sábado, 14 de fevereiro de 2015

DICA DO DIA 

Para lembrar o Carnaval! 

LINDA MORENA

Linda morena, morena
Morena que me faz penar
A lua cheia que tanto brilha
Não brilha tanto quanto o teu olhar

Tu és morena uma ótima pequena
Não há branco que não perca até o juízo
Onde tu passas
Sai às vezes bofetão
Toda gente faz questão
Do teu sorriso

Teu coração é uma espécie de pensão
De pensão familiar à beira-mar
Oh! Moreninha, não alugues tudo não
Deixe ao menos o porão pra eu morar

Por tua causa já se faz revolução
Vai haver transformação na cor da lua
Antigamente a mulata era a rainha
Desta vez, ó moreninha, a taça é tua

(Lamartine Babo, 1932) 

OS JORNAIS  

(Matérias obtidas no site EBC Empresa Brasil de Comunicação, que as fornece gratuitamente)

 

BLOCOS NAS RUAS
De hoje até Quarta-Feira de Cinzas, pelo menos 344 blocos de carnaval desfilarão pelas ruas do Rio, prometendo arrastar 5 milhões de pessoas, sendo 900 mil turistas. Além da segurança, que foi reforçada, o desafio é o trânsito: ao entregar a chave da cidade ao Rei Momo, o prefeito Eduardo Paes brincou e pedia que ele resolva todos os problemas da cidade, inclusive os engarrafamentos. Um desafio que já começa hoje com o desfile do Bola Preta que deve levar até dois milhões de pessoas para o Centro á partir das 7hs. À noite, a expectativa é pelo desfile da Estácio na Sapucaí, que briga para voltar ao Grupo Especial. 

PRESIDENTE DENUNCIADA
A presidente argentina, Cristina Kirchner, foi formalmente acusada de tentar acobertar os iranianos suspeitos de serem os autores do atentado à Associação Israelita. A acusação foi feita pelo promotor que substituiu Alberto Nisman, encontrado morto em seu apartamento. Dependendo da decisão do juiz, Cristina poderá ser intimada a depor. 

HIPOTECA
A Justiça determinou a hipoteca do edifício-sede da Petrobras, na Avenida Chile, para garantir pagamento de dívida de R$ 936 milhões cobrada pela Refinaria de Manguinhos. A decisão, de 1ª instância, só terá efeito apás esgotados os recursos. A juíza Katia Torres citou problemas financeiros "públicos e notórios" da estatal para justificar a decisão. 

RESTRIÇÃO
Levy vai restringir dívida de estados - Governadores e prefeitos não terão mais sinal verde para se endividarem. O ministro quer rever desonerações.  

SEGURO MAIS CARO
O Brasil já tem sido tratado por investidores como um país que não tem o grau de investimento, espécie de selo de bom pagador de sua dívida, concedido do por agências avaliadoras de risco. O custo para se precaver de um calote do Brasil está mais alto do que o seguro contra uma moratória de Turquia, Bulgária ou Indonésia, considerados “especulativos” pela agência Standard & Poor’s. Nesta sexta (13), o valor do seguro contra um calote brasileiro superava o desses países. O cenário de 2014 contribuiu para ampliar a desconfiança do investidor no Brasil, que no ranking da S&P ainda tem o grau de investimento. União, Estados e municípios apresentaram, juntos, déficit de R$ 32,5 bilhões nas cantas. Economia estagnada e inflação em alta agravam a situação.

ENCONTRO
Chefe da Polícia Federal e principal interlocutor do procurador-geral, o ministro José Eduardo Cardozo (Justiça) se encontrou neste mês ao menos três vezes com advogados de empresas acusadas na Lava Jato. O governo confirma as reuniões, mas nega que renham tratado da operação. 

BANDEIRA BRANCA
Para que o ajuste fiscal seja aprovado, o ex presidente Lula aconselhou sua sucessora, Dilma Rousseff, a levantar “bandeira branca” e acertar suas diferenças com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). “A gente faz acordo com quem a gente não gosta”, afirmou o petista. 

GOLPE?
O presidente da Venezue­la, Nicolás Maduro, anun­ciou a prisão de militares e civis acusados de tramar um golpe de Estado no país, que incluiria ataques ao palácio presidencial e ao Ministério da Defesa. Segundo oposicionistas, trata-se de estra­tégia de Maduro para des­viar o foco da população em momento de impopularida­de do governo. 

∆∆∆ Bom dia a todos!

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

DICA DO DIA 

Tenho insistido no fato de que todos nós temos uma sensação de buraco, de que falta alguma coisa. Temos, pois, um sentimento de inferioridade que é universal.

Ele está presente em todas as pessoas, inclusive naquelas que se mostram autoconfiantes e orgulhosas de si mesmas; são apenas criaturas mentirosas, além de competentes em artes cênicas.

Foi a constatação dessa sensação que levou o poeta a afirmar: "é impossível ser feliz sozinho". Ou seja, a sensação da harmonia que buscamos só poderá ser encontrada a dois, na união amorosa.

Essa foi também a posição que assumi nos últimos vinte anos. Defendi o amor romântico, a aliança intensa e forte entre um homem e uma mulher, como o grande remédio para o desamparo que nos acompanha.

Ressaltei que a sensação de desamparo vinha aumentando, pois, até algumas décadas atrás, o aconchego era resultado da forte aliança que unia as famílias em clãs.

As grandes famílias rurais, cheias de filhos, sobrinhos e tios, crentes em Deus e que, juntas com outras famílias, formavam comunidades onde todos se conheciam, traziam grande atenuação para o desamparo.

É claro que tudo tem um preço. Nesses grupos não havia espaço para a individualidade, opiniões divergentes ou excentricidades.

A vida nas grandes cidades é hoje bem mais livre e tolerante para com o exercício de uma forma pessoal de ser. Por outro lado, a sensação de solidão cresceu muito.

Usamos essa palavra – de forte conotação negativa que provoca pavor só de ser pronunciada – para definir a dor que deriva de nos sentirmos incompletos.

Acho que a solidão envolve também uma certa vergonha, como se a pessoa se sentisse menos competente para encontrar um parceiro.

Poderia, porém, ser diferente: talvez deveríamos ter orgulho da nossa capacidade de ficar sós, coisa difícil e que nem todo mundo consegue.

O amor romântico apareceu como o grande neutralizador da solidão crescente, que chegou com a industrialização e com a migração para os centros urbanos.

No passado, o casamento se realizava por meio de arranjos familiares; agora, é fruto do amor, da escolha voluntária dos jovens, mais donos de suas vidas e seus destinos.

O amor apareceu – e foi louvado por todo mundo, inclusive por mim – como o grande remédio para o nosso desamparo, como algo que nos permite sentir a completude e a harmonia perdidas, mas presentes em algum canto na nossa memória.

Na prática, porém, as coisas não vêm se passando exatamente como prevíamos. O conto de fadas, no qual embarcamos, tem esbarrado em vários obstáculos.

O maior deles deriva de uma tendência para o crescimento da nossa individualidade. Continuamos sonhando com o amor, é verdade; mas estamos cada vez menos dispostos a fazer concessões, a ceder às pressões do parceiro.

O desejo romântico quer o par sempre junto, ao passo que cada indivíduo pode estar interessado em ir para uma direção diferente. Aí se trata uma inevitável e cansativa luta pelo poder, na qual ninguém fica satisfeito.

É nesse ponto das reflexões que me fiz uma pergunta: somos mesmo incompletos ou apenas nos sentimos assim? Confesso que fiquei meio atrapalhado, perturbado mesmo, quando deparei com uma resposta óbvia, mas que jamais tinha me ocorrido. A sensação de incompletude não é, obrigatoriamente a expressão de um fato.

O trauma do nascimento nos marca e provoca essa sensação. Mas somos indivíduos inteiros e completos. Pensar assim poderá nos conduzir a uma fascinante aventura.  

(Flavio Gikovate – médico psiquiatra) 

OS JORNAIS 

(Matérias obtidas no site EBC Empresa Brasil de Comunicação, que as fornece gratuitamente) 
 
 
∆∆∆ JOSÉ DIRCEU ENVOLVIDO
Em novo trecho de sua delação premiada divulgado ontem, o doleiro Alberto Youssef envolve diretamente o ex-ministro José Dirceu, condenado no processo do mensalão e cumprindo prisão domiciliar, no esquema de corrupção na Petrobras investigado na Lava Jato. Assim como o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, Dirceu é apontado por Youssef como um dos responsáveis por receber , para o partido , dinheiro de propina de empreiteiras investigadas no escândalo. Tanto o ex-ministro como o tesoureiro negam as acusações. Ao explicar por que divulgou o novo trecho, o juiz Sérgio Moro afirmou que “não cabe ao Judiciário ser guardião de segredos sombrios”. Já o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa afirmou que recebeu US$ 31,5 milhões da Odebrecht, em contas no exterior, a título de “política de bom relacionamento”. A empreiteira negou e chamou de caluniosas as acusações. 

∆∆∆ PLATAFORMA IRREGULAR
Segundo o Crea do Espírito Santo, a plataforma que operava a serviço da Petrobras não tinha registro no estado. Subiu para cinco o número de mortes no acidente. 

∆∆∆ CRESCE AMEAÇA À IMPRENSA
Ranking dos Repórteres Sem Fronteiras mostra que mortes e ameaças a jornalistas fizeram 2/3 dos países terem piora na liberdade de imprensa. O Brasil subiu 12 posições. 

∆∆∆ A HORA É AGORA
O Rio de Janeiro tem que começar a fazer racionamento de água porque pode faltar água em plena Olimpíada. São Paulo tinha que ter racionado desde o ano passado. Pelo menos, a multa sobre quem consome muito deveria ter sido adotada no ano eleitoral de 2014. O governo Federal deve começar o racionamento de energia porque não fez a racionalização quando havia tempo. (Miriam Leitão) 

∆∆∆ TRABALHADORES NA RUA
Os principais municípios afetados pela crise na estatal Petrobras enfrentam onda de protestos de funcionários das empreiteiras investigadas na Operação Lava Jato. Rio Grande (RS), Três Lagoas (MS) e Itaboraí (RJ) já convivem com demissões e atrasos de salários. O receio dos sindicalistas é que o problemas e alastre para outros projetos da empresa.  

∆∆∆ MAIS ATRÁS
O líder do partido (PT) na Câmara, Sibá Machado, diz haver assinaturas suficientes para ampliar o fato determinante que motivou a criação da CPI para o período anterior aos governos de Lula e Dilma.  

∆∆∆ O DÓLAR
Após escalada praticamente ininterrupta nos últimos onze pregões, o dólar descansou num platô mais baixo ontem. Projetou-se montanha acima 11,81% no período e, sem visibilidade do cume, recuou ontem 1,85% e montou acampamento nos R$ 2,8209. 

∆∆∆ RECUANDO
O governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), desistiu do pacote de corte de gastos que estava sendo votado por deputados estaduais. A decisão foi tomada após milhares de funcionários públicos hostilizarem parlamentares e forçarem a entrada na Assembleia, furando cordão de isolamento da PM. Os projetos, que alteravam a Previdência e outros benefícios dos servidores, vão ser reexaminados, segundo o governo. 

∆∆∆ DESENGAVETANDO
Representante da bancada evangélica, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), desengavetou propostas defendidas por religiosos e que atingem movimentos gays e feministas. Uma delas define família apenas como união entre homem e mulher.  

∆∆∆ SOBRE O RODÍZIO
A gestão Alckmin (PSDB) decidirá no fim de março se haverá rodízio de água na região metropolitana de SP. Em caso positivo, a medida terá início imediato, com quatro dias com torneiras secas e dois com água. O principal critério para a definição depende do Cantareira. Não será necessário rodízio se o principal sistema da Grande SP se recuperar até um determinado percentual — ainda a ser definido— que garanta o abastecimento de ao menos um quarto da região metropolitana durante o período seco que termina em outubro. 

∆∆∆ PENA DO BRASIL
Aos 50 anos de carreira, Maria Bethânia fala a Nelson de Sá sobre o impacto político do espetáculo “Opinião”, de 1965. “Foi o primeiro ‘não’ à ditadura.” Com a atual situação, ela diz estar “com muita pena do Brasil”. “Mas não desanimo, porque acho o país maior.”  

∆∆∆ Bom dia a todos!

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

DICA DO DIA 

PAZ 

Como é bom ter paz interior,

Paz com a própria consciência,

Paz que é a melhor das riquezas,

Nesta vida cheia de carência...

 

Como é bom viver sentindo,

Harmonia em nosso coração,

Observando entre os seres,

Atitudes de compreensão...

 

Como é bom poder agir, falar...

E à noite poder dormir, sonhar...

Ainda que sem riqueza material,

Mas com a paz a nos confortar. 

(do livro PALAVRAS – este blogueiro)

 
OS JORNAIS  

(Matérias obtidas no site EBC Empresa Brasil de Comunicação, que as fornece gratuitamente)
 

CASO PIZOLATTO
A Corte de Cassação de Roma decidiu nesta quinta-feira (12) pela extradição do ex-diretor de marketing do BB, Henrique Pizzolato. A decisão da Corte acata recurso do governo brasileiro e do Ministério Público da Itália, contra a negativa de extraditar o ex-diretor feita no ano passado pela Corte de Bolonha. 

CONDENADO
Pizzolato foi condenado a 12 anos e 7 meses de prisão no julgamento do mensalão do PT. Segundo o Supremo Tribunal Federal (STF), ele cometeu os crimes de corrupção passiva, peculato e lavagem de dinheiro. A palavra final sobre a extradição será agora política e irá para o Ministério da Justiça da Itália, que tem até três semanas para decidir. 

VAI NEGOCIAR
Diante da reação contrária do PT, de partidos aliados no Congresso e das centrais sindicais, o governo já admite negociar alterações nas suas propostas de mudanças em benefícios trabalhistas, como pensões e seguro-desemprego, incluídas no ajuste fiscal. Ciente das dificuldades para aprovar as medidas provisórias da forma como foram enviadas, técnicos do governo refazem contas e estudam modificações para negociar com o Congresso.  

NINGUÉM É DONO DA VERDADE
Perguntado sobre a possibilidade de o Planalto ceder, o ministro do Trabalho, Manoel Dias, disse que “ninguém é dono da verdade”. O ministro Pepe Vargas (Relações Institucionais) admitiu que o governo está disposto a discutir , mas não detalhou o que poderia ser mudado: “Quem abre diálogo já dizendo o que vai ceder?”  

ACIDENTE
Uma explosão na casa de bombas de um navio-plataforma a serviço da Petrobras, no litoral do Espírito Santo, deixou três mortos, sei s desaparecidos e dez feridos, sendo quatro em estado grave. O navio Cidade de São Mateus é da norueguesa BW Offshore. O acidente foi o mais grave em plataformas desde 2001, quando 11 pessoas morreram e a P-36 adernou na Bacia de Campos. A presidente Dilma pediu explicações a Aldemir Bendine, que assumiu o comando da Petrobras há três dias. No momento do acidente, às 12h50m, havia 74 trabalhadores a bordo. Até as 22h, os três corpos não tinham sido resgatados. 

GRAÇA POUPADA
Dez ex-diretores da Petrobras tiveram ontem os bens bloqueados pelo Tribunal de Contas da União (TCU). A ex-presidente da estatal Graça Foster foi poupada. Os ex-gestores são apontados como responsáveis por um prejuízo de US$ 792,3 milhões na compra da Refinaria de Pasadena, no Texas. 

PATROCÍNIO CRITICADO
O patrocínio de R$ 10 milhões dado à Beija-Flor pelo ditador da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang, foi criticado por juristas e ONGs de direitos humanos. Para a juíza Denise Frossard, falta ética no controle da verba que financia o carnaval. 

SOBRE O DÓLAR
Miriam Leitão escreve em sua coluna em O GLOBO: O real foi a moeda que mais perdeu valor nos dez primeiros dias de fevereiro. O seguro cobrado de quem quer se proteger contra o risco brasileiro subiu 16% só este ano. Isso é um sintoma do aumento da insegurança em relação aos rumos da economia brasileira e tem como pior efeito mais impacto na inflação. Os sinais que o Brasil têm dado não são tranquilizadores. 

ALTA PREJUDICA PETROBRAS
A recente valorização do dólar vai ajudar a deteriorar as contas da Petrobras, reduzindo o caixa, encarecendo importações e investimentos, e elevando ainda mais a dívida, que está 70% em moeda norte-americana. A estatal está muito exposta aos efeitos do câmbio. Segundo analista, cerca de 7 5% de suas despesas estão em dólares, e apenas 25% das receitas da estatal são obtidas em moeda forte. Especialistas consideram ser a tempestade perfeita para a empresa, que já enfrenta o escândalo de corrupção e a troca da presidência. 

DÍVIDA LIQUIDA
Consultoria estima que a recente variação do dólar pode ter elevado a dívida líquida da estatal de R$ 261 bilhões para R$ 290 bilhões. No quarto dia consecutivo de valorização, o dólar subiu 2% e fechou cotado a R$ 2,879. É o maior valor desde outubro de 2004. A moeda sofre pressão de fatores internos, como a dificuldade de Dilma em aprovar medidas de austeridade, e externos, como a expectativa sobre os juros dos EUA e a desaceleração na China. Analistas consideram que o BC poderia intensificar o aperto monetário. 

LUCRO MAIOR
O resultado do Banco do Brasil em 2014 foi de R$ 11,3 bilhões, contra R$ 10,4 bilhões de lucro ajustado em 2013. Os números superaram as expectativas e o novo presidente do banco, Alexandre Abreu, disse que quer aumentar a rentabilidade sobre o patrimônio líquido, que hoje está em 15%. 

NOTA REDUZIDA
A piora nas contas do governo levou a consultoria e agência de classificação de risco britânica Economist Intelligence Unit a retirar o grau de investimento que havia concedido ao Brasil em janeiro de 2012. A nota da dívida soberana brasileira caiu de BBB para BB. Com isso, o Brasil perdeu o selo de que é um país seguro para investir e voltou ao grau especulativo. 

RODÍZIO
Ao menos 5 milhões de pessoas serão atingidas se vingar proposta em estudo no governo Alckmin (PSDB) de restringir eventual rodízio de água na Grande SP à área atendida pelo Cantareira. Será afetada a maior parte da zona norte da capital, abastecida pelo sistema e que não tem como se interligar a outros mananciais da região metropolitana.  

DESISTÊNCIA
O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, anunciou que o governo não irá prorrogar o horário de verão, que termina no dia 22. Segundo ele, a proposta, cogitada na semana passada, traria ganhos limitados. O governo elabora um projeto para incentivar o uso de geradores por grandes consumidores. 

NEGANDO
O Jornal Nacional ( Rede Globo)teve acesso ao depoimento do tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, prestado à polícia na semana passada. Ao longo de três horas, ele negou ter recebido, em nome do partido, entre US$ 150 e US$ 200 milhões em propina, como alegou o ex-gerente da Petrobras, Pedro Barusco. Vaccari admitiu conhecer ex-diretores da estatal e executivos de empreiteiras. 

∆∆∆ Bom dia a todos!

 

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

DICA DO DIA 

Afinidade é um dos poucos sentimentos que resistem ao tempo e ao depois. A afinidade não é o mais brilhante, mas o mais sutil, delicado e penetrante dos sentimentos. É o mais independente.

Não importa o tempo, a ausência, os adiamentos, as distâncias, as impossibilidades. Quando há afinidade, qualquer reencontro retoma a relação, o diálogo, a conversa, o afeto no exato ponto em que foi interrompido.

Afinidade é não haver tempo mediando a vida. É uma vitória do adivinhado sobre o real. Do subjetivo para o objetivo. Do permanente sobre o passageiro. Do básico sobre o superficial.

Ter afinidade é muito raro, mas quando existe, não precisa de códigos verbais para se manifestar. Existia antes do conhecimento, irradia durante e permanece depois que as pessoas deixaram de estar juntas.

O que você tem dificuldade de expressar a um não afim, sai simples e claro diante de alguém com quem você tem afinidade.

Afinidade é ficar longe, pensando parecido a respeito dos mesmos fatos que impressionam, comovem ou mobilizam. É ficar conversando sem trocar palavras. É receber o que vem do outro com aceitação anterior ao entendimento.

Afinidade é sentir com. Nem sentir contra, nem sentir para, nem sentir por, nem sentir pelo. Quanta gente ama loucamente, mas sente contra o ser amado? Quantos amam e sentem para o ser amado, não para eles próprios?

Sentir com, é não ter necessidade de explicar o que está sentindo. É olhar e perceber. É mais calar do que falar, ou, quando é falar, jamais explicar: apenas afirmar.

Afinidade é jamais sentir por. Quem sente por, confunde afinidade com masoquismo. Mas quem sente com, avalia sem se contaminar. Compreende sem ocupar o lugar do outro. Aceita para poder questionar. Quem não tem afinidade, questiona por não aceitar.

Afinidade é ter perdas semelhantes e iguais esperanças. É conversar no silêncio, tanto nas possibilidades exercidas, quanto das impossibilidades vividas.

Afinidade é retomar a relação no ponto em que parou sem lamentar o tempo de separação, porque tempo e separação nunca existiram. Foram apenas oportunidades dadas (tiradas) pela vida, para que a maturação comum pudesse se dar. E para que cada pessoa pudesse e possa ser, cada vez mais a expressão do outro sob a forma ampliada do eu individual aprimorado.  

(Artur da Távola) 

OS JORNAIS  

(Matérias obtidas no site EBC Empresa Brasil de Comunicação, que as fornece gratuitamente)
 

Sob o comando de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a Câmara impôs dura derrota ao governo ontem ao aprovar o orçamento impositivo, que obriga a execução de emendas individuais dos parlamentares e reduz o poder de negociação do Planalto para a aprovação de projetos. Com o PT rebelado contra medidas do ajuste fiscal que mudam benefícios trabalhistas, o Planalto sofreu ainda outro revés na Câmara: o comando da comissão da reforma política foi entregue à oposição. Documento aprovado pelo PT cobra coerência de Dilma com promessas de campanha.  

O dólar comercial subiu 2,08%, e fechou na maior cotação desde novembro de 2004. Nas casas de câmbio, o dólar turismo, vendido a quem viaja para o exterior, superou os R$ 3. Turbulências no exterior e incertezas sobre o ajuste fiscal no Brasil pressionaram as cotações.  

O presidente da Câmara decidiu chamar todos os 39 ministros de Dilma para ouvir explicações sobre suas pastas. Eduardo Cunha afirmou que, caso o convite não seja aceito, os ministros serão convocados. 

Míriam Leitão: Amigos do déficit - O PT não se deu conta do risco fiscal que o país corre e, por isso, vai bombardear a única ponte que pode nos levar para fora desse precipício. Ter quase 7% de déficit nominal, ter déficit primário e uma dívida bruta que subiu 10 pontos percentuais em quatro anos é uma calamidade. Para corrigir o que fez, a presidente Dilma não tem o apoio sequer da sua ex-chefe da Casa Civil. 

O volume de chuvas neste mês e a obra de interligação da represa Billings com o sistema Alto Tietê, capaz de amenizar a demanda do sistema Cantareira, fizeram o governo Geraldo Alckmin (PSDB) adiar a decisão sobre a implantação do rodízio de água na Grande SP. Se continuar chovendo bem até o fim de março e a conexão dos reservatórios for concluída até maio, com moradores abastecidos pelo Cantareira recebendo água também do Guarapiranga, a Sabesp considera viável atravessar sem rodízio o período seco, de abril a setembro. Em reunião secreta no domingo, Alckmin disse ao prefeito Fernando Haddad (PT) que, se houver, o rodízio na capital terá quatro dias sem água e dois com. A interrupção de abastecimento por cinco dias estaria praticamente descartada, relata Mônica Bergamo. No momento, o fim deste mês é o prazo dado como limite pelo governo estadual para definir se haverá rodízio de água, informam Fabricio Lobel e Gustavo Uribe.  

O STF determinou que o ex-diretor da Petrobras Renato Duque, apontado como um dos operadores do PT no esquema de corrupção na estatal, continuará solto. Em 2014, ele ficou 19 dias na cadeia até ser solto por ordem do ministro Teori Zavascki, que derrubou o argumento de possível fuga do país. Advogados de empreiteiras querem estender a decisão a executivos presos. 

STF livra políticos no caso do cartel de trens em São Paulo - O STF arquivou inquéritos que investigavam a participação do ex-deputado José Aníbal (PSDB-SP) e do deputado Rodrigo Garcia (DEM-SP) em suposto esquema de pagamento de propinas relacionadas a obras no Metrô e na CPTM em gestões tucanas em São Paulo, envolvendo empresas que atuavam em licitações. Ambos foram secretários de governo.
 

∆∆∆ Bom dia a todos!

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

DICA DO DIA 

Você consegue um bom emprego na hora que bem entende? Você descola um amor do dia para a noite? Entra num banco e sai de lá com um empréstimo sem burocracia? Se você respondeu sim a todas estas perguntas, parabéns, e fique atento para o horário de partida do seu disco voador, pois, a qualquer momento, você terá que voltar para o seu planeta!

Entre nós, terrestres, o sim é uma resposta rara. Na maioria das vezes, não há vagas, não querem editar nossos poemas, não temos fiador, a garota não quer ouvir os discos em sua casa, o garoto não quer usar camisinha e o guarda de trânsito não foi com a sua cara e vai multá-lo sim senhor. Não está fácil pra ninguém.

Ao contrário do que possa parecer, esta não é uma visão pessimista da vida. As coisas são assim, dão certo e dão errado. Pessimismo é acreditar que um "não" seja uma barreira para realizar nossos planos. Tem gente que fica paralisado diante de um não, nunca mais vai à luta. Já o otimista resmunga um pouco e, em seguida, respira fundo e segue em frente.

Quando eu tinha uns dezessete anos, mandei meus versos para um concurso de poesia. Não ganhei nem menção honrosa. Daí, entreguei meus versos para o Mário Quintana avaliar. Ele não respondeu. Neste meio tempo, eu estava apaixonada por um cara e ignorava minha existência. Quando eu não estava pensando nele, fazia planos de morar sozinha, mas o meu estágio não era remunerado.

Aí, quis viajar para a Europa, mas não conseguira entrar num programa de intercâmbio. Surpreendentemente, não passou pela cabeça a idéia de me atirar embaixo de um caminhão.

Hoje tenho nove livros publicados, cinco deles de poesia, sou casada com o homem que amo, tenho a profissão dos sonhos e viajo uma vez por ano, e tudo isso sem ganhar na mega-sena, sem cirurgia plástica, sem pistolão ou pacto com o demônio. O segredo: cada "não" que eu recebi na vida, entrou por um ouvido e saiu pelo outro. Não os colecionei, não foram sobrevalorizados; esperei sem pressa a hora do "sim".

O "não" é tão freqüente, que chega a ser banal. O "não" é inútil, serve só pra fragilizar nossa auto-estima. Já o "sim" é transformador. O "sim" muda sua vida. "'Sim', aceito casar com você"; "'sim', você foi selecionado"; "'sim', vamos patrocinar sua peça"; "'sim', Ana Paula Arósio deu o número do celular dela".

Quando não há o que detenha você, as coisas começam a acontecer sim.  

(Martha Medeiros) 

OS JORNAIS  

(Matérias obtidas no site EBC Empresa Brasil de Comunicação, que as fornece gratuitamente) 

∆∆∆ A investigação de corrupção na Petrobras levou o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e outros investigadores, aos Estados Unidos. Eles se reuniram hoje com a subsecretária de Justiça, Leslie Cadwell, e com Magdalena Boyton, a diretora responsável por investigações criminais na América do Sul. Também foram à sede do FBI. Nesta terça, Janot vai à SEC, órgão que investiga se as irregularidades na Petrobras causaram prejuízos a investidores que têm ações da estatal na Bolsa de Nova York. 

∆∆∆ Com popularidade em queda e dificuldades para unir a base aliada, a presidente Dilma enfrenta agora fogo amigo em seu partido. Defendido por ela desde a posse, o ajuste fiscal virou alvo de petistas, preocupados com sua imagem junto ao eleitorado. Das 435 emendas apresentadas até ontem à medida provisória que muda as regras de pensões e auxílio-doença, 66 são do PT, informa Fernanda Krakovics. Uma delas, da senadora e ex-ministra Gleisi Hoffmann (PT-PR), suprime mudança no cálculo das pensões. Na mesma linha, o deputado Vicentinho (PT-SP) quer manter as regras atuais para pensões a viúvas. À MP que muda o seguro-desemprego já foram apresentadas 201 emendas, 36 do PT. 

∆∆∆ Com o governo em busca de estratégias para enfrentar o momento ruim, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, diz que “não há nenhum fato que indique que a presidente da República tenha qualquer envolvimento” no escândalo da Petrobras. Ontem, Dilma reuniu seis ministros mais próximos para discutir como enfrentar o escândalo e a queda na sua popularidade.

∆∆∆ O país terminará este ano com a economia estagnada, com a inflação acima de 7% e sem que o governo cumpra a meta fiscal anunciada por Joaquim Levy (Fazenda). Esse é o cenário traçado por economistas na mais recente sondagem feita pelo Banco Central. Pela primeira vez, projetam variação zero para o PIB de 2015. Os analistas revisaram de 1,15% para 1% do PIB a projeção de superavit do setor público, abaixo da promessa do ministro de 1,2%. A previsão para o IPCA (índice oficial de inflação) continua subindo e chegou a 7,15%. Já as estimativas para os anos seguintes recuaram, mas estão acima do esperado pelo governo.

∆∆∆ Analistas do mercado revisaram novamente suas projeções e, agora, estimam que o PIB não terá crescimento este ano, segundo o Boletim Focus, do BC. A projeção média para a inflação aumentou para 7,15%, acima do teto da meta, que é de 6,5%. Segundo especialistas, o risco de racionamento de energia e de água provocou mais pessimismo com a economia, e já há quem projete queda de até 0,8% no PIB. 

∆∆∆ Com a ajuda das chuvas, o reservatório Paraibuna, o maior dos quatro que abastecem o Estado do Rio, teve um ligeiro aumento no nível de água para 0,08%, deixando de operar no volume morto, o que acontecia há três semanas. Ontem, a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, e o governador Pezão se reuniram para traçar um plano , com obras emergenciais, para minimizar os prejuízos da redução da vazão do Paraíba do Sul em quatro indústrias da região, entre elas a CSN. 

∆∆∆ Eduardo Cunha decreta - Aborto e regulação da mídia de fora: Novo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) descartou qualquer chance de a Casa votar propostas que flexibilizem o aborto. E disse que também não põe para votar regulação da mídia, defendida por parte do PT. 

∆∆∆ Míriam Leitão: Recessão encomendada - O Brasil caminha para a recessão porque o governo cometeu sucessivos erros. Aumentou os gastos e produziu um enorme déficit ; reprimiu tarifas; ignorou os alertas sobre a crise elétrica, permitindo que as empresas pegassem empréstimos para repassar aos preços. Agora é a hora do ajuste: a inflação subiu, a crise elétrica se agravou e os gastos têm que ser cortados.  

∆∆∆ O novo presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, conversará nesta semana com investidores nacionais e internacionais para tentar tranquilizá-los sobre os rumos da estatal. Com o escândalo de corrupção, a companhia não obteve um balanço auditado, afetando sua imagem. Bendine dirá que os acionistas lucrarão mesmo assim.

∆∆∆ Em meio à pior crise se imagem de um governo do PT, Dilma buscará a ajuda de Lula e do marqueteiro João Santana para afinar estratégia de recuperação da popularidade. As reuniões devem ocorrer nesta semana. Para tentar reverter os números apurados pelo Datafolha, a presidente quer finalizar rapidamente o pacote de medidas anticorrupção.  

∆∆∆ O governo paulista encontrou uma nova reserva de água abaixo do nível atual de captação do Cantareira, o sistema com a situação mais crítica entre os que abastecem a Grande SP. Ainda será calculada a quantidade de água dessa reserva e , caso se comprove que é tecnicamente viável explorar o local, ela representará a quarta cota do volume morto. Está em uso hoje a segunda cota. 

∆∆∆ As notas dos alunos do 5° ano do ensino fundamental melhoraram em matemática e português no ano passado nas escolas estaduais paulistas, segundo o Saresp, exame aplicado pelo governo de São Paulo. Já as do ensino médio praticamente estacionaram em nível abaixo do adequado.  

∆∆∆ Bom dia a todos!

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

DICA DO DIA 

As coisas simples são as mais poderosas. Qualquer um pode sugerir uma solução complicada para um problema, porém, o verdadeiro gênio é capaz de encontrar uma solução simples e elegante.

Para adquirirmos aptidão para a simplicidade, devemos experimentar a vida de forma direta. Devemos procurar o verdadeiro sentido das coisas e não complexos significados ocultos. Para podermos experimentar o sereno poder da simplicidade, devemos aquietar a ira, a inveja, o remorso, a preocupação e a decepção.

A simplicidade vive na beleza e na honestidade. A simplicidade pode envolver o mundo inteiro, sem ser consumida por ele. Aceite as coisas como elas são e você alcançará o poder da simplicidade.  

(Autor anônimo)
 

OS JORNAIS  

(Matérias obtidas no site EBC Empresa Brasil de Comunicação, que as fornece gratuitamente) 

∆∆∆ A forte queda no índice de avaliação da presidente Dilma Rousseff tornará ainda mais difícil a aprovação de medidas de interesse do governo no Congresso. Diante do resultado da última pesquisa Datafolha em que o índice de aprovação do governo caiu de 42% para 23% em dois meses, líderes de partidos da base admitem que a relação do Executivo com o Parlamento tende a piorar, e por isso, correm risco medidas impopulares apresentadas no início deste segundo mandato, como as mudanças nas regras do seguro-desemprego e do abono salarial. Caciques do PT admitem que é preciso melhorar o diálogo com a sociedade, mas analistas preveem que o desencanto da população deve crescer.  

∆∆∆ Foragido da Operação Lava-Jato, o consultor Mário Góes, acusado de ser um dos operadores do esquema, entregou-se ontem à Polícia Federal em Curitiba.  

∆∆∆ A crise hídrica, que já atinge a agropecuária brasileira, pode piorar ainda mais se houver racionamento de água. Especialistas estimam em R$ 20 bilhões a queda da receita agrícola, caso haja um corte de 10% no fornecimento de água para a Região Sudeste. Entre as lavouras afetadas estão as de produtos que o país exporta: café, laranja e cana-de-açúcar. A agricultura é responsável por 70% do consumo de água no Brasil.  

∆∆∆ O presidente da rede Riachuelo, Flávio Rocha, defende com unhas e dentes a necessidade de recuperação do espaço perdido pela indústria no Brasil, antes de se pensar na disputa pelo mercado internacional: “Só se fala em exportação, quando é mais fácil recuperar o que se perdeu aqui”. Ele ressalta que o varejo foi o grande propulsor da inclusão social na última década. Como assumido liberal, Rocha reclama do peso do Estado na economia e defende a privatização da Petrobras. 

∆∆∆ A nomeação do ex-presidente do Banco do Brasil Aldemir Bendine para o comando da estatal desagradou o mercado e gerou apreensão entre os empregados da companhia, que torcem agora para a indicação de uma diretoria formada por quadros técnicos. 

∆∆∆ A maioria dos brasileiros apoia um racionamento de energia elétrica, aponta pesquisa Datafolha, que mostra também, na Grande São Paulo, aval majoritário para o rodízio de água. Nos dois casos, a adesão é maior entre os mais escolarizados, os mais jovens e os mais ricos. No levantamento nacional, com 4.000 pessoas em 188 municípios, 65% dos entrevistados disseram apoiar a “adoção imediata” da restrição ao fornecimento de luz. Com o baixo nível dos reservatórios no país, o Ministério das Minas e Energia cogita recorrer à medida. Na região metropolitana de São Paulo, 60% das pessoas defendem o rodízio de água, opção que deve ser adotada pela gestão Alckmin (PSDB). Neste domingo (8), o nível do sistema Cantareira, que abastece 6,2 milhões de pessoas na Grande SP, era de apenas 5,7%. Para quase um terço dos entrevistados, o principal culpado pela crise na energia é o governo Dilma (PT). Em São Paulo, 37% veem o governo estadual como o maior responsável pela escassez de água.  

∆∆∆ De cada dez brasileiros, sete afirmam não ter um partido político. É o recorde desde 1989, quando o Datafolha fez pela primeira vez a pergunta. No final do ano passado, eram seis em dez. Entre dezembro de 2014 e janeiro, a porcentagem dos que declararam ter o PT como legenda predileta caiu de 22% para 12%. A taxa dos que preferem o PSDB oscilou de 7% para 5%. 

∆∆∆ Mais de 2.000 iraquianas, da minoria yazidi, são mantidas há seis meses como escravas sexuais, “esposas” ou servas do Estado Islâmico em Mossul (Iraque) e Raqqa ( Síria), relatam Patrícia Campos Mello e Fabio Braga (Folha de S. Paulo). 

∆∆∆ Bom dia a todos!