sábado, 11 de junho de 2011

DICA DO DIA
Observe o que se passa na vida: quando você necessita de alimento, é só você que pode comer. Ninguém pode fazê-lo por você. Assim, também, ninguém pode curá-lo. Você é a única pessoa capaz de curar-se, de fazer seu corpo revigorar-se e liberar-se das enfermidades. Emita pensamentos positivos de saúde e expulse de seu organismo todas as moléstias.
(retirado da internet)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Guardas florestais australianos capturaram um crocodilo de estuário com 4,5 metros de comprimento. O animal foi pego no Parque Nacional de Mary River, perto da cidade de Darwin. Este foi um dos maiores répteis capturados em 2011 no norte da Austrália. No mês passado, um crocodilo de 4,64 metros foi pego na mesma região. Quase 200 desses crocodilos, chamados localmente de "comedores de homem" ("man-eaters", em inglês), já foram capturados desde janeiro no norte da Austrália.
(contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

□□□ O site da Radiobras, que nos fornece as sinopses dos jornais, utilizadas neste blog, está em manutenção, motivo pelo qual deixamos hoje de apresentar essas informações. Agradecemos a compreensão dos leitores.

□□□ Sugerimos o site da Folha de S. Paulo, para obter informações recentes: http://www.folha.uol.com.br/

□□□ Também é possível conferir as notícias de hoje no site do Estadão: www.estadao.com.br

sexta-feira, 10 de junho de 2011

DICA DO DIA
Não se deixe encurralar por pensamentos ambíguos. O fato de A ser verdadeiro não torna B falso. Com freqüência, tanto A quanto B podem ser verdadeiros.
As coisas que você deve fazer podem ser também as coisas que você quer fazer. O que você dá pode também ser o que você recebe. O que você ensina pode ser também o que você aprende. Sua tarefa pode ser difícil e ao mesmo tempo agradável. O que é bom para o cliente pode ser bom também para o vendedor.
Muitas vezes, cometemos o erro de definir as coisas pelo que elas não são. Fazendo isso, limitamos nosso raciocínio e nossas oportunidades. Na realidade, existem poucos opostos. Será ensinar o verdadeiro oposto de aprender? Feminino é o oposto de masculino? O amor é realmente o oposto do ódio? Brincar é o oposto de trabalhar?
Claro que não. Muitas das coisas que consideramos opostas são, na verdade, muito similares. Nosso desejo de classificar e colocar tudo em categorias, embora às vezes útil, também pode ser limitante.
As possibilidades surgem, não da eliminação de outras possibilidades, mas da persistência em manter a mente aberta.
(diabetenet.com.br)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Um ladrão "sem coração" está mexendo com a comunidade de West Roxbury, em Boston (Massachusetts, EUA). A cadeira de rodas de um cachorro foi roubada! Ela pertencia a Lucky, um pastor belga de 12 anos com sérios problemas de locomoção, depois de ter sido atropelado.
Quando Lucky saiu para dar um passeio, o larápio agiu. O dono do animal, Dave Feeney, viu o cão sem o equipamento e chamou logo a polícia, relatou a CBS.
Os policiais ainda não têm pistas. O ladrão ainda não foi capturado, mas a Handicappedpets.com, de Nashua (New Hampshire), mostrou solidariedade e enviou uma cadeira de rodas nova para Lucky.
Agora, os passeios de Lucky estão sendo mais vigiados.
(contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Para encerrar a crise da saída de Palocci, a presidente Dilma quer tirar o ministro Luiz Sergio (Relações Institucionais) e por em seu lugar Ideli Salvatti, ministra da Pesca. Dilma se irritou com o PT e a pressão do PMDB por um nome - mas a escolha de Ideli pode ampliar a crise.

● Uma nuvem de cinzas vulcânicas chegou ontem ao Brasil, levando ao cancelamento de voos em Porto Alegre, além de outros aeroportos gaúchos e de Santa Catarina. Na Argentina, mais de 300 voos foram cancelados.

● O governo italiano reagiu à decisão do Supremo Tribunal Federal de libertar Cesare Battisti e reafirmou que recorrerá ao Tribunal Internacional de Haia. Battisti pediu permissão para morar no Brasil.

● Após críticas, o Banco Central recuou e decidiu que o cliente que sacar nota manchada de rosa num caixa eletrônico não precisará mais ir à delegacia nem corre o risco de ser investigado. O banco será obrigado a trocá-la.

● Índice que reajusta aluguel pode ficar negativo em junho.

Folha de S. Paulo

● O governador paulista, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou que a Eletropaulo, que fornece energia a 6,1 milhões de clientes em 24 cidades, não tem "condições mínimas" de atender em situações climáticas adversas. Dois dias após um vendaval atingir o Estado, milhares de pessoas ainda estavam sem luz e água, em razão da falta de energia nas estações de bombeamento. Alckmin disse que os clientes terão de ser indenizados.

● Na Grande SP, cerca de 110 mil moradores ainda não tinham acesso a água na noite de ontem - problema que deve continuar hoje. Pela manhã, eram 570 mil o total de afetados na região, de acordo com a Sabesp. Segundo o governador, foram pedidos à Aneel mais fiscais para acompanhar o trabalho da Eletropaulo. A concessionária não comentou as críticas, disse apenas estar fazendo "todo o possível".

● A Brasil Foods, empresa resultante da união entre Sadia e Perdigão, perdeu R$ 2,26 bilhões em valor de mercado após o início do julgamento do negócio no Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). O veto à fusão pelo relator causou surpresa: as ações caíram 9,3% em dois dias na BM&FBovespa.

● Dilma tem de pôr um petista na articulação política, mas não há ninguém a olho nu. Corre risco de depender mais do poderoso PMDB, avalia Eliane Cantanhêde. Quanto mais Dilma tenta escapar da maldição, mais mergulha nela.

O Estado de S. Paulo

● O deputado Luiz Sérgio (PT-RJ) ainda está na cadeira de ministro de Relações Institucionais, mas é considerado peça fora do governo. Humilhado com o processo sucessório deflagrado por seus companheiros de PT na Câmara, o ministro "por enquanto" tem encontro hoje com a presidente Dilma Rousseff para decidir o futuro da articulação política do governo. Ontem, assessores do Planalto cogitavam os nomes do deputado Pepe Vargas (PT-RS), da ministra Ideli Salvatti (Pesca) e do líder do governo na Câmara, Candido Vaccarezza (PT-SP), como substitutos. O líder do PT na Câmara, Paulo Teixeira (SP), condenou a disputa interna pela sucessão de Luiz Sérgio. "Nenhuma movimentação se legitima enquanto ele ainda estiver no cargo", afirmou.

● Para o ex-presidente Lula, o País perdeu com a saída do ex-ministro Antonio Palocci. "Não é todo país que tem um quadro político da competência do Palocci", disse. Mas acentuou que a presidente "tomou uma atitude no momento correto".

● Pressionado pela opinião pública, o governo italiano vai recorrer ao Tribunal Internacional de Haia contra a decisão do Brasil de libertar Cesare Battisti. O refúgio concedido a Battisti, condenado à prisão perpétua pela autoria de quatro homicídios, foi duramente criticado. O presidente Giorgio Napolitano afirmou que "negar a extradição de Cesare Battisti tem um significado gravemente lesivo aos acordos subscritos entre a Itália e o Brasil".

● Em seu primeiro dia em liberdade após quatro anos, Cesare Battisti disse ao repórter Fausto Macedo que sua causa, agora, é a literatura. Ele quer contar o que viu na prisão da Papuda, em Brasília. “Entendi o Brasil através dos relatos dessa gente. Cada preso é uma janela do Brasil", disse o ex-ativista. Ele é cauteloso em suas declarações: "Não quero que vejam como celebração de um triunfo".

● Segundo o Banco Central, os bancos têm em seus sistemas os registros dos saques. Os correntistas devem apenas apresentar a cédula manchada para serem ressarcidos.

Correio Braziliense

● A demissão de Antonio Palocci deixou em aberto a função de articulador político do Planalto. Com a provável saída de Luiz Sérgio da Secretaria de Relações Institucionais, o próximo ocupante da pasta deve se encarregar da tarefa, já que a chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, será uma gestora de projetos. A escolha do ministro pode provocar uma minirreforma na equipe da presidente, com o PMDB acumulando mais cargos.

Valor Econômico

● Na função mais semelhante à que exercerá à frente da Casa Civil, a ministra Gleisi Hoffmann ganhou fama de gestora objetiva, dura, implacável, cujo trabalho incomodou tanto os políticos do Mato Grosso do Sul que as pressões levaram à sua queda e de seu marido, o hoje ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, quando eram secretários do governador José Orcírio Miranda, o Zeca do PT.

● Entre 1999 e 2000, Gleisi Hoffmann foi responsável por uma profunda reforma administrativa que cortou 1.500 funcionários em cargos em comissão (30% dos existentes à época), reduziu de 15 para 11 o número de secretarias, extinguiu e fundiu empresas públicas (desempregando poderosos presidentes e enxugando estruturas com indicados políticos) e controlou as despesas que poderiam ser efetuadas por outros secretários estaduais.

Estado de Minas

● A tempestade no início da noite teve ventos de até 72km/h, o que não ocorria na transição do outono para o inverno desde 2004. Pelo menos duas pessoas ficaram feridas. Houve grandes congestionamentos nos principais corredores de tráfego. A BR-040 (BH-Rio) ficou fechada nos dois sentidos pela queda de um eucalipto. A Cemig admitiu um apagão sem precedentes, mas não informou o número de atingidos. Faltou energia nas regiões Oeste, Centro-Sul, Leste, Noroeste e Pampulha. Os problemas se estenderam a outras cidades da região metropolitana. As chuvas também provocaram estragos no Triângulo, sobretudo em Uberaba.

Jornal do Commercio

● Escolas da rede estadual que adotam o modelo onde os alunos ficam o dia inteiro no colégio tiveram os melhores desempenhos no Idepe, indicador que mede o aproveitamento dos estudantes.

Zero Hora

● Nuvem de cinzas obriga companhias aéreas a cancelarem voos e coloca o Estado sob apagão aéreo. O que fazer se você tem voo marcado. As opções para viajar de ônibus. Caos pode afetar até o Brasileirão.

quinta-feira, 9 de junho de 2011

DICA DO DIA
Pense o quão forte você será quando tiver superado os desafios que estão à sua frente hoje. Pense em tudo que você pode aprender hoje. Pense em todas as maneiras de fazer a diferença hoje.
Pense em todas as coisas que você sempre quis fazer e que pode fazer ainda hoje. Leve em consideração o quão longe você pode chegar quando faz com que cada momento conte.
O passado ficou para trás e você não pode mais segurá-lo. Você tem um dia inteiro à sua frente para preenchê-lo de significado e propósito. Pense nas possibilidades. Você tem um dia inteiro que vale a pena ser vivido. Você está cheio de energias e pronto para seguir em frente.
Entregue-se, sinta-se vivo. Claro que existem problemas, claro que contratempos aparecerão, mas eles não o impedirão de seguir em frente. Decida fazer deste um grande dia, e ele será.
(Portal Diabetes)


NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Muita gente não conhece a assustadora história, mas parece que ela está longe de ter um final. Para quem não sabe, um estudante chinês de 17 anos vendeu um de seus rins para conseguir um iPad 2 e um iPhone 4. Agora, com a saúde afetada, o rapaz se sente arrependido, mas é tarde demais.
“Eu queria comprar um iPad 2, mas não podia pagar por isso“, disse o garoto chamado de Zheng. “Um corretor me contatou na internet e disse que poderia me ajudar a vender um rim por R$ 5 mil”.
Segundo o Shanghai Daily, no dia 28 de abril, Zheng foi até a cidade de Chenzhou e realizou a cirurgia que removeu seu rim direito. Quando voltou para casa, sua mãe descobriu e relatou à polícia imediatamente. Infelizmente eles não conseguiram localizar o corretor, cujo telefone celular estava sempre desligado.
Para piorar a história, descobriu-se que o Chenzhou Hospital não estava qualificado para realizar transplante de órgãos. O hospital alegou que não tinha ideia da cirurgia porque o departamento que fez a intervenção tinha sido contratado por um empresário de Fujian. O caso ainda está sob investigação.
(contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Após reunião com o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Sérgio Simões, associações de cabos, soldados e oficiais da PM decidiram apoiar o movimento dos bombeiros, criando uma Frente Unificada das Entidades de Classe da Segurança Pública, com apoio também do Sindicato dos Policiais Civis. A reivindicação, agora de todos, é elevar o piso de R$ 1.190 para R$ 2.900 - R$ 900 acima do reivindicado inicialmente pelos bombeiros. Antes mesmo de oficializada a adesão dos PMs, mais de cem policiais participaram de uma carreata com bombeiros em Cabo Frio. De Campos, reduto eleitoral do ex-governador e deputado Anthony Garotinho (PR-RJ), bombeiros partiram em caravanas para a invasão do QG na sexta-feira. Ontem, em seu blog, Garotinho acusou o governador Sérgio Cabral de "iniciar o processo de destruição do Corpo de Bombeiros".

● Pela segunda vez, teve tom emocionado à despedida de Palocci de um governo petista. A presidente Dilma, com voz embargada, agradeceu ao "querido companheiro” e disse que "um amigo deixa o governo". Gleisi Hoffmann assumiu a Casa Civil rejeitando a alcunha de "trator" que ganhou no Congresso. O PMDB reclamou de não ter sido ouvido.

● Apesar da trégua na inflação, o Banco Central manteve a estratégia de aperto monetário para tentar puxar o custo de vida para o centro da meta em 2012. O Comitê de Política Monetária (Copom) fez ontem a quarta elevação da taxa básica no governo Dilma e, por unanimidade, subiu os juros em 0,25 ponto, para 12,25%.

● O Supremo Tribunal Federal decidiu, por 6 votos a 3, libertar o ex-ativista italiano Cesare Battisti, preso em Brasília. A Corte manteve a decisão do ex-presidente Lula de não extraditar Battisti.

Folha de S. Paulo

● O ex-presidente Lula disse ontem que Dilma Rousseff "tem autoridade" e agiu "no momento certo" ao demitir Antonio Palocci da Casa Civil. Ele, que evitou falar do caso em público, atuou nos bastidores e negociou a demissão com a presidente. A declaração de Lula contradiz a versão oficial de que Palocci decidiu abrir mão do cargo para proteger Dilma. O ex-ministro entregou carta de renúncia e disse, em sua despedida, que saia para preservar o diálogo do governo com a sociedade.

● Na posse de Gleisi Hoffmann na Casa Civil, a presidente lamentou a saída do "amigo", "parceiro de lutas" e "artífice da jornada vitoriosa que a elegeu". Disse ainda que o governo "jamais ficará paralisado diante de embates políticos". Elogiada por Dilma por seu perfil técnico, Gleisi prometeu à oposição "convivência respeitosa" e afagou PMDB e PT, que já disputam cargos no Planalto.

● Na quinta vez em que debateu o caso de Cesare Battisti em seu plenário, o STF validou a decisão do ex-presidente Lula de negar a extradição e determinou a soltura do italiano. Battisti saiu da prisão da Papuda (DF) por volta da meia-noite. Battisti integrou grupo que atuou na Itália nos anos 70. Foi condenado à prisão perpétua por quatro mortes. Ele nega a autoria dos crimes. Para o ministro Luiz Fux, a Itália deveria levar o caso a tribunais internacionais, não ao STF.

● A Infraero proibiu, por falta de vagas no pátio, o desvio de voos para o aeroporto de Cumbica, em Guarulhos (SP), das 7h30 às 11h30 e das 18h30 às 22h30. Nesses horários, as opções a Congonhas serão aeroportos em Campinas, Minas e Rio.

O Estado de S. Paulo

● Após três semanas de desgaste, a presidente Dilma Rousseff aproveitou a despedida de Antonio Palocci - ministro da cota do ex-presidente Lula e suspeito de enriquecimento ilícito - para tentar mostrar que ela é chefe de seu governo. Em solenidade no Planalto, Dilma fez questão de dizer que escolheu sozinha a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) para substituir Palocci na Casa Civil e que não ficará "imobilizada". Ela se disse "triste" pela saída de um "parceiro de luta", mas afirmou estar “satisfeita" com a solução que encontrou para “assegurar a continuidade do trabalho" no ministério. Ao contrário de quase todos os seus outros pronunciamentos, ela não citou Lula.

● O Supremo Tribunal Federal não aceitou a reclamação da Itália contra a decisão do então presidente Lula de manter o ex-ativista de esquerda Cesare Battisti no País, mesmo depois de o STF ter autorizado a extradição. Para a maioria dos ministros (6 votos a 3), essa é uma questão de política internacional na qual o STF não deve se intrometer. "É um ato essencialmente político, restrito, portanto, à atuação do Executivo", argumentou o ministro Marco Aurélio Mello. Os magistrados ainda decidiriam ontem se mandariam libertar Battisti, que está preso no Brasil desde março de 2007 a pedido da Itália – cuja Justiça o condenou à prisão perpétua por quatro homicídios. Segundo o advogado de Battisti, o pleito italiano é "apenas uma vingança".

● Num dos votos mais duros da história do Conselho Administrativo de Defesa Econômica, o relator do caso Sadia-Perdigão, Carlos Ragazzo, reprovou a fusão que criou a Brasil Foods. O julgamento foi suspenso por pedido de vista de um conselheiro. O negócio vem sendo analisado há mais de dois anos e já passou pelo Ministério da Fazenda e pela procuradoria do Cade, que o aprovaram com sérias restrições.

Correio Braziliense

● Prévias dos índices de junho mostram a inflação em queda após as medidas adotadas para conter o consumo. Especialistas preveem que uma onda de otimismo entre os trabalhadores deve resgatar a popularidade do governo,

Valor Econômico

● A escolha da senadora Gleisi Hoffmann para substituir o ministro Antonio Palocci na Casa Civil foi uma decisão solitária da presidente Dilma Rousseff. Ela consultou na segunda-feira o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que desde a transição de governo sabia que Gleisi era a opção de Dilma para o cargo. A nova ministra é respeitada no PT e deve compor com Dilma e com o ministro das Relações Institucionais, Luiz Sérgio Nóbrega, o triunvirato que vai se ocupar da coordenação política do governo a partir de agora. Por enquanto, Luiz Sérgio (PT-RJ) fica, mas não é aposta de longo prazo.

● A prioridade política do Planalto, agora, é acabar com o clima de guerra no PT da Câmara e reconciliar o vice, Michel Temer (PMDB-SP), com a presidente. Em seu discurso de posse, Gleisi Hoffmann mencionou pelo menos duas vezes o nome do peemedebista.

Estado de Minas

● Lei estadual dá prazo até 12 de julho para que os bancos instalem as barreiras para garantir privacidade aos saques e reduzir os roubos aos clientes quando saem como dinheiro, as chamadas saidinhas. Lei municipal sancionada ontem reforça a exigência. O uso de celular já é proibido dentro das agências bancárias. A fiscalização para fazer cumprir a legislação é o desafio. A PM tem reforçado o policiamento nos dias de pagamento.

Jornal do Commercio

● Presidente aproveitou posse de Gleisi Hoffmann na Casa Civil, ontem, para demonstrar força. Diversos setores vêem demissão de Antonio Palocci como o início da gestão Dilma, mas os problemas na articulação política do governo permanecem.

Zero Hora

● STF solta Battisti e desagrada à Itália. Para ministra italiana, a não extradição do ex-ativista, solto à 0h7min, é “ato indigno de nação civilizada”.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

DICA DO DIA
Todos desejam crescer interiormente e poucos se permitem tal avanço. Muitas vezes, atitudes benéficas são abortadas, atrasando constantemente uma nova consciência.
Liberdade de expressão é permitir-se o novo, é deixar para trás o que não faz parte do seu crescimento pessoal, é direcionar a sua atenção somente para o seu propósito de vida: evolução espiritual e o enobrecimento de seu ser.
Ser livre é romper as suas próprias barreiras, é permanecer atento às suas próprias atitudes, no sentido de determinar o bem-estar e o seu autocrescimento.
Liberte-se de seus bloqueios, de seus medos, de suas aflições, sinta o amor em seu coração e permita-se viver o que está reservado ao seu destino.
(diabetenet.com)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Kelly Sears, uma adolescente britânica de 19 anos que sofre de narcolepsia (doença que provoca ataques de sono repentinos), teve seu cotidiano transformado por um cão. É que o animal foi treinado especialmente para acordar a garota quando ela cai no sono – o que costuma acontecer de uma hora para outra, provocando quedas e machucados em Kelly.
O cachorro Theo, da raça cocker spaniel, foi ensinado a lamber o pescoço e o rosto da menina, até que ela acorde. De acordo com o jornal Daily Mail, Kelly ganhou o animal de uma entidade que usa cães para fins médicos, a Medical Detection Dogs, e é o único na Europa especializado em lidar com narcolépticos.
Antes de ter a companhia de Theo, Kelly costumava passar minutos fora do ar – o que agora não passa de segundos. O cão virou a sombra da menina nos últimos dois meses e está apto a procurar ajuda quando a menina pega no sono de repente e se machuca – por exemplo, alerta as pessoas ao redor de que algo está acontecendo. “Theo tem sido maravilhoso, ele tem feito uma grande diferença na minha vida”, garante a britânica.
(contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Na maior crise do governo Dilma, Antonio Palocci foi demitido da Casa Civil repetindo a própria história: de homem mais poderoso do governo, tornou-se o pivô de um escândalo que culminou com sua saída, sob suspeição, do cargo. A segunda queda de Palocci, cinco anos após perder o Ministério da Fazenda no governo Lula, enfraqueceu a presidente Dilma, antes mesmo de completar um semestre no cargo. Palocci acreditava que poderia ficar depois que a Procuradoria Geral da República arquivou os pedidos de investigação por suspeita de enriquecimento ilícito e tráfico de influência. O ex-presidente Lula sugeriu que Dilma esperasse mais, porém ela decidiu demitir Palocci diante do desgaste político provocado pelo caso. Para o lugar dele, convidou a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), pedindo que ela assuma o papel de gestora dos projetos do governo. Sem Palocci para negociar com o Congresso, resta a Dilma agora o problema da Articulação Política. O ministro Luiz Sérgio também deve sair. Na crise, o PMDB se fortaleceu.

● Com a escolha de Gleisi Hoffmann para a Casa Civil, o Brasil vive uma situação inédita na história republicana: pela primeira vez um casal ocupa cargos na Esplanada dos Ministérios. Gleisi é mulher do ministro do Planejamento, Paulo Bernardo. A indicação surpreendeu os governistas.

● Na tentativa de debelar a crise no Corpo de Bombeiros, o novo comandante da corporação, coronel Sérgio Simões, visitou ontem os invasores do QG e propôs ser o mediador entre a categoria e o estado. Os presos - que rasparam a cabeça, deixando o número 439 na nuca, numa referência ao total de detidos - recusaram a oferta.

Folha de S. Paulo

● A presidente Dilma Rousseff demitiu Antonio Palocci, 50, após cinco meses e sete dias de governo. Gleisi Hoffmann (PT-PR), senadora que estava em seu primeiro mandato, é a nova ministra-chefe da Casa Civil. Indicado pelo ex-presidente Lula para ser o principal operador político da gestão Dilma, Palocci teve a credibilidade corroída pelas reportagens da Folha que mostraram a multiplicação de seu patrimônio em quatro anos e o faturamento de R$ 20 milhões de sua consultoria somente em 2010, quando era deputado e comandou a campanha petista à Presidência. O silêncio de Palocci, que demorou a dar explicações sobre seus negócios e se recusou a identificar seus clientes, alimentou a crise que paralisou o governo por três semanas. Dilma decidiu demitir seu principal ministro depois de saber que pesquisas já apontavam o desgaste de sua gestão em decorrência da crise.

● Ao convidar Gleisi Hoffmann, a presidente usou a expressão “Dilma da Dilma” para dizer que espera que ela se concentre na gerência do governo, informa Renata Lo Prete. A presidente avaliou que não funcionou centralizar na Casa Civil a articulação política.

● As cinzas do vulcão chileno que entrou em erupção no fim de semana chegaram ao RS e podem avançar no Sul do país nos próximos dias. O tráfego aéreo com Argentina, Paraguai, Uruguai e Chile foi prejudicado. TAM e Gol cancelaram ao menos 51 voos.

O Estado de S. Paulo

● Antonio Palocci, considerado o “primeiro-ministro" da presidente Dilma Rousseff, pediu demissão ontem da Casa Civil, em meio ao escândalo causado por suspeitas de enriquecimento ilícito, que já durava 23 dias e provocava a maior crise do atual governo. Ele será substituído pela senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), que tomará posse hoje. Mesmo após o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, ter arquivado as denúncias da oposição, Palocci não resistiu ao processo de desintegração de seu capital político diante do cerco de aliados. Em nota, o ex-ministro disse que a “robusta" manifestação de Gurgel confirmou sua “retidão", mas afirmou que se demitiu porque a crise "poderia prejudicar suas atribuições no governo". Palocci estava disposto a ir ao Congresso se explicar e esperava o apoio de Dilma após a decisão de Gurgel, mas isso não ocorreu.

● O PMDB recebeu mal a indicação da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) para a Casa Civil. Peemedebistas consideraram “surreal” que a petista que esteve à frente do "fogo amigo" contra Palocci ocupe o lugar dele.

● Dora Kramer - Procurar é preciso: O Planalto busca ligar a saída ao atestado de inocência dado pelo procurador. Mas a demissão não deveria eximir Palocci de se explicar.

● A inflação medida pelo IPCA mostrou desaceleração em maio, para 0,47%, graças à queda nos preços dos combustíveis. Mas os alimentos voltaram a subir. Economistas projetam alta de 0,25 ponto porcentual no juro básico hoje.

Correio Braziliense

● Presidente decide encerrar a crise que envolveu um dos principais colaboradores do governo e escolhe Gleisi Hoffmann (PT-PR) a fim de impor um caráter mais técnico à pasta. “Assumo para cuidar da gestão”, anunciou a nova ministra. Luiz Sérgio, da articulação política, está ameaçado no cargo.

Valor Econômico

● Após 23 dias de crise, a presidente Dilma Rousseff demitiu ontem o ministro Antonio Palocci e nomeou a senadora Gleisi Hoffmann, do PT do Paraná, para a chefia da Casa Civil. Palocci perdeu apoio da maioria do PT. Sua manutenção ameaçava envolver o governo em uma crise no Congresso, apesar da ampla maioria da base de apoio da presidente. Havia o risco de a oposição conseguir reunir o número necessário de assinaturas para instalar uma CPI a fim de investigar o enriquecimento do ex-ministro, cujo patrimônio foi multiplicado por 20 em quatro anos, segundo reportagem da "Folha de S. Paulo".

Estado de Minas

● Depois de três semanas sob pressão para explicar seu rápido enriquecimento, Antonio Palocci pediu demissão numa carta de 79 palavras entregue à presidente Dilma Rousseff. A presidente relutava em afastá-lo até concluir que ele não teria condições políticas de exercer a função por falta de apoio mesmo entre petistas. Imediatamente foi apontado o nome da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) para substituí-lo. Mas com missão bem definida: “Assumo para cuidar da gestão”, afirmou Gleisi. “Ela vai ser a Dilma da Dilma”, definiu o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE).

Jornal do Commercio

● Senadora substitui Palocci - Pivô da maior crise política do governo Dilma por causa das denúncias de tráfico de influência e enriquecimento ilícito, Antonio Palocci deixou a Casa Civil, ontem. Em seu lugar, toma posse hoje Gleisi Hoffmann (PT-PR).

Zero Hora

● Queda de Palocci muda perfil do governo Dilma - Após 23 dias sob fogo, Antonio Palocci é derrubado pela segunda vez de um ministério ao ser alvo de escândalo. A senadora petista Gleisi Hoffmann assume a Casa Civil como gerente, e não articuladora.

terça-feira, 7 de junho de 2011

DICA DO DIA
Seja na terra a pequenina chama que ilumina as trevas em que jazem milhares de criaturas. Seja a água benéfica que dessedenta todos aqueles que atravessam o deserto da existência, sequiosos de carinho e amor. Seja o alimento dos que nos procuram, famintos de compreensão e de incentivo. Procure "servir e amar", para ter a alegria de haver passado na terra distribuindo benefícios a todas as criaturas.
(retirado da internet)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
O "Grande George" é o detentor do titulo do maior cão do mundo no Guinness World Records. Ele tem apenas quatro anos e mede 2,10 metros de comprimento, pesa 113 quilos e consome mais de 50 quilos de alimentos por mês. "George” é maior do que um leão, mas manso como um gatinho, gosta de pular, correr e brincar com seus donos, David e Christine Nasser , moradores da cidade de Tucson, EUA. O "Big George” tem seu próprio site e com mais de 50 000 adeptos na sua página oficial do Facebook e vários seguidores no Twitter.
(contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, arquivou o pedido de investigação contra o ministro Antonio Palocci apresentado pelos partidos de oposição. Gurgel disse que não viu indícios dos crimes de enriquecimento ilícito nem tráfico de influência. Não descartou ter havido improbidade administrativa, mas afirmou que essa investigação não é de sua competência. Graças ao argumento de Gurgel – que está a um mês de renovar seu mandato por mais dois anos -, Palocci, cuja situação é muito delicada, pode ter conseguido uma sobrevida, como vinha sendo defendido pelo ex-presidente Lula. O grande desafio é buscar, inicialmente, apoio dentro do PT ao ministro. Ontem à noite, depois de conversar com Lula por telefone, a presidente Dilma Rousseff se reuniu com o presidente do PT, Rui Falcão. A informação era que, apesar da pressão dos aliados, a presidente fora convencida a segurar Palocci.

● Dono do apartamento alugado ao ministro Antonio Palocci, o advogado Gesmo Siqueira dos Santos é filiado ao PT de Mauá, no ABC paulista, há 23 anos, segundo o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo. Palocci diz que não conhece o advogado, que, por sua vez, afirmou não se lembrar de ter se filiado ao PT. O PT de Mauá informou que Gesmo já foi filiado ao partido, mas que a inscrição foi cancelada.

● Em visita a Brasília, o venezuelano Hugo Chávez encontrou-se ontem com o ministro Antonio Palocci e, depois de um abraço, recomendou: “Fuerza, fuerza.” Mais cedo, a Força Sindical, central aliada do governo, pediu em nota a saída de Palocci. “O imediato afastamento do ministro só trará benefícios para o país, que vive um bom momento econômico, mas começa a sentir a paralisia política do governo”, diz a nota.

Folha de S. Paulo

● Procurador-geral poupa Palocci de investigação - Em nota, ministro afirma que decisão coloca ‘embate político nos termos da razão’; aliados ampliam pressão pela saída dele.

● A Agência Nacional de Vigilância Sanitária vai divulgar alerta de que substituir refeições pelas chamadas “rações humanas”, em geral compostas de cereais e fibras, traz riscos à saúde. A nota também deve dizer que esses produtos não podem usar o nome de “ração humana” nem colocar no rótulo que têm propriedades medicinais.

● A Apple apresentou o iCloud, serviço que armazena arquivos em rede e permitirá a usuários ouvir músicas em qualquer computador ou em aparelhos móveis como o iPad e o Iphone. Músicas não compradas da Apple poderão ser trocadas via Itunes Match, por R$ 40 anuais.

O Estado de S. Paulo

● Procurador manda arquivar denúncias contra Palocci. Decisão é anunciada no dia em que aliados pediram a saída imediata do ministro e criticaram inação de Dilma.

● O deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), relator do processo contra Jaqueline Roriz (PMN-DF), vai pedir a cassação da deputada, que aparece em vídeo recebendo dinheiro. Para Sampaio, embora o vídeo seja de 2006, anterior à eleição de Jaqueline, a imagem do Congresso foi manchada.

● Apostas do governo para ampliar a geração de energia no país, as hidrelétricas dos Rios Tapajós e Jamanxim, no Pará, enfrentarão processo mais complicado que o licenciamento de Belo Monte. As novas usinas deverão ocupar áreas de pelo menos três unidades de conservação ambiental na Amazônia. Para que essas reservas tenham seus limites alterados, será necessária aprovação do Congresso Nacional.

Correio Braziliense

● Remédio indicado para tratamento de melanoma (tumor na pele) em fase de metástase reduz o risco de morte em até 63%. Especialistas ouvidos pelo Correio explicam por que o vemurafenibe pode ser considerado um importante aliado no combate à doença. O medicamento ainda precisa ser aprovado pela agência de saúde norte-americana.

Valor Econômico

● O governo vai usar seu poder de compra para dar vantagens a fornecedores nacionais que invistam em tecnologia. Essa será uma das principais armas da Política de Desenvolvimento Competitivo (PDC), a nova política industrial a ser divulgada em breve pelo governo. O setor público será autorizado a fazer encomendas sem licitação de bens tecnológicos a serem desenvolvidos por empresas no país, especialmente em áreas como fármacos, equipamentos de defesa e software.

Estado de Minas

● O Ministério do Meio Ambiente convocou a população a fazer coleta seletiva do lixo. BH, entretanto, segue na contramão da proposta. Diferentemente da promessa de campanha de Marcio Lacerda, apenas 32 bairros (9%) têm esse serviço, com estimativa de chegar a 20% em 2014. A cidade enfrenta também sérios problemas com bota-fora e sujeira nas ruas, que geram custo de RS$ 72 milhões.

Jornal do Commercio

● Reforço contra a dengue.

Zero Hora

● Os efeitos do vulcão chileno. Nuvem de cinzas que cobriu a turística cidade de Bariloche, na Argentina, e fechou aeroportos no sul daquele país pode chegar fraca ao Estado, hoje ou amanhã.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

DICA DO DIA
Conclua um projeto que estava pendente há tempos. Surpreenda alguém dando um pouco mais do que era esperado.
Aproveite o tempo para aprender algo novo. Ofereça sua companhia ou conforto a alguém que precise.
Ensine o que você sabe a alguém. Procure entender um ponto-de-vista oposto ao seu. Elogie alguém com sinceridade.
Saia para uma boa caminhada. Organize os papéis na sua mesa. Arrisque-se, apesar de seus medos.
Diga obrigado a alguém. Preste atenção quando outros estiverem falando. Faça algo divertido, apenas pelo prazer de fazê-lo.
Seja mais paciente consigo mesmo e com as pessoas ao seu redor. A vida é tão especial quanto você a faz.
Gratifique-se hoje e veja quão brilhante você pode fazer o seu amanhã.
(diabetnet.com)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Para promover as inovações do The Greener Gadgets Conference (Conferência dos gadgets verdes, em tradução livre) em Nova York, a empresa Core77, organizadora do evento, fez um concurso para premiar o melhor gadget sustentável que respeitasse os critérios de inovação, design, originalidade, forma e apresentação. Mas eles precisavam focar em três áreas: energia, material/ciclo de vida/reciclagem e desenvolvimento social e educacional.
Um deles é o curioso “Digital Tattoo Interface”, um celular que é implantado na pele do usuário e que reflete a forma do aparelho no braço. A pessoa atende o telefone com um simples toque na pele. Estranho? Pois saiba que ele não precisa de baterias. Ao colocar o implante, dois caninhos são ligados a uma artéria e a uma veia, passando por um pequeno receptor do tamanho de uma moeda, que converte a glicose e o oxigênio do sangue em energia!
Mas não foi esse aparelho que levou um dos quatro prêmios concedidos (que variava de US$ 2.500 a uma mochila com células fotovoltaicas). O grande vencedor foi o EnerJar, que faz a medição da energia consumida por aparelhos elétricos. Em segundo ganhou o Gravia, uma lâmpada carregada pelo próprio usuário, e em terceiro, o Green Cell, que prega a padronização das baterias para que não haja desperdício de utensílios como carregadores e adaptadores.
(contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Aliados do PMDB e do PT cobraram da presidente Dilma Rousseff um desfecho para a situação do ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, até quarta-feira, quando o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, deve dar seu parecer sobre o caso. A avaliação dos interlocutores do Palácio do Planalto é que a situação de Palocci é insustentável, sob pena de aprofundar a crise e os problemas na relação com o Congresso. Dilma conversou ontem sobre o assunto, por telefone, com o ex-presidente Lula, que é esperado amanhã em Brasília. Uma das alternativas discutidas é a de que Palocci peça licença até o esclarecimento do caso. Deputados admitem que há um grande problema em mexer na composição do governo e criar novas dificuldades com a escolha mal feita do substituto. Dilma teria preferência por uma pessoa com perfil mais técnico, como Graça Foster, diretora da Petrobras, ou a ministra do Planejamento, Miriam Belchior. Mas isso criaria um problema na articulação política.

● O ministro Palocci disse que comprou o apartamento de R$ 6,6 milhões nos Jardins, região nobre de São Paulo, como investimento. Por isso, o mantém fechado e continua pagando R$ 13.500 mensais de aluguel para morar no apartamento em Moema, que está registrado em nome de empresa de fachada.

● Após uma polarizada campanha, três pesquisas de boca de urna e três contagens rápidas indicaram que o nacionalista Ollanta Humala venceu o segundo turno das eleições presidenciais no Peru, derrotando a filha do ex-ditador Alberto Fujimori, Keiko. Os candidatos mantiveram cautela, à espera do resultado oficial, uma vez que a vitória de Humala teria sido por uma margem de apenas 3 pontos percentuais.

● Com um programa de liberalismo e austeridade, tendo à frente o economista Pedro Passos Coelho, os conservadores do Partido Social-Democrata venceram as eleições ontem e vão assumir o governo de Portugal, impondo dura derrota ao Partido Socialista, no poder há seis anos. A abstenção foi recorde.

Folha de S. Paulo

● Empresas que se dizem "parceiras" do Detran-SP usam informações sigilosas de motoristas para oferecer serviços àqueles que correm o risco de ter a habilitação suspensa por infrações, relata Ricardo Gallo. Ao telefone, despachantes cobram R$ 450 dos condutores com a promessa de reduzir o tempo de punição e até evitar o curso de reciclagem, o que é irregular. Um deles diz receber a lista de um servidor do órgão. Nomes dos motoristas não são divulgados pelo departamento de trânsito na notificação pelo “Diário Oficial". Recorrer por conta própria custa R$ 200. O Detran diz desconhecer o esquema.

● Numa operação que sujeita o Planalto a danos adicionais, deputados aliados terão de derrubar amanhã a convocação para que o ministro Antonio Palocci fale na Câmara. A oposição promete recorrer ao Supremo. Deputados fazem pressão para que o governo evite esse novo desgaste, e os principais ministros acham difícil sustentar Palocci. A presidente ainda deve discutir com Lula o destino do seu ministro.

● O investimento em imóveis foi o mais rentável em 2010, em São Paulo, Rio e Belo Horizonte. Na capital paulista, o valor dos lançamentos disparou até 71%. Na média, os preços saltaram 34,4%.

O Estado de S. Paulo

● Dilma decidirá futuro de Palocci após parecer do procurador-geral. Posição de Roberto Gurgel sobre as suspeitas envolvendo o ministro deve sair na quarta-feira.
Em conversa por telefone, a presidente Dilma Rousseff acertou ontem com Antonio Palocci que aguardará o posicionamento da Procuradoria-Geral da República a respeito das suspeitas que pairam sobre o chefe da Casa Civil antes de tomar uma decisão sobre o caso.

● Brasil libera entrada de carros argentinos.

● Broto é outro suspeito no surto de 'E. coli'.

Correio Braziliense

● A presidente fez contatos com Lula para saber se mantém o ministro na Casa Civil. A decisão, no entanto, não depende apenas do antecessor. Integrantes da base aliada lembram a gratidão pelo papel que Palocci desempenhou na campanha.

Valor Econômico

● Os investidores externos têm encontrado formas para escapar do pagamento do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) sobre os recursos aplicados no mercado financeiro brasileiro. Desde outubro, o IOF é de 6% sobre o dinheiro que entra para renda fixa e de 2% para ações.

Estado de Minas

● Dívida acima de 90 dias de consumidores e empresas leva bancos a provisionar R$ 98 bilhões para cobrir risco de calote. Vilões da inadimplência são financiamentos de veículos e eletroeletrônicos e gastos com cartões de crédito. Situação pode piorar com a inflação, encarecimento do crédito e crescimento brando da economia, que reduz oferta de empregos e inibe aumento da renda.

Jornal do Commercio

● Porto e aeroporto novos para o Estado - Governador deve detalhar projeto hoje, mas há previsão de que terminais cargueiros serão construídos na Ilha de Itapipoca, próximo à Praia de Ponta de Pedras, numa parceria público-privada.

Zero Hora

● Blitz da Balada Segura flagra quatro vezes mais embriagados - Operação do Detran, da EPTC e da BM na saída de bares da Capital constata crescimento nas autuações de motoristas comparadas à média do ano.

domingo, 5 de junho de 2011

DICA DO DIA
Nós, seres humanos, não aceitamos bem as críticas sobre nossos atos e atitudes. Só que existe dentro da gente uma energia muito interessante, que vibra no sentido da busca do equilíbrio interior. Esta energia chama-se pensamento crítico. O pensamento crítico funciona como uma balança consciente das nossas razões, dando um formato ideal para que possamos viver de bem com a vida e em harmonia constante. Saber respeitar o pensamento crítico, analisando suas potencialidades, seus prós e contras, é a certeza de estarmos definindo com clareza o melhor caminho a ser seguido.
Quando o pensamento crítico transformar-se na sua voz interior, preste bem atenção! Sempre valerá a pena escutar alguém com bastante experiência.
Lembre-se: saber ouvir é uma das mais importantes lições a serem aprendidas nesta viagem pelo planeta Terra.
(diabetenet.com)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Cientistas australianos afirmam ter descoberto que o rock pesado do AC/DC pode acalmar tubarões brancos. Matt Waller, que conduz estudos sobre como a música afeta o comportamento da espécie mais perigosa de tubarão, disse ao site ABC News que mergulhadores em Guadalupe levaram equipamentos de som para a água em áreas infestadas de tubarões brancos. Nas experiências foram usados vários tipos de música, mas poucos padrões de comportamento foram estabelecidos. Entre eles, o mais notável foi a baixa atividade dos animais quando expostos a canções da banda do guitarrista Angus Young, em particular "You Shook Me All Night Long", do álbum "Back in Black" (1980).
(contaoutra.com)

CRÔNICA DE DOMINGO
Hoje é o Dia Mundial do Meio Ambiente. Por isso reproduzo aqui um poemeto que escrevi há muitos anos, publicado em meu livro PALAVRAS, que fala sobre o lixo. O tema é apropriado para esta data. Boa leitura!

LUGAR DE LIXO...

O que pensam as pessoas
Que jogam lixo na rua,
No rio, no terreno em frente...
Querem ver a Terra nua?

E é gente bem crescida
Que de forma displicente,
Prejudica todo mundo,
A vida, o meio ambiente.

Tantos falam, falam tanto,
Do mundo, da ecologia.
Mesmo assim, poucos entendem,
Demonstrando rebeldia...

Bom seria que se esforçassem,
Pra cuidar da Natureza,
Quando não pra cooperar,
Ao menos por esperteza...

A Terra, este planeta,
Meu, seu, nosso lugar,
Se não for bem conservado,
Pode um dia acabar!

Então, meu caro terráqueo,
Por temor ou por capricho,
Leve adiante esta mensagem:
Lugar de lixo, é no lixo!

O QUE DIZEM OS JORNAIS
(Todo noticiário aqui postado é extraído da sinopse da Radiobras)

O Globo

● Levantamento feito pelo Globo em 378 ações contra suspeitos de desvio de dinheiro público no Rio, entre 1994 e 2011, mostra que a corrupção é um crime praticamente impune. Nos quase 20 anos da lei do colarinho branco, criada para combater desvios de servidores, houve apenas quatro condenações em segunda instância – 1% das ações-, revelam Carla Rocha e Fábio Vasconcellos. Os processos envolvem prejuízos de pelo menos R$ 530 milhões, e são remotas as chances de o dinheiro desviado voltar para os cofres públicos. Protagonista do escândalo do Propinoduto, que desviou R$ 33 milhões do Fisco estadual para contas na Suíça em 2003, o ex-fiscal de renda Rodrigo Silveirinha é apontado hoje como dono de um posto de gasolina que está em nome de um fiscal da ativa.

● Cerca de 40 policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) usaram explosivo plástico no início da manhã de ontem para derrubar o portão dos fundos do Quartel Central dos Bombeiros, no Centro. O quartel tinha sido invadido na noite de anteontem por mais de mil manifestantes, além de mulheres e crianças, durante um protesto por melhores salários.

● Os policiais militares fizeram disparos de fuzil para o alto e jogaram bomba de gás lacrimogêneo com o objetivo de conter os amotinados, que reagiram jogando água na tropa de elite. Pelo menos uma criança inalou fumaça e foi atendida no Hospital Souza Aguiar. Mais de 200 bombeiros foram presos e levados em micro-ônibus para o Batalhão de Choque da PM. Apesar das prisões, os manifestantes voltaram a fazer um protesto em frente à unidade, mas foram contidos por policiais militares da cavalaria.

Folha de S. Paulo

● A presidente Dilma Rousseff decidiu ouvir seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, antes de decidir se demite ou não o ministro da Casa Civil, Antonio Palocci. Além do ex-presidente, ela pretende conversar com outros integrantes da base de apoio ao governo. Para aliados, as explicações dadas por Palocci tanto à Folha como à TV Globo foram tardias e insuficientes para encerrar a crise que atinge o Palácio do Planalto há três semanas.

● Na entrevista, publicada na edição de ontem do jornal, o ministro disse que não revelou à presidente os clientes de sua consultoria, que faturou R$ 20 milhões somente no ano eleitoral de 2010, quando chefiou a campanha nacional petista. A crise teve início quando reportagem da Folha mostrou que, de 2006 a 2010, Palocci ampliou em 20 vezes o seu patrimônio.

● Os peruanos decidem hoje entre democracia e prosperidade. Ollanta Humala (esquerdista) e Keiko Fujimori (direitista) estão empatados segundo pesquisas. Humala quer levar o país ao Mercosul. “É interesse do nosso Estado ser sócio estratégico do Brasil”.

● Portugal escolhe hoje seus 230 deputados. A abstenção projetada é de 40%. "Para que votar? Qualquer que seja o governo, irá apenas cumprir o acordo com o FMI", diz o estudante Henrique Simão, 28.

O Estado de S. Paulo

● A situação do ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, piorou depois da entrevista que ele concedeu ao Jornal Nacional, na sexta-feira. E se agravou ontem depois da divulgação, pela revista “Veja”, da notícia que o apartamento de 640 metros quadrados que Palocci aluga, em São Paulo, seria de empresa dirigida por laranjas, um deles de 23 anos, outro de 17. A presidente Dilma Rousseff teve uma reação de desânimo ao ver a entrevista, segundo fontes do Planalto. Petistas de São Paulo classificam o clima como "insustentável".

● Polarizado entre a conservadora Keiko Fujimori e o esquerdista Ollanta Humala, o segundo turno da eleição presidencial peruana hoje é também batalha de assombrações. O ex-presidente Fujimori, pai de Keiko, e o venezuelano Chávez, antigo aliado de Humala, são apenas dois desses fantasmas.

● A espiral de crimes no sudeste do Pará, o "Polígono da Violência", fez a Região Norte superar a Nordeste como campeã de homicídios no País, informam Daniel Bramatti e José Roberto de Toledo. "Em 19 anos de polícia, nunca tinha visto nada parecido", diz o superintendente da Polícia Civil em Marabá, Alberto Teixeira.

Correio Braziliense

● Rombo da Caixa de Pandora em dez anos chega a quase R$ 1 bi. Os desvios são resultado de contratos superfaturados, fraude na execução de serviços e na entrega de produtos e falta de requisitos legais na negociação entre o Governo do Distrito Federal e a iniciativa privada. Processos serão encaminhados no início desta semana ao Tribunal de Contas do DF e tentarão reaver pelo menos parte desse dinheiro.

● Mudanças na legislação aprovadas pelo Congresso estabelecem punições menos rigorosas para políticos investigados por falta de ética, desmatadores ilegais e criminosos. No Judiciário, decisão do STF pode diminuir o alcance da Lei da Ficha Limpa nas eleições do ano que vem.

Estado de Minas

● O assassinato de um torcedor em Montes Claros mostra como a violência e a impunidade expulsam a alegria de campo. O EM conta a história desta e de outras terríveis perdas.

Jornal do Commercio

● Bombeiros em campanha salarial ocuparam quartel do comando; Bope derrubou portão da unidade com explosivos e abafou a invasão com bombas de gás e rajadas de tiros. Esposas e filhos de militares rebelados ficaram feridos em tumulto.

Zero Hora

● Ex-guerrilheiro rompe 41 anos de silêncio. Autor do tiro que feriu o cônsul americano em 1970 na Capital, Felix Rosa Neto reconstitui a ação integrada pelo atual ministro Fernando Pimentel.

O QUE DIZEM AS PRINCIPAIS REVISTAS SEMANAIS BRASILEIRAS

Veja

□□□ A anatomia da corrupção - Um relatório da Polícia Federal mostra como espertalhões desviam e desperdiçam o suado dinheiro dos brasileiros.
□□□ O “superfaturamento legal”: tudo é até 145% mais caro quando quem paga são os contribuintes.
□□□ Aeroportos: em dez obras sumiram 891 milhões de reais.
□□□ Documentário - Seis ex-presidentes, entre eles FHC e Bill Clinton, dizem por que fracassaram no combate às drogas.
□□□ Palocci - O estranho caso do apartamento do ministro em São Paulo.

Época

□□□ Agora somos 7 bilhões - Nosso planeta agüenta?
□□□ O impacto humano já abalou até a geologia da Terra.
□□□ A era da comida barata acabou.
□□□ Não dá para gerar energia 100% limpa para todos.
□□□ As 10 tecnologias inovadoras que podem salvar.

ISTOÉ

□□□ As novas aplicações da ioga - Como a técnica de meditação e relaxamento está sendo usada para combater doenças, da obesidade à dor crônica e até mesmo câncer e hipertensão, com eficiência comprovada por hospitais no Brasil e nos Estados Unidos.
□□□ Novos vampiros - Hemobrás, a estatal do sangue, já gastou mais de R$ 130 milhões e não produziu uma gota de derivados.
□□□ Especial - Rio de Janeiro, uma cidade em transformação.

Carta Capital

□□□ A máfia do futebol - Blatter, aluno de Havelange, mantém o controle da Fifa e de um esporte movido a corrupção.
□□□ Assassinatos no Pará - Os últimos momentos de José Ribeiro e sua mulher.
□□□ Carta Verde - Nova era geológica, moldada pelo ser humano.
□□□ Palocci - O ministro joga a última cartada.