segunda-feira, 18 de abril de 2016

DICA DO DIA

Que a gente saiba apreciar as pequenas vitórias. E não esqueça que o pensamento é a chave do bem-estar. Que a gente cuide da saúde e da alma. E gaste energia somente no que faz bem. Que a gente fique de olhos e ouvidos abertos. E não se deixe levar por fofoca ou intriga. Que a gente passe a se preocupar com o que tem fundamento. E deixe pra lá o que não acrescenta ou faz bem…

(Clarissa Corrêa)

 

HISTÓRIA

Revolução Cultural
Mao Tsê-Tung lança, em 18 de abril de 1966, a grande Revolução Cultural na China Popular, para combater o revisionismo, afastando o Partido Comunista de seus adversários. Mao combateu, assim, a política econômica pragmática, baseada em incentivos materiais e individuais.

NOTÍCIAS

Começo do fim
Dilma Rousseff começou ontem a se despedir da cadeira de presidente do Brasil. pouco mais de um ano depois de reeleita e de 13 anos de PT no poder, a Câmara autorizou o processo de impeachment da petista por crime de responsabilidade. Isolada, sem apoio da grande maioria dos partidos de sua ampla coalizão eleitoral, Dilma dificilmente terá forças para impedir que o Senado abra o processo e a afaste do cargo, numa votação por maioria simples, nas próximas semanas. Em guerra declarada com o PMDB de seu vice Michel Temer, maior partido do Congresso, a presidente teve menos votos do que esperava o Planalto. Foi o que se viu também nas ruas por todo o país, onde as manifestações pró-impeachment reuniram mais público do que as de apoio ao governo. Não surtiu efeito sequer o esforço do ex-presidente Lula, cuja nomeação como ministro para escapar do juiz Sérgio Moro, da Lava-Jato, ajudou a agravar a crise. Temer assumirá por 180 dias assim que o Senado abrir o processo. 

Impeachment avança
367 deputados votaram a favor e 146, contra. Dilma promete ‘lutar até o fim’, mas Planalto vê situação dramática. Oposição tenta antecipar decisão do Senado, prevista para dia 11 de maio. Milhares vão às ruas em 23 Estados do País. 

☺☺☺ Bom dia todos!