sábado, 9 de julho de 2011




09 de Julho: 79 anos da Revolução Constitucionalista

São Paulo de 32. Esse é o título de um texto que está na capa de um LP, gravado no ano de 1957, ainda em acetato, anterior, portanto, aos LPs gravados em vinil, e que evoca a epopéia paulista de 1932.
O disco foi produzido pela Som Indústria e Comércio S.A. – Discos Copacabana e tem, no Lado A, poesias de Oliveira Ribeiro Neto. No Lado B, os poemas são de Guilherme de Almeida. A música é de Alceu Bocchino. A apresentação é de Cesar Ladeira, que, em 1932, era locutor da Rádio Record de São Paulo, e foi cognominado o “Locutor da Revolução”.
No texto, a lembrança de que “a gravura de Belmonte, as cores de Piratininga, a força dos poetas, a voz empolgante, a música heróica e a partitura de Alceu Bocchino, poderão mostrar ao Brasil o que foram esses dias varonis de Julho, Agosto e Setembro de 1932”.
Importante salientar que muitos jovens são-manuelenses também participaram daquele episódio histórico, sendo muitos já falecidos. Os que faleceram mais recentemente foram Octávio Paschoal e Auzílio Attilio Innocenti, que estiveram em combate.
A Revolução de 1932 teve início num confronto, em ruas paulistanas, em que foram mortos quatro estudantes: Martins, Miragaia, Drauzio e Camargo, cujas iniciais batizaram o movimento como MMDC. Ressalte-se que Martins era um jovem são-manuelense. Outro são-manuelense ilustre que participou da Revolução de 1932 foi o major Romão Gomes, cujo nome é ressaltado e dignificado pela história, por seus feitos em combate.
No Museu Histórico e Pedagógico Padre Manuel da Nóbrega há uma sala especial que evoca a Revolução Constitucionalista de 1932, e onde os são-manuelenses mais jovens poderão encontrar dados e detalhes sobre esse momento histórico de São Paulo e do Brasil.
(trecho de matéria publicada pelo jornal O DEBATE desta semana - na foto, soldados revolucionários nas ruas da capital paulista)

DICA DO DIA
Pense na última vez que você conversou com alguém e que teve a impressão de que a pessoa não estava nem um pouco interessada em conversar com você. Sentiu-se irritado com isso? Então lembre-se de que as outras pessoas também percebem quando não estamos interessados no que elas estão dizendo.
Para atrair as pessoas, temos de nos importar com elas. Quando estamos realmente interessados em alguém, raramente temos problema em manter a conversa fluindo e nos esquecemos de nós mesmos... Importar-se significa se pôr no lugar da outra pessoa... Agora, se você não quiser fazer esse esforço, é melhor ir embora... Se você foi conversar com essa pessoa, porque não oferecer toda sua atenção a ela?
(Andrew Matthews, do livro “Faça Amigos”)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Seth e Preston Campbell são gêmeos, mas nasceram com mais de dois dias de diferença. Tem mais: eles nasceram em cidades diferentes da Inglaterra!
Os gêmeos e a mãe tinham uma chance em um milhão de sobreviver a uma gestação complicadíssima. Seth foi o primeiro a nascer, no hospital Frimley Park, em Camberley. Cinquenta horas depois veio ao mundo Preston, em um hospital de Londres, para onde Donna Grove, de 27 anos, havia sido transferida para um tratamento de emergência.
Depois de se recuperar dos partos, Donna foi pedida em casamento por James Campbell, pai das crianças, contou o "Sun".
(contaoutra.com.br)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Cinco anos depois do início da ação contra os envolvidos no mensalão do governo Lula, a Procuradoria Geral da República reafirma que uma quadrilha chefiada pelo então ministro da Casa Civil, José Dirceu, usou dinheiro público para comprar apoio no Congresso. "Foi um plano criminoso voltado para a compra de votos no Congresso. Trata-se da mais grave agressão aos valores democráticos que se possa conceber", afirmou o procurador-geral, Roberto Gurgel, nas alegações finais ao Supremo Tribunal Federal. Gurgel pediu a condenação de 36 pessoas. A pena de Dirceu pode ir a 111 anos de prisão, e a de Marcos Valério, a 1.727 anos.

● Até hoje sem dono nem origem identificados, o R$ 1,7 milhão apreendido com os "aloprados" petistas poderá ter destino nobre: o Ministério Público Federal pediu à Justiça que o valor seja doado a uma entidade filantrópica. Na campanha de 2006, o dinheiro seria usado para comprar um dôssie contra tucanos.

● Luiz Antonio Pagot, um dos pivôs do escândalo no Ministério dos Transportes, diz ter provas de que empreiteiras eram recebidas pelo ministro das Comunicações, Paulo Bernardo (PT), antes de procurarem o ministério, conta Jorge Bastos Moreno. Pagot vai depor terça-feira no Congresso. Ontem, o senador Blairo Maggi (PT-MT), padrinho de Pagot, decidiu recusar o cargo de ministro dos Transportes alegando conflito de interesses. Uma das empresas dele, a Hermasa Navegação da Amazônia, recebeu R$ 113,5 milhões do Fundo de Marinha Mercante. O fundo é formado com recursos públicos, e o diretor que administra a liberação do dinheiro foi indicado pelo PR.

Folha de S. Paulo

● A Gol Linhas Aéreas anunciou a compra da Webjet por R$ 96 milhões e passará a controlar 40,5% do mercado, atrás da TAM, que detém 44,3%. A empresa assume as dívidas da Webjet, de R$ 214,7 milhões. Especialistas dizem que o negócio põe fim ao modelo de baixo custo e que a Gol deve elevar o preço das passagens da Webjet, um dos mais baixos hoje. A empresa realiza voos de curta distância e itinerários regionais.

● Nos relatos finais enviados ao STF sobre o mensalão, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, diz que empréstimos fraudulentos dos bancos Rural e BMG ao grupo de Marcos Valério e ao PT superaram R$ 75 milhões, informa Felipe Seligman. O valor é 25% maior do que era conhecido. Ex-chefe da Casa Civil, Jose Dirceu diz que o parecer não traz provas.

● Para conter a desvalorização do dólar, o Banco Central anunciou que vai restringir o dinheiro disponível para aplicações que apostem na queda da moeda. Bancos terão de deixar no BC ao menos 60% das posições "vendidas" em dólar no mercado futuro superiores a US$ l bilhão.

O Estado de S. Paulo

● O senador Blairo Maggi (PR-MT) recusou o convite de Dilma Rousseff para assumir o Ministério dos Transportes. A decisão ainda não foi formalizada, mas assessores do grupo empresarial de Blairo vetaram a indicação e ele decidiu ficar no Senado. Com a decisão, volta ao topo da lista o nome preferido da presidente, o ministro interino Paulo Sérgio Passos. A definição, no entanto, não deverá ocorrer antes de terça-feira, quando o diretor afastado do Departamento Nacional de Infraestrutura em Transportes (Dnit), Luiz Antonio Pagot, vai depor no Senado. Dirigentes do PR são contrários à efetivação de Passos no ministério, mas já admitem que, se não houver alternativa, o partido acatará a escolha presidencial.

● Nas negociações para tentar aprovar a fusão de Sadia e Perdigão, na próxima quarta-feira, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e a Brasil Foods discutem a suspensão temporária da marca Perdigão nos segmentos em que existe maior concentração de mercado. Em alguns produtos, a participação das duas marcas chega a 90%. Ainda não está definido em quantos mercados seria suspensa a marca Perdigão.

● O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, que pediu a condenação de 36 pessoas no processo do mensalão, disse que o ex-ministro José Dirceu comandou o esquema para "subornar" parlamentares. Dirceu afirmou que provará inocência no Supremo.

Correio Braziliense

● Ministros do Supremo Tribunal Federal ouvidos pelo Correio temem que o desfecho do maior escândalo de corrupção da história do país seja a impunidade. Isso pode ocorrer caso dois dos 38 réus — os deputados federais João Paulo Cunha (PT-SP) e Valdemar Costa Neto (PR-SP) — renunciem ao mandato. A manobra empurraria o processo para a primeira instância, os crimes prescreveriam e todos ficariam impunes. No parecer em que pede a condenação de 36 dos acusados, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, descreve o mensalão como “a mais grave agressão aos valores democráticos”. E sobre o papel do ex-ministro José Dirceu no caso, chega à mesma conclusão do ministro Joaquim Barbosa, do STF. “Era o chefe da quadrilha”, diz.
Estado de Minas

● O ápice da colheita nesta época do ano e o aumento de 68% no preço médio da saca de 60 quilos de café em 12 meses, em vez de comemoração, viraram motivo de preocupação para produtores do Sul de Minas. A região tem sido alvo crescente de ataques de quadrilhas especializadas. Patrulhas rurais da Polícia Militar e reforço da segurança nas fazendas com alarmes e cães tentam impedir assaltos praticados com caminhonetes e caminhões. Além das sacas, os criminosos furtam até grãos no pé. Em Paraguaçu, um produtor teve prejuízo de R$ 30 mil recentemente, depois que encapuzados renderam o caseiro e roubaram sua propriedade.

Jornal do Commercio

● ANS autorizou reajuste máximo de 7,69%, retroativo a maio, para ser aplicado nos planos individuais e familiares contratados a partir de janeiro de 1999. Percentual atinge cerca de 8 milhões de usuários no País, sendo 385,8 mil apenas em Pernambuco.

Zero Hora

● Duas forças na aviação: Gol compra Webjet e acirra concentração. Com o negócio anunciado ontem, 85% do mercado de voos domésticos fica nas mãos de duas companhias.

sexta-feira, 8 de julho de 2011

DICA DO DIA
Procure corrigir com calma aqueles que erram, e saiba relevar as imperfeições dos outros, da mesma forma que espera a compreensão dos outros para os seus erros. A vida é um intercâmbio de boa vontade mútua, em que recebemos aquilo que damos. Dê tolerância, e receberá compreensão e amor, tornando-se sua vida um paraíso sem dores nem sofrimentos.
(retirado da internet)


NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Com 317 kg, ela já possui seu lugar no livro do Guiness como a mulher mais gorda do mundo a dar à luz. A americana de Nova Jersey Donna Simpson, porém, não está satisfeita e pretende chegar aos 457 kg para alcançar seu segundo recorde, como a mulher mais gorda do mundo. A filha Jacqueline, de 4 anos, é quem ajuda a mãe - que já se movimenta com dificuldades - a se alimentar.
Mãe de dois filhos, Donna come mais de 15 mil calorias por dia, com a ajuda de Jacqueline. "Ela me ajuda a cozinhar e comprar comida. Eu uso uma scooter para ir ao supermercado e ela corre para pegar os produtos que eu gosto. Todos que dizem que estou dando mau exemplo devem se calar. Eles não sabem o quanto eu a amo", disse a mãe à revista Closer .
Diferente de outras crianças de sua idade, Jacqueline tem uma alimentação saudável e é fã de saladas. Donna diz que procura por uma outra pessoa para ajudá-la com a alimentação para tirar a pressão de cima da filha. "Ele deve bonito, saudável e, pelo menos, dez anos mais novo do que eu", conta.
(contaoutra.com)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● O PR do ex-ministro Alfredo Nascimento, demitido sob suspeita de corrupção, vetou a efetivação do interino Paulo Sérgio Passos nos Transportes. Ele era o nome preferido da presidente Dilma Rousseff, que então sondou o senador Blairo Maggi (PR) para o cargo. Ex-governador de Mato Grosso, megaempresário do setor agrícola e padrinho de Luiz Antonio Pagot, afastado do Dnit no mesmo escândalo, Blairo pediu tempo para decidir. O gesto de Dilma foi visto como uma tentativa de "controlar" Pagot, que vai ser ouvido no Congresso e tem mandado recados de que agia sob ordens. A Controladoria Geral da União recolheu documentos e computadores em gabinetes do Ministério dos Transportes, do Dnit e da Valec, que cuida de ferrovias.

● Eduardo Paes, Sérgio Cabral e Dilma andaram no teleférico de R$ 210 milhões do Complexo do Alemão, que será aberto ao público hoje. A tarifa de R$ 1 começa a ser cobrada no terceiro mês.

● Reconduzido ao cargo por dois anos, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, pediu a condenação de 37 réus no caso do mensalão. Nas alegações finais, defendeu a absolvição de um envolvido: Luiz Gushiken, ex-ministro de Comunicação de Lula. Gurgel diz que não há provas para condená-lo.

● A 9ª edição da Flip está mostrando aos visitantes de Paraty sua vocação de cobiçada vitrine para instituições públicas e privadas. Os patrocinadores da festa ganharam este ano um espaço mais organizado e visível, e a oferta de eventos culturais também cresceu muito além da programação principal, que ontem teve como grande destaque a conversa do cientista Miguel Nicolelis com o filófoso Luiz Felipe Pondé.

Folha de S. Paulo

● Afastado sob acusação de corrupção, o chefe do Dnit, Luiz Antonio Pagot (PR), disse que o diretor Hideraldo Caron (PT) manda tanto quanto ele no departamento dos Transportes que cuida de obra em rodovias". O petista é visto como "espião" de Dilma na pasta.

● O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, enviou ontem ao Supremo Tribunal Federal o pedido de condenação de 36 réus no processo do mensalão. As penas máximas, se somadas, chegam a mais de 4.700 anos de prisão. Se o caso for julgado procedente, o publicitário Marcos Valério poderá ser condenado a até 527 anos. O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu pegaria, no máximo, 111 anos. Os envolvidos sempre negaram participação no esquema.

● A entrada das teles na TV a cabo ainda será votada, mas na terça o conselheiro da Anatel João Rezende comemorava sua aprovação com pessoas da Net e da Globo, relata Julio Wiziack. Rezende diz que ouvia o setor de TV a cabo.

O Estado de S. Paulo

● O ex-ministro Alfredo Nascimento começou a cair em março, quando criou o Comitê de Acompanhamento de Gestão de Contratos, Obras e Serviços de Engenharia e Transportes. O órgão deveria aprimorar a supervisão ministerial, mas se transformou numa espécie de “comitê de arrecadação", com poderes para aprovar contratos, acompanhar a execução das obras e a liberação de pagamentos. Desde então, a presidente Dilma Rousseff passou a olhar o Ministério dos Transportes com mais atenção. Um mês depois da divulgação da portaria, o Planalto começou a receber reclamações de empresários contra achaques, cobrança de propina e outras práticas do comitê.

● O senador Blairo Maggi (MT) foi convidado pelo Planalto para substituir Alfredo Nascimento, mas o PR quer que a definição sobre o novo ministro só ocorra depois que o ex-diretor do Dnit Luiz Antonio Pagot for ouvido no Senado na semana que vem. O partido tenta reabilitá-lo.

● O recuo nos preços dos combustíveis e dos alimentos resultou em forte desaceleração da inflação oficial, medida pelo IPCA, mas os aumentos no setor de serviços pressionam o índice. O IPCA passou de 0,47% em maio para 0,15% em junho, acima do esperado. O resultado de 12 meses (6,71%) se distancia do teto da meta (4,5%) e leva o mercado a aumentar projeção de juros.

● A ex-senadora Marina Silva anunciou ontem sua desfiliação do PV, pelo qual disputou a Presidência, com ataques à estrutura partidária do País. "A experiência no PV serviu para sentir até que ponto o sistema político está empedernido e sem capacidade de abrir-se para sua própria renovação”.

Correio Braziliense

● Blairo Maggi, o novo nome da crise nos Transportes -
Senador do PR sondado pelo governo para assumir ministério está afogado em denúncias de corrupção. Entregue a Dilma, diagnóstico da rede ferroviária revela trens destruídos, estações invadidas e aponta: R$ 40 bilhões foram pelo ralo.

Valor Econômico

● O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) discute a ideia de pedir a nomeação de um interventor para a Sadia. O objetivo é garantir a execução de eventuais restrições que o órgão antitruste imponha à BRF, caso não haja acordo nas negociações entre os conselheiros e os representantes da companhia até dia 13, quando o julgamento do caso será retomado no Cade.

Estado de Minas

● Depois de apresentar resultados inexpressivos em três anos, operações com bafômetros serão retomadas simultaneamente em locais com grande concentração de bares e boates, nos acessos a BH, corredores e pontos com maior número de acidentes. Policiais militares e civis e guardas municipais farão fiscalização sistemática de quinta a sábado e eventual às quartas e domingos, dias de futebol. A prefeitura estuda alternativas para evitar punição a condutores que avançam semáforo de madrugada. Entre as opções estão sinais intermitentes ou não cobrar multa após determinado horário.

Jornal do Commercio

● Ex-diretor do Dnit sai para o contra-ataque - Luiz Pagot, que ignorou a demissão, agora tenta intimidar o Planalto ao dizer que cumpria ordens do órgão. Blairo Maggi, convidado para os Transportes para “calar” Pagot, ainda não aceitou o cargo.

Zero Hora

● Onda de frio se iguala à mais longa da década - Até ontem, o Estado emendou seis dias com mínima abaixo de 0°C. Desde 2001, uma sequência dessas só ocorreu em 2009 – marca que pode ser quebrada hoje.

quinta-feira, 7 de julho de 2011





SUPERMERCADO RENATA: CAMPEÃO


Na foto, a equipe de futebol society do Supermercado Renata sagrou-se campeã em sua categoria no último domingo, no Campeonato promovido pelo Clube Recreativo São Manuel. Entre os jogadores, Shã, filho deste blogueiro, já jogando no time dos veteranos... O tempo passa...





DICA DO DIA
Existe um fator chamado continuidade que, por falta de autoeducação e costumes, esquecemos completamente. Sem ela toda a nossa história pode se tornar duvidosa. Todas as nossas obras podem virar cinzas. A falta de continuidade em nossos projetos de vida tem causado desastres na credibilidade dos homens que se diziam grandes e famosos.
Continuidade é ter começo meio e fim, com disciplina e alegria. Não basta organizar, planejar, mandar fazer ou executar: se não houver continuidade no processo, esqueça, tudo vai por água abaixo. Todos nós costumamos subestimar o pequeno, o mínimo, o centavo, os detalhes... A continuidade é o cimento de toda a nossa construção. Ela traz respeito profissional e segurança pessoal.
Tudo na natureza tem uma sequência harmoniosa: começo, meio e fim. É o que chamamos de “cadeia circular”. Todos os nossos projetos de vida, para serem críveis e duradouros, exigem continuidade. Repito, ela é decisiva para o seu sucesso. Quando recuamos dos nossos objetivos, sem motivo justo e verdadeiro, nossa força interna fica prejudicada e o fracasso vem bater em nossa porta.
A continuidade traz alicerces em nossas vidas, constrói a tenacidade, nos edifica com solidez de caráter, reforça nossas fibras interiores, estimula a força de vontade e expande a força interna. A continuidade exige disciplina nas ações, persistência no tempo e ordem no espaço. Lembre-se: continuidade é simplesmente ter começo, meio e fim, administrando adversidades...
(Paulo Zabeu no livro "Cinco Regras Para Vencer Seus Limites")

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Cerca de 20 presidiários paraguaios da prisão de Tacumbu, na capital Assunção, começaram ontem uma greve de fome para chamar a atenção da mídia sobre seus julgamentos. Alguns deles chegaram a costurar as próprias bocas com arame e a perfurar as mãos com longos pregos. Com capacidade para 1,2 mil presos, o presídio de Tacumbu é o maior do Paraguai e mesmo assim sofre com a falta de espaço. Ele é ocupado atualmente por cerca de 3,9 mil criminosos. (contaoutra.com.br)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Pressionado por denúncias de corrupção, o ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, foi forçado ontem a pedir demissão, após ficar em situação insustentável diante das suspeitas de superfaturamento e cobrança de propina em órgãos como Dnit e Valec. As denúncias de corrupção envolvendo o mesmo grupo político vêm da época do governo Lula, e Nascimento era um nome do ex-presidente no Ministério de Dilma Rousseff. Irritada, a presidente cobrou explicações e convocou reunião com o secretário executivo do ministério, Paulo Sérgio Passos, que foi nomeado ministro interino. Fora do governo, Nascimento reassumirá a presidência do PR e tentará fazer o sucessor.

● O governo venceu a batalha no Senado e aprovou com folga o regime especial que dispensa licitações e mantém o sigilo sobre custos de obras da Copa. O texto agora vai a sanção presidencial.

● A Light assinou ontem com o Ministério Público um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) em que se compromete a reformar até o fim do ano 1.170 bueiros que, segundo o MP, estão em situação crítica, no Rio de Janeiro.

Folha de S. Paulo

● Quase um mês após a queda de Antonio Palocci (PT) da Casa Civil, o governo Dilma sofreu uma nova baixa com a saída de Alfredo Nascimento (PR-AM), que chefiava os Transportes. Pressionado por acusações de envolvimento do PR e da pasta em casos de superfaturamento e propina, o ministro pediu demissão e vai retornar ao Senado.

● As cinco grandes empreiteiras só aceitam entrar com R$ 3 bilhões de capital próprio no trem-bala. O valor é 5% do custo calculado por elas para a projeto. O governo achou a proposta inaceitável e deve cancelar o leilão, marcado para segunda. O governo estima que o custo do projeto estaria em R$ 38 bilhões. Compromete-se a ser sócio com cerca de R$ 4 bilhões, emprestaria outros R$ 22 bilhões via BNDES e estaria disposto a atrair os fundos de pensão para o negócio.

● O Senado aprovou projeto que regulamenta a atividade de taxista e define que ele atenda com polidez e tenha cursos de primeiros socorros e mecânica de veículos. O texto cria um piso salarial da categoria e vai à sanção de Dilma, assim como o que trata da profissão de sommelier.

● Poupança perde R$ 3 bi em 6 meses, pior marca desde 2006.

O Estado de S. Paulo

● Cinco dias após o início da crise, o ministro Alfredo Nascimento (Transportes) entregou ontem sua carta de demissão. Além do aparecimento de novas denúncias, a situação tornou-se insustentável quando a presidente Dilma Rousseff convocou um técnico para discutir com ela assuntos da pasta, preterindo o ministro. O preferido de Dilma para assumir os Transportes é o atual secretário executivo, Paulo Sérgio Passos, mas o PR rejeitou a proposta e defende um nome “político". A baixa de ontem é a terceira de um ministro em pouco mais de seis meses de governo. A primeira foi Antonio Palocci (Casa Civil), após denúncias de enriquecimento suspeito. Três dias depois, o comando da coordenação política passou de Luiz Sérgio para Ideli Salvatti.

● A indústria automobilística fechou o semestre com recorde de vendas - 1,73 milhão de veículos -, mas começa a se preocupar com o alto estoque nos pátios das fábricas e revendas. No fim de junho, havia 342 mil carros à espera de compradores, o equivalente a 33 dias de vendas, próximo da margem considerada crítica, de 35 dias. Algumas empresas diminuirão a produção. A Fiat dará férias coletivas na fábrica da Argentina e cogita parar a de Betim (MG).

● A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, disse ontem que o excesso de fluxo de capitais para países emergentes como o Brasil é uma "preocupação imediata". "Temos o problema da dívida soberana e quando olhamos os emergentes vemos riscos de superaquecimento e inflação”, afirmou, em sua primeira entrevista no cargo.

● Relatório da TV Cultura revela que a audiência é a mais baixa já registrada, informa Jotabê Medeiros. A direção argumenta que todas as emissoras tiveram queda no período.

Correio Braziliense

● Dilma está diante de um quebra-cabeça. Demitir o ministro foi fácil, difícil vai ser livrar os transportes da influência de Valdemar Costa Neto. Um dos 40 acusados no caso do mensalão, o cacique do PR seria o verdadeiro mentor dos esquemas de corrupção em obras viárias. O problema é que o governo não pode abrir mão do apoio do PR no Congresso. E Paulo Sérgio Passos, um técnico nomeado ministro interino, e o senador Blairo Maggi (PR-MT), ambos ligados a Valdemar, são os dois nomes mais cotados para assumir a pasta.

Valor Econômico

● A contribuição do recuo dos preços do álcool para o combate à inflação nunca foi tão pequena quanto na safra atual de cana. O preço médio do etanol nas bombas em junho, mês em que o valor cai naturalmente com entrada da safra, ficou em R$ 1,937 por litro, o maior para este mês em dez anos na série da Agência Nacional do Petróleo (ANP). O nível é 26% superior ao de junho de 2010 (R$ 1,537).

Estado de Minas

● Duplicação da BR-381 e revitalização do Anel Rodoviário e de trecho da BR-040 são as principais obras congeladas pela suspensão de licitações determinada pelo titular da pasta dos Transportes. As melhorias na Rodovia da Morte, que liga BH ao litoral capixaba, estavam previstas para este ano e foram promessa de campanha de Dilma Rousseff. Sob fogo cruzado depois das denúncias de corrupção e da revelação sobre rápido enriquecimento do filho, Nascimento não resistiu e entregou o cargo. Dilma nomeou como interino o secretário-executivo do ministério, Paulo Sérgio Passos, enquanto negocia com o PR, que detém a vaga, o nome do novo titular.

Jornal do Commercio

● Alfredo Nascimento não resistiu às acusações de ligação do PR e de parte da cúpula da pasta com superfaturamento e propina. Ele voltará para o Senado e será substituído interinamente por Paulo Sérgio Passos, preferido de Dilma para o cargo.

Zero Hora

● Cai mais um ministro sob suspeitas de corrupção. Sem Nascimento, governo tenta reduzir uso partidário da pasta dos Transportes. Área sofre intervenção branca da presidente.

quarta-feira, 6 de julho de 2011


RODRIGO NEVES ELEITO PRESIDENTE DA AESP
Nosso conterrâneo, o jornalista Rodrigo Neves, diretor do Grupo Bandeirantes de Comunicação da cidade de Campinas, foi eleito no último dia 5, presidente da AESP - Associação das Emissoras de Rádio e TV do Estado de São Paulo.
Nascido em São Manuel em 1957, Rodrigo Neves é filho do saudoso Dr. Daniel de Oliveira Neves Filho e de Dona Nenê Plese de Oliveira Neves, e desde os 12 anos de idade acompanhou os pais nas lides radiofônicas desenvolvidas na Rádio Clube de São Manuel.
Na foto acima, da esquerda para a direita, Rodrigo Neves, Liliana Monti e este blogueiro, fotografados quando de uma reunião social aqui em São Manuel há algum tempo.


DICA DO DIA
Pessoas entram na sua vida por uma "razão", uma "estação" ou uma "vida inteira".
Quando você percebe em qual destes tipos se encaixam as pessoas, você vai saber o que fazer por elas.
Quando alguém entra em sua vida por uma "razão", é geralmente para suprir uma necessidade que você demonstrou. Essas pessoas vêm para auxiliá-lo numa dificuldade, fornecer orientação e apoio, ajudando-o física, emocional ou espiritualmente.
Elas poderão parecer como uma dádiva de Deus, e elas são!
Eles estão lá pela razão que você precisa que eles estejam lá.
Então, sem atitudes incorretas de sua parte, ou em horas inconvenientes, esta pessoa vai dizer ou fazer alguma coisa para levar essa relação a um fim.
Às vezes essas pessoas morrem. Às vezes eles simplesmente se vão. Às vezes eles agem e te forçam a tomar uma posição.
O que devemos entender é que nossas necessidades foram atendidas, nossos desejos preenchidos e o trabalho deles, feito. As suas orações foram atendidas. E agora é tempo de ir.
Quando pessoas entram em nossas vidas por uma "estação", é porque chegou sua vez de dividir, crescer e aprender.
Eles trazem para você a experiência da paz, ou fazem você rir. Eles poderão ensiná-lo algo que você nunca fez.
São pessoas que passam um longo período de suas vidas ao nosso lado e depois se vão, deixando saudades.
Eles geralmente dão a você uma quantidade enorme de prazer. Acredite! É real! Mas somente por uma "estação".
Relacionamentos de uma "vida inteira" ensinam lições para até o fim dos dias, algo que você deve construir para ter uma formação emocional sólida.
São pessoas que nos marcam profundamente, que sempre serão lembradas durante toda a nossa vida. Nessa categoria se destacam nossos pais, irmãos, familiares que nos estimulam ao bem e pessoas especiais como professores, religiosos e, algumas vezes, amigos que nos acompanham desde a infância.
Sua tarefa é aceitar a lição, amar a pessoa e colocar o que você aprendeu em uso em todos os outros relacionamentos e áreas de sua vida.
(Autor Anônimo)


NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
A britânica Siobhan Watson, de 24 anos, havia sonhado com momentos de princesa para o dia do seu casamento. A situação real, porém, foi bem diferente da que imaginou. Ao invés do ter seu café da manhã regado a morangos, champagne e emoções, Siobhan passou o dia sozinha e abraçada ao vaso sanitário, enquanto lutava contra uma de suas piores ressacas e perdia a cerimônia de seu próprio casamento.
Ela acordou em um quarto de hotel, vestida, sem o seu telefone celular. Já passava das 12h30 e seu casamento estava para começar em meia hora. "Eu estava tremendo e muito enjoada. Devo ter ficado no banheiro por cerca de uma hora, porque quando fui reparar o relógio já marcava 13h30. E acabei me dando conta da realidade cruel: eu havia perdido meu casamento", contou ao jornal The Sun.
A britânica conta, ainda, que não lembra do que aconteceu na noite anterior e não sabe como foi parar no hotel, já que a ideia era ficar na casa de amigos para se preparar para a cerimônia.
Recuperada, Siobhan retornou à casa da mãe cerca de seis horas após o casamento. Seus pais estavam desesperados com seu desaparecimento e, quando souberam do acontecido, chegaram a parar de falar com a filha. Dias depois, porém, voltaram a vê-la e falaram sobre o tamanho da decepção de todos. O noivo, Aron Todd, terminou o relacionamento...



(contaoutra.com.br)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● O prefeito Eduardo Paes pediu autorização da Câmara dos Vereadores para vender a sede da prefeitura no Centro Administrativo São Sebastião e mais 12 imóveis na região do Teleporto, no Centro, edifícios com valor de R$ 1,2 bilhão - só a sede é avaliada em R$ 200 milhões. O negócio não se realizaria imediatamente, mas o prefeito quer que a Prev-Rio, dona dos imóveis, tenha autorização para vendê-los e pagar a dívida do Fundo de Previdência do município (Funprevi), que já chega a R$ 1 bilhão. O rombo no Funprevi, segundo auditoria, teria sido resultado de má gestão no governo César Maia. A proposta de venda dos prédios públicos consta do projeto de lei em discussão na Câmara.

● O Ministério Público Federal no Amazonas investiga suposto enriquecimento ilícito de Gustavo Morais Pereira, de 27 anos, filho do ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento. Criada em 2005 com capital de R$ 60 mil, uma das empresas de Pereira tem agora patrimônio de R$ 52 milhões - crescimento de 86.500%. As investigações incluem a ligação entre Pereira e a SC Carvalho Transportes e Construções, que recebeu verba do ministério de Nascimento. O caso pode complicar a situação do ministro, diante de denúncias de corrupção no ministério. Pressionado, Nascimento suspendeu por 30 dias licitações no Dnit e na Valec. Ele irá ao Congresso se explicar, mas sua situação é frágil.

● A Câmara dos Deputados aprovou o reajuste de 4,5% na tabela de descontos do Imposto de Renda da Pessoa Física e autorizou a dedução dos gastos com plano de saúde pago para empregados domésticos, no valor de ate R$ 500 por ano na declaração. As medidas vão para o Senado.

Folha de S. Paulo

● Pressionado pela crise no Ministério dos Transportes, o ministro Alfredo Nascimento suspendeu as licitações da pasta por 30 dias e proibiu elevar valores de contratos em andamento. A medida abrange ao menos R$ 2,25 bilhões em obras. A decisão tenta responder às acusações de que a pasta direcionou contratos de obras e recebeu propina de empreiteiras e consultorias, que teria sido repassada a membros do PR -sigla do ministro e integrante da base aliada de Dilma Rousseff.

● O ministro Guido Mantega (Fazenda) afirmou em Londres que o Brasil adotará medidas para conter a valorização do real, relata Vaguinaldo Marinheiro. Disse, sem detalhar, que ações podem envolver o mercado futuro e o de derivativos. Na segunda, o dólar fechou em R$ 1,554, menor cotação desde 1999 - ontem, ficou em R$ 1,564.

● Jean-Charles Naouri, presidente do Casino, disse que a fusão de Pão de Açúcar e Carrefour é erro estratégico por priorizar a Europa, em vez de emergentes, e hipermercados. Ela só faz sentido para Abílio Diniz, afirmou. O dono do Pão de Açúcar alega que a fusão é boa para o grupo francês e resulta em empresa forte.

O Estado de S. Paulo

● A presidente Dilma Rousseff determinou ao ministro Alfredo Nascimento (Transportes) a suspensão por 30 dias das licitações do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e da Engenharia, Construções e Ferrovias (Valec). A medida é um desdobramento da crise causada pela divulgação de supostas irregularidades na pasta. No fim de semana, o governo anunciou o afastamento de Luiz Antonio Pagot (Dnit) e José das Neves (Valec). Mas Pagot pediu férias. Para a lugar dele, Dilma quer um petista.

● Depois de seis dias seguidos de baixa e de chegar ao menor nível desde janeiro de 1999, a cotação do dólar subiu 0,77% ontem, para R$ 1,565. Durante o dia, o ministro Guido Mantega (Fazenda) voltou a afirmar que a valorização do real preocupa e deu a entender que o governo adotará medidas para tentar conter a queda da moeda americana no País. Analistas alertam, porém, que a tendência para a taxa de câmbio é, na pior das hipóteses, de estabilidade em tomo dos valores atuais.

● O presidente do grupo varejista francês Casino, Jean-Charles Naouri, classificou de “expropriação” de sua empresa a fusão entre o Pão de Açúcar, seu sócio no Brasil, com o Carrefour. Em entrevista ao Estado, Naouri acusou o empresário Abilio Diniz de traição e de manipular as negociações.

● Das 610 escolas de Direito que participaram do último exame da Ordem dos Advogados do Brasil, 90 não aprovaram nenhum estudante. O Estado de SP tem 17 delas.

● Pesquisa encomendada pela Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia revela que 56% dos motoristas paulistanos já passaram por situação perigosa ao volante por causa da distração. Entre eles, 28% confessaram que falam ao celular enquanto dirigem. No Rio, o índice vai a 32%.

Correio Braziliense

● Um rega-bofe movido a porco no rolete, muita bebida, fogos de artifício e música sertaneja animou o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB-SP), e o presidente da Câmara dos deputados, Marco Maia (PT-RS), mas desrespeitou a lei do silêncio e tirou o sono dos moradores da 202 norte, apesar dos cuidados do deputado Paulinho da Força (PDT-SP), organizador da festa "Chamamos todos os vizinhos para ninguém jogar pedra", alegou.

Valor Econômico

● Em meio ao cenário de eventual escassez de etanol, a presidente Dilma Rousseff já decidiu reduzir de 25% para 18% a mistura do etanol anidro na gasolina. A medida será formalizada pelos quatro ministros integrantes do Conselho Interministerial do Açúcar e do Álcool até a próxima semana. Estima-se, com isso, diminuir o consumo anual do anidro em 2,2 bilhões de litros, o que significaria uma "folga" de 30% na demanda pelo combustível. A medida ajudará a "preservar" a "demanda própria" pelo etanol nas bombas dos postos, informou um ministro ao Valor. "O desempenho da cana está aquém do esperado. Há mais dificuldades e são necessárias medidas para garantir o abastecimento", diz. Em jogo, estão um bem intangível - a confiança dos donos de veículos com motor "flex fuel" - e um dado objetivo: o futuro da cadeia produtiva do etanol.

Estado de Minas

● O ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, determinou ao Dnit a suspensão por 30 dias de todas as concorrências de obras, projetos e serviços no país. A decisão é consequência das denúncias de superfaturamento que derrubaram a cúpula do ministério e atinge pelo menos três importantes obras previstas para Minas: duplicação da BR-381 e revitalização de trecho da BR-040 (entre o trevo de Ouro Preto e Ressaquinha) e dos 26,5 quilômetros do Anel Rodoviário. Nascimento aceitou convite para comparecer ao Senado a fim de prestar esclarecimentos sobre o caso. Ele deverá ir à Câmara dos Deputados também.

Jornal do Commercio

● Planos de saúde locais entre piores. Levantamento da Agência Nacional de Saúde Suplementar mostra quatro operadoras em atuação no mercado pernambucano entre as dez que receberam mais reclamações em todo o País.

Zero Hora

● Escândalo adia obras em cinco BRs gaúchas. Alvo de investigação, Ministério dos Transportes suspende por 30 dias as licitações em todo o país e frustra comunidades.

terça-feira, 5 de julho de 2011

DICA DO DIA
Vigie seus pensamentos, porque eles se tornarão palavras.
Vigie suas palavras, pois elas se tornarão atos.
Vigie seus atos, pois eles se tornarão seus hábitos.
Vigie seus hábitos, pois eles se tornarão seu caráter.
Vigie seu caráter - porque ele será o seu destino.
(Autor Anônimo)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Jaxs, um cão Jack Russell Terrier de 8 anos, desenvolveu uma alergia curiosa: o mínimo contato com grama faz com que a pelugem do cão caia e que se crie ferida no local, principalmente nas patas. A dona, Maria Domanic, decidiu seguir a orientação de um veterinário e passou a vestir Jaxs com botas, feitas com tecido resistente e presas com velcro. Deu certo. O cachorro agora corre alegremente pelos gramados de Kingsbridge (Inglaterra), sem qualquer risco. "Se um outro cachorro chega perto e tenta tirar as botas de Jaxs, ele sai correndo e as protege", disse Maria ao "Small World". Jaxs está tão acostumado com as botas que até dorme com elas!
(contaoutra.com.br)


O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Diante das denúncias de corrupção e superfaturamento em contratos do Ministério dos Transportes, a presidente Dilma Rousseff deu prazo para que o ministro Alfredo Nascimento faça uma limpeza na pasta. Dilma emitiu uma nota manifestando confiança em Nascimento, presidente de um partido aliado importante, o PR, e dizendo que o ministro estará à frente das investigações - mas mandou que ele acione a Controladoria Geral da União (CGU) para uma devassa nos contratos dos Transportes. Na prática, é uma intervenção branca, depois do afastamento de quatro nomes da cúpula da pasta. Dilma já determinou que Nascimento vá ao Congresso se explicar, e o ministro reuniu às pressas a bancada do PR em busca de apoio. A oposição tentará convocar Nascimento e pedirá que o Ministério Público abra inquérito sobre o caso.

● Mais quatro bueiros explodiram ontem no Centro do Rio, deixando duas pessoas com ferimentos leves. A prefeitura diz que vai processar criminalmente a Light, além de exigir reparação de danos. A Aneel convocou reunião de emergência, e o Ministério Público ameaça com multa de R$ 1 milhão se a empresa não assinar acordo de ajustamento de conduta.

● Mudanças no Código de Processo Penal em vigor desde ontem abrem espaço para libertar 219 mil presos que aguardam julgamento. Nos crimes em que a pena prevista é de até 4 anos de detenção. O juiz pode substituir a prisão preventiva por medidas alternativas.

Folha de S. Paulo

● Um mês após deixar a Venezuela e poucos dias depois de revelar que tem câncer, o presidente Hugo Chávez voltou a Caracas e apareceu na sacada do palácio presidencial. De uniforme militar, Chávez puxou o hino nacional, relata a correspondente Flávia Marreiro. No discurso à multidão, Chávez falou de pé. Depois de 20 minutos, sua voz começou a falhar, e após meia hora a multidão gritou "que descanse!". Ele não revelou detalhes sobre o câncer, mas anunciou uma "segunda etapa [de combate], que já começou, e uma terceira".

● O Ministério dos Transportes aumentou neste ano os valores de pelo menos 11 contratos de estradas e ferrovias que, para o Tribunal de Contas da União, contêm irregularidades. Foram R$ 113 milhões em aditivos. Apesar da avaliação do TCU, o governo não está legalmente impedido de fazer os aditivos. A presidente Dilma Rousseff manteve no cargo o ministro Alfredo Nascimento (PR). A oposição defendeu CPI.

● O BNDES avalia que dificilmente vai prosperar a proposta de fusão entre o Pão de Açúcar e o Carrefour. O presidente do conselho do Casino, sócio francês de Abílio Diniz, disse ao governo que rejeita a operação. Diante da repercussão negativa da ajuda do BNDES, o Planalto orientou o banco de fomento a evitar "protagonismo" e não intermediar a negociação.

● Juízes paulistas querem que a policía crie um banco de dados para controlar o cumprimento de pena alternativa. Sem isso, dizem eles, é impossível aplicar determinação do Código de Processo Penal que limita prisão às penas superiores a quatro anos.

O Estado de S. Paulo

● A presidente Dilma Rousseff decidiu manter Alfredo Nascimento no Ministério dos Transportes, dois dias depois da divulgação de supostas irregularidades e superfaturamento em órgãos ligados a pasta. Em nota, o Planalto informou que Nascimento conduzirá as investigações. Dilma usou a crise para, no fim de semana, demitir o diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Luiz Antônio Pagot, e o presidente da Engenharia, Construções e Ferrovias S. A. (Valec), José Francisco das Neves. A presença de ambos no governo não agradava a presidente, mas eles foram aceitos porque haviam sido nomeados por Lula. A Controladoria-Geral da União (CGU) anunciou um pente-fino nos contratos e obras do Ministério dos Transportes. Na CGU, a área é alvo, há dois anos, de 168 processos disciplinares de fiscais e auditores.

● O grupo varejista francês Casino entrou com um segundo pedido de arbitragem na Câmara Internacional de Comércio, em Paris, para impedir o Pão de Açúcar de discutir internamente a proposta de fusão com o Carrefour. A arbitragem funciona como um instrumento de pressão. O Casino, que reclama de ter sido privado das discussões, vem questionando o comportamento de seu sócio brasileiro e a legalidade do negócio.

● Auditoria do Tribunal de Contas da União mostra que o governo gastou R$ 14,4 milhões para custear internações e procedimentos de alta complexidade em pacientes do SUS que já estavam mortos. Foram 9 mil casos de pagamentos indevidos entre 2007 e 2010. A estratégia teria sido adotada pelos hospitais para driblar o limite de reembolso mensal fixado pelo governo.

Correio Braziliense

● Mais de 4 mil pessoas foram ontem ao velório do corpo do ex-presidente no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte. A cerimônia pôs lado a lado Serra e Aécio, Dilma e FHC, que aproveitou para fazer uma justa homenagem: mesmo sem atribuir a paternidade da estabilidade econômica a Itamar Franco, Fernando Henrique Cardoso reconheceu: “O Plano Real foi feito por uma equipe. Eu chefiei essa equipe, mas nada disso teria sido feito sem o apoio irrestrito do presidente”. O presidente, à época, era Itamar Franco.

Valor Econômico

● Impulsionadas pelos subsídios do programa Minha Casa, Minha Vida, as despesas de custeio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) cresceram muito - elas passaram de R$ 296 milhões no primeiro semestre de 2010 para R$ 3,1 bilhões no mesmo período deste ano. Com essa multiplicação por dez, o peso do custeio no investimento do governo federal passou de uma participação de 3,2% no PAC para 28%, na mesma comparação.

Estado de Minas

● Ao som de Oh! Minas Gerais e sob chuva de pétalas de rosas brancas, o corpo do ex-presidente e senador Itamar Franco foi velado no Palácio da Liberdade por milhares de admiradores, amigos, parentes, políticos e até antigos adversários.O reconhecimento veio principalmente dos aplausos da população ao cortejo pelas ruas e avenidas da capital, até o Cemitério Parque Renascer, onde o corpo foi cremado.

Jornal do Commercio

● Menos prisões com a nova lei - Mudança no Código Penal prevê preventiva apenas para crimes graves, com pena acima de quatro anos. Assim, somente 15 pessoas foram levadas para o Cotel, ontem. Média diária era de 20 registros.

Zero Hora

● lma mantém ministro mas obras terão devassa. Nascimento ganha sobrevida no cargo, apesar das denúncias que obrigam a CGU a realizar uma auditoria em todas as licitações do Ministério dos Transportes.

segunda-feira, 4 de julho de 2011






2º ARRAIÁ DO PARAISO


Realizado na propriedade do empresário Guilherme Mellão, aqui em São Manuel, o 2º Arraiá do Paraiso, com a presença da funcionários e funcionárias da empresa, familiares e convidados. Aconteceu no sábado, dia 02, à noite, com muita festa e a tradicional Dança da Quadrilha, que teve a participação de minha neta Lívia Maria e de meu sobrinho neto Gabriel (FOTO), que formaram um par muito animado. Acima também, foto de minhas sobrinhas, todas devidamente acaipiradas.



DICA DO DIA
Saiba dominar-se e vencer-se a si mesmo. Vitorioso não é aquele que vence os outros, mas o que se vence a si mesmo, dominando seus vícios e superando seus defeitos. A vitória sobre si mesmo é muito difícil, e quem consegue isto pode ser classificado como verdadeiro herói. Aprenda a dominar-se, e jamais desanime. Se desta vez não conseguiu, recomece e um dia sairá vitorioso!
(retirado da internet)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Da série de competições bizarras... Moradores de Freedom (New Hampshire, EUA) foram às ruas da cidade para acompanhar uma disputa bem curiosa: a regata anual de patos de borracha! O riacho de um moinho ficou cheio de patos coloridos. Neste mundo tem louco pra tudo... (contaoutra.com.br)

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Bancos e corretoras que vendem imóveis no exterior registram uma alta de 100% nos negócios fechados por brasileiros nos últimos 12 meses. O crescimento é explicado por fatores como dólar barato, preços de casas e apartamentos mais baixos por causa da crise mundial e facilidade de financiamento lá fora. Pesa também a valorização do mercado imobiliário nacional, sobretudo no Rio. Miami é a cidade preferida dos brasileiros. Segundo corretores estrangeiros, é o melhor ano desde o Plano Real, superando os resultados de 1997, quando um real valia um dólar. O perfil do comprador varia de investidores a famílias interessadas em casas de veraneio.

● O afastamento de assessores da cúpula do Ministério dos Transportes após denúncias de irregularidades abriu nova crise no governo, agora com o PR. A presidente Dilma determinou que os afastados, inclusive o diretor do Dnit, não reassumam. O ministro Alfredo Nascimento pode ser o próximo a cair.

● Cerca de 30 mil pessoas acompanharam o velório do ex-presidente Itamar Franco, em Juiz de Fora. Os ex-presidentes Sarney, Lula e Collor compareceram. Ilustres e anônimos destacaram a importância de Itamar para o sucesso do Plano Real. A presidente Dilma vai hoje à cremação.

Folha de S. Paulo

● Os Estados maquiaram seus gastos com saúde em R$ 11,6 bilhões entre 2004 e 2008, segundo levantamento do governo. O artifício foi usado para cumprir a emenda 29 da Constituição, que obriga a gastar 12% na área. Despesas com Previdência, polícia e saneamento foram contabilizadas na rubrica saúde. O valor equivale a 10% do gasto declarado no período (R$ 115 bilhões). Minas é o campeão dos gastos inflados na lista. Dos R$ 2,7 bilhões declarados, R$ 835,4 milhões foram desconsiderados. O governo mineiro diz seguir a lei. Secretário do Rio Grande do Sul, segundo no ranking, confirma a maquiagem. Parlamentares querem especificar o que é gasto em saúde, mas o governo resiste por temer que terá de elevar os repasses.

● Ao menos 30 mil pessoas passaram pelo velório do presidente Itamar Franco em Juiz de Fora (MG), de acordo com a Polícia Militar. Três ex-presidentes compareceram - Luiz Inácio Lula da Silva, José Sarney e Fernando Collor, vaiado. O corpo será velado hoje em Belo Horizonte e cremado em Contagem.

● Jorge Hage, ministro da Controladoria-Geral da União, diz que irregularidades como superfaturamento e fraude em licitações estão "no DNA do Dnit" (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), informa o Painel. Suspeita de corrupção fez governo afastar a cúpula do Ministério dos Transportes.

O Estado de S. Paulo

● O déficit da Previdência pode ser reduzido à metade se for aprovado projeto de lei que desconcentra as contas do setor devolvendo a cada ministério o rombo das renúncias de receita hoje contabilizadas no Ministério da Previdência, informa Lu Aiko Otta. O projeto, ainda não enviado ao Congresso, retira da Pasta um impacto de perdão fiscal que de janeiro a maio somou R$ 8,9 bilhões. O saldo negativo das contas previdenciárias no período foi de R$ 7,8 bilhões. O buraco das isenções ocorre em áreas como Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e até no Ministério da Fazenda. Em busca de competitividade, a Fazenda liberou empresas de agronegócio exportador do repasse de R$ 1,1 bilhão ao INSS. Na Educação, o buraco do corte de impostos para entidades filantrópicas no período foi de R$ 3 bilhões.

● Vários políticos, entre eles os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva, Fernando Collor de Mello e José Sarney, compareceram ontem, em Juiz de Fora (MG), ao velório do senador Itamar Franco. A presidente Dilma Rousseff deve ir hoje a Belo Horizonte (MG), onde ocorrerá a cerimônia de cremação. Itamar Franco, presidente da República de 1992 a 1994, morreu no sábado, aos 81 anos, em São Paulo, vítima de leucemia.

● O envolvimento da cúpula do Ministério dos Transportes em suposto esquema de propina enfraqueceu o ministro Alfredo Nascimento, que pode perder o cargo. No sábado, quatro de seus principais auxiliares já foram afastados.

● "Os Estados Unidos estão promovendo a privatização da censura", disse ao Estado o porta-voz do WikiLeaks, Kristinn Hrafnsson, ao citar os problemas que o site vem enfrentando, como o bloqueio de doações via cartão de crédito.

Correio Braziliense

● Brasileiros correm para comprar imóveis em Miami. Pelo menos 25% das unidades negociadas são vendidas para empresários, profissionais liberais e servidores públicos, sobretudo de São Paulo, do Rio e de Brasília, atraídos por baixo custo e crédito barato. Uma das corretoras estima que no último ano quase metade das casas e apartamentos à venda foi entregue a brasileiros.

Valor Econômico

● Para se ajustar à retração do consumo e a alta do algodão, responsáveis por uma queda de 11,61% na produção da indústria têxtil de janeiro a abril, o setor eleva estoques e negocia ferias coletivas

Estado de Minas

● A reunião de três ex-presidentes marcou ontem a despedida de Itamar Franco. José Sarney, Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Collor de Mello compareceram ao velório em Juiz de Fora, na Zona da Mata. Cerca de 30 mil pessoas passaram pelo local, entre familiares, amigos, políticos e “conterrâneos” da cidade adotada por Itamar como natal. O corpo chega às 8h30 de hoje a BH, no aeroporto da Pampulha, e segue em caminhão do Corpo de Bombeiros até o Palácio da Liberdade, onde populares poderão dar adeus ao senador. Às 15h, seguirá para cremação em Contagem. O trânsito será alterado nos itinerários do cortejo e entorno da Praça da Liberdade.

Jornal do Commercio

● Mulher do caso Strauss-Kahn seria prostituta.

Zero Hora

● Suposto esquema fragiliza ministro dos Transportes. Após denúncia, Dilma afasta quatro integrantes da cúpula do ministério, e Nascimento balança no cargo. Atraso na ponte do Guaíba é uma das razões do desgaste.

domingo, 3 de julho de 2011

DICA DO DIA
Hoje levantei cedo pensando no que tenho a fazer antes que o relógio marque meia-noite.
Minha função é escolher que tipo de dia que vou ter hoje.
Posso reclamar porque está chovendo ou agradecer às águas por lavarem a rua.
Posso ficar triste por não ter dinheiro ou me sentir encorajado para administrar minhas finanças, evitando o desperdício.
Posso reclamar sobre minha saúde ou dar graças por estar vivo.
Posso me queixar dos meus pais por não terem me dado tudo o que eu queria ou posso ser grato a eles por ter nascido.
Posso reclamar por ter que ir trabalhar ou agradecer por ter trabalho.
Posso sentir tédio com o trabalho doméstico ou agradecer a Deus por ter um teto que abrigue minha família e meus pertences.
Posso lamentar decepções com amigos ou me entusiasmar com a possibilidade fazer novas amizades.
Se as coisas não saíram como planejei, posso ficar feliz por ter o dia de hoje para recomeçar.
O dia está à minha frente, esperando para ser o que eu quiser.
E aqui estou eu, o escultor que pode dar forma ao meu dia e ao mundo.
Tudo depende só de mim.
(Autor Anônimo)

NOTÍCIA DE CAIR O QUEIXO
Dizem que um raio não cai no mesmo lugar duas vezes. Mas, certamente, pode atingir um homem duas vezes. Com Melvin Roberts foi pior. O homem de 58 anos foi atingido por um raio pela sexta vez! Melvin está se recuperando em um hospital de Seneca (Carolina do Sul, EUA). A esposa, Martha, contou que ele estava no quintal tentando cobrir um cortador de grama quando foi atingido pelo raio.
A última vez havia sido em 2007. Naquela oportunidade, a descarga elétrica deixou cicatrizes nas pernas de Melvin, que ficou com dificuldade para andar durante meses. O sujeito também carrega uma marca na cabeça, da primeira vez em que foi atingido.
"Eu já me casei cinco vezes e tinha sido atingido cinco vezes por raios. Agora foi a sexta vez, mas não vou deixar a minha mulher. Tenho que tentar algo diferente", brincou Melvin na reportagem WYFF...
(contaoutra.com.br)

CRÕNICA DE DOMINGO
Esta crônica está publicada em meu livro “Caderno de Notas”, editado em 1998 pela Grafilar – Gráfica e Editora do Lar Anália Franco. Escrevi para recordar, mas também para lamentar o nível do futebol brasileiro no final da década de 90. O texto vale pelos 53 anos daquela conquista, completados nesta semana, em 29 de junho, Dia de São Pedro. A crônica foi republicada na sexta-feira, dia 1º de julho, pelo jornal O PRATIANO. Boa leitura!

A Copa do Mundo de 1958
São passados muitos anos desde que conquistamos pela primeira vez a Copa do Mundo. Aconteceu na Suécia, no dia 29 de junho de 1958, portanto, há 53 anos. Ouvi a partida final pelo rádio, se não me falha a memória, pela Bandeirantes de São Paulo, com narração de Edson Leite e Pedro Luiz. A Suécia marcou primeiro. Fizemos cinco gols depois, para conquistar a belíssima Taça Jules Rimet, de ouro, anos depois roubada da sede da CBF.
Os torcedores brasileiros lembram, com saudade e tristeza, aquela conquista, que consagrou perante o mundo a incrível malícia e o extraordinário toque-de-bola do jogador brasileiro, qualidades inatas que superaram todo condicionamento físico e esquemas táticos apresentados pelas seleções européias naquele inesquecível ano em que o futebol conheceu seu rei, Pelé. Saudade porque tínhamos um time que dava aulas de futebol. Tristeza porque hoje temos dificuldades imensas até mesmo para uma simples convocação de jogadores para formar o time...
Aquele campeonato na Suécia marcou coisas geniais, como o próprio Pelé e, de quebra, Garrincha. Pelé fez um gol contra o País de Gales com um chapéu a meia altura — se é que se pode definir assim o lance — deixando boquiabertos suecos e torcedores de outras partes do mundo que viam a partida. Noutros lances, Garrincha entortava os "Joãos" que tentavam obstruir suas jogadas. Pelé tinha só 17 anos. Garrincha tinha pernas tortas... Bons tempos aqueles!
Não se vê atualmente nenhum lateral de time algum, do mais alto quilate ou da mais remota várzea, que se poste taticamente, somente a marcar o ponta adversário. Eles atacam também. Isso é resultado da criatividade brasileira. Mais precisamente de Nilton Santos, lateral esquerdo do Brasil na Suécia. Lá, em 1958, ele atacava como ponteiro e, num instante, estava de volta a evitar as investidas adversárias, como defensor brilhante que era. Fez isso com tanta naturalidade que criou escola para o mundo. Os laterais hoje em dia jogam como ele jogava.
Chovia muito no dia 29 de junho de 1958 em Estocolmo. O gramado pesado seria prejudicial para o futebol dos brasileiros e, de outro lado, beneficiaria os suecos. A preocupação era grande entre os componentes da seleção de Vicente Feola. Mas durou somente até o instante em que observaram o gramado do estádio, ao adentrarem. Fora ele coberto com lona e trabalhadores, munidos de imensas esponjas, secavam a grama para não prejudicar nem os brasileiros nem o espetáculo. Já imaginaram se fosse aqui no Brasil?
Pois é com estas fantásticas lembranças que retornamos à realidade do presente, quando nem mesmo teremos o futebol brasileiro participando das Olimpíadas de Barcelona. Não dá para acreditar...

O QUE DIZEM OS JORNAIS

O Globo

● Em seis meses de governo, os principais compromissos de campanha da presidente Dilma Rousseff para a economia, como a reforma tributária e a redução de impostos que pesam na folha de pagamento das empresas, ficaram só no papel. Além de brigas com aliados e a crise política, as heranças da era Lula, entre elas a inflação alta e o aumento de gastos públicos, acabaram emperrando a agenda econômica de Dilma. O balanço das 14 medidas provisórias do governo no ano mostra que nenhuma tem relação com as suas promessas de campanha para a economia. A Fiesp diz que a expectativa da indústria agora "é declinante".

● O ex-presidente da República e atual senador por Minas Gerais, Itamar Franco (PPS), morreu ontem em SP aos 81 anos. Em seu governo foi lançado o Plano Real, que encaminhou o país para a estabilidade econômica. Internado com leucemia, contraiu pneumonia. Teve um AVC e entrou em coma.

● Aécio Neves - Ao debater as medidas provisórias, Congresso vai optar entre princípios e subserviência.

Folha de S. Paulo

● A queda nas taxas de juros em países desenvolvidos após a crise de 2009 e a forte retomada dos investimentos no Brasil provocaram a maior alta na dívida externa desde o Plano Real. De 2009 até maio último, a dívida externa conjunta de empresas, administrações públicas e famílias cresceu 43% e foi a R$ 284 bilhões, informam Gustavo Patu e Eduardo Cucolo. Ao longo dos 15 anos anteriores, a expansão foi de 43%. A parcela privada da dívida, hoje equivalente a 3/4 do total, cresceu R$ 87 bilhões, enquanto a pública encolheu R$ 1 bilhão. Mas hoje, diferentemente do ocorrido nas décadas de 80 e 90, o Banco Central tem reservas de dólares que superam o total da dívida - se necessário, o país poderia pagá-la de uma vez.

● Morreu, em São Paulo, aos 81 anos, o senador Itamar Franco, que ocupou a Presidência da República entre 1992 a 1994. Ele morreu às 10h15 após sofrer acidente vascular cerebral no Hospital Albert Einstein. Tinha leucemia. Itamar assumiu a presidência após a renúncia de Fernando Collor de Melo. Sob seu governo foi lançado o Plano Real, que controlou a inflação. Seu corpo será velado em Juiz de Fora e cremado em Belo Horizonte.

● Suspeita de espionagem, reuniões secretas e busca policial em uma das maiores empresas da França são detalhes da proposta de fusão de Pão de Açúcar e Carrefour, relatam Mário Cesar Carvalho e Toni Sciarretta. O negócio é discutido desde 2009.

O Estado de S. Paulo

● Uma empresa do senador, e ex-ministro Eunício Oliveira (PMDB/CE) assinou sem licitação contratos que somam R$ 57 milhões com a Petrobras para atuar na Bacia de Campos, região de exploração do pré-sal no Rio, informa o repórter Leandro Colon. Documentos da estatal mostram que foram feitos, entre fevereiro de 2010 e junho de 2011, oito contratos com a empresa Manchester Serviços, contratada para fornecer mão de obra terceirizada à estatal. A Petrobras nega irregularidade, e Oliveira não quis comentar.

● Itamar Franco *1930+2011 - O fiador do Real - Faleceu ontem de manhã, em São Paulo, o ex-presidente Itamar Franco, vítima de leucemia. Em seu mandato, Itamar deu início à estabilidade econômica do País, pondo fim à hiperinflação, com o lançamento do Plano Real.

● Chávez doente agrava crise na Venezuela - Revolta carcerária que se arrasta há quase um mês, racionamento de energia, violência urbana. Esses são alguns dos problemas dos venezuelanos aprofundados com a incerteza sobre a saúde do presidente Hugo Chávez

Correio Braziliense

● O anjo torto da política - Itamar Franco, o presidente que lançou o plano real, morre aos 81 anos e deixa um legado de retidão moral, espírito público e compromisso com o país. Dilma decreta luto oficial de sete dias

Estado de Minas

● O Brasil e Minas Gerais estão de luto. Às 10h15 de ontem o ex-presidente da República, ex-governador do estado e ex-prefeito de Juiz de Fora Itamar Franco morreu vítima de um acidente vascular cerebral (AVC). Hoje, o corpo do senador será velado durante todo o dia e noite em Juiz de Fora – cidade onde viveu e iniciou sua carreira política – e amanhã segue para Belo Horizonte, onde receberá as últimas homenagens no Palácio da Liberdade. A presidente Dilma Rousseff (PT) e o governador Antonio Augusto Anastasia (PSDB) assinaram ontem decretos declarando luto oficial por sete dias no país e no estado.

Jornal do Commercio

● País de luto por Itamar - Ex-presidente morreu, ontem, aos 81 anos. Debilitado por uma leucemia, ele sofreu um AVC e não resistiu. Em seu governo, foi criado o Plano Real. Dilma decretou luto oficial por sete dias. Corpo será cremado, amanhã, em Contagem-MG.

Zero Hora

● Itamar Franco 1930-2011 - Presidente da República à época da elaboração do Plano Real, Itamar Franco morreu neste sábado, aos 81 anos.

O QUE DIZEM AS PRINCIPAIS REVISTAS SEMANAIS BRASILEIRAS

Veja

□□□ E eu com isso? - Na guerra global dos supermercados, o consumidor brasileiro quer saber...
□□□ Entrevistas exclusivas com Abilio Diniz, do Pão de Açúcar, Luciano Coutinho, do BNDES, e Mike Duke, do Walmart (Capa)

Época

□□□ Por que os mais velhos são mais inteligentes - Novas pesquisas revelam que o cérebro, apesar de meio distraído, funciona melhor com o passar do tempo
□□□ Você entrevistou - "Sou preconceituoso, com orgulho", diz Bolsonaro aos leitores de Época.
□□□ Exclusivo - Grampos revelam os interesses do PT paulista na obra do trem-bala.

ISTOÉ

□□□ Entenda a sua dor - Especialistas decifram como a genética, as emoções e as atitudes interferem na maneira de sentirmos e reagirmos à dor.
□□□ Pesquisas apontam caminhos para acabar o sofrimento.
□□□ Conheça os tratamentos mais recentes e saiba como atenuar a dor crônica.
□□□ Dilma e FHC - Os bastidores do flerte que incomoda o PT e o PSDB.
□□□ Corrupção - Por que cada vez mais prefeitos vão parar na cadeia.

Carta Capital

□□□ Quem ganha com a fusão?
□□□ A união entre o Pão de Açúcar e o Carrefour é boa para Abílio Diniz e os franceses. E o Brasil?