sábado, 3 de janeiro de 2015


DICA DO DIA 

SINCERA é uma palavra doce e confiável.

SINCERA é uma palavra que acolhe... e essa é uma palavra que deveria estar no vocabulário de toda alma.

SINCERA foi uma palavra inventada pelos romanos.

Sincero vem do velho, do velhíssimo latim... Eis a poética viagem que fez sincero de Roma até aqui:

Os romanos fabricavam certos vasos de uma cera especial. Essa cera era, às vezes tão pura e perfeita que os vasos se tornavam transparentes. Em alguns casos, chegava-se a se distinguir um objeto um colar, uma pulseira ou um dado, que estivesse colocado no interior do vaso. Para o vaso, assim fino e límpido, dizia o romano vaidoso:

- Como é lindo... Parece até que não tem cera!!!

"Sine-cera " queria dizer "sem cera", uma qualidade de vaso perfeito, finíssimo, delicado, que deixava ver através de suas paredes. E da antiga cerâmica romana, o vocábulo passou a ter um significado muito mais elevado.

Sincero, é aquele que é franco, leal, verdadeiro, que não oculta, que não usa disfarces, malícias ou dissimulações.

O sincero, à semelhança do vaso, deixa ver através de suas palavras, os nobres sentimentos de seu coração.

(Malba Taham) NOTA deste blogueiro: Em minha adolescência, no Ginásio, assisti a uma palestra de Malba Taham aqui em São Manuel. Inesquecível aquele momento.
 

OS JORNAIS  

(Matérias obtidas no site EBC Empresa Brasil de Comunicação, que as fornece gratuitamente)

∆∆∆ O governo vai enviar ao Congresso proposta de nova regra de reajuste do salário mínimo para o período de 2016 a 2019, com o objetivo de melhorar as contas públicas, mas o novo ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, afirmou que a ideia é continuar dando reajustes acima da inflação. A proposta ainda não foi detalhada, mas, no início do ano passado, quando estava fora do governo, Barbosa defendeu que o mínimo crescesse de forma mais moderada e que fosse vinculado à média salarial do país. Ontem, ele também falou sobre a necessidade de mais ajustes na política econômica. Para especialistas em mercado de trabalho, mudanças no mínimo vão exigir esforço político e podem até elevar gastos.
 

∆∆∆ No dia em que 16 ministros do segundo governo Dilma assumiram seus cargos, o petista Gilberto Carvalho, que transmitiu o comando da Secretaria-Geral da Presidência a Miguel Rossetto, saiu em defesa do PT. “Não somos ladrões”, disse, em resposta ao senador Aécio Neves (PSDB), que dissera ter sido derrotado na eleição por uma “organização criminosa”. “Para eles, pobres é quadrilha. Pertenço a essa quadrilha”, afirmou Carvalho. Novo ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga especulou sobre quem seriam os “inimigos externos” da Petrobras citados por Dilma na posse: os responsáveis pela desvalorização do barril do petróleo no mundo, disse. 

∆∆∆ As transmissões de cargo dos ministros escancararam as negociações para a composição da equipe de Dilma e a falta de afinidade dos escolhidos com suas áreas. “Posso não entender profundamente de esporte, mas entendo de gente”, disse o titular do Esporte, o pastor George Hilton (PRB), que recebeu o cargo de Aldo Rebelo (PCdoB). Escolhido para a Secretaria Especial dos Portos, Edinho Araújo agradeceu a seu partido: “O PMDB me proporcionou estar aqui.” De saída da Previdência, Garibaldi Alves (PMDB) queixou-se. “Fui abandonado pelo meu partido, que não quis mais o Ministério da Previdência.” 

∆∆∆ Um dia após tomar posse para novo mandato, o governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) anunciou medidas de contenção de despesas, afirmando que precisa se preparar para dificuldades econômicas em 2015. O tucano contingenciou R$ 6,6 bilhões em recursos para investimentos e compras, ou 10% do dinheiro disponível para despesas não obrigatórias. Decidiu também cortar 15% dos cargos comissionados. 

∆∆∆ Em 2014, a queda nos emplacamentos de carros de passeio e comerciais leves foi de 7,4%, o que significa que o setor teve a maior retração nas vendas em 12 anos. O aperto no crédito explica o resultado negativo. De acordo com a associação das montadoras, o estoque nos pátios no final de novembro atenderia a 42 dias de demanda. 

∆∆∆ Palavras e atos de Dilma têm falta de conexão perigosa - Dilma encerrou seu discurso de posse com um juramento: “Nenhum direito a menos”. Três dias antes, anunciou cortes em benefícios de interesse direto dos pobres. A desconexão entre palavras e atos constitui perigosa sequência daquela produzida por uma campanha à esquerda e a montagem de um ministério à direita. – (André Singer – Folha de S. Paulo) 

∆∆∆ Bom dia a todos!

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015


DICA DO DIA 

O maior sucesso de comunicação do século 20 é o filme publicitário; mas ele não teria a eficácia que tem se não considerasse como fator determinante – em sua criação e produção – a que público ele se destina. Por isso, é o sucesso que todos conhecemos. Esses filmes, em apenas 30 segundos conseguem passar um mundo de informações que sugerem soluções, despertam e satisfazem expectativas e, sobretudo, dão prazer.

Tratando-se de Marketing Pessoal, para que haja boa comunicação – tal como nos ensinam algumas dessas maravilhas desenvolvidas em 30 segundos – é preciso, em primeiro lugar, que você conheça o produto; ou seja, você mesmo.

Em segundo, que você saiba tudo sobre a pessoa com quem vai falar – ou seja, o seu “público-alvo”. E, para completar, é preciso saber “passar a sua mensagem”. O bom comunicador é parcimonioso no uso do tempo e das palavras: a tagalerice e a verborragia estão na contramão da comunicação.

Pessoas que falam demais, que falam durante muito tempo e que, sobretudo, falam à toa, tendem a ser mais comunicadores. Ignoram o valor e o peso das palavras. Bons comunicadores são recíprocos: falam menos do que ouvem e dão aos seus interlocutores o que eles desejam, sem impor nada.

Excesso de mensagens polui o entendimento, gerando confusão. Por isso, lembre-se dos filmes publicitários. Afinal, não nos comunicamos pelo que falamos: nos comunicamos pelo que somos; quem tem autoridade sobre o que fala, quem é confiável de um modo geral, quem se compromete com seu próprio discurso, certamente é um bom comunicador.

(Lúcia de Bidart, no livro "Marketing Pessoal")
 

OS JORNAIS  

(Matérias obtidas no site EBC Empresa Brasil de Comunicação, que as fornece gratuitamente) 

∆∆∆ Depois da eleição mais disputada da História e num cenário adverso tanto na economia como na política, a presidente reeleita Dilma Rousseff usou o discurso de posse para defender seu governo. Em longo pronunciamento no Congresso, a petista falou em mudanças, mas limitou-se a repetir promessas de campanha. Ela pregou o ajuste fiscal para retomar o crescimento e disse que a educação será a “prioridade das prioridades”, lançando o que chamou de novo lema de seu governo, “Brasil, pátria educadora”, já usado por ela no discurso do 1° de maio de 2013. A presidente afirmou ainda que seu governo vai defender a Petrobras de “predadores internos” e “inimigos externos”, sem admitir responsabilidade do governo e de aliados no escândalo. No Planalto, ela deu posse a 39 ministros. Titular do Esporte, George Hilton (PRB) foi vaiado. Cerca de 40 mil pessoas, segundo a PM, acompanharam as solenidades em Brasília. 

∆∆∆ Fundos de participação apostam em 2015 - O setor de venture capital e de private equity prevê crescimento e que eventuais sobressaltos consolidarão a relação entre investidores e empreendedores. 

∆∆∆ Eletrobras mantém previsão de investimento - A estatal estima investir R$ 14,1 bilhões em 2015. Um orçamento bem próximo ao previsto para o ano passado, quando de fato foram investidos R$ 12 bilhões. 

∆∆∆ Prevendo dificuldades econômicas neste ano, governadores tomaram posse com um discurso de austeridade e combate ao desperdício de recursos públicos. No RJ, Luiz Fernando Pezão (PMDB) disse que cortará despesas operacionais. Em SP, Geraldo Alckmin (PSDB) defendeu “enfrentar a realidade”. 

∆∆∆ O fortalecimento de bancos públicos, fusões e o fechamento de instituições de médio porte levaram a um aumento da concentração do sistema bancário no país. Estudo do Banco Central mostra que, antes da crise de 2008, a participação dos quatro maiores bancos em ativos, depósitos e crédito estava perto de 50°/o. Em 2014, em tomo de 70% —no total, há 132 instituições.  

∆∆∆ Bom dia a todos!

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015


DICA DO DIA 

Se você admira alguém de verdade
pela inteligência, talento, competência e zelo,
quer pela atitude, quer pela bondade,
diga-lhe agora, já, enquanto é tempo de dizê-lo.

Se você gosta de alguém, se o aprecia,
se o julga ser na vida um bom modelo
de caráter, lealdade ou simpatia,
diga-lhe hoje, que é o momento de dizê-lo
a seu amigo, parente, irmão querido,
a quem mereça seu bem-querer.
Fale tudo de bom que ele tem sido.

Mas coloque agora enquanto há tempo de dizer.
Não guarde para expressar tudo o que pensa
no momento em que ele, talvez no leito,
nem sequer note a sua presença
nem sinta o coração pulsando sob o peito.
Aí, o que importa?

De que vale exaltar seus méritos, sua fama
de que adianta dizer que tanto o ama,
se tão pouco ou quase nada entenderá?
Suas lágrimas cairão sem que ele as sinta,
suas palavras soarão a uma distância quase extinta.
Não deixe, por favor, que se perca o momento.

Diga o afeto sem qualquer constrangimento,
pois ele nasce de um lindo sentimento.
Diga bem alto, grite, desabafe!
Quantas vezes, por medo, timidez, covardia,
Uma palavra linda a gente adia
E que fica só numa saudade ou no remorso, no lamento de uma amargura fria.

A seu amigo, a seu irmão querido, a quem quer que ame sem restrições ou rodeios,
enquanto há troca, sempre o enalteça,
diga tudo de bom que ele tem sido
como foi bom (até aqui) a seu lado ter vivido,
que grandeza tê-lo conhecido,
para que sua alma, assim, jamais conheça
um doloroso silêncio arrependido...

(Inspirado em tema do Sales Analysis Institute de Chicago - Jornal da Orla - Santos - 15.12.96) 

OS JORNAIS  

(Matérias obtidas no site EBC Empresa Brasil de Comunicação, que as fornece gratuitamente) 

∆∆∆ Aos 67 anos, a presidente Dilma Rousseff assume hoje o segundo mandato num quadro oposto ao que encontrou quando chegou ao poder, em 2011. Dilma terá que enfrentar a crise na Petrobras, que pode contaminar o Congresso e pôr em risco a governabilidade. Para manter o controle do Legislativo, entregou o maior número de ministérios a aliados desde o primeiro governo Lula. Segundo levantamento do GLOBO, eles administrarão um orçamento recorde de R$ 106 bilhões, livres para investimentos. O Ministério foi concluído ontem com o anúncio de 14 nomes. Na economia, Dilma tem o desafio de domar a inflação, organizar as contas e retomar o crescimento sem prejudicar conquistas sociais. Esse será o mote de seu discurso de posse. A presidente desfila em carro aberto, faz dois discursos, dá posse aos ministros e recebe 13 chefes de Estado e de Governo, além do vice-presidente dos EUA, Joe Biden. 

∆∆∆ No último dia do ano, a reforma ministerial iniciada em novembro foi concluída com a indicação de Mauro Luiz Iecker Vieira para o comando das Relações Exteriores. Atual embaixador do Brasil em Washington, Vieira substitui Luiz Alberto Figueiredo. Foram mantidos 13 ministros, entre eles os petistas Aloizio Mercadante (Casa Civil) e José Eduardo Cardozo (Justiça). 

∆∆∆ Veja a lista de 14 ministros divulgada nesta quarta:

- Advocacia-Geral da União: Luís Inácio Adams
-
 Assuntos Estratégicos: Marcelo Neri
-
 Casa Civil: Aloizio Mercadante
-
 Comunicação Social: Thomas Traumann
-
 Desenvolvimento Social: Tereza Campello
-
 Direitos Humanos: Ideli Salvatti
-
 Gabinete de Segurança Institucional: José Elito Siqueira
-
 Justiça: José Eduardo Cardozo
-
 Meio Ambiente: Izabella Teixeira
-
 Micro e Pequena Empresa: Guilherme Afif Domingos
-
 Políticas para Mulheres: Eleonora Menicucci
-
 Relações Exteriores: Mauro Vieira
-
 Saúde: Arthur Chioro
-
 Trabalho: Manoel Dias 

∆∆∆ Bom dia a todos! E um bom começo de ano!

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014


DICA DO DIA 

O sol se esconde atrás das montanhas. Pingos de luz começam a enfeitar o firmamento. Mais uma página da história foi escrita. O ano chega ao seu final. Ano que nunca mais há de voltar. Para aqueles que têm fé, as falhas serviram de lição. E o que se fez de bom já está escrito no céu... Feliz Ano Novo!

OS JORNAIS  

(Matérias obtidas no site EBC Empresa Brasil de Comunicação, que as fornece gratuitamente) 

∆∆∆ O governo federal deve enfrentar forte resistência no Congresso Nacional, principalmente dos partidos de oposição, contra as mudanças promovidas na concessão de benefícios trabalhistas e previdenciários. 

∆∆∆ A Petrobras anunciou que só vai divulgar o balanço do terceiro trimestre de 2014 no mês que vem, e sem auditoria externa. A divulgação está atrasada por causa das investigações da Operação Lava Jato. 

∆∆∆ Era um cenário de aperto nas contas do governo, a presidente Dilma Rousseff arredondou para baixo o valor do salário mínimo, fixado em R$ 788 a partir de amanhã, com reajuste de 8,84%. A Comissão Mista de Orçamento do Senado aprovara R$ 790. A decisão representa economia anual de R$ 600 milhões. Dilma também vai vetar o reajuste de 6,5% na tabela do IR e editar medida provisória com correção de 4,5%. As restrições ao acesso a benefícios como seguro-desemprego, pensões e abono salarial começam em março. Mas o Ministério do Trabalho enviou nota ao Planalto alertando que a mudança no PIS seria inconstitucional. 

∆∆∆ Na véspera da posse de seu segundo mandato, a presidente Dilma Rousseff ainda não definiu 14 ministros. Para a Cultura, Juca Ferreira foi anunciado, e criticado duramente por Marta Suplicy, que ocupou o cargo anteriormente.  

∆∆∆ Nos quatro anos de gestão da petista Dilma Rousseff, fundo cambial teve avanço de 59,1%. No primeiro mandato da presidente Dilma, os fundos cambiais, que seguem o dólar, foram as aplicações de maior rentabilidade. De 2011 a 2014, esses fundos, indicados como proteção contra o avanço do dólar, tiveram ganho líquido de 59,1%, resultado, entre outros pontos, da valorização da moeda com o crescimento da economia americana.

∆∆∆ Populares no passado e de custo elevado, os fundos cambiais aplicam basicamente em contratos de dólar na Bolsa e em dívida corrigida pela moeda dos EUA. Por outro lado, fundos de ações subiram apenas 10,7% nesses quatro anos de Dilma, abaixo da inflação oficial prevista, de 27,1%. “Com Dilma, aumentou a aversão ao Brasil devido ao maior intervencionismo na economia, baixo crescimento e risco de mudança nas regras do jogo”, disse Rafael Paschoarelli, professor de finanças da USP. 
 

∆∆∆ O futuro articulador político da presidente Dilma Rousseff negou riscos de instabilidade política devido à operação que investiga corrupção na Petrobras. Para o petista Pepe Vargas (Relações Institucionais), o Congresso irá “expurgar” os responsabilizados.  

∆∆∆ Nada de Quênia. Dawit Admasu, da Etiópia, venceu a prova masculina da Corrida de São Silvestre com o tempo de 45min04s nesta quarta-feira. Na feminina, após cinco vitórias consecutivas do Quênia, foi a Etiópia quem triunfou na prova feminina, com Ymer Ayalew, com 50min43, três segundos mais rápida que a segunda colocada, Netsanet Kebede, também etíope. O Quênia subiu ao pódio na terceira posição, com Priscah Jeptoo (campeã em 2011). 

∆∆∆ Bom dia a todos! Bom Ano Novo!

terça-feira, 30 de dezembro de 2014


DICA DO DIA

Observando, aprenderemos com os animais e com os movimentos naturais da vida, tais como a chuva, o sol, o frio, o calor, que tudo na natureza é equilibrado e sem desperdício.

Há um equilíbrio natural que sustenta e coordena todos esses movimentos e, quando o desrespeitamos, acabamos criando distúrbios que poderiam ser evitados se todos praticassem a observação.

Assim também acontece conosco. Se comemos demais, bebemos demais, nos irritamos demais, falamos o que não precisamos, enfim, cometemos pequenos excessos, criamos distúrbios que vão saturando nossa atmosfera mental.

Com observação, podemos reeducar nossos sentidos e necessidades, naturalmente. Com essa prática é mais fácil conquistar equilíbrio e moderação nas nossas necessidades de forma espontânea. Assim, você ficará mais atento a seus movimentos e aprenderá a fazer somente o necessário.

Em contrapartida conquistará maior segurança interna, o controle dos impulsos desordenados, habilidade para evitar o evitável e noção do inevitável, além de sabedoria para eliminar o supérfluo.

(Paulo Zabeu, no livro "Cinco regras para vencer seus limites")

 
OS JORNAIS 

(Matérias obtidas no site EBC Empresa Brasil de Comunicação, que as fornece gratuitamente)

 ∆∆∆ Governo reajusta salário mínimo para 2015 - Em decreto publicado no Diário Oficial desta terça-feira (30), a presidente Dilma Rousseff definiu em R$ 788 o novo valor do salário mínimo para 2015. No relatório final da lei orçamentária, a Comissão Mista de Orçamento do Congresso havia proposto R$ 790.

 ∆∆∆ Dilma Rousseff anuncia nomes de mais sete ministros - A presidente Dilma anunciou os nomes de mais sete ministros para compor a equipe do segundo mandato. Ainda falta anunciar ocupantes de outros 15 ministérios. Até agora PT e PMDB são os partidos com mais espaço no governo. Dilma toma posse para o segundo mandato na próxima quinta-feira.

∆∆∆ O governo envia hoje ao Congresso medida provisória que reduz direitos de trabalho e de previdência, com restrições no acesso ao seguro-desemprego, ao abono salarial e a pensões, que deixam de ser vitalícias para cônjuges jovens. A economia prevista é de R$ 18 bilhões em 2015. É o primeiro corte de gastos para o segundo mandato de Dilma, num cenário em que as despesas têm crescido mais que as receitas. O setor público teve déficit primário de R$ 19.6 bilhões no ano — e não conseguiu economizar para pagar juros da dívida. O resultado foi puxado pelo governo federal, que em novembro teve o pior rombo em 17 anos.

∆∆∆ O governo publica hoje medidas provisórias para tornar mais restrito o acesso a benefícios previdenciários. O prazo mínimo de trabalho para obter o seguro-desemprego pela primeira vez, por exemplo, passará de seis para 18 meses. Os critérios para pensão por morte ficarão mais rígidos e o valor por beneficiário será reduzido nos novos pedidos. 

∆∆∆ Autoridades da Indonésia confirmaram nesta terça-feira (30) que foram encontrados no mar de Java destroços do Airbus 320-200 da AirAsia, desaparecido no último domingo com 162 pessoas a bordo. 

∆∆∆ A Marinha da Indonésia informou que mais de 40 corpos foram recuperados no mar. 

∆∆∆ Autoridades do país afirmam que o logotipo da companhia asiática foi identificado em alguns dos objetos localizados no mar, conforme o jornal local "Detik".

"Por enquanto, podemos confirmar que se trata do avião da AirAsia e o ministro de Transportes partirá em breve para Pangkalan Bun", na região onde os destroços foram detectados, disse Djoko Murjatmodjo, diretor-geral da aviação civil da Indonésia. 

∆∆∆ Bom dia a todos!

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014


DICA DO DIA
 
Vem por aí um novo ano...
Tenho toda a certeza do mundo que os seus dias neste Ano Novo terão as bênçãos de Deus, e que com a sua fé você alcançará o pódio sonhado para sua alegria! Um Ano Novo com todas as cores da felicidade!
 
(retirado da internet)
 
OS JORNAIS 
 
(Matérias obtidas no site EBC Empresa Brasil de Comunicação, que as fornece gratuitamente)
 
∆∆∆ Ministro da Fazenda apresenta bases do programa econômico - Em entrevista ao jornal Valor Econômico, o ministro indicado para a Fazenda, Joaquim Levy, apresentou as bases do programa econômico para os próximos quatro anos. Entre as metas estabelecidas estão a recuperação do superávit fiscal, reformulação da política de crédito e redução dos subsídios.
 
∆∆∆ A Associação Brasileira dos Municípios (ABM) estima que ao menos metade das cidades brasileiras começará 2015 sem poder mais ter acesso a transferências da União para investir em saneamento básico. O motivo é que a maioria das prefeituras não criou conselhos municipais para acompanhar a execução de projetos, exigência de um decreto federal que passará a valer a partir de 1º de janeiro. “A estimativa é que somente de 20% a 30% dos municípios tenham conselho municipal que cuide de saneamento”, diz José Carlos Rassier, secretário-geral da ABM. O Ministério das Cidades diz que não adiará o prazo, mas garante que convênios já assinados e transferências constitucionais não serão afetados. 
 
∆∆∆ Após passar o feriado de Natal descansando na Bahia, a presidente Dilma Rousseff volta hoje a Brasília e deve anunciar mais nomes do Ministério para seu segundo mandato. Ainda falta a definição sobre 22 das 39 pastas. Dilma precisa, também, contornar resistências no PT para escolher os nomes do partido no governo. 
 
∆∆∆ Para transformar a posse em um grande ato de apoio a Dilma, o PT organizou a ida de 32 mil militantes em 800 ônibus a Brasília.
 
∆∆∆ Superintendente de Competição da Agência Nacional de Telecomunicações, Carlos Manuel Baigorri afirma que o debate sobre fusões e aquisições no setor terá de respeitar as políticas públicas em vigor, voltadas para garantir a variedade de ofertas de produtos e serviços. Nesse contexto, explica que, mesmo que discuta a consolidação do mercado, não é papel da Anatel determinar o número ideal de grandes operadoras móveis no Brasil. "Se o regulador definisse que no mercado só cabem três, o que eu faria se chegasse um quarto interessado? Iria proibir?”.
 
∆∆∆ Um grupo de desembargadores do Tribunal de Justiça de São Paulo com processos atrasados acumulados nos gabinetes passou a ser alvo de cobranças da cúpula do tribunal e do Conselho Nacional de Justiça, informa Frederico Vasconcelos.

∆∆∆ O presidente do TJ, José Renato Nalini, disse que alguns juízes não conseguem atingir os índices de produtividade do tribunal. A corregedora nacional de Justiça, Nancy Andrighi, pediu a Nalini empenho para acelerar o julgamento de casos antigos.
∆∆∆ Se o tribunal não resolver a questão, a corregedoria poderá abrir processo disciplinar. Levantamento da Folha mostra que 35 dos 357 desembargadores do Estado acumularam estoque de processos não julgados acima da média do tribunal. Esse grupo é responsável por 31% dos casos em atraso.

∆∆∆ Os desembargadores afirmam que herdaram muitas ações de outros juízes e que se empenham nos julgamentos. Alguns defendem a avaliação mensal da produção, sem o estoque antigo. 
 
∆∆∆ Um paulistano com renda mensal líquida de R$ 5.000 terá impacto adicional de 10% em seu orçamento nas próximas semanas por causa dos aumentos de energia, água e transportes em janeiro, segundo simulação do professor da FGV e colunista da Folha Samy Dana. Esse percentual varia segundo a faixa de renda. A esses gastos somam-se despesas de início do ano — tributos (IPVA e IPTU) e material escolar. 
 
∆∆∆ Bom dia a todos!

domingo, 28 de dezembro de 2014


DICA DO DIA 

Saudade é solidão acompanhada, é quando o amor ainda não foi embora, mas o amado já... Saudade é amar um passado que ainda não passou, é recusar um presente que nos machuca, é não ver o futuro que nos convida...

Saudade é sentir que existe o que não existe mais...

Saudade é o inferno dos que perderam, é a dor dos que ficaram para trás, é o gosto de morte na boca dos que continuam...

Só uma pessoa no mundo deseja sentir saudade: aquela que nunca amou.

E esse é o maior dos sofrimentos: não ter por quem sentir saudades, passar pela vida e não viver. O maior dos sofrimentos é nunca ter sofrido.

(Pablo Neruda)
 

OS JORNAIS  

(Matérias obtidas no site EBC Empresa Brasil de Comunicação, que as fornece gratuitamente) 

∆∆∆ Expectativa para o anúncio dos 22 ministros que faltam para compor o novo governo de Dilma Rousseff. Mesmo de férias na Bahia, a presidente trabalha para definir os últimos nomes. Eles devem ser divulgados na próxima segunda-feira quando Dilma retorna ao trabalho em Brasília. 

∆∆∆ A alta da conta de luz em 2015 — que só em janeiro subirá 8,3% — põe em xeque as projeções oficiais para uma inflação abaixo do teto anual de 6,5% fixado em lei. O BC prevê IPCA de até 6,1% em 2015. Bancos consultados estimam 6,5% ou mais.

∆∆∆ Enquanto as previsões oficiais situam a elevação de tarifas residenciais em 17% no próximo ano. Analistas do mercado esperam 20%, A fatura de energia elétrica responde por 2,9% do orçamento familiar considerado na apuração do IPCA.

∆∆∆ Os especialistas trabalham com a possibilidade de uma alta mais expressiva porque há dúvidas sobre os repasses da usina de Itaipu e de encargos setoriais. Há também o impacto de outros "fortes aumentos" de preços de serviços públicos.

∆∆∆ As tarifas de transportes e os preços dos combustíveis devem subir. Essas altas, porém, podem ser compensadas pelo ritmo lento da economia. O consumo deve ser contido por um aumento menor do salário-mínimo e juros mais altos.
 

∆∆∆ Empreendedores cubanos esperam mais abertura econômica com o anúncio da reaproximação com os EUA, informa o enviado Fabiano Maisonnave. Com clientes famosos como Sting e Albert de Mônaco, Emiliano Nelson, principal estilista das camisas “guayaberas”, relata restrições do governo para a importação de tecidos e na venda da produção. 

∆∆∆ O endividamento da Petrobras e das empreiteiras envolvidas na operação Lava Jato junto a bancos brasileiros já chega a mais de R$ 130 bilhões e preocupa a cúpula do Executivo. 

∆∆∆ Apesar de o PT ter perdido espaço no novo ministério de Dilma, as pastas controladas pelo partido devem segundo maior fatia da Verba para cumpras e investimentos. O perfil de delegar órgão menos endinheirados a aliados acentuou sob Dilma, mostra a FGV.  

∆∆∆ A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) quer liberar as empresas aéreas a cobrar passagens de bebés que viaja no colo. Atualmente, uma norma da 2000 estabelece que bebes de até dois anos que estejam no colo paguem no máximo 10% do valor do bilhete. 

∆∆∆ Veja

Manchete: 2014 o ano em que pagamos mico

7 x 1
Petrolão
Crise da água
PIB zero
Mentiras na campanha eleitoral...
------------------------------------------------------------------------------------

∆∆∆ Época 

Manchete: Apostas para 2015

Dilma resistirá? Nossa economia crescerá? Acabará a água em São Paulo? As obras da olimpíadas ficarão prontas? Teremos comida com maconha? Enfrentaremos uma nova epidemia? Que celebridades filmes e shows brilharão? Todas as nossas previsões para o ano novo.
------------------------------------------------------------------------------------

∆∆∆ ISTOÉ 

Manchete: Como será o Brasil 

O que se pode esperar e o que se deve cobrar do governo Dilma.

Um ano para combater de vez a corrupção, se preparar para a olimpíada e enfrentar o fantasma da seca.
------------------------------------------------------------------------------------

∆∆∆ ISTOÉ Dinheiro


Manchete: Onde investir em 2015

Conheça as recomendações dos melhores especialistas do mercado para manter em alta a rentabilidade dos seus investimentos em um ano que promete ser desafiador.

Ações, Dólar, Imóveis, Renda Fixa, Previdência, Long & Short, Multimercados, Rankings Exclusivos. 

Entrevista: O Brasil não vai perder o grau de investimento, diz Ilan Goldfajn

Petróleo: Por que os estrangeiros reduziram os investimentos no Brasil  

∆∆∆ Bom dia a todos!