sábado, 5 de julho de 2014



DICA DO DIA

"Estou estagnado, não tenho mais para onde crescer." Esse desabafo do executivo que me procurou era o resumo de meia hora de conversa. Depois de experimentar promoções seguidas dentro da empresa, aproximadamente uma a cada dois anos, ele já estava há quase quatro anos no mesmo cargo. E o pior, dizia ele, todas as posições - poucas, aliás - acima de seu posto estavam solidamente ocupadas, sem chances de que fossem abertas "novas vagas" no nível superior ao seu. "Como o downsizing cortou muitos postos executivos, o espaço para galgarmos postos mais elevados diminuiu bastante", completou.

A resposta a essa angústia, no caso dele e de muitos outros profissionais, não é necessariamente buscar outro emprego. Na verdade, trata-se de trilhar um caminho que está de acordo com as novas formas de funcionamento das empresas: mesmo ocupando nominalmente o mesmo cargo, assumir mais responsabilidades e mais tarefas dentro da empresa. Aumentar a importância, a abrangência e o peso do cargo que ocupa. Em outras palavras, se não dá para crescer, engorde.

Com a diminuição real dos postos executivos, acelerada por diminuições de quadro, reengenharias, fusões e aquisições, aumentou a fluidez das tarefas e atribuições. A organização, por outro lado, enfrenta cada vez mais desafios e precisa de talentos. Principalmente no cenário brasileiro, a internacionalização obriga a uma grande competitividade, talvez num patamar inédito para o país. Desse modo, a empresa tem necessariamente de distribuir um número crescente de tarefas, desafios e busca de soluções cada vez mais complexas entre os (poucos) executivos de que dispõe.

Isso faz com que a antiga forma de crescer verticalmente, postos acima, na carreira, possa ser substituída pelo crescimento horizontal. O sucesso, a partir de um certo patamar, não é mais ser promovido "nominalmente". Ele passa a ser ligado a assumir novas e maiores responsabilidades.

Uma forma de avaliar o crescimento profissional na horizontalidade é, portanto, comparar as atribuições atuais com aquelas de um ano atrás. Se houve mudanças e ampliação do foco de atuação, então houve crescimento. Isso se reflete também na remuneração. Seja por aumentos salariais propriamente ditos ou, o que é mais comum nesse nível, por crescimento da remuneração variável, pode-se perceber se um profissional está ou não em crescimento na empresa e na própria carreira.

É interessante observar que o angustiado executivo que me procurou com a queixa de estar estagnado apresentava exatamente essas características, mas as considerava negativas. Ele dizia que estava fazendo mais coisas, ganhando mais, coordenando um número maior de pessoas -- porém não era "promovido". Em nossa conversa, ele acabou percebendo que havia de fato sido muito promovido, mantendo-se no mesmo cargo. Ele mudou o conceito que tinha de "promoção" -- porque esse conceito também está gradualmente mudando no mundo real.

Ocupar mais espaço, ser mais ouvido, ter mais responsabilidades, ganhar mais, ser convocado para tarefas estratégicas: aí estão alguns critérios centrais de uma carreira dentro de organizações modernas. Lutar apenas por títulos acaba se convertendo numa armadilha da qual é bom fugir: a vaidade ou a incompreensão sobre o funcionamento dinâmico das estruturas hierárquicas nos dias de hoje.

(Simon Franco, CEO da Simon Franco/TMP Worldwide do Brasil e autor de "Criando o Próprio Futuro e O Profissionauta")

OS JORNAIS

◊◊◊ A saída de Neymar da Copa do Mundo após sofrer uma lesão na coluna é destaque em diversos sites internacionais. Periódicos da Espanha, Alemanha, Argentina, Estados Unidos e da Colômbia— país que foi eliminado da competição pelo Brasil— repercutem o caso.

◊◊◊ Em seu site, o The New York Times escreveu "Foi uma enorme vitória para o Brasil, mas ela teve um custo gigantesco". Na mesma linha, o argentino Clarín, publicou "A alegria da vitória do Brasil por 2 a 1 sobre a Colômbia (...) foi rapidamente silenciada com a notícia que os torcedores não queriam ouvir: Neymar teve uma vértebra quebrada e perderá o restante da competição".

◊◊◊ O atacante foi atingido pelo camisa 18 da Colômbia, Zúñiga, aos 18 minutos do segundo tempo e saiu de campo na maca. Pouco tempo após o final da partida, o médico da Seleção Brasileira Rodrigo Lasmar confirmou uma fratura do processo transverso da terceira vértebra da coluna lombar de Neymar, o que o obriga a deixar a competição.

◊◊◊ Se Soáres, do Uruguai, que deu uma mordidinha em jogador adversário foi suspenso por 4 meses e excluído da Copa do Mundo, esse colombiano maldoso, Zuniga, que agrediu Neymar covardemente, pelas costas, teria que ser banido do futebol. Esta é a opinião deste blogueiro.

◊◊◊ A Alemanha está em mais uma semifinal de Copa do Mundo. Em duelo menos interessante do que se esperava, o time germânico mostrou organização tática e consciência coletiva para despachar a França nas quartas de final do Mundial de 2014. No Maracanã (RJ), a seleção alemã contou com gol de cabeça no início do primeiro tempo para vencer por 1 a 0 os franceses e chegar à quarta semi consecutiva, que pode ser contra a Seleção Brasileira.

◊◊◊ Foi inaugurada nesta quarta-feira (2) a nova Biblioteca da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP (FEAUSP), em São Paulo. A biblioteca foi enriquecida com o acervo pessoal do ex-ministro da Fazenda, do Planejamento e da Agricultura Delfim Netto, que possui obras de raro valor. 

◊◊◊ Bom dia a todos!

sexta-feira, 4 de julho de 2014



DICA DO DIA

Paz... as três letrinhas mais cobiçadas em todo o mundo.

Uma palavra simples, curta, mas de um significado sem tamanho; um bem impagável. Um estado de espírito. O desejo de todos!

Então, faça a sua parte também! Contenha seus impulsos de irritação e raiva, aceite a diferença dos outros, cultive a paciência, seja generoso, pense duas vezes antes de falar e, em vez de um grito, dê um sorriso...

"Cada um pensa em mudar a humanidade, mas ninguém pensa em mudar a si próprio!"

 (Tolstoi)

OS JORNAIS

◊◊◊ O “Correio Braziliense” traz hoje uma manchete típica da data: Chegou a hora de abater o condor! No voo rumo ao hexa, a seleção canarinho enfrenta hoje uma surpreendente Colômbia, às 17h, em Fortaleza. Nunca, o adversário que tem um condor como símbolo no brasão nacional, chegou tão longe numa Copa do Mundo.

◊◊◊ O reajuste dos contratos individuais será de 9,65%, índice acima do custo de vida oficial medido pelo governo nos últimos 12 meses. É o maior percentual desde 2005. Na opinião deste blogueiro, isso alimenta, em muito, a infla~ção no Brasil...

◊◊◊ A presidente Dilma e o governador Agnelo entregaram as chaves de 464 apartamentos a moradores do Paranoá. Também, ontem, o GDF empossou 2.442 professores. Tudo isso em Brasília.

◊◊◊ Enquanto concentra cada vez mais as oportunidades da maior província petrolífera brasileira nas mãos da estatal, a ANP prepara um calendário de leilões de áreas do pós-sal para atender à demanda reprimida de petroleiras privadas. A primeira oferta acontecerá até junho de 2015. “O Brasil não é só o pré-sal”, disse o diretor da agência Helder Queiroz. O mercado reclama da excessiva participação da Petrobras nas maiores jazidas do país.

◊◊◊ Embraer: de petróleo ao agronegócio. Em operação há seis meses, o braço da empresa para tecnologia aplicada a outras áreas além de aeronáutica e defesa, Embraer Sistemas, já busca caminhos para a internacionalização. Daniel Moczydlower, presidente da unidade de negócios, aponta a indústria de óleo e gás como cartão de visitas da empresa para atrair clientes no exterior.

◊◊◊ A queda de um viaduto em construção causou a morte de ao menos uma pessoa e feriu 22 em Belo Horizonte. A seis quilômetros do Mineirão, a obra na zona norte da cidade integra o pacote de mobilidade urbana da Copa e não ficou pronta a tempo para o Mundial. Quatro veículos foram atingidos. A motorista de um micro-ônibus que passava sob o viaduto morreu esmagada. Presume-se outra morte: a do condutor de um carro, não localizado até a conclusão desta edição. Dois caminhões da obra, desocupados, foram prensados. Responsável pela obra, a construtora Cowan disse que iniciou investigação própria para determinar as causas do desabamento. A obra teve financiamento do governo federal, via PAC da Copa. A presidente Dilma lamentou o acidente numa rede social.

◊◊◊ O presidente da Fifa, Joseph Blater, disse que desconhece o esquema investigado pela operação Jules Rimet da polícia civil, Ministério público e juizado especial do torcedor. Na terça-feira, 11 pessoas foram presas por causa da venda ilegal de ingressos que envolve funcionários da Fifa.

◊◊◊ Dirceu passa primeiro dia fora da cadeia.  Liberado para trabalhar em firma de advocacia, ex-ministro voltou para presídio depois de dez horas no escritório. Advogado diz que pediu para petista não usar telefone no trabalho, mas ele voltou falando ao celular para a prisão

□□□ Bom dia a todos!

quinta-feira, 3 de julho de 2014



DICA DO DIA

Aprendi que se aprende errando
Que crescer não significa fazer aniversário
Que o silêncio é a melhor resposta, quando se ouve uma bobagem
Que trabalhar significa não só ganhar dinheiro
Que amigos a gente conquista mostrando o que somos
Que os verdadeiros amigos sempre ficam com você até o fim
Que a maldade se esconde atrás de uma bela face
Que não se espera a felicidade chegar, mas se procura por ela
Que quando penso saber de tudo ainda não aprendi nada
Que a natureza é a coisa mais bela na vida
Que amar significa se dar por inteiro
Que um só dia pode ser mais importante que muitos anos
Que se pode conversar com estrelas
Que se pode confessar com a Lua
Que se pode viajar além do infinito
Que ouvir uma palavra de carinho faz bem à saúde
Que dar um carinho também faz...
Que sonhar é preciso
Que se deve ser criança a vida toda
Que nosso ser é livre
Que Deus não proíbe nada em nome do amor
Que o julgamento alheio não é importante
Que o que realmente importa é a paz interior
E, finalmente, aprendi que não se pode morrer pra se aprender a viver.

OS JORNAIS

◊◊◊ Mais de 100 mil argentinos devem invadir Brasília para apoiar Messi & Cia, sábado, às 13h, contra a Bélgica. A Polícia Federal vai reforçar a segurança e monitorar os barra-bravas, os temidos torcedores do país vizinho.

◊◊◊ A Copa mudou o humor dos brasileiros e beneficiou a presidente Dilma (PT) na corrida presidencial, aponta pesquisa Datafolha realizada na terça (1) e na quarta (2) com 2.857 eleitores. Na pergunta estimulada, Dilma tem 38% das intenções de voto, ante 34% no levantamento anterior, de junho. Na espontânea, a petista cresceu de 19% para 25%. A margem de erro é de dois pontos percentuais. Em segundo lugar está o senador Aécio Neves (PSDB), que oscilou de 19% para 20%. O ex-governador Eduardo Campos (PSB) foi de 7% para 9%. Pastor Everaldo, candidato do PSC, manteve-se com 4%.

◊◊◊ Porto Alegre ainda queria mais: Desde o último jogo da Copa em Porto Alegre, na segunda, um sentimento toma conta da cidade, uma certa nostalgia, um vazio provocado por cenas inesquecíveis.
◊◊◊ Cheia ainda deixa 20 mil fora de casa. Efeitos da enchente na bacia do Rio Uruguai atingem 93 cidades. Meteorologia prevê mais chuva para hoje.
◊◊◊ A produção da indústria caiu 3,2% em maio na comparação com igual mês de 2013 - foi a terceira queda seguida. Em relação a abril, a retração foi de 0,6%. O fraco resultado foi puxado pelo setor automotivo. Apesar do incentivo de IPI menor, a produção de veículos caiu 20,1% sobre maio de 2013.

◊◊◊ A Polícia Civil prendeu um homem que depredou uma loja de carros de luxo em São Paulo, em ato do Movimento Passe Livre. Segundo a polícia, João Alves da Roza, 46, já havia sido preso por crimes como receptação e porte ilegal de arma. Ele ainda não tem advogado.

◊◊◊ O ex-ministro José Dirceu começa a trabalhar hoje na biblioteca de um escritório de advocacia em Brasília. O ex-ministro e outros quatro condenados na AP 470 foram transferidos ontem do Complexo Penitenciário da Papuda para o Centro de Progressão Penitenciária, onde ficam os presos com autorização para trabalho externo.

◊◊◊ Sistema do Seguro Desemprego volta a dar problemas. A culpa, mais uma vez, é do sistema. O sistema que dá entrada no pedido de seguro desemprego foi criado há três anos pelo Ministério do Trabalho justamente para ajudar o trabalhador a receber o benefício com mais rapidez. Mas o que se vê com frequência nos postos de atendimento é uma realidade bem diferente.
□□□ Bom dia a todos!

quarta-feira, 2 de julho de 2014



DICA DO DIA

Pessoas difíceis são, primariamente, tipos agressivos, hostis e arrogantes, tidas como um verdadeiro “rolo compressor”. Pessoas assim parecem não agir apenas com base em seu próprio comportamento ou reação, mas também com base em você. Elas parecem acusá-lo de existir, e você pode acabar acreditando que não gostam ou mesmo odeiam você e que têm o direito de ser verbalmente brutas devido à sua posição superior.

Quando elas descobrem o quanto podem aterrorizar e humilhar suas vítimas, passam a contar com os efeitos que seu comportamento produz nos outros. Pessoas com características dominadoras e antagônicas são muito difíceis de se conviver ou trabalhar. São difíceis com as pessoas ao ser redor e consigo mesmas. Frequentemente são raivosas e raramente hábeis em compartilhar momentos de puro prazer. Acham que o único jeito de conseguir alguma coisa de alguém é por meio de críticas e ameaças.

Um “rolo compressor” tem uma boa noção de como seu comportamento irá afetá-lo; está habituado a intimidar os outros e conseguir o que quer... Por isso, quando você se deparar com um tipo assim, recuse-se a ceder um centímetro que seja de seu território. Se você está lidando com uma pessoa desse tipo deve, a todo custo, tentar diminuir as proporções da situação. Se responder à hostilidade com hostilidade, apenas estará alimentando a agressividade dele. Os “rolos compressores” têm prazer com o antagonismo, mas se você puder achar um caminho para concordar com alguém que sistematicamente discorda de tudo, eles irão ficar desorientados – para discordar de você terão que discordar de si próprios.

(Alan Houel e Christian Godefroy, no livro "Como lidar com pessoas difíceis")

OS JORNAIS

◊◊◊  Os confrontos de quartas de final da Copa do Mundo estão definidos. A Bélgica superou os EUA na Fonte Nova nesta terça-feira e fechou o grupo de classificados para a próxima fase do Mundial. As oito seleções restantes ainda não perderam na competição. Assim, o campeão da Copa de 2014 vai levantar a taça no Maracanã de forma invicta.

◊◊◊ Brasil e Colômbia fazem uma das quartas de final. A seleção comandada por Felipão tem até aqui duas vitórias, sobre Croácia e Camarões, e dois empates, México e Chile (avançou nos pênaltis). Já os colombianos, liderados por James Rodríguez, conquistaram 100% de aproveitamento no Mundial, com vitórias sobre Grécia, Costa do Marfim, Japão e Uruguai.

◊◊◊ Outro esperado confronto é o clássico europeu entre França e Alemanha. Os franceses, que tiveram o corte de Ribéry antes da Copa, ganharam três jogos (Honduras, Suíça e Nigéria) e empataram contra o Equador, ainda na primeira fase. Do outro lado, os alemães venceram Portugal, Estados Unidos e Argélia, além de empatar com Gana.

◊◊◊ Vice-campeões em 2010, os holandeses terão a sensação Costa Rica na próxima fase. A Holanda é outra seleção com 100% de aproveitamento até aqui, com vitórias sobre Espanha, Austrália, Chile e México. Já a seleção costarriquenha, que venceu o "grupo da morte", superou Uruguai e Itália e empatou com Inglaterra e Grécia.

◊◊◊ O último confronto será entre Argentina e Bélgica. Os argentinos, capitaneados por Lionel Messi, venceram a Bósnia-Herzegóvina, Irã, Nigéria e Suíça. Já os belgas, com um futebol pragmático e objetivo, ganharam de Argélia, Rússia, Coreia do Sul e Estados Unidos.

◊◊◊ Brasil e Colômbia jogam no Castelão na próxima sexta-feira, às 17h. França e Alemanha se enfrentam mais cedo, às 13h, no Maracanã. Já no sábado, a Argentina enfrenta a Bélgica às 13h em Brasília. Às 17h, a Holanda encara a Costa Rica na Fonte Nova.

◊◊◊ Ontem na saída do Supremo, com a aposentadoria aos 59 anos, o ministro Joaquim Barbosa disse que vai buscar uma vida diferente. O encerramento da última sessão antes do recesso do judiciário, que começa hoje, foi feito pelo futuro presidente do Tribunal, Ricardo Lewandowski.

◊◊◊ A Polícia Federal e o FBI investigam uma fraude internacional que envolveu centenas de milhares de boletos bancários falsos e computadores infectados por vírus, principalmente no Brasil. Pelo menos 34 instituições bancárias foram envolvidas, em ao menos três países. A Folha apurou que os maiores bancos brasileiros estão na lista, mas não obteve nomes.


◊◊◊ Dilma diz que casos isolados não vão abalar credibilidade da Petrobras. Durante evento da estatal no Rio, sem citar as denúncias envolvendo as refinarias de Pasadena e Abreu e Lima, a presidenta disse que questões falsas foram levantadas pela Petrobras.

□□□ Bom dia a todos!