sábado, 2 de janeiro de 2016

DICA DO DIA 

Você é a principal fonte de energia das suas próprias limitações. Pare de alimentar suas limitações, pare de aceitá-las como um destino definitivo e elas desaparecerão gradualmente.

Toda vez que você diz em voz alta ou para si mesmo “Nunca serei capaz”, você está reafirmando suas limitações.

Quando você explica seu comportamento dizendo “Eu sou assim”, você está construindo e fortalecendo os limites que o impedem de avançar. Sua mente é a responsável por sua própria versão da realidade. Qualquer limitação que ocupe sua mente é, de fato, real.

Sobre o que aquela voz na sua cabeça fica falando o dia inteiro? Ela está barrando ou impulsionando você? Ela está constantemente dizendo “Nunca vou conseguir” ou “Eu não posso”? Você está sempre ocupado se convencendo das suas limitações?

Essa voz interior é capaz de dizer o que você quer que ela diga. Ouça o que você está dizendo a si mesmo e pense a respeito. Você realmente precisa se criticar e se limitar? Trabalhe para incentivar a si a mesmo e observe quão rapidamente o mundo muda para melhor.

(Autor Anônimo)
 

HISTÓRIA: Exemplo nacional
Em 02 de janeiro de 1987, Ulysses Silveira Guimarães assumia a presidência da Assembléia Nacional Constituinte. Tornou-se presidente do PMDB em 1980 e sempre foi considerado um dos maiores representantes na busca pela democracia do Brasil. Morreu em acidente de helicóptero em 12 de outubro de 1992. 

O que o PT quer
Para combater a crise e superar a pauta do ajuste fiscal, a bancada do PT na Câmara vai levar à presidente Dilma Rousseff e ao ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, um documento com 14 propostas para reorientar a política econômica, conta Sérgio Roxo (O Globo). O partido avalia que o governo precisa ser pressionado e prega “aprofundar a justiça tributária”. Uma das ideias é adotar sete alíquotas de Imposto de Renda, que chegariam a 40% para salários acima de R$ 108 mil por mês. Os petistas sugerem que o governo busque acordos com a China para financiar o setor produtivo.
 

Reajuste do Bolsa Família é vetado
A presidente Dilma Rousseff sancionou a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2016 com 58 vetos. Entre os pontos rejeitados está o que estabelecia reajuste de todos os benefícios do Bolsa Família de acordo com a inflação dos últimos 20 meses. A lei foi assinada em 31 de dezembro. Principal bandeira social da gestão petista, o programa teria benefícios reajustados em pelo menos 16,6%. A taxa corresponde ao IPCA acumulado de maio de 2014 a novembro de 2015, último dado apurado pelo IBGE. Hoje, o valor do benefício básico é de R$ 77 e pode chegar a R$ 336 por família. O governo alegou que o reajuste provocaria redução do total de beneficiários. A previsão é de gasto de R$ 28,1 bilhões com o Bolsa Família em 2016 – alta de 1,44% sobre 2015. Outros pontos vetados foram o dispositivo que determinava imediata execução orçamentária de emendas parlamentares e o que vedava concessão de empréstimos do BNDES para obras e investimentos no exterior. 

●●● Bom dia a todos!

sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

DICA DO DIA 

Diz a famosa parábola: “Me digas com quem andas, que te digo quem tu és”. Nunca uma frase foi tão atual, mesmo com mais de 2.000 anos de existência. Criar em volta de si uma atmosfera positiva, com pessoas voltadas às energias positivas do universo, é o caminho mais curto para quem busca a satisfação plena, tanto no plano profissional como no pessoal. Estar cercado de energias e pessoas positivas é como criar uma proteção muito forte contra as oscilações e as surpresas que a vida nos reserva. A energia positiva do homem é tão poderosa que contraria e quebra uma lógica da física: mentes carregadas positivamente atraem mentes positivas.

Pratique isso em sua vida e construa um mundo bem melhor para as próximas gerações.

(Autor Anônimo)
 

HISTÓRIA: Dia Mundial  da Paz

O Dia Mundial da Paz é comemorado em quase todo o mundo em primeiro de janeiro.

Nesse dia, as pessoas trocam votos de alegria, de paz e de felicidade para o ano que se inicia.

Tradicionalmente as pessoas ficam acordadas até a meia-noite do dia 31 de dezembro, quando se comemora com muita festa a virada do ano.

Esse dia foi criado em 1968, pelo Papa Paulo VI, para que fosse celebrado pelos verdadeiros amigos da Paz, independente de credo, raça, posição social ou econômica. 

Réveillon amarelo
O amarelo nunca esteve tão presente no réveillon de Copacabana. Rivalizando com o branco da paz, a cor da prosperidade se destacou na multidão de dois milhões de pessoas que lotaram a praia para saudar 2016. A comemoração na Avenida Atlântica teve demostrações de esperança na superação das dificuldades recentes e dos desafios do ano que acaba de começar: O Rio, que em agosto recebe os primeiros Jogos Olímpicos da América do Sul, tem que honrar um extenso calendário de entrega de obras e melhorar a mobilidade urbana. Em meio à crise financeira estadual que compromete o atendimento nos hospitais públicos, há ainda o desafio de se evitar o agravamento das doenças transmitidas por um antigo inimigo, o mosquito Aedes aegypt dengue e zika, que pode causar microcelafia. Os desafios chegam a Brasília, onde a política permanece minada: a presidente Dilma Rousseff, que ontem admitiu que 2015 foi um ano difícil mas previu um 2016 melhor, continuará enfrentando o processo de impeachment, e o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, seguirá sob o risco de perder seu mandato. Na economia, o país tem como principais tarefas evitar que a maior recessão em 35 anos se amplie, resgatar a confiança do setor produtivo e do mercado financeiro, e interromper a escalada da inflação e do desemprego. Na Europa, o réveillon foi marcado pelo clima de medo de ações terroristas. 

●●● Bom dia a todos!

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

DICA DO DIA 

Para fazer felicidade,
pegue meia dúzia de amigos,
descasque as máscaras,
até que fique tudo bem transparente.
Junte duas partes que se separaram,
mas ainda se amam,
até que todos se entendam.
Depois mexa tudo.
Com meio quilo de amor, em uma tigela de amizade,
complete com compreensão e leve ao forno
até que fique tudo dourado e bem sincero.
Para acompanhar, pegue seus sentimentos
e retire os medos, as traições e os rancores,
pois estes amargam muito.
Misture o restante com boas recordações,
música, beijos e abraços de pessoas queridas a seu gosto.
Em hipótese alguma bata na massa, apenas misture:
violência faz com que o amor perca o sabor e a amizade estrague.

O rendimento é de infinitas porções.

(Autor Anônimo)

 

Crônica


FIM DE ANO, TEMPO DE BALANÇO


Gildo Sanches (publicada no jornal O PRATIANO)


Quando o fim do ano chega, lá pelos primeiros dias de dezembro, a grande preocupação de todo mundo é começar a fazer o balanço anual. As empresas, os bancos, qualquer organização que se preza têm isso como obrigação. Aliás, hoje é muito mais fácil do que no passado. Com essas possantes máquinas, os computadores, que a cada dia são dotadas de maior capacidade de armazenar dados e fazer cálculos, quem leva os registros diários nos trinques não tem muito mais o que fazer do que abrir o programa contábil, verificar o controle de estoque, totalizar os números e arquivar, para imprimir depois, se for o caso, as demonstrações dos ativos e passivos, receitas e despesas, lucros ou... prejuízos...

E o ser humano? Será que todos fazem também o seu balanço pessoal? Será que rememoram tudo o que fizeram nos 365 dias do ano, em relação à sua vida, ao convívio com os que os rodeiam, com os familiares, os amigos, os colegas de trabalho? Bem, eu conheço muita gente que aproveita esse tempo diferente, envolto pela atmosfera natalina, para refletir, para meditar sobre o que passou, sobre como viveu, sobre seu modo de pensar e de agir em casa, no trabalho, na rua. Descobrem, muitas vezes, que poderiam ter agido de outro modo e que o “balanço” não lhes foi muito favorável...

Se aconteceu com você, a título de sugestão, aqui estão algumas dicas para o próximo ano, no que diz respeito ao relacionamento pessoal. Isto pode ajudar seu “balanço” a produzir “lucros” no final de 2016.

Este texto, que encontrei na Internet, fala de relações humanas: “Estamos todos tão juntos e, no entanto, estamos morrendo de solidão. Nós temos escolha: podemos escolher a alegria em vez da tristeza, a felicidade em lugar do desespero, o riso em lugar das lágrimas, o trabalho em lugar da apatia”. E ensina: “Para mantermos um relacionamento interpessoal de alto nível, é importante valorizar as pessoas com as quais mantemos contato. Se você desejar ser líder, ou mesmo, uma pessoa bem relacionada e de sucesso na vida, é fundamental desenvolver uma personalidade positiva, bem como aplicar diariamente alguns princípios”.

Por exemplo: cumprimente as pessoas com um sorriso, mostrando-se feliz ao vê-las; chame as pessoas pelo seu nome; faça as pessoas sentirem que elas têm valor; incentive as pessoas para o sucesso; elogie as pessoas pelo que elas têm de bom; escute as pessoas com atenção; seja humilde; considere os sentimentos e opiniões de outras pessoas; desenvolva uma personalidade positiva.

        Se você seguir essas dicas, estará praticando algo mais que o bom relacionamento. Estará exercitando o princípio da fraternidade humana, uma das coisas mais belas da vida. 

HISTÓRIA: Desastre no Ano Novo
Em 31 de dezembro de 1988, 150 pessoas a bordo do Bateau Mouche IV foram surpreendidas entre a Ilha de Cotunduba e o Morro da Urca. O barco de casco chato, mais adequado a águas tranquílas, não suportou o excesso de peso. A meia-noite, o saldo do acidente incluía 55 mortos, entre eles, a atriz Yara Amaral. 

Pagamento efetuado
O governo anunciou o pagamento de R$ 72,4 bilhões referentes a todas as pedaladas fiscais devidas aos bancos públicos e ao FGTS. A maior parte (R$ 55,8bilhões),do primeiro mandato da presidente Dilma Rousseff, foi quitada nos últimos dias. O acerto dos restantes R$ 16,6 bilhões – débitos contraídos em 2015 – foi feito entre janeiro e novembro. Com isso, o governo espera criar um fato político para enfraquecer o processo de impeachment no Congresso. Responsável pela defesa de Dilma Rousseff, o advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, disse que, com o pagamento, a tese usada para afastar a presidente “perde fôlego”. O governo tem “pressa” em tirar o assunto da pauta. Para Adams, a decisão ajuda a mostrar que a gestão Dilma Rousseff está disposta a cumprir as orientações dos órgãos de controle e que o debate sobre a assinatura de decretos orçamentários é tentativa de criar uma “infração que não existe”. As pedaladas são dívidas contraídas com BNDES, Banco do Brasil, Caixa e FGTS sem o respectivo pagamento.

●●● Bom dia E fELIZ ANO NOVO a todos!

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

DICA DO DIA

Ei! Sorria... Mas não se esconda atrás desse sorriso...
Mostre aquilo que você é, sem medo.
Existem pessoas que sonham com o seu sorriso, assim como eu.
Viva! Tente! A vida não passa de uma tentativa.

Ei! Ame acima de tudo, ame a tudo e a todos.
Deles depende a sua felicidade completa.
Não feche os olhos para a sujeira do mundo, não ignore a fome!
Esqueça a bomba, mas antes, faça algo para combatê-la, mesmo que se sinta incapaz.
Procure o que há de bom em tudo e em todos.
Não faça dos defeitos uma distância, e sim uma aproximação.
Aceite! A vida, as pessoas, faça delas a sua razão de viver.
Entenda! Entenda as que pensam diferente de você, não as reprove.

Ei! Olhe... Olhe à sua volta, quantos amigos...
Você já tornou alguém feliz hoje?
Ou fez alguém sofrer com o seu egoísmo?

Ei! Não corra. Para que tanta pressa? Corra apenas para dentro de você.
Sonhe! Mas não prejudique ninguém e não transforme seu sonho em fuga.
Acredite! Espere! Sempre haverá uma saída, sempre brilhará uma estrela.
Chore! Lute! Faça aquilo que gosta, sinta o que há dentro de você.

Ei! Ouça... Escute o que as outras pessoas têm a dizer, é importante.
Suba... faça dos obstáculos degraus para aquilo que você acha supremo, mas não se esqueça daqueles que não conseguem subir a escada da vida.

Ei! Descubra! Descubra tudo aquilo que há de bom em você.

(Autor Anônimo)
 

HISTÓRIA: Pausa nos bombardeios
Em 30 de dezembro de 1972, os norte-americanos promovem uma parada nos ataques aéreos ao Vietnã do Norte. Em janeiro do ano seguinte, ocorre o acordo de Paris, estabelecendo o cessar-fogo, a retirada das tropas norte-americanas, a convocação das eleições gerais no Vietnã do Sul e a libertação dos prisioneiros. 

Erros e novo salário mínimo
O petista Jaques Wagner, ministro da Casa Civil, admitiu que erros cometidos pelo governo Dilma em 2013 e 2014 contribuíram para a grave crise que o país enfrenta. O ano de 2015 “foi tão duro” por causa deles, disse Wagner, citando a “desoneração exagerada” e “programas de financiamento num volume muito maior do que a gente aguentava”. O governo anunciou aumento de 11,67% para o salário mínimo, que passará a R$ 880 em 1° de janeiro. 

●●● Bom dia a todos!

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

DICA DO DIA

Uma mulher saiu de sua casa e viu três anciões com longas barbas brancas sentados em frente ao quintal dela. Ela não os reconheceu, mas os convidou a entrar:

- Acho que não os conheço, mas devem estar com fome. Por favor, entrem e comam algo.

- Só um de nós poderá entrar a convite de sua família toda.

- Por que isto?

Um dos velhos explicou:

- Seu nome é Fartura. – disse, apontando um dos seus amigos. Mostrando o outro, falou:

- Ele é o Sucesso e eu sou o Amor. Sua família decide qual de nós será convidado. Agora vá e discuta com ela qual de nós vocês mais querem em sua casa.

A mulher entrou e contou tudo ao marido e à filha. Afoito, o marido disse:

- Que bom ! Neste caso, vamos convidar Fartura.

- Meu querido, por que não convidamos o Sucesso?

A filhinha deles ouvia tudo do outro canto da sala e sugeriu:

- Não seria melhor convidar o Amor?

- Sigamos o conselho de nossa filha - disse o marido para a esposa, que logo fez um sinal de aprovação - Vá lá fora e chame o Amor para ser nosso convidado.

A mulher saiu e perguntou aos três homens:

- Qual de vocês é o Amor? Por favor, entre e seja nosso convidado.

O Amor levantou-se e seguiu em direção à casa. Os outros dois levantaram-se e seguiram-no.

Surpresa, a senhora perguntou-lhes:

- Apenas convidei o Amor. Por que vocês entraram?

- Se você chamasse Fartura ou Sucesso, os outros dois esperariam aqui fora, mas como você convidou o Amor, onde quer que ele vá, os outros vão com ele. Onde há Amor, há também Fartura e Sucesso!!!

(Autor Anônimo)
 

HISTÓRIA: Sobreviventes do terror
Em 29 de dezembro de 1972 são resgatados com vida, 14 passageiros de um avião que caiu na Cordilheira dos Andes. Eles permaneceram 72 dias suportando baixas temperaturas, precisando tomar decisões para a sobrevivência. A mais cruel delas foi a de utilizar a carne humana dos mortos como alimento. 

Vacina contra a Dengue
A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) liberou nessa segunda-feira (28) a comercialização da primeira vacina contra a dengue registrada no Brasil: a Dengvaxia, do laboratório francês Sanofi Pasteur.

A aprovação anunciada no início do verão não significa que o medicamento estará disponível para compra de laboratórios nas próximas semanas. A vacina precisa ainda passar por regulação de preço para estar disponível na rede particular de saúde, o que deve ocorrer ao longo do primeiro semestre de 2016. Ainda não há previsão para a vacina ser adotada no SUS, informa o Ministério da Saúde.

O Ministério da Saúde e o laboratório fabricante informam que a vacina tem 65,6% de eficácia global no combate aos quatro sorotipos do vírus da dengue. É um índice de eficácia menor ao de outras vacinas adotadas na rede pública de saúde, a exemplo da que protege contra a febre amarela: mais de 90%. 

Durante o ano de 2015 o Brasil viveu uma epidemia de dengue, mais uma vez. Pelo menos 1,5 milhão de pessoas foram infectadas com o vírus da doença, o que significa aumento de 176% em relação a 2014. O país sofre ainda um surto causado pelo zika vírus. Os dois vírus são transmitidos pelo mosquito Aedes aegypti.

Após o anúncio da aprovação da vacina, muitos brasileiros se perguntaram se ela também vai ajudar na luta contra o zika vírus. Os especialistas respondem: "A vacina não protege contra zika e chikungunya, apenas contra o vírus da dengue", explicou ao UOL a médica Mônica Jacques de Moraes, diretora da Sociedade Brasileira de Infectologia.  

●●● Bom dia a todos!

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

DICA DO DIA 

Conta uma antiga lenda que na Idade Média um homem muito religioso foi injustamente acusado de ter assassinado uma mulher. Na verdade, o autor do crime era pessoa influente do reino e, por isso, desde o primeiro momento se procurou um "bode expiatório" para acobertar o verdadeiro assassino.

O homem foi levado a julgamento, já temendo o resultado: a forca. Ele sabia que tudo iria ser feito para condená-lo e que teria poucas chances de sair vivo desta história.

O juiz, que também foi comprado para levar o pobre homem à morte, simulou um julgamento justo, fazendo uma proposta ao acusado para que este provasse sua inocência.

- Sou de uma profunda religiosidade e por isso vou deixar sua sorte nas mãos do Senhor: vou escrever num pedaço de papel a palavra INOCENTE e no outro pedaço a palavra CULPADO. Você sorteará um dos papéis e aquele que sair será o veredicto. O Senhor decidirá seu destino - determinou o juiz.

Sem que o acusado percebesse, o juiz preparou os dois papéis, mas em ambos escreveu CULPADO de maneira que, naquele instante, não existia nenhuma chance de o acusado se livrar da forca.

Não havia alternativas para o pobre homem. O juiz colocou os dois papéis em uma mesa e mandou o acusado escolher um. O homem pensou alguns segundos e, pressentindo a "vibração", aproximou-se confiante da mesa, pegou um dos papéis e rapidamente colocou na boca e engoliu. Os presentes ao julgamento reagiram surpresos e indignados com a atitude do homem.

- Mas o que você fez? E agora? Como vamos saber o seu veredicto?

- É muito fácil. - respondeu o homem - Basta olhar o outro pedaço que sobrou e saberemos que acabei engolindo o contrário.

Imediatamente o homem foi liberado.

MORAL DA HISTORIA:

Por mais difícil que seja uma situação, não deixe de acreditar até o último momento. Saiba que, para qualquer problema, há sempre uma saída. Não desista, não entregue os pontos, não se deixe derrotar. Vá em frente apesar de tudo e de todos, creia que pode conseguir.

(Autor Anônimo)
 

HISTÓRIA: Cinema para o público
Em 28 de dezembro de 1895, Louis Lumiére realizou os primeiros espetáculos regulares de Cinema. Para chegar ao primeiro aparelho, foi preciso resolver trs dificuldades: a análise do movimento, a fixação desse movimento num recipiente qualquer e a sua projeção fora do aparelho. 

CORTES DE CARGOS SÓ CHEGOU A 11% DO ANUNCIADO
Três meses após a presidente Dilma anunciar uma reforma que previa o corte de 3 mil cargos de confiança, a extinção de 30 secretarias especiais e uma economia anual de R$ 200 milhões, quase nada saiu do papel, nem mesmo a redução dos salários dela, do vice Michel Temer e dos ministros, informam Simone Iglesias e Martha Beck (O Globo). O corte de gastos com pessoal foi um dos pontos do pacote anunciado por Dilma para cobrir o déficit de R$ 30,5 bilhões previsto no Orçamento de 2016. Dos 3 mil cargos, só 346 foram cortados. Das 30 secretarias, só sete deixaram de existir. Após o anúncio do enxugamento, Dilma teve de dar mais cargos a aliados em troca de apoio contra o impeachment. 

●●● Bom dia a todos!

domingo, 27 de dezembro de 2015

DICA DO DIA

Uma das grandes preocupações de nosso pai, quando éramos pequenos, consistia em fazer-nos compreender o quanto a cortesia é importante na vida.

Por várias vezes percebi o quanto lhe desagradava o hábito que têm certas pessoas de interromper a conversa quando alguém está falando. Eu, especialmente, incidia muitas vezes nesse erro. Embora visivelmente aborrecido, ele, entretanto, nunca ralhou comigo por causa disso, o que me surpreendia bastante.

Certa manhã, bem cedo, ele me convidou para ir ao bosque a fim de ouvir o cantar dos pássaros. Concordei, com grande alegria, e lá fomos nós, umedecendo nossos calçados com o orvalho da relva. Ele se deteve em uma clareira e, depois de um pequeno silêncio, me perguntou:

— Você está ouvindo alguma coisa além do canto dos pássaros?

Apurei o ouvido alguns segundos e respondi:

— Estou ouvindo o barulho de uma carroça que deve estar descendo pela estrada.
— Isso mesmo... - disse ele - É uma carroça vazia...

De onde estávamos não era possível ver a estrada e eu perguntei admirado:

— Como pode o senhor saber que está vazia?

Meu pai pôs a mão no meu ombro e olhou bem no fundo dos meus olhos, explicando:

— Por causa do barulho que faz. Quanto mais vazia a carroça, maior é o barulho que faz.

Não disse mais nada, porém deu-me muito o que pensar. Tornei-me adulto e, ainda hoje, quando vejo uma pessoa tagarela e inoportuna, interrompendo intempestivamente a conversa de todo o mundo, ou quando eu mesmo, por distração, vejo-me prestes a fazer o mesmo, imediatamente tenho a impressão de estar ouvindo a voz de meu pai soando na clareira do bosque e me ensinando:

— Quanto mais vazia a carroça, maior é o barulho que faz.

(Autor Anônimo)
 

HISTÓRIA: O dinheiro do mundo
Em 27 de dezembro de 1945, era inaugurado o Fundo Monetário Internacional. Na Conferência de Bretton Woods, nos Estados Unidos, são discutidos e aprovados os estatutos constitutivos. A partir desta data entram em vigor, após a assinatura de 29 países, correspondentes a 80% da sua quota inicial. 

Apoio ao governo na Câmara tem baixo nível
2015 o ano com o mais baixo nível de apoio ao governo na Câmara desde 2003, quando o PT assumiu a Presidência pela primeira vez, informam Guilherme Duarte e Rodrigo Burgarelli (Estadão). Registros do Basômetro, aplicativo do Estado que calcula se parlamentares votam de acordo com a orientação do governo, revelam que a taxa média de governismo deste ano foi de 67%. Dados divulgados pela Câmara trazem a orientação do governo em legislaturas completas dos últimos 12 anos. Na série histórica, a média de apoio é de 81%. O pico foi em 2004, segundo ano do primeiro mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, quando a adesão atingiu 91%. Houve queda após o estouro do mensalão, em 2005, mas logo o governo conseguiu reconstruir a base e, em 2008, já atingia 88% de apoio entre deputados. O fim da era Lula, porém, parece coincidir com a queda quase constante no governismo. No primeiro ano do governo Dilma, o índice era de 85%. De lá para cá, as quedas anuais foram constantes. 

●●● Bom dia a todos!