser feito. Apreensões do entorpecente triplicaram este ano.

Valor Econômico

● O narcotráfico está em forte crescimento no Peru, mas o tema não está sendo debatido na campanha eleitoral. Em junho, a ONU deve apontar o país como o maior produtor mundial de cocaína, superando a Colômbia. Segundo fotos de satélite, a produção da folha de coca, antes concentrada nos vales andinos, já chegou à Amazônia peruana, bem perto da fronteira com o Brasil.

Estado de Minas

● Cuidado com o que você come fora de casa em BH. A convite do Estado de Minas, o Centro de Pesquisa e Controle de Qualidade coletou 12 tipos de pratos em restaurantes a quilo na Pampulha, Savassi, Centro e Região Hospitalar e constatou preocupante contaminação dos alimentos. Mais da metade das amostras tinha coliformes fecais em nível muito acima do tolerado pela Vigilância Sanitária. Em alguns casos, os índices se assemelharam aos encontrados em vasos sanitários.

Jornal do Commercio

● Tortura na Funase.

Zero Hora

● Capital pressiona Planalto pelas obras do aeroporto. Ao considerar inconsistentes as informações repassadas pela Infraero, o prefeito Fortunati vai a Brasília pedir plano mais claro sobre a ampliação, atrasada.

segunda-feira, 30 de maio de 2011

DICA DO DIA
Mantenha aceso seu ideal de felicidade. Trabalhe visando ao bem próprio e ao bem da humanidade. Mas não tenha apenas a preocupação de acumular riquezas, que os vermes destroem e a ferrugem consome. Acumule riquezas duradouras, constituídas dos benefícios que presta a seus irmãos, porque amanhã você receberá de todos a alegria da vitória, auxiliada por você. A alegria do bem que se realiza é o maior tesouro que podemos obter.
(retirado da internet)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
A vida sem sexo pode levar as pessoas à loucura. Foi praticamente o que aconteceu com a Inglesa Charlotte, a qual para ter relações sexuais, resolveu se tornar atraente mudando sua aparência cheinha. Ela pesava 140 kg e conseguiu baixar seu peso em 82 kg, ficando com apenas 58 Kg, tudo isto após muito sacrifico. Uma vez mudada, mais magra e com a autoestima em alta, vários candidatos apareceram e numa viagem para Marbela na Espanha, o seu sonho se realizou e a moça conheceu os prazeres da carne.
Charlotte em entrevista disse: “Desde que emagreci, fiquei muito mais atraente. Infelizmente, este é o mundo em que vivemos”...

(contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● O Palácio do Planalto convocou para hoje reunião de emergência para definir uma intervenção imediata e evitar novas mortes no campo, em regiões de conflito agrário e desmatamento na Amazônia. Foram convocados os ministros da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, da Justiça, José Eduardo Cardozo, do Desenvolvimento Agrário, Afonso Florence, e Maria do Rosário, da Secretaria de Direitos Humanos. Em uma semana, foram assassinados quatro ambientalistas e agricultores – três no Pará e um em Rondônia. A Polícia Federal, que investigava os homicídios, reforçará a segurança nas áreas – até agora, os crimes não foram solucionados.

● O vice-presidente Michel Temer minimizou a crise do PMDB com o governo e disse que sua relação com a presidente Dilma Rousseff está “excelente”. Em entrevista a Jorge Bastos Moreno, Temer, que assumirá, interinamente, a Presidência, tenta esclarecer a briga que teve, na semana passada, com o ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, nega ter usado a expressão “ministério de merda”, mas admite que a conversa teve “tom mais elevado”.

● O ex-diretor-gerente do FMI Dominique Strauss-kahn contratou uma equipe hi-tech para investigar a vida da camareira que o denunciou. Ontem, o francês Georges Tron, ministro de Sarkozy acusado de abuso sexual, renunciou ao cargo.

Folha de S. Paulo

● Os brasileiros não planejam a aposentadoria, mas são campeões de otimismo sobre a vida que levarão após deixar o trabalho. Essas são as conclusões de uma pesquisa mundial sobre aposentadoria. Quase a metade dos brasileiros diz se sentir despreparada financeiramente para deixar a vida produtiva, mas apenas 17% acham que vão passar por algum aperto financeiro nessa fase.

● Os brasileiros são tão otimistas quanto os chineses sobre a vida pós-trabalho, mostra o levantamento. A falta de planejamento e o otimismo não são contraditórios, de acordo com Sérgio Jurandyr Machado, professor do Insper. O otimismo com o futuro, segundo ele, decorre da conjuntura atual, mas esse contexto não mudou a incapacidade dos brasileiros de se planejar.
● O TCU (Tribunal de Contas da União) encontrou indícios de pagamentos a funcionários-fantasmas no valor de R$ 27,5 milhões numa das principais obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), a transposição do rio São Francisco. O Ministério da Integração Nacional afirma que vai investigar o caso. O consórcio nega fraude.

● Pesquisa Datafolha feita para a Aliança de Controle do Tabagismo aponta que 75% dos brasileiros aprovam a proibição de sabores como menta em cigarros. Especialistas dizem que os sabores são uma estratégia para atrair jovens, o que a Souza Cruz nega. O fim da publicidade em bares e padarias recebeu o apoio de 78%.

O Estado de S. Paulo

● O patrimônio de quem destinou parte do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) a ações da Petrobrás e da Vale encolheu R$ 1,6 bilhão este ano, segundo cálculos da Associação Brasileira das entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais (Ambima). Para especialistas, a ingerência do governo na gestão das empresas afugentou investidores e ajudou a derrubar cotações. “Não foi a única razão, mas a interferência política é o principal fator para a queda dos papéis”, diz Pedro Galdi, analista da corretora SLW. No caso da Petrobrás, o Executivo a impediu de repassar a alta do petróleo para o mercado interno. Na Vale, o governo agiu diretamente para demitir o presidente Roger Agnelli. O ex-presidente do Banco Central Arminio Fraga lembra que esses movimentos ocorreram numa fase de correção de preços, quando o mercado fica mais tenso. “Os episódios da Vale e da Petrobrás não foram bons.

● A Controladoria-Geral da União (CGU) se recusa a abrir sindicância para apurar as denúncias sobre a evolução do patrimônio do ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci. Para não investigar o caso, a CGU alega que ele não trabalhava no governo quando recebeu os pagamentos. A maior parte dos recursos foi paga, porém, no fim de 2010, quando Palocci chefiava a equipe de transição de governo.

● Segunda maior fabricante de pás eólicas do mundo, a brasileira Tecsis esteve à beira do colapso em 2010. Hoje um dos fundadores Bento Koike, fecha a venda de 80% da companhia para um consórcio de investidores. Receberá US$ 460 milhões para bancar novos investimentos. “Passamos por momentos dramáticos, mas sabia que ia dar certo”, diz Koike.

Correio Braziliense

● Afastado da função há 30 dias por problemas psicológicos, Wily Borges de Amorim é acusado de atirar contra dois PMs que faziam a segurança de uma boate no Parque Agropecuário. Ele tinha sido expulso do local por urinar em público. Os militares foram atingidos na perna, mas não correm risco de morte.

Valor Econômico

● A China, o mais poderoso país do Brics, grupo que o Brasil integra, ampliou ofensiva diplomática contra tentativas de ampliação do Conselho de Segurança das Nações Unidas, uma das reivindicações da política externa brasileira. O Valor apurou que o governo chinês tenta agora torpedear um projeto de resolução que o G-4 - Brasil, Índia, Alemanha e Japão, todos candidatos a um assento permanente no Conselho de Segurança - planeja apresentar em breve à Assembleia Geral da ONU.

Estado de Minas

● Apontadas entre as vedetes do mercado de trabalho, áreas como turismo, nutrição, educação física e fisioterapia não estão garantindo o emprego dos sonhos. Quem foi atrás de uma vaga bem remunerada tem se frustrado com o contracheque. Em Belo Horizonte, nutricionista experiente chega a ganhar R$ 1,8 mil, o que recebe um estagiário de engenharia. Metade desse valor é pago a um estudante de turismo num bom estágio. Já o fisioterapeuta e o educador físico têm de estender o expediente para não ser obrigados a se contentar com cerca de dois salários mínimos (R$ 1.090).

Jornal do Commercio

● Mortes, tensão e reação.

Zero Hora

● Contrabando e desvio de explosivos ampliam o poder de quadrilhas. Para atacar bancos, criminosos se municiam com facilidade no Paraguai e se valem de material furtado de empresas e pedreiras e revendido no mercado ilegal.

domingo, 29 de maio de 2011

DICA DO DIA
Caminhe sempre resolutamente no sentido de seu progresso. Se não quisermos acompanhar a evolução do universo, seremos arrastados a isso por meio da dor, e progrediremos de qualquer forma. Então, siga à frente voluntariamente. E não dê ouvidos ao caluniador. Siga à frente e deixe que os caluniadores fiquem falando sozinhos. Caminhe resolutamente no sentido do seu progresso, e nenhuma voz malévola chegará a seus ouvidos. (do Livro: Minutos de Sabedoria)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Que tal pagar mil dólares (cerca de R$ 1.610) em uma pizza quentinha no sábado à noite? O dono da pizzaria Bellissima, de Nova Iorque, EUA, Nino Selimaj, acredita que tem gente por aí disposta a desembolsar essa grana pela massa e criou a pizza mais cara do mundo.
Ele teve a ideia para esta pizza em 2007, depois de passar um ano pesquisando ingredientes. Por fim, se decidiu por uma base de creme fraiche, quatro tipos de caviar, rabo de lagosta fatiado, salmão e wasabi. Cada fatia custa US$ 250 (cerca de R$ 351) e contém um tipo de caviar diferente. Selimaj diz que sua receita não é para qualquer um, mas acredita que muita gente pode bancar a iguaria. Contudo, ele disse que a crise acabou afetando suas vendas.
Aqueles que provaram a pizza mais cara de Nova Iorque dizem que ela é, realmente, muito gostosa, mas que não tem gosto de pizza. Provavelmente porque a única coisa assada é a massa, feita com farinha importada da Itália. Os outros ingredientes estragariam se fossem para o forno... (contaoutra.com)

CRÔNICA DE DOMINGO
Bom domingo a todos! Esta crônica, publicada pelo jornal O PRATIANO, eu escrevi há um bocado de tempo, em maio de 2006. Nestes dias, com o noticiário sobre um livro que ‘ensina’ que se pode escrever errado, que isso não faz mal, lembrei-me dela. Agora esse dialeto parece que vai embalar... Boa leitura!

UM DIALETO MUITO ESQUISITO...


Há coisa de um mês eu via a tevê e surpreendeu-me um filme, legendado de uma maneira muito esquisita. Eu já assistira ao filme antes, e pelo inusitado das legendas, vi até o final. Claro que tentando traduzir o que estava escrito. As frases pareciam não ter sentido, dava a impressão de que faltavam letras. Havia algo de errado.

Foi quando me deu o estalo! Eu já vira esse tipo de linguagem na Internet. O público adolescente, que vive plugado nas salas de bate-papo na rede, usa essa forma de escrita há muito tempo. Para essa faixa etária, não havia nada de novo nas legendas. Esses telespectadores tiraram de letra aquilo que para os mais velhos parece mais um código do que outra coisa. Soube depois que o objetivo da exibidora era atrair o público mais jovem, por isso criou a sessão chamada Cybermovie.

Todo cifrado, vazio de acentuações, repleto de abreviações e estrangeirismos, esse estilo de linguagem já registra sua participação cada vez mais freqüente na vida dos jovens de hoje e sinaliza para reflexos sobre a nossa linguagem oficial de amanhã. Pois é... E como será o amanhã de nossa língua nacional?

Já vi gente defendendo essa forma de comunicação. E gente importante, professores, linguistas e até um membro da Academia Brasileira de Letras, cujo nome agora me foge. No geral, dizem que desde que o mundo é mundo o ser humano busca novas formas de se comunicar. Lembram que até hoje as gravuras deixadas nas pedras por antigas civilizações são alvos de pesquisadores em todo o mundo, na busca da compreensão daquilo que nossos antepassados queriam dizer. Mas será que é a mesma coisa?

Por outro lado, existe uma constante preocupação por parte dos professores e, principalmente, dos pais. Afinal, se esses garotos e garotas estão escrevendo desse jeito, como é que vão encarar uma redação de vestibular ou preencher uma proposta de emprego decente?

Para os menos acostumados com essa coisa, os que não conhecem exatamente esse “linguajar”, mostro um trecho que recolhi na Internet. Leiam com atenção e tentem entender: Minha 1ª atitud foi tklar com alguém q tklac nessa lingua p/ poder aprender. Logo percebi que o eskema era engolir o maximo de letras posiveis, trocar CH por X, Ç por SS, colocar um H em vez de acento (é/eh, só/soh) e por aih vai. Agora, o q naum consigo entendr eh a complicassaum...

Acho melhor “traduzir”: Minha primeira atitude foi teclar com alguém que teclasse nessa língua para poder aprender. Logo percebi que o esquema era engolir o máximo de letras possíveis, trocar CH por X, Ç por SS, colocar um H em vez de acento (é/eh, só/soh) e por aí vai. Agora, o que não consigo entender é a complicação...

Não quero ser radical, mas, no meu modo de entender, os que adotam essa escrita estão deixando de lado a riqueza da língua portuguesa e agarrando-se a contrações vocabulares que, a pretexto de facilitar a comunicação, resvalam para a incoerência. Isso sem contar os prejuízos que terão quanto ao seu próprio aprendizado.

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Após a pacificação de 17 favelas cariocas, o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, alerta que o sucesso do projeto das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) depende agora de investimentos maciços na área social e cobra envolvimento de empresas e órgãos públicos. Sempre discreto, Beltrame se mostra angustiado e um pouco aborrecido: "Nada sobreviverá só com segurança. Não será um policial com um fuzil na entrada de uma favela que vai segurar, se lá dentro as coisas não funcionarem. É hora de investimentos sociais", disse o secretário a Elenice Bottari e Liane Gonçalves. Beltrame admite estar cansado de esperar os investimentos, mas garante que "não vai jogar a toalha".

● Na semana em que a Câmara votou o Código Florestal, a cada vez mais próxima anistia para os desmatadores é o sinal para ataques à Floresta Amazônica em Mato Grosso. Em cidades como Sinop e Nova Ubiratã, O GLOBO flagrou a livre derrubada de árvores. Um método feroz de desmatamento ressurgiu - o correntão, que, amarrado a tratores, arrasta árvores e mata animais. O Ibama apreendeu toras e tratores irregulares. Mas boa parte da população vê a preservação como inimiga do progresso.

● Reserva tem corretor e criação de gado - Uma área de reserva ambiental dentro de um assentamento do Incra em Goiás transformou-se em ponto de venda ilegal de lotes e tem um corretor “assentado”. Posseiros criam gado dentro da reserva.

Folha de S. Paulo

● Classificado de "caixa-preta" das comunicações, o cadastro nacional de donos de rádio e TVs será divulgado em definitivo pelo governo a partir de amanhã. A Folha obteve a lista completa e a publica hoje no site do jornal (www.folha.com). Esse mapa do setor reúne dados de 291 TVs, 3.025 rádios e 6.186 retransmissoras comerciais e mostra que 56 dos 594 deputados e senadores são sócios ou têm parentes no controle de emissoras - 12 congressistas são do PMDB e 11, do DEM. A publicação do cadastro faz parte de um conjunto de medidas do governo para combater irregularidades na área. Uma versão anterior da lista chegou a ser divulgada em 2003 no governo Lula, mas foi tirada do ar por pressão política.

● O vice-presidente Michel Temer reconheceu em entrevista à Folha que teve atritos com o ministro Antonio Palocci(Casa Civil), mas nega ter dito palavrões. O atrito ocorreu por conta das ameaças de Palocci de tirar um ministério do PMDB. A paz será selada em uma foto "sorridente" como o ministro e a presidente Dilma Rousseff.

● Ilustrada - Filme conta a saga de FHC pela descriminalização das drogas.

O Estado de S. Paulo

● Sem conseguir resolver o apagão na articulação política do Planalto, a presidente Dilma Rousseff comandará várias reuniões, a partir desta semana, na tentativa de provar que o governo não está paralisado pela crise envolvendo o ministro Antonio Palocci (Casa Civil), informa a repórter Vera Rosa. Dilma não gostou da repercussão do "socorro" dado pelo ex-presidente Lula para contornar o escândalo e quer mostrar que não é teleguiada. Apesar de acatar os conselhos de Lula, Dilma avalia que a entrada de seu padrinho em cena foi usada pela oposição para desqualificá-la. Dilma vai se encontrar agora com mais senadores do PMDB do que em cinco meses de governo.

● O administrador da consultoria de Antonio Palocci entre julho e dezembro de 2010, Celso Fonseca, tem ligação com duas empresas que já receberam R$ 5 milhões do governo Dilma, informa Leandro Colon. Uma delas, a SBS, que vende livros didáticos, faturou 30 vezes mais depois que contratou o amigo de Palocci como seu superintendente comercial. A empresa diz que a expansão foi fruto de trabalho.

● Além de zelar pelo controle da inflação, sua missão formal, o Banco Central brasileiro começa a mirar o crescimento, como faz o Fed. Analistas veem a mudança com reservas.

Correio Braziliense

● Diante das iminentes mudanças nas regras de pagamento dos benefícios do INSS, pensar no futuro torna-se cada vez mais urgente. Jovens ou não, os brasileiros devem começar a poupar agora. Uma das opções são os planos privados de previdência. Especialistas exemplificam que quem guarda R$ 2 mil por mês a partir dos 30 anos pode, aos 60 anos, contar com uma renda mensal de R$ 10 mil, sem mexer no montante acumulado de R$ 2,2 milhões. Mas antes de iniciar a poupança, é preciso fazer muita pesquisa.

Estado de Minas

● Estado de Minas mostra que os desafios, problemas e possibilidades de crescimento do Brasil do século 21 navegam ao longo de toda a extensão do Rio São Francisco.
Os repórteres Paulo Henrique Lobato e Gladyston Rodrigues percorreram 5 mil quilômetros na Bacia do São Francisco. Eles contam, a partir de hoje, as histórias colhidas em 30 cidades dos cinco estados banhados pelo chamado Rio da Integração Nacional. Desigualdade social, inflação, expansão imobiliária, produto chinês e a corrida pelo gás natural, uma espécie de pré-sal à mineira, fazem do São Francisco um verdadeiro espelho da economia brasileira.

Jornal do Commercio

● Festejos juninos aquecem a economia do agreste, geram renda e criam oportunidades. Mais de um milhão de pessoas são esperadas em Caruaru. Dez mil empregos serão abertos na cidade.

Zero Hora

● Descobertas tendem a dobrar petróleo no país - Se novas projeções se confirmarem, reserva saltará para perto de 30 bilhões de barris, diz Guilherme Estrella, da Petrobras.

O QUE DIZEM AS PRINCIPAIS REVISTAS SEMANAIS DO PAÍS

Veja

□□□ Voo AF 447 - Pânico na cabine - Recuperadas no fundo do mar, as caixas-pretas revelam a sequência de tempestades, panes e erros no acidente do Airbus que matou 228 pessoas na rota Rio-Paris.
□□□ Raposa Serra do Sol - Como a demagogia transformou índios e fazendeiros em miseráveis urbanos.
□□□ "Lularney" - A semana em que um monstro bicéfalo governou o Brasil.

Época

□□□ Exclusivo: A saúde de Dilma - ÉPOCA teve acesso a exames, listas de remédios e relatos médicos. Por que seu estado ainda exige atenção.
□□□ Especial aniversário - 13 anos
□□□ 40 com menos de 40
□□□ Quem são os jovens que representam o futuro do Brasil
□□□ Um encarte com suas redes de conexões e influências
□□□ Entrevista: "É preciso um pouco de estresse para fazer sucesso", diz Eike Batista

ISTOÉ

□□□ Envelhecer bem - Os segredos de quem tem qualidade de vida na terceira idade e o que fazer para chegar lá de forma produtiva e feliz. Saiba quais as oportunidades de trabalho, lazer e bem-estar para os mais idosos no Brasil.
□□□ Exclusivo - Ana de Hollanda: "Tem gente investigando a minha vida".

Carta Capital

□□□ O purgatório de Dilma - A cada dia cresce o Custo Palocci.
□□□ Caso Palocci - Para preservar o ministro, a presidenta cede à base aliada, pede socorro a Lula e se desgasta.
□□□ Tudo por dinheiro - A disputa de Steinbruch e um ex-diretor da CSN descamba para acusações de fraude na privatização e propina a políticos.